Porto Alegre, 13 de abril de 2014.

Prof. Dr. Ricardo Burg Ceccim,
Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva.

Caro Professor:

Tendo em vista a divulgação na mídia no último final de semana de notícias com insinuações
caluniosas acerca do mérito acadêmico e do fluxo do mestrando Hêider Aurélio Pinto, titulado
no nosso Programa sob minha orientação, tomo a iniciativa de encaminhar a seus cuidados,
para as finalidades que julgar oportunas, a avaliação da formação do referido aluno nas
atividades de ensino e na produção bibliográfica derivada do seu percurso formativo.
O Apêndice A registra informações factuais e a análise pedagógica da participação do
mestrando nas atividades de ensino que coordenei, a sua maioria com a presença de outros
docentes e convidados, nacionais e internacionais. Os registros que resgatei permitem
visualizar, mesmo em percurso formativo parcial, não apenas a interação positiva e criativa do
mesmo, senão também uma capacidade diferenciada de aproveitar criativamente a formação
oferecida. Sua vida profissional – o referido mestrando realizou seu percurso formativo em
concomitância com atividades profissionais na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS),
conforme é de conhecimento de todos, não tendo usufruído de bolsa ou de dedicação integral
ao mestrado – não o impediu de um desempenho superior no percurso formativo em nosso
Programa, conferindo ainda mais relevância ao perfil discente e à escolha por uma formação
sólida e singularizada de nosso projeto pedagógico. E o fez cumprindo rigorosamente os prazos
estipulados em nosso regimento e tão fortemente monitorados pelo nosso sistema de
avaliação da pós-graduação. Evidência que já nos havia oferecido na concorrida seleção da
qual participou também com destaque.
Essa constatação inicial é comprovada com ainda mais ênfase na análise da produção científica
(Apêndice B) que o mestrando realizou durante o percurso no mestrado e nos poucos meses
que se seguiram. A produção bibliográfica do mesmo supera até os parâmetros para
credenciamento de docentes na nossa área de avaliação. Não me parece caber qualquer
dúvida sobre o mérito acadêmico do título conferido pelo nosso Programa ao referido aluno e
da relevância das ofertas pedagógicas e formativas que tivemos a capacidade de prover.

Refuto com veemência as insinuações, que me parecem ter um caráter calunioso e uma
intencionalidade de alvejar as políticas públicas de saúde e de educação, com seus respectivos
sistemas públicos.
Ao mesmo tempo em que registro minha inconformidade, manisfesto-lhe minha mais sincera
solidariedade, já que é indiscutível o esforço que a coordenação do nosso Programa realiza
cotidianamente para a qualificação do mesmo. Manifeste minha solidariedade ao nosso
Magnífico Reitor e ao Vice-Reitor, que também foram envolvidos nas notícias.
Que avance o ensino público de qualidade e o sistema público de saúde, com nossas mais
intensas colaborações, inclusive o combate, no plano das idéias, dos seus detratores.
Cordialmente,

Prof. Dr. Alcindo Antônio Ferla,
Professor Permanente do PPGCOL.

