You are on page 1of 7

1. Quem são os jovens?

Jorge Boran

A cultura jovem não é uma outra cultura, diferente das culturas pré-moderna e pós-moderna. Os
jovens participam da mesma cultura que os adultos ao seu redor. É muito mais uma
subcultura dessas culturas mais amplas. Suas roupas são diferentes; eles têm sua própria
gíria; a influência do grupo de pares é freqüentemente decisiva; seus valores e
comportamentos são diferentes; fazem reuniões; sua música é diferente.
Compreender a cultura jovem é um passo essencial para trabalhar pastoralmente com jovens. Mas,
primeiramente, precisamos definir claramente o que queremos dizer com o termo “jovens”.
1. O que significa ser jovem?
Do ponto-de-vista fisiológico, a juventude começa na puberdade e termina, mais ou menos, quando
o corpo acaba de crescer. Do ponto-de-vista psicológico, esse período abarca a
adolescência e a pós-adolescência. A juventude é uma fase na vida humana na qual muitas
decisões importantes são tomadas; decisões que podem moldar a futura felicidade e a
auto-realização: decisões relacionadas com opções de fé, com a educação, com a carreira,
com o deixar o lar, com o casamento, com o começo de uma família. A cultura também
molda o que significa ser jovem.
2. Origem da cultura jovem
Apenas a partir do final do século XVIII é que a juventude foi vista como uma fase separada na
vida, imediatamente depois da “descoberta” da infância. No fim do século passado, um novo
termo, “adolescência”, começou a ser usado.1 Os estudos relacionados aos jovens e à
cultura começaram com a publicação de um livro de Stanley Hall em 1904.2
A juventude como um grupo cultural não é uma condição natural, mas algo que surgiu
historicamente. Como um fenômeno mundial, desenvolveu-se bem recentemente, apenas
nos anos cinqüenta. Vários fatores foram responsáveis por esse novo desenvolvimento. Os
jovens hoje atingem a maturidade sexual muito antes do que a juventude do princípio do
século.
As sociedades de antigamente tinham ritos de passagem para ajudar os jovens a passarem da
infância para a vida adulta. A sociedade moderna é incapaz de desenvolver tais ritos, de
modo que a passagem leva mais tempo. Do mesmo modo, os jovens, agora, trabalham, têm
dinheiro para gastar e representam um importante mercado consumidor. A comunicação de
massa promove astros e estrelas populares, valores e modelos de comportamento que
favorecem o aparecimento desse novo grupo social de identidade comum. A juventude
sempre existiu; agora, entretanto, tornou-se visível e fez com que sua presença fosse
sentida. E esse é um fenômeno mundial.
1

SPRINGHALL, John. (1986). Coming of Age, Adolescens in Britain 1860-1960. [A Chegada da Idade, a
Adolescência na Inglaterra 1869-1960]. Dublin,: Gill & Macmillan, 1986.

2

HALL, G. Stanley. (1904). On Adolescens, its Psychology and Relations to Physiology, Anthropology,
Sociology, Sex, Crime, Religion and Education. [Sobre a Adolescência, sua Psicologia e suas Relações
com a Fisiologia, a Antropologia, a Sociologia, o Sexo, o Crime, a Religião e a Educação]. Nova
Iorque: New York, D. Appleton & Co., 1904.

