Perguntas e Respostas - Direito das coisas

DIREITO DAS COISAS

1) Em que consiste o direito das coisas (ou direito real)?
R.: Consiste no complexo de normas disciplinadoras das relações jurídicas referentes aos bens
corpóreos, suscetíveis de apreciação econômica, apropriáveis pelo homem.
2) Quais os elementos essenciais que caracterizam os direitos reais?
R.: O sujeito ativo da relação jurídica (o homem), o objeto do direito (a coisa) e a inflexão
imediata do sujeito ativo sobre a coisa (poder direto do indivíduo sobre a coisa).
3) O que distingue os direitos reais dos pessoais?
R.: Os direitos reais evidenciam a apropriação de riquezas, tendo por objeto bens materiais,
sendo ainda oponíveis erga omnes (contra todos). São direitos absolutos, asseguram a seus
titulares direito de seqüela e direito de preferência. No caso dos direitos pessoais, o traço
característico é a relação direta de pessoa a pessoa, que vincula somente um ao outro e não a
terceiros, não diretamente envolvidos na relação obrigacional, sendo, por isso, direito relativo.
Consiste na prática de um ato ou na abstenção de praticá-lo.
4) Quais as espécies de direitos reais?
R.: Os direitos reais podem incidir sobre coisa própria (propriedade) ou sobre coisa alheia. Os
direitos sobre coisa alheia podem ser de posse, de gozo (enfiteuse, servidão predial, usufruto,
uso, habitação e renda real), de garantia (penhor, hipoteca, anticrese) ou de aquisição
(compromisso de compra e venda).
5) O que é posse?
R.: É a detenção da coisa em nome próprio.
6) Que tipo de direito é a posse?
R.: Segundo a teoria dominante, de Jhering, acolhida pelo CC brasileiro, a posse é direito real. A
teoria de Savigny, contestada por Jhering, é de que a posse é um fato, que produz conseqüências
jurídicas, classificando-se como direito pessoal.
7) Em que consistem as teorias de Savigny e de Ihering sobre a posse?
R.: Para Savigny, dois são os elementos constitutivos da posse: o poder físico (corpus) sobre a
coisa e a intenção de tê-la como sua (animus). Não é suficiente a mera detenção da coisa. Para
Savigny, a posse é mero fato, independente das regras de direito, mas que produz conseqüências
jurídicas. Por esta teoria, posse é simultaneamente fato e direito. Para Jhering, o elemento
importante é o corpus, elemento visível e suscetível de comprovação. O elemento intencional
encontra-se implícito no poder de fato exercido sobre a coisa. Para Jhering, a posse é um direito,
que goza de proteção jurídica.
8) O que é posse direta e posse indireta?
R.: Posse direta é a exercida por aquele que detém materialmente a coisa. Posse indireta é a do
proprietário, que concedeu ao possuidor o direito de exercer a posse.
9) O que é posse justa e posse injusta?
R.: Posse justa é a obtida por meios não violentos, nem clandestinos e nem precários.
Inversamente, posse injusta é a obtida por meios violentos, clandestinos ou precários.
10) O que é posse de boa-fé e posse de má-fé?
R.: Posse de boa-fé é aquela na qual o possuidor a exerce, ignorando o vício ou o obstáculo que
impede a aquisição da coisa ou do direito possuído. Posse de má-fé é a exercida, apesar de o
possuidor ter conhecimento do vício ou do obstáculo à aquisição da coisa ou do direito
possuído. Presume-se de boa-fé a posse daquele que tem justo título.

