4468

Monitoramento de Redes com o
Zabbix

www.4linux.com.br

Projetos na sua empresa
com a qualidade dos treinamentos

ence
Business Intelig lx8
F
u/
.m
va
http://

BPM
http://va.mu/EuiT

Servidor Java EE
http://va.mu/FlyB

PostgreSQL
http://va.mu/EuhV

Monitoramento
http://va.mu/EukN

Virtualização
http://va.mu/Flxl

Groupware Yj
u/FN
http://va.m

Backup
http://va.mu/Flxr

Auditoria e Análise
http://va.mu/Flxu

Segurança
http://va.mu/Flxy

Ensino à Distância
http://va.mu/Flxc

Integração Continua
http://va.mu/FlyD

GED - ECM
http://va.mu/Flx3

Alta Disponibilidade
http://va.mu/FNbL

Infraestrutura Web
http://va.mu/Flxi

Implantação garantida
http://va.mu/GcFv

.

. . . . . . . . . .1 Preparar o servidor web . . . . . . . . . . . . . . . . . 16 2. . .3. . . . . . .1. .2 Conceder as permissões necessárias ao usuário . . . . . . . . .1 Introdução ao sistema de Monitoramento . .1 Instalação do banco PostgreSQL (banco já instalado no curso) . . .1 Carga inicial do banco de dados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 2.4 Estrutura do Curso . . . . . . . .3. . . . 10 2. . . . .2 Preparando o banco de dados . .4. . . . . . . . . . . . . . 2 2. . . . . . . 3 2. . . . . . . . . . . . 1 2. . . . . . .2 O que o zabbix pode oferecer? . . .3. 9 2. . . . . . 10 2. . . . . . .1.4 Instalação do Zabbix Front-end . . . . . . .3 Comunidades e forums . . . . . . . 1 2. . . . . . . . . . . . 15 2. .4. . . . . . 4 2.1. . . . . . . . . . 16 2. .2. . . . . .2 Criar o usuário e o banco . . . . . . . . . . 5 2. . . . .3 Configuração do Servidor Zabbix . . . .2 Configuração do o Front-end . . . . . . . . . . . .4 Configuração do Agent Zabbix .3 Instalação do Zabbix . 17 i . . . . . . . . . . . . 8 2. . . . 1 2. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .Conteúdo 2 Instalação do Zabbix + Front-end 1 2. . . . .1. . . .1 Conhecendo a ferramenta Zabbix .2. . . . . . . . . .3. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

.

Ele é um software que monitora vários pontos da rede como saúde e integridade de servidores.1 Introdução ao sistema de Monitoramento 2. Mac OS X. • Aplicação do Servidor é compatível com Linux. AIX. ele oferece relatórios e visualização de dados com excelentes características baseado nos dados armazenados.1 Conhecendo a ferramenta Zabbix Zabbix é uma solução Open Source de monitoração para redes empresariais.Capítulo 2 Instalação do Zabbix + Front-end 2.1. Solaris. • Monitoramento distribuído com administração centralizada via WEB.2 O que o zabbix pode oferecer? • Monitoramento sem agente. • Auto-descoberta de servidores e dispositivos de rede. BSD Livre. 2. Open BSD. Além de tudo. HP-UX.1. • Monitoramento de máquina virtuais • Módulos carregáveis 1 . Isso faz do Zabbix ideal para o planejamento de rede.

Open BSD. • Zabbix em português y em espanhol: fórum em português e espanhol. OS X. que possui diversos serviços e componentes de hardware em sistemas Li- Monitoramento de Redes com o Zabbix 2 .com.com/forum/ Em destaque os seguinte: • Zabbix announcements: anúncios e novas versões • Zabbix help: fórum principal de ajuda • Zabbix cookbook: várias configurações prontas postadas e comentadas. Windows 2003/2008.4 Estrutura do Curso Em nosso curso vamos simular uma empresa em funcionamento chamada Dexter Courier. 2. HP-UX.4linux.www. • Notificações por e-mail. BSD Livre. Windows XP. este é o local para postar erros e soluções.1.com/documentation/ As comunidades também mantém uma série de fóruns em: http://www.1.0.4Linux . • Zabbix throubleshooting: se um problema persiste. Windows Vista. AIX.zabbix. Solaris. O link de acesso é: http://www.br • Monitoramento Web simplificado • Monitoramento de Logs • Aplicação do cliente é compatível com Linux. útil quando você não lê inglês muito bem. Muito útil.3 Comunidades e forums O Zabbix tem uma documentação on-line para consultas.zabbix. Tru64/OSF1. NT4. 2. Windows 2000.

