O CRISTÃO E A SEXUALIDADE II

INTRODUÇÃO

Em primeiro lugar, antes de mesmo de começar meu comentário, gostaria de deixar registrado
minha alegria em falar deste assunto para o pulblico cristão por dois motivos. São eles:

1. A sexualidade foi durante muito tempo tratada de forma discriminada e vista como
obscenidade por alguns dos nossos lideres que se intitulavam “CONSERVADORES”, que pouco
falavam deste assunto, não instruíam a igreja do Senhor sobre o tema, e como conseqüência,
tínhamos uma Igreja com deficiência educacional, problemas entre casais, altos índices de
separação, abortos, enfim, uma serie de transtornos que poderiam ser evitados a partir de uma
educação sexual relativamente aberta no seio da igreja.

2. A publicação desta lição com temas atuais, interessantes que tem tornado as aulas nas
Escolas Bíblicas ( pelo menos em minha região – Extremo sul da Bahia- ), bem mais discutidas,
mais didáticas, e com certeza absoluta, bem mais aproveitadas, pois acredito ser possível Ter
uma Igreja Futurista, sem infligir os princípios da Bíblia Sagrada, neste ponto, temos uma
simetria no estudo da Lição, embasada na Bíblia e ainda acompanhada do processo de
transição e evolução social que vive a nossa Igreja, quer queiram quer não, o nosso povo vive
numa constante luta em busca do conhecimento, e se temos a oportunidade de propicia-lo,
façamos isto, para que o nome de Jesus venha ser glorificado.
O sexo sem duvida nenhuma tem o aval de Deus, pois foi Ele que criou, entretanto, os homens
profanaram esta pratica, assim como fizeram com toda a criação feita por Deus. Entretanto,
ainda há um povo que conserva a santidade sexual, pois somos cônscio de que o sexo quando
realizado dentro dos padrões preestabelecidos por Deus, agrada-o. Ele quem disse: “crescei,
multiplicai-vos e enchei a terra”, e até onde sei, naquela época se havia um modo fazer cumprir
a proposta de Deus, e este meio sem duvida nenhuma era o sexo. Mas falaremos disto a
medida que formos citando a lição em curso, e espero que no final, tenhamos uma verdadeira
base para entendermos a sexualidade à Luz da Bíblia

I – VISAO BIBLICA DO SEXO.

No livro de Gn 1:27, Deus inicia sua criação, isto é claro, o que nos faz saber que também cria o
homem e a mulher, mas fazendo uma analisa neste trecho “MACHO E FEMEA OS CRIOU”,
teremos aí com certeza uma criação assexuada, ou seja, a criação de dois seres distintos em
sua sexualidade. E depois de acabar: "Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom" (V.
31). O sexo é bom. Deus o fez, e de alguma maneira reflete a Sua bondade. Talvez seja por
causa do poder criador do sexo que se assemelha a um aspecto do Ser de Deus. Ou talvez
esteja na força dele de realizar o vínculo mais forte de unidade e unicidade. Seja qual for a
maneira pela qual devamos entender que o sexo é bom como Deus, fica claro que,
fundamentalmente, o sexo é bom porque Deus o fez e o declarou bom. A ordem de Deus para
Adão e para Eva antes de pecarem foi de multiplicar-se e encher a terra Gn 1:28,o que nos leva
a crer que mesmo antes de Adão e Eva pecar, já praticavam o sexo, apesar de alguns
afirmarem que não, pois só se temos o registro do nascimento dos filhos após o pecado, e ainda
porque alguns consideram o sexo uma pratica diabólica, pois temos na Bíblia Sagrada registros
de homens fortes que sucumbiram ao pecado pela mediação de praticas sexuais, citaríamos
Sanção, Davi, Salomão e muitos outros. O sexo é tão sagrado que é usado na Escritura para
ilustrar a união mais íntima que se pode ter com Deus. Paulo escreveu: "Eis por que deixará o
homem a seu pai e a sua mãe, e se unirá à sua mulher, e se tornarão os dois uma só carne.
Grande é este mistério, mas eu me refiro a Cristo e à Igreja" ( Ef 5:31, 32). Uma outra postura
que poderíamos analisar, é com certeza em relação ao nascimento dos filhos de Eva, quando
teve seu primeiro filho, levantou a voz e disse: "Adquiri um varão com o auxílio do Senhor" ( Gn
4:1), não se pode questionar a aprovação de Deus no sexo, pois foi Ele quem constituiu, a
aprovação de Deus no processo sexual fica claro, haja vista a necessidade da procriação.
Decerto, a julgar pelas numerosas referências no decurso das Escrituras à bênção dos filhos (cf.
SI 127:4, 5; Pv 17:6).
Certa feita ouvi a seguinte pergunta: “ No dia da Santa Ceia do Senhor, é permitido Ter relação
sexual com meu esposo” ? também ouvi a resposta que foi dada. “NÃO” não é permitido Ter
relação sexual com seu esposo no dia da Ceia, pois a Ceia do Senhor ë SANTA. Não temos
duvida nenhuma quanto a santidade da cerimonia da Ceia, entretanto é preciso observar que o
sexo quando feito dentro dos padrões estabelecidos por Deus, é uma ação bem vista diante dos
olhos de Deus, e com certeza ele se agrada, entretanto se é possível preservar-se naquele dia,
tudo bem, mas se não, isso não constitui pecado. O poder do sexo não somente é
dramaticamente demonstrado na sua capacidade de fazer o homem e a mulher "uma só carne"
mas, sim pelo tipo de criatura que está produzindo. Os filhos dos pais humanos são gerados à
imagem de Deus. Adão foi feito à imagem de Deus, e "gerou um filho à sua semelhança,

ainda mais. portanto não obstante a postura neo-conservadora de muitos intitulados intelectuais da nossa teologia. em suma são nada mais do que a realização do projeto de Deus para o homem. Quando Deus criou os primeiros seres assexuados. a recreação. Cita-los seria demasiadamente extenso. agradável aos olhos do senhor. nem todos os prazeres são igualmente bons. Moisés ordenou. então ambos morrerão. e há satisfações espirituais superiores aos meros prazeres físicos do sexo. Naturalmente. e o faremos tomando como base os itens abordados na lição. sem duvida é o casamento. Tg 3:9). as tradições. não se pode justificar um exercício descontrolado do sexo meramente pelo motivo dele dar prazer. o canal para controlar o poder do prazer das relações sexuais (bem como seu poder procriador) é o casamento." Jesus citou Salmo 82:6 que diz: "Eu disse: Sois deuses. pois venerado seja entre todos os matrimônios o leito sem macula. A masturbação. o sexo não é somente o poder para procriar. lCo 6:16. Mas seja qual for o tipo do poder do sexo. Entretanto assim como o sexo dentro casamento é uma pratica agradável aos olhos do Senhor. agora dá ao homem. Respectivamente. profanam a ralação sexual. o sexo ainda propicia o ajuntamento do casal. ele também estabelece padrões para esta procriação. mas por causa da prostituição que se case. sois todos filhos do Altíssimo. por isto é tão venerado. enfim. o que dá a entender que o casamento ocorre quando dois corpos são juntados. os prazeres que alguns obtêm de serem cruéis. pois Deus não fez do homem um ser estático. Alguns prazeres danificam a si mesmos e/ou aos outros.com. é um pecado que a Bíblia chama de fornicação (cf. também é um poder para o prazer. e ainda seguramente. torna-se maldição quando feito por pessoas não casadas. e a procriação. alguns são superiores aos outros. Aí temos a prova cabal da bênção de Deus em relação ao sexo. ou insere em sua anatomia o poder de também gerar outro homem à sua imagem e semelhança. Todos os prazeres devem ser controlados. "Se um homem for achado deitado com uma mulher que tem marido. Tão sem igual é esta união conjugal levada a efeito pelo sexo. A relação sexual antes do casamento na realidade." (Gn 5:3. "Os dois se tornarão urna só carne" é repetido uma vez após outra na Escritura ( Gn 2:24. Logo. que agindo de maneira irresponsável. Neste sentido. banalizam. ou injustos. provavelmente não seja exagero considerar o sexo um dos poderes mais relevantes do mundo. crescer. sensações que muitas vezes foge-nos a lógica. Gl 5:19. vem com uma serie de benefícios que priorizam padrões preestabelecidos por Deus. levar a efeito uma multiplicidade de pessoas no mundo por meio de ter filhos. fornecer êxtase ou prazer para as pessoas envolvidas neste relacionamento sem igual. dotou-lhes de emoções. que exige que o homem mantenha relações sexuais com uma só mulher. o sexo dentro do casamento é algo sagrado. para que o sexo não fosse banalizado e nem manchado. não há relações sexuais antes do casamento. A . pois Deus fez o homem à sua imagem e semelhança.conforme a sua imagem. pois Paulo chego a dizer que seria bom que o homem não casasse. a hierarquia."(Dt 22:22). II – O SEXO E A VIVENCIA CRISTÃ.bibliaonline. pois é imaterial. tudo isto só é possível graças ao sexo e o poder de procriação que é inerente a esta pratica. l Co 6:18). isto previne a impureza sexual. deve ser controlado. ou odiosos não são prazeres bons. pelo filho do filho e assim por diante. pelo processo da sexualidade humana são produzidos não somente muitos seres humanos como também muitos "deuses. Além disto. pois ambos passam a ser uma só carne. de um só relacionamento do seu tipo. Deus os condenará com certeza. Logo. a descendência. O estupro e os crimes sexuais sadísticos não podem ser justificados meramente porque trazem prazer a quem assim abusou. Se partimos da afirmativa de que a concepção é uma forma de Deus mostrar e provar seu poder criador. Por exemplo. Ef 5:31). são: levar a efeito uma unidade intima sem igual entre duas pessoas. pois será lembrado pelo filho. . Nenhuma paixão deve ser desenfreada. assim temos no sexo dentro do casamento um coeficiente de santidade. Mesmo se fosse verdade que somente os prazeres são intrinsecamente bons. o casamento visa trazer dois seres humanos à unificação mais estreita possível. mas pode-se fazer um breve comentário. O Novo Testamento confirma isto.." ( www. deve ser mantido. O meio que Deus criou para controlar a volúpia do sexo. Uma das finalidades do sexo. A união conjugal após ser consolidada. refiro-me ao casamento. No que diz respeito à autossexualidade. o homem torna-se eterno em sua sociedade.br ). é geralmente errada. A primeira referência ao casamento declara que o homem e a mulher ficam sendo "uma só carne" (Gn 2:24). e dá-lhes a ordem de procriar. Há várias funções básicas do sexo no casamento. as três funções básicas do sexo no casamento são a unificação. . Primeiramente. e sem duvida nenhuma a mais importante é a procriação." ( João 10:35). Todos os requisitos que o ato conjugal preenche. que a Bíblia a usa para ilustrar a união mística que o crente tem com Cristo (Ef 5:32). Que a relação sexual e casamento fica sendo ainda mais claro pela maneira comum de descrever o ato como sendo um homem "deitando-se" com uma mulher. Através da relação sexual e da família que se gera a partir daí. É a natureza única. Mt 9:5. e ao contrario do que dizem. . A relação já inicia um "casamento. Esta conclusão está amplamente apoiada por um estudo da função do sexo dentro das Escrituras. irrefutavelmente isto nos coloca numa dimensão de relativa igualdade. fazer com que a família seja perpetuada. Segundo as Escrituras. pelo uso das palavras "matrimonio" e "leito nupcial" em paralelo ( Hb 13:4). Quando a natureza da criatura humana produzida através do sexo é plenamente apreciada. mas deu-lhe sentimentos. não se segue que todos os prazeres são bons.

é preciso que se diga que nem tudo que acontece na vida de um jovem é fornicação. então já estão casados aos olhos de Deus e devem legalizar o caso diante do estado. a masturbação pode ser um ato moral (cf. A fornicação é pecado e o tal não herdara o reino do céu. exceto quando a bíblia fala da cobiça. Quanto às relações sexuais pré-nupciais entre os que nato estão prontos a casar-se." escreveu o apóstolo ( l Co 7:2). há a ameaça sempre presente dos ciúmes e a questão de quem é a esposa "predileta. a adúltera anda à caça de vida preciosa. a resposta é "Não". tornando as duas carnes uma só carne. quando é permitida tornar-se um hábito compulsivo. apenas em casos específicos. O sexo dentro do casamento é o modo de satisfazer aquilo que seria concupiscência e que levaria à promiscuidade fora do casamento. que se casem. . Toda a bíblia sagrada fala deste assunto. a fornicação. talvez seja permissível ocasionalmente usar o estímulo autossexual para aliviar sua própria tensão. isto falando de casais que crer que sexo oral. Se a pessoa não está pronta para tomar sobre si as responsabilidades de uma pessoa e família. a sodomia (a homossexualidade) são todos fortemente condenados. A masturbação é pecaminosa quando é realizada em conexão com imagens pornográficas. Mc 7:22. mas ai já é outra historia. pois Paulo disse que nem a mulher é dona do próprio corpo. O casamento monógamo é o ideal divino para atingir este relacionamento ideal entre duas pessoas. conheço jovens que se consideram fornicadores apenas por olhar uma jovem e acha-la bonita. e em Ts 4:4-8. E quando realmente se dão às relações sexuais. não é possível ter duas esposas "prediletas" no mesmo sentido. apesar de ser relativamente estudado por muitos e de Ter conceitos diferentes. A masturbação pode ser certa se for usada como um programa limitado e temporário de controle-próprio para evitar a concupiscência antes do casamento. Pedro escrevendo em sua carta no capitulo 1:15. as praticas fornicadoras constituem uma relação sexual. O Sexo Fora do Casamento. anal e outros não constituem pecado. o sexo deve ser natural. quando o motivo não é a concupiscência." Realmente. cada um tenha a sua própria esposa e cada uma o seu próprio marido. A palavra fornicação vem do Grego porneia. viola um relacionamento interpessoal divinamente instituído. pois torna-se prostituição. não ultrapasse. aos jovens cristãos tessalonicenses Paulo escreveu: "Pois esta é a vontade de Deus. sem que as suas vestes se incendeiem?" (Pv 6:26. como os gentios . Logo. pois esta palavra ganhou um sentido pratico em nossos dias. . e/ou quando o hábito resulta de sentimentos de inferioridade e causa sentimentos de culpa. ou casar-se. Todos os solteiros devem manter-se sob controle-próprio sexual. Enquanto não se tornar um hábito nem um meio de gratificar sua concupiscência. Jo 8:3 Jr 13:27. 6:12) é moral até àquele ponto. Numa palavra. A masturbação é pecaminosa quando seu único motivo é mero prazer biológico. . tudo quanto não escraviza o praticante (l Co 10:31. III – O SEXO FORA DO CASAMENTO É PECADO.. 27). l Co 7:5. Cada um destes pecados. porque é melhor casar do que viver abrasado" (l Co 7:9). "Caso. O adultério. porém. que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra. é possível para um homem ter um relacionamento sem igual com uma só esposa. como tudo no crente. tanto em mutualidade. como o homem não o é. "Por causa da impureza. da sua própria maneira. Não se deve "começar" nada a não ser que se esteja disposto a ir até ao fim. a prostituição.sublimação (drenar a energia sexual através do exercício) e as emissões noturnas naturais são consideradas maneiras legítimas de queimar energia sexual excessiva. se assim fizer a lei do país. abster-se do sexo. isto literalmente. E não deve ir até ao fim até que seja casado. porém o controle-próprio. Exceto a pratica da masturbação o sexo ainda oferece meios para a auto realização do casal. não é imoral. assim como o adultério é colocado em ênfase a partir do momento que se tem uma ralação sexual. tendo em mente os propósitos do casamento podemos compreender mais facilmente as proibições fortes na Escritura acerca das relações extraconjugais ilícitas. não com o desejo de lascívia. o casamento monógamo — é a única maneira controlada para manter um relacionamento continuamente único entre o marido e a esposa. de modo que a pessoa possa evitar a imoralidade. De fato. não se dominem. A palavra adultério vem do grego moicheia e é o ato voluntário de uma pessoa Ter relação sexual com alguém que não seja seu cônjuge. a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição. 9:25). O adultério e . Semelhantemente. Devem refrear suas emoções. a concupiscência é uma questão dos interesses do coração (Mt 5:28). porque as relações sexuais estão reservadas para o casamento aos olhos de Deus. Tomará alguém fogo no seio. entretanto. temos um breve conceito a respeito da santidade do sexo. não é bem assim. e reflete o ato sexual de pessoas solteiras com solteiras ou com pessoas casadas. autoridade etc. Na poligamia. em Mt 15:19." (l Ts 4: 3-5). viz. natural como as pombas do céu. Se a pessoa se comprometer plenamente a viver uma vida pura antes do casamento. Portanto é preciso que se tenha cuidado ao falar de abstinência sexual. o casamento fornecerá um canal preventivo para o impulso sexual. não deve mexer com o sexo. Na duvida. A masturbação usada com moderação para o propósito de manter sua pureza. porque. pois neste terreno é precioso Ter muita sabedoria. Ez 23:43. relações sexuais não são apropriadas para casais de noivos ou namorados. A regra bíblica é que tudo quanto possa ser feito para a glória de Deus. A exortação de Salomão é aplicável aqui: ". juntamente com os três propósitos positivos do sexo dentro do casamento há uma razão negativa. . a masturbação não é necessariamente imoral. mas o que posso dizer. conforme disse Jesus.

24). segundo o nome da cidade iníqua. Não há maneira de assegurar o máximo prazer numa união conjugal a não ser que se ache dentro do contexto de um compromisso mútuo vitalício do amor..28). Jesus o pronunciou errado até mesmo nos seus motivos mais básicos ( Mt 5:27. Estas todas são perversões do uso apropriado do sexo. provavelmente. é porque visa ser apenas uma união temporária. Noutra passagem. (retirado livro Ética crista. Mais tarde. O Novo Testamento também é enfaticamente contra o adultério. A fornicação é má porque ela." (l Rs 15:12). É uma "torpeza" que resulta de paixões vis (v. onde os valores sociais se confundem e satanás tem usado a socialização como meio para usurpar nossa santidade. Amem. No mundo em que vivemos. Em primeiro lugar. a lei de Moisés proibiu qualquer "sodomita" (ARC)7 de fazer parte da comunidade de Israel (Dt 23:17). como à sua própria alma" (l Sm 18:1). perguntei a alguns o motivo da disciplina e 98% dos casos era de ordem sexual. Romanos. ele passa a estar protegido contra isto. é preciso que tenhamos cuidado para não pecarmos contra o Senhor. por serem do mesmo sexo. Atos heterossexuais são errados fora do casamento porque estabelecem um relacionamento de marido e esposa entre aqueles que não são marido e esposa. Tais amizades são tanto normais quanto belas.. Em cada caso. mas a parir do momento que o crente adquire a mente de cristo. e ainda devemos nos apropriar do capacete da Salvação para que possamos resistir aos dardos inflamados do diabo. Is 3:9. embora o modo geral de entender é que ela subentende que pelo menos um membro do relacionamento não era casado. A palavra "fornicação" é freqüentemente usada na Escritura para relações sexuais ilícitas fora do casamento.a prostituição são errados por duas razões básicas. Davi e Jônatas são um exemplo clássico. nem efeminados. e nenhum nascimento pode resultar dela. nem sodomitas. este pecado era chamado sodomia. os encontros sexuais ilegítimos e não naturais são coisa bem diferente. herdarão o reino de Deus" (l Co 6:9). que foi destruída por causa desta perversidade (Gn 19:5-8. 18). O Novo Testamento é igualmente claro sobre o assunto. Paulo disse que o corpo não é para a fornicação e que o homem deve fugir dela ( l Co 6:13. A Bíblia é enfática: "Não adulterarás" (Êx 20:14). 26). por outro contrário à natureza" (v. a pessoa está enganando a pessoa a quem realmente mais ama e. e João teve visão da presença de adúlteros no lago do fogo (Ap 21:8). Mais tarde. é um "casamento" fora do casamento. Um dos pecados que mais se cometem estão relacionados a sexualidade. . são casamentos múltiplos. "tirou da terra os prostitutos cultuais.. No Antigo Testamento. capítulo um. nem adúlteros. porque junta as pessoas de uma maneira ilícita sem elas pretenderem levar a efeito as implicações permanentes e sem igual do seu relacionamento. Os efésios foram informados que a fornicação nem sequer deveria ser mencionada entre eles (5:3). nem idólatras. e Jônatas o amou. Naturalmente. na minha há alguns jovens disciplinados. Ez 16:46). Os aios homossexuais são errados porque estabelecem um relacionamento sem igual de marido e mulher entre os que não podem ser marido e mulher. A homossexualidade é diferente destes três porque não ocorre nenhuma relação sexual no sentido rigoroso da expressão. Satanás tem procurado ceifar a vida espiritual dos crentes mediante o fácil acesso ao sexo. a homossexualidade no sentido de sexualmente estimular e manipular uma pessoa do mesmo sexo é especificamente proibida na Escritura. . também. Sodoma. Há muitas referências aos pecados de Sodoma (cf. A amizade íntima é uma coisa. As Escrituras dizem: "A alma de Jônatas se ligou com a de Davi. são tentativas para levar a efeito muitos relacionamentos intimíssimos ao mesmo tempo. Paulo o chamava uma obra má da carne (Gl 5:19). aos prazeres da carne. da prostituição e da fornicação. viz. Bíblia de Estudo pentecostal em Cd Rom) CONCLUSAO. Mesmo assim. 27). Os apóstolos conclamavam todos os cristãos a abster-se da fornicação (também chamada incastidade) ( At 15:20). ao passo que Deus deseja que a união sexual seja duradoura e permanente (Mt 19:6). A segunda razão porque a fornicação é errada. Paulo escreveu: "Não vos enganeis: nem impuros. A homossexualidade não está na mesma classe dos pecados heterossexuais do adultério. No Antigo Testamento os adúlteros deviam ser executados (Lv 20:10). fala da homossexualidade como sendo aquilo que mudou "o modo natural de suas relações íntimas. mentindo a quem não ama. as proibições bíblicas contra a homossexualidade não se referem a amizades estreitas (com afeição física) entre os do mesmo sexo. . durante as reformas do rei Asa.