You are on page 1of 3

Grupo Especial de Policiamento em Áreas de Risco (GEPAR)

Grupo Especial de Policiamento em Áreas de Risco (GEPAR) Com o presente trabalho propusemos a discutir

Com o presente trabalho propusemos a discutir a participação dos militares do Grupo Especializado em Áreas de Risco – GEPAR de acordo com filosofia de Polícia Comunitária, buscando diminuir os homicídios e combatendo o tráfico ilícito de entorpecentes na área de risco do estado de Minas Gerais.

Nesse sentido, em geral não pode haver um trabalho verdadeiro do GEPAR sem que os seus integrantes sejam capazes de refletir e agir. Essa capacidade é que faz destes policiais militares profissionais portadores do compromisso social.

O policial militar do GEPAR que seja capaz de compromisso social atua praticando a filosofia de Polícia Comunitária, pois aceita os seus valores como caminho para a transformação social e melhoria da qualidade de vida nas áreas carentes onde trabalha.

O policial militar com compromisso social sente-se parte do processo da mudança e pratica o diálogo nessa tentativa de melhoria da dignidade da pessoa humana.

Ressaltamos, ainda, que o policial militar que atua no GEPAR tem que haver um conceito bastante amplo de todos os portfólios encontrados na Polícia Militar de Minas Gerais, pois, saberá agir em diferentes cenários encontrados nos aglomerados, porém deve-se perceber diferente e com grande responsabilidade na mediação de conflitos

sociais. Tem de enxergar os problemas do aglomerado como sendo seus também, procurando o diálogo com a população ordeira para conseguir melhorias.

Tem de conhecer o aglomerado e as pessoas que ali vivem e ser uma pessoa sempre motivada para alcançar o sucesso, sabendo diferenciar os grupos que existem na comunidade para agir de forma diferenciada de acordo com a situação.

Por fim, acrescento que a coragem é essencial para o trabalho destes policiais, não apenas porque podem, a qualquer momento, envolverem-se com uma ocorrência de conflitos com gangues, mas também coragem para acreditar que pode transformar realidades. E para isto, devem ser preparados para o diálogo, para a construção da cidadania, através do contato com pessoas de diferentes naturezas e diferentes maneiras de agir e pensar, num processo dinâmico de contínuas mudanças.

sociais. Tem de enxergar os problemas do aglomerado como sendo seus também, procurando o diálogo com

O GEPAR é um grupo, cujas guarnições são integradas por 03(três) ou 04(quatro) policiais militares em veículos quatro rodas, com emprego em áreas de risco, aglomerados/vilas, cujo trabalho consista em ações de promoção social, de polícia preventiva e de reação qualificada. Tem por objetivo principal trabalhar com a prevenção do crime de homicídio nessas localidades, além de observar o contexto social, trazer segurança aos moradores, resgatar/consolidar a credibilidade da comunidade local para com a Polícia Militar e evitar que a população tenha sua rotina modificada por imposição de pessoas ou grupos envolvidos na criminalidade.

De tudo posto, podemos concluir que o GEPAR atua com o proposito de garantir a segurança dos moradores, proporcionando a prevenção e repressão qualificada aos crimes violentos, com o intuito de reduzir a criminalidade nesses locais e ainda traçar estratégias para redução de mão de obra disponível para a prática de crimes. O trabalho realizado pelo grupo está voltado na filosofia de trabalhar o contexto social das áreas de risco, visando reestabelecer a credibilidade da comunidade local para com a Polícia Militar, através das áreas sociais de forma preventiva e repressiva.

Enfim, a atuação do GEPAR é essencial para combater o crime nas zonas quentes de criminalidade. Através do policiamento permanente na comunidade, a detecção das raízes dos problemas se torna possível e a solução uma realidade. O policial fica conhecido no meio e a informação chega de forma fácil e segura. O cidadão logo percebe que pode contar com o apoio sempre que precisar e se sente seguro.