APÊNDICE A
ATIVIDADES DE ENSINO SOB COORDENAÇÃO DO PROFESSOR ORIENTADOR

1. Semestre 2014/1:
a. Identificação: Pesquisas avaliativas em atenção básica com enfoque na
integralidade (COL03209)
Docente: Alcindo Antônio Ferla
Modalidades de participação do discente: atividades presenciais, atividades à
distância, atividades das pesquisas vinculadas ao Seminário Avançado,
atividades dispensadas por equivalência de atividades (Participação e
organização da Mostra Nacional de Experiências em Atenção Básica e Saúde da
Família), preparação de seminário sobre a política nacional de atenção básica
em saúde, produção de uma resenha crítica sobre avaliação de políticas
públicas e inovação na gestão setorial com vistas à integralidade.
Desempenho: aprovado por plena suficiência quanto ao objetivo de
experienciar a prática da pesquisa e a produção teórica na vertente da
integralidade, conforme plano de ensino do seminário.
b. Identificação: Saúde global, globalização e efeitos nos serviços de saúde: Brasil
e Itália (COL01103)
Docentes: Alcindo Antônio Ferla, Izabella Barison Matos, Ricardo Burg Ceccim
e Ardigò Martino.
Modalidades de participação do discente: atividades presenciais, atividades à
distância, atividades não presenciais, módulos dispensados por equivalência de
atividades (participação com apresentações no seminário do Laboratório ItaloBrasileiro de Formação e Práticas em Saúde Coletiva intitulado “Strumenti e
metodi a confronto tra Emilia-Romagna e Brasile per la salute e il benessere
delle comunità locali”)
Desempenho: aprovado por plena suficiência quanto ao objetivo de
experienciar a prática da pesquisa e a produção teórica na vertente da
integralidade, conforme plano de ensino do seminário.
2. Semestre 2013/2
a. Identificação: Pesquisa em saúde: aspectos epistemológicos, éticos,
ferramentas (COL04104)
Docentes: Alcindo Antônio Ferla, Izabella Barison Matos, Madel Therezinha
Luz.
Modalidades de participação do discente: parcial nas atividades presenciais.

Desempenho: Reprovado por insuficiência quanto aos objetivos da atividade
de ensino.
3. Semestre 2013/1
a. Identificação: Pesquisas avaliativas de educação em saúde e integralidade
(COL03104)
Docentes: Alcindo Antônio Ferla
Modalidades de participação do discente: atividades presenciais, atividades à
distância e atividades em cenários de prática, elaboração de resenha sobre
avaliação da atenção básica.
Desempenho: aprovado por plena suficiência quanto à prática da pesquisa e a
produção teórica sobre atenção básica e educação em saúde na vertente da
integralidade, conforme plano de ensino da atividade de ensino.
b. Identificação: Saúde internacional e intercultural (COL03202)
Docente: Alcindo Antônio Ferla
Modalidades de participação do discente: atividades presenciais, atividades a
distância e elaboração de resenha sobre aspectos antropológicos do cuidado
em saúde.
Desempenho: aprovado por plena suficiência quanto aos objetivos
pedagógicos propostos na atividade da modalidade Prática em Pesquisas em
Saúde Coletiva.
4. Semestre 2012/2
a. Identificação: Seminário Integrador Atenção básica, integralidade e construção
de redes (COL03102)
Docentes: Alcindo Antônio Ferla e Izabella Barison Matos
Modalidades de participação do discente: atividades presenciais, atividades à
distância, atividades dispensadas por equivalência de atividades (palestra e
vídeo sobre “Telessaúde e avanços do PMAQ”, no VI Seminário Internacional
de Atenção Básica em Saúde”), preparação de seminário sobre a política
nacional de atenção básica em saúde, produção de uma resenha crítica sobre a
implantação do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da
Atenção Básica – PMAQ como política de indução a mudanças na organização
da atenção no Brasil.
Desempenho: aprovado por plena suficiência quanto ao objetivo de refletir
sobre a vertente da integralidade na formulação de políticas e iniciativas de
organização dos serviços, conforme plano de ensino do seminário.
b. Identificação: Seminário de Orientação (COL08100)
Docente: Alcindo Antônio Ferla
Modalidades de participação do discente: presença em atividades individuais e
coletivas de orientação e elaboração de documentos com versões do projeto
de dissertação.

Desempenho: aprovado por plena suficiência e por cumprimento das
atividades propostas.
c. Identificação: Saúde Global e análise de sistemas de saúde (COL03101)
Docentes: Alcindo Antônio Ferla, Izabella Barison Matos e convidados
internacionais.
Modalidades de participação do discente: presença em atividades presenciais,
atividades à distância, elaboração e apresentação de seminário sobre a
organização da atenção básica no Brasil, elaboração de ensaio sobre avaliação
em saúde no contexto da atenção básica no Brasil.
Desempenho: aprovado por plena suficiência, conforme previsto no plano de
ensino.