1

pela apreensão da coisa. 18) Quais as características mais importantes do direito de propriedade? R. especificação e acessão.consiste em fazer a coisa frutificar e recolher todos os seus frutos. Desdobra-se. aliená-la ou submetê-la a serviço de outrem. Quanto ao usucapião. pois a posse se estabelece pelo fato. gravá-la com ônus. e) condução ao usucapião. gozo e disposição que o proprietário tem sobre sua propriedade? R. a posse: o possuidor antigo converte-se em possuidor direto. existe controvérsia na doutrina.: São 6: manutenção de posse. exceto no condomínio. c) direito de retenção por benfeitorias. adquirindo-a o proprietário diretamente. 15) Como se transfere a posse aos herdeiros e legatários? R. podendo o proprietário dispor da coisa como melhor entender. mas continua a usá-lo a título de empréstimo.: Direito de uso . 14) O que é constituto possessório? R. sem que ninguém a transmita. f) se o direito do possuidor à posse for contestado. pelo exercício do direito e por quaisquer dos modos de aquisição em geral.: Pelo fato de se dispor da coisa ou do direito. e o novo possuidor converte-se em possuidor indireto em virtude da convenção.: Originários e derivados. 17) Quais as ações admitidas no Direito brasileiro para a defesa da posse? R.: a) direito ao uso dos interditos. transmite-se como de má-fé.: É um direito de caráter absoluto. Derivados – dependem de ato de transmissão. 20) Quais os modos de aquisição da propriedade? R.consiste em extrair da coisa todos os benefícios ou vantagens que ela puder prestar. assim.não dependem da interposição de outra pessoa. b) percepção dos frutos. E é direito exclusivo. 16) Quais os efeitos da posse? R. Ex. pelo qual o adquirente a recebe do anterior proprietário. embora exista inclinação preponderante no sentido de considerá-lo como forma originária de aquisição da propriedade.: É o ato pelo qual aquele que possuía em seu nome passa a possuir em nome de outrem. reintegração de posse.11) Qual a importância prática de se fazer a distinção entre as posses de boa e de má-fé? R.: A vende seu carro a B. pois a coisa não pode pertencer simultaneamente a mais de uma pessoa. Originários .consiste em consumir a coisa. sujeitando-se apenas a limitações impostas pelo interesse público ou pela coexistência de seu direito de propriedade com o de terceiros. que preenche os requisitos formais de validade e que realmente poderia transferi-lo se fosse emanado do verdadeiro proprietário. pois a defesa do possuidor se completa com a posse. 2 . São: ocupação. 12) O que é justo título? R. transmite-se como violenta. embargos de terceiro senhor e possuidor e nunciação de obra nova. d) responsabilidade pelas deteriorações.: Transfere-se com as mesmas características: se originariamente de má-fé.: É todo meio hábil a transferir e provar o domínio. direito de gozo . São: transcrição e tradição. 19) Em que consiste o direito de uso. interdito proibitório. ao adversário compete o ônus de oferecer prova. imissão de posse. A impossibilidade de transmissão decorre do fato de ser anulável (nulidade relativa) ou porque quem vendeu não era dono. sem alterar-lhe a substância. 13) Como se adquire a posse? R.: A distinção é relevante quanto à indenização por benfeitorias e direito de retenção. direito de disposição . e g) posição mais favorável do possuidor em comparação com o proprietário. É forma de tradição ficta. se violenta.

º 4. ato solene que gera direito real para o adquirente.: Bens móveis . de determinadas áreas do prédio. O dono fica com o direito abstrato de propriedade.: transformação da uva em vinho.: É o arrendamento perpétuo do imóvel. gozar e dispor da coisa. a administração e os frutos da coisa dada em usufruto.º 4. ao mesmo tempo. 25) O que é domínio? R. sendo denominado nu-proprietário. durante certo tempo. Perante terceiros. para que retire de coisa alheia os frutos e utilidades que ela produz. como se perde a propriedade imóvel? R. mediante transformação de uma coisa (gênero).: É modo originário de adquirir a propriedade pela apropriação da coisa sem dono. regida pela Lei n. desde que impossível reconduzir a coisa transformada à forma primitiva.591.: Pela alienação. ao menos teoricamente.1965. mediante desapropriação por necessidade pública.21) Como se transmite a propriedade dos bens móveis e dos bens imóveis? R.: É forma de propriedade que se estabelece quando uma coisa indivisa (pro indiviso) tem mais de um proprietário em comum. 22) O que é ocupação? R. No âmbito interno.pela transcrição do título de transferência da propriedade no Registro de Imóveis. aluvião (acrescentamento de área pela deposição de material trazido pelo rio). o uso. de 29.12.864. certo e invariável.: É modo originário de adquirir a propriedade. bens imóveis . pela renúncia. Ex. 305) Além das causas de extinção da propriedade. em virtude do qual fica pertencendo ao proprietário tudo aquilo que adere ao imóvel. 23) O que é especificação? R. 3 . Passam a pertencer ao proprietário: formação de ilhas. e o usufrutuário fica com a posse. em outra coisa (espécie). avulsão (desagregação repentina de pedaço de terra por força natural violenta).1964.: É o direito real conferido a alguém. como proprietário de toda a coisa. titular do domínio) ao enfiteuta. isto é. 27) O que é condomínio em edifícios? R. construções e plantação. pelo perecimento do imóvel.: É a propriedade sobre coisa corpórea. por parte do senhorio direto (nu-proprietário. em virtude do trabalho ou da indústria do especificador. 30) O que é usufruto? R. 24) O que é acessão? R. 26) O que é condomínio? R. pela entrega da coisa.11. e alterada pela Lei n. consideradas no CC. de 16. por utilidade pública ou por interesse social. para uso e utilidade de outro prédio (dominante).: É aquele em que cada condômino é proprietário individual de sua unidade autônoma e. cada um é considerado. 28) O que é enfiteuse? R. pertencente a proprietário diverso.pela tradição. por abandono de álveo (álveo é a superfície que as águas cobrem sem transbordar para o solo natural e originalmente seco). cada um dos condôminos tem seu direito limitado pelos direitos dos demais. pelo abandono. mediante pagamento de pensão ou foro anual. de uso coletivo.: É um conjunto de restrições impostas a um prédio (serviente). É forma especial de condomínio.: É modo originário de aquisição da propriedade. 29) O que é servidão predial? R. com certas restrições. para que possa usar. proprietário em comum com os outros condôminos.

