 REGIME JURÍDICO DA LIVRE ↳ O objetivo principal de quem comete a

CONCORRÊNCIA: infração contra a ordem econômica são
as conseqüências geradas por ela:
 Objetivo da aula: aprender quais os dominar o mercado, eliminar a
atos que o empreendedor pode ter e os concorrência e aumentar arbitrariamente
até que limite pode ir. os lucros.
↳ Pratica concorrência desleal quem
1. Pressupostos Constitucionais: comete um ato ilícito contra outrem.
↳ Artigo 1º, IV da CF: A República ↳ Pratica infração contra ordem
Federativa do Brasil, formada pela união econômica quem prejudica todo o
indissolúvel dos Estados e Municípios e mercado financeiro de forma lícita ou
do Distrito Federal, constitui-se em ilícita.
Estado Democrático de Direito e tem ↳ Baixar o preço de uma mercadoria não
como fundamentos: IV - os valores sociais é ato ilícito.
do trabalho e da livre iniciativa. ↳ Na infração contra ordem econômica
↳ Artigo 170, IV da CF: A ordem não importa se o ato é lícito ou ilícito,
econômica, fundada na valorização do desde que a conseqüência dessa prática
trabalho humano e na livre iniciativa, tem seja dominar o mercado, eliminar a
por fim assegurar a todos existência concorrência e aumentar arbitrariamente
digna, conforme os ditames da justiça os lucros.
social, observados os seguintes ↳ A infração contra ordem econômica
princípios: IV - livre concorrência. não depende da habitualidade de prática
do ato, tem que ser analisado o caso
2. Proteção a Ordem Econômica: Se concreto.
resume em duas leis que impedem o ↳ Para ser configurado como infração
empresário de praticar certos crimes: contra ordem econômica, é necessário
que a mercadoria em questão tenha
2.1. Legislação Antitruste: se destina bastante predominância no local.
a punir certas práticas, que por sinal são
comuns em pequenos e grandes 2.3. Meios x Fins:
mercados de negócios. Truste é o uso do Meio Conseqüênc
poder de mercado para restringir a Utilizado ia dos Atos
produção e aumentar preços, de modo a Concorrênci Ilícito/ Irrelevante
não atrair novos competidores, ou a Desleal Imoral/
eliminar a concorrência. Ilegal
Infração Irrelevant Ilegal
2.2. Concorrência Desleal x Infração contra e
Contra Ordem Econômica: Lei 8884/94 Ordem
[artigos 20 e 21] e Lei 92979/96 [artigo Econômica
195] formaram a base desses crimes.
↳ São dois os atos que o empresário não 3. Infrações Contra a Ordem
pode praticar: Econômica: ocorre quando o
↳ Crime de concorrência desleal: empreendedor comete um ato, lícito ou
ocorre quando o empreendedor pratica ilícito, contra o mercado financeiro com o
atos ilícitos para obter um resultado intuito de dominá-lo, eliminar a
contra um concorrente específico. concorrência e aumentar arbitrariamente
↳ Infração contra ordem econômica: os lucros.
o empreendedor pratica ato, mesmo que
lícito, contra todo o mercado financeiro. 3.1. Fontes Legais: Constituição
↳ Não pode ocorrer infração contra a Federal; Lei 8884/94 [artigos 20 e 21];
ordem econômica, pois quem sai  Artigo 20 - Constitui infração da ordem
prejudicado é todo o mercado financeiro, econômica, independentemente de culpa,
e não especificamente um único os atos sob qualquer forma manifestados,
concorrente.
