Professor Paulo Lacerda AFO - EXERCÍCIOS

8 O projeto da lei orçamentária anual deve ser enviado ao
QUESTÕES Congresso Nacional até três meses antes do início do
exercício financeiro seguinte.

9 O Presidente da República poderá encaminhar mensagem
CICLO ORÇAMENTÁRIO retificativa à proposta orçamentária, desde que não tenha sido
(MMA) Com base na doutrina e na legislação sobre iniciada a votação da parte cuja alteração esteja sendo
orçamentos públicos, receitas e despesas, julgue os itens a proposta na Comissão Mista de Deputados e Senadores
seguir. responsável pela redação final do projeto.
1 O veto do presidente da República a determinado programa
contido no projeto de lei orçamentária aprovado pelo 10 A discussão e a votação da proposta orçamentária
Congresso Nacional permite a superveniência de recursos que acontecerão em sessão conjunta das duas casas do Congresso
poderão ser utilizados mediante créditos suplementares, sem Nacional.
necessidade de prévia autorização legislativa.
11 o texto da Constituição Federal de 1988, em matéria
2 As alterações da legislação tributária são parâmetros orçamentária, registrou avanços consideráveis, bastante
adotados para se definirem as estimativas de arrecadação, que satisfatórios, faltando ainda uma lei complementar que venha
constituem uma das etapas do processo orçamentário. Nesse regulamentar-lhe os detalhes.
sentido, é relevante levar em conta, entre outros aspectos, as
alterações de alíquotas, as desonerações fiscais e a concessão 12 O projeto de lei do plano plurianual e o projeto de lei
de créditos tributários. orçamentária anual poderão ser divididos em até quinze áreas
temáticas, que ficarão a cargo dos respectivos relatores
(TCU-AUDITOR) JULGUE setoriais, nos termos do regulamento interno.
3 O Congresso Nacional reúne-se, anualmente, na Capital
Federal, de 02 de fevereiro a 17 de julho e de 1.º de agosto a (CENSIPAM) O processo de elaboração e execução
22 de dezembro. Uma das situações que impede o início do orçamentária do setor público no Brasil é demarcado por
recesso parlamentar em 17 de julho é a não aprovação do um grupo de normas, princípios, técnicas e institutos que
projeto de lei de diretrizes orçamentárias até o encerramento estabelecem a amplitude e a forma dos procedimentos a
do primeiro período da sessão legislativa. serem adotados. Acerca desse assunto, julgue os itens a
seguir.
Acerca das disposições da Constituição Federal sobre a lei 13 O orçamento deve ser uno, isto é, deve existir apenas um
orçamentária anual, julgue os itens a seguir. orçamento e não mais que um para dado exercício financeiro.
4 Considere a seguinte situação hipotética. Encerrou-se o Visa-se com esse princípio eliminar a existência de
exercício financeiro sem que o projeto de lei orçamentária orçamentos paralelos e possibilitar uma visão e uma gestão
tenha sido votado pelo Poder Legislativo. Nessa situação, até globais das finanças públicas.
o momento em que entre em vigor a lei orçamentária do novo
exercício, deverá ser tomada como base para a realização das 14 A realização de obra cuja execução perdure dois anos
despesas a lei orçamentária do exercício recém encerrado. depende de sua prévia inclusão na lei do Plano Plurianual.
5 Os órgãos do Poder Judiciário, as casas do Congresso 15 O Congresso Nacional está impedido de incluir na Lei
Nacional e o Ministério Público, amparados na autonomia Orçamentária Anual receitas que o Poder Executivo tenha
administrativa e financeira que lhes garante a Constituição omitido no projeto de lei respectivo.
Federal, devem elaborar as respectivas propostas
orçamentárias dentro dos limites estipulados na lei de 16 É permitido ao Congresso Nacional incluir dispositivo na
diretrizes orçamentárias e encaminhá-las ao Congresso Lei Orçamentária Anual que torne obrigatória a execução de
Nacional no mesmo prazo previsto para o envio do projeto de determinados programas e, por força de dispositivo
lei orçamentária do Poder Executivo, ou seja, até quatro estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal, estabelecer o
meses antes do encerramento do exercício. cronograma de execução financeira para esses programas.
6 Cada um dos três poderes é responsável pela elaboração da 17 Lei complementar pode estabelecer a possibilidade da
proposta orçamentária a ser encaminhada ao Congresso elaboração de Lei Orçamentária com validade bienal ou
Nacional. trienal.
7 A lei das diretrizes orçamentárias deve ser elaborada em 18 O Congresso Nacional não poderá entrar em recesso caso
conjunto com a lei orçamentária anual, de forma a orientar a não vote a Lei de Diretrizes Orçamentárias até o
execução das despesas relativas ao exercício financeiro encerramento da sessão legislativa.
seguinte.
É característica do processo orçamentário federal
brasileiro

Dúvidas: pjlacerda@me.com facebook.com/PauloLacerda 1

Professor Paulo Lacerda AFO - EXERCÍCIOS

19 dificultar a conexão entre planos de longo prazo e da população na definição das prioridades para a obtenção da
orçamento. receita e para as despesas correntes obrigatórias.

É característica do processo orçamentário federal 30 Podem ocorrer de, em casos de emenda ou veto ao projeto
brasileiro de lei orçamentária, sobrarem recursos sem destinação. Em
20 a fiscalização dupla da sua execução: interna e externa. tais circunstâncias, o próprio Poder Legislativo pode indicar
É característica do processo orçamentário federal em que rubricas essas sobras serão utilizadas, condição
brasileiro restrita à abertura de créditos suplementares.
21 permitir a afetação da receita de impostos exclusivamente
por lei complementar.
LEIS ORÇAMENTÁRIAS
É característica do processo orçamentário federal (ADEPARÁ) A Constituição da República trouxe
brasileiro diretrizes inovadoras de grande significado para a gestão
22 a autonomia orçamentária dos poderes e dos entes pública, destacando-se a criação dos novos instrumentos,
federativos. como o plano plurianual e a lei de diretrizes
orçamentárias. Com esses instrumentos, valoriza-se o
É característica do processo orçamentário federal planejamento, as administrações obrigam-se a elaborar
brasileiro planos de médio prazo e esses mantêm vínculos estreitos
23 a periodicidade bianual. com os orçamentos anuais. Ao definir detalhadamente a
composição da lei orçamentária anual, a Constituição
É característica do processo orçamentário federal criou condições objetivas para a efetiva observância do
brasileiro princípio da universalidade, ou seja, a inclusão de todas
24 abrigar os investimentos das empresas nas quais o poder as receitas e despesas no processo orçamentário comum.
público é titular da maioria do capital votante, bem como A esse respeito, julgue os itens subsequentes.
discriminar as receitas que financiam esses investimentos.
31 As disposições constitucionais sobre matéria orçamentária
(TJ/CE) Com relação ao orçamento público, julgue os têm caráter de norma geral, devendo, no que for aplicável, ser
itens que se seguem. observadas por todos os entes da federação, ou seja, estados,
25 Se um parlamentar apresentar projeto de lei permitindo às municípios e o Distrito Federal.
entidades estatais publicar suas demonstrações contábeis de
forma condensada, a pretexto de reduzir suas despesas, a 32 Como uma das principais novidades do novo marco
aprovação dessa medida ferirá o princípio do orçamento constitucional, o plano plurianual (PPA) passa a constituir a
bruto. síntese dos esforços de planejamento de toda administração
pública, orientando a elaboração dos demais planos e
26 As contribuições sociais, ainda que por sua natureza se programas de governo, assim como do próprio orçamento
destinem a determinadas finalidades, têm sido muito anual.
utilizadas no âmbito da União como forma de aumentar o
montante e a sua participação nos recursos tributários 33 De acordo com a Constituição da República, a lei que
nacionais. A não vinculação, de acordo com a CF, se aplica instituir o PPA estabelecerá, de forma regionalizada, as
apenas aos impostos. diretrizes, os objetivos e as metas da administração pública
federal, para as despesas de capital e outras delas decorrentes
27 A razão de caber à LDO dispor sobre as alterações na e para os programas de duração continuada.
legislação tributária é, por um lado, possibilitar a elaboração
de um orçamento, contando-se somente com os recursos 34 Conforme o dispositivo constitucional, as despesas de
esperados, e, por outro lado, permitir que os agentes capital ocupam lugar central no plano. Desde a edição da lei
econômicos não sejam submetidos a modificações bruscas, n.º 4.320/1964, a despesa de capital é uma categoria de
que alterem suas expectativas. classificação de despesas incorporada aos orçamentos
públicos. Compreende as subcategorias investimentos,
28 Os recursos que, pelos orçamentos, forem destinados aos inversões financeiras e transferências de capital, ou seja, os
órgãos do Poder Judiciário deverão ser-lhes transferidos em recursos transferidos a outros entes para aplicação em
duodécimos, em proporção nunca inferior à que o Poder despesas de capital.
Executivo destinar aos seus próprios órgãos.
35 Todas as despesas de capital devem, obrigatoriamente,
29 As propostas orçamentárias, em tramitação no Congresso, constar do plano plurianual.
poderão servir de experimento para uma iniciativa que a
Comissão Mista de Orçamento quer adotar nos próximos 36 Ato das disposições constitucionais transitórias estabelece
anos: o orçamento federal participativo. A principal que, no âmbito federal, o projeto de lei do plano plurianual
característica desse tipo de orçamento é a participação direta será encaminhado pelo Poder Executivo ao Congresso
Nacional até quatro meses antes do encerramento da sessão
legislativa – 22 de dezembro. Para os demais entes da

Dúvidas: pjlacerda@me.com facebook.com/PauloLacerda 2

Professor Paulo Lacerda AFO - EXERCÍCIOS

federação, legislação própria poderá fixar outro calendário, plenário da casa legislativa de forma a ser formalizada pela
tendo em vista atender a peculiaridades locais. decretação pelo Poder Legislativo, sancionada pelo chefe do
Poder Executivo e promulgada somente pelo Poder
37 O PPA cobrirá o período compreendido entre o início do Judiciário.
primeiro ano do mandato presidencial e o final do primeiro
exercício do mandato subsequente. Essa regra, entendida 45 Além de examinar e emitir parecer acerca do projeto de lei
como norma geral, é extensiva aos demais entes da federação. orçamentária, a comissão mista tem de cumprir algumas
O plano plurianual tem, portanto, a mesma duração do atividades, exceto a de examinar e emitir parecer sobre os
mandato do chefe do Poder Executivo. planos e programas nacionais, regionais e setoriais previstos
38 O conteúdo da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) é na Constituição da República.
estabelecido em dispositivos da Constituição da República e,
a partir de 2000, por meio da chamada Lei de 46 As emendas de bancada regional — até o limite de duas
Responsabilidade Fiscal (LRF). De conformidade com a emendas — de interesse de cada região macroeconômica
Constituição, a LDO compreenderá as metas e prioridades da definida pelo IBGE deverão ser aprovadas pela maioria
administração pública federal, incluindo as despesas de absoluta dos deputados e senadores representantes de cada
capital para o exercício financeiro subsequente, orientar a região, devendo cada ente estadual ou o Distrito Federal estar
elaboração da lei orçamentária anual e, além disso, disporá representado por, no mínimo, 40% de sua bancada.
sobre as alterações na legislação tributária, mas não
estabelecerá a política de aplicação das agências financeiras 47 De acordo com a programação de desembolso por meio da
oficiais de fomento, por falta de legislação especifica. execução da despesa pública, a norma brasileira determina
que o Poder Executivo, no prazo de até sessenta dias após a
39 A LRF (Lei Complementar n.º 101/2000) ampliou o publicação da lei orçamentária, estabelecerá a programação
significado e a importância da LDO, ao atribuir-lhe a financeira e o cronograma de execução mensal de
incumbência de disciplinar inúmeros temas específicos. desembolsos.
Assim, as LDOs passam a dispor, também, sobre o equilíbrio
entre receitas e despesas, as metas fiscais e os riscos fiscais,
entre outros assuntos.
NATUREZA
(STJ) Julgue
40 Os prazos para encaminhamento ao Poder Legislativo do 48 Dependerá de lei complementar a regulamentação do
projeto de lei das diretrizes orçamentárias e sua devolução PPA, da LDO e do orçamento anual, no tocante a exercício
serão definidos na lei que disporá sobre as questões financeiro, vigência, prazos, elaboração e organização. A
orçamentárias em geral. referida lei deverá estabelecer normas de gestão financeira e
patrimonial da administração direta e indireta e condições
41 Conforme disposição constitucional, a lei orçamentária para instituição e funcionamento dos fundos. Enquanto isso,
anual é constituída por dois orçamentos, o fiscal e o da na esfera federal, os prazos para o ciclo orçamentário estão
seguridade social. estabelecidos no ADCT.

42 A Lei n.º 4.320/1964 é norma geral que disciplina a (IPEA-TÉCNICO) No que se refere aos princípios
apresentação da proposta e da lei orçamentária. Elaborada orçamentários brasileiros e ao poder de legislar sobre
pelo Poder Executivo e apreciada pelo Poder Legislativo, orçamento, julgue os itens seguintes.
deve estar organizada e conterá a exposição circunstanciada 49 O poder de estabelecer normas gerais sobre orçamento
da situação econômico-financeira, documentada com restringe-se à União.
demonstração da dívida fundada e flutuante, saldos de
créditos especiais, restos a pagar e outros compromissos 50 É vedado ao administrador público exceder os créditos
financeiros exigíveis. orçamentários ou adicionais, e tal vedação envolve não
apenas a realização de despesas, mas, também, a assunção de
43 Os créditos suplementares configuram uma das obrigações diretas.
modalidades de créditos adicionais, mecanismos de
retificação do orçamento durante sua execução. No que tange 51 Se um administrador público municipal contrai, em nome
às operações de crédito, o novo entendimento constitucional do município, uma operação de crédito por antecipação da
não mudou quase nada em relação ao fixado pelas receita, poderá vincular a receita de IPTU à operação, dando-
constituições anteriores, de forma que o mecanismo a como garantia da dívida.
regulamentador é a Constituição de 1988.
52 Se o Poder Executivo Federal promover a transposição de
44 Aprovado na comissão própria, o relatório proposto pelo recursos de uma categoria de programação orçamentária para
relator do projeto de lei orçamentária traz um substitutivo ao outra, ainda que com autorização legislativa, incorrerá em
projeto de lei encaminhado pelo Poder Executivo. O violação de norma constitucional.
substitutivo, resultado da fusão do projeto de lei com as
emendas aprovadas, será, então, discutido e votado pelo (SECONT/ES) Com relação ao orçamento público e ao
ciclo orçamentário, julgue os itens a seguir.

Dúvidas: pjlacerda@me.com facebook.com/PauloLacerda 3

67 O princípio da unidade determina que o orçamento deve abranger todo o universo das receitas a serem arrecadadas e 59 As transferências. Nessas circunstâncias. julgue os itens a seguir. gerada pela (SECONT/ES) Com relação ao orçamento público e ao maior concentração de instituições privadas no setor. 70 Só tem sentido relacionar o princípio da não vinculação Na terminologia do orçamento-programa. Nacional e aos princípios da ordem orçamentária. a situação mais adequada do ponto de vista receitas e as despesas de determinado serviço público. específico. é necessária e justificável. são das despesas a serem executadas pelo Estado. ressalvadas as hipóteses expressamente mencionadas em lei. pois as taxas e contribuições são instituídos e Dúvidas: pjlacerda@me. ao final do exercício. como uma forma de limitar a capacidade dessas 69 O princípio orçamentário da universalidade preceitua que empresas na formação de preços. e o déficit de capital tenha 65 O princípio orçamentário da não vinculação ou não sido financiado pelo superávit corrente. incorporou-se o PRINCÍPIOS denominado orçamento-programa. ciclo orçamentário.EXERCÍCIOS 53 Uma das vantagens do orçamento-programa em relação ao contemplam investimentos. seus valores líquidos. Contudo. da mesma forma que os tributos. especialmente na dinamização da demanda agregada postula que o ordenador de despesas só pode fazer aquilo que e na utilização dos instrumentos de política de estabilização a lei orçamentária permite. julgue os itens a seguir. conceito adotado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para designar um 62 O princípio do equilíbrio orçamentário é o parâmetro para sistema em que se presta particular atenção às coisas que a elaboração da LOA. fusão e a incorporação de bancos estatais pode ser justificada como reação a uma imperfeição de mercado. Já o princípio da universalidade faz que o orçamento deva conter todas as receitas e todas as despesas 60 A intervenção do governo na economia ao promover a do Estado. 54 Os programas de gestão de políticas públicas têm por durante a execução orçamentária. julgue os itens a seguir. 55 Há convergência entre o planejamento de médio prazo e os orçamentos anuais por meio do programa. e os projetos não incluem orçamento tradicional é a possibilidade de se conjugar a despesas de custeio.com facebook. A para a realização das despesas deverão ser compatíveis com respeito desse assunto.com/PauloLacerda 4 . (TERRACAP-CONTADOR) No Brasil. mecanismos utilizados pelos governos para promoverem ajustes na distribuição de renda de uma população. (ANA) Em relação a orçamento público. (IPEA) Com relação às funções de governo e às políticas econômicas. os valores previstos para a arrecadação das receitas. a intervenção econômica princípio da legalidade visto sob a sua feição genérica e estatal. as receitas e despesas públicas devem constar da lei orçamentária. paguem ou não por tais bens e serviços. e. exclusão. tornando-se necessário limitar as despesas para adequá-las aos recursos arrecadados. poderá haver frustração da objetivo atender diretamente as demandas da sociedade.Professor Paulo Lacerda AFO . subtraídas as deduções estabelecidas pela legislação vigente. o orçamento objetivo de transferirem recursos da iniciativa privada para o público será elaborado e autorizado para um período setor público. Isso significa que os 66 O princípio da exclusividade determina que a Lei do consumidores dos bens e serviços que satisfazem essas Orçamento não contenha qualquer matéria estranha à necessidades não podem estar sujeitos ao princípio da estimativa de receita e à fixação da despesa. da administração financeira de um ente público é aquela em que. 61 Os objetivos finais e os intermediários identificados pelo elenco de programas são implementados por meio de dois (ANATEL-CONTADOR) tipos de ações. com o 68 De acordo com o princípio da periodicidade. 64 De acordo com o princípio do orçamento bruto. formulação do orçamento ao planejamento governamental. afetação das receitas abrange todos os tributos. de (MS-CONTADOR) Com relação à administração forma a possibilitar que nela se incluam apenas saldos financeira pública. (FHCGV/PA-Contador) 63 O princípio da legalidade orçamentária é uma projeção do 56 Segundo a teoria keynesiana. julgue os itens a seguir. portanto. a condição é de igual consumo para todos. arrecadação. Uma alternativa seria o orçamento deverá conter todas as receitas e despesas pelos limitar as fusões e incorporações no setor privado. econômica. elo comum e (TCU-ANALISTA) Com referência ao Sistema Tributário integrador do plano plurianual e dos orçamentos anuais. atendimento das necessidades sociais. as atividades não aos impostos. julgue os itens subsequentes. para compensar as falhas dos mecanismos de mercado. positivos ou negativos resultantes do confronto entre as 57 Teoricamente. principalmente. as receitas orçamentárias tenham (MI) julgue coberto as despesas orçamentárias. que são objetos das atividades e dos projetos. o qual prescreve que os valores fixados um governo realiza mais do que às coisas que adquire. julgue os itens 58 Os mecanismos de mercado são insatisfatórios para o que se seguem.

que são consideradas como orçamentária. Tendo em vista as características desses 81 Em sentido amplo.EXERCÍCIOS destinados ao financiamento de serviços e ao custeio de catalogadas como orçamentárias. (SEFAZ/AL) Com relação às espécies tributárias. especialização. a instituição disponibilidades de recursos para o erário. podendo pode alterar o exercício financeiro no Brasil. financeiro. mesmo não havendo a exigência de inclusão das receitas e das despesas (ANA-CONTADOR) Acerca da receita orçamentária e operacionais das empresas estatais. julgue os itens a seguir.com/PauloLacerda 5 . caráter de sanção de ato ilícito. dada a existência do 83 O Orçamento Público adota o regime de caixa para os orçamento fiscal. 90 Na classificação econômica das receitas orçamentárias. no Orçamento. 71 não respeita o princípio da unidade. nos cofres do Estado denominam-se receitas públicas. com a finalidade de aumentar-lhe a consistência no 82 Receitas públicas originárias. podendo algumas prática orçamentária. são (ANEEL) Julgue diversificadas. coincidir com o ano-calendário. forma de entrada de recursos ou aumento de ativos ou diminuição de passivos. julgue os itens seguintes. Tendo por base a doutrina e a moeda ou outro valor que possa ser expresso em moeda. julgue Princípios orçamentários são premissas. mesmo havendo a patrimônio líquido. do princípio da não vinculação ou não afetação das receitas. para se ter uma visão de conjunto do servidor responsável. administrativo absolutamente independente da vontade do global. instituída em lei. Dúvidas: pjlacerda@me. que é fundamentada nessas regras. (TCU_ACE) As alternativas de financiamento dos RECEITAS encargos do governo. está incluída especificamente prestado ao contribuinte. 72 respeita o princípio da universalidade. possibilita a observância do princípio da recuperação de despesas de capital.E também chamadas princípios orçamentários. compreendendo as uma situação independente de qualquer serviço estatal amortizações e os lançamentos de novos títulos. as três esferas da cobrança deve ser efetuada mediante a realização de ato Federação brasileira deveriam ter um orçamento único. a econômicas pela administração pública. consolidado. 88 Taxas são tributos cobrados em função do exercício do poder de polícia do Estado ou pela utilização de serviço 78 Em consonância com o princípio da anualidade. que resultem em aumento do 74 respeita o princípio da anualidade. 87 Imposto é o tributo cuja obrigação tem como fato gerador 77 A rolagem da dívida pública. não se público especificamente prestado ao contribuinte. extraorçamentária. cuja 76 De acordo com o princípio da unidade. 35 da Lei nº 4. ou extraorçamentárias. de 1964. serem auferidas por conta do poder impositivo do Estado. seriam cumprimento de sua principal tarefa. quando representam atribuições específicos sob a responsabilidade do Estado. orçamentária foi cercada por uma série de regras. porquanto 84 Sob o enfoque patrimonial. 73 não respeita o princípio do orçamento bruto. 80 A publicação do Quadro de Detalhamento de Despesa. exigência de elaboração de planos plurianuais. quando não representam (TCU-ACE) Desde seus primórdios. do orçamento das estatais e do orçamento ingressos das receitas púbicas arrecadadas no exercício da seguridade social. pois ele deve ter base de cálculo ou fato gerador idênticos aos do imposto. em proposta orçamentária.com facebook. abertura de créditos suplementares. são sempre consideradas as receitas correntes. segundo a doutrina. No Brasil. 85 A dívida flutuante de ente da Federação é caracterizada 75 respeita o princípio da exclusividade. que é auxiliar o aquelas arrecadadas por meio da exploração de atividades controle parlamentar sobre os executivos. julgue os itens a seguir. compromete a aplicação prestados ao contribuinte. norteadoras de ação a serem observadas na concepção da 86 Tributo é toda prestação pecuniária compulsória. com exceção desdobrando a classificação da despesa aprovada na lei das contribuições de melhoria. disponibilidades de recursos financeiros para o erário público. linhas os itens que se seguem. consistentemente com o princípio da universalidade. em conformidade com o art. bem como as associações existentes entre as fontes de recursos e suas destinações. receitas são aumentos nos permite que algumas despesas sejam deduzidas de certas benefícios econômicos durante o período contábil sob a receitas. mesmo havendo a pelo montante recolhido de receita extraorçamentária que possibilidade de o orçamento conter autorizações para a estiver em depósito no encerramento do exercício financeiro. aos Ingressos de recursos financeiros recursos. 89 A contribuição de melhoria é um imposto cobrado para 79 A instituição de fundos. sem legislação referente ao assunto. assegurando-lhes a destinação de fazer face ao custo de serviços públicos especificamente determinadas parcelas dos impostos.320.Professor Paulo Lacerda AFO . Setor Público.

a partir do composta de um rol de funções e subfunções prefixadas. aumentando a situação líquida patrimonial da compreende as autorizações para gastos com as várias entidade. orçamentária se estiver incluída na lei orçamentária anual. executada por entidades denominada de modalidade de aplicação. em seu artigo 11. podendo categorias econômicas foram detalhadas em receitas ser feito o reforço do empenho. referentes à receita 105 A espécie de receita é o nível de classificação vinculado pública e a suas características. estão incluídas as da receita pela legislação. as destinações dos valores. Com 109 é destinado a atender a despesas cujo valor não se possa a Portaria Interministerial STN/SOF nº 338/2006. mais as própria pela Secretaria do Tesouro Nacional. menos as transferências efetuadas. julgue o próximo item. Ao se realizar despesa. apesar de não ser considerado um estágio 104 No conceito de receita orçamentária. órgãos pertencentes ao mesmo orçamento do ente público. Nesse caso. no entanto. que constitui fato gerador das receitas. os impostos são os intraorçamentárias. conta de as intergovernamentais das quais não decorra exigência de variação passiva para reforçar o efeito dessa receita sobre o contraprestação por parte do beneficiário dos recursos. 97 A receita orçamentária efetiva. O empenho classifica a receita orçamentária em duas categorias ordinário econômicas: receitas correntes e receitas de capital. patrimônio líquido da entidade. (ANAC) Julgue os itens subsequentes. correntes intraorçamentárias e receitas de capital Dúvidas: pjlacerda@me. de base não homogênea. altera a situação líquida patrimonial no momento do seu reconhecimento. por ser de natureza 103 A receita pública somente pode ser considerada tributária. as contas de receitas intra-orçamentárias não têm a mesma 92 As receitas efetivamente disponíveis de qualquer esfera da função da receita original. contábil permutativo. 99 Na execução orçamentária. de utilização de créditos orçamentários. não se vinculam a 101 Como se destinam ao registro de receitas provenientes de despesas específicas. evidenciando-se. 95 O lançamento. 108 As subfunções não poderão ser combinadas com funções 100 A contabilização da receita pública ocorre pelo regime de diferentes daquelas às quais estejam vinculadas. a codificação da destinação da (TCU-AUDITOR) A classificação funcional da despesa é receita indica a vinculação. caixa. modalidade de aplicação.º 4. concomitantemente.Professor Paulo Lacerda AFO . para a consecução dos seus fins. sendo criadas a partir de base Administração correspondem às receitas próprias. com o deve-se demonstrar a sua fonte de financiamento (fonte de objetivo de agregar determinado subconjunto de despesa recursos). compensatórias no ativo e passivo financeiros. pois. tendo a sua classificação complementada pela informação gerencial 98 A receita orçamentária privada. além da receita 106 Constituem receitas de capital as receitas imobiliárias e orçamentária. no estágio da arrecadação financeira.EXERCÍCIOS 91 Dos tributos e contribuições em geral. A ingresso. essas determinar previamente. com exceção das ressalvas expressas. as despesas e receitas 93 Entre as vantagens atribuídas às transferências voluntárias. intraorçamentárias poderão ser identificadas de modo que se ressaltam-se o estímulo ao esforço pelo incremento da anulem os efeitos das duplas contagens decorrentes de sua arrecadação de receitas próprias e a não vinculação entre o inclusão no orçamento. investimento constitui receita corrente. subfunção representa uma partição da função. transferências recebidas. registra-se. julgue o item a seguir. a interligação entre no setor público. desse modo. intraorçamentárias. deve estar prevista no orçamento anual. à Origem que permite qualificar com maior detalhe o fato 96 A receita orçamentária não efetiva. Acerca da relação entre as funções e receita e despesa.com facebook. subfunções. de aprovação por ato de conselho 107 A modalidade de aplicação tem por finalidade identificar superior ou outros procedimentos internos para sua os objetos de gasto de que a administração pública se serve consecução. atribuições e funções governamentais. A respeito da função das receitas que dão maior flexibilidade à execução orçamentária. Com relação a privadas. a despesa aumentativo. competindo privativamente à autoridade excluídas as emissões de papel-moeda e outras entradas administrativa. estabelecendo-se. recurso e a aplicação.320/1964. (TRT/10ª) No que diz respeito a conceitos básicos de 94 O empréstimo compulsório destinado a financiar contabilidade pública.com/PauloLacerda 6 . constitui uma das etapas de sua operações de crédito por antecipação de receita. (TCU-AUDITOR) O empenho da despesa é o instrumento (TCU-AUDITOR) A Lei n. no momento do seu DESPESAS reconhecimento. constitui fato contábil modificativo (TCU-AUDITOR) Como parte do orçamento. prescindindo. julgue o item seguinte. julgue os itens. 102 Com o novo detalhamento. mas realização.

Trata- 120 Corrigindo deficiências quanto à classificação funcional.EXERCÍCIOS (CENSIPAM) O processo de elaboração e execução 121 Enquanto a Lei n° 4. que indicará se os recursos são (INMETRO) julgue Sobre os critérios para classificação aplicados diretamente por órgãos ou entidades da mesma da despesa e alocação dos créditos orçamentários. econômica. no mínimo. a Portaria Interministerial n. 4. deve identificar apreciando projeto de lei que estabelece situações especiais a função e a subfunção às quais se vincula.com/PauloLacerda 7 . Nessa operação especial refere-se às despesas do órgão diretamente situação. pertence ao exercício de 2001. grupo de natureza da despesa e elemento de despesa. constituída por órgão. orçamentária. julgue os itens que se seguem. Acerca desse agregação de elementos de despesa que apresentam as tema. 126 A natureza da despesa será complementada pela modalidade de aplicação. os itens a seguir. grupo de natureza de despesa e modalidade de escrituração contábil e controle da execução orçamentária.320/1964 define esta última como o agrupamento de serviços a que serão consignadas dotações 111 No âmbito da classificação da despesa por elementos. aplicação. Nesse sentido. função e subfunção. se de uma garantia para o fornecedor ou prestador de serviço. segui. técnicas e institutos que por elementos. julgue esfera de governo ou por outro ente da Federação. a nova estrutura programática estabelecida pela a qual gera direito financeiro líquido e certo contra a Portaria n° 42/99 passa a ser um instrumento para a adoção administração pública.o 163/01 dispensa estabelecem a amplitude e a forma dos procedimentos a a obrigatoriedade de os elementos constarem da lei serem adotados. contratada e empenhada em empenho utilizada em contratos de valores não previamente 2000 e liquidada e paga em 2001. por categoria elementos de despesa para atendimento das necessidades de econômica. próprias. programática. gestora. julgue os itens a orçamentária. a classificação institucional é e não previamente conhecidos no momento do empenho. julgue os seguintes itens. princípios. a matéria poderá ser aprovada. (SEFAZ/ES-CONTADOR) Segundo a sua natureza. inexiste item específico para classificar os pagamentos das despesas com sentenças judiciais. de acordo com a Lei n. o projeto ou a operação especial. no mínimo.o 4.320/1964. a 116 A despesa orçamentária é classificada pelas categorias classificação da despesa compõe-se de categoria econômicas. 129 A liquidação da despesa far-se-á mediante exame do próprio processo ou expediente que verse sobre a solvência Dúvidas: pjlacerda@me. um grupo de normas. Em 115 Cada ação orçamentária do INMETRO.com facebook. 128 A emissão do empenho abate o seu valor da dotação (TCDFT) Acerca da organização e da classificação da orçamentária total do programa de trabalho. 123 Na estrutura programática da despesa.Professor Paulo Lacerda AFO . acerca dessa 117 O estágio da liquidação só pode ser efetuado após o classificação. o que torna a despesa nas leis orçamentárias. Estado obrigação de pagamento pendente ou não de enquanto as operações de manutenção e conservação são implemento de condição é a liquidação da despesa. Acerca desse assunto.320/1964 estabelece que na lei de orçamentária do setor público no Brasil é demarcado por orçamento a discriminação da despesa far-se-á. Julgue os itens subsequentes. 118 Na lei orçamentária. 124 Uma determinada despesa que tenha sido submetida ao 114 Denomina-se empenho estimativa a modalidade de processo licitatório em 1999. A Lei n. (ABIN) A despesa pública no Brasil tem uma sistemática 119 Entende-se por grupo de categoria econômica a de execução composta de diversos estágios. entendida como determinado município. quantia empenhada indisponível para nova aplicação. a Câmara de Vereadores está a atividade.o conhecidos no momento do empenho e pagável em parcelas. classificam-se como operações especiais as operações limitadas no tempo 112 O ato emanado de autoridade competente que cria para o que concorrem para a expansão da ação governamental. 113 A remuneração das disponibilidades do tesouro nacional (TCDFT) Acerca de temas de execução da lei deverá ser classificada como receitas correntes. classificadas como atividades. caso o projeto mencione apenas situações de relacionadas ao aperfeiçoamento das ações do governo calamidade pública. federal. regular pagamento da despesa. unidade orçamentária e unidade deve ser utilizado o empenho global. 110 Para empenhar contratos de valores pagáveis em parcelas 122 Nas leis orçamentárias. do orçamento-programa no Brasil. a em que o empenho da despesa poderá ser dispensado. julgue os itens abaixo. considerando as mesmas características quanto ao objeto de gasto. a discriminação da despesa quanto à 127 Não é permitido o desdobramento suplementar dos sua natureza deverá ser feita. (INMETRO) julgue 125 Considere a seguinte situação hipotética. normas vigentes.

pois a legislação atual não prevê causados à Fazenda Pública decorrentes de atos praticados formulário específico para formalizar essa fase da despesa. as despesas não serão alterados. julgue os orçamento para 2000). Acerca das receitas governamentais e dos gastos públicos. a saber: despesas orçamentárias e extinguindo a obrigação. mesmo que o bem ou serviço adquirido tenha sido mensal. conforme pode atividades normais. pois não se pode determinar Despesa empenhada R$ 460. cauções em dinheiro. aluguéis pagos de forma parcelada. aplica-se a modalidade do Totais do orçamento aprovado. ou ser observado na classificação institucional.00 previamente o montante exato dessa despesa. por subordinado que exorbite das ordens recebidas. em substituição à classificação itens que se seguem. é correto afirmar que 131 A despesa empenhada no ano de 2003 pertence àquele 140 são registradas em obediência ao regime de competência exercício. (SENADO) No que concerne ao conceito de despesas 132 O pagamento da despesa consiste na verificação do públicas. Acerca de públicas. em que sejam demonstrados os valores 138 O ordenador de despesa é responsável pelos prejuízos bruto e líquido a pagar. alocado a um projeto de que resultará um investimento. dois grandes grupos. (TST) Define-se despesa pública como o conjunto de (TSE) A estrutura programática. entregue no exercício de 2004. nos últimos dias do exercício financeiro. (TST) Com relação às despesas. despesas das repartições públicas com o consumo de energia Receita arrecadada R$ 570. despesa. (adaptada e atualizada) 146 abrangem as ações de gestão de governo e serão 137 O empenho é prévio. com a finalidade de produzir receitas.EXERCÍCIOS do direito creditório. e está restrito ao limite de crédito orçamentário. julgue os seguintes itens. (STM) A administração pública. é correto afirmar que direito adquirido pelo credor tendo por base os títulos e 141 podem ser classificadas.000. julgue os itens subsequentes. depósitos de terceiros e salários não reclamados. capta receitas e realiza despesas. pessoal. precede a realização da compostos de atividades de planejamento.000.000.com facebook.000. já com as R$ 500. orçamento. a título de contrapartida. mais outra parcela. Dúvidas: pjlacerda@me. de manutenção do órgão ou entidade. por ativos. é correto afirmar que receita e despesa. maior será a participação das despesas de rubrica. dependendo de o pessoal ser empregado nas atribuídas exclusivamente a órgãos públicos. começou a ser utilizada em funcionamento dos serviços públicos. quanto maior for a parcela das despesas públicas por organismo internacional. é correto concluir que os despesas com amortização. (TST) Considere-se que um órgão da administração tenha julgue os itens subsequentes. julgue os itens a seguir. (SENADO) No que diz respeito às classificações da 133 As despesas de pessoal permanente de um órgão ou despesa pública.00. (SESA/ES) 134 Em termos agregados.00 empenho global. custeio pertencem ao grupo das despesas correntes. em um primeiro momento. entidade podem ser classificadas como correntes ou de 142 As dotações orçamentárias fixadas em lei serão capital. e. por exemplo. Dentro dessa 136 O pagamento da despesa somente será efetuado quando estrutura. centrada no modelo de dispêndios da entidade governamental para o gerenciamento de programas. despesas extraorçamentárias.000. em documentos comprobatórios do respectivo direito. e sabendo-se que os valores de 145 De acordo com o grupo de natureza da despesa. enquanto as despesas de correspondem a R$ 110. Já o empenho por estimativa é utilizado nas alterações no exercício.00 135 Com base nesses dados. programas temáticos são aqueles que ordenado após sua regular liquidação. nesse caso.Professor Paulo Lacerda AFO . 139 têm o mesmo caráter das despesas em instituições 130 Despesa extraorçamentária constitui uma saída financeira comerciais. Em determinado projeto com recursos parcialmente financiados princípio. exemplo. apresentado. porquanto o consumo imediato ou futuro de decorrente de recursos recebidos anteriormente. até então usada. sendo a União responsável por destinada à produção de bens públicos e semipúblicos. juros e encargos da dívida pública recursos disponíveis para a abertura de um crédito especial são grupos das despesas de capital. a distribuição por categoria de 143 Se a União assinar contrato para a realização de gasto depende da distribuição funcional da despesa. a 144 Para os gastos públicos do governo decorrentes de situação mostrada na tabela a seguir. na execução do (SENADO) No que concerne ao conceito de despesas orçamento. quanto mais de contrapartida da parcela da União será especificada na aplicações houver em melhoria e expansão da infraestrutura classificação da despesa por meio do item denominado econômica. a natureza elevada será a participação dos investimentos. Despesa liquidada R$ 410. ou seja. como. (SENADO) No que concerne ao conceito de despesas públicas.00 elétrica.com/PauloLacerda 8 . funcional-programática. A respeito das 1999 (Plano Plurianual para o período 2000-2003 e características que cercam as despesas públicas.

a sua emissão reduz a 162 O serviço da dívida. grupo de despesa. participações societárias correspondem a inversões financeiras.com/PauloLacerda 9 . destinatárias as instituições privadas sem fins lucrativos. embora colaborem para a consecução dos objetivos de programas. entes da Federação a partir do exercício financeiro de 2002. 167 As classificações econômicas da receita e da despesa compreendem as mesmas categorias: correntes e capital. supervisão. o divulgação de políticas públicas. Acerca do conceito e das classificações de receita e 154 Na execução da lei orçamentária.com facebook. O 156 Para que o governo federal conceda transferência superávit do orçamento corrente. corrente. arrecadam e que aplicam os recursos do orçamento. que destinando-se a calamidades. o executor tem subfunções e têm por finalidade agregar conjuntos de o dever de fazer um empenho único para o total da despesa. não são (TCU-ACE) A classificação econômica da despesa que passíveis de apropriação a esses programas. em virtude da relevância que (TRE/AL) Com relação às despesas públicas. que resulta do voluntária de recursos. e estão excluídas as instituições públicas. desde passou a ser observada na execução orçamentária de todos os que justificadamente. necessidade de pagamento de pessoal. julgue os passou a ter. julgue os realizem despesas que excedam os créditos orçamentários e itens subsequentes. destinando-a a fazer face à balanceamento dos totais das receitas e despesas correntes. no primeiro caso. despesas do setor público. que antes se incluía em dotação existente. julgue os itens que se seguem. por instituições criadas para esse fim específico. a administração pública unidades orçamentárias. 149 resultam em bens e serviços ofertados diretamente à 161 Uma vantagem apontada na nova classificação é a sociedade. operações de crédito em volume que exceda os investimentos. modalidade de (CORREIOS-ADM) aplicação e elemento de despesa. adicionais. 165 Quando a União concede ou amortiza um empréstimo. itens seguintes. podem ser ultrapassados.Professor Paulo Lacerda AFO . 150 Apesar de a nota de empenho não representar uma efetiva saída de recursos financeiros. Uma das funções refere-se às Dúvidas: pjlacerda@me. exceção feita aos créditos extraordinários. 147 resultam em bens e serviços ofertados diretamente ao 160 No conceito de subvenções sociais. no (TCE/PE_AUDITOR DE CONTAS PÚBLICAS) segundo. é utilizado o empenho por estimativa. 151 O aumento do capital de entidade ou empresa que vise a 163 Enquanto a construção e a aquisição de imóveis objetivos comerciais ou financeiros é classificado como representam investimentos. pagamento de pensionista é considerado uma transferência.EXERCÍCIOS controle interno. subdivide-se. Relativamente às limitações impostas sobre o orçamento público. A respeito do assunto. por meio da classificação institucional que compreende os órgãos e as 157 Por meio da nota de empenho. 148 correspondem ao conjunto de despesas de natureza tipicamente administrativa e outras que. sistemas de informação e diagnóstico de suporte à formulação. coordenação. a subscrição e a aquisição de investimento. em caso de um constitui item da receita orçamentária de capital. 152 As dotações destinadas pelo governo às empresas públicas para cobrir diferenças entre os preços de mercado e 164 Constitui subvenção econômica a diferença a maior entre os preços de revenda de gêneros alimentícios são os preços obtidos pelo governo na venda de produtos consideradas subvenções sociais.320/64. está efetuando uma despesa. as receitas e as não tenha condições de pagar a remuneração dos servidores. compreende: categorias econômicas. alimentícios e os preços (de mercado) pagos aos produtores rurais. despesas são apresentadas segundo as instituições que é necessária autorização por meio de lei complementar. de capital. 153 Para despesas com energia elétrica e consumo de água. formaliza uma obrigação pecuniária condicionada. que. na nova classificação. avaliação e 159 De acordo com a classificação econômica de despesa. flexibilidade que permite diferentes combinações entre categoria econômica. subcategorias 155 A Constituição Federal não admite que se contratem econômicas e elementos. 169 A classificação funcional da despesa engloba funções e 158 Se uma despesa é sujeita a parcelamento. vem sendo adotada é distinta da que consta da Lei nº 4. município que esteja com déficit fiscal de tal montante que 168 Nas leis orçamentárias da União. Transferências. 166 A classificação da despesa segundo a natureza. julgue os itens a seguir. em diferentes grupos de despesa. estão incluídas como Estado. não é permitido que se despesa utilizadas nos orçamentos públicos.

julgue os itens que seguem. a especiais. Dúvidas: pjlacerda@me. tai s como dívidas. Acerca desse assunto. figura também a previsão de novos cargos públicos para o ano subsequente. 180 A operação especial envolve um conjunto de operações das quais resulta um produto que gera contraprestação direta 172 No que tange à categoria econômica. nenhum tipo de repasse para outros entes federais (estados. Conforme suas características. as despesas são sob a forma de bens ou serviços.EXERCÍCIOS despesas às quais não se possa associar um bem ou serviço a ser gerado no processo produtivo corrente. inversões financeiras etc. No orçamento do Poder Executivo. — e despesas de capital — investimentos. julgue os itens a seguir. 179 A atividade é um instrumento de programação que 171 A despesa pública é executada em três estágios: envolve um conjunto de operações que se realizam de modo empenho. emissão da nota de empenho pode ser dispensada. 175 São denominadas despesas de capital aquelas que respondem pela manutenção das atividades da entidade governamental. em virtude da crise econômica. previstos na legislação específica. exceto os das estatais e da seguridade social. 173 Após a aprovação do orçamento. intervalo de tempo maior que um dia útil entre a ocorrência de cada um deles.Professor Paulo Lacerda AFO . permanente. Já durante a execução do orçamento. (STF) Considerando que as despesas públicas representam um conjunto de dispêndios da entidade governamental para o funcionamento dos serviços públicos. projetos ou operações 170 Em casos especiais. o que implica. foi realizado o remanejamento de recursos de uma programação para outra e parte do orçamento fiscal foi utilizado para cobrir o déficit de uma empresa pública. 174 As possíveis despesas previstas para a manutenção e o funcionamento de serviços públicos são classificadas como despesas de capital. 176 A liquidação da despesa é o ato emanado de autoridade competente que cria para o Estado obrigação de pagamento pendente ou não de implemento de condição. 177 Operação especial é um instrumento de programação utilizado para se alcançar o objetivo de um programa (TJAP – CONTADOR) Com fulcro nas normas e nas específico. No que tange à de governo e que se realizam de modo contínuo e receita e à despesa no âmbito da contabilidade pública. Não foi previsto nessa proposta orçamentária. Antes de ser aprovado. indenizações e outras. podendo ou não haver um contínuo e permanente. julgue os itens a seguir. liquidação e pagamento. o orçamento foi rejeitado uma vez e.com/PauloLacerda 10 . após a realização de algumas modificações. foi aprovado. (IBRAM) A União elaborou seu orçamento contendo todos os orçamentos. uma agregação neutra. A partir da situação hipotética acima. as ações podem ser classificadas como atividades. que contribuem para atender ao objetivo de um portanto. julgue. julgue os itens seguintes com base na legislação vigente e na doutrina contábil.com facebook. legislação vigentes e com relação aos aplicativos Sistema Integrado de Dados Orçamentários (SIDOR) e Sistema 178 O projeto envolve um conjunto de operações das quais Integrado de Administração Financeira do Governo resulta produto ou serviço necessário à manutenção da ação Federal (SIAFI). (TCE/TO) As ações são operações das quais resultam ressarcimentos. juros e encargo da dívida etc. Distrito Federal (DF) e municípios). produtos. é possível a realização de despesa sem a emissão de nota de empenho. classificadas em despesas correntes — pessoal e encargos sociais. programa.

que será for dirigida antes de iniciada a votação da parte cuja dividida em 1/12 avos das despesas correntes e enviado Às alteração esteja sendo proposta na Comissão Mista - unidades para manutenção das suas atividades. 4 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: esta questão sempre gera controversa 9 GABARITO: CERTA nos candidatos a um cargo público. 35. receitas e despesas. Cada uma das Casas reunir-se-á em encerramento da sessão legislativa.de Deputados e Senadores responsável pela LOA recém encerrada. ao Presidente da Comissão Mista de senadores e deputados. ser utilizados mediante créditos regiões macroeconômicas em razão proporcional à suplementares ou especiais. julgue os itens a envio. mas as propostas de orçamentos previsto. de 2 de fevereiro a 17 de julho e de 1º de agosto a exercício financeiro e devolvido para sanção até o 22 de dezembro. mas o projeto de lei orçamentária afã de aperfeiçoar a proposta orçamentária." sessões preparatórias. 5 GABARITO: ERRADA 10 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: segundo o art. no sentido de exclusivo.reza que o disposto no congresso nacional e receberam alterações por meio de no art. no exercício financeiro. é exclusivo do Presidente da seguir.EXERCÍCIOS propostas orçamentárias diretamente ao poder executivo. que discutirá e aprova por maioria simples.. Se encerrado o COMENTÁRIO: O Presidente da República poderá. 84. Ela será enviada até quatro meses. § 9º. compete COMENTÁRIO: após a edição da redação final na privativamente. 165. 87. poderá. 1 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: O veto é uma manifestação de 7 GABARITO: ERRADA desaprovação do Chefe do Poder Executivo em face de COMENTÁRIO: o art. sim. ao congresso nacional. mas somente será aceita. as desonerações fiscais e presidencial subseqüente. É o fato cargo na eleição imediatamente subsequente. no emendas parlamentares. redação final do projeto. das ato das disposições modificação de projetos orçamentários que tramitaram constitucionais transitórias . arrecadação. que.Professor Paulo Lacerda AFO . 6 GABARITO: ERRADA CICLO ORÇAMENTÁRIO COMENTÁRIO: cada um dos três poderes é responsável (MMA) Com base na doutrina e na legislação sobre pela elaboração da sua proposta orçamentária. para a posse de seus 8 GABARITO: ERRADA membros e eleição das respectivas Mesas. Ele pode culminar em recursos prazo de até dez anos. sim. da CF/88. vedada a recondução para o mesmo Você já deve ter notado o que vicia a questão. "da lei orçamentária anual deve ser enviada ao Congresso Nacional até três meses antes do início do exercício Acerca das disposições da Constituição Federal sobre a lei financeiro seguinte". a partir de 1º de fevereiro. sendo disposta na meses antes do encerramento do primeiro exercício LDOs respectiva. julgue os itens a seguir. I e II. distribuindo-se os recursos entre as sem que poderão. para mandato COMENTÁRIO: de 2 (dois) anos. mas com a necessidade de população. Todos os poderes e órgãos constitucionais devem elaborar e enviar suas Dúvidas: pjlacerda@me. haja vista serem impositivas.com/PauloLacerda 11 . e não a CMO . II . a proposta República enviar ao Congresso Nacional o plano orçamentária deverá ser enviada ao plenário do congresso plurianual.Até a entrada em vigor da lei complementar a COMENTÁRIO: os tributos são as mais nobres receitas que se refere o art. As suas alterações I . ou seja.o projeto de lei orçamentária da União será Congresso Nacional reunir-se-á. seguintes normas: fato que dá segurança ao recolhimento. enviar mensagem retificativa. 165. COMENTÁRIO: segundo a emenda à CF/88 n° 50/06. mas o orçamentos públicos.com facebook. enviará ao poder legislativo. se utilizar-se-á a LOA ainda não autorizada. anualmente. orçamentária anual.o projeto de lei de diretrizes orçamentárias será encaminhado até oito meses e meio antes do encerramento (TCU-AUDITOR) JULGUE do exercício financeiro e devolvido para sanção até o 3 GABARITO: ERRADA encerramento do primeiro período da sessão legislativa. na Capital encaminhado até quatro meses antes do encerramento do Federal. no primeiro ano da legislatura. tenha não tenha sido aprovado pelo Poder Legislativo. República. será cumprido de forma progressiva.) 2 GABARITO: CERTA "§ 2º . até 31/08. serão obedecidas as arrecadáveis pelo Estado.. por sua vez. GABARITOS que por sua competência. orienta a elaboração financeiro e devolvido para sanção até o encerramento da da LOA.ADCT . que é a peça responsável por prever a sua sessão legislativa. (.o projeto do plano plurianual. para vigência até o se materialização por meio de criação ou majoração de final do primeiro exercício financeiro do mandato impostos alterações de alíquotas. o projeto de lei de diretrizes orçamentárias e nacional. a partir da situação verificada no biênio 1986- prévia autorização legislativa. § 7º. será encaminhado até quatro a concessão de créditos tributários. O III .

Educação. bem como COMENTÁRIO: atualmente. VI .Saúde. entrar em recesso caso não vote a Lei de Diretrizes V . dá a entender que o prazo é fim da sessão legislativa. julgue os itens a orçamento que antes flertava com o empirismo e achismo. ou sem lei que autorize a sistema de controle interno de cada Poder. sob pena de crime de responsabilidade.Professor Paulo Lacerda AFO . na mesma toada.Agricultura e Desenvolvimento Agrário. obriga inclusão. estabelecer normas de gestão financeira e patrimonial da é permitido ao Congresso Nacional incluir dispositivo na administração direta e indireta bem como condições para Lei Orçamentária Anual que torne obrigatória a execução a instituição e funcionamento de fundos. de determinados programas. quanto à COMENTÁRIO: para não infringir o princípio da legalidade. há 10 áreas temáticas. 70 da CF/88. da projeção para os dois seguintes arrecadação dos impostos a que se referem os arts. cujos relatórios ficarão a cargo dos respectivos uma "simples" Lei complementar não pode obrigar Lei Relatores Setoriais: Orçamentária com validade bienal ou trienal.. a destinação de recursos para as ações e serviços Dúvidas: pjlacerda@me. bem como. aplicação das anualidade. economicidade.Integração Nacional e Meio Ambiente.Justiça e Defesa. da lei de diretrizes 16 GABARITO: ERRADA orçamentárias e da lei orçamentária anual. e pelo incluído no plano plurianual. mas não estabelecer o cronograma de execução financeira para esses 12 GABARITO: ERRADA programas. será exercida pelo deverá. É característica do processo orçamentário federal brasileiro (CENSIPAM) O processo de elaboração e execução 19 GABARITO: ERRADA orçamentária do setor público no Brasil é demarcado por COMENTÁRIO: a criação do PPA e da LDO e a um grupo de normas.EXERCÍCIOS numa sessão conjunta. 17 GABARITO: ERRADA que têm objetivo depurar a proposta de LOA em funções COMENTÁRIO: Essa é fácil.) econômico ou de qualquer outro fator relevante e serão IV . A CF/88 de termina que estratégicas. a vigência. Cultura.Infra-Estrutura. materializando o trâmite especial e premissas utilizadas. orçamentária.Poderes do Estado e Representação. técnicas e institutos que ratificação da LOA. Ciência e Tecnologia e Esporte. COMENTÁRIO: o art. São vedados: da variação do índice de preços. ressalvadas a repartição do produto da últimos três anos. 167. legais. considerando a sua caberá à lei complementar dispor sobre o exercício conformidade com as normas e os procedimentos da financeiro. 167 da CF/88 disciplina tal previsões de receita observarão as normas técnicas e característica. fato que prejudicaria o acompanhamento.. Assim. reestimativa de receita por parte do Poder Legislativo só será admitida se comprovado erro ou omissão de ordem 11 GABARITO: CERTA técnica ou legal. Orçamentárias até a 1ª PARTE da sessão legislativa. seguir.com/PauloLacerda 12 . X. vieram para acelera e estabelecem a amplitude e a forma dos procedimentos a otimizar a conexão entre planos de longo prazo e serem adotados. ser previamente Congresso Nacional.Planejamento e Desenvolvimento Urbano. por conta da emenda 85/05. operacional e patrimonial da União e das 14 GABARITO: CERTA entidades da administração direta e indireta. O projeto será dividido nas seguintes áreas Lei de orçamento deve ser "orçamentos anuais".Fazenda. pois cabe exclusivamente ao poder executivo. fundo acompanhadas de demonstrativo de sua evolução nos ou despesa. COMENTÁRIO: A fiscalização contábil.Trabalho. É característica do processo orçamentário federal 15 GABARITO: ERRADA brasileiro COMENTÁRIO: a Lei de Responsabilidade Fiscal. temáticas. os prazos. 165 da CF/88. "Art.com facebook. mediante controle externo. que VIII . que. afirma que Julgue os itens seguintes. do crescimento (. e da metodologia de cálculo e 159. COMENTÁRIO: O Congresso Nacional não poderá IV . legitimidade. financeira. a peculiar das peças orçamentárias. antes de constar na LOA. qualquer investimento que ultrapasse 31/12 subvenções e renúncia de receitas. II .a vinculação de receita de impostos a órgão. Acerca desse assunto. é 22/12. Desenvolvimento e Turismo. o art. COMENTÁRIO: de acordo com o regimento interno da Comissão Mista de Orçamento. a elaboração e a administração pública brasileira. acabou com as dúvidas quando obrigou que as COMENTÁRIO: o art. na CF/88. Previdência e Assistência Social. Assim. O texto VII . que impede os orçamentos 20 GABARITO: CERTA paralelos. princípios. 158 e àquele a que se referirem. pela emenda 50/06. 13 GABARITO: CERTA É característica do processo orçamentário federal COMENTÁRIO: o examinador está falando do principio brasileiro orçamentário da UNIDADE. Lei 21 GABARITO: ERRADA 101/00. vai até 17/07 de todos os anos. 18 GABARITO: ERRADA III . considerarão os efeitos das alterações na legislação. I . organização do plano plurianual. § 9º. IX .

COMENTÁRIO: o examinador tentará induzir ao "E"conômico. § 9º. criou condições objetivas para a efetiva observância do princípio da universalidade. 165.iniciais de "T"ributário. TODAS as INICIATIVAS compreenderá: que versem sobre ORÇAMENTO são exclusivas do I . do Ministério Público e da Defensoria falando da vigência da LOA. respectivamente. pública. e ninguém mais. órgão.com/PauloLacerda 13 . 212 e 37. Essa já é uma e especiais. XXII. que é anual. § 8º. aplicados na conveniência e oportunidade.). 28 GABARITO: ERRADA Lembre do TEFO . II . direta ou indiretamente.Professor Paulo Lacerda AFO . abrangendo todas em casos de emenda ou veto ao projeto de lei as entidades e órgãos a ela vinculados. como é o no art. 2) orçamento. a Constituição condensada. LEIS ORÇAMENTÁRIAS (ADEPARÁ) A Constituição da República trouxe (TJ/CE) Com relação ao orçamento público. bem como o disposto no § 4º deste artigo. salvo alguns casos 198. Todas as outras receitas públicas e as operações de crédito por antecipação de receita. em duodécimos. que é bem menor. de Não manutenção da previdência social. previstas extraorçamentárias têm vinculações próprias. as administrações obrigam-se a elaborar estivessem líquidos. COMENTÁRIO: Pode ter. como normal material de hierarquia superior. "F"inanceiro e "O"orçamento. pois fundos. Os recursos correspondentes às dotações 23 GABARITO: ERRADA orçamentárias. É característica do processo orçamentário federal brasileiro 29 GABARITO: ERRADA 24 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: galera concurseira. compreendidos os créditos suplementares COMENTÁRIO: nem precisar comentar. seus CHEFE do PODER EXCUTIVO. ao poder executivo.). do orçamento federal Poder Público.o orçamento fiscal referente aos Poderes da União. A discriminação das receitas que financiam esses investimentos contempla o principio orçamentário da discriminação. na forma da lei complementar a que se refere o art. Compete à União. e a prestação de garantias às constitucionais. § 2º. julgue os diretrizes inovadoras de grande significado para a gestão itens que se seguem. se entidades estatais com os orçamentos anuais. por parte da indireta. no caso do PPA. detenha a maioria do 30 GABARITO: ERRADA capital social com direito a voto.o orçamento de investimento das empresas em que a União. financeiro. valoriza-se o seria infringido. (. conceito de que os poderes têm as mesmas demandas e na mesma proporção. participativo é totalmente inconstitucional. LDO. 165. ou seja.EXERCÍCIOS públicos de saúde. Com esses instrumentos. fundo ou despesa é vedada. que cabem.. ser-lhes-ão entregues até o dia 20 de cada mês. 24. o art. Quando se fala em periodicidade. econômico e (.o orçamento da seguridade social. recursos sem destinação. Acredito que o princípio que está planos de médio prazo e esses mantêm vínculos estreitos maculado é o da transferência.. 27 GABARITO: CERTA É característica do processo orçamentário federal COMENTÁRIO: quem autoriza a arrecadação é a LOA. pela doutrina.. que deixa os impostos mais livres para serem vincular a receita de impostos. Ao definir detalhadamente a publicassem suas demonstrações contábeis de forma composição da lei orçamentária anual. brasileiro a maior fonte de arrecadação são os tributos. da administração orçamentária. como determinado. III . a inclusão de todas Dúvidas: pjlacerda@me. para manutenção e desenvolvimento do 26 GABARITO: CERTA ensino e para realização de atividades da administração COMENTÁRIO: a vinculação de receita de impostos a tributária.. aos Estados e ao Distrito Federal dispor sobre as alterações na legislação tributária por legislar concorrentemente sobre: determinação constitucional. uma dica COMENTÁRIO: art165. Como a 22 GABARITO: CERTA LDO norteia a elaboração da LOA. inclusive fundações instituídas e mantidas pelo Comissão Mista de Orçamento. 25 GABARITO: ERRADA como o plano plurianual e a lei de diretrizes COMENTÁRIO: princípio do orçamento bruto somente orçamentárias. É notória a distância estrutural do É característica do processo orçamentário federal executivo para com o judiciário. destinados aos órgãos dos Poderes Legislativo "sopa" para ti. Assim a iniciativa. caso os valores constantes na LOA planejamento. 1) direito tributário. instituídos e mantidos pelo Poder Público." caso das contribuições sociais. que se vinculam a Esse princípio é chamado. no caso da Pública. nada mais natural a COMENTÁRIO: recorrendo à CF/88 novamente. da CF/88. destacando-se a criação dos novos instrumentos. por sua vez. sim. pelos arts. fato que não autoriza a iniciativa de direta ou indireta. § 5° A lei orçamentária anual importante para sua prova. ou quadrienal. órgãos e entidades da administração direta e tal ação é indelegável. Assim. estamos e Judiciário. LOA. só não cabe Afetação. bem como os fundos e fundações indicar os recursos para créditos adicionais. brasileiro Corrigindo.com facebook.

3) Amortização da Dívida: Despesas orçamentárias com carta magna. julgue os itens subsequentes.. art. e até 15 de abril. Dúvidas: pjlacerda@me. deixando capital. orçamentos anuais. Não se Essa replica a letra da CF/88. 2. assim como a receita. o PPA precisa constar previamente no PPA. 37 GABARITO: ERRADA de forma regionalizada. ou sem lei que autorize a Administração Pública para as despesas de capital e inclusão. e com a aquisição Executivo. se configura como um núcleo que erradia determinações constar na respectiva LOA. as diretrizes. Como observamos na figura. percebemos que ela constituídas. da CF/88 governo pretende realizar. Assim. contratual ou mobiliária.) § 1º . Segundo Manual Técnico do Orçamento. esqueçam na hora da prova: os prazos estipulados na "Art.. A esse respeito.) atingidas nos quatro anos de mandato. § 1º. O início do texto. capital) que ultrapassem um exercício financeiro devem Seguindo tendência inovadora rumo à administração constar no PPA. seus próprios grupo.EXERCÍCIOS as receitas e despesas no processo orçamentário comum. para o atualização monetária ou cambial da dívida pública PPA e a LOA. diretamente. para a LDO. Vamos ver o que diz art 167. 35 GABARITO: ERRADA 32 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: COMENTÁRIO: Essa questão possui uma pegadinha própria de concursos O Plano Plurianual consiste em plano estratégico de públicos. a saber: 2. os objetivos e metas da inclusão no plano plurianual.com facebook. conforme 34 GABARITO: CERTA ilustra a figura a seguir. 165. já Em várias passagens da CF/88. que. apenas a União.Professor Paulo Lacerda AFO . 36 GABARITO: CERTA 33 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: COMENTÁRIO: Já vimos uma questão com o mesmo teor. § 1º . para união é até 31 de agosto. COMENTÁRIO: A despesa pública. as despesas de capital são divididas em grupos. § 1º. 165 constituição atualmente somente se referem à União. é classificada em duas categorias econômicas: 1) Despesas Correntes: as que não contribuem. não são obrigatórios para os entes. pois se encerra no 1° ano do sucessor. de acordo empresas. exigindo-se. qualquer investimento que se gerencial ou de resultados. sempre seguindo a espinha dorsal da 2. É um tipo de erro de extrapolação de médio prazo. 2) Despesas de Capital: as que contribuem. " do Chefe do Executivo e terminando no primeiro exercício financeiro do mandato subsequente. para a formação ou aquisição de um bem de capital." outras delas decorrentes. 2002 softwares e com o planejamento e a execução de obras. para a formação ou aquisição de um bem de capital. O plano plurianual não tem inclusive com a aquisição de imóveis considerados a mesma duração do mandato do chefe do Poder necessários à realização destas últimas. Estes prazos interna e externa.com/PauloLacerda 14 . diretamente.A lei que instituir o plano plurianual estabelecerá. outras delas decorrentes e para as relativas aos programas iniciando-se no segundo exercício financeiro do mandato de duração continuada. macro-orientadas que norteiam a LDO e a LOA. objetivos e metas da COMENTÁRIO: administração pública federal para as despesas de capital e A vigência do Plano Plurianual é de quatro anos. 31 GABARITO: CERTA aquisição de títulos representativos do capital de COMENTÁRIO: empresas ou entidades de qualquer espécie. (. É o caso dos prazos para envio das peças o pagamento e/ou refinanciamento do principal e da orçamentárias. de um exercício financeiro poderá ser iniciado sem prévia forma regionalizada. e para as relativas aos Percebem que somente os investimentos (despesas de programas de duração continuada. além de outras despesas classificáveis neste com suas características e peculiaridades. que contém os projetos e atividades que o interpretação. equipamentos e material permanente. sob pena de crime de responsabilidade.. apenas. acertadamente.2)Inversões Financeiras: Despesas orçamentárias com a aquisição de imóveis ou bens de capital já em utilização. implementada a partir da remeta a menos de 12 meses dentro do mesmo ano não chamada Reforma de Estado no fim do século XX. ordenando as suas ações e "Art 167 visando à consecução de objetivos e metas a serem (.Nenhum investimento cuja execução ultrapasse A lei que instituir o Plano Plurianual estabelecerá. quando a operação não importe aumento do regulamentou. as diretrizes. de instalações.1) Investimentos: Despesas orçamentárias com Fonte: Jund.. e com a constituição ou aumento do capital de os outros entes da federação regulamentarem.

EXERCÍCIOS as projeções para seus principais agregados e variáveis. fundos e fundações instituídos e mantidos pelo § 4o A mensagem que encaminhar o projeto da União Poder Público. despesas. podemos encontrar determinações COMENTÁRIO: constitucionais. detenha a § 3o A lei de diretrizes orçamentárias conterá Anexo de maioria do capital social com direito a voto. e atenderá ao disposto ao § 5o do art. os objetivos das políticas Conforme disposição constitucional. no biênio 1986-87. que norteia a elaboração da dos recursos obtidos com a alienação de ativos. A despeito do fato que ainda esperamos uma lei § 2o O Anexo conterá. será encaminhado até quatro COMENTÁRIO: meses antes do encerramento do primeiro exercício Art.. a partir da situação verificada de aplicação das agências financeiras oficiais de fomento.com facebook. O disposto no art. apresentará.. exercício a que se referirem e para os dois seguintes. I e II. serão obedecidas as estatais independentes que do erário so fazem uso de seguintes normas: recursos para investimento. em obrigatórias de caráter continuado.demonstrativo das metas anuais. § 7º. para o exercício subsequente. b) dos demais fundos públicos e programas estatais de seus fundos. 41 GABARITO: ERRADA II . encaminhado até oito meses e meio antes do encerramento (. segundo o princípio orçamentário da Dúvidas: pjlacerda@me.avaliação da situação financeira e atuarial: despesa. destacando a origem e a aplicação Diretrizes Orçamentárias. Mas vamos "tentar". também nos com as metas e prioridades estabelecidas na Lei de últimos três exercícios. inclusive fundações instituídas V . Nela.com/PauloLacerda 15 .disporá também sobre: II . onde serão avaliados os passivos  Orçamento da seguridade social. 4o A lei de diretrizes orçamentárias atenderá o disposto financeiro e devolvido para sanção até o encerramento da no § 2o do art.. distribuindo-se os a elaboração da lei orçamentária anual. a lei orçamentária monetária.o projeto do plano plurianual.avaliação do cumprimento das metas relativas ao ano anterior.) do exercício financeiro e devolvido para sanção até o § 1o Integrará o projeto de lei de diretrizes encerramento do primeiro período da sessão legislativa.  Orçamento fiscal referente aos Poderes da União. e Riscos Fiscais. Administração Direta ou Indireta. da LRF e de seu próprio texto. que a União. junto com o PPA. orçamentárias Anexo de Metas Fiscais. creditícia e cambial. objetivos e metas programadas no Plano nacional. 35. bem como os caso se concretizem. resultados exercício financeiro e devolvido para sanção até o nominal e primário e montante da dívida pública.. ainda: complementar que substitua a lei 4320/64. 165 da a) dos regimes geral de previdência social e próprio dos Constituição Federal. instruído com COMENTÁRIO: memória e metodologia de cálculo que justifiquem os Essa nem merece comentários. Plurianual. A resultados pretendidos. Segundo a Os prazos para envio e devolução das peças constituição. e 38 GABARITO: ERRADA ainda as metas de inflação. relativas a receitas. em anexo específico. I . ela compreenderá as metas e prioridades da orçamentárias já estão determinadas na CF/88. buscando a sua concretização em consonância III . direta ou indiretamente. visando à viabilização das delas com as premissas e os objetivos da política econômica diretrizes. Ela conterá a previsão da receita e a fixação da IV . orientará progressiva. informando as providências a serem tomadas. para vigência até o final do primeiro exercício financeiro do mandato 39 GABARITO: CERTA presidencial subsequente. bem como os parâmetros e anual é formada. está no rol de novidades da 40 GABARITO: ERRADA CF/88. em que serão III . I .) que a LDO não estabelecerá a política de aplicação das § 2º . renúncia de receita e da margem de expansão das despesas  Orçamento de investimento das empresas. da públicas." COMENTÁRIO: A LDO.o projeto de lei de diretrizes orçamentárias será a) equilíbrio entre receitas e despesas. § 9º. órgãos e entidades da Administração natureza atuarial. e evidenciando a consistência ações a serem executadas. incluindo as despesas de Art.o projeto de lei orçamentária da União será estabelecidas metas anuais. 165. no prazo de até dez anos. LOA. Direta e Indireta. que são as que se refere o art.Até a entrada em vigor da lei complementar a agências financeiras oficiais de fomento. para o encerramento da sessão legislativa. Observemos que o erro está quando o examinador afirma (. 165. compreendendo o: servidores públicos e do Fundo de Amparo ao Trabalhador. comparando-as com as fixadas nos Lei Orçamentária Anual compreende a programação das três exercícios anteriores. a saber: administração pública federal. disporá sobre as recursos entre as regiões macroeconômicas em razão alterações na legislação tributária e estabelecerá a política proporcional à população. 165 da Constituição e: sessão legislativa.Professor Paulo Lacerda AFO . abrangendo contingentes e outros riscos capazes de afetar as contas todas as entidades e órgãos a ela vinculados.demonstrativo da estimativa e compensação da e mantidas pelo Poder Público. será cumprido de forma capital para o exercício financeiro subsequente. I .evolução do patrimônio líquido. em valores correntes e encaminhado até quatro meses antes do encerramento do constantes.

examinar e emitir parecer sobre os planos e programas nacionais. se. dívidas 2) de Mesa Diretora. quando reza que norma geral que disciplina a 45 GABARITO: ERRADA apresentação da proposta e da lei orçamentária. geração de 1) Individuais.EXERCÍCIOS unidade. Fique Judiciário". o novo por maioria absoluta. consolidada e mobiliária.. dentre mínimo. desembolso. 46 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: § 1o A responsabilidade na gestão fiscal pressupõe a ação Ao tramitar pelo Poder Legislativo." Notem que o erro está no prazo final para estabelecerá a 44 GABARITO: ERRADA programação financeira e o cronograma de execução COMENTÁRIO: Dúvidas: pjlacerda@me. 43 GABARITO: ERRADA 5. as despesas e as receitas públicas. pois ele resumiria. 40% de sua bancada. que se materializa pela maioria LOA. poderíamos considerar a questão como afirma o substitutivo será "promulgado pelo Poder correta. às diretrizes orçamentárias. 58.com/PauloLacerda 16 . regionais e setoriais previstos nesta Art. no são sim uma das três especiais de adicionais. créditos suplementares ou especiais com finalidade precisa. funcionais com peças retificadoras da MAIORIA SIMPLES. Fica confuso. pois cabe ao Poder atento Executivo tal ação. mediante o cumprimento de metas de resultados atendendo as regiões de representação política deste ou entre receitas e despesas e a obediência a limites e daquele parlamentar.com facebook. Segundo a CF/88. 5) Bancadas: 5. Elas podem ser: condições no que tange a renúncia de receita. inscrição em Restos a Pagar. mas não a taxaria. e não dois como o Ia tão bem!!! Quase todo o texto está correto e faz examinador o fiscal e o da seguridade social. dos presentes na sessão mais um (1) parlamentar. o Poder Executivo estabelecerá a programação denota. e não No que tange às operações de crédito. Aqui. O vício da questão está quando ele constitucional".. absoluta. a questão faz referencia expressa à lei n.Professor Paulo Lacerda AFO . por antecipação de receita.1) estaduais. circunstanciada da situação econômico-financeira. ressalvadas as autorizadas mediante Mais uma questão que faz referência à LRF. uma evolução contundente das outras financeira e o cronograma de execução mensal de constituições. 1o Esta Lei Complementar estabelece normas de Constituição e exercer o acompanhamento e a fiscalização orçamentária. sem prejuízo da atuação das demais finanças públicas voltadas para a responsabilidade na comissões do Congresso Nacional e de suas Casas. Art. e COMENTÁRIO: implícita à LRF. devendo cada ente Quanto aos créditos adicionais. ao orçamento anual flutuante. estar organizada e conterá a exposição A Constituição sana qualquer dúvida a respeito. da seguridade social e outras. despesas com pessoal. fato que do art. saldos de créditos especiais. operações de crédito.320/1964. que. é vedada a realização de 47 GABARITO: ERRADA operações de créditos que excedam o montante das COMENTÁRIO: despesas de capital. Os projetos de lei relativos ao plano documentada com demonstração da dívida fundada e plurianual. arestas. o fato da assertiva "formalizada pela decretação pelo Poder 42 GABARITO: CERTA Legislativo". configurando-se o princípio da "Regra de nos termos em que dispuser a lei de diretrizes Ouro". conforme: do Congresso Nacional." Constituição. relação à passividade das outras constituições brasileiras. em que se previnem riscos e orçamentárias podem receber emendas parlamentares. na forma do regimento comum. aprovados pelo Poder Legislativo por maioria "Art. 4o. (. fato inverossímil. "Art. o este tivesse suprimido a parte "conforme disposição que é especial e célere. corrigem desvios capazes de afetar o equilíbrio das contas que retificam o texto. públicas.) Lei 101/00 II . Decretar não é uma nomenclatura usual do COMENTÁRIO: legislativo quando se fala em matéria orçamentária.º 4. 167. restos a pagar e e aos créditos adicionais serão apreciados pelas duas Casas outros compromissos financeiros exigíveis.2) regionais: Cada região brasileira pode apresentar até COMENTÁRIO: duas emendas de seu interesse. por três orçamentos. que resguarda as contas públicas quanto à orçamentárias e observado o disposto na alínea c do inciso I realização de empréstimos insustentáveis. concessão de garantia e 4) Comissões Permanentes. Cuidado! Se referência ao processo legislativo das leis orçamentárias. mas aprovadas por outros motivos. as peças planejada e transparente. 166. que é a metade dos componentes da entendimento da CF/88 é uma tanto quanto diferente em sessão mais um (1). com amparo no Capítulo II do Título VI da de acordo com o art. 8o Até trinta dias após a publicação dos orçamentos. os créditos suplementares estadual ou o Distrito Federal estar representado por. também. criadas gestão fiscal. inclusive 3) de Relatoria.

165. haja vista as receitas não seguirem tal princípio.direito tributário. I e II. Congresso Nacional. o gestor público pode se deparar com no biênio 1986-87. sessão legislativa.. 24. É vedado ao gestor público exceder os II . (Incluído "Art.. aos Estados e ao Distrito (STJ) Julgue Federal legislar concorrentemente sobre: 48 GABARITO: CERTA I . além de procedimentos que serão adotados quando houver Outrossim.. I . XXII.. tal representante pode se valer de § 2º . cinta da autonomia que alicerça tais entes.) simetria que devem imperar nas questões orçamentárias e § 9º .Professor Paulo Lacerda AFO . (. a elaboração e a organização do plano plurianual. para vigência até caixa durante o exercício financeiro. § 7º. despesas. diz: NATUREZA "Art. aos Estados e ao Distrito Federal por I . para manutenção e desenvolvimento do encaminhado até quatro meses antes do encerramento do ensino e para realização de atividades da administração exercício financeiro e devolvido para sanção até o tributária.o plano plurianual.). a vigência. fato dos Municípios não participarem dessa concorrência.as diretrizes orçamentárias.)" (IPEA-TÉCNICO) No que se refere aos princípios No âmbito particular. recorreremos novamente à CF/88.. a saber: ou adicionais.dispor sobre critérios para a execução equitativa. III . financeiro.com facebook. será encaminhado até quatro A CF/88 estabelece que.os orçamentos anuais. Essa é fácil. bem como a ADCT da obrigações diretas que excedam os créditos orçamentários CF?/88. a lei 4320/64 será a lei que II . ultrapassem as leis autorizativas. como já explanado. A CF/88 reza: para a realização do disposto no § 11 do art." 198.) Segundo a LRF. fundo encaminhado até oito meses e meio antes do encerramento ou despesa. cumprindo alguns o final do primeiro exercício financeiro do mandato requisitos da própria LRF. a CF/88 reza que: Lembre-se de uma coisa na hora da prova. 50 GABARITO: CERTA da lei de diretrizes orçamentárias e da lei orçamentária COMENTÁRIO: anual. distribuindo-se 51 GABARITO: CERTA os recursos entre as regiões macroeconômicas em razão COMENTÁRIO: proporcional à população. Dúvidas: pjlacerda@me. serão obedecidas as antecipação de receita orçamentária .estabelecer normas de gestão financeira e créditos orçamentários ou adicionais. 212 e 37. cumprimento de restos a que não constem na LOA.com/PauloLacerda 17 . 167. fato que compromete a logística a (. presidencial subsequente.ARO -.o início de programas ou projetos não incluídos na lei Enquanto a lei complementar não for editada pelo orçamentária anual. São vedados: II . 35. econômico e (. O disposto no art. São vedados: pela Emenda Constitucional nº 86.dispor sobre o exercício financeiro. julgue os itens seguintes. a partir da situação verificada Variavelmente.o projeto do plano plurianual." Em relação à lei complementar. 165. no art. que se seguintes normas: destinam. no prazo de até dez anos. ressalvadas a repartição do produto da do exercício financeiro e devolvido para sanção até o arrecadação dos impostos a que se referem os arts.). nem tão pouco que pagar e limitação das programações de caráter obrigatório. 158 e encerramento do primeiro período da sessão legislativa.a vinculação de receita de impostos a órgão. que é de até trinta dias. 24.EXERCÍCIOS mensal de desembolsos. § 2º.o projeto de lei de diretrizes orçamentárias será IV . COMENTÁRIO: Em termos de normas gerais. o Estado não pode assumir obrigações diretas impedimentos legais e técnicos. 159. e a prestação de garantias às operações de crédito por antecipação de receita (.orçamento. a atender insuficiência de I . para tal empréstimo. insuficiência de caixa para sanar sues compromissos. Falou algo que "Art. 165. Isso somente acontece para o lado das III . falou legislação estabelecerão: concorrente União...o projeto de lei orçamentária da União será públicos de saúde. você pode memorizar esse instituto orçamentários brasileiros e ao poder de legislar sobre por meio da analogia de antecipação do 13° salário ou da orçamento.Cabe à lei complementar: afins. pelos arts. pois patrimonial da administração direta e indireta bem como descaracterizaria a função primordial da LOA: condições para a instituição e funcionamento de fundos. Compete à União. respectivamente. será cumprido de forma progressiva. 166. (. 167. encerramento da sessão legislativa. Outra coisa é o II . COMENTÁRIO: II . a destinação de recursos para as ações e serviços III . é possível meses antes do encerramento do primeiro exercício afetar parte de impostos de competência residual como financeiro e devolvido para sanção até o encerramento da garantia. de 2015)" I . pois são mais 5 mil. planejamento.a realização de despesas ou a assunção de regumentará tais situações.Até a entrada em vigor da lei complementar a empréstimos denominados de operação de crédito por que se refere o art. § 9º.. créditos ou dinheiro. "Art.. que." "Art.. Leis de iniciativa do Poder Executivo envolva recurso. os prazos. como determinado. e não até 49 GABARITO: ERRADA sessenta dias após a publicação da lei orçamentária.

é ao apoio. 55 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: (SECONT/ES) Com relação ao orçamento público e ao ciclo orçamentário. o programa que expressa e orienta a ação Para adequar a peça orçamentária ao ambiente inóspito governamental para a entrega de bens e serviços à comum nos mundo atual. de um órgão para outro. a eficácia e a neoclássicos. Considerado um dos mais importantes economistas de Utilização sistemática de indicadores e padrões toda a história. execução. sociedade é o Temático. bem como a animal" e pela "covardia individual" dos empresários. conceito adotado pela inciativa privada. sempre direcionados pela LDO. contempla os Programas Temáticos e de COMENTÁRIO: Programas de Gestão. sim. uma vez que é determinado pelo "espírito efetividade das ações governamentais. embora necessários para o bom desenvolvimento de um (TERRACAP-CONTADOR) No Brasil. são Como podemos observar na figura. o pleno emprego. julgue os itens a seguir. bem como atender a demanda em 54 GABARITO: ERRADA setores não muito atrativos à área privada. COMENTÁRIO: Orçamento-Programa é. as Dúvidas: pjlacerda@me. 52 GABARITO: ERRADA . mas durante a execução são deslocados à LOA. e publicada a LOA. como a justiça e a reglação. o orçamento-programa foi introduzido por intermédio da Lei n° 4. recursos de uma categoria de programação para outra ou Manutenção e Serviços ao Estado. há a financeira pública.Programa Temático: aquele que expressa e dos brasileiros. excelência e economicidade. inclusive os que extrapolam o exercício. que. uma relação as seguintes: umbilical entre o planejamento de médio prazo (PPA) e os Orçamento é o elo entre o planejamento e as orçamentos anuais (LOA). com base 57 GABARITO: CERTA nessas diretrizes. à gestão e à manutenção da atuação comum que uma despesa se torna desnecessária. o remanejar ou a transferir que. John Maynard Keynes. chamado de teoria Ele defende uma participação ativa e intervencionista de dos 6Es. obstante outra se torna mais importante. segundo a CF/88. um Estado enérgico nos segmentos da economia que. há. com programas anuais. Estrutura do orçamento está voltada para os (FHCGV/PA-Contador) aspectos organizacionais e de planejamento. interligação é materializado por meio de programas Alocação de recursos visa à consecução de governamentais. Manutenção e Serviços ao Estado: A situação mais adequada em qualquer área de atuação financeira é aquela em que. práticas muito comuns . 53 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: O orçamento-programa é a técnica orçamentária vinculada ao planejamento econômico e social que surgiu como uma necessidade de levar à prática. ao final do exercício fiscal. A produtiva da economia. LDO e LOA. Ratificando. separação em programas governamentais. em síntese. No Brasil. julgue os itens subsequentes. a junção das leis (MS-CONTADOR) Com relação à administração orçamentárias.EXERCÍCIOS restituição do Imposto de Renda.320/64 e do Decreto-Lei n° 200/67. durante a elaboração constam no finalidades. o Poder Executivo poderá.Professor Paulo Lacerda AFO . não interessam ou não podem ser atendidos pela denominado orçamento-programa. objetivos e metas.com facebook. sancionada. transpor. e não gestão de políticas públicas. criou a escola de medição do trabalho e dos resultados das ações keynesiana. Organização das Nações Unidas (ONU) para designar um O objetivo do keynes era manter o crescimento da sistema em que se presta particular atenção às coisas que demanda em paridade com o aumento da capacidade um governo realiza mais do que às coisas que adquire. agora. Manutenção e Serviços ao COMENTÁRIO: Estado: aquele que expressa e orienta as ações destinadas Uma vez aprovada. mas São considerados todos os custos dos programas. de forma suficiente para garantir respeito desse assunto. orienta a ação governamental para a entrega de bens e serviços à sociedade. incorporou-se o país. Na primeira peça. os planos governamentais de desenvolvimento a longo prazo.Programa de Gestão. 56 GABARITO: CERTA Principais critérios de classificações são o COMENTÁRIO: funcional e o programático. O pleno alcance dessa funções operacionais da organização. é chamado de Programa de Gestão. econômico não é auto-regulador como pensavam os Controle visa avaliar a eficiência. PPA. portanto.com/PauloLacerda 18 . mas sempre com prévia autorização legislativa. que. As características do orçamento-programa. PPA. não governamental. que se fundamenta no princípio de que o ciclo governamentais. julgue os itens a seguir.

no orçamento público. nas atividades. ações usadas. julgue os itens a seguir. durante a execução orçamentária. Se elas não estão sendo aperfeiçoamento da ação de governo. são duas ações que oferecidas pelo mercado. segundo o art. é criar bancos (correntes e de capital). Historicamente. mais radical. envolvendo um Está implícita a ideia de que os consumidores podem conjunto de operações. muito usado em combustíveis. necessário à manutenção da ação de Governo. pois não exceção. a utilização dos recursos das contas públicas aceitos no afã de sanar demandas recebidos vincula-se à determinação constitucional ou sociais. telefonia e de instituições financeiras RC < DC => Déficit corrente. inversões financeiras. para reagir aos gargalos mercantis. só podem ser oferecidas pelo contribuem para atender ao objetivo de um programa. evitando flexíveis são as correntes. Mas não podemos reduzir exclusivamente de uma ou mais variáveis. a aprovação do orçamento deve observar processo Dúvidas: pjlacerda@me. contraprestação direta ou imediata pelo pagamento. deparemo-nos com cidadão ou segmento da sociedade ser excluído por conta mais custeio. 59 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: PRINCÍPIOS A questão já está errada quando. pelo contexto se alinha a transferência ao tributo. pela doutrina. despesa. 16 do CTN. do recebimento de equilíbrio estático. assistência ou cooperação entre segundo o qual. sistema perverso de oferta de bens. RC = DC => Nulo RC > DC => Superávit corrente* 61 GABARITO: ERRADA *saldo positivo cobrirá o déficit de capital. deve ter o valor entes da federação. Princípio orçamentário. que não decorram de determinação previsto da receita não superior ao valor fixado da constitucional. as mais operacionais e Fomento. são espécies orçamentária. que se COMENTÁRIO: configura quando o valor das Receitas de Capital é menor ATIVIDADE Instrumento de programação utilizado para do que o valor das Despesas de capital. As transferências têm a função de COMENTÁRIO: cumprir determinação legal. sempre se procurou dar um cunho jurídico ao orçamento. Esse contexto é chamado. muitas das vezes. legal. receitas públicas de fatos 62 GABARITO: CERTA geradores distintos. das quais satisfazer suas necessidades sociais. é simplesmente proibir resultante do balanceamento dos totais das receitas (RC) ou limitar severamente as fusões e incorporações no setor e despesas correntes (DC). que tenham coberto as despesas orçamentárias totais busca amenizar as falhas de mercado. é comum ou privado destinados a atender despesas de manutenção acontecerem déficits por conta da contingência da ou funcionamento. tanto as receitas e as despesas 60 GABARITO: CERTA precisam estar previstas a Lei Orçamentária Anual. tributárias cuja obrigação tem por fato gerador uma 63 GABARITO: CERTA situação independente de qualquer atividade estatal COMENTÁRIO: específica. ou têm caráter de auxilio.com facebook. relativa ao contribuinte. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo (IPEA) Com relação às funções de governo e às políticas e permