NEWTON C.

BRAGA

Newton C. Braga

BANCO DE CIRCUITOS - Volume 24

100 CIRCUITOS
DE JOGOS E RECREAÇÃO

Editora Newton C. Braga
São Paulo - 2014

Instituto NCB
www.newtoncbraga.com.br
leitor@newtoncbraga.com.br

1

100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO

BANCO DE CIRCUITOS – V.24 - 100 CIRCUITOS DE JOGOS E
RECREAÇÃO
Autor: Newton C. Braga
São Paulo - Brasil - 2014
Palavras-chave: Eletrônica - Engenharia Eletrônica -
Componentes – Circuitos práticos – Coletânea de circuitos –
Projeto eletrônico – Jogos – Games

Copyright by
INTITUTO NEWTON C BRAGA.
1ª edição

Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial, por
qualquer meio ou processo, especialmente por sistemas gráficos, microfílmicos,
fotográficos, reprográficos, fonográficos, videográficos, atualmente existentes ou
que venham a ser inventados. Vedada a memorização e/ou a recuperação total ou
parcial em qualquer parte da obra em qualquer programa juscibernético
atualmente em uso ou que venha a ser desenvolvido ou implantado no futuro.
Essas proibições aplicam-se também às características gráficas da obra e à sua
editoração. A violação dos direitos autorais é punível como crime (art. 184 e
parágrafos, do Código Penal, cf. Lei nº 6.895, de 17/12/80) com pena de prisão e
multa, conjuntamente com busca e apreensão e indenização diversas (artigos
122, 123, 124, 126 da Lei nº 5.988, de 14/12/73, Lei dos Direitos Autorais).

Diretor responsável: Newton C. Braga
Diagramação e Coordenação: Renato Paiotti

2

NEWTON C. BRAGA

Índice
1 - Jogo da Velocidade.......................................................9
2 - Jogo da Velocidade (2)................................................10
3 - Jogo da Velocidade (3)................................................11
4 - Jogo da Velocidade (4)................................................12
5 - Jogo da Velocidade (5)................................................13
6 - Jogo da Velocidade (6)................................................14
7 - Jogo da Velocidade (7)................................................16
8 - Jogo da Velocidade para 4 Competidores (8)..................17
9 - Jogo da Velocidade (9)................................................18
10 - Nervo-Teste.............................................................19
11 - Nervo Teste (2)........................................................20
12 - Nervo-Teste (3)........................................................21
13 - Nervo-Teste (4)........................................................22
14 - Cara-ou-Coroa com o 741..........................................23
15 - Cara ou Coroa TTL....................................................24
16 - Cara ou Coroa TTL (2)...............................................25
17 - Cara ou Coroa TTL (3)...............................................26
18 - Cara ou Coroa TTL (4)...............................................27
19 - Cara ou Coroa..........................................................28
20 - Cara ou Coroa (2).....................................................29
21 - Cara ou Coroa (3).....................................................30
22 - Cara ou Coroa com o 555..........................................31
23 - Cara ou Coroa (4).....................................................32
24 - Cara ou Coroa de Toque............................................33
25 - Cara ou Coroa Neon..................................................34
26 - Cara ou Coroa (5).....................................................35
27 - Cara ou Coroa 7400..................................................36
28 - Cara ou Coroa (6).....................................................37
29 - Cara ou Coroa Neon (2).............................................38
30 - Cara ou Coroa 4013..................................................39
31 - Cara ou Coroa TTL (5)...............................................40
32 - Cara ou Coroa de Toque (2).......................................41
33 - Cara ou Coroa (7).....................................................42
34 - Dado Digital.............................................................43

3

100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO

35 - Dado Eletrônico........................................................44
36 - Dado Eletrônico (2)...................................................46
37 - Dado Eletrônico (3)...................................................47
38 - Dado CMOS..............................................................48
39 - Dado Eletrônico (4)...................................................49
40 - Dado de Toque (3)....................................................50
41 - Dado TTL.................................................................51
42 - Sorteador 4017........................................................52
43 - Gerador de Números Aleatórios..................................53
44 - Loteria Esportiva.......................................................54
45 - Sorteador Eletrônico..................................................55
46 - Jogo da Velha...........................................................56
47 - Jogo da Travessia.....................................................57
48 - Caça Níqueis Digital..................................................58
49 - Roleta Eletrônica.......................................................59
50 - Loto Digital TTL........................................................60
51 - Palpite para Loteria Esportiva.....................................62
52 - Roleta Digital TTL......................................................63
53 - Semáforo Tricolor Automático.....................................64
54 - Chave de Código.......................................................65
55 - Semáforo TTL...........................................................66
56 - Sequêncial de 4 Canais..............................................67
57 - Luz Hipnótica...........................................................68
58 - Bafômetro................................................................69
59 - Biofeedback com o 555..............................................70
60 - Máquina de Choque com Unijunção.............................71
61 - Teste de Força..........................................................72
62 - Gotejador................................................................73
63 - Defesa Eletrônica......................................................74
64 - Estimulador Muscular................................................75
65 - Biofeedback com Operacional.....................................76
66 - Braço de Ferro..........................................................77
67 - Indutor de Sono.......................................................78
68 - Mola Mágica.............................................................79
69 - Ritmador de Bolso.....................................................80
70 - Pirógrafo..................................................................81
71 - Pêndulo Eletrônico....................................................82

4

NEWTON C. BRAGA

72 - Flauta Eletrônica.......................................................83
73 - Flauta Eletrônica.......................................................84
74 - Theremin.................................................................85
75 - Theremin Óptico.......................................................86
76 - Buzina para Bicicleta.................................................87
77 - Simples Theremin.....................................................88
78 - Bongô.....................................................................89
79 - Órgão de Brinquedo..................................................90
80 - Gerador de Tons Musicais..........................................91
81 - Chave de Prioridade..................................................92
82 - Grilo Eletrônico.........................................................93
83 - Pistola Espacial.........................................................94
84 - Lâmpada Mágica.......................................................95
85 - Som de Sino............................................................96
86 - Grilo Eletrônico com o 7400.......................................97
87 - Grampo Sem Fio.......................................................98
88 - Chaveirinho do Assobio..............................................99
89 - Caixa de Efeitos Sonoros.........................................100
90 - Caixa de Música com o 4017...................................101
91 - Detector de Chamada Telefônica...............................102
92 - Mini Órgão ou Caixa de Música..................................103
93 - Luz Rítmica Sem Fio................................................104
94 - Luz Estroboscópica..................................................105
95 - Grilo Eletrônico.......................................................106
96 - Bongô Eletrônico.....................................................107
97 - Estroboscópio de Xenônio.........................................108
98 - Chave de Prioridade................................................109
99 - Gerador de números ...............................................110
100 - Caça ao Fantasma.................................................116

5

100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO

Apresentação
O temo “coletânea de circuitos foi abordado muitas vezes
durante nossa longa carreira como escritor de artigos e livros técnicos,
incluindo também informações. Assim, anteriormente, abordando este
tema, publicamos as séries “Circuitos e Informações” (7 volumes) e
“Circuitos e Soluções” (5 volumes) contendo centenas de circuitos úteis e
informações técnicas de todos os tipos. As séries se esgotaram, o tempo
passou, mas os leitores ainda nos cobram algo semelhante atualizado e
que possa ser usado ainda em projetos de todos os tipos. De fato,
circuitos básicos usando componentes discretos comuns, de transistores
a circuitos integrados, são ainda amplamente usados como solução
simples para problemas imediatos, parte de projetos mais avançados e
até com finalidade didática atendendo à solicitação de um professor que
necessita de uma aplicação para uma teoria. Assim, voltamos agora com
esta série, mas com uma estrutura diferenciada, novos projetos e nova
abordagem. O diferencial na abordagem será dividir os diversos volumes
da série por temas. Assim, no nosso primeiro volume tivemos circuitos
de áudio, depois circuitos de fontes, no terceiro, circuitos osciladores, e
neste vigésimo quarto, uma seleção diferente de circuitos de jogos e
aparelhos diversos como brinquedos e efeitos. Em nosso estoque de
circuitos já temos mais de 8 000 deles, muitos dos quais podendo ser
acessados de forma dispersa no site do autor e também em outros
livros. A vantagem de se ter estes circuitos organizados em volumes,
além do acesso em qualquer parte, está na fácil localização de um
circuito de determinado tipo. Teremos ainda artigos complementares de
utilidade, relacionados com os temas abordados. A maioria destes
circuitos, colhidos em publicações que, em alguns casos, pode não ser
muito atuais, recebe um tratamento especial com comentários,
sugestões e atualizações que viabilizam sua execução mesmo em nossos
dias. Enfim, com esta série, damos aos leitores a oportunidade de ter em
seus tablets, Iphones, Ipads, PCs, notebooks e outras mídias uma fonte
de consulta de grande importância tanto para seu trabalho, como para
seus estudos ou simples como hobby.

