Fim de Tarde

08/07/2010 – Nº 602 – ANO IV Boa tarde! Comunicado: amanhã não teremos expediente na BM&F BM&FBovespa. Motivo: o tradicional feriado da Revolução Constitucionalista de 1932, ou a guerra paulista Apenas para refrescar a paulista. memória, foi a primeira grande revolta contra o governo de Getúlio Vargas e o último grande confl , oi conflito armado ocorrido no Brasil. O mercado refletiu a antevéspera de feriado paulista. Enquanto o Dow Jones trabalhou praticamente . no positivo o Ibovespa não teve a mesma força. positivo, Por outro lado, um alerta foi dado ontem quando o Baltic Index, índice de frete marítimo, alcançou os menores níveis em 14 meses. Isso não é bom para as commodities em geral. Aproveitando o gancho, foi interessante a entrevista do prêmio Nobel de Economia em 2008, Paul mio Krugman, publicado hoje pela Agência Estado. Vamos alguns pontos da entrevista; Sobre o Brasil como potência econômica: - A ideia do Brasil como uma futura superpotência econômica ainda é muito baseada na especulação sobre suas conquistas. Espero que um dia seja verdade, mas ainda não vejo isso acontecendo. acontecendo Em relação ao papel dos Brics: - Sempre considerei o conceito dos Brics muito pobre, porque são economias muito díspares. Índia e China talvez possam pertencer a um mesmo grupo, por serem ainda economias com mão de obra muito barata; Rússia é um exportador de petróleo e o Brasil é um país de renda média baixa muito diferente dos outros. O Brasil é uma boa história, que na última década teve um desempenho melhor do que o esperado conseguiu evitar uma crise severa, promoveu uma série de melhoras no poder de compra da base de sua população diante uma história de disparidade nas rendas, mas não é ainda uma história notável de crescimento. A ideia do Brasil como uma superpotência notável econômica futura é ainda muito baseada em especulação com suas conquistas recentes.
Acesse : Bull versus Bears
http://boszczovskimarket.blogspot.com/

Curitiba – Pr R. Padre Anchieta, 2310 – Sala 24 Cep: 80730-000 Tel (41) 3207 7300 Fax (41) 3027 7301 Londrina – Pr Av. Higienópolis, 32 – Sala 204 Cep: 86020-080 Tel (43) 3374 7300 Fax (43) 3374 7301 Elaborado: Carlos Boszczovski carlos@targetinvest.com.br Tel (43) 3374 7350 (43) 3374 7355

A China na recuperação do crescimento ec econômico mundial: - A China é muito problemática, mesmo deixando de lado a questão da moeda, que tem impedido que sua demanda interna ajude o restante do mundo. Mesmo agora, ela não é uma economia tão demanda grande, imaginamos que ela seja pela enorme quantidade de pessoas, mas do ponto de vista da taxa de câmbio - que é o que importa - ela ainda é do tamanho do Japão. Uma maneira q poderia que fazer as economias emergentes liderarem a recuperação mundial seria se elas se preparassem para uma entrada massiva de capitais, com elevados déficits nas suas contas correntes. Mas esse não é um cenário real, uma vez que os governos desses países não permitirão que isso aconteça. es Percepção dos problemas na zona do euro: O euro tem sérios problemas, não é apenas uma crise de dívida. Casos como o da Espanha, que problemas, vinha tendo bons resultados nos últimos anos e agora está nessa situação, e mesmo a Grécia, que deve passar por uma fase de forte deflação após muitos anos de entrada massiva de capitais são situações muito difíceis de imaginar uma solução. Está se diante de uma moeda única numa área Está-se que de certa forma nunca estabeleceu critérios para ter uma moeda única. Ótimo final de semana!

Target Invest
http://www.targetinvest.com.br/

Este comentário de Fim de Tarde tem o propósito divulgar informações sobre os mercados. Apesar de todo cuidado, tanto na coleta quanto no manuseio das informações apresentadas, a Target Invest não se responsabiliza pela publicação acidental de informações incorretas, nem tampouco por op operações, ou decisões tomadas com base neste comentário. Todas as opiniões e estimativas são elaboradas dentro do contexto e conjuntura no momento em que ele é editado. Nenhuma informação ou opinião deve ser interpretada ou tem intenção de ser uma oferta de compra ou venda dos ativos mencionados. Performance passada não é garantia de performance futura.