You are on page 1of 3

Universidade Federal de Pernambuco

Centro de Ciências da Saúde
Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva

MÉTODOS QUALITATIVOS DE PESQUISA EM SAÚDE

CÓDIGO: PSC-910
CH: 45h (3 CRÉDITOS)
EMENTA: Promover o conhecimento e a capacidade de reflexão sobre a pertinência e a
validade das abordagens qualitativas na pesquisa em saúde e em ciências sociais e o
reconhecimento da coerência entre a estratégia, o método de coleta e a análise dos
desenhos qualitativos de pesquisa.

Objetivos específicos

▪ Apresentar as diferentes abordagens de estratégias de pesquisa qualitativa em saúde e em
ciências sociais;
▪ Promover o conhecimento dos diferentes métodos de coleta de dados qualitativos e de análise de
dados qualitativos, de maneira a que o mestrando seja capaz de conhecer, refletir e construir com
rigor diferentes projetos de pesquisa qualitativa de acordo com o seu interesse;
▪ Fornecer subsídios para a tessitura de textos e artigos científicos com enfoque subjetivo
/qualitativo;
▪ Fornecer subsídios para a gestão informatizada da análise de dados qualitativos.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

▪ Introdução aos métodos qualitativos. Noções de base. Definição da metodologia qualitativa. Usos
dessa metodologia;
▪ Pesquisa em Saúde Coletiva e em Ciências Sociais: três posições ontológicas;
▪ Elaboração do quadro conceitual;
▪ Formulação de questões de pesquisa. Definição do caso e delimitação do território;
▪ A tessitura de um texto;
▪ Dados qualitativos. Como articular dados qualitativos e quantitativos. A gestão dos dados;
▪ Métodos de coleta de dados qualitativos: fundamentos. Elaboração de quadro conceitual;
▪ Tipos de análise de dados qualitativos
▪ Dar um sentido: elaboração e verificação das conclusões. Critérios de qualidade das conclusões:
objetividade, confirmação, confiabilidade, seriedade, auditabilidade, validade interna: credibilidade
e autenticidade, validade externa: replicabilidade e integração. Utilização, aplicação e prescrição;
▪ Gestão informatizada da análise qualitativa: NVivo.

Av. Prof. Moraes Rêgo, S/N – Hospital das Clínicas – Bloco E 4º andar Cid. Universitária - Cep:50.670-901
Recife/PE-Brasil Fone/Fax: (081) 2126.3766 E-mail ppgsc.ccs@ufpe.br – Site: www.ufpe.br/ppgsc

FLICK. LINCOLN. S/N – Hospital das Clínicas – Bloco E 4º andar Cid. DENZIN & Y. 2. Mays. 2.J. Dados visuais: uma visão geral. Prof. Planejamento e Gestão em Saúde. 2ª edição.. 2ª edição.G. In POPE. Y. Buenos Aires.br – Site: www. Pesquisa qualitativa de serviços de saúde. BOSI. e GOMES. 9. S. E. história... 1994. Porto Alegre: Bookman. & GUBA. BOSI.. São Paulo. N. Paradigmas e perspectivas em transição. 16. Entrevistas semi-estruturadas. A pesquisa participante. POPE. ANDER-EGG. 7. MAYS. N. O Planejamento da Pesquisa Qualitativa ? teorias e abordagens. Notas teóricas In BOSI. Dados verbais: uma visão geral. In U. E. 1982. Uma Introdução à pesquisa qualitativa. Av.L. O. 18. J. Uma Introdução à pesquisa qualitativa. J. 2ª edição.teorias e abordagens. Universitária .Hill do Brasil.Cep:50. N. & Turato. C. 21. 3. 2006. U. 2006. Uma Introdução à pesquisa qualitativa. Moraes Rêgo.) Pesquisa qualitativa de serviços de saúde. 2005. Petrópolis: Vozes. Laurence. 2ª edição. In: M. LINCOLN. A. FLICK. N. Petrópolis: Vozes. N. In N. 2006. M.R. L. 22. 8. Porto Alegre: Bookman. 12. Maria Lúcia M. P.F. BOSI E F. aspectos. Observação. CAMPOS. FLICK. Abordagens de pesquisa qualitativa: notas. BRANDÃO. R. & MAYS.L.teorias e abordagens. Porto Alegre: Artmed Bookman. 2004. São Paulo. 2005. KITZENGER. 20. R. FLICK. 14.M. In U. Bibliografia complementar: 17. FLICK. In N. U.BIBLIOGRAFIA: 1. SCHWANDT. ZIEBLEND. T. E. In U. LINCOLN.3766 E-mail ppgsc. 1997. DENZIN & Y.). 2ª edição. Avaliação qualitativa de programas de saúde: enfoques emergentes. Entrevistas e discussões tipo grupos de foco. Avaliação qualitativa de programas de saúde: enfoques emergentes. Porto Alegre: Bookman.670-901 Recife/PE-Brasil Fone/Fax: (081) 2126. Porto Alegre: Artmed Bookman. C. 10. U. 5. McGrraw. Porto Alegre: Artmed Bookman. 2005. & MERCADO. BOURDIEU. BILODEAU. Pesquisa qualitativa em Políticas. 13. A pesquisa qualitativa nos serviços de saúde. (org. Analisando dados qualitativos. Análise do discurso. In: POPE. Porto Alegre: Bookman. LINCOLN. In U. Porto Alegre: Artmed. Pesquisa Qualitativa em Saúde. U.. 15. 2004. 11. MERCADO. Porto Alegre: Bookman. M. FLICk. O Planejamento da Pesquisa Qualitativa . Rio de Janeiro: Bertrand Brasil. FLICK. DENZIN & Y. FLICK. N. P. S. DESLANDES. Flick. BARROS. Pesquisa Qualitativa na Atenção à Saúde. C. 2ª edição. Uma Introdução à pesquisa qualitativa. MERCADO. R.M. U. U.J.. 23. Porto Alegre: Artmed. Grupos focais com usuários e profissionais da atenção à saúde. & LINCOLN. 2006. IDÁNEZ. Memo. 1998. A de S. Fundamentos de metodologia. FRANCO de SÁ..ufpe. Um guia para a iniciação científica. A. FLICK.F. 2ª edição. BARDIN. Francisco J. Três posturas ontológicas concernentes à natureza dos programas de saúde: implicações para a avaliação. O Planejamento da Pesquisa Qualitativa . 19. 2ª edição. Petrópolis: Vozes Editorial. Como elaborar um projecto: guia para desenhar projectos sociais e culturais. In Barros. O poder simbólico. FLICK. Cecatti. Uma Introdução à pesquisa qualitativa. 2006. FJ (org. FLICK. 2ª edição. 2ª edição. A pesquisa qualitativa: relevância. A disciplina e a prática da pesquisa da pesquisa qualitativa In N. In U. GENDRON. S.A. F.ed. s/d. POTVIN. C. Uma Introdução à pesquisa qualitativa.. Brasiliense.br/ppgsc . MLM & MERCADO. Lumen. 4. Y. 2ª edição. 6. DENZIN. Porto Alegre: Bookman. etnografia e métodos para dados visuais. de e LEHFELD. Lisboa: Edições 70. In U. Campinas: UNICAMP/FCM. Três posturas epistemológicas para a investigação qualitativa. Petrópolis: Vozes Editorial. Pesquisa Qualitativa na Atenção à Saúde.ccs@ufpe.

