POR QUE USAR A PLACA DE ORIFÍCIO?

Como já mencionamos, há inúmeras tecnologias para medição de vazão no mercado, mas sem
dúvida, o “medidor com placa de orifício” ainda é o mais usado pelo seu baixo custo associado
ao grande conhecimento acumulado de décadas de aplicação. Isso significa, entre outras coisas,
que todo profissional de Automação ligado ao Controle de Processos pode eventualmente se
deparar com um medidor desse tipo. É então conveniente conhecer seus princípios básicos de
funcionamento. Além disso, ao longo de várias décadas o medidor com placa de orifício vem
sendo aperfeiçoado para melhorar seu range, precisão e robustez. Diversos trabalhos práticos e
acadêmicos estão disponíveis para auxiliar os profissionais que quiserem aplicar esse tipo de
medidor. Veja na tabela 1 e na figura 2uma rápida comparação entre diferentes tipos de
medidores.

QUAL SEU PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO?

caso o fluido seja muito abrasivo. que não é atingido devido às perdas por atrito e turbulência no escoamento. Supondo que todos os outros fatores permaneçam constantes. tais como a área do tubo. área do orifício. sua velocidade tende a diminuir. há também um desgaste que pode ser crítico em longo prazo. Quando passa pelo orifício. e devido ao atrito constante com o fluido. à medida que a pressão tende a retornar ao valor inicial. O fluido escoando através da área da tubulação tende a querer passar pelo orifício que possui área menor. ao passar pelo orifício e encontrar novamente uma área de seção transversal maior na tubulação. o que causa a queda de pressão. É quando a pressão começa a subir novamente até atingir a pressão máxima após a placa. Essa relação pode ser representada de forma simplificada pela equação seguinte: onde F é a vazão do fluido [m3/s].À medida que o fluido se aproxima da placa há um ligeiro aumento na pressão. . Foi verificado que à medida que a vazão no tubo aumenta. o que também significa energia perdida devido à restrição imposta na linha pela placa. a diferença da pressão medida antes e depois da placa (pressão diferencial) também aumenta. viscosidade do fluido etc. sendo que essa pressão diferencial P é proporcional ao quadrado da velocidade do fluido. e depois há uma súbita queda após a passagem pelo orifício. Essa pressão será sempre menor que a pressão antes da placa. Essa equação indica que: se a vazão é constante. A diferença entre elas é chamada de “perda de carga” e é importante para o dimensionar bombas e outros elementos da tubulação. pode-se verificar que a P é proporcional ao quadrado da vazão. V [m/s] sua velocidade e A [m2] é a área da seção transversal por onde passa o fluido. Fica evidente pelo desenho da figura 4 uma das principais desvantagens da placa: provoca considerável perda de carga no fluxo. Ou seja. Dessa forma o fluido é “acelerado”. a redução da pressão é resultado do aumento em sua velocidade passando pela área reduzida. A pressão continua a cair até atingir um ponto de pressão mínima chamado “vena contracta”. a velocidade depende da área por onde passa o fluido.

br/web/2732/multimidia/download/slides-furb http://www.furb.  Graficar o valor da constanteversus valor do número de Reynolds para os diversos pontos experimentais captados.  Comparar através de gráfico a vazão volumétrica obtida experimentalmente com a vazão teórica obtida se o valor da contante for 1. ou seja.br/content/ABAAAARkkAJ/relatorio-medicao-vazaocom-placa-orificio?part=2 http://www.mecatronicaatual.com.  Analisar os resultados. http://www. Resultados Requeridos no Boletim Técnico  Graficar o valor de diferença de pressão em função da vazão obtida experimentalmente.Objetivo Geral  Determinar o coeficiente de descarga () para um medidor de vazão Placa Orifício.br/educacao/1379-medio-de-vazo-complaca-de-orifcio . proceder a “calibração deste equipamento”.com.ebah.