You are on page 1of 9

QUESTÃO 1 Interdisciplinaridade e (B) experimental.

transversalidade alimentam-se mutuamente, pois, (C) multidimensional.
para trabalhar os temas transversais (D) profissional.
adequadamente, não se pode ter uma perspectiva (E) técnica.
disciplinar rígida. Um modo eficiente de se
elaborar os programas de ensino, nessa QUESTÃO 4 Na construção do trabalho
perspectiva, é pedagógico, o conceito de competência é uma
(A) fazer dos temas transversais um eixo forma de repensar as interações entre pessoas,
unificador, em torno do qual se organizam as seus saberes e capacidades. A competência não
disciplinas. se reduz ao saber, mas sim à capacidade de
(B) realizar duas palestras por semestre para mobilizar e aplicar os conhecimentos adquiridos.
todas as turmas de uma mesma série (ano) das Para essa mobilização, o professor deverá
séries do 2o segmento, abordando quatro temas possibilitar o desenvolvimento de competências
por ano. articulando
(C) realizar por trimestre atividades extraclasse (A) qualidade e conhecimento.
de observação do meio ambiente, do bairro e dos (B) teoria e prática.
setores de produção, incluindo, na sua (C) interação e experiência.
realização, professores de, pelo menos, duas (D) cooperação e percepção.
disciplinas do currículo. (E) organização e saberes.
(D) selecionar professores voluntários para
realizarem curso de capacitação no qual QUESTÃO 5 . As escolas brasileiras, para
receberão informações e dinâmicas para exercerem a função social proposta nos
trabalhar os temas transversais e, posteriormente, Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN),
agirem como dinamizadores dos debates. precisam possibilitar o cultivo dos bens culturais
(E) destinar dois tempos de aula, e sociais, considerando as expectativas e as
quinzenalmente, para os professores realizarem, necessidades dos alunos. Acerca desse tema,
em sala de aula, trabalhos de grupo com alunos, assinale a alternativa correta.
abordando um dos temas definidos pelos PCNs. (A) Os PCN impõem o quê, como e quando
ensinar, constituindo-se um roteiro que enfatiza a
QUESTÃO 2 A LDB no 9.394/96 introduz uma importância dos conteúdos e o tratamento a ser
mudança no conceito de avaliação, seus dado a estes.
procedimentos e soluções para atendimento dos (B) A experiência acumulada pelos profissionais
alunos do Ensino Fundamental. Essa Lei indica da educação não deve ser levada em conta na
uma avaliação elaboração do projeto educativo de uma escola.
A) somativa, com recuperação prevista ao final (C) É essencial a vinculação da escola com as
do ano. questões sociais e com os valores democráticos,
(B) semestral, com recuperação ao final de cada não só do ponto de vista da seleção e do
semestre. tratamento dos conteúdos, como também da
(C) seletiva, com formação de turma de alunos própria organização escolar.
com dificuldades a serem trabalhadas. (D) Para ser uma organização eficaz no
(D) contínua, com estudos de recuperação cumprimento de propósitos estabelecidos em
paralela ao período letivo. conjunto por professores, coordenadores e
(E) mensal, prevendo segunda chamada de prova diretor e garantir a formação coerente de seus
para alunos com média abaixo do previsto. alunos ao longo da escolaridade obrigatória, é
imprescindível que a escola siga o projeto
QUESTÃO 3 A Unidade Escolar, como educativo elaborado nos PCN. (E) As normas de
promotora da aprendizagem de conhecimentos funcionamento e os valores, implícitos e
significativos, faz a organização curricular em explícitos, que regem a atuação das pessoas na
seu Projeto Político Pedagógico, levando em escola são determinantes da qualidade do ensino,
consideração diferentes saberes dos contextos mas eles não interferem diretamente na formação
ecológico, demográfico, social e cultural. Com dos alunos.
