You are on page 1of 17

Relacionamento

Humano: como criar


empatia.
Princípios da criação de
empatia
• Princípio 1
• Interesse-se, sinceramente, pelas pessoas;
• Princípio 2
• Sorria;
• Princípio 3
• Lembre-se de que o nome de uma pessoa é, para ela,
o som mais doce e mais importante que existe em
qualquer idioma;
• Princípio 4
• Seja um bom ouvinte. Incentive as pessoas a falar
sobre elas mesmas;
Princípios da criação de
empatia
• Princípio 5
• Fale sobre o assunto que interessam às outras
pessoas;
• Princípio 6
• Faça um elogio honesto e sincero. Em outras
palavras, faça a outra pessoa se sentir importante,
mas faça-o sinceramente.
• Princípio 7
• Não critique, não condene, não se queixe, não tenha
pré-conceitos.

Fonte: DALE, Carnegie.


Carnegie. Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas.
Como conquistar pessoas para o
seu modo de pensar
• Princípio 1
• O melhor meio de vencer uma discussão é evitá-la;
• Princípio 2
• Respeite a opinião alheia. Nunca diga: “Você está errado”;
• Princípio 3
• Se errar, reconheça o erro imediatamente e com ênfase;
• Princípio 4
• Comece de forma amigável;
• Princípio 5
• Consiga com que a outra pessoa diga “sim”
imediatamente;

Fonte: DALE, Carnegie. Como Fazer Amigos e Influenciar


Pessoas.
Como conquistar pessoas para o
seu modo de pensar
• Princípio 6
• Deixe a outra pessoa falar na maior parte da
conversa;
• Princípio 7
• Procure, honestamente, ver as coisas pelo ponto de
vista alheio;
• Princípio 8
• Mostre-se simpático às idéias e desejos alheios;
• Princípio 9
• Dramatize suas idéias.

Fonte: DALE, Carnegie.


Carnegie. Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas.
O Poder da Comunicação
• Comunicação = “Por em comum”.
• A comunicação pode ser definida como um processo
pelo qual a informação é trocada e entendida por
duas ou mais pessoas, normalmente, com o intuito de
motivar ou influenciar o comportamento.
• Boa comunicação reflete boas relações interpessoais.
Dessa forma, desenvolver habilidades de
comunicação significa tornar as relações mais
saudáveis.
• Logo, uma comunicação deficiente é a fonte de
diversos problemas pessoais e organizacionais.
• 70% do tempo de nossas vidas é dedicado à
comunicação e à negociação.
Regra de ouro da comunicação:

Confie em você!!!
Elementos da Comunicação
• Emissor: É a pessoa que emite a mensagem. É o desencadeador
do processo de comunicação. Deve-se ter a sensibilidade para
saber quando e como o outro lhe é acessível (exemplo da
criança). Ele é o codificador da mensagem inicial;
• Receptor: É aquele que recebe primeiramente a mensagem. Ele
deve estar sintonizado com o emissor. Ele é o decodificador
inicial;
• Mensagem: É aquilo que se deseja transmitir. Constitui-se no
conteúdo da comunicação;
• Canal: É o meio pelo qual a mensagem é transmitida. É o veículo
que transporta a mensagem, fazendo com que ela ligue o emissor
ao receptor
• Código: É o conjunto de sinais convencionais. É constituído pelas
linguagens escrita ou oral e pela linguagem não-verbal (sinais
visuais, corporais, gestos e expressões faciais).
Atenção ao Processo de
Comunicação!
• A comunicação é, normalmente, COMPLEXA. São
inúmeras as oportunidades de se receber e
enviar mensagens;
• Codificar e decodificar são fontes potenciais de
erros. O conhecimento, as atitudes e o
background atuam como filtros e criam ruídos
quando traduzidos de símbolos e significados;
• Quanto mais similares forem as estruturas e as
referências das pessoas, mais facilmente elas
podem ter êxito em suas comunicações.
Em outras palavras...
• Nem sempre a informação
enviada pelo transmissor é
compreendida de forma
consistente pelo receptor, pois
toda a informação é interpretada
pela subjetividade, motivações e
expectativas do receptor, que a
modifica segundo parâmetros
pessoais e intrínsecos.
Barreiras a comunicação
• História de vidas diferentes;
• Dinâmicas interpessoais;
• Percepções diferentes;
• Canais e mídias;
• Semântica;
• Sinais incoerentes (comunicação verbal e não-
verbal);
• Papéis profissionais e posição hierárquica;
• Necessidades e objetivos departamentais;
• Diferenças de linguagem (ex: dicionário baianês.
Já, Já... / 01 minutinho...;
• Omissões na linguagem;
• Reações emocionais.
Aspectos fundamentais a serem
observados na comunicação
• Cuidados com a voz: a voz é o veículo da
linguagem falada e portanto deve merecer
especial atenção por parte do emissor da
comunicação;
• Usar vocabulário adequado (comunicar não é
falar palavras difíceis);
• Respeitar a correta pronúncia das palavras;
• Dosar a intensidade da voz;
• Evitar erros de concordância verbal;
• Evitar erros gramaticais;
• Evitar vícios de linguagem;
Aspectos fundamentais a serem
observados na comunicação
• Diminuir o número de gírias;
• Observar postura corporal;
• Atentar para a gesticulação como forma de
complementação da linguagem falada;
• Comunicar não é falar muito, mas sim, falar na
ocasião oportuna de maneira clara e precisa;
• Comunicar não é só falar continuamente, mas
também ouvir o que os outros têm a dizer.
Comunicação não-verbal
• Exercício de Mímica.
Comunicação não-verbal
• Dados importantes:
– Aproximadamente 90% das comunicações se dão por
meios não-verbais;
– 10% por meios verbais;
– Somente 7% dos sentimentos e dos propósitos da
pessoas são transmitidos através das palavras;
– 38% dos sentimentos são comunicados pelo tom de
voz;
– 55% através do comportamento não-verbal.
Comunicação não-verbal

O que importa
não é só o que
se diz, mas
como se diz...
Comunicação não-verbal

Quando as mensagens verbais


e não-verbais são
contraditórias, o receptor
pode ficar confuso e,
normalmente, dará mais peso
à comunicação não-verbal do
que as mensagens verbais.