You are on page 1of 9

20/10/2016

Os constituintes
básicos da oração
MORFOSSINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA
PROF. RAIMUNDO JÚNIOR

A estrutura da frase
Observe:

Internacional
Sedução Conservadora
Ultra-republicana, a colunista americana Ann Coulter é chamada
de “língua mais rápida do Leste” e causou surpresa ao expor um
par de pernas notável.
O Estado de S. Paulo, 24 abr 2005

1

que constitui períodos. • Períodos são frases verbais. • O substantivo colunista. causou. construídas em volta dos verbos: é chamada. • Temos duas orações relacionadas entre si. núcleo do sujeito. portanto. estes são os conhecidos termos oracionais: essenciais. com sentido completo. acompanhadas da conjunção e e uma terceira subordinada à segunda trazendo uma noção circunstancial O Período Simples: conceitos iniciais • Oração é um enunciado. pode-se perceber que dentro deles existem sintagmas menores. está acompanhado de adjuntos adnominais e de um aposto especificador. • Período Simples é aquele constituído por apenas uma oração. constituídos. o primeiro um sintagma nominal e o segundo um sintagma verbal. Estes constituintes serão chamados de sintagmas maiores • Ao detalhar esses sintagmas maiores. os quais exercem funções sintáticas. expor. a qual é chamada de oração absoluta. por orações. • De forma geral. • A oração apresenta dois constituintes básicos: o sujeito e o predicado. com sentido completo ou não. 2 .20/10/2016 A estrutura da frase Ao notar o período anterior. integrantes e acessórios. temos: • A frase é constituída por três orações.

composto ou indeterminado. o ser de quem se declara algo. por um pronome substantivo (particularmente pelos pessoais do caso reto) ou por um numeral substantivo. 3 . • Os sujeitos podem ser: simples. o núcleo do sujeito pode ser representado por um substantivo (ou palavra substantivada). agente da passiva e adjunto adverbial • Vocativo Constituintes básicos da oração: Sujeito • Sujeito é o tema do que vai se declarar. • Na língua portuguesa. o verbo da oração estabelece concordância com o sujeito em número e pessoa. • Em uma oração absoluta. adjunto adnominal e aposto • Termos complementares e auxiliares relacionados a um núcleo verbal: complementos verbais.20/10/2016 O Período Simples: conceitos iniciais • A oração pode apresentar: • Constituintes básicos – sujeito e predicado • Termos complementares e auxiliares relacionados a um núcleo nominal: complemento nominal.

nem mesmo em orações anteriores • O falante indetermina o sujeito por dois motivos: por desconhecê-lo realmente ou por não querer determiná-lo. Ele também é conhecido por: oculto ou elíptico. Os determinados podem ser: simples. Constituintes básicos da oração: Sujeito Indeterminado • O sujeito da oração é indeterminado quando sua existência é evidente. caso em que o termo que representa o sujeito está presente na oração.20/10/2016 Constituintes básicos da oração: Sujeito Determinado • Sujeito é determinado quando é possível identificar o termo que o representa. • Sujeito Composto é aquele formado por mais de um núcleo. só que de maneira não explícita. • Colocar o verbo na 3ª pessoa do singular. • Sujeito desinencial é aquele identificado apenas pela desinência verbal. acompanhado da partícula se. mas não há nenhum termo que o represente. que neste caso é um pronome conhecido como índice de indeterminação do sujeito. • Sujeito Simples é aquele formado por apenas um núcleo. 4 . composto ou desinencial. • A língua oferece dois recursos para indeterminar o sujeito: • Colocar o verbo na 3ª pessoa do plural – essa estrutura ocorre em frases isoladas ou nos casos em que o sujeito não esteja determinado em orações anteriores.

• Predicado Nominal é aquele que tem como núcleos significativo um nome. há casos em que ele simplesmente não existe. estendendo para o verbo auxiliar da locução a sua impessoalidade Constituintes básicos da oração Predicado • Predicado é a declaração que se refere ao tema (sujeito). os demais verbos impessoais aparecem sempre na 3ª pessoa do singular. isto é. tudo o que se atribui ao sujeito. O verbo é chamado de não nocional. que constitui um predicativo do sujeito. chamados de verbos nocionais.20/10/2016 Constituintes básicos da oração Oração sem Sujeito • Embora o sujeito seja um termo essencial na oração. ou seja. concordando com o predicativo. O verbo funciona como elemento de ligação entre o sujeito e o predicado. a oração é formada apenas pelo predicado. São casos em que os verbos são impessoais. nas orações sem sujeito só existe o predicado – o que importa é a informação contida no processo verbal em si. • Essa definição se aplica somente às orações que apresentam sujeito. • verbos que exprimem fenômenos da natureza • verbo haver com sentido de existir. estar e ser indicando fenômeno natural ou de tempo • O verbo ser pode aparecer na 3ª pessoa do plural. • Predicado Verbo-Nominal é aquele que apresenta dois núcleos significativos: um verbo e um nome. • Predicado verbal é aquele que tem como núcleo significativo um verbo. acontecer • verbos haver e fazer indicando tempo decorrido • verbos fazer. Este nome pode estar relacionado ao sujeito (predicativo do sujeito) ou ao complemento verbal (predicativo do objeto) 5 .