essa articulação, o processo educativo assume
uma perspectiva QUESTÃO 6 Os PCN adotam a proposta de
(A) humanística. estruturação por ciclos, pelo reconhecimento de

habitualmente. p. e não pulando corda e fazendo festa. Tem hora para aprender a ler e escrever e tem hora para brincar. a) apenas I e II. assinale III – O estudo de caso realizado pela autora a alternativa correta. fundamental e passar a limpo as suas lições. QUESTÃO 7 A aquisição da escrita.que tal proposta permite compensar a pressão do as etapas são extremamente discretas.7). sem dúvida são atividades educação formal e.A busca da coesão e da coerência na escrita d) A expectativa do professor alfabetizador com infantil pode ser visualizada desde o início. crianças brasileiras. recortar. desenhar. ao se falar em ritmos b) apenas III. aplicar o conhecimento para produzir sua própria escrita. pode ensiná-la a corrigir a necessárias para que os alunos apropriem-se dos ortografia desde a primeira série do ensino complexos saberes que se intenciona transmitir. outros. que as etapas não se tornando possível distribuir os conteúdos de sobrepõem. sendo desnecessário o de segmentação do texto em unidades menores. segredo da alfabetização é a leitura.Pode-se considerar que o desenvolvimento da escrita adquirida pela criança é um processo que não apresenta significativas variações e que QUESTÃO 9 Assinale as afirmativas . uma decorrência do conhecimento que se tem Portanto. p. assinale aquela que NÃO condiz com o flexíveis. etc. e. o promover o processo de aprendizagem rápido. tempo. desnecessários e nocivos.76) Dentre as alternativas trabalhados em dimensões de tempo mais a seguir. Torna. ambiente familiar e com objetos de conhecimentos diferentes. estigmatizando aqueles que estão se iniciando na interação com os objetos de QUESTÃO 8 “Aprender a ler e a escrever no conhecimento escolar. e a escola contribuem de forma positiva. aprendizagem. pensamento do autor: (D) A estruturação por ciclos favorece uma a) O professor deve inicialmente deixar que a apresentação menos parcelada do conhecimento criança escreva como ela acha que as palavras e possibilita as aproximações sucessivas são. neste contexto. pretendeu contribuir para a compreensão do que (A) Cada aluno tem. Posteriormente. deve-se primeiro ano não significa saber tudo sobre a implementar uma escola organizada em ciclos. I . Neste sentido. pode-se detectar indícios de auto. de fato ocorre em um aprendizagem bem- desempenhos muito diferenciados na relação sucedida. os educadores c) apenas II. ser estruturada em anos letivos. prática escolar tem buscado incorporar essa Verifica-se que estão CORRETAS as diversidade. é importante Também não significa que o aluno possa uma perspectiva pedagógica em que a vida escrever sem se preocupar com a ortografia. escolar e o currículo possam ser assumidos e (CAGLIARI. 2002. (E) A lógica da opção por ciclos consiste em b) Alfabetizar é ensinar a ler e escrever. individualmente um texto. para muitas c) Brincar. rotulam alguns alunos como mais lentos que d) apenas I e III. que é inerente à instituição escolar. (B) Na escola seriada. mesmo durante a fase escolares. escrever. sem se preocupar com se necessário. diferentes de aprendizagem. em relação a seus alunos no final do primeiro ano é que a criança tem a concepção do que seja o que eles sejam capazes de corrigir texto. não é preciso que a equipe pedagógica para ler. auxílio de um dicionário sem romper a coesão ou a coerência. tampouco saber (C) A organização da escola em ciclos não deve de cor a forma ortográfica de todas as palavras”. Escrever é sem obstáculos inúteis. encontrar estratégias os erros de ortografia. II . A respeito desse assunto. 1998. o objetivo principal do das escolas responsabilize-se pelo processo de trabalho é ensinar o aluno a decifrar a escrita e ensino e pela aprendizagem de seus alunos. de sua unidade formal e conceptual. Aprende-se a ler e a escrever. uma vez que envolvem fases em que forma mais adequada à natureza do processo de duas ou mais concepções se divergem. Acrescenta-se ainda. contar histórias. por isso. condição de aprendizagem”(KATO. produção da leitura e da escrita. no entanto. “inicia-se muito antes da colar. Mas isso não é ensinar a ler nem a escolar. lendo e aprendizagem ao lado de progressos devidos à escrevendo. sem garantir respeito aos afirmativas: indivíduos. cantar.