br nux. um SGBD livre e de alta performance capaz de manipular uma grande quantidade de dados. Apesar 3 Monitoramento de Redes com o Zabbix .4Linux . Por isso precisamos selecionar um dos bancos nativos ou usar ODBC (este último não é recomendado).com.www. Os ativos de redes estão distribuídos em unidades Matriz e Filiais onde o Zabbix vai coletar e monitorar seus dados. hosts. ele faz uso apenas de um SGBD ou de um banco de dados mais simplório (como o sqlite) para armazenar configurações. Figura 2. templates. histórico. Unix e Windows. No caso deste curso elegemos o PostgreSQL. etc.4linux.2 Preparando o banco de dados O Zabbix não utiliza recursos como o RRDTools para armazenar dados.1: Estrutura do curso 2.

É recomendado também que seu banco de dados possua um plano de backups regular via PITR – Point in Time Recovery.com. org / media / keys / ACCC4CF8 .Antes de instalar. 3 4 deb http :// apt . o banco de dados do Zabbix é de extrema valia para a empresa.quiet -O . pois ele contém todo o histórico de funcionamento de sua infraestrutura e através dele podemos coletar SLAs e informações de “capacity plan”.server :~ # wget -.br da maioria das instalações de Zabbix estar em MySQL recomendamos fortemente que seja usado o PostgreSQL pois sua robustez se mostrou mais adequada aos tipos de dados que o Zabbix manipula.4Linux .key add - 3 . org / pub / repos / apt precise .pgdg main 2 .E instale o pacote do servidor PostgreSQL.3 execute as seguintes etapas: EXECUTE NA MÁQUINA DB Server: 1 .server :~ # aptitude update 4 . list 2 .1 Instalação do banco PostgreSQL (banco já instalado no curso) Para instalar o PostgreSQL 9. asc | apt .Configure o repositório da distribuição 1 root@db . Monitoramento de Redes com o Zabbix 4 ...Obtenha a chave pública do repositório dpkg e faça sua instalação: 1 root@db .https :// www . Embora não pareça a princípio.2. atualizar a lista de pacotes: 1 root@db . postgresql .4linux. postgresql . 2..server :~ # vim / etc / apt / sources .www.

mas isso pode causar algumas confusões entre ele e o nome do usuário. Firewall Filial SP e Firewall Filial RJ. Note que o prompt de comando irá se alterar indicando que estamos no console do PostgreSQL. 1 root@db . 2.4Linux . foi por isso que optamos pela convenção acima.3 Repita as etapas de 1 a 3 na máquina Zabbix Server. 5 postgres = # 5 Monitoramento de Redes com o Zabbix .com.server :~ $ psql 3 psql (9.3.server :~ # su .br 1 root@db .server :~ # apt .postgres 2 postgres@db . logo. chamado postgres tem permissão de realizar a criação dos objetos citados acima. O nome de ambos elementos são totalmente opcionais.2.4linux.www. Muitas documentações e até o próprio arquivo padrão de configuração do zabbix server utiliza o nome do banco como zabbix. Em distribuições Debian é preciso alterar a linha precise-pgdg para wheezypgdg.get install postgresql -9. mas neste material vamos convencionar que o banco de dados se chamará zabbixdb e o usuário será zabbix. Somente o superusuário do PostgreSQL.2 Criar o usuário e o banco Com o banco de dados instalado devemos criar uma base de dados e um usuário com as devidas permissões de acesso ao mesmo.3) 4 Digite " help " para ajuda . para podermos acessar o terminal de console do banco (psql) temos que entrar como usuário postgres no Gnu/Linux e então usar o comando correto.

para isso edite o arquivo “pg_hba. 1 postgres = # CREATE DATABASE zabbixdb .4linux.br Agora que conseguimos o acesso como superusuário.com. O comando “create database” irá cuidar desta tarefa. 5 Monitoramento de Redes com o Zabbix 6 ..3/ main / pg_hba . Agora precisamos liberar a conexão do servidor ao banco de dados do Zabbix e Front-end. Ao digitar a senha note que ela não aparece como no quadro de comando abaixo! Este é apenas um demonstrativo didático. Para propósito de organização deste material a senha do banco de dados do zabbix será 4linux.. 1 root@db .conf” conforme abaixo e acrescente a linha em destaque.). conf 2 3 # ## Final do arquivo 4 . Com o banco de dados criado com sucesso vamos criar o usuário e definir sua senha. Note que todos os comandos digitados dentro deste console terminam com ponto-e-vírgula (.www.4Linux . vamos primeiro criar o banco de dados. 1 postgres = # CREATE ROLE zabbix LOGIN . 2 postgres = # \ password zabbix 3 4 Digite nova senha : 4 linux 5 Digite -a novamente : 4 linux 6 7 postgres = # \ q 8 postgres@db ..server :~ # vim / etc / postgresql /9.server :~ $ exit É interessante definir a senha por password pois assim ela não fica armazenada no histórico de comandos do usuário.

