You are on page 1of 6

BOLETIM TÉCNICO

N° 12 / 03
PROCEDIMENTOS DE TESTE PARA
GST24, GST41 E GST60
GSK24 E GSK41

1. LED VERMELHO PISCANDO: (UNIDADE INTERNA)
A- Indica que a unidade evaporadora esta no modo de descongelamento.
B- Indica também que a bandeja de água esta cheia. Isto pode ocorrer por excesso de umidade relativa do ar,
obstrução na entrada da bomba de água, ou por problemas na tubulação do dreno, (entupimentos, desnível
incorreto, etc.).
O compressor para, por até 10 minutos, para que o excesso de água seja drenado.
Após 10 minutos, em ambos os casos, o equipamento deve voltar ao funcionamento normal. Caso isto não ocorra,
verifique se o sensor da bomba de água não esta atuando incorretamente, ou o sensor de degelo, (de imersão), não
esta com valores fora da tabela do Boletim Técnico Nº 09/03.
O Sensor de nível da água [ ( X-120 )da placa principal, sensor normalmente fechado que só abre quando o
reservatório está para transbordar ) ]é apenas uma proteção para evitar transbordamento de água. A bomba de água
funciona direto sempre comandada pela placa eletrônica. Mesmo com a atuação do sensor a bomba deve funcionar.

2. LED AMARELO PISCANDO: (UNIDADE EXTERNA)
A- Para equipamentos novos – No ato da instalação.
Normalmente indica que as conexões dos cabos de interligação estão incorretas ou com mau contato. Siga
rigorosamente o esquema de ligações que se encontra afixado ao equipamento, tanto na evaporadora como na
condensadora, e verifique se os conectores não estão mal encaixados ou com mau contato nos terminais.
Nenhum cabo poderá ser invertido ou suprimido, incluindo não utilizar o cabo “terra”, como cabo condutor de
energia ou de comando.
São raros os casos de sensores ou proteções do equipamento estarem abertas ou danificadas, antes da instalação,
porém em caso de dúvida, siga os procedimentos de teste para “equipamentos usados”, e verifique se todos estão
Ok.

B- Para equipamentos usados – Em funcionamento.
Indica que alguma proteção na unidade externa, atuou, ou esta com defeito, como por exemplo;
1. Pressostato de alta atuou.
2. Pressostato de baixa atuou.
3. Protetor de sobre corrente ou de baixa tensão atuou.
4. Fusível térmico dos bornes de conexão, aberto.
5. Sensor de temperatura da descarga do compressor indicando alta temperatura.

1 e 2- PRESSOSTATOS DE ALTA E DE BAIXA PRESSÃO.
Os pressostatos verificam as pressões do equipamento, junto ao compressor, e protegem o mesmo de valores
inadequados para o funcionamento do mesmo.
PROCEDIMENTO DE TESTE – ITENS 1 E 2:
Abra a tampa frontal do condensador, e verifique os itens, conforme abaixo:
Com um multímetro, ajustado para a escala de “200 ohms”, ou “Continuidade”, solte os terminais de ligação do item a
ser testado, verifique se os termostatos de alta, ou de baixa, não estão abertos. Vide fig. 1.

3.pressão de alta falsa. o equipamento volta a funcionar automaticamente. o multímetro indicara “0” VAC. NOTA: Após o retorno do pressostato de baixa pressão a condição normal de funcionamento. obstruindo a livre passagem do ar através das aletas. se não há nada obstruindo a circulação de ar do condensador. o instrumento terá uma leitura da voltagem nominal do produto (220 VAC ou 380 VAC). “mascarando” o teste. proceda da seguinte maneira:  Mantenha os cabos dos pressostatos conectados. ajustado para a escala de “200 ohms”. Caso não seja possível colocar o equipamento em funcionamento. 4.  Selecione no multímetro a escala de voltagem VAC 750V. diretamente sobre o pressostato que se deseja medir – Fig 1. solte os terminais de encaixe na parte superior. e volte a religá-lo. verifique: 1. para verificar se não existem obstruções na linha frigorígena. Verifique as pressões. até o limite calibrado no mesmo. . verifique se as válvulas estão completamente abertas. Caso os pressostatos não estejam abertos.5 A e 26. e normalmente apresenta valores de 22. (mínimo por 15 min). 1 ATENÇÃO. 3. ou no capilar e filtros internos da máquina. o mesmo pode voltar a sua condição inicial. verifique o dispositivo conforme abaixo: PROCEDIMENTO DE TESTE – ITEM 3: Abra a tampa frontal do condensador.PROTETOR DE SOBRE-CORRENTE. em funcionamento. (RELÊ DE MERCÚRIO) OU (ELETRÔNICO) O sensor de sobre corrente (relê de mercúrio). ou “Continuidade”. verifique com o alicate amperímetro. conforme abaixo: Com um multímetro. se o condensador não se encontra com excesso de sujeira. Para o pressostato de alta. na partida. porém em caso de abertura do mesmo. e verifique se o relê de alta corrente/baixa tensão. Com os pressostatos na condição normal. e durante o funcionamento. detecta a aumento excessivo de corrente. causando a falha do equipamento.: Durante o funcionamento.  Procure por dois pontos livres para medição. o pressostato pode atuar. as pressões normais de trabalho do equipamento são 60 PSI para o lado de baixa e aproximadamente 90 para o lado de alta (obs. 3. Para solucionar esta situação. “fechado”.5 A. Desligue a alimentação do produto por pelo menos 30 segundos. após o capilar). o valor da corrente do equipamento. Vide fig. em repouso. 5. porém durante o processo de desconexão dos terminais. para leitura.Fig. e verifique os itens. é necessário dar um “RESET” no equipamento. e somente abram em funcionamento. mesmo após o mesmo ter retornado a condição normal de funcionamento.  Coloque o equipamento em funcionamento. Este limite pode ser lido em uma etiqueta fixada no mesmo.: para máquinas com capilar no condensador . (relê de mercúrio) não esta aberto. na estabilização. Antes de proceder ao teste abaixo. e compare com o valor nominal indicado a etiqueta de dados técnicos do produto. 2.

Para o relê eletrônico o teste é igual. e devem ser todos testados. . Vide fig. mesmo após o mesmo ter retornado a condição normal de funcionamento. “N2” etc. e verifique os itens. que por sua vez provocam mau contato nos terminais. remova a tarjeta branca com as inscrições “N1”. e protege o borne de ligações de excesso de temperatura provocado por conexões soltas. 4 No interior do rebaixo serão encontrados os “fusíveis térmicos”. ajustado para a escala de “200 ohms”. Vide fig. que estão em série. 3 NOTA: Para o sensor de mercúrio. 5 Com um multímetro. Desligue a alimentação do produto por pelo menos 30 segundos. é necessário dar um “RESET” no equipamento. PROCEDIMENTO DE TESTE – ITEM 4: Abra a tampa frontal do condensador. até o limite calibrado no mesmo.Fig. 6. O fusível térmico detecta a aumento excessivo de temperatura. 4. Vide Fig. em trono de 77ºC. ou “Continuidade faça a leitura diretamente nos terminais do fusível. porém o equipamento deve estar energizado para que o relê possa funcionar. ou a série completa. e com a ajuda de uma chave de fendas pequena. ocasionando a queima dos bornes. e volte a religá-lo. conforme abaixo: Desconecte os cabos do borne.FUSÍVEL TÉRMICO.

Desligue a alimentação do produto por pelo menos 30 segundos. 8. é necessário dar um “RESET” no equipamento. que monitora temperaturas críticas para o gás refrigerante. vide Fig. Alguns equipamentos.5 Fig. Este valor é de 50K ohms numa temperatura de 25ºC.4 Fig.6 NOTA: Para o fusível térmico. 7. .000 ohms). que é um sensor de temperatura de descarga do compressor. e verifique o valor ôhmico encontrado.SENSOR DE TEMPERATURA DE DESCARGA. e verifique os itens. (200. que utilizam compressor tipo Scroll. (50.000 ohms). Estes sensores são similares aos sensores de temperatura do ambiente e de imersão. solte o conector. Vide fig. conforme abaixo: Com um multímetro. ajustado para a escala de “200 K ohms”. mesmo após o mesmo ter sido substituído. e volte a religá-lo. 5. possuem mais uma proteção. PROCEDIMENTO DE TESTE – ITEM 3: Abra a tampa frontal do condensador.Fig. porém com um valor ôhmico diferente à 25ºC.

Para agilizar o processo. L1 com X-114 = 220 Volts Se não houver esta tensão as proteções descritas anteriormente estão abertas. Nestes equipamentos a placa para de funcionar e os LED´s de indicação ficam todos apagados. porém acima ou abaixo desses valores. é possível remover o sensor do tubo de imersão para que o mesmo esfrie mais rapidamente.Com o auxilio da tabela encontrada no boletim técnico Nº 13/03. o sensor pode estar com problemas. 6051 A e 6053. Proceder os testes da mesma maneira. até atingir a temperatura do ambiente. L2 com L2 entre a condensadora e evaporadora ). O sinal que chega na evaporadora das evaporadoras provém do conector L2. porém não há sinais nos LED´s vermelho e amarelo. o equipamento volta a funcionar automaticamente.) fig. Interliguem os cabos como descrito nos mesmos ( L1 com L1. correspondente a temperatura ambiente no local. são toleráveis. Em casos de acesso difícil na condensadora pode-se checar se os sinais estão chegando na evaporadora através de multímetro. Muito cuidado com as ligações. Para os equipamentos instalados com a placa 6031 ( Controle preto Y-311 ) os testes nos sensores são iguais. ATENÇÃO: Não efetue o teste logo após desligar o equipamento. Portanto: Placa 6051. Observações: Estes procedimentos se referem a equipamentos instalados com as placas 6051 – 6051 A – 6053 ( Controle Cinza Y-512 ). . Pequenas variações de até +/. pois a tubulação esta quente e demora a esfriar. (Aproximadamente 10 min. compare o valor com o que esta na tabela. L1 com X-112 = 220 Volts L1 com X-114 = 220 Volts Placa 6031. 7 Fig.8 NOTA: Após o retorno do sensor de temperatura a condição normal de funcionamento.10 %.

de Assistência Técnica 31/12/2003 Rua Itaqui 148 – Centro industrial Itaqui .06690–110 São Paulo/ SP PABX: (011) 2182-8934 FAX: (011) 2182-8941 E-mail assistec@gree.Cep.com.Depto.br .