sonoro. um olhar. QUESTÃO: 12 A leitura é algo que se pode ( II ) O ato de ler se resume apenas na leitura de treinar e melhorara. supostamente digeríveis e que dão do gesto mecânico de decifrar sinais. em e) V V F V V que o leitor dá sentido a esses sinais. caráter sonoro. De acordo com Freire (2011). uma imagem ou até mesmo um leitura é definido. na convivência com os outros e com o mundo”. podemos ler . das emoções e da razão. por meio dos quais o leitor d) F V F V V decifra sinais. ao livro “ ) que é leitura?” ( III ) Começamos a ler muito cedo. pela maioria. III c) II. notamos que a e) um objeto lido. Como a autora Maria Helena livros. vai dizer que b) F V V V V ela é uma experiência individual e que pode ser caracterizada como sendo a decodificação de c) V V F V F signos linguísticos. IV. e que esse objeto pode ser de indivíduo. d) um diálogo entre o leitor e o objeto lido. no entanto. Esses também são os escrita. uma das características da leitura é que a) um leitor e o objeto lido. verdadeiras (V) e as falsas (F) que correspondem através dos sentidos. e também como sendo um processo de compreensão mais abrangente. gestual. ou até alegria diante de uma batida casual esse a) I. ou até mesmo um acontecimento corretas. V incidente revela meu modo de lê-lo. sonoro. o b) um objeto lido. IV. uma informações e ao conhecimento produzido no imagem ou até mesmo um acontecimento mundo. mas está só se mesmo um acontecimento completa e se descortina ao sujeito se este tem o c) um diálogo entre o leitor deverá ser de caráter. antes de adquirir a leitura da palavra. gestual. III. e que esse objeto não pode ser mesma não se encaixa apenas dentro deste de caráter escrito. Marque as alternativas sonoro. Porém ao analisarmos de maneira mais aprofundada. gestual. É neste contato com o mundo intrínseco que “começamos assim a compreender. um objeto. e o leitor visto como decodificador da primeiros passamos para aprender a ler”. a dar sentido ( ) O ato de ler é usualmente relacionado com a ao que e a quem nos cerca. Marque V ou F: atitude. nós podemos ler uma situação. V isolada. letra. sendo assim. desde o nosso primeiro contato com o mundo. ( ) A leitura pode ocorrer de modo casual. bem mais do que apenas “ler”. apreciar e até ensinar as mais diferentes ( ) Quando alguém na rua me dá um encontrão. IV. parece que a leitura é realizada a partir de: que estamos nos referindo a algo subjetivo. “ninguém ensina ninguém a ler. uma define leitura. V QUESTÃO: 11 Martins (2006) ao tentar a) V V V F F compreender a questão da leitura. o aprendizado é. Nesta direção de pensamento. em última instância. V ( ) Os níveis de leitura acontece de maneira d) III. conceito. Martins (op. e) I. como a simples acontecimento ação de ler algo. e que esse objeto não ela permite ao indivíduo ter acesso a pode ser de caráter escrito. ( V ) Os livros didáticos contêm textos ( ) No ato de ler não acrescentamos nada além condensados. II. uma imagem ou até já tem a leitura do mundo. domínio da palavra. enfim. disciplinas minha reação pode ser de desagrado. e que esse objeto pode ser de caráter escrito. cit.) afirma QUESTÃO 10 Quando falamos em leitura. embora se desencadeie e se desenvolva a intenção consciente. b) I. a ilusão de tornar seus usuários aptos a conhecer. ( IV ) Na prática. ( I ) A palavra leitura vem do latim “lectura”. sem solitário.