1 root@db .168.6 é importante lembrar que o suporte a imagens do Zabbix assume que o banco utiliza a forma antiga de armazenamento byte (escape em vez de hex)..100/32 md5 7 host zabbixdb zabbix 192. Para configurar o comportamento antigo use o comando “ALTER DATABASE zabbixdb SET bytea_output=escape. bits : 256) 5 Digite " help " para ajuda .168..SHA .8.3/ main / postgresql .com. Isso pode ser configurado no usuário ou no “postgresql.server :~ # vim / etc / postgresql /9.server :~ # service postgresql restart 2 root@db ..server :~ # psql -h localhost -U zabbix zabbixdb 3 ppsql (9.100.br 6 host zabbixdb zabbix 192.conf” também.4Linux .3) 4 conex ão SSL ( cifra : DHE . conf 2 3 # ## Linha 59 4 5 . Defina o caracter * para aceitar conexões em todas as interfaces da máquina DB Server.AES256 .RSA .100. 6 7 listen_addresses = ’* ’ Reinicie o banco de dados e realize o teste de conexão.” dentro do console do psql.4linux. 6 7 zabbixdb = >\ q Se você estiver usando a versão 9. 1 root@db .3. 7 Monitoramento de Redes com o Zabbix .200/32 md5 Outro ponto importante que merece atenção é o IP no qual o PostgreSQL está fazendo binding ports.0 ou superior do PostgreSQL e um Zabbix abaixo da versão 1.www.

com / zabbix /2. 1 root@db .2 -1+ precise_all .2 -1+ precise_all .zabbix. deb 2 .server :~ # aptitude search zabbix Repita as etapas de 1 a 4 na máquina Zabbix Server. 1 root@db .com. deb 3 .3 Instalação do Zabbix EXECUTE NAS MÁQUINAS DB Server e Zabbix Server: 1 .Instalar o pacote através da ferramenta dpkh em distribuições baseadas em Debian. zabbix .2/ Monitoramento de Redes com o Zabbix 8 .release_2 .www. 1 root@db .release / zabbix . procure o pacote zabbix-release no seguinte endereço: http://repo.br 2.release_2 .4linux.E verifique as opções de instalação do Zabbix.server :~ # dpkg -i zabbix .Faça o download do pacote que configura o repositório da máquina.com/zabbix/2. Para instalar em outras distribuições.Atualize a lista de pacotes. para ter acesso aos pacotes do Zabbix.server :~ # aptitude update 4 .4Linux .server :~ # wget http :// repo . 1 root@db .2/ ubuntu / pool / main / z / zabbix .

sql para gerar a carga inicial do banco.server .www.server :~ # ls / usr / share / zabbix .server :~ # aptitude install zabbix .com.Na tela de Configuração de Pacotes responda Não para a pergunta "Configurar a base de dados para zabbix-server-pgsql com dbconfig-common?" 3 .168.4linux.3.Alterne para a máquina DB Server e altere as permissões de acesso ao usuário do Postgres 9 Monitoramento de Redes com o Zabbix .server :~ # scp / usr / share / zabbix . sql schema .pgsql / 2 data . devido a nossa infra utilizar o banco separado do Zabbix Server. sql images .server . 1 root@zabbix .br 2. 2 .4Linux .pgsql /*.sql para a máquina DB Server no diretório home do usuário postgres 1 root@zabbix .100:/ var / lib / postgresql / EXECUTE NA MÁQUINA DB Server: 1 . sql 4 .Instale o pacote do Zabbix Server com suporte a base do Postgres sem os pacotes de recomendações 1 root@db .Apos a instalação o pacote zabbix-server-pgsql gerou os 3 arquivos .1 Carga inicial do banco de dados EXECUTE NA MÁQUINA Zabbix Server: 1 .pgsql -R O motivo de usar a flag -R é para o aptitude não instalar o servidor de banco de dados Postgres.100.server . sql 192.Copie os 3 arquivos .