Referências são feitas aos bons e velhos tempos enquanto há previsões agourentas em relação ao futuro da sociedade. um espírito de liberdade. energia. M. Falling standards: A short. Eles são uma espécie de sismógrafo que indica para onde a futura sociedade está-se dirigindo. também os adultos têm inveja.. A participação dos jovens nos protestos políticos A partir dos anos cinqüenta. Os jovens têm algo que falta a eles: projetam “juventude”. Devido à sua flexibilidade e aos estágios biológico e psicológico pelos quais estão passando. London and Sidney. a liberdade e a censura na mídia]. mas há também muitos sinais de vida. [A queda dos padrões: Uma história breve e perspicaz do declínio moral. A juventude é um período na vida em que o ser humano está aberto para todo tipo de influência. freedom and censorship in the media. Quase sempre. um espírito de aventura.. suas idéias. Até certo ponto. Os jovens recebem a cultura moderna de braços abertos. Eles são seus grandes propagandistas e suas grandes vítimas.Um outro fator importante foi a industrialização. os jovens passam mais tempo juntos na escola e na universidade e. (1984). a nos preparar para os terremotos inevitáveis que precisamos enfrentar e suplantar. Em que os jovens diferem dos adultos Os adultos percebem claramente a importância desse grupo social. E isso não significa negar que existam problemas reais a serem enfrentados. a demanda por mão-de-obra qualificada também cresce. ed. Torna-se necessário prolongar o tempo de estudo. A juventude tem algo que falta aos adultos. A juventude é como um sismógrafo: alerta-nos sobre a aproximação de terremotos. inIn: BARKER. Esta e a velocidade das mudanças tecnológicas tiraram das mãos dos pais e mães a tarefa de educar. surgirão as pessoas que terão o poder e serão responsáveis por tomar decisões na sociedade e na Igreja num futuro próximo. Em geral. Os vídeos obscenos. Agora. eles irão ajudar-nos a antecipar. escandalizam os adultos. Conforme a tecnologia avança na sociedade industrial. 1984. a juventude torna-se isolada do resto da sociedade e assume caraterísticas de uma sociedade à parte. o processo de aprendizagem é muito mais complexo. The video nasties. coragem de questionar e autenticidade. O atendimento ao público e as escolas privadas são obrigatórios para todos os jovens. Se lhes dermos ouvidos. o pai ensinava e passava sua profissão para o filho. . 3. Agora. força física. comportamento e ações. sharp history of moral decline. De certa forma. na verdade. em Baker. emoções fortes. Os jovens são mais maleáveis do que os adultos. Os jovens são a próxima geração de adultos. Sua capacidade para a censura moral é fraca.: Pluto Press. Geoffrey Pearson3 insiste em que há constantes reclamações sobre a degeneração moral da juventude pelo menos nos últimos 150 anos. Estas podem determinar o futuro caminho a ser seguido na vida. quer experimentar tudo. ele é curioso. M. 4. a profissão do pai tornou-se obsoleta. (editor). existe um contigente tão grande de jovens num mesmo local. Pela primeira vez na história da humanidade. a participação da juventude nos movimentos de protesto contra a injustiça assinalou o surgimento de um novo grupo social e mostrou que a cultura jovem 3 PEARSON. adiam sua passagem para o mundo adulto. Conseqüentemente. As escolas têm como tarefa transmitir conhecimento e preparar o jovem para a vida adulta. para o bem ou para o mal. (editor). por vezes. eles têm uma capacidade e sensibilidade acuradas para detectar terremotos e movimentos que estão por acontecer sob a terra. dessa forma. olham para um futuro cheio de esperanças e possibilidades e com opções abertas. Do meio deles. Antes. O adolescente tem uma estrutura psíquica aberta. Uma crítica simplista da cultura da juventude é incapaz de compreender sua ambigüidade e complexidade: há sinais de morte. Geoffrey..