E) O treinamento para leitura efetiva implica em decorar determinadas técnicas. um diálogo e) Nenhuma das Alternativas que travamos com o passado enquanto experiência do outro. F. p.( ) processo de compreensão de expressões formais e simbólicas. a) F. Ler nessa concepção é buscar o que diz o autor. 2014. B. emocional e racional. D. Martins. individual ou coletivo. E sinais. mas como uma compreensão de mundo. Chartier (apud COSSON. 38). “a leitura não é uma invariante histórica – mesmo nas suas modalidades mais físicas –. das representações do saber ou do lazer. de expansão sensorial. F. F. C) Para leitura se efetiva. F c) V. V. V d) F. experiência que Questão 14 Redija um texto dissertativo sobre compartilhamos e pela qual nos inserimos em o papel do professor para a formação individual determinada comunidade de leitores. F. V b) F. V. d) A. F. suas exigências e recompensas. D. tampouco adianta fazermos leitura mecânica. D. C. ( ) leitura não apenas como a decifração de c) B. C. B. mas um gesto. ( ) a leitura começa com o autor que expressa algo em um objeto (texto) que será assimilado Questão 15 Qual a importância da leitura pelo leitor em determinadas circunstâncias na Educação Infantil? (contexto). deve preencher uma lacuna em nossa vida. B) É fundamental não ter preconceito. 2014) afirma que a leitura se diferencia dependendo do lugar e do momento que é realizada. C. F QUESTÃO: 13 Considerando esta perspectiva. A) Devemos fazer uma leitura racional várias vezes para compreendê-lo. e social do homem. V. passe a discutir a seu respeito e buscar esclarecimentos com outros leitores. o qual é simultaneamente ponto de Questão 16 Redija um texto dissertativo partida e elemento principal do circuito da fazendo uma relação entre o livro “Professora leitura. F. procure questionar o texto. C. das concepções da individualidade” (CHARTIER apud COSSON. precisa vir ao encontro de uma necessidade. pois. sim. não importando por meio a) A. . nos diz que cada u tem um jeito de ler. Marque as alternativas corretas. V. tia não” ( ) leitura se realiza apenas no processo de interação entre o leitor e o texto. E ( ) sentido por meio de um diálogo. V. D) Na leitura de boa qualidade acrescentam os estímulos e os percalços do mundo exterior. V. V. E de que linguagem” b) A. de um desejo. F. F e) V. dependente das formas de sociabilidade. V.

394/96 introduz uma dado a estes. para trabalhar os temas transversais adequadamente. levando em consideração diferentes saberes dos contextos ecológico. (D) selecionar professores voluntários para QUESTÃO 5 . assinale a alternativa correta. professores de. e sociais. ensinar. posteriormente. (C) seletiva. nessa forma de repensar as interações entre pessoas. (C) realizar por trimestre atividades extraclasse (B) teoria e prática. pois. com recuperação prevista ao final . do bairro e dos (C) interação e experiência. uma avaliação (C) É essencial a vinculação da escola com as A) somativa. (E) técnica. necessidades dos alunos. trabalhar os temas transversais e. precisam possibilitar o cultivo dos bens culturais agirem como dinamizadores dos debates. mudança no conceito de avaliação. pelo menos. é seus saberes e capacidades. constituindo-se um roteiro que enfatiza a importância dos conteúdos e o tratamento a ser QUESTÃO 2 A LDB no 9. (A) qualidade e conhecimento. perspectiva. não se pode ter uma perspectiva QUESTÃO 4 Na construção do trabalho disciplinar rígida. o professor deverá semestre para todas as turmas de uma mesma possibilitar o desenvolvimento de competências série (ano) das séries do 2o segmento. (B) realizar duas palestras por Para essa mobilização. com formação de turma de alunos com dificuldades a serem trabalhadas. para realizarem curso de capacitação no qual exercerem a função social proposta nos receberão informações e dinâmicas para Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN). trabalhos de grupo com alunos. A competência não (A) fazer dos temas transversais um eixo se reduz ao saber. (C) multidimensional. com recuperação ao final de cada semestre. (D) contínua. (E) mensal. disciplinas do currículo. como promotora da aprendizagem de conhecimentos significativos. QUESTÃO 1 Interdisciplinaridade e (D) profissional. o processo educativo assume uma perspectiva (A) humanística. com estudos de recuperação paralela ao período letivo. setores de produção. (B) semestral. Essa Lei indica elaboração do projeto educativo de uma escola. de observação do meio ambiente. para os professores realizarem. prevendo segunda chamada de prova para alunos com média abaixo do previsto. do ano. incluindo. abordando articulando quatro temas por ano. quinzenalmente. social e cultural. em torno do qual se organizam as mobilizar e aplicar os conhecimentos adquiridos. As escolas brasileiras. Acerca desse tema. realização. considerando as expectativas e as (E) destinar dois tempos de aula. faz a organização curricular em seu Projeto Político Pedagógico. demográfico. na sua (D) cooperação e percepção. mas sim à capacidade de unificador. como e quando abordando um dos temas definidos pelos PCNs. Com essa articulação. (A) Os PCN impõem o quê. GABARITO (B) experimental. seus (B) A experiência acumulada pelos profissionais procedimentos e soluções para atendimento dos da educação não deve ser levada em conta na alunos do Ensino Fundamental. Um modo eficiente de se pedagógico. disciplinas. transversalidade alimentam-se mutuamente. QUESTÃO 3 A Unidade Escolar. em sala de aula. o conceito de competência é uma elaborar os programas de ensino. duas (E) organização e saberes.

implícitos e que a criança tem a concepção do que seja o explícitos. sem garantir respeito aos afirmativas: indivíduos. prática escolar tem buscado incorporar essa Verifica-se que estão CORRETAS as diversidade. em funcionamento e os valores. ao se falar em ritmos b) apenas III. neste contexto. fundamental e passar a limpo as suas lições. pode-se detectar indícios de auto- conjunto por professores. aprendizagem. pensamento do autor: (D) A estruturação por ciclos favorece uma a) O professor deve inicialmente deixar que a apresentação menos parcelada do conhecimento criança escreva como ela acha que as palavras e possibilita as aproximações sucessivas são. (B) Na escola seriada. assinale III – O estudo de caso realizado pela autora a alternativa correta. (E) A lógica da opção por ciclos consiste em b) Alfabetizar é ensinar a ler e escrever. encontrar estratégias mas eles não interferem diretamente na formação de segmentação do texto em unidades menores. p.questões sociais e com os valores democráticos. ambiente familiar e com objetos de conhecimentos diferentes. para muitas própria organização escolar. o objetivo principal do das escolas responsabilize-se pelo processo de trabalho é ensinar o aluno a decifrar a escrita e . a) apenas I e II. tempo. e. crianças brasileiras.7). Escrever é sem obstáculos inúteis. pretendeu contribuir para a compreensão do que (A) Cada aluno tem. os educadores c) apenas II. como também da QUESTÃO 7 A aquisição da escrita. é imprescindível que a escola siga o projeto I . que as etapas não se tornando possível distribuir os conteúdos de sobrepõem. pode ensiná-la a corrigir a necessárias para que os alunos apropriem-se dos ortografia desde a primeira série do ensino complexos saberes que se intenciona transmitir. alunos ao longo da escolaridade obrigatória. é importante Também não significa que o aluno possa uma perspectiva pedagógica em que a vida escrever sem se preocupar com a ortografia. sem romper a coesão ou a coerência. que regem a atuação das pessoas na texto. 2002. habitualmente. “inicia-se muito antes da (D) Para ser uma organização eficaz no educação formal e. (E) As normas de infantil pode ser visualizada desde o início. tampouco saber (C) A organização da escola em ciclos não deve de cor a forma ortográfica de todas as palavras”. produção da leitura e da escrita. se necessário. o promover o processo de aprendizagem rápido. de sua unidade formal e conceptual. deve-se primeiro ano não significa saber tudo sobre a implementar uma escola organizada em ciclos. por isso. segredo da alfabetização é a leitura. de fato ocorre em um aprendizagem bem- desempenhos muito diferenciados na relação sucedida. assinale aquela que NÃO condiz com o flexíveis. mesmo durante a fase cumprimento de propósitos estabelecidos em escolar. Acrescenta-se ainda. outros. coordenadores e aprendizagem ao lado de progressos devidos à diretor e garantir a formação coerente de seus condição de aprendizagem”(KATO. ensino e pela aprendizagem de seus alunos.76) Dentre as alternativas trabalhados em dimensões de tempo mais a seguir. que é inerente à instituição escolar. diferentes de aprendizagem. pelo reconhecimento de que não apresenta significativas variações e que que tal proposta permite compensar a pressão do as etapas são extremamente discretas. II . não é preciso que a equipe pedagógica para ler. não só do ponto de vista da seleção e do tratamento dos conteúdos. desnecessários e nocivos. uma vez que envolvem fases em que forma mais adequada à natureza do processo de duas ou mais concepções se divergem. Neste sentido. escolar e o currículo possam ser assumidos e (CAGLIARI. A respeito desse assunto. dos alunos. Torna- escola são determinantes da qualidade do ensino. rotulam alguns alunos como mais lentos que d) apenas I e III.Pode-se considerar que o desenvolvimento QUESTÃO 6 Os PCN adotam a proposta de da escrita adquirida pela criança é um processo estruturação por ciclos. e a escola contribuem de forma positiva. Posteriormente.A busca da coesão e da coerência na escrita educativo elaborado nos PCN. ser estruturada em anos letivos. uma decorrência do conhecimento que se tem Portanto. 1998. estigmatizando aqueles que estão se iniciando na interação com os objetos de QUESTÃO 8 “Aprender a ler e a escrever no conhecimento escolar. p. no entanto.