3) 3 Digite " help " para ajuda .www. conf Monitoramento de Redes com o Zabbix 10 . DELETE .Abra o arquivo de configuração do Zabbix e altere as seguintes diretivas: 1 root@zabbix . 6 zabbixdb = # \ q 7 postgres@db .3. 4 5 zabbixdb = # GRANT SELECT . sql | psql zabbixdb 4 postgres@db .2 Conceder as permissões necessárias ao usuário Agora é o momento de conceder as permissões de acesso nas tabelas.server :~ $ cat data . os dados mais básicos.server :~ # vim / etc / zabbix / zabbix_server . sql | psql zabbixdb 2. UPDATE e DELETE apenas. 1 root@db .br 1 root@db .server :~ $ psql zabbixdb 2 psql (9.postgres 2 postgres@db . O usuário Zabbix precisa de permissões de SELECT.4linux.Agora vamos fazer a carga inicial do banco carregando os esquemas. UPDATE .server :~ # chown postgres . INSERT.server :~ $ cat images .3. INSERT ON ALL TABLES IN SCHEMA public TO zabbix . sql | psql zabbixdb 3 postgres@db . sql 2 .com.3. / var / lib / postgresql /*.server :~ $ cat schema . 1 postgres@db .server :~ $ exit 2.3 Configuração do Servidor Zabbix EXECUTE NA MÁQUINA Zabbix Server: 1 .server :~ # su .4Linux . Com a sequência de comandos abaixo você conseguirá ativar todas as permissões necessárias.

100.br 2 3 ListenPort =10051 4 5 LogFile =/ var / log / zabbix / zabbix_server .com.100 14 15 DBName = zabbixdb 16 17 DBUser = zabbix 18 19 DBPassword =4 linux 20 21 StartPollers =5 22 23 StartIPMIPollers =1 24 25 StartPollersUnreachable =1 26 27 StartTrappers =5 28 29 StartPingers =5 30 31 StartDiscoverers =1 32 33 StartHTTPPollers =1 34 35 HousekeepingFrequency =24 36 37 MaxHousekeeperDelete =0 38 11 Monitoramento de Redes com o Zabbix .168. log 6 7 LogFileSize =1 8 9 DebugLevel =3 10 11 PidFile =/ var / run / zabbix / zabbix_server .4Linux .4linux. pid 12 13 DBHost =192.www.

www.4linux.br 39 SenderFrequency =30 40 41 CacheSize =8 M 42 43 CacheUpdateFrequency =60 44 45 StartDBSyncers =4 46 47 HistoryCacheSize =8 M 48 49 TrendCacheSize =4 M 50 51 HistoryTextCacheSize =16 M 52 53 Timeout =30 54 55 UnreachablePeriod =45 56 57 UnavailableDelay =60 58 59 UnreachableDelay =15 60 61 AlertScriptsPath =/ usr / lib / zabbix / alertscripts 62 63 ExternalScripts =/ usr / lib / zabbix / externalscripts 64 65 FpingLocation =/ usr / bin / fping 66 67 Fping6Location =/ usr / bin / fping6 68 69 LogSlowQueries =0 Descrição das diretivas utilizadas: • ListenPort: Porta em que o servidor Zabbix ira escutar requisições.com. Monitoramento de Redes com o Zabbix 12 .4Linux . • LogFile: Localização e o nome do arquivo de Log do Zabbix.

• StartPollersUnreachable: Numero de processos de pollers para hosts inalcançáveis. • StartDiscoverers: Numero de processos para procedimento de descoberta de hosts. trends.4Linux . • DBUser: Nome do usuário que tem permissão de leitura e gravação no banco. • DBPassword: Senha do usuário do Banco. alertas e alarmes. • StartTrappers: Numero de processos de Trappers.com. • MaxHousekeeperDelete: Qual o máximo de linhas que serão excluídas nas operações de housekeeping. • DBHost: IP ou hostname do servidor de banco de dados. Pelo menos um processo de Trapper deve estar em execução para exibir a disponibilidade do servidor no front-end. • HousekeepingFrequency: Quantas vezes o Zabbix ira realizar o procedimento de housekeeping (em horas). • StartIPMIPollers: Numero de processos para coletas em serviços IPMI. • StartPingers: Numero de processos para envio de pings ICMP. 0 significa que todas as linhas das tabelas envolvidas serão excluídas. • DBName: Nome do banco de dados utilizado pelo Zabbix. incluindo IPMI. • PidFile: Localização e o nome do arquivo de PID do Zabbix. O housekeeping remove informações desnecessárias nas tabelas de histórico.www.4linux. 13 Monitoramento de Redes com o Zabbix . • StartPollers: Numero de processos para coletas passivas em agentes. Este numero pode necessitar de aumento em caso de muitas coletas. • DebugLevel: Nível de debug para ser apresentado nos logs.br • LogFileSize: Tamanho máximo do arquivo de log em MB. • StartHTTPPollers: Numero de processos para coletas HTTP (usado nos cenários HTTP do Zabbix).

