You are on page 1of 3

INFORMÁTICA E APRENDIZAGEM

Caroline Tonete
Renata Castanho.
Pedagogia - UNICENTRO

Introdução

Vivemos em uma sociedade que exige conhecimento de qualidade, que procura


profissionais críticos, criativos e reflexivos com a capacidade de pensar e analisar novas
formas de aprender. Cabe a escola formar esse profissional para o mercado de trabalho.
Uma das alternativas é a introdução da tecnologia na escola, o computador tem sido
usado como um recurso para estimular o aluno a aprender principalmente, por estar
envolvido no contexto atual globalizado. Esse texto tem esse objetivo de identificar
como acontece aprendizagem por meio do computador.

Aprendizagem através do computador

É do conhecimento geral que crianças precocemente têm despertado interesse


por tecnologias de informação e comunicação. Elas se sentem motivadas pelo manuseio
de computadores, jogos eletrônicos e formas de interação social.
O computador, muitas vezes ,é visto como uma forma de diversão, o fato de
apresentar cores e formas de interação gráfica facilita o aprendizado despertando o
interesse do aluno.
De fato é um meio atrativo de aprendizagem, pois desperta o interesse dos
alunos por suas inúmeras formas de entreter e auxiliar no ensino podendo por sua vez
criar idéias que acompanham um conhecimento mais acelerado. Sobre isso:
Afirma Valente (1993, p.3) "que o computador não é mais um instrumento que
ensina o aprendiz, mas a ferramenta com a qual o aluno desenvolve algo, e, portanto, a
aprendizagem ocorre pelo fato de estar executando uma tarefa por intermédio do
computador".
O computador é uma forma rápida de comunicação, pois derruba as barreiras
geográficas e também derruba limites de tempo encurtando o caminho do conhecimento
podendo fornecer ferramentas de aprendizagem modernas. Esta capacidade de
informação globalizada tem se tornado cada vez mais poderosa principalmente em
computadores domésticos.
A escola ao inserir o computador como meio de aprendizagem busca
desenvolver cidadãos mais críticos, autônomos e independentes, repensando assim o seu
papel frente as novas tecnologias. O computador se tornou uma ferramenta de
aprendizagem, desenvolvendo habilidades intelectuais e cognitivas levando o aluno a
desenvolver sua criatividade. O processo final é a formação de indivíduos autônomos,
que aprendem por si mesmos, porque aprenderam a aprender, através da busca, da
investigação, da descoberta e da invenção.
Com a chegada das tecnologias no ambiente escolar, há o forçar de uma
mudança de paradigmas, a informática educativa oferece um vasto campo que, se bem
aproveitados, passa a ser um suporte para o desenvolvimento de diversas atividades com
os alunos. Porém a escola contemporânea continua muito arraigada ao padrão jesuítico
no qual o professor fala e o aluno escuta. Com a chegada da tecnologia nas escolas o
professor é considerado um “mediador”. Quando a informática é utilizada a serviço de
uma educação emancipadora, o aluno ganha em qualidade de ensino e da
aprendizagem.

(...) A mudança da função do computador como meio educacional acontece juntamente com um
questionamento da função da escola e do papel do professor. A verdadeira função do aparato
educacional não deve ser a de ensinar, mas sim a de criar condições de aprendizagem. Isso
significa que o professor precisa deixar de ser o repassador de conhecimento – o computador
pode fazer isso e o faz tão eficiente quanto professor – e passar a ser o criador de ambientes de
aprendizagem e o facilitador do processo de desenvolvimento intelectual do aluno. (VALENTE,
1993p. 06).

Existe também uma grande dificuldade por parte dos alunos em compreender o
que lhe é passado, com ajuda do computador é possível fazer pesquisas e visualizar
certos conteúdos, de modo mais individualizado, tendo o professor a oportunidade de
perceber o que o aluno sabe fazer e como o faz.
Conclusão
Concluímos que o computador é um grande aliado da educação para formar
pessoas mais interessadas em aprender, uma vez que são estimuladas pelos recursos
tecnológicos trazendo o cotidiano para a vida escolar o que ajuda no aprendizado.
Bibliografia

VALENTE, José Armando (org). Computadores e conhecimento: repensando


a educação. Campinas SP: UNICAMP, 1993.