Newton C. Braga

6

Durante minha vida toda colecionei praticamente todas as revistas técnicas de eletrônica estrangeiras. com a eventual indicação de componentes equivalentes. Alemanha. Estou selecionando os principais circuitos destas publicações. Para esta edição escolhemos uma remessa com 100 circuitos de jogos e brinquedos ou efeitos especiais que ainda podem ser montados com facilidade. Acesse o site. por motivos ditados pela lei dos direitos autorais. Argentina e até mesmo do Japão. levo aos meus leitores uma coletânea de circuitos selecionados de minha enorme coleção de documentos técnicos e livros. França. Braga 7 . NEWTON C. mas a mesma lei permite que eu utilize uma figura do texto. Os 100 circuitos selecionados para esta edição da série são apenas uma pequena amostra do que você vai encontrar no site. mas a quantidade aumenta dia a dia. comentando seu conteúdo para efeito de informação ou complementação de um conteúdo maior. possuindo assim um enorme acervo técnico. verificando quais ainda podem ser montados em nossos dias. com citação. É exatamente isto que faço na minha seção no site e também disponibilizo neste livro. dos Estados Unidos. que ele poderá lhe ajudar a encontrar aquela configuração que você precisa para seu projeto. Espanha. Newton C. Itália. Para o site já existem mais de 8 000 circuitos. fazendo alterações que julgo necessárias e disponibilizando-os aos nossos leitores. Não posso reproduzir os artigos completos que descrevem os projetos que saem nessas revistas. BRAGA Introdução Depois do sucesso do Banco de Circuitos no meu site e das coleções esgotadas de Circuitos e Informações e Circuitos e Soluções. no momento que escrevo este livro.

Os segredos no Uso do Multímetro 8 .100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO Volumes Anteriores: Volume 1 .100 Circuitos de potência Volume 5 – 100 Circuitos com LEDs Volume 6 – 100 Circuitos de rádios e transmissores Volume 7 – 100 Circuitos de Filtros Volume 8 – 100 Circuitos de Alarmes e Sensores Volume 9 – 100 Circuitos de Testes e Instrumentação Volume 10 – 100 Circuitos de Tempo Volume 11 – 100 Circuitos com Operacionais Volume 12 – 100 Circuitos de Áudio 2 Volume 13 – 100 Circuitos com FETs Volume 14 – 100 Circuitos Diversos Volume 15 – 100 Circuitos com LEDs e Displays Volume 16 – 100 Circuitos de Potência 2 Volume 17 – 100 Circuitos Automotivos Volume 18 – 100 Circuitos de Efeitos de Luz e Som Volume 19 – 100 Circuitos Fotoelétricos Volume 20 – 100 Circuitos de Fontes 2 Volume 21 – 100 Circuitos de Osciladores (2) Volume 22 – 100 Circuitos Ecológicos e Para Saúde Volume 23 – 100 Circuitos com Válvulas .Como Fazer Montagens .100 Circuitos de áudio Volume 2 – 100 Circuitos de fontes Volume 3 – 100 Circuitos osciladores Volume 4 .Curso de Eletrônica Digital – Vol 1 e 2 .Como Testar Componentes em quatro volumes .

mesmo que ele continue pressionando o interruptor. Quem apertar primeiro S1 ou S2 faz a lâmpada correspondente acender e inibir a ação do outro competidor cuja lâmpada não acenderá. OI circuito usa lâmpadas de 6 V x 50 mA e os resistores R3 e R4 devem ter valores obtidos experimentalmente entre 470 ohms e 2 k para que o circuito funcione perfeitamente. 9 . A alimentação pode ser feita com pilhas comuns. tem sua versão para dois competidores mostrada na figura abaixo. NEWTON C. Jogo da Velocidade O jogo da velocidade ou quem é o mais rápido. BRAGA 1. Eventualmente R1 e R2 podem ser aumentados para dar melhor desempenho ao circuito.

inibindo o acendimento do outro. Neste jogo o que apertar primeiro o interruptor S2 ou S3 faz seu LED acender. pois os componentes são todos comuns. uma publicação de 1979. Observe que os interruptores.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 2. Jogo da Velocidade (2) Este circuito saiu em 101 Electronics Projects. O circuito é apenas para dois LEDs e pode ser alimentado com tensões de 6 a 15 V. uma vez acionados devem ser mantidos nesta posição para que o LED correspondente fique aceso. mas é ainda atual. 10 . Para tensões de 12 a 15 V recomendamos aumentar R1 e R4 para 1k.

Quem apertar primeiro faz a lâmpada correspondente acender. As lâmpadas são de 6 V ou mais de 100 mA. NEWTON C. Lembre-se que há uma queda de 2 V no disparo do SCRs. inibindo a outra. O circuito pode usar LEDs em série com resistores de 47 ohms. 11 . O circuito usa SCRs. Jogo da Velocidade (3) Publicado em 101 Electronics Projects este circuito consiste no tradicional jogo que determinar quem tem as reações mais rápidas. Os SCRs podem ser TIC106. devendo ser desligado e ligado novamente para rearmar. BRAGA 3.

12 . Assim. A alimentação deve ser feita com fonte de 12 V. O reset é feito desligando-se e ligando-se novamente o circuito. O circuito tem alguns componentes críticos. uma publicação da Popular Electronics que não mais existe. recomendamos em primeiro lugar o uso do TIC106 em lugar do SCR original e de lâmpadas de 12 V com 50 mA ou 100 mA . mas com algumas trocas pode ser montado com equivalente. inibindo as demais.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 4. Jogo da Velocidade (4) Este circuito saiu no Electronic Experimenter Handbook de 1980. Quem apertar primeiro faz a lâmpada correspondente acender.

A revista não mais existe na sua versão impressa. NEWTON C. Esta versão com SCRs. que podem ser os TIC106 é para dois jogados e aciona LEDs indicadores. pois os componentes são comuns. mas o circuito pode ser montado com facilidade. Jogo da Velocidade (5) Este circuito foi obtido numa Popular Electronics de 1994. 13 . A alimentação de 9 V pode ser feita com bateria. pois o consumo é baixo. BRAGA 5.

mas o circuito pode ser montado com facilidade.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 6. pois o consumo é baixo. A alimentação de 9 V pode ser feita com bateria. pois os componentes são comuns. 14 . Jogo da Velocidade (6) Este circuito foi obtido numa Popular Electronics de 1994. Esta versão com circuitos integrados CMOS é para Três jogadores e aciona LEDs indicadores. A revista não mais existe na sua versão impressa.

NEWTON C. BRAGA 15 .

Esta versão com circuitos integrados CMOS e SCRs é para Três jogadores e aciona LEDs indicadores. A revista não mais existe na sua versão impressa. 16 . Jogo da Velocidade (7) Este circuito foi obtido numa Popular Electronics de 1994. A alimentação de 9 V pode ser feita com bateria. pois o consumo é baixo. mas o circuito pode ser montado com facilidade. Os SCRs podem ser os TIC106 ou equivalentes. pois os componentes são comuns.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 7.

NEWTON C. O circuito deve ser alimentado com 5 V. mas o circuito pode ser montado com facilidade. pois usa integrados TTL. Não sabemos se a revista ainda existe. BRAGA 8. 17 . O circuito indica em LEDs qual o primeiro de quatro competidores que aperta o interruptor. Jogo da Velocidade para 4 Competidores (8) Este circuito foi obtido numa revista Electrõnica Fácil da Colômbia de 1986.

O circuito é do livro CMOS Sourcebook de Newton C.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 9. publicado nos Estados Unidos. 18 . O circuito pode ser usado em competições e utiliza como base um circuito integrado CMOS 4011. Jogo da Velocidade (9) Quem é o mais rápido? Este é o outro nome deste interessante circuito que faz com que se detecte quem apertou em primeiro lugar um interruptor. Braga. O resistor que está sem valor é de 22 k e a alimentação pode ser feita com tensões de 5 a 12 V. quando um sinal é dado.