1

↳ De acordo com a atividade é que se vai ↳ Para que fique caracterizada a infração mensurar a gravidade do domínio. ↳ Exemplo: se em uma determinada Aumentar arbitrariamente os lucros. ↳ Porém tudo depende do caso concreto. nacional. elimina. é 90% considerado  Inciso I – Falsear é o mesmo que aumento arbitrário de lucro. deve ser interpretado como se ex. Natureza da Conduta: divisão é informal. já que quem preço do pão foi necessário.que tenham por objeto ou possam ↳ O valor alto do álcool no Estado de produzir os seguintes efeitos. falsear. concorrência. praticado pelo comerciante tenha o ↳ Não é necessário que uma pessoa saia ‘potencial’ de eliminar a concorrência. ↳ O Conselho Administrativo de Defesa ela entende que esse lucro não pode ser Econômica (Cade) é um órgão judicante. Aumento abusivo dos ↳ Dividem também as mercadorias. etc. basta legislação algo sobre domínio geográfico. § 4° da CF: A lei reprimirá o  Domínio Geográfico: as empresas abuso do poder econômico que vise: dividem a região em duas zonas [leste e Dominação do mercado. de sua cidade para comprar água em dominar o mercado e aumentar outra cidade. falsificador de concorrência do que prejudicar a livre concorrência. exercendo papel tutelador da empresa explora o preço de um produto prevenção e da repressão a tais abusos. já que os mercadoria levar. lucros. p. lucros. pão custa um real.: colgate. que ele tenha feito. os temperos são vendidos na zona leste e os cereais na zona oeste.  Porém. seu poder econômico e sempre acabam ↳ Exceção à regra: as pessoas podem abusando desse poder. justificado cientificamente. porque ele é o único a vender no local. o termo ‘eliminar’ servisse para equilibrar  Inciso IV – exercer de forma abusiva a concorrência e.2. ex. adquirir a propriedade de uma marca específica e vender produtos somente 3. pois é uma lei ou da intenção do agente. ainda que Alagoas é caracterizado mais como não sejam alcançados: I. de duas formas: [geográfico e material]  Art. com jurisdição em todo o território 2 . ↳ No Estado de Alagoas não existe ↳ Fica caracterizada a natureza objetiva nenhuma lei que proteja o consumidor da independente da vontade. ↳ É feita de maneira secreta a ↳ As empresas sempre querem aumentar distribuição dos produtos em cada área. assim. Eliminação da oeste]. ↳ Não existe na doutrina nem na intenção ou interesse do agente. Limitar. e a unidade do Exercer de forma dominante o mercado. contra ordem econômica basta que o ato ↳ É uma lei nacional.. do interesse livre concorrência. 173. prevenir e apurar abusos de poder ↳ A doutrina diz que quando uma econômico. incisos anteriores falaram em prejudicar e  Inciso II – Pode-se dominar o mercado limitar. III. desde que se simular concorrência. IV. e. aumento arbitrário de lucro. cidade só há uma padaria. arbitrariamente os lucros. Órgãos de Proteção e suas delas. extingue. tenha como comprovar economicamente  Doutrina: diz que o termo eliminar a ou cientificamente que o aumento do concorrência é equívoco. monopólio de um determinado produto.  Objetiva: independe da vontade. Dominar o mercado relevante. Essa 3.3. fiscalizar. e quem está extinto ↳ Uma determinada marca não pode ter não poderá dominar o mercado. disponibilizar ao posição dominante: alguns doutrinadores consumidor o direito de escolher qual entendem que foi redundante. Funções/Atribuições:  Inciso III – é preciso está  CADE: Conselho Administrativo de fundamentado em pelo menos uma Defesa Econômica: ciência para justificar o aumento dos ↳ Tem a finalidade de orientar. II.