enquanto o usufruto somente pode ser alienado ao nu proprietário.31) O que é uso? R.: É o contrato formal (exige pelo menos um documento particular). acessório. 34) Para que servem os direitos reais de garantia? R.: O enfiteuta pode transformar o bem enfitêutico. é indivisível e incessível. podendo alienar os bens enfitêuticos sem consentimento do proprietário. É comum entregar ao credor o objeto dado em garantia. geralmente. A enfiteuse é alienável. desde que não lhe altere a substância. pois. dispõe somente de direito pessoal. que pode retê-la e auferir-lhe os frutos enquanto não for totalmente quitada a dívida. 35) O que é penhor? R. que tem a posse do imóvel locado. ao passo que o usufrutuário não pode fazê lo. O locatário. pela qual a coisa frugífera é entregue ao credor. pelo qual determinada pessoa (rentista) transfere o domínio do imóvel ao contratante (rendeiro). 36) Em que casos o penhor não depende de contrato? R.: A enfiteuse é perene. para que efetue pagamento de prestações periódicas em favor do próprio instituidor (rentista) ou de outrem. Exemplos de credores pignoratícios.: Nos casos que a lei determina. por vínculo real. não podendo ceder nem transferir o contrato de locação sem prévia anuência. 39) O que é anticrese? R. mediante gravação de bem pertencente ao devedor. ao contrário deste. 4 .: É garantia real. 40) Quais as diferenças entre a enfiteuse e a locação? R.: É o direito real temporário vinculado a determinado bem de raiz. 41) Quais as diferenças entre a enfiteuse e o usufruto? R. O enfiteuta dispõe de direito real sobre a coisa. ao cumprimento da obrigação. um bem móvel ao credor. O bem enfitêutico transmite se por herança. independentemente de contrato expresso: os senhorios sobre os móveis do inquilino. no valor de 2. um bem imóvel ao credor. pelo qual o devedor dá. A enfiteuse é perene. do locador. 33) O que é renda real constituída sobre imóvel? R. mas o usufruto extingue se com a morte do usufrutuário. A coisa dada em garantia fica sujeita.5% sobre o preço do prédio aforado. em garantia. 38) Em que casos a hipoteca não depende de contrato? R. 37) O que é hipoteca? R.: Nos casos que a lei determina. e também as vítimas sobre os imóveis dos agentes que lhes causaram dano. pelo qual o devedor dá. O usufruto é de natureza temporária e é normalmente gratuito.: É o pagamento anual. Exemplos: têm hipoteca legal os filhos menores sobre os imóveis dos pais. efetuado pelo enfiteuta ao senhorio direto. 32) O que é direito real de habitação? R.: É a faculdade de residir ou de abrigar-se em determinado edifício. 42) O que é laudêmio? R.: É o contrato formal (exige escritura pública) . os hoteleiros e donos de pensões sobre os objetos e bagagens dos hóspedes.: É um tipo restrito de usufruto. Enfiteuse por tempo determinado é considerada arrendamento. e o enfiteuta paga pensão anual.: Visam a pôr o credor a salvo da insolvência do devedor. a locarão é temporária. em garantia de sua dívida. por escrito. acessório. geralmente.

diferenças o uso é direito mais restrito do que o usufruto. Confere ao comprador dois direitos diferentes. 44) Quais as semelhanças e as diferenças entre o uso e o usufruto? R. o devedor poderá contratar novo penhor. sendo todos os frutos vinculados à solução da dívida. Estudos direcionados Fonte: https://geisafreire. 45) Quais as semelhanças e as diferenças entre a anticrese e o penhor agrícola? R. este não deverá ser fungível nem consumível. 46) Em que se diferencia a anticrese do penhor e da hipoteca? R. de receber escritura definitiva ou adjudicá la. o imóvel é entregue ao credor. oponível erga omnes. Fernando Capez. contra o vendedor. mas também sobre créditos.com/2011/03/09/17/ 5 .: Quanto ao uso e gozo das coisas. se recair sobre bem móvel. Usufruto é direito real. assemelham se os direitos do usufrutuário e os do locatário. no penhor agrícola.: Na anticrese. o bem dado em garantia pode ser vendido. No penhor e na hipoteca. podem recair sobre bens móveis ou imóveis e são temporários. patentes. diferenças na anticrese. recaindo exclusivamente sobre coisas corpóreas. No caso do uso.: É um direito real de comprar a coisa. para que o administre e dele extraia os frutos até que a dívida seja totalmente paga. se o valor dos rendimentos supera o valor da dívida.43) Quais as diferenças entre o usufruto e a locação? R. pois é indivisível e incessível. o que impede a constituição de novo direito real sobre o mesmo imóvel. a locação decorre exclusivamente de contrato. incidindo não somente sobre coisas corpóreas.wordpress. 47) Qual a natureza jurídica do compromisso de compra e venda registrado? R. O usufruto decorre da lei ou de contrato. locarão é direito pessoal.: Semelhanças ambos constituem se em direitos reais de garantia. e direito real de fazer valer o compromisso contra terceiros após o registro. inexiste direito do credor anticrético de alienar o imóvel para solver a dívida.: Semelhanças ambos são direitos reais. permitem o desmembramento da propriedade. e outros bens incorpóreos. independentes: direito pessoal.