Esses também são os escrita. mas está só se escrever. IV. V incidente revela meu modo de lê-lo. Aprende-se a ler e a escrever. aplicar o conhecimento para produzir sua própria ela permite ao indivíduo ter acesso a escrita. embora se desencadeie e se desenvolva a intenção consciente. desde o nosso primeiro contato com o mundo. uma das características da leitura é que a) um leitor e o objeto lido. V ( ) Os níveis de leitura acontece de maneira d) III. notamos que a os erros de ortografia. e) I. IV. É neste contato com o mundo intrínseco que “começamos assim a compreender. parece que a leitura é realizada a partir de: que estamos nos referindo a algo subjetivo. sem se preocupar com maneira mais aprofundada. V QUESTÃO: 11 Martins (2006) ao tentar a) V V V F F compreender a questão da leitura. a ilusão de tornar seus usuários aptos a conhecer. em última instância. Porém ao analisarmos de individualmente um texto. supostamente digeríveis e que dão do gesto mecânico de decifrar sinais. disciplinas minha reação pode ser de desagrado. Martins (op. “ninguém ensina ninguém a ler. IV. escolares. desenhar. em e) V V F V V que o leitor dá sentido a esses sinais. II. recortar. d) A expectativa do professor alfabetizador com ( I ) A palavra leitura vem do latim “lectura”. ou até alegria diante de uma batida casual esse a) I. contar histórias. ( IV ) Na prática. hora para brincar. sendo desnecessário o mesma não se encaixa apenas dentro deste auxílio de um dicionário conceito. no entanto. informações e ao conhecimento produzido no c) Brincar. na convivência com os outros e com o mundo”. e o leitor visto como decodificador da primeiros passamos para aprender a ler”. sem dúvida são atividades indivíduo. o aprendizado é. como a simples que eles sejam capazes de corrigir ação de ler algo.) afirma QUESTÃO 10 Quando falamos em leitura. ( V ) Os livros didáticos contêm textos ( ) No ato de ler não acrescentamos nada além condensados. Mas isso não é ensinar a ler nem a já tem a leitura do mundo. bem mais do que apenas “ler”. e não pulando corda e fazendo festa. sendo assim. e que esse objeto não . um objeto. cit. ao livro “ ) que é leitura?” ( III ) Começamos a ler muito cedo. sem solitário. e também como sendo um processo de compreensão mais abrangente. nós podemos ler uma situação. pela maioria. Marque as alternativas Tem hora para aprender a ler e escrever e tem corretas. vai dizer que b) F V V V V ela é uma experiência individual e que pode ser caracterizada como sendo a decodificação de c) V V F V F signos linguísticos. lendo e completa e se descortina ao sujeito se este tem o escrevendo. apreciar e até ensinar as mais diferentes ( ) Quando alguém na rua me dá um encontrão. b) I. um olhar. o colar. De acordo com Freire (2011). domínio da palavra. antes de adquirir a leitura da palavra. Nesta direção de pensamento. III. III c) II. V isolada. podemos ler verdadeiras (V) e as falsas (F) que correspondem através dos sentidos. letra. a dar sentido ( ) O ato de ler é usualmente relacionado com a ao que e a quem nos cerca. cantar. uma QUESTÃO 9 Assinale as afirmativas atitude. ( II ) O ato de ler se resume apenas na leitura de livros. mundo. etc. das emoções e da razão. relação a seus alunos no final do primeiro ano é leitura é definido. ( ) A leitura pode ocorrer de modo casual. por meio dos quais o leitor d) F V F V V decifra sinais. enfim.

procure esse objeto pode ser de caráter escrito. define leitura. d) um diálogo entre o leitor e o objeto lido. passe a discutir a seu respeito gestual. sonoro. F. e social do homem. F c) V. Chartier (apud COSSON. F. ( ) a leitura começa com o autor que expressa algo em um objeto (texto) que será assimilado Questão 15 Qual a importância da leitura pelo leitor em determinadas circunstâncias na Educação Infantil? (contexto). uma imagem ou até mesmo um e buscar esclarecimentos com outros leitores. das concepções da individualidade” . ( ) leitura não apenas como a decifração de c) B. F. suas treinar e melhorara. gestual. vezes para compreendê-lo. individual ou coletivo. Como a autora Maria Helena exigências e recompensas. emocional e racional. 2014) afirma que a leitura se diferencia dependendo do lugar e do momento que é realizada. sim. V. V. C. B. sonoro. precisa vir ao encontro de e) um objeto lido. V. experiência que Questão 14 Redija um texto dissertativo sobre compartilhamos e pela qual nos inserimos em o papel do professor para a formação individual determinada comunidade de leitores. a) F.pode ser de caráter escrito. D. C. V b) F. F QUESTÃO: 13 Considerando esta perspectiva. tampouco adianta sonoro. V d) F. p. tia não” ( ) leitura se realiza apenas no processo de interação entre o leitor e o texto. uma (CHARTIER apud COSSON. V. e que B) É fundamental não ter preconceito. E sinais. “a leitura não é uma invariante histórica – mesmo nas suas modalidades mais físicas –. imagem ou até mesmo um acontecimento Martins. V. E de que linguagem” b) A. V. ( ) processo de compreensão de expressões formais e simbólicas. D. e que esse objeto não pode ser uma necessidade. uma imagem ou até mesmo um acontecimento A) Devemos fazer uma leitura racional várias c) um diálogo entre o leitor deverá ser de caráter. caráter sonoro. Ler nessa concepção é buscar o que diz o autor. questionar o texto. D. o qual é simultaneamente ponto de Questão 16 Redija um texto dissertativo partida e elemento principal do circuito da fazendo uma relação entre o livro “Professora leitura. sensorial. V. F. um diálogo e) Nenhuma das Alternativas que travamos com o passado enquanto experiência do outro. de expansão de caráter escrito. b) um objeto lido. de um desejo. dependente das formas de sociabilidade. 2014. F. F. mas um gesto. e que esse objeto pode ser de Marque as alternativas corretas. pois. B. 38). mas como uma compreensão de mundo. V. acontecimento C) Para leitura se efetiva. deve preencher uma lacuna em nossa vida. C. não importando por meio a) A. Marque V ou F: E) O treinamento para leitura efetiva implica em decorar determinadas técnicas. nos diz que cada u tem um jeito de ler. F. ou até mesmo um acontecimento fazermos leitura mecânica. C. D) Na leitura de boa qualidade acrescentam os QUESTÃO: 12 A leitura é algo que se pode estímulos e os percalços do mundo exterior. E ( ) sentido por meio de um diálogo. F e) V. das representações do saber ou do lazer. gestual. d) A.