Este papel está previsto nos artigos 54 e ↳ O Cade é formado por um Plenário seguintes da Lei 8. mas que devem ser negócios jurídicos privados entre sabatinados e aprovados pelo Senado empresas. que a lei antitruste autonomia aos membros do Plenário do supõe ocorrer em situações de Cade. criado pela Lei 4. o Cade tem a de 2001. na esfera alteração nos contratos ou administrativa. a princípio. renovável uma única vez pelo como determinar a alienação total mesmo período.884 de 11 basicamente à análise dos atos de de junho de 1994. analisar os efeitos desses recondução. O negócios. ou parcial dos ativos envolvidos (máquinas. de Educativo. a Seae Econômico (SEAE) e/ou pela Secretaria de e a SDE editaram. incorporações ↳ As atribuições do Cade estão previstas e associações de qualquer espécie também na Lei nº 8. em 1º de agosto Direito Econômico (SDE). regulamentou por três papéis: Preventivo.884/94. responsável pela decisão obrigações de fazer ou de não fazer. o Cade tem o poder de República e sabatinado e aprovado pelo impor restrições à operação como Senado Federal para um mandato de dois condição para a sua aprovação. nos casos presidente do Cade e os conselheiros só em que há a possibilidade de criação podem ser destituídos em condições de prejuízos ou restrições à livre muito especiais. as formalidades PAPÉIS DO CADE e procedimentos desta espécie de processo. à análise das operações de fusões. Conselheiros do Cade. ou seja. Repressivo e meio da Resolução Cade nº 15.137/62 e transformado em Autarquia vinculada ao O papel preventivo corresponde Ministério da Justiça pela Lei 8. por igual período. de Concentrações Horizontais. entre agentes econômicos. Cade. O Cade também possui sua empresas possui faturamento própria Procuradoria. composto por um presidente e seis Os atos de concentração não são conselheiros. anos. fábricas. em particular. no âmbito da Autarquia. por meio da Portaria Conjunta nº 50. Assim como os superior a R$ 400 milhões no Brasil. final sobre a matéria concorrencial. Para facilitar a análise dos atos de Assim. marcas. para exercer um mandato de nos termos do artigo 54 da Lei nº dois anos. 3 . ou quando uma das imparcial. mas da República. após receber o processo instruído concentração. o Cade deve Federal. bem como tornar o pela Secretaria de Acompanhamento processo mais transparente. concentração. O ↳ A Autarquia desempenha. com a possibilidade de uma 8. 19 de agosto de 1998. Contudo. o Procurador-Geral Caso o negócio seja prejudicial à é também indicado pelo Presidente da concorrência. Esta regra fornece concorrência.884/94. o que é fundamental para concentração econômica acima de assegurar a tutela dos direitos difusos da ivoPrevent 20% do mercado de bem ou serviço concorrência de forma técnica e analisado. etc). e de seu Regimento Interno.884/94.nacional. ↳ O Cade é a última instância. indicados pelo Presidente ilícitos anticoncorrenciais. o Guia para Análise de Atos tarefa de julgar as matérias. por sua vez.

dentre outras. Por outro lado. com poder de mercado. o monopolista pode diminuir está presente no artigo 7º. a livre ameaça potencial de condutas concorrência garante. na não existem outras empresas consolidação das regras antitruste lutando pelo mercado. O papel repressivo corresponde à análise das condutas O princípio da livre concorrência está anticoncorrenciais. a fim de aumentarem concentradas de mercado seus lucros. o Concorrência. órgãos do preços artificialmente elevados. de outro. CONCEITOS BÁSICOS . O resultado do incentivos para buscar inovações exercício deste papel pedagógico tecnológicas e formas mais está presente no crescente interesse eficientes de operar. da reflete numa perda de bem-estar edição da Revista de Direito da para a sociedade. Assim. do Relatório Anual e monopolista não tem tantos de Cartilhas. sejam eles O monopólio é a situação em que há regulados ou não. maior a consumidor. devem constantemente buscar É importante ressaltar que a formas de se tornarem mais existência de estruturas eficientes. restringida por agentes econômicos de forma mais detalhada e didática. XVIII. não ganhos de eficiência são é ilegal do ponto de vista antitruste. de um lado. institutos de empresa o lucro máximo. da sua produção para elevar os preços Lei nº 8. ocorre uma readequação probabilidade de exercício de poder dos preços que beneficia o de mercado e. livre concorrência. vendas casadas. no Regimento Interno concorrência não pode ser do Cade e na Resolução 20 do Cade.884/94. junto à sociedade e na constante demanda pela maior qualidade técnica das decisões.CADE 4 . governo. tais como: serviço. Tais mercados os menores preços para os devem ser mais atentamente consumidores e. Em um Nesses casos. oligopólios). o Cade tem o papel mercado em que há concorrência de reprimir práticas infrativas à entre os produtores de um bem ou ênciaConcorrLivre ordem econômica. em anticoncorrenciais estão previstas seu artigo 170. gera à lioMonopó universidades. Com pesquisa. multiplicada com instituições. acordos de níveis possíveis e as empresas exclusividade. Para o cumprimento até atingir o ponto em que a deste papel é essencial a parceria quantidade produzida. O Cade desenvolve este voEducati potenciais consumidores são papel através da realização de excluídos do mercado. associações. inciso IV e baseia-se nos artigos 20 e seguintes da Lei nº no pressuposto de que a 8.884/94. Essas condutas previsto na Constituição Federal. tais como pelo preço praticado. preços tendem a se manter nos menores ivoRepress predatórios. o que se seminários. Na medida em que tais (monopólios. anticoncorrenciais. em si. cursos. o estímulo monitorados pelos órgãos à criatividade e inovação das responsáveis pela preservação da empresas. conquistados e difundidos entre os O que ocorre é que nestes há maior produtores. portanto. casos. Nesses difundir a cultura da concorrência . palestras. apenas um fornecedor de um O papel pedagógico do Cade – determinado bem ou serviço. uma vez que acadêmico pela área. os preços praticados cartéis.

]. é conhecido por Ato de ↳ Atos de concorrência desleal não são raçãoConcentAto de Concentração. nas requisitos básicos devem estar operações envolvendo o setor de presentes: A concorrência deve ser telecomunicações. À Sea/MFe e à 4. Publicação pela imprensa do extrato da sentença condenatória. as funções da atual.  Multas. com o fim de obter econômica [fusões. falsa informação. Publica. como investigar e apurar as infrações à Presta ou divulga.devem entendida como concorrência obrigatoriamente ser notificadas ao moralmente reprovável. falsa ↳ É responsável por instruir a análise afirmação. espaço geográfico. Cancelamento de benefício fiscal. atividades devem ser praticadas por concorrentes que atuem no mesmo ramo de atividades ou em ramos afins. ou seja. Ministério da Fazenda (Seae/MF). Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). em detrimento de I concorrencial dos atos de concentração concorrente. 3. ventures etc. 195 [Lei 9. cabe o julgamento dos processos instruídos pelas secretarias. aquisição. SBDC. bem vantagem. A O processo de análise pelo SBDC das concorrência deve ocorrer no mesmo operações de fusão. ou desonestos no sentido apresentam determinadas que a sociedade conhece. por qualquer meio. Proibição de contratar com o Poder O Sistema Brasileiro de Defesa da Público ou com Instituições Financeiras Concorrência é composto por três Oficiais. que posteriormente concorrente. Administrativo de Defesa Econômica (CADE). Fontes Legais: ↳ Previsto nos artigos 13 e 14 da Lei Art.ênciaConcorrdaDefesaro deBrasileiSistemaSBDC .1. As operações que atos desleais. com o II serão julgadas pelo Conselho fim de obter vantagem. etc. aquisições. Cisão Secretaria de Direito Econômico do ou transferência de controles Ministério da Justiça (SDE/MJ). determinado mercado. Inscrição no Cadastro de estruturas: Secretaria de Nacional Defesa do Consumidor.4. ↳ Para que exista concorrência três Importante destacar que. joint. é órgão do Sistema de Defesa crime de concorrência desleal quem: da Concorrência (SBDC).884/94 trata dos atos de concentração e das ↳ Um ato de concorrência desleal é um condições para que as operações ato contrário à prática de um sejam aprovadas pelo Cade. Ao Cade concorrente específico.  SDE: Secretaria de Direito Econômico: 4. Concorrência Desleal: ocorre quando SDE/MJ cabe a instrução dos atos de o empreendedor pratica atos ilícitos para concentração e a investigação de obter um resultado contra um condutas anticompetitivas. e compulsórios. os concorrentes devem Seae/MF e da SDE/MJ ficam a cargo estar no mercado ao mesmo tempo. características – faturamento no Brasil superior a R$ 400 milhões ou ↳ A palavra desleal no termo participação de mercado maior ou concorrência desleal não pode ser igual a 20% . O artigo 54 da Lei 8. As da Anatel. Negativa Acompanhamento Econômico do de parcelamento de tributes.279/96] – Comete 8884/94. acerca de ordem econômica. Sanções: 5 . um ato lesivo à livre concorrência.