• Os predicativos estabelecem concordância em gênero e número com o núcleo do sujeito ou do objeto. • Há intrínseca à relação sintática entre verbo e complemento. e os transitivos recebem subclassificações segundo sua regência. • O núcleo do predicado verbal é o próprio verbo. • Os verbos que indicam estado do sujeito são chamados de verbos de ligação e vêm sempre acompanhados de um predicativo. verbos transitivos ou intransitivos. • Transitivos Diretos são os que não regem complemento preposicionado • Transitivos Indiretos são os que regem complemento preposicionado 6 . • A função de predicativo pode ser desempenhada por um adjetivo (é o mais comum) ou por um substantivo (ou palavra com valor de substantivo) Constituintes básicos da Oração Predicado Verbal • Predicado verbal é aquele que por informar um processo contém verbos nocionais. • Os verbos que não são de ligação formam o núcleo do predicado verbal ou um dos núcleos do predicado verbo-nominal.20/10/2016 Constituintes básicos da oração Predicado • No que se refere aos aspectos de concordância. • Os verbos podem ser classificados em transitivos e intransitivos. uma relação semântica. • A transitividade do verbo ocorre pela sua relação com os seus complementos. isto é. o verbo estabelece concordância com o núcleo do sujeito em número e pessoa.

surgirá um novo tipo de predicativo. Mas. portanto contém um verbo significativo e um verbo de ligação subtendido. • O predicativo do objeto refere-se. o predicativo do objeto. um verbo de ligação • O complemento do predicado nominal é o predicativo do sujeito • Predicativo do sujeito é a característica atribuída ao sujeito. • O predicado verbo-nominal poderá ser formado a partir de um VI + PS. a um objeto direto. possui os dois predicados. constituído de verbos não nocionais. portanto. há o verbo chamar que admite predicativo do objeto indireto 7 . é um termo do predicado • O núcleo do predicado nominal é o predicativo do sujeito Constituintes básicos da Oração Predicado Verbo-Nominal • Predicado Verbo-Nominal é aquele que informa tanto o processo quanto o estado.20/10/2016 Constituintes básicos da Oração Predicado Nominal • Predicado Nominal é aquele que informa um estado do sujeito oracional e é. ou VT + PO • Em algumas situações. por isso. • O núcleo do predicado verbo-nominal será representado tanto pelo verbo quanto pelo predicativo. • Neste caso. VT + PS. normalmente. mas ligada a ele por meio de um verbo. ou seja. seja ele do sujeito ou do objetivo. a posição do predicativo do objeto dá ao verbo um sentido duplo.

• Sujeito Paciente é aquele que sofre a ação expressa pelo verbo. • São reflexivos os pronomes: te. pois continua sendo ele o agente da ação verbal. ao mesmo tempo. • a forma verbal. me. passiva e reflexiva.20/10/2016 As vozes do verbo • As vozes do verbo são três: ativa. vos. sofre e pratica a ação expressa pelo verbo • Na voz reflexiva a partícula se é um pronome reflexivo e possui a função sintática de objeto direto. • O esquema de passagem da voz ativa para a voz passiva é fixo e as seguintes alterações ocorrem: • o objeto direto da voz ativa passa a sujeito paciente da voz passiva. normalmente precedido da preposição por e com menor frequência da preposição de • O sujeito desinencial da voz ativa torna-se explícito como agente da passiva •O sujeito indeterminado da voz ativa permanece indeterminado como agente da passiva. • o sujeito agente da voz ativa passa a agente da passiva. paciente ou os dois. 8 . na voz ativa. • Sujeito Agente e Paciente é aquele que. você(s) Estudo da Voz Passiva Passagem da voz ativa para a voz passiva • É possível passar para a voz passiva uma oração que. que é simples na voz ativa. passa a composta na voz passiva. • Ocorre flexão de voz nos verbos porque o verbo transitivo direto e o transitivo direto e indireto permitem estruturas em que o sujeito possa aparecer como agente. nos. • o verbo concorda com o sujeito • O agente da passiva é um sintagma preposicionado. • Sujeito Agente é aquele que pratica a ação expressa pelo verbo. tenha sujeito e objeto direto.

•Além do verbo ser. por isso. acompanhada da partícula “se”. concordando com o sujeito. chamado de pronome apassivador • Na voz passiva sintética ou passiva. porque é seu sujeito E essa partícula se? • Voz passiva sintética e sujeito indeterminado com o verbo na terceira pessoa do singular. o sujeito é explícito. o termo que acompanha o verbo na voz passiva sintética tem de concordar com ele em número e pessoa. Tiver verbo no plural. outros verbos podem aparecer como auxiliares na voz passiva analítica • Ocorre voz passiva sintética quando elaborada pela forma verbal simples. Não tiver sujeito determinado. O verbo estiver sempre na terceira pessoa do singular. • Será partícula apassivadora quando: • • • • Tiver verbo transitivo direto Tiver sujeito determinado e explícito. A transformação para forma analítica será impossível 9 . For possível passar para a forma analítica • Será Índice de Indeterminação do Sujeito quando: • • • • Tiver outro tipo de verbo que não seja o VTD. seguido do particípio do verbo principal.20/10/2016 Estudo da Voz Passiva A Voz Passiva Analítica e Sintética • Ocorre voz passiva analítica quando elaborada por forma verbal composta (ou locução verbal) • A forma verbal composta da voz passiva analítica possui um verbo auxiliar (geralmente o verbo ser). possuem estruturas bem próximas. seguido de se.