CARVALHO. M. 48. Caminhos do pensamento: epistemologia e método. J. DENZIN. 43. Papirus. THIOLLENT. S/N – Hospital das Clínicas – Bloco E 4º andar Cid. MAYS. Metodologia científica em Ciências Sociais. Porto Alegre: Bookman. A. 2005.agir professionnel. & DESLANDES. São Paulo. Rio de Janeiro: Fiocruz.ed. 1991. 41. 1999. 1994. 2002. 28.br – Site: www. 4. 1987. LEFÈVRE. 30. 36. Cortez. E HUBERMAN. 2ª edição. MINAYO. Justa.C. São Paulo. 2ª edição. Estudo de caso. São Paulo: Cortez. Metodologia da pesquisa-ação. LAVILLE. Antonio. Le praticien réflexif . Cortez. Antonio Carlos. Porto Alegre: Artmed. F. GIL. 42. LINCOLN. 26.. 1998.ufpe.M. MILES. Yvonna S. D. Petrópolis. GOLDENBERG. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. Introdução à pesquisa em ciências sociais. Christian. Pesquisa participante. 1989. São Paulo. 27. Analyse des données qualitatives. Planejamento e métodos. Bruxelles. 2006.M. Éditions De Boeck Université. RUDIO. LAPLANTINE.Cep:50. NETTO. Pesquisa Qualitativa na Atenção à Saúde. Porto Alegre. 32. São Paulo. F. E MUCCHIELLI. 1997. M. 3. São Paulo. 3ª edição. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas.ed. Universitária . C. Pesquisa Qualitativa e Subjetividade ? os processos de construção da informação. 47. Pedro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora. A. DEMO. José & CARVALHO. 2005. Zahar. Armand Colin. HENRY. 25. M. Como elaborar projetos de pesquisa. Atlas. Elsie. Miriam. Pioneira Thomson Learning. 2005. Rio de Janeiro. 1983. A.Caxias do Sul. F. (org. TRIVINOS. Les éditions logiques. PAILLE.F.à la recherche du savoir caché dans l. A revolução científica e as origens da ciência moderna. A. 38. 35. 1994. ArtMed. Cortez.C. 39. Record. M. L?analyse qualitative en sciences humaines et sociales. BRANNIGAN. 1994. 1991. Michel.br/ppgsc . O discurso do sujeito coletivo ? um novo enfoque em pesquisa qualitativa (desdobramentos). São Paulo. 1981. Construindo o saber: metodologia científica. A pesquisa em ciências humanas e sociais. 1995. Teorias e abordagens.ccs@ufpe. Montreal. Sarah.). 45. Pesquisa empírica em Ciências Humanas. 2ª edição. 8. Porto Alegre: Bookman. 34. Prof. A. SCHÖN.B. Vozes. O planejamento da pesquisa qualitativa. 37. FERNANDO. Paris. Educs. Norman K. São Paulo. GONZÁLEZ REY. 2001. S. Atlas. Rio de Janeiro. E LEFÈVRE.3766 E-mail ppgsc. Futura. Uma introdução à pesquisa qualitativa. 1994. 2e édition. DENCKER.. et al. YIN. 44. P. São Paulo: Atlas. DIONNE. Cotidiano: conhecimento e crítica. Introdução ao projeto de pesquisa científica. São Paulo. Porto Alegre: Artmed e Bookman. Jonh. Alda & VIÁ.2004. São Paulo: Martins Fontes.670-901 Recife/PE-Brasil Fone/Fax: (081) 2126. 2005. 31. fundamentos e técnicas. 2003. 29.ed. CHIZZOTTI. N. Antropologia da doença. Base social das descobertas científicas. 40. EZPELETA. 46. 33. ROCWELL.. Av. Robert K. de S. 1984. Moraes Rêgo. 2005.A. FLICK. POPE.24. Uwe.