Usa. 4.6. para produto. em produto de outrem. Atribui-se. ou menciona-o. proporcione vantagem. Classificação: falsificado. faltando ao dever [na seara federal].5. ou concedida. que XII Usa expressão ou sinal de não o seja. utilizáveis na indústria. A problemática da prestação de serviços. distinção que não obteve. produto adulterado ou 4. de anúncio ou papel comercial. proporcionar vantagem a concorrente do 4. porém seu texto não é taxativo. pelo seu próprio nome ou apresentados a entidades razão social.7. explora ou utiliza-se. informações ou dados confidenciais. lhe expressamente. Órgão de Proteção: ou aceita promessa de paga ou  Concorrência desleal: Poder Judiciário recompensa. se o fato não constitui concorrência de forma ilícita ou publicou crime mais grave. Divulga. sem o ser. X de empregado. embora não adulterado ou  Porque ou obteve informações da falsificado. em recipiente ou invólucro de outrem.4. sem título de estabelecimento ou insígnia autorização.3. registrado. exemplificativo. concorrente. 4.  A lei não consegue conferir IX faltando ao dever do emprego. comércio ou 4. ou os imita.279/96 é uma norma de eficácia plena. espécie. ou produtos ou estabelecimentos. a que teve concorrência desleal é bastante imprecisa acesso mediante relação contratual e subjetiva. Repressão Civil x Penal [fato e autoria]: 6 . para que o empregado. ou empregatícia. em proveito próprio ou III patente depositada. sem o aprovar a comercialização de seu consentimento. excluídos Responsabilidade Civil aqueles que sejam de conhecimento Segundo a teoria clássica: A distinção XI público ou que sejam evidentes para entre a concorrência regular e a um técnico no assunto. Meio utilizado x Fins almejados: 4. de resultados de testes alheios ou vende. ↳ No âmbito Civil: Dever de indenizar. em propaganda alheios. como meio de IMPORTANTE: O artigo 195 da Lei VII propaganda. declarando ser objeto de desviar. cuja V venda ou tem em estoque produto elaboração envolva esforço XIII com essas referências. de conhecimentos. explora ou utiliza-se. expõe ou oferece à ou outros dados não divulgados. indevidamente. Divulga. Recebe dinheiro ou outra utilidade. Vende. clientela de outrem. mas Vende ou expõe ou oferece à venda. sem ↳ No âmbito Penal: Detenção de 3 (três) autorização. expõe ou oferece à venda Emprega meio fraudulento. de forma Dá ou promete dinheiro ou outra  Concorrência desleal genérica: é utilidade a empregado de sancionada somente civilmente. Sanções: empregador. governamentais como condição para VI o nome ou razão social deste. considerável e que tenham sido Substitui. como IV modo a criar confusão entre os depositado ou patenteado. recompensa ou 9. meses a 1 (um) ano. de desenho industrial registrado.2. nome comercial. para. mesmo após o término do contrato. ou dele se utiliza para  Concorrência desleal específica: pode VIII negociar com produto da mesma ser sancionada civil ou penalmente. produtos. ou alheio.