19 . BRAGA 10 . NEWTON C. O circuito tem sua descrição completa na seção de Apostilas do ensino médio do site do autor. Se isso acontecer. uma alta tensão é induzida pelo transformador e a pessoa que está segurando nos dois elementos leva um choque.Nervo-Teste Deve-se passar a argola pelo arame tortuoso sem encostar.

pois podemos usar transistores BC548 em lugar dos BC108. A lâmpada pode ser de 6 ou 12 V. O transdutor é uma cápsula magnética de 600 ohms ou mais.Nervo Teste (2) Este circuito foi obtido numa revista de 1977. pois há uma queda de tensão no SCR. Para 6 V podemos alimentar com 9 V o circuito. A revista não mais é impressa.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 11 . mas o circuito pode ser montado com facilidade. O circuito pode ser adaptado para usar LED. 2N2646 para o unijunção e TIC 106 para o SCR. 20 .

Para desarmar o circuito desligue a fonte por um momento.Nervo-Teste (3) Esta versão do nervo-teste acende uma lâmpada quando a argola toca no arame tortuoso. mas para correntes acima de 50 mA não use bateria. NEWTON C. Para lâmpada de 6 V alimente o circuito com 9 V para compensar a queda de tensão no SCR. mas sim fonte. Lâmpadas de 50 a 200 mA podem ser usadas. BRAGA 12 . 21 . O SCR pode ser o TIC106 e R1 é de 10k a 47 k.

Vence quem conseguir passar a argola até o final do arame ou ainda que cometer menos faltas. o que quer dizer que independentemente de quão pequeno seja o toque. dispara por certo intervalo de tempo um oscilador. sem deixá-la encostar nesse arame.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 13 . Se isso ocorrer o circuito dispara indicando uma falta.Nervo-Teste (4) O Nervo-teste é um jogo eletrônico tradicional. componentes que podem ser alterados pelo montador. 22 . já que ele ocorre praticamente somente quando o som é produzido. O circuito é temporizado. O jogador deve passar uma argola de metal por um arame tortuoso. A versão da figura. sempre que houver um toque da argola no arame (falta). O consumo é muito baixo. Essa duração depende de C1 e de R1. O transdutor é do tipo cápsula piezoelétrica de alta impedância e a alimentação do circuito pode ser feita por pilhas ou bateria comuns. o som emitido tem sempre a mesma duração. que emite um som.

mas o circuito pode ser montado com facilidade. Neste circuito S1 é uma chave que momentaneamente liga VR1 ao circuito tornando-o um astável com a frequência determinada por C2 e ajuste de VR1. BRAGA 14 . A revista já não existe mais. Quando esta chave é solta e S1 liga a saída à entrada positiva o circuito trava numa posição que pode ser com o LED aceso ou apagado. O circuito é alimentado por uma bateria de 9 V.Cara-ou-Coroa com o 741 Este circuito saiu numa Practical Electronics de agosto de 1975. NEWTON C. 23 . de forma imprevisível.

100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 15 . O positivo da alimentação é no pino 14 e o negativo no pino 7. 24 .Cara ou Coroa TTL Este circuito saiu numa Practical Electronics de agosto de 1975. Quando S1 é pressionado os LEDs piscam e ao ser solto um só permanece aceso e é imprevisível saber qual. mas o circuito pode ser montado com facilidade. O circuito integrado é o 7400 e a alimentação deve ser feita com 5 V. A revista já não existe mais.

25 . Como o circuito é TTL. O circuito com relé pode ser alimentado separadamente com 6 V ou 12 V. a alimentação deve ser feita com 5 V. Os transistores podem ser os BC558. BRAGA 16 .Cara ou Coroa TTL (2) Este circuito saiu num artigo da revista inglesa Practical Electronics. NEWTON C. mas pelos componentes usados é ainda atual. A revista não mais existe. de fevereiro de 1977. O circuito adicional com relê é para um sorteador automático que faz os LEDs piscarem alternadamente e depois parar de modo automático com apenas um aceso. podendo ser montado com facilidade.

Na verdade todo o setor regulador de tensão pode ser substituído por um moderno 7805. O transistor pode ser substituído pelo BC548. Pressionando-se e soltando S1 apenas um LED fica aceso. mas os componentes são comuns. A revista não mais existe. 26 .100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 17 .Cara ou Coroa TTL (3) O circuito apresentado foi encontrado numa Radio & Electronics Constructor de 1976.

Cara ou Coroa TTL (4) Este circuito foi obtido numa publicação inglesa de 1976. 27 . NEWTON C. BRAGA 18 . No entanto. já que se trata de circuito TTL. A deve ser feita por bateria de 9 V com a redução por resistor indicada ou ainda por tensão direta de 5 V. os componentes são atuais e o circuito pode ser montado com facilidade.

O transformador é de 6 + 6 V x 1 A.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 19 .Cara ou Coroa Encontrei este circuito numa revista inglesa de 1984. 28 . O circuito pode ser montado com facilidade bastando usar BC548 em lugar dos NPN originais e BD136 para os PNP com lâmpadas até 100 mA.

29 . pois pode ser montado com os transistores BC548 e em lugar das lâmpadas podemos usar LEDs em série com resistores de 470 ohms. NEWTON C. havendo uma redução por zener para 5 V para sua alimentação. O circuito é ainda atual. O circuito é TTL. BRAGA 20 .Cara ou Coroa (2) Este circuito foi obtido na revista Everyday Electronics de agosto de 1974.

Cara ou Coroa (3) Este circuito saiu numa revista inglesa de 1979. A alimentação original é feita por bateria de 9 V.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 21 . Este zener pode ser eliminado. mas pode ser montado com facilidade ainda hoje. A indicação do vencedor é dada por LEDs e como o circuito é TTL existe um zener redutor para 5 V na alimentação. 30 . juntamente com R8 se o circuito for alimentado por 5 V. pois os componentes usados são comuns.

31 . A alimentação deve ser feita com 5 V dada a presença do circuito integrado TTL 7474. pois os componentes são comuns. Faz o sorteio aleatório de qual LED acende ao se pressionar e soltar PB1. mas pode ser ainda montado com facilidade. NEWTON C.Cara ou Coroa com o 555 Este circuito foi publicado numa revista de 1979. BRAGA 22 .

Cara ou Coroa (4) Este circuito foi encontrado numa revista inglesa de 1977.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 23 . 32 . O circuito pode ser montado com transistores BC548 e a alimentação também pode ser feita com 6 V. O potenciômetro serve para ajustar as probabilidades. de modo a se obter 50% em função da tolerância dos componentes.

pois todos os componentes utilizados ainda são comuns. 33 . Um toque no sensor faz com que os LEDs pisquem alternadamente. BRAGA 24 . mas pode ser montado com facilidade ainda hoje. e não será possível prever qual. ficará apenas um aceso. NEWTON C. Quando deixamos de tocar no sensor. A alimentação pode ser feita com tensões de 6 ou 9 V.Cara ou Coroa de Toque Este circuito foi encontrado numa publicação estrangeira de 1982.

Os capacitores são cerâmicos para 400 V.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 25 . 34 . O circuito tem um consumo muito baixo e o diodo pode ser o 1N4004 para a rede de 110 V ou.Cara ou Coroa Neon Pressione e solte o interruptor de pressão do tipo NF (normalmente fechado) e apenas uma das duas lâmpadas neon permanecerá acesa.

pois o anodo é que deve ficar ao positivo da alimentação. O circuito sorteia um dos dois LEDs que acende ao se soltar o interruptor S1 de pressão. Observe que no diagrama original os símbolos dos LEDs estão invertidos. Ele ainda pode ser montado hoje com o unijunção 2N2646 e SCRs TIC106.Cara ou Coroa (5) Este circuito foi encontrado numa publicação portuguesa de 1979. BRAGA 26 . NEWTON C. 35 .

36 . pois usa componentes que ainda podem ser encontrados com facilidade.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 27 .Cara ou Coroa 7400 Este circuito foi encontrado numa antiga publicação inglesa de 1976. Sua montagem é simples. Sua alimentação deve ser feita com 5 V e o display deve ser de anodo comum.

pois usa tecnologia TTL. BRAGA 28 . Ao se pressionar e soltar o interruptor de pressão apenas um dos LEDs permanece aceso de modo aleatório. 37 . O circuito pode ser montado com facilidade. NEWTON C.Cara ou Coroa (6) Este Testa o Croce (nome em italiano) foi obtido numa revista italiana de 1994. pois usa componentes que ainda são comuns. O circuito deve ser alimentado com 5 V.

100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 29 . Deve-se tomar cuidado com o isolamento do circuito. 38 .Cara ou Coroa Neon (2) Este circuito tradicional com lâmpada neon é de um flip- flop que sorteia qual de duas lâmpadas vai ficar acesa depois de se pressionar e soltar o interruptor. O circuito funciona em 110 V ou 220 V e as lâmpadas neon são comuns Obtive este circuito numa publicação de 1989.

