GPPQ - Gabinete de Promoção do 7º Programa-Quadro de I&DT 7º Programa-Quadro de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (2007-2013

)

Energia no 7ºPQ: Oportunidades de financiamento para as empresas
Teresa Bertrand Amélia Areias Paula Galvão
Pontos de Contacto Nacional Tema Energia Oportunidades de financiamento para a Tecnologia, a Inovação e a Competitividade Empresarial - Sector Energético 7 Julho 2010, C.M. Entroncamento

PT no 7ºPQ/Energia até agora:

ƒ 53 entidades Portuguesas em 37 projectos
ƒ 257 submissões (14% sucesso) ƒ 9,7M€ contratados (ou aprovados)

ƒ Média de ~182.500€/participante
ƒ 1 projecto coordenado por Portugal (LNEG) ƒ +2 coordenações em negociação

Quem já participa em projectos FP7/Energia em Portugal? Tipo de participantes

Distribuição geográfica

Quem já participa em projectos FP7/Energia em Portugal? Montantes contratualizados por tipo de entidade
504.424 631.214

3.111.158

Centros de I&D
Grandes Empresas Universidades PMEs Outras

1.531.193

2.727.373

Centros de I&D: Instituto e Engenharia Mecânica - Pólo IST (IDMEC) Instituto de Enge INESC Porto Institu Instituto de Sistemas e Robótica (ISR-UC) Empresas:boratóri Nacional Energia Geologia (LNEG) Lab Laboratório L ói A. Silva Matos, SGPS Centro de Energia das Ondas (Wave-C) Cen g ( ) AoSol Energias Renováveis, S.A. EDP Gestão da Produção de Energia, S.A. EDP Inovação, S.A. Universidades: Eneólica - Energias ren. e ambiente, S.A. Escola Sup. de Tecnologia de Estaleiros Navais de Peniche, S.A. Setúbal Galp Energia, SGPS, S.A. Instituto Superior Técnico Redes Energéticas Nacionais, SGPS, S.A. Universidade de Évora Tecneira, Tecnologias Energéticas, S.A. Universidade do Algarve U e s dade d ga e Tejo Energia, S.A. U e Universidade do Minho Universidade do Minho Valorsul, S.A. Outros: Hidropower - Projectos e Construções Lda Agência de Inovação Instituto de Soldadura e Qualidade Fundação da FCT / UNL Kymaner – Tecnologias Energéticas, Lda. Fundação Gomes Teixeira (UP) Necton, S.A. Instituto Hidrográfico Município de Peniche

Quem já participa no 7ºPQ/Energia? 7ºPQ/Energia? /

7ºPQ Energia: as 20 maiores participações

O maior projecto 7ºPQ/Energia: Twenties: Transmission system operation with large penetration of Wind and other renewable Electricity sources in Networks by means of innovative Tools and Integrated Energy Solutions 58.035.063€ INESC-Porto participa

Programas Específicos do 7ºPQ

Euratom 2.8 JRC 1.8 Capacities 4.1

Cooperation 32.4

People 4.8

Ideas 7.5

10 TEMAS no Programa Específico “COOPERAÇÃO”

(M€)

Condições mínimas de participação: Consórcio integrando entidades de 3 Estados - Membros ou Estados Associados* diferentes *Com acordos de cooperação em ciência e tecnologia, com
contribuição para o Programa-Quadro: Suíça, Israel, Noruega, Islândia, Liechtenstein, Turquia, Croácia, Macedónia, Sérvia, Albânia, Montenegro, Bósnia-Herzegovina

Projectos no 7ºPQ: Níveis de Financiamento
Tipo de entidades Públicas sem fins lucrativos Ensino Secundário e Superior Entidades de I&DT PMEs 75% 50% 100% 100% Outras entidades

Actividades R&D Demonstração Gestão
Acções de Suporte e Coordenação (CSAs)

50% 50% 100% 100%

Custos Elegíveis nos projectos do 7.º PQ
Custos Não-Elegíveis:
-Impostos Indirectos (ex. IVA)

-Perdas correntes, extraordinárias, financeiras
-Juros

Custos Elegíveis: - Custos Directos: o Recursos Humanos (pessoal permanente e temporário) o Viagens o Equipamento – Taxa de depreciação o Consumíveis o Subcontratação o Certificações Financeiras - Custos Indirectos – Apurados de acordo com os seguintes métodos: o Real Indirect Costs – Contabilidade Analítica o Taxa Fixa (20%) oTransitional Flat Rate (60% até final do 7ºPQ) o Método Simplificado

NCP para Assuntos Legais e Financeiros: alexandre.marques@ gppq.mctes.pt

Programa COOPERAÇÃO: Tema 5. Energia COOPERAÇÃO: Tema O Energia g

OBJECTIVOS para 2020:

Objectivos

¾ 20% penetração de renováveis Adaptar o actual sistema energético para: ¾ 20% redução de emissões de GEE ™ Sistema mais sustentável, ¾ 20% maior de combustíveis importados, ™ Menos dependência eficiência energética
™ Mix diversificado de fontes de energia (incl. fontes renováveis),

No final de 2007, COM lançou o SET-PLAN*, ™ Segurança do abastecimento, combater alterações climáticas, que traçou o caminho para alcançar estes ™Aumentar a competitividade da indústria europeia objectivos.
™ Mais eficiência energética *SET-Plan: Strategic Energy Technology Plan http://ec.europa.eu/energy/technology/set_plan/set_plan_en.htm Gestão repartida: DG-RTD: Projectos de I&D de longa duração DG-ENERGIA: Projectos de médio-curto prazo e demo

http://ec.europa.eu/research/energy/index en.cfm http://ec.europa.eu/research/energy/index_en.cfm p p n m

SET Plan: Strategic Energy Technology Plan (22 Nov. 2007)
A Comissão Europeia apresenta um plano estratégico para acelerar o desenvolvimento e aplicação de tecnologias de energia hipocarbónicas, com custo-benefício adequado. Este plano inclui medidas relacionadas com o planeamento, implementação, afectação de recursos e cooperação internacional no sector das tecnologias de energia.

Elementos do SET-Plan :
Planeamento estratégico:
• Steering Group (Delegados: Prof. Paulo Ferrão, Dr. José Perdigoto) • Sistema de Informação (SETIS)
http://setis.ec.europa.eu/

Implementação:
• European Industrial Initiatives (EIIs) Eólico, Solar, Rede Eléctrica, CCS >> lançadas 3 Junho 2010 Bioenergia, Fissão Nuclear >> Nov2010? • Iniciativa Smart Cities Edifícios, Redes energéticas, Transportes • • European Energy Research Alliance (EERA) Pilhas de Combustível e Hidrogénio (FCH-JU:500M€ + 5.000M€)

E ainda: Cooperação Internacional Coo

Em 7 Outubro 2009, a COM identifica as necessidades de investimento no SET-Plan…

SET-Plan Tecnologias de energia para 2020
Investimento adicional necessário: ~50.000M€
• • • • • • • Eólico (6.000M€) Solar (PV: 9.000M€ + CSP: 7.000M€) Bioenergia (9.000M€) CCS (13.000M€) Rede Eléctrica (2.000M€) Fissão Nuclear (7.000M€) Smart Cities (11.000M€)

Roadmap (Plano de Acção) para as tecnologias hipocarbónicas até 2020

… e também um Roadmap para esses investimentos.

EIIs: Planos de Implementação 2010-2012 2010-2012 0

No início de 2010 são apresentados os Planos de Implementação 2010-2012 para as Iniciativas Industriais Europeias

As Plataformas Tecnológicas Europeias e outros interlocutores privilegiados
EII /Sector Eólico Solar PV Solar CSP Interlocutor TPWind EPIA ESTELA Site www.windplatform.eu www.epia.org www.estelasolar.eu

Rede Eléctrica
Bioenergia CCS Fissão Nuclear Smart Cities

Associação de TSOs, Associação de DSOs
EBTP ZEP SNETP

www.entsoe.eu N.D.
www.biofuelstp.eu www.zeroemissionsplatform.eu www.snetp.eu

- Covenant of Mayors www.eumayors.eu - Brigitte Bach Brigitte.bach@ait.ac.at AIT Energy Department Workshop em Setembro2010! New Energy World (Industry Grouping) www.fchindustry-jti.eu

Hidrogénio e PC

Lançamento das primeiras EIIs Eólico, solar, rede eléctrica, CCS 3-4 Junho 2010
www.setplan-conference2010.es

Portugal identificou possíveis projectos de demonstração em linha com as EIIs

Membro fundador

Tipo de projecto nas EIIs Vs. Instrumento de financiamento

EII Teams: Representantes Nacionais para 3 iniciativas industriais europeias

Ana Estanqueiro, LNEG

Eólico António Joyce, LNEG Solar PV

João Peças Lopes, INESC-Porto Rede Eléctrica João Farinha Mendes, LNEG

Solar CSP

Energia Os próximos concursos: tópicos e destaques

WP2011/Energia: 8 calls, ~30 tópicos, 260M€
Call Parte 1: DG-RTD Projectos de investigação Parte 2: DG-ENERGIA Projectos de Demonstração Call conjunta com NMP (fotovoltaico) Call coordenada com Japão (Solar) Intercâmbio de investigadores (Japão e EUA) “Ocean of tomorrow” EeB – Energy-Efficient Buildings ERA-NETs Geotermia, Oceanos Orçamento (M€) 74 140 25* (En:5) 5 3 45* (En: 10) 85,5* (En:20) 4 Deadline 25 Outubro 2010 (1ª fase) 3 Março 2011 25 Novembro 2010 25 Novembro 2010 25 Outubro 2010 18 Janeiro 2011 2 Dezembro 2010 ?

* Total posto a concurso, incluindo outros Temas envolvidos

Concentration photovoltaics (CPV) and ultra-high efficiency solar cells and modules / EU-Japan Coordinated Call d ll Development and up-scaling of innovative photovoltaic cell Development m upprocesses and architectures to pilot-line scale for industrial le for industr application, Coordinated call with NMP Productivity and cost optimization issues for the manufacturing of photovoltaic oltaic t systems based on concentration Development and demonstration of n of standardized building components onents s

Thermal energy storage for CSP plants Advanced heat transfer fluids for CSP technology gy y

Demonstration of inn innovative off-shore wind electricity generation structure
p Development of design tools for off-shore Wind farm clusters
5M€

Innovative tools for the future coordinated and stable operation of the pan-European Electricity transmission system Innovative strategies and tools for the In reliability assessment of the panre European electricity transmission Eu network Network of projects developing the future European electricity networks (CSA)

Storage and balancing variable electricity supply el and demand

High efficiency post co High-efficiency post-combustion c o solvent-based capture processes Understanding the long-term fate of geologically stored CO2 Optimising the integration of CO2 capture into power plants Improving efficiencies and reducing GHG emissions through CO2 capture in industrial applications other than power generation Support to the European CCS Demonstration Project Network

Development of new or improved standardised sustainable e bio-energy carriers

15M€

Energia solar-térmica: nergia solar térmica: o
Materials for thermal storage systems

Advanced compact storage systems

Outros tópicos sobre eficiência energética:

Energy efficiency demonstration in manufacturing industry

http://www.uii-co2.com/krakow

Energy efficiency in low-carbon industrial parks

Outros tópicos de RENEWABLES FOR HEATING AND COOLING (LOW/MEDIUM TEMPERATURE SOLAR THERMAL ENERGY) Revisiting solar-thermal systems for using breakthroughs in scientific and technological fields

Low/Medium temperature solar thermal systems for industrial process heat

Tópico em CLEAN COAL TECHNOLOGIES (CONVERSION TECHNOLOGIES FOR ZERO EMISSION POWER GENERATION)

Optimisation of IGCC* technologies for use with high ash content coal.

*Integrated Gasification Combined Cycle

JOINT CALL 'THE OCEAN OF TOMORROW‘
JOINING RESEARCH FORCES TO MEET CHALLENGES IN OCEAN MANAGEMENT

• •

Multi-use offshore platforms (14M€)

Knowledge-base and tools for regional networks of MPAs, integrated management of activities together with assessment of wind energy potential in the Mediterranean and the Black Sea

Marine microbial diversity – new insights into marine ecosystems functioning and its biotechnological potential

Assessing and predicting the combined effects of natural and human-made pressures in the Mediterranean and the Black Sea in view of their better governance

Support to the international cooperation in energy research:

Pilot International Researcher Exchange in the field of energy research (US and Japan)

ERA-NET: Visa a coordenação e cooperação de programas nacionais e regionais, para ultrapassar a fragmentação da investigação na Europa. Os parceiros devem ser entidades responsáveis por progamas de financiamento – em Portugal, a FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia. Poderá participar nestas se houver manifestações de interesse por parte dos interessados: Jose.bonfim@fct.mctes.pt ct.mctes.pt p Supporting the coordination of national research activities of Member States and Associated States in the field of GEOTHERMAL energy (ERA-NET)

Supporting the coord pporting the coordination of national research activities of Member States and Associated States in the field of OCEAN energy (ERA-NET)

European Economic Recovery Plan

Em Novembro 2008, a COM lançou o Plano Europeu de Recuperação Económica (EERP) para apoiar I&D em sectores industriais em crise

Contribuição das DGs e montantes para as três Iniciativas do EERP

FP7 – Research Budget 2010-2013

A Plataforma Europeia de Construção (ECTP) e a Associação “E2B: Energy Efficient Buildings” têm grande envolvimento na Iniciativa Energy Efficient Buildings (EeB)

Possíveis tópicos a concurso na EeB, call 20 Julho 2010 (WP2011)
Tema ICT Tópico ICT for energy-efficient buildings and spaces of public use – CP Orçamento (M€) 19

ICT
NMP NMP NMP NMP

ICT for energy-efficient buildings and spaces of public use – CSA
Materials for new energy efficient building components with reduced embodied energy New efficient solutions for energy generation, storage and use related to space heating and domestic hot water in existing buildings Energy saving technologies for buildings envelope retrofitting Geo-clusters approach to support European energy-efficiency goals

1

40

Ambiente Technologies for ensuring, monitoring and/or controlling a high quality indoor environment particularly in relation to energy efficient buildings
Ambiente Operational guidance for Life Cycle Assessment studies of the Energy Efficient Buildings Initiative Energia Demonstration of very low energy new buildings Total:

5

0,5 20 85,5

Tópico Tópico a publicar no tema Energia p Energia g

Pilhas de Combustível e Hidrogénio Próximo concurso da FCH-JU
(Fuel Cell and Hydrogen Joint Undertaking)

Publicação: 18 Junho 2010
Orçamento: 89,1M€

FCH-JU call 2010 24 tópicos em 5 áreas: 1. Transportation & Refuelling Infrastructure: 31,6M€
2. Hydrogen Production & Distribution: 11M€

3. Stationary Power Generation & CHP: 33M€
4. Early Markets: 11,5M€ 5. Cross-cutting Issues: 2M€

Documentos do concurso (call) disponíveis em: http://cordis.europa.eu/fp7/dc/index.cfm?fuseaction=UserSite.Cooperation DetailsCallPage&call_id=309

http://ec.europa.eu/research/conferences/2010/e nergy_infoday/infoday_energy_en.htm

“Info-days” organizados pela Comissão Europeia, 8 e 9 Julho 2010

http://ec.europa.eu/research/industrial_technologies /lists/events-fp7-information-day-2010_en.html

Participar no 7ºPQ como avaliador…
• Possibilidade de conhecer melhor os procedimentos • Possibilidade de conhecer os officers • Experiência valiosa para submissão futura • até 450€/dia m • Submissão de CV simples em: em:
https://cordis.europa.eu/emmfp7/

Vs.

V Vs.

9 Complementaridade desejável Compleme aridade e 9 Possível factor de valorização de proposta 9 Guia elaborado pela COM:
PRACTICAL GUIDE TO EU FUNDING OPPORTUNITIES FOR RESEARCH AND INNOVATION (2008)

This Practical Guide was conceived in order to help potential beneficiaries of our programmes find their way through the three funding instruments and identify the most appropriate funding scheme for them. It provides a concise description of the three funding sources, explains how they can in practice be combined and provides policy makers with advice on setting up mechanisms at the national and regional levels to foster co-ordinated access to them. http://cordis.europa.eu/eu-funding-guide/home_en.html

O mecanismo “NER300”

Artigo 10a (8) da Directive EU-ETS revista prevê: • 300 milhões de licenças de emissão disponíveis no “New Entrants Reserve” (NER) até 31 Dezembro 2015 • Licenças disponíveis para apoiar projectos de demonstração comerciais em CCS e em tecnologias de renováveis inovadoras, que permitam o desenvolvimentos de um leque alargado de tecnologias numa área geografica vasta. • O financiamento será feito mediante verificação das emissões de CO2 evitadas. • Nenhum projecto pode ser financiado com mais de 45 M licenças

• O financiamento do NER300 pode ser combinado com outros financiamentos europeus, incluindo fundos estruturais (QREN)

Serão financiados a nível europeu… …8 projectos de CCS projects, em que:
• Min 1 Max 3 nas categorias: pré-combustão, póscombustão, oxifuel e aplicações industriais • Min 3 com aquíferos salinos e mínimo 3 com reservatórios de hidrocarbonetos esgotados • Dimensão mínima dos projectos: 250 MW. Eficiência mínima de captura de CO2: 85%.

…34 projectos de Energias Renováveis, em que: 9 em Bio-energia 5 em CSP 3 em Fotovoltaico 6 em Eólico 4 em Energia geotérmica 3 em Energia dos Oceanos 1 em Hídrica 3 em Smart Grids

Equlíbrio tecnológico • Portfolio de projectos variados: 8 CCS & 34 RES Projects (grouped in 8 RES categories) • Cada projecto de FER cobrindo uma subcategoria diferente Equlíbrio geográfico • Min 1, Max 3 projectos por Estado-Membro • Os projectos trans-nacionais contabilizados à parte • Se o Estado Membro tiver mais que 3 projectos potencialmente ganhadores deve decidir qual apoia.

Decisão NER300
• • • • • • •

Calendário NER300

2 Fev 2010 – Aprovada pelo Climate Change Committee Maio 2010 – escrutínio pelo Parlamento Europeu Início do Verão 2010 – Adopção formal pela COM 3º trimestre (Setembro?) 2010 – Publicação no JOCE 4º trimestre (Dezembro) 2010 - Deadline para submissão ao E_M 1º trimestre 2011 - Deadline para submissão ao BEI 31 Dez 2011 - Deadline para decisão sobre financiamento

1º concurso (200 M licenças)

2º concurso (100 M licenças)
• 31 Dez 2013 - Deadline for decisão sobre financiamento Até 31 Dezembro 2015: início da operação dos projectos do 1º concurso Gerido pelo
CECAC - Comité Executivo da Comissão para as Alterações Climáticas Eduardo.santos@clima.pt

GPPQ - Gabinete de Promoção do 7º Programa-Quadro de I&DT 7º Programa-Quadro de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (2007-2013)

Delegados Nacionais: Paulo Ferrão, IST Helder Gonçalves, LNEG National Contact Points (NCP): Amélia Areias, GPPQ: amelia.areias@gppq.mctes.pt Paula Galvão, GPPQ: paula.galvao@gppq.mctes.pt Teresa Bertrand, GPPQ: teresa.bertrand@gppq.mctes.pt ,

Gabinete de Promoção do 7.º Programa-Quadro de I&DT
http://www.gppq.mctes.pt Toda a informação sobre o 7º PQ: http://cordis.europa.eu