para os deslealmente com outros competidores. o que for decidido no juízo penal será aplicado na seara cível. não sendo. e supletiva. por essa razão. Órgãos responsáveis: ↳ I. mercantis individuais e de sociedades mercantis de qualquer natureza. É feito através de processo arquivamento de atos de firmas administrativo. no plano  Organizar e manter atualizado o técnico. Afins. com pelo mesmo crime de Concorrência exclusividade. os órgãos incumbidos da cadastro nacional das empresas execução dos serviços do Registro Público 7 . [sentença de indenização por danos morais e/ou materiais].  Exercer ampla fiscalização jurídica ↳ Um concorrente não pode atuar em sobre os órgãos incumbidos do Registro desacordo com as regras estabelecidas Público de Empresas Mercantis e no mercado. o juízo gerais do Registro Público de Empresas penal irá definir a pena e verificar se é ou Mercantis e Atividades Afins. no plano administrativo.  Solucionar dúvidas ocorrentes na  Exceção: juízo penal vai dizer que interpretação das leis. representando. um ato de concorrência desleal.8. no entanto de Empresas Mercantis e Atividades pode ser leal. mas. Atribuições dos órgãos: Registro Público de Empresas Mercantis e ↳ Departamento Nacional de Registro do Atividades Afins. para a melhoria dos serviços pertinentes ao 2. regulamentos e houve o fato. as normas e diretrizes Desleal em juízo cível e penal. feito. falhas ou deficiências dos DNRC possui funções: supervisoras.  Quando alguém está sendo julgado  Estabelecer e consolidar. baixando instruções para julgará e condenará será o juiz civil esse fim. então quem atividades afins. com vistas à solução de 4. serviços de Registro Público de Empresas orientadora e normativa.  1º. Comércio:  Supervisionar e coodenar. Concorrência Desleal x Leal: consultas e à observância das normas ↳ Um ato pode ser prejudicial para legais e regulamentos do Registro Público determinados concorrentes e. de forma a concorrer Atividades Afins. devidos fins. Porque a lei manda. Dois juízos distintos com duas de Empresas Mercantis e Atividades sentenças distintas. JUCEAL: financeira às Juntas Comerciais. Nacional de Registro de Empresas medidas tendentes a suprir ou corrigir Mercantis do Comércio (SINREM) é o ausências. Departamento Nacional de Registro  Promover ou providenciar. no plano Mercantis e Atividades Afins. do Comércio: é órgão central do Sistema supletivamente. não crime. 1. no plano administrativo. técnico.  Prestar orientações às Juntas Comerciais. mercado.  Estabelecer normas procedimentais de  2º. pois é usual naquele Afins. às autoridades administrativas. contra abusos e  REGISTRO DE EMPRESA infrações das respectivas normas e requerendo tudo o que se afigurar  Objetivo da aula: saber o porquê de necessário ao cumprimento dessas registrar a empresa e como fazer esse normas.  Prestar colaboração técnica e ↳ II. mas pode ocorrer que o demais normas relacionadas com o crime já tenha prescrito [prazo para registro público de empresas mercantis e direito de revisão do Estado].

mercantis em funcionamento no País. sucursal ou estabelecimento no  No processo contra Junta Comercial País. inclusive os  Nas questões administrativas ou pedidos de autorização para finaceiras estará subordinado ao nacionalização ou instalação de filial. ↳ 2º.  A junta comercial pode ter de 11 a 23 vogais [a de AL é composta por 11 vogais]. Plenário [composto por presidência. empresarial é que a JUCEAL não admite que o menor declarado  Promover e efetuar estudos. Procuradoria. administrativo ou financeiro. 8 . do DNRC.  O vogal pode fazer as vias de juiz.  Instruir. ou como autarquia da administração indireta [ex.  É para questões distintas. Disciplina Jurídica: ↳ Lei 8934/94. sem o foro competente é a Justiça prejuízo da competência de outros órgãos Federal. Vice-presidência. examinar e encaminhar os  Para o direito empresarial ou processos e recursos a serem decididos comercial está subordinada ao pelo Ministro de Estado da Indústria.  A procuradoria resolve as questões consultivas e de defesa da junta comercial. Turmas [três vogais].  A lei manda que cada junta comercial tenha sua procuradoria. vogais]. ↳ Matrícula: ↳ Arquivamento: 4.: INSS] ↳ É composta por: Presidência. o foro competente é o Poder Executivo. Estrutura das Juntas: ↳ Autenticação: ↳ São compostas ou como órgãos vinculados ao Poder Executivo. vice-presidência. Secretária Geral. com a cooperação das Juntas Comerciais. agência.  Não existe concurso específico para procurador da Junta Comercial [para entrar lá. Poder Executivo do Estado. Comércio e do Turismo. Poder Executivo do Estado. A regra do direito federais. a pessoa tem que fazer um concurso para procurador] 5. ao registro público de empresas  Em processo que se perde o prazo mercantis e atividades afins.  JUCEAL: ↳ Lei 6404/76. reuniões e capaz pelo juiz possa ser publicações sobre assuntos pertinentes empresário. por sociedade estrangeira. DNRC. 3. Subordinação das Juntas: ↳ 1º.