• UnavailableDelay: Frequência em segundos que um host indisponível sera checado para retorno a disponibilidade.br • SenderFrequency: Com que frequência o servidor tentara enviar alertas novamente alertas que passaram por algum erro. dispositivo SNMP ou coletas externas. • CacheUpdateFrequency: Frequência (em segundos) de atualização de dados de configuração. E a memoria compartilhada usada para armazenar dados de histórico. • AlertScriptsPath: Caminho completo do diretório onde os scripts personalizados de alertas serão armazenados. • UnreachablePeriod: Quanto segundos um host deve ficar inalcançável para ser marcado como indisponível. • ExternalScripts: Caminho completo do diretório onde os scripts externos serão armazenados.4linux. • StartDBSyncers: Numero de processos para sincronizar os caches com o banco de dados. Monitoramento de Redes com o Zabbix 14 .4Linux . • UnreachableDelay: Frequência em segundos em que um host inalcançável sera checado para retorno a disponibilidade. itens e gatilhos. • CacheSize: Tamanho (em bytes) do cache de configuração.com. E a memoria compartilhada usada para armazenar dados de trends. • FpingLocation: Localização do fping. • HistoryCacheSize: Tamanho (em bytes) do cache de histórico. • Timeout: Quanto tempo o servidor deve esperar (em segundos) para coletas em agentes. • HistoryTextCacheSize: Tamanho (em bytes) do cache para histórico de itens que contem texto.www. • TrendCacheSize: Tamanho (em bytes) do cache de trends. E a memoria compartilhada usada para armazenar dados de itens no formato text. E a memoria compartilhada para armazenar dados de hosts. caractere e log.

2 .793 server # 28 started [ escalator #1] 11 3221:20140417:214716.server :~ # tail -f / var / log / zabbix / zabbix_server .793 server # 27 started [ history syncer #4] 12 3220:20140417:214716.Apos editar o arquivo reinicie o serviço do Zabbix Server e verifique os Logs.792 server # 31 started [ self .4 Configuração do Agent Zabbix A primeira máquina que o Zabbix monitora é ela mesma. 0 audit items in 0.789 server # 24 started [ history syncer #1] 5 3194:20140417:214716. 0 alarms .792 server # 25 started [ history syncer #2] 9 3223:20140417:214716. 1 root@zabbix .agent zabbix .4linux.get 15 Monitoramento de Redes com o Zabbix . 1 . Java Gateway. Nodes e VMware serão explicadas conforme a aula. 0 events . 1 root@zabbix .064258 sec . 0 sessions . 0 items .server restart 2 3 root@zabbix .get install zabbix .br • Fping6Location: Localização do fping para IPV6. log 4 3218:20140417:214716.Para começar instale na máquina Zabbix Server o pacote do Agent. Proxy.www.server :~ # service zabbix . idle 24 hour ( s ) ] 2.monitoring #1] 7 3224:20140417:214716.com.792 server # 30 started [ proxy poller #1] 8 3219:20140417:214716.4Linux .794 server # 26 started [ history syncer #3] 13 3214:20140417:214717.server :~ # apt . • LogSlowQueries: Registra no log se um comando de SQL demorar mais do que os milissegundos indicado.283 housekeeper [ deleted 0 hist / trends . A diretivas sobre Agents.3. Isto e útil para descobrir gargalos no banco de dados que estejam afetando a performance do Zabbix.792 server # 0 started [ main process ] 6 3225:20140417:214716. e para isso funcionar precisamos instalar e configurar o Zabbix Agent.792 server # 29 started [ ipmi poller #1] 10 3222:20140417:214716.