a prisão do líder sul-africano Nelson Mandela. A música jovem possibilita que haja esses espaços livres. Os efeitos. A juventude também foi ativa no movimento liderado por Martin Luther King pelos direitos civis. January 2. 1990. Os jovens os adoravam porque seus pais não gostavam deles. o modo de se vestir. A cultura jovem pode ser classificada de contracultura. Os festivais de rock são organizados para apoiar causas sociais: a fome em alguns países da África. o único recurso 4 ARBUCKLE. na América Latina. os adultos os controlam. Embora as canções não incitem as pessoas a voltarem para a Igreja. Os movimentos civis que forçaram a mudança de ditaduras militares para governos democráticos. Ao mesmo tempo. é claro. Eles deixam de sentirem-se isolados e indefesos. London. ao sexo. acabando com a guerra do Vietnam. 1994. Na América Latina. em uma sociedade que perdeu seus parâmetros morais. Foi um momento em que a ordem antiga começou a ruir sob o avanço do poder jovem agora mais concentrado. Mais importante que as canções e melodias são os movimentos. a música jovem é muito alta para eles Esses espaços livres podem ser importantes para os jovens experimentarem. pp. porém. Um dos elementos centrais na cultura jovem é a procura da juventude por espaços livres em que eles possam ter o controle. Música “A música. Sua chegada num país é freqüentemente mais divulgada que a chegada de uma autoridade estrangeira. No começo dos anos noventa. é o esteio desses valores de uma geração para outra. Os cantores usam símbolos ligados ao romantismo. Os valores adultos são freqüentemente rejeitados. os penteados. em qualquer cultura. A música da juventude dá aos jovens uma sensação de poder e de identidade. a dependência dos pais é substituída pela interdependência entre eles. a juventude tornouse parte de uma política de vanguarda. Entretanto. New York Times. à violência. sentir-se livres. é um meio de expressão poderoso daquela cultura e. 5. tiveram a participação maciça dos jovens. Nos Estados Unidos. com aqueles que detêm a autoridade. 5 Rock finds Religion Again. um sentimento de fazerem parte de um grupo social maior. Isso é especialmente verdade em relação à cultura jovem. ela teve um papel preponderante. New York. O poder está com os pais e mães. ela estava na linha de frente dos movimentos políticos dos anos sessenta e setenta. eles estão começando uma jornada da dependência para a independência. A música jovem oferece à juventude satisfação imediata em contraste com os sacrifícios e as restrições do mundo adulto. instruído e numeroso. Nos anos oitenta e noventa. lideraram a mais importante revolução do século em termos de vestuário. Earthing the Gospel. Gerald. o New York Times5 publicou um artigo de duas páginas intitulado “Rock finds Religion Again” [O rock encontra a religião novamente]. Nos anos sessenta e setenta. Eles dependem de outros. elas parecem dizer que. Os jovens têm um poder pequeno. Hoje. Muitas músicas são incompreensíveis para os adultos. podem ser negativos também. Elvis Presley. ao mesmo tempo.poderia ser uma força de transformação. estilo. com os professores.”4 Por meio de um novo tipo de música. 130-1. valores e comportamento. uma vez que ela questiona os valores da cultura dominante da qual eles fazem parte. Os jovens necessitam alcançar um equilíbrio e um relacionamento maduro em relação a outros jovens antes que possam fazer algo para resolver o problema de seus relacionamentos com os adultos. procurarem soluções para suas crises de identidade e desenvolverem sua própria personalidade. dependendo dos valores e dos modelos presentes. um passo necessário em direção à maturidade. na Inglaterra. nos Estados Unidos. e os Beatles. emerge um novo fenômeno. A exclusão dos adultos é possível por meio do estilo de música. Geoffrey Chapman. estar com amigos ou com o mesmo grupo de pares e livres da supervisão e controle dos adultos. os ídolos do rock tornaram-se estrelas internacionais que dão espetáculos para grupos enormes de jovens. . Esse é.

Por essa razão. interior.itor). A juventude hoje introduz um modo de vestir que esconde as diferenças: os penteados. 1996. Em questão de meses. uma opção mais clara de fé. sua aparência e até mesmo sua linguagem corporal às exigências do meio social ao qual desejam pertencer. suas preferências musicais. especialmente para a garotas. no entanto. Há uma preocupação constante e uma dependência quanto à aparência externa. A identidade precisa ser construída sobre bases sólidas. Historicamente. A moda. visão do mundo. as roupas e os sapatos. “A pessoa que privilegia a moda deve estruturar sua identidade nessa opção. tais como a Renovação Carismática. penteados que atraem a atenção. 7. Ensayos sobre cultura y juventud. Eles querem ser aceitos em determinados grupos. (1996) La juventud es más que una palabra. usam jeans. ser reconhecidos e legitimados. é mais do que roupas e enfeites.: Editorial Biblos. a televisão e a indústria fonográfica podem projetar um jovem de vinte anos como uma estrela internacional. desde que os agentes da pastoral saibam como apresentá-los de um modo mais atraente e convincente. o ídolo de milhões. Alguns movimentos apostólicos. A moda tem uma função cultural importante. Mário. competência. seu vocabulário. Ensaios sobre a cultura e a juventude]. seu jeito de vestir. A música pode ser uma poderosa ferramenta para a evangelização dos jovens se os líderes da juventude souberem como usá-la. Um pequeno número de estrelas do rock age como críticos sociais e profetas. família. A indústria fonográfica tem uma de suas estratégias centrais na manufatura de heróis para atrair os jovens e vender seus produtos. mas tem uma importância especial na cultura jovem. suas atitudes. Moda A moda está presente em toda cultura. 6. Os heróis têm uma função cultural especial para os jovens. Essa adaptação implica num custo: a incerteza que envolve a construção de uma identidade pessoal que deve mudar constantemente em relação a detalhes externos que a cada instante são diferentes. ajudando os jovens a adquirir um embasamento para uma personalidade mais estável e madura. os rapazes podem usar brincos. Buenos Aires. ( ed. equilíbrio emocional. A indústria tira vantagem de uma necessidade natural. Heróis e ídolos O culto a heróis e ídolos está presente em todas as culturas. eles têm que adaptar seu modo de vestir. [A juventude é mais que uma palavra. porque a moda é passageira e não toca o eu mais profundo. afirmar sua identidade social e ser considerados membros autênticos da tribo. Os jovens que estão preocupados com a moda estão procurando fazer parte de um grupo.é fazer um apelo pessoal ao divino. Os jovens vestem-se freqüentemente com roupas excessivamente grandes. homens e mulheres vestem-se de modo diferente. Os assessores da juventude e os educadores religiosos têm um papel importante aqui. ela inclui também costumes. investem pesadamente em melodias atraentes e conjuntos com instrumentos musicais sofisticados. linguagem e idéias. O vácuo e a tragédia que é parte das vidas privadas desses ídolos artificialmente manufaturados não ajudam os jovens. . Os ídolos promovidos pela indústria fonográfica são apresentados como objetos de amor. que é parte da maquiagem do jovem. uma vez que eles tentam 6 MARGUILIS.” 6 A moda torna possível uma identidade para os jovens – embora uma identidade muito frágil –. Os jovens imitam seus valores. mas também são objetos de identificação. A visão de mundo e o significado mais profundo da vida que é apresentada nos Evangelhos é algo que pode ajudar enormemente os jovens. Os adultos que têm bases mais estáveis dependem de fatores mais sólidos para afirmar sua identidade: profissão.

Os jovens precisam desenvolver sua própria personalidade e aprender a encarar a vida sem uma dependência excessiva em relação a seus pais. essa opção serve para distingui-los dos jovens que preferem um outro conjunto. Diferentemente dos animais. os adolescentes sentem-se em uma terra estranha sem um mapa. Em uma cidade da Índia. Precisam crescer. moda. Em uma festa em Lagos. Para alguns adolescentes. Eis uma oportunidade fabulosa de colocar os jovens em contato com cristãos compromissados que possam funcionar como modelos positivos. Assim. enquanto a melhor amiga permanece como a pessoa mais importante. é mais tranqüilo. Goran (editores) (1995). fora do círculo dos amigos – um professor. pois estes têm algo que eles vêem como sendo necessário para a construção de uma identidade independente. Os valores são importantes. O ídolo tem a função de objeto de prática sobre o qual testar novos e excitantes sentimentos e. um ídolo. existe uma cultura jovem universal que tem seus próprios símbolos. a libertação dos pais é central para a adolescência. algum rapaz mais velho e atraente –. essa é uma necessidade que o ministro da juventude deve atender se quiser ser bem sucedido. linguagem e sistema de valores. mitos. Seus ídolos diferentes podem funcionar como referências ou faróis num mapa que. Obviamente. um escritor explica um aspecto desta função: “Embora a maturidade sexual e a puberdade estejam chegando no começo da adolescência. de outra forma.”9 Ter os mesmos ídolos é também uma forma de estreitar os laços de amizade entre os jovens. os jovens são obrigados a tomar decisões por si mesmos e trabalhar na construção de uma identidade qualquer. que a juventude nos 9 Fornas. de gestos e as músicas excluem os pais e mães. na Nigéria. Juntamente com a maturidade sexual. sem qualquer trave à vista. rituais. a garota jovem normalmente não está pronta para estabelecer um relacionamento sexual ‘para valer’. Youth Culture in Late Modernity. Para uma jovem. Ídolos ou modelos são uma parte importante desse processo de estabelecimento de uma identidade pessoal. colecionar CDs. os jovens vêem a mesma novela. um dos mais conhecidos autoridades sobre a juventude. pôsteres. assim. etc. Sem o apoio de modelos positivos. London: Sage Publications. para outros. o ser humano necessita de uma identidade. Mas a juventude hoje é bombardeada de todos os lados por mensagens contraditórias. Uma nova identidade precisa ser formada de forma a encontrar a si mesmo e tornar-se um indivíduo separado. pareceria confuso. preencher uma importante função. Os jovens são obrigados a construir uma identidade pessoal por meio de tentativa e erro. na televisão. esse processo de liberação é dramático e conflituoso. O tipo de música. por vezes. ser trágicos. Isso também os diferencia de seus pais. uma vez que não existe risco em seu encantamento. discutir notícias sobre seus ídolos. Os jovens sentem-se atraídos por modelos. A cultura jovem universal e as diferentes subculturas Assim. Johan & Bolin. Sem ídolos que possam funcionar como modelos com os quais possam identificar-se. significa também encontrar um caminho para uma feminilidade separada da de sua mãe. Sem uma identidade. todos os novos sentimentos despertados são projetados em uma pessoa inacessível. . essa é a questão principal que o jovem deve resolver. a vida torna-se insuportável. os jovens podem ouvir a mesma música e dançar os mesmos ritmos que os jovens em uma festa em Londres. Eles têm um projeto em comum: ir aos mesmos shows. O esforço para ganhar a independência em relação a seus pais leva a uma crise de identidade. Falando de garotas. Os resultados podem. De acordo com Erikson. 8. Caso os ídolos toquem em um conjunto. uma vez que esses ídolos masculinos tornar-se-ão uma realidade por quem a jovem terá que assumir a responsabilidade. A identificação com um ídolo é uma maneira que os jovens têm de definir a si mesmos como diferentes dos outros.encontrar uma moldura de referência que possa guiá-los pela vida afora e dar-lhes uma identidade sólida.

