You are on page 1of 3

CURSO DE DIREITO

Direito Administrativo – 2014.1
Prof. Henrique Ehrich

Unidade V – CONTROLE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

1. Introdução

1.1. Controle Político – Sistema de freios e contrapesos
1.2. Controle Administrativo

2. Conceitos

“ conjunto de mecanismos jurídicos e administrativos por meio dos quais se exerce o
poder de fiscalização e de revisão da atividade administrativa em qualquer das esferas
de Poder.” (José dos Santos Carvalho Filho)

“ é a atribuição de vigilância, orientação e correção de certo órgão ou agente público
sobe a atuação de outro ou de sua própria atuação, visando confirma-la ou desfazê-la,
conforme seja ou não legal, conveniente, oportuna e eficiente.” (Diógenes Gasparini)

“O agir da Administração Pública não se “juridiciza” na ausência da Lei”. (Diógenes
Gasparini)

3. Fundamentos – Administrar é aplicar a lei “ex oficio” (Seabra)

4. Controle

4.1. Sentido
4.2. Objetivo – controle e garantia jurídica
4.3. Natureza Jurídica - Dec. Lei 200/67 – Princípios {planejamento, coordenação,
descentralização, delegação de competência e controle}

5. Classificação

“Anula-se o ilegal e modifica-se ou revoga-se o legal mas inconveniente, inoportuno ou
ineficiente”. (Diógenes Gasparini)

5.1. Quanto à natureza controlador – controle: legislativo, judicial e administrativo
5.2. Quanto à extensão do controle – interno x externo
5.3. Quanto à natureza do controle – legalidade x mérito
5.4. Quanto ao âmbito da Administração – subordinação x vinculação
5.5. Quanto à oportunidade – prévio x concomitante x posterior
5.6. Quanto à iniciativa – de ofício ou provocado

6. Controle Administrativo

6.1. Sentido – exercido nos 3 poderes – controle interno – STF súmula 346 e 473 1.
6.2. Objetivos – confirmação, correção e alteração
6.3. Meios de controle
1
A Administração pode anular seus próprios atos quando eivados de vícios que os tornem ilegais, porque
deles não se originam direitos; ou revogá-los, por motivo de conveniência ou oportunidade, respeitados os
direitos adquiridos e ressalvada, em todos os casos, a apreciação judicial.”

5. Recursos Administrativos 7. Exaustão da Via Administrativa 8. Exigência de garantia 7. Espécies: Nomenclatura usual (recursos) / Direito de petição / Representação / Reclamação / Pedido de reconsideração / Revisão 7.3.3. Publicidade 10.5.2.6. Devido processo legal 10.1.4. Fundamento 9. 5º XXXIV ‘a’ 6.5. Objeto 10.5. Controle Legislativo – Fiscaliza a Administração Pública s/ os aspectos político e financeiro.8.5.3. Verdade material 10. Classificação – recursos hierárquicos próprios e impróprios 7.3. Fundamentos e objetivo – CF 88 Art.9. III.  Controle Político – Art. Prazo 10. Controle ministerial / secretarias 6.4.10. Sentido 9. Processo administrativo na administração federal – Lei 9. Efeitos : devolutivo e suspensivo 7.1. 5º LV 7.3. 6.527/11) 7. Formalização 7. Introdução 10.3. Processo Administrativo 10.1.3.6.6.7.784 de 29/01/99 11.2. 49.  Meios de controle: Comissão Parlamentar de Inquérito / Pedido de Informação / Convocação de Autoridades / Participação na função Administrativa / Função jurisdicional / fiscalização contábil. financeira e orçamentária.5.3. Princípios: 10. XII / 51 II / 50 . Efeitos 9. LC 101/01 / Lei 12.3. Contraditório e ampla defesa 10. Prescrição Administrativa “ é a situação jurídica pela qual o administrado ou a própria Administração perdem o direito de formular pedidos ou firmar manifestações em virtude de não terem feito no prazo adequado.5.5.” 9.3.4. Sentido 7. Sentido 10. Coisa Julgada Administrativa 9. Classificação: processos litigiosos e não-litigiosos 10.5.5. Informalismo procedimental 10.2.  Controle eminentemente constitucional – controle de legitimidade mais que de legalidade.2. X. Natureza jurídica 7.1. Revisão recursal 6.4. Oficialidade 10. Outros instrumentos legais (ex. Direito de petição – CF 88 art.4. V. Hierarquia orgânica 6.2.1. Reformation in pejus 7.

5º LXVIII  Ação Popular – CF/88 5º LXXIII – Lei 4. operacional e patrimonial (70 CF)  Natureza do controle – legalidade.1.Municípios – art. financeiro. Natureza – Controle da legalidade x mérito 12.Motivação é a Lei e a CF / 88 12.Atos legislativos típicos .4. 5º LXIX.pode existir controle prévio (a priori) . Poder Público em Juízo . Atos sob controle especial – Atos políticos .Estados e DF – art. 75 . 71.717/65  Mandado de Injunção –CF/88 5º LXXI  Hábeas Data – CF/88 5º LXXII  Ação Civil Pública – Art. 70 §único . 31  Formas de Controle – controle interno e externo  Áreas Fiscalizadas – contábil.  Controle Financeiro – Sentido – art. Oportunidade – controle judicial é posterior (a posteriori) . Instrumentos de controle – Ações Judiciais Específicos (exigem a presença de agentes do Estado)  Mandado de Segurança – Coletivo e Individual – CF/88 art. 12.  Tribunais de Contas – Art. aplicação de subvenções e renúncia de receitas. Sistemas de Controle – Contencioso Administrativo (Portugal / França) .Unidade de Jurisdição (EUA / BR / Inglaterra) 12. . economicidade.3. Lei 1.347 / 85 13. III CF/88 – Lei 7.Abrangência – art.6. Sentido – Poder Judiciário controla os dois Poderes e a si mesmo.Atos interna corporis 12.533/51  Hábeas Corpus – CF/88 art. orçamentário. legitimidade.Tutela preventiva se presente Fumus boni iuris e o Periculum in mora 12.2. Controle Judicial 12. 70 / 74 . 129. Simetria entre os Estados e Municípios.5.