4.Ao instalar o pacote zabbix-frontend-php um novo pacote apache com suporte a PHP também sera instalado como dependência.frontend .ldap 2 .4Linux .php php5 . Este tópico descreve como instalar e configurar um servidor Apache 2.com. Monitoramento de Redes com o Zabbix 16 . Siga os passos como descrito a seguir para ativar a interface.Teste a comunicação do Agent com o Server através do comando zabbix-get 1 root@zabbix .server :~ # zabbix_get -s 127. EXECUTE NA MÁQUINA DB Server: 1 .4linux.1 Preparar o servidor web Como visto anteriormente o Zabbix é um sistema componentizado e sua interface Web roda dentro de um servidor com suporte a PHP.2 para tal intento.com.0.4 Instalação do Zabbix Front-end 2.get install zabbix . ping 2. 2 .dexter.0.www.br O pacote zabbix-get também foi instalado para executar testes de monitoramento via linha de comando.br/zabbix O primeiro acesso ao “frontend” vai enviar o Browser direto para o “wizzard” de inicialização do site. 1 root@db .server :~ # apt .1 -k agent .Em seguida alterne para o Desktop Interno e no navegador digite o seguinte endereço: http://monitoramento.

Clique em “Next” para começar.Etapa1 A primeira tela é apenas uma mensagem de boas vindas.2: Configurando o frontend .4linux.4Linux .2 Configuração do o Front-end Figura 2.www. 17 Monitoramento de Redes com o Zabbix .com.br 2.4.

ini: 1 root@db .4linux.www.3: Ajustando o frontend .4Linux . conf 2 3 . arrumar os parâmetros abaixo no arquivo php. 4 5 php_value max_execution_time 300 6 php_value memory_limit 128 M 7 php_value post_max_size 16 M 8 php_value upload_max_filesize 10 M Monitoramento de Redes com o Zabbix 18 ....server :~ # vim / etc / zabbix / apache .br Figura 2.Etapa 2 Se necessário.com.

com. 19 Monitoramento de Redes com o Zabbix . timezone America / Sao_Paulo 10 E reiniciar o serviço do Apache para aplicar as configurações 1 root@db .www. Senão refaça os passos acima até conseguir chegar aos valores recomendados.server :~ # service apache2 restart Figura 2.4: Configurando o frontend .4Linux .Etapa 3 Se todos os pré-requisitos foram supridos clique em “Next”.br php_value max_input_time 300 9 php_value date .4linux.

5: Configurando o frontend . por padrão a do PostgreSQL é 5432. “zabbixdb” em nosso caso. no nosso cenário é o PostgreSQL.com.100.4linux.br Figura 2.www.168.100. “zabbix”.4Linux . no nosso caso é 192.Etapa 4 A tela de conexão ao banco de dados precisa ser preenchida conforme explicação abaixo. 5) Em User coloque o nome do usuário que criamos anteriormente. 2) Coloque o nome ou IP do “host” do banco de dados. 4) Em Name coloque o nome do banco de dados. 1) Escolha o banco de dados. Monitoramento de Redes com o Zabbix 20 . 3) Coloque a porta TCP para o acesso.

com.Etapa 5 Preencha o formulário com os dados do serviço de monitoramento.100. 1) O servidor de Zabbix esta em com IP 192.com. Depois de preencher o formulário clique em “test connection” para se certificar de que tudo correu bem.4Linux . Se um Ok aparecer acima do botão.br 6) Em Password coloque a senha do usuário acima. Figura 2.168.4linux.6: Configurando o frontend . mas atenção para ambientes de produção onde o servidor do Zabbix esta em outra máquina.www.dexter. neste caso deve ser preenchido o endereço ou nome da máquina remota. clique em “Next”.200 e nome zabbix-server. 2) O campo Port corresponde a porta TCP em que o Zabbix esta escutando (Zabbix 21 Monitoramento de Redes com o Zabbix .br.

4linux. normalmente esta porta é a 10051.br trapper).Etapa 5 Repasse as configurações nesta tela e clique em “Next” se tudo estiver OK. Figura 2.com. 3) O Name é um título do serviço de “frontend” do Zabbix.7: Configurando o frontend . Monitoramento de Redes com o Zabbix 22 .4Linux . Este título vai ficar estampando na barra do browser e somente ajuda a identificar o “frontend” quando você tem várias barras de navegação.www.

O “frontend” irá abrir uma tela de login.4Linux . você pode acessar usando o usuário Admin (com o A em maiúscula) e a senha zabbix.4linux.br Figura 2.8: Configurando o frontend . 23 Monitoramento de Redes com o Zabbix .Etapa 6 Clique em “Finish”.com.www.

www.4linux.Etapa 7 Monitoramento de Redes com o Zabbix 24 .9: Configurando o front-end .com.br Figura 2.4Linux .