Em uma cultura pós-moderna. Creio que podemos tirar importantes lições de nosso trabalho com os jovens a partir da compreensão da cultura. Elas não deveriam ser um imenso obstáculo que nos paralisa e desencoraja. Os novos desafios. 10. Portanto.Estados Unidos. as limitações de uma abordagem puramente racional ficam realçadas. na Bolívia. É possível viver em uma área rural e estar tão bem informado sobre a última moda em Nova Iorque e Londres quanto o jovem que vive em uma grande cidade em qualquer parte do mundo. em vez de nos paralisar. o desafio para o crescimento da fé e as influências moldando a mentalidade e o comportamento dos jovens atualmente. Como qualquer outra instituição humana. Eles parecem dizer-nos que temos uma bomba em nossas mãos: o pavio já está aceso. É verdade que atualmente muitos jovens embarcaram na filosofia individualista a seu redor. Há uma afinidade de valores. deveriam testar e desenvolver a nossa criatividade e capacidade de responder aos novos sinais de nossos tempos. a Igreja também tem seu lado humano. cujas lamentações impedem toda a iniciativa e a abertura do novo solo. Em uma tribo indígena. em minha paróquia. o tempo está correndo. Os desafios da fé estão mais claramente delineados. mas existem também os que são idealistas. Conclusão: de volta ao futuro Uma compreensão das culturas jovens pré-moderna. Alguém poderia argumentar: “Conheço jovens que são diferentes”. A invenção do rádio transistor significa que notícias. o retrato de toda a juventude que aqui apresentamos não é o dela como um todo. no começo deste novo milênio. interesses e padrões de comportamento entre os jovens do mundo todo. A fé cultural precisa ser substituída por uma fé pessoal. fez esta observação: “Acho que existe maior afinidade entre a juventude aqui. Nossa capacidade de trabalhar com eles é uma medida de nossa habilidade de evangelizar o pensamento e o mundo modernos. porque isso vai contra a educação moderna que recebeu. E. A tentação de imitar os príncipes deste mundo está sempre presente. entretanto. setores dela afastaram-se da missão do Evangelho. Temos uma melhor compreensão do que causa o comportamento da juventude atualmente. No passado. trabalhando na periferia da cidade de São Paulo. Os jovens são um sistema de alerta daquilo que está por vir. pois “o futuro da humanidade está nas mãos de pessoas que possam dar às futuras gerações razões para viver e ter esperança” (Gs 31). é muito mais uma tentativa de mostrar as fortes tendências que estão acontecendo neste instante. A incapacidade dos cristãos de compreender e trabalhar com a juventude pode significar a incapacidade da Igreja de penetrar no espírito de nossa era. Num país muçulmano como a Argélia. Eles levam mais tempo para amadurecer. Um padre alemão sociólogo. os jovens assistem a um filme num aparelho de videocassete ligado a uma bateria de um carro enquanto os jovens na Irlanda assistem o mesmo vídeo no conforto de suas casas. o lugar onde se mora é cada vez menos importante. O lado humano e pecaminoso da Igreja e sua necessidade de constante conversão à visão original de seu fundador devem ser uma preocupação sempre presente. A mentalidade dos jovens com quem trabalhamos mudou. mitos e ritual. uma garota adolescente recusa-se a usar o purdah (véu tradicional que cobre a face). Apenas uma fé pessoal é capaz de sobreviver fora de uma atmosfera de estufa – no meio ambiente pluralístico atual. A crise de hoje é um sinal de que o Senhor está ensinando-nos e levando-nos por trilhas mais humildes. ideais. Os jovens podem ajudar-nos a compreender que os vencedores de amanhã não são as pessoas negativas. e a juventude na Alemanha do que entre mim e a juventude alemã”. dessa forma. Num mundo onde muito de seu significado é comunicado por símbolos. moderna e pós-moderna ira ajudar-nos compreender as causas mais profundas da crise na Igreja. Os vencedores são aqueles que podem trabalhar com as crises atuais e ver nelas uma . O sentimento de que estamos num barco que está afundando pode ser substituído pela compreensão da mudança que está tendo lugar na Igreja e a percepção das estratégias que podem reverter a situação. opiniões e música podem ser ouvidas até mesmo nas áreas mais remotas do planeta. os jovens vêem-se como uma tribo universal distinta do resto da sociedade. A Igreja deve aprender por meio dos erros do passado. e exercendo uma grande influência sobre os jovens.

precisamos fixar-nos menos naquilo que está morrendo e mais no que está nascendo. Como líderes de jovens.oportunidade de avançar nas fronteiras da solidariedade e da fé. .