39 . Quando soltamos S1 apenas um deles permanece aceso. O circuito é do livro Fun Projects for the Experimenter de Newton C. O circuito funciona com tensões de 5 a 12 V. sorteando-se desta forma. BRAGA 30 .Cara ou Coroa 4013 Ao se pressionar S1 os LEDs passam a piscar alternadamente. Braga. NEWTON C. cara ou coroa.

mas ele pode ser montado com transistores BC548 e em lugar das lâmpadas podem ser usados LEDs em série com resistores de 330 ohms.Cara ou Coroa TTL (5) A publicação em que saiu este circuito é de 1981. 40 . Como o circuito é TTL. O circuito também pode ser alimentado diretamente por uma fonte de 5 V.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 31 . um diodo é usado para reduzir os 6 V da alimentação para 5.4 V.

41 .Cara ou Coroa de Toque (2) Encontramos este circuito numa documentação de 1976. NEWTON C. Não use fonte sem transformador para alimentar este circuito. BRAGA 32 . Um toque no sensor faz com que o LED acenda ou fique apagado. Pode ser usado um segundo LED em série com R8. mas ele ainda pode ser montado com facilidade utilizando-se transistores BC548.

Os LEDs são comuns. Recomendamos ligar em série com cada LED um resistor de 330 ohms para limitar a corrente. 42 .100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 33 . Os pinos de alimentação do 7473 devem ser obtidos no databook e o diodo pode ser o 1N4148.Cara ou Coroa (7) Este circuito foi obtido numa publicação de 1977.

O circuito deve ser alimentado por tensões de 4.5 V a 5 V. O circuito gera um número aleatório de 1 a 6. mas trata-se de um circuito interessante que merece destaque. 43 . na edição de dezembro de 1975. NEWTON C. pois é TTL e o display é de catodo comum. apresentado num display de sete segmentos. BRAGA 34 . A revista em sua forma impressa não mais existe.Dado Digital Este circuito saiu na revista inglesa Electronics Today International.

já que os componentes são comuns mesmo em nossos dias.Dado Eletrônico Este circuito saiu numa revista Budget Electronics de 1981. sugerimos ligar em série com a alimentação um diodo 1N4002 de modo a se obter algo em torno de 5. mas ainda é atual.4 V para a alimentação o que está dentro das tolerâncias normais dos circuitos integrados TTL. no entanto os circuitos integrados são TTL. Para evitar problemas de sobrecarga nos integrados.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 35 . No original podemos ver que a alimentação é feita com 6 V. 44 . Os dois conjuntos de LEDs são montados de modo a ter a disposição dos dados de jogos comuns.

NEWTON C. BRAGA 45 .

A revista não mais existe. indicando o número sorteado. O circuito também funciona com 6 V. Pressionando-se S1 os LEDs correm e ao soltar um apenas permanece aceso. CI-1 é um 555 e CI-2 um 4017 46 .Dado Eletrônico (2) Este circuito foi obtido numa revista inglesa de 1977.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 36 . mas o circuito pode ser montado com facilidade.

Observe a disposição dos LEDs de modo a imitar a face de um dado. O circuito ainda é viável. pois todos os componentes ainda são comuns no nosso mercado. Os diodos podem ser de qualquer tipo de uso geral e o FET um BF245. NEWTON C. 47 . BRAGA 37 .Dado Eletrônico (3) Encontrei este circuito numa revista inglesa de julho de 1982.

ele apresenta no display um número aleatório de 1 a 6.Dado CMOS Este circuito foi obtido numa revista inglesa de 1976.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 38 . O acionamento é por toque num sensor formado por chapinhas de metal ou placa de circuito impresso no padrão indicado. pois os circuitos integrados usados são comuns. mas pode ser montado com facilidade ainda hoje. O display é do tipo de 7 segmentos de catodo comum e a alimentação pode ser feita com 4 pilhas. Ao se acionar o circuito. 48 .

Dado Eletrônico (4) Pressionando-se e soltando-se PB1 apenas um LED fica aceso sorteando um número de 1 a 6. O circuito é de uma publicação inglesa de 1980. mas também deve funcionar com 6 V de pilhas ou fonte de alimentação. mas os componentes usados ainda são comuns. 49 . como num dado. BRAGA 39 . NEWTON C. O circuito é alimentado por bateria de 9 V.

Dado de Toque (3) Tocando-se por um instante no sensor. apenas um ficará aceso.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 40 . mas pode ser montado com facilidade ainda hoje. Nunca use fonte sem transformador para alimentá-lo. os LEDs correm e ao se deixar de tocar no sensor. Este circuito é de uma publicação de 1981. 50 .

NEWTON C. BRAGA

41 - Dado TTL

Este dado TTL é de uma antiga publicação de 1978, mas
pode ainda ser montado, pois os componentes são comuns. Os
LEDs são montados num arranjo semelhante ao da face de um
dado e ao se pressionar e soltar PB1 sorteia-se um número. O
circuito deve ser alimentado com 5 V e não 6 V como indicado,
pois trata-se de circuito TTL. Pode-se usar uma fonte de 6 V com
um diodo 1N4002 em série para reduzir para 5,4 V a
alimentação, o que é aceito pelos circuitos TTL.

51

100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO

42 - Sorteador 4017

Este circuito saiu numa Poptronics de 1996. A revista não
existe mais, mas podemos encontrar muitos circuitos
interessantes nas edições antigas os quais estaremos
disponibilizando e comentando no nosso site. Este sorteador usa
os conhecidos circuitos integrados 555 e 4017. Quando
pressionamos S2 os LEDs correm tão rápido que não podemos
ver, mas ao soltar apenas um fica aceso e é completamente
imprevisível qual. O circuito pode ser alimentado por 9 V e o
resistor R4 nos parece muito alto para aplicação, pois
normalmente usamos resistores de 1k a 2k2 nesta função.

52

NEWTON C. BRAGA

43 - Gerador de Números Aleatórios

Este circuito saiu na revista inglesa Electronics Today
International que já não mais existe na sua versão impressa. A
edição foi de julho de 1976 e como todos os componentes são
comuns. A alimentação deve ser de 5 V pois os circuitos são TTL.
Observe que o positivo fica do lado inferior do desenho. Os LEDs
podem ser de qualquer tipo. Apertando S1 apenas uma
combinação de LEDs fica acesa.

53

54 . empate ou derrota. Os BC108 ou BC109 podem ser substituídos pelos BC548 ou BC549.motores.Loteria Esportiva Este circuito foi encontrado numa revista Nuova Elettronica de 1984 (Itália) nas ainda pode ser montado ainda hoje. pois os componentes são comuns. O circuito sorteia um de três condições possíveis de resultados de jogos: vitória.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 44 .

Este número estará entre 00 e 99. A alimentação é feita com 6 ou 9 V. podendo ser montado com facilidade.Sorteador Eletrônico Este circuito saiu numa revista inglesa. mas o circuito ainda é atual. O circuito conta com um gerador de ruído branco para gerar os sinais aleatórios. Pressionando-se SW1 e soltando um número aleatório aparece nos displays de anodo comum. NEWTON C. pois todos os componentes estão disponíveis. Este gerador é formado por Q1. Os dois transistores podem ser BC548. A revista já não mais existe. a Electronics Today International de maio de 1995. 55 . BRAGA 45 .

como no projeto original. pois não existem componentes críticos a não ser as chaves que são de 1 pólos x 3 posições (como as que usamos no nosso Robô de Combate).100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 46 .Jogo da Velha Este circuito foi encontrado numa revista de 1968 mas ainda pode ser montado com facilidade. Outra modificação possível é trocar as lâmpadas por LEDs e alimentar o circuito por pilhas. Este projeto também pode ser aperfeiçoado para utilizar um microcontrolador e sensores de toque. 56 . em lugar do transformador de 6 V x 500 mA.

Simples de montar.Jogo da Travessia Este circuito do conhecido jogo da travessia ou across the river. pode-se usar outro oscilador ou até mesmo um buzzer conforme a tensão de alimentação. Neste jogo não se deve deixar a raposa (Fox) comer a galinha (hen) e nem a galinha comer o milho (corn). BRAGA 47 . foi encontrado numa antiga revista inglesa de 1974. 57 . NEWTON C. os transistores do multivibrador podem ser os BC548 e em lugar deste circuito de aviso. em inglês.

Na verdade.Caça Níqueis Digital Este circuito foi obtido numa revista Hobby Electronics de 1980. Trata=se de uma máquina caça níqueis digital usando circuitos integrados CMOS. o circuito sorteia números de 000 a 999 que aparecem nos displays. 58 . a alimentação pode ser feita com tensões de 5 a 12 V e os displays são de catodo comum. Ao se pressionar o interruptor.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 48 .

NEWTON C. pode-se cascatear o 7441. BRAGA 49 . mas pode ser montado com facilidade ainda hoje pelos componentes que utiliza.Roleta Eletrônica Este circuito foi obtido numa publicação portuguesa de 1979. 59 . Para mais números. O transistor unijunção pode ser o 2N2646 e a roleta sorteia números de 1 a 10. pois o circuito é TTL. A alimentação deve ser feita com uma tensão de 5 V.

100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 50 . Os displays são de anodo comum e os demais componentes são comuns.Loto Digital TTL Este circuito. 60 . que sorteia números de 00 a 99 foi encontrado numa revista italiana de 1974. bastando trocar Q1 por um BC547.5 V) ou fonte TTL de 5 V. O circuito pode ser alimentado por 3 pilhas (4. mas pode ser montado com facilidade.

NEWTON C. BRAGA 61 .

62 .Palpite para Loteria Esportiva Este circuito sorteia um dos três palpites possíveis de um logo de loteria esportiva: coluna 1.Os demais componentes são comuns e a velocidade do sorteio pode ser alterada com a troca do capacitor de 47 nF.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 51 . O sorteio é feito pressionando-se e soltando-se o interruptor S1. 2 ou do meio. O circuito deve ser alimentado por uma tensão de 5 V e pode usar LEDs de cores diferentes.

Roleta Digital TTL Este circuito TTL é de uma publicação americana de 1978. No site existem diversas configurações para esta finalidade (veja o circuito CIR4256. por exemplo). pois os TTLs usados são comuns. NEWTON C. 63 . O circuito deve ser alimentado com 5 V e o sinal de clock que faz o sorteio pode ser gerado por um 555 astável disparável. mas pode ser montado com facilidade. BRAGA 52 .

pois os componentes usados ainda podem ser encontrados com facilidade.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 53 . mas o projeto ainda é viável. O que este circuito faz é acionar de forma cíclica três LEDs num semáforo numa velocidade que pode ser ajustada em RV1. 64 .Semáforo Tricolor Automático Este circuito saiu numa revista Electronics Today International (ETI) de setembro de 1988. A alimentação pode ser feita com tensões de 9 a 12 V. Os LEDs podem ser substituídos por pequenas lâmpadas até 50 mA com a retirada dos resistores em série. A revista impressa não mais existe.

já que podemos trocar o SCR por um TIC106. 65 . O circuito integrado é o 4081 CMOS. mas ainda é atual. S2. S3 e S4 na sequência o relé fecha seus contatos. Se apertarmos qualquer outra tecla o circuito resseta. Apertando-se S1. Veja que usando o transformador de 6 V.Chave de Código Este circuito saiu numa revista Budget Electronics de 1981. pois o capacitor C1 carrega-se com o pico. BRAGA 54 . NEWTON C. a tensão no circuito é de 9 V.

Semáforo TTL Este circuito de semáforo TTL foi encontrado numa revista inglesa de 1977.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 55 . A alimentação deve ser feita com 5 V e o acionamento é automático. 66 . mas o circuito pode ser montado com facilidade acionando 5 LEDs num semáforo simples. A revista não mais existe.

NEWTON C. mas pode ser montado com facilidade utilizando-se transistores BC548 em lugar dos BC108 e D136 para os PNP com alimentação de lâmpadas até 200 mA.Sequêncial de 4 Canais Este circuito foi encontrado numa revista inglesa de 1974. BRAGA 56 . Observe que o circuito é TTL devendo ser alimentado com 5 V. 67 . Uma idéia é acoplar este circuito a uma etapa de potência com SCRs para controlar lâmpadas incandescentes ligadas à rede de energia.

e o SCR pode ser o TIC106. aumentando e diminuindo a frequência. O interruptor S2 liga diretamente a lâmpada à rede. caso em que será necessário acrescentar um resistor de 22 k a 47 k entre o gate e o catodo.Luz Hipnótica Este circuito faz com que uma lâmpada incandescente até 100 W pisque de forma aleatória. O SCR deve ser dotado de radiador de calor e o valor 22k entre parênteses é para o caso do aparelho ser ligado na rede de 220 V. cancelando o efeito. Para melhorar o desempenho pode-se trocar D2 por um Diac ou Lâmpada neon. O efeito é controlado em dois potenciômetros e depende de C3 e C2. causando assim um efeito hipnótico.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 57 . 68 .

O sensor consiste num tubinho em que se encontra o detector de gás DET1 devendo a pessoa soprar ar nele. O circuito fornece sinais para excitar três LEDs. para que seu “bafo” possa ser analisado pelo circuito.2 V ou uma bateria alcalina de 9 V. BRAGA 58 . NEWTON C. O componente crítico é o sensor. O circuito integrado é o LM339 e no original houve um erro de desenho ao se indicar o regulador de tensão que na verdade é LM7805. A bateria deste circuito pode ser do tipo recarregável de 7. 69 . Sugerimos que se verifique a viabilidade de obtenção antes de se tentar a montagem.Bafômetro Este esquema faz parte de um projeto publicado numa revista Modern Electronics de dezembro de 1990.

Biofeedback com o 555 Encontramos este simples circuito de biofeedback numa Practical Electronics.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 59 . aumente C1 para 100 nF ou mais. O circuito funciona com tensões de 5 a 9 V. No projeto original utiliza-se um alto-falante de 64 ohms. ou ainda ligar diretamente o pino 3 do 555 à um resistor de 1k na base de um BD135 onde temos um alto- falante como carga de coletor. mas pode-se reduzir R3 para 100 ohms e usar um alto- falante de 8 ohms. O circuito gera tons num alto-falante cuja frequência depende da resistência entre os eletrodos. 70 . revista inglesa numa edição de maio de 1987. Estes eletrodos podem ser chapinhas de metal para apoiar os dedos ou tubinhos de metal para segurar. Para gerar pulsos.

O circuito pode ser alimentado por 4 pilhas também (6 V). O circuito foi sugerido por 101 Electronics Circuits de 1976. O transformador pode ser um pequeno transformador de alimentação com primário de 110 V e secundário de 5 a 9 V com corrente de 150 a 250 mA. 71 . BRAGA 60 . mas é atual.Máquina de Choque com Unijunção Tente segurar nas duas chapinhas da placa de circuito impresso quando ele estiver ligado e haverá um bom choque. NEWTON C.

72 . O circuito fornece uma indicação da força com que se apertam os eletrodos que nada mais são do que bastões de metal.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 61 .Teste de Força Este circuito foi encontrado numa revista inglesa de 1978. No circuito a ligação destes bastões é indicada como handgrips. bastando substituir os transistores BC107 por equivalentes atuais como os BC547. mas ele ainda pode ser montado. O ajuste da escala conforme a força é feito em VR1.

A revista não mais existe. podendo servir para algumas brincadeiras interessantes. BRAGA 62 . 73 . O circuito imita as gotas de água que caem de uma goteira. mas o circuito pode ser montado com um BC548. NEWTON C.Gotejador Este circuito foi obtido numa revista de1969.

A revista americana não mais existe na sua forma impressa. mas o circuito pode ser montado com facilidade. principalmente à mulheres. Sua finalidade é emitir um forte som intermitente que poderá ajudar a desestimular um ataque.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 63 . O transdutor é uma cápsula piezoelétrica e a alimentação deve ser feita por 6 pilhas.Defesa Eletrônica Encontramos este circuito numa Popular Electronics de maio de 1991. já que o consumo é elevado para baterias. 74 .

NEWTON C. BRAGA 64 . feita por meu amigo A. O transistor pode ser o BD135 e o transforma pode ser de 110 V x 6+6 V com corrente de 50 a 250 mA. Fanzeres. 75 . já falecido na época em que recuperei o texto (2011).Estimulador Muscular Este circuito é de uma antiga revista Radio TV Técnico da década de 70. O artigo descreve um pequeno inversor que pode ser usado para excitar nervos e produzir pequenos estímulos ou choques.

Ele mede a resistência da pele tendo por sensor um termistor. na verdade.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 65 . 76 . A alimentação. O circuito gera um tom que depende da temperatura possibilitando assim um controle por feedback. pode ser feita com tensões de 5 a 12 V.Biofeedback com Operacional Este circuito foi encontrado numa revista de 1987.

77 . Para uma alimentação de 9 V podem ser usadas lâmpadas de 6 V. pois temos uma queda de tensão de 2 V nos SCRs. mas pode ser montado com facilidade com transistores BC548 e SCRs do tipo TIC106. BRAGA 66 .Braço de Ferro Este circuito é de uma publicação portuguesa de 1979. Sua finalidade e detectar quem aperta com mais força os eletrodos. NEWTON C. obtendo-se uma indicação do esforço no medidor com zero no centro da escala e disparando um dos SCRs quando o máximo de força for conseguido por um dos competidores.

78 .Indutor de Sono Os componentes críticos deste circuito de 1978 são os transformadores que.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 67 . O circuito produz um ruído relaxante que pode ser usado para induzir o sono. podem ser obtidos em aparelhos abandonados da época. Os transistores podem ser tipos mais modernos como os BC558 e a alimentação pode ser feita com tensões de 6 a 9 V. com sorte.

79 . O resultado é que a mola se contrai. o capacitor que retém a carga e polariza o transistor se descarrega cortando a corrente no transistor. BRAGA 68 . Nestas condições o capacitor C carrega-se e o transistor é polarizado no sentido de conduzir uma forte corrente que circula pela mola.Mola Mágica Eis um circuito interessante para ser usado em demonstrações de física envolvendo transformação de energia e campos magnéticos. Quando o circuito é energizado a molda se encontra distendida com a ponta encostando num sensor de metal. Dimensionando bem o capacitor e a mola podemos fazê-la contrair e distender num movimento contínuo. Depois de algum tempo. Na figura temos o diagrama de uma "mola mágica" que funciona da seguinte maneira. desfazendo o contacto com o sensor. NEWTON C. Uma mola típica terá de 100 a 200 espiras de fio 28. Um resistor limitador de corrente pode ser interessante para evitar o aquecimento tanto do transistor como da própria mola. A mola se distende novamente e com isso um novo contacto é estabelecido com nova contração.

a durabilidade da bateria será muito grande. Pode ser usado um fone de cristal com um resistor de 4. O fone deve um auricular de baixa impedância e o ajuste do ritmo é feito no potenciômetro.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 69 . Como o consumo de corrente é muito baixo.Ritmador de Bolso Este circuito pode servir para fixar o compasso em caminhadas ou exercícios. A base é um transistor unijunção e a alimentação feita a partir de uma bateria de 9 V. sendo suficientemente pequeno para ser levado no bolso.7 k ohms em paralelo. 80 .

Pontas comerciais de pirógrafos podem ser adquiridas em casas especializadas. Este componente deve ser dotado de dissipador de calor. O enrolamento do transformador é feito manualmente consistindo em 10 a 15 espiras de fio 10 ou 12. 81 . O TRIAC deve ser sufixo B para a rede de 110 V e sufixo D para a rede de 220 V. NEWTON C.Pirógrafo Este dimmer controla a temperatura da ponta de um pirógrafo. BRAGA 70 . A ponta consiste num pedaço de arame em suspensão apropriada de alta corrente.

Estes componentes podem ser alterados. com velocidade que depende de R1 e C1.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 71 . O circuito faz 7 LEDs piscaram sequenciamente num ritmo de vai e vem. 82 . A alimentação deve ser feita com uma tensão de 5 V.Pêndulo Eletrônico Este circuito é da revista americana que não mais existe Science & Electronics. edição de março-abril de 1981. O transdutor de som é do tipo piezoelétrico.

NEWTON C.Flauta Eletrônica Encontrei este circuito numa revista inglesa de julho de 1982. O som do instrumento é obtido modulando-se o circuito através de P1 e apertando-se S1. BRAGA 72 . O capacitor ligado com linhas pontilhadas é para se obter um timbre mais grave. 83 . O circuito ainda é viável bastando usar para TR1 um BC558 e para TR2 um BC548 ou BC549.

A revista não mais existe. 84 . montado num tubinho conforme mostra a figura. O circuito é alimentado por uma tensão de 5 V.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 73 .Flauta Eletrônica Este circuito foi obtido numa Popular Electronics de outubro de 1998. pois todos os componentes são comuns exceto o TSL245 que pode ser um pouco mais difícil de obter. mas o circuito pode ser montado com facilidade. Este circuito produz um tom que depende da distância do CI em relação ao LED emissor.

O circuito saiu uma revista Electronics World de janeiro de 1961. A saída deve ser acoplada à entrada de um amplificador de áudio. Neste circuito. pois além de críticos. Com a oscilação da mão pode-se obter o efeito de vibrato. 85 . NEWTON C. Maior proximidade nota mais aguda. os osciladores formados por V1 e V2 devem oscilar na mesma frequência para que o batimento resultante seja zero. Trata-se de um instrumento musical em que as notas são produzidas com a aproximação das mãos de uma antena. No entanto. os componentes não podem mais ser obtidos com facilidade.Theremin Coloquei este circuito neste livro mais como curiosidade. O circuito também possui um controle de volume por aproximação formado por V3. analisando a configuração. Realmente um instrumento bastante curioso. muitos leitores podem ser capazes de projetar um circuito equivalente com componentes modernos. que pode ser visto no Youtube. BRAGA 74 .

100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 75 .Theremin Óptico Este circuito foi obtido numa Popular Electronics de outubro de 1998. mas o circuito pode ser montado com facilidade. A revista não mais existe. pois todos os componentes são comuns exceto o TSL245 que pode ser um pouco mais difícil de obter. 86 . Este circuito produz um tom que depende do controle da luz que incide nos dois sensores.

Buzina para Bicicleta Este circuito foi obtido na publicação 101 Electronics Projects de 1979. A alimentação pode ser feita com tensões de 3 a 6 V. NEWTON C. O circuito pode ser montado facilmente. O transdutor é uma cápsula piezoelétrica. BRAGA 76 . O transistor pode ser o BC558 e o transformador pode ser obtido de um velho rádio de transistores. pois todos os componentes são comuns. 87 .

O circuito apresentado ainda pode ser montado se trocarmos Q1 e Q2 por BC548 e Q3 por um BF245.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 77 . Os bastões devem deslizar em tubos de papelão onde são enroladas as bobinas de modo a se obter o ajuste. 88 .Simples Theremin Este circuito é de uma revista antiga americana. edição de junho de 1972. A saída do circuito é ligada à entrada de um amplificador de áudio. As bobinas consistem em 10 + 90 espiras de fio 28 em bastões de ferrite de 10 a 30 cm de comprimento. a Elementary Electronics.

Circuitos como este podem ser encontrados na seção de circuitos simulados com a visualização da forma de onda gerada. mantendo-se a proporção.Bongô Um pulso de entrada neste circuito faz com que seja produzido o som de um bongô o amortecimento que dá o efeito é ajustado em P1. Também encontramos outras configurações para instrumentos de percussão no site. 89 . BRAGA 78 . NEWTON C. Estes componentes podem ser alterados. em diversos artigos e seções. Os capacitores do duplo T determinam o timbre.

100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 79 . O transistor Q3 deve ter um pequeno radiador e para alimentação com 9 V recomenda-se o uso de fonte.Órgão de Brinquedo O teclado deste órgão monofônico de brinquedo consiste em chapinhas ou regiões cobreadas de uma placa que devem ser tocadas por uma ponta de prova. Se bem que o projeto use transistor unijunção já não muito comum trata-se de uma configuração didática interessante. dado o consumo maior do circuito. O ajuste de cada nota é feito nos trimpots e a oitava (frequência central) é determinada por C1. O alto-falante é pequeno de 5 ou 10 cm. 90 .

que são as saídas do circuito integrado 4017. BRAGA 80 . Com ele podemos gerar tons musicais para um circuito de chamada ou uma caixinha de música eletrônica. Os transistores podem ser os BC548 para uma alimentação de 6 a 9 V e para alimentação maior recomendamos usar o BD135 para Q2.Gerador de Tons Musicais Este circuito foi obtido numa revista inglesa de 1978. Os tons são ajustados nos trimpots e temos uma sequência de até10 notas. NEWTON C. 91 .

Os relés devem ser tipos sensíveis com corrente de disparo de 100 mA. ficando os demais inibidos. no máximo. mas pode ser montado com facilidade com os transistores BC548 e relés de 6 ou 12 V.Chave de Prioridade Este circuito foi obtido numa revista inglesa de 1979. conforme a alimentação. 92 .100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 81 . Nele. somente o relé que corresponde à chave pressionada em primeiro lugar é ativado.

NEWTON C. de modo a alimentar com maior potência um alto-falante de 8 ohms. T1 é um transformador de saída para rádios transistorizados. Na versão original.Grilo Eletrônico Encontramos este circuito numa publicação inglesa de 1981. BRAGA 82 . Os componentes podem ser alterados para se obter o melhor desempenho. Ele pode ser melhorado com a troca de T1 por uma etapa com um BD135. 93 . Com isso a alimentação poderá ficar entre 6 e 12 V.

alarmes e outras aplicações. que excita a etapa de potência com o Power-MOSFET.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 83 . O leitor pode modificar os valores destes componentes numa ampla faixa para se obter o efeito por ele desejado. ou ainda. Temos então a produção de um tom com frequência decrescente até parar. a frequência diminui até que ele pára. o capacitor C1 descarrega-se pelo oscilador de relaxação e.Pistola Espacial Este é um circuito especial de efeitos muito interessantes. por exemplo. na medida em que isso ocorre. que pode ser agregado a jogos eletrônicos. é um interruptor de pressão do tipo Normalmente Aberto. O gatilho pode ser substituído pelos contatos de um relé. Na figura temos um oscilador com frequência variável disparado por um gatilho que. por algum tipo de acionamento automático como. o capacitor C1 se carrega e alimenta o oscilador de relaxação via potenciômetro de ajuste de frequência. e a faixa de frequências do som gerado é determinada pelo ajuste do trimpot e pelo capacitor C 2. Quando pressionamos S1. no caso. um transistor comum. Quando o interruptor é solto. sistemas de aviso. 94 . O tom produzido por este oscilador tem então sua frequência máxima. O tempo de duração do tom é dado pelo valor do capacitor C1.

Lâmpada Mágica Este circuito foi encontrado numa publicação francesa chamada Generation Electronique. O que ele faz é acender a lâmpada quando se fala diante do microfone. BC558 pata T2 e BD135 para T3. BRAGA 84 . 95 . NEWTON C. Ele pode ser montado utilizando-se o BC548 para T1. Podemos alimentá-lo com 6 V e usar um relé em lugar de L1 para termos um Vox. ou relé acionado por som. O microfone é de eletreto.

O ajuste do ponto ideal de funcionamento é feito nos três potenciômetros.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 85 . 96 . O circuito deve ser aplicado a um bom amplificador de áudio e a fonte de alimentação simétrica pode ter de 6 a 12 V.Som de Sino Este circuito gera o som de sinos. Encontramos numa publicação da Radio Shack de 1977.

reproduzido uma pequena cápsula piezoelétrica. 97 . BRAGA 86 .Grilo Eletrônico com o 7400 Este circuito produz o ruído de um grilo. A frequência é dada pelos capacitores que. NEWTON C. eventualmente devem ser alterados para se obter mais realismo. O circuito deve ser alimentado com 5 V aplicados nos pinos 7 (negativo) e 14 (positivo).

O sensor consiste numa bobina captadora ou ventosa colocada junto ao fone do telefone. mas com a troca de alguns componentes o circuito pode ser montado com facilidade.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 87 . A bobina L1 consta de 4 espiras de fio 26 ou 28 em forma de 1 cm sem núcleo. trocamos o BC107 pelo BC547.Grampo Sem Fio Encontrei este circuito numa Radio Elettronica de dezembro de1976. BC548 ou BC549 e o 2N918 por um 2N2222. mas pode ser ligada uma pequena antena no coletor de T2 para aumentar o alcance. Por exemplo. Sem antena o alcance é da ordem de 10 m. A revista italiana não mais existe. 98 .

NEWTON C. Ele consiste num chaveiro que ao se bater palmas ou assobiar ele responde com um bip que permita sua localização.Chaveirinho do Assobio Este circuito foi encontrado numa revista italiana Eletrónica Flash de setembro de 1987. 99 . BRAGA 88 . Os componentes são todos comuns e os transistores podem ser os BC547.

100 .100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 89 . A alimentação pode ser feita com tensões de 6 a 12 V e não apenas 9 V. pequeno alto-falante ou mesmo uma etapa amplificadora. produzindo diversos tipos de sons. Trata-se de uma configuração bastante conhecida que faz uso de um circuito integrado CMOS em que as portas são configuradas como osciladores. como indicado. Caixa de Efeitos Sonoros Achei este circuito numa revista inglesa d 1981. A saída pode ser num buzzer.

101 . Cada nota musical da sequência de 10 é ajustada no trimpot correspondente. BRAGA 90 . pois todos os componentes usados ainda são comuns. Caixa de Música com o 4017 Este circuito é de uma revista inglesa Radio and Electronics Constructor de novembro de 1978. O circuito pode ainda ser montado com facilidade. O circuito integrado 555 determina a velocidade da execução da melodia programada. NEWTON C. Apenas o transistor unijunção pode ser um pouco mais difícil de obter.

102 . Observe que a alimentação do setor receptor é feita com 5 V. O transistor 2N3906 é de uso geral podendo ser substituído por equivalentes. O circuito pode ser usado para disparar um TRIAC ou outra carga de potência alimentada diretamente pela rede de energia com total isolamento da linha telefônica.Detector de Chamada Telefônica Com o circuito mostrado na figura temos um sinal lógico para acionamento de um dispositivo de chamada quando houver sinal de chamada numa linha telefônica.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 91 .

O circuito gera uma sequência de sons programados pelos valores dos resistores de R3 a R12. 103 . O circuito é TTL devendo ser alimentado com 5 V. BRAGA 92 .Mini Órgão ou Caixa de Música Este circuito foi obtido numa documentação da Radio Shack de 1977. NEWTON C. e no caso dos 6 V indicados originalmente ligue um diodo 1N4002 em série. Os valores podem ficar entre 1k e 100k tipicamente.

Podemos usar o BC548 para TR1 e TR2 e o BD135 para TR2. podemos usar um conjunto de 6 LEDs.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 93 . Em lugar das lâmpadas de 6 V do projeto original (cada uma de 50 mA). cada um com um resistor de 470 ohms se a alimentação for feita com 6 V e 1k se for feita com 12 V.Luz Rítmica Sem Fio Este projeto de uma publicação de 1983 pode ser montado com a utilização de transistores mais modernos. 104 . Os demais componentes comuns e em lugar do alto- falante usado como microfone pode-se empregar uma cápsula piezoelétrica com vantagem.

Luz Estroboscópica Este circuito foi encontrado numa revista inglesa de 1973. Ele faz uma lâmpada de xenônio piscar numa velocidade ajustada no potenciômetro. Os diodos devem ser 1N4004 se a rede for de 110 V e 1N4007 se a rede for de 220 V. BRAGA 94 . NEWTON C. O SCR pode ser o TIC106 de acordo com a rede de energia local e o transformador T1 é enrolado com fio 30 ou 32 num bastão de ferrite. 105 .

100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 95 . reproduzido num pequeno transdutor piezoelétrico.Grilo Eletrônico O circuito apresentado produz o som de um grilo. Braga. edição americana. O circuito é do livro CMOS Sourcebook de Newton C. com um consumo muito baixo. 106 . Os resistores dos três osciladores podem ser alterados de modo a se obter o melhor desempenho. imitando o inseto. O circuito é alimentado por uma bateria de 9 V.

com boa filtragem. O circuito pode ser alimentado por bateria ou fonte. BRAGA 96 .Bongô Eletrônico Numa revista inglesa de 1977 encontramos este interessante circuito de bongô de toque que pode ser montado com transistores atuais. no caso os BC548. Outros osciladores podem ser acrescentados para mais sons. 107 . NEWTON C. Sua saída deve ser ligada à entrada de um bom amplificador.

O fio pode ser o AWG 32. O transformador de pulsos tem enrolamento de baixa tensão com 100 espiras e de alta com 1 000 espiras num pequeno bastão de ferrite. O transformador do inversor pode ser um pequeno transformador de 6 V x 300 mA com primário de 220 V. 108 .Estroboscópio de Xenônio Encontramos este circuito numa publicação da Radio Shack de 1975.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 97 .

Chave de Prioridade Encontrei este circuito numa antiga documentação de 1990. Os LEDs podem ser de qualquer tipo ou cor e os resistores R3 e R6 podem ser de 1k para maior brilho dos LEDs. O circuito integrado é o 4011 e a alimentação também pode ser feita com tensão de 6 V. NEWTON C. BRAGA 98 . O circuito detecta quem aperta primeiro um dos interruptores de pressão. 109 .

que seja à prova de fraudes. Os executivos podem até usar este aparelho num interessante jogo de tomada de decisões. além de ser à prova de fraudes ou de vícios que possam forçar mais a saída de determinados números tem um visual bonito e pode ser levado no bolso. pode ser muito mais interessante ainda. a possibilidade de se contar com um recurso eletrônico para esta finalidade. por outro lado. apenas um deles permanece aceso. Sortear um número entre 1 e 10 pode ser interessante em muitos tipos de jogos. uma característica importante a ser observada é o modo como é feito o sorteio: pelo simples toque dos dedos num sensor. pois se trata de uma montagem bastante compacta. Evidentemente. Quando tocamos neste sensor. O aparelho que propomos para esta finalidade. é muito baixo.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 99 . pesquisas ou mesmo para tomar decisões importantes. em jogos e de muitas outras formas. A velocidade elevada do corrimento impede que alguém consiga tirar o dedo exatamente no instante em que o LED que deseja sortear esteja aceso. A indicação do valor sorteado é feita através de um de 10 LEDs que permanece aceso. Mas. 110 . de tão rápido) e quando tiramos os dedos. O consumo do aparelho. A alimentação do aparelho pode ser feita com pilhas ou bateria e são utilizados poucos componentes comuns de baixo custo. o que garante excelente durabilidade para as pilhas ou bateria. em experiências de percepção extra-sensoriais. os LEDs piscam rapidamente (não conseguimos notar o corrimento sequencial.Gerador de números Este aparelho pode ser usado em sorteios.

MONTAGEM Na figura 1 temos o diagrama completo do aparelho. o LED aceso apaga e o seguinte acende. O circuito. por ser de tecnologia CMOS é extremamente sensível e até mesmo os sinais da rede de energia de 60 Hz captados pelo nosso corpo podem dispará-lo provocando assim o corrimento dos LEDs. portanto o resultado do sorteio. a cada pulso que aplicamos na sua entrada (pino 14). Assim. Nesta velocidade (60 por segundo) não podemos controlar o circuito de modo que. Isso significa que em cada instante apenas um LED estará aceso e esta condição depende do número de impulsos que aplicamos na entrada. Partindo da situação em que o primeiro LED está aceso. para que os 60 Hz da rede de energia sejam interceptados e 60 pulsos por segundo sejam aplicados ao circuito. O resistor R1 polariza a entrada de modo a não deixá-la num estado indefinido enquanto R2 limita a corrente que circula pelos LEDs. portanto qual LED ficará aceso. fazendo os LEDs correrem rapidamente. NEWTON C. BRAGA Características: * Tensão de alimentação: 6 ou 9V * Consumo: 5 mA (tip) * Número de sorteio: 1 à 10 * Acionamento: por toque COMO FUNCIONA A base do projeto é um circuito integrado CMOS que consiste num decodificador 1 de 10 muito conhecido. se ligarmos uma plaquinha de metal (sensor) a esta entrada. Por mais curto que seja o toque não podemos controlá-lo a ponto de determinar o número exato de pulsos e. ao tirarmos os dedos do sensor. 111 . é praticamente impossível saber quantos pulsos passaram e. bastará tocarmos com os dedos.

112 .100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO A montagem poderá ser feita numa pequena placa de circuito impresso conforme disposição de componentes mostrada na figura 2.

Também pode ser usado um pedaço de placa de circuito impresso virgem para esta finalidade. ficar com os terminais longos. afastados da placa conforme mostra a figura 3. NEWTON C. BRAGA Para o circuito integrado será interessante usar um soquete DIL de 16 pinos. Na montagem. Os resistores são de 1/8 W ou maiores e o capacitor C1 é um eletrolítico para 12V ou mais. O sensor é um percevejo ou uma chapinha de metal no painel. conforme o tamanho da caixa pode ser feita com uma bateria de 9V ou então 4 pilhas pequenas. os LEDs devem. de modo que eles possam encaixar na parte frontal da caixa. A alimentação. 113 . onde existem furos.

Tirando o dedo somente um LED deve permanecer aceso.4017 .LEDs vermelhos comuns Resistores: (1/8W. LISTA DE MATERIAL Semicondutores: CI-1 .circuito integrado CMOS LED1 à LED10 . Os LEDs devem correr rapidamente dando a impressão que todos estão acesos fracamente. Podemos numerar os LEDs de 1 a 10 ou até mesmo fazer cartelas como a mostrada na figura 4 para jogar "rapa tudo". 5%) 114 . Comprovado o funcionamento é só utilizar o sorteador.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO PROVA E USO Basta ligar a alimentação e tocar no sensor.

115 . solda. suporte de pilhas ou conector de bateria.10 uF x 12V . caixa para montagem.470 ohms Capacitor: C1 .6 ou 9V . BRAGA R1 . etc.22 M ohms R2 . sensor. NEWTON C.Interruptor simples Placa de circuito impresso.4 pilhas pequenas ou bateria S1 .eletrolítico Diversos: B1 . fios. suporte para os LEDs (opcional).

C2 desacopla a fonte. Como a bobina tem uma certa característica de diretividade na irradiação. Na figura 1 temos o diagrama do transmissor. O receptor pode ser qualquer rádio portátil de AM (ondas médias). Os sinais são irradiados basicamente pela bobina de ferrite não havendo necessidade de antena.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO 100 . clube ou escola. Quem conseguir fazer isso em primeiro lugar será o vencedor da competição ou desafio. A finalidade da brincadeira é uma missão que deve localizar o transmissor. 116 . Podemos fazer isso dentro de um ambiente fechado usando um transmissor experimental e um radinho de pilhas AM. isso ajuda a torna a brincadeira mais difícil. o que exige uma boa habilidade para sua localização. apenas a portadora de RF que é sintonizada num rádio comum de AM. Você monta um pequeno transmissor de sinais e o esconde em qualquer parte de sua casa. cuja freqüência é determinada pela bobina L1 e pelo ajuste do capacitor variável CV. Esse invasor emite sinais que podem ser captados em seu radinho portátil. C1 e R1 fazem a realimentação do sinal à base do transistor que mantém as oscilações. Emissões de rádio podem ser localizadas com facilidade pela diretividade das ondas e pela sua intensidade. O baixo consumo do circuito garante uma boa autonomia para as pilhas. aparecendo no alto-falante como uma espécie de “sopro” facilmente identificável. O transmissor consiste num simples oscilador Hartley com um único transistor. Essa é a base dessa brincadeira que propomos.Caça ao Fantasma Eis uma brincadeira interessante que pode ser feita com um transmissor de rádio: um invasor desconhecido se encontra escondido em sua casa. O alcance do aparelho é da ordem de alguns metros. Os sinais emitidos são de onda contínua (CW). ou seja. Sua missão é localizar esse invasor neutralizando-o desligando para isso sua alimentação. Ensinamos o leitor a montar o transmissor. entre as estações.

sugerimos utilizar uma ponte de terminais. BRAGA Como se trata de montagem bastante simples. NEWTON C. indicada aos iniciantes. com a disposição de componentes mostrada na figura 2. 117 .

ralanja C1 – 10 nF – capacitor cerâmico ou poliéster C2 – 100 nF – capacitor cerâmico ou poliéster Diversos: Ponte de terminais. constando de 50 + 50 espiras de fio esmaltado 28 ou próximo.100 CIRCUITOS DE JOGOS E RECREAÇÃO A bobina é enrolada num bastão de ferrite de 1 cm de diâmetro aproximadamente. informe seus amigos que devem estar equipados com rádios AM e qual é a freqüência aproximada do sinal do transmissor. Depois. Para brincar. etc. ligue nas suas proximidades um rádio AM (ondas médias) comum sintonizado numa freqüência livre em torno de 1200 kHz. esconda o transmissor ligado e dê início ao jogo. O capacitor variável é do tipo aproveitado de um velho rádio AM. pois além das pequenas variações que ocorrem nos próprios rádios. localizá-lo. Avise seus amigos que é preciso mexer constantemente na sintonia. bastão de ferrite. O transistor admite equivalente e os capacitores podem ser tanto cerâmicos como de poliéster. Cada participante deve explorar o local com seu radinho sintonizado na faixa indicada até encontrar o sinal do transmissor e em função de sua intensidade. 118 . Normalmente os sinais serão captados quando os receptores se aproximarem a distâncias de 3 a 6 metros do transmissor. fios esmaltados. Ajuste CV até captar o sinal mais forte. Não esconda o transmissor dentro de objetos ou armários de metal pois esses materiais bloqueiam os sinais. suporte de pilhas. Lista de Material Q1 – BC548 – transistor NPN de uso geral L1 – Bobina – ver texto CV – capacitor variável – ver texto S1 – Interruptor simples B1 – 3 ou 6 V – 2 ou 4 pilhas pequenas R1 – 10 k ohms x 1/8 W – resistor – marrom. Para provar o aparelho. e de 15 a 25 cm de comprimento. fios. preto. o próprio transmissor flutua sua freqüência que se desloca constantemente. solda. caixa para montagem.