Pauta: reunião cnpq3

 Cláudio, auxílio técnico (~R$ 500 site)

 R$ 1600: Natália Ep. (~R$ 1600)

 ~ R$ 2000: Colóquio Cogites.
 O caráter responsivo do trabalho em face ao problema teórico 
“referenciação implícita”
 Âmbito: metalinguagem e competência.
 Quadro tipológico de inferências: “contextuais vs lógicas”
 Ver as funções das inferências.
 Discutir a especificação de Apotheloz  questões co-textuais x
questões contextuais.
 Sub-especificação:
 A baixa representação  Apotheloz
 O problema da carência metalinguística: constitutividade (Gumperz)
 Compromisso com a contextualização
 A natureza conversacional
 Como não tratar esses dados como texto?
 Análises: ir e vir com o problema do tópico e do contexto
 Questionar a topicalização (Anna)
 Tópico: organicidade e centração. O problema da hierarquia;
 O contexto de emolduração dos dados
 Problemas com o tópico: o seu papel na interação está além da
organização tópica
 Relação hierárquica entre tópico e referenciação
 O tópico organiza a referenciação?
 Ed. Parábola: v. Roncarati
 Nem tudo tem natureza tópica
 Detonador de ações, por exemplo.
 Muito mais uma natureza interacional do que textual
 Ver dado referinter B; Sofia
 Não há progressão tópica?
 O problema
 Colóquio interno: aspectos implícitos e explícitos da referenciação.
 O que é da língua?