CONSIDERAÇÕES SOBRE O DESEMPENHO ACADÊMICO DO MESTRANDO:

Nas atividades de ensino listadas, o mestrando demonstrou plena suficiência na quase
totalidade. Deve-se destacar a fluência crescente no relato analítico de políticas
públicas e de saúde, em parte devido a sua trajetória na gestão, e no domínio
conceitual no campo da Saúde Coletiva. Entretanto, é visível o amadurecimento como
pesquisador e como analista de políticas. Demonstrou grade responsabilidade na
identificação dos objetivos das atividades de ensino e colaboração na preparação de
atividades relacionadas às políticas de saúde, tanto no que se refere à identificação de
materiais bibliográficos para o aprofundamento das análises, quanto na preparação de
suas contribuições. Os relatos e resenhas solicitados ao final foram de grande
densidade teórica e analítica, gerando minutas de manuscritos de maior fôlego,
posteriormente utilizadas na confecção de artigos e capítulos, na sua grande maioria. É
visível a disciplina na leitura das referências e sua capacidade de buscar novos
referenciais, no campo da Saúde Coletiva e também de caráter interdisciplinar, para a
análise.
A produção do projeto de dissertação de mestrado e da dissertação absorveram, de
forma densa e oportuna, conceitos e abordagens metodológicas incorporadas nas
atividades de ensino.
Conclui-se que o mestrando demonstrou grande capacidade de aproveitamento das
atividades ofertadas para o desenvolvimento de suas capacidades profissionais e de
ensino.

Prof. Dr. Alcindo Antônio Ferla,
Professor Orientador.

APÊNDICE B
SOBRE A PRODUÇÃO CIENTÍFICA DURANTE O PERÍODO DA FORMAÇÃO:

Produção bibliográfica:
a. Publicação em periódicos:
PINTO, H. A.; FERLA, A.A.. Formulação e implementação de políticas como
pedagogias para a gestão: um ensaio a partir de três casos do Sistema Único de
Saúde. Saúde em Redes, v. 1, n. 1, p. 81-94, 2015.
PINTO, H.A.; SOUSA, A.N.A.; FERLA, A.A.. O Programa Nacional de Melhoria do
Acesso e da Qualidade da Atenção Básica: faces de uma política inovadora.
Saúde em Debate, v. 38, p. 358-372, 2014.
MAGALHÃES JR., H.M.; PINTO, H.A.. Atenção Básica enquanto ordenadora da
rede e coordenadora do cuidado: ainda uma utopia?. Divulgação em Saúde
para Debate, v. 51, p. 14, 2014.
PINTO, H.A.; SALES, M.J.T.; OLIVEIRA, F.P.; BRIZOLARA, R.; FIGUEIREDO, A.M.;
SANTOS, J.T.. O Programa Mais Médicos e o fortalecimento da Atenção Básica.
Divulgação em Saúde para Debate, v. 51, p. 105-120, 2014.
PINTO, H. A.; FERLA, A.A.; CECCIM, R.B.; FLORENCIO, A.R.; MATOS, I.B. ;
BARBOSA, M.G.; STEDILE, N.L.R.; ZORTEA, A.P.. Atenção Básica e Educação
Permanente em Saúde: cenário apontado pelo Programa Nacional de Melhoria
do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB). Divulgação em Saúde
para Debate, v. 51, p. 145-160, 2014.
PINTO, H. A.; SOUSA, A.N.A.; FERLA, A.A.. O Programa Nacional de Melhoria do
Acesso e da Qualidade da Atenção Básica: Várias faces de uma política
inovadora. Divulgação em Saúde para Debate, v. 51, p. 43-57, 2014.
PINTO, H.A.; SOUSA, A.; FLORÊNCIO, A.R.. O Programa Nacional de Melhoria do
Acesso e da Qualidade da Atenção Básica: Reflexões sobre o seu desenho e
processo de implantação. RECIIS. Revista Eletrônica de Comunicação,
Informação & Inovação em Saúde (Edição em Português. Online), v. 6, p. 1-20,
2012.

b. Publicação em livros e capítulos:
Título: Evolução do financiamento federal da atenção básica a partir da
implantação da Estratégia de Saúde da Família – 1998-2014
Natureza: Capítulo de livro analisando o financiamento federal da
atenção básica com fontes federal, estadual e municipal no Brasil no
período de 1998 a 2014, utilizando informações secundárias dos bancos
de dados nacionais e a análise documental da legislação federal.
Situação Atual: Capítulo de livro aceito para publicação na obra “20 anos
de Saúde da Família”, da Editora Fiocruz, no prelo.

c. Originais em fase de preparação:
i. Artigo para periódico:
Título: O Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da
Atenção Básica (PMAQ) na mídia
Natureza: Artigo original a partir de pesquisa documental nos veículos
de mídia sobre notícias publicadas no período do lançamento até o
período final da adesão ao segundo ciclo de avaliação.
Situação atual: em fase de análise final dos dados coletados e do
manuscrito.
ii. Artigo para periódico:
Título: Avaliação da Atenção Básica: a ouvidoria ativa como estratégia
de fortalecimento do cuidado e da participação social
Natureza: Artigo original a partir de pesquisa em banco de dados
secundários do sistema nacional de auditorias do SUS acerca da opinião
de usuários sobre acesso e qualidade da atenção básica.
Situação atual: em fase de revisão final do manuscrito e submissão.

iii. Capítulo de livro:
Título: Análise de políticas: o que diz a bibliografia sobre essa
abordagem?
Natureza: Capítulo de livro no formato de ensaio teórico analisando a
análise de políticas como subsídio à reflexão sobre a gestão e a
implantação de políticas de saúde a partir da revisão da bibliografia
especializada.
Situação Atual: em fase final de revisão.

iv. Capítulo de livro:
Título: Refletindo sobre capturas e ousadias na formulação de políticas
nacionais de saúde: os casos das Políticas Nacionais de Humanização e
de Educação Permanente em Saúde e do Programa Nacional de
Melhoria do Acesso e Qualidade
Natureza: Capítulo de livro no formato de ensaio empírico, analisando o
conteúdo e a implementação de três políticas nacionais recentes com
base no conceito de inovação em políticas públicas e na contribuição das
idéias para a formulação de políticas. A análise empírica inclui a Política
Nacional de Humanização, a Política Nacional de Educação Permanente
em Saúde e o Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade
da Atenção Básica no contexto da Política Nacional de Atenção Básica.
Desenvolve e utiliza um recurso analítico de comparação com “políticas
tipo”.
Situação Atual: Em fase final de revisão.

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PRODUÇÃO BIBLIOGRÁFICA DO MESTRANDO:

O mestrando produziu, no período do seu percurso pelo Programa de Pós-Graduação
em Saúde Coletiva, um total de 07 artigos científicos publicados em periódicos da Área
da Saúde Coletiva, a partir de análises que compõem sua dissertação de mestrado ou o
tema da mesma, que é a atenção básica e sua relação com o sistema de saúde
brasileiro e com as demais políticas setoriais, em particular a educação permanente
em saúde. Trata-se de uma produção excepcional de 3,5 artigos por ano, muito
superior ao exigido pelo PPGCOL, de submissão de um artigo, como também maior do
que os parâmetros utilizados na área da Saúde Coletiva para a produção docente nos
programas da mesma.
Os temas e as abordagens analíticas pertencem ao escopo do Programa de PósGraduação em Saúde Coletiva à linha de pesquisas “Saúde, instituições e cidadania”.
Não se trata apenas do relato da experiência de gestão, mas de análises com
densidade teórica e crítica, além de um caráter propositivo. Há evidente predomínio
dos campos temáticos da análise de políticas, em particular aplicada à atenção básica e
à educação na saúde, da integralidade e da institucionalização das práticas em saúde.
A finalização do curso de mestrado vem sendo acompanhada de um seguimento da
produção, com um capítulo de livro no prelo, dois artigos e dois capítulos já em fase
adiantada de produção. A passagem pelo curso de mestrado demonstra ter
influenciado no desenvolvimento de capacidades profissionais, em particular na
camada mais densa da produção acadêmica. O mestrando contribui de forma

diferenciada na produção científica do Programa de Pós-Graduação em Saúde
Coletiva. Evidencia indiscutível mérito acadêmico.

Prof. Dr. Alcindo Antônio Ferla,
Professor Orientador.