CÁLCULO DA POLIGONAL

ROTEIRO

DADOS DO LEVANTAMENTO DE
CAMPO
• Ângulos horizontais;
• Distâncias;
• Azimute;
• Norte Magnético – caso o aparelho seja
zerado no norte magnético.

.NÚMERO DE VÉRTICES • Determinar o número de vértices (n).

cálculo dos ângulos internos . .CÁLCULO DO ÂNGULOS HORIZONTAIS • ∑ = 180* − 2 .para levantamento feito no sentido antihorario.

.cálculo dos ângulos externos .para levantamento realizado no sentido horario.CÁLCULO DO ÂNGULOS HORIZONTAIS • ∑ = 180* + 2 .

CALCULAR O ERRO ANGULAR (ea) • É a diferença entre a somatória dos ângulos horizontais teóricos (ƩAHT) com a somatória dos ângulos horizontais medidos em campo (externos ou internos). • =∑ −∑ .

Caso contrário. . deve-se refazer as medições angulares a campo.TOLERÂNCIA ANGULAR (Ta) • É o erro máximo aceitável nas medições. – n = número de vértices. • =p* • Onde: – p = precisão do equipamento. • Se ea < Ta – deve-se realizar uma distribuição do erro cometido entre as estações ou vértices.

CORREÇÃO ANGULAR (Ca) • Dividir o erro angular (ea) pelo número de vértices para saber a correção angular. • = .

.ÂNGULO HORIZONTAL CORRIGIDO (AHc) • Se ea for positivo deve-se subtrair a ca do ângulo horizontal de cada vértice. • Se ea for negativo deve-se somar a ca ao ângulo horizontal de cada vértice.

ou • Distribuir proporcionalmente o erro para cada estação. .DISTRIBUIÇÃO DO ERRO ANGULAR HORIZONTAL • Distribuir nos ângulos formados pelos menores lados da poligonal.

onde n é o número de estações da poligonal. • . os demais azimutes são calculados utilizando os ângulos horizontais medidos em campo. +∝ −180° – Onde: i = variando de 0 a (n-1). . – α = o ângulo horizontal.CÁLCULO DOS AZIMUTES • O azimute inicial é determinado pela orientação (bússola). + .

i+1 > 360 – deve-se subtrair 360° e se Azi. onde n é o número de estações da poligonal.CÁLCULO DOS AZIMUTES • . . + . • Se o resultado de Azi. +∝ −180° – Onde: i = variando de 0 a (n-1). – α = o ângulo horizontal.i+1 for negativo deve-se somar 360°.

. . ∗ sin ∗ cos .CÁLCULO DAS COORDENADAS PARCIAIS • = • % =% + + – Xi = Abscissa – Yi = Ordenada – Az = Azimute . .

• O erro planimétrico pode ser decomposto em uma componente na direção X e outra na direção Y.ERRO DE FECHAMENTO LINEAR • Coordenadas iniciais do ponto de partida (Xpp). . são atribuídas ou fornecidas.

ERRO DE FECHAMENTO LINEAR .

são as coordenadas calculadas.* -. − )) − %)) *+.* -. ( = / = %)) *+. e %)) *+. .ERRO DE FECHAMENTO LINEAR • Os valores de ex e ey podem ser calculados por • • *+.* )) – Onde: )) -.* -. – )) e %)) são as coordenadas atribuídas ou fornecidas.

ERRO PLANIMÉTRICO (ep) • ) = • ) = 0 ( + 0 / 1 • Onde: Z = Tolerância linear .

.TOLERÂNCIA LINEAR (Z) • = ∑3 2 3 4 • Onde: ∑d = somatório de todas as distâncias da poligonal.

8 • Ex: ep=1:2000 e Tolerância linear 1:1000. procede-se a correção do erro linear. 1 • Tolerância linear dada 1:1000. • Portanto. 7. significa que em uma poligonal com 1000m o erro aceitável é de 1m. . ) ≤ 67 8â :.TOLERÂNCIA LINEAR (Z) • ) = < tolerância linear dada.

• / = correção para a coordenada Yi.= ∑- • / =− • ( = correção para a coordenada Xi. • . • ∑ = somatório das distâncias .= ∑- ∗ -=>?.CORREÇÃO DO ERRO LINEAR • ( =− ( ∗ -=>?. / = distância parcial.

. + + ( / . . . ∗ sin ∗ cos .COORDENADAS CORRIGIDAS • + = + + • %+ = %+ + .

• Cálculo das coordenadas definitivas (Xc. • Cálculo dos Azimutes.Resumo das etapas do Cálculo da Poligonal Fechada • Determinação das coordenadas do ponto de partida. • Cálculo do erro de fechamento angular pelo somatório dos ângulos internos e externos. • Distribuição do erro de fechamento angular. Yc).Y). • Cálculo do erro de fechamento linear. . • Cálculo das coordenadas parciais (X. • Determinação da orientação da poligonal.

A + EB C *D • Por exemplo.CÁLCULO DE AZIMUTE DE IRRADIAÇÃO • @A . • @A .B C *D = @A .A + EF − 180° − 180° .F = @AG.

B C *D ∗ sin A .F ∗ cos A .F A .B C *D A .F . • A .F • %A .F = A + = %A + A .CÁLCULO DAS COORDENADAS DA IRRADIAÇÃO • B C *D • %B C *D = A + = %A + ∗ sin A .F A .B C *D • Por exemplo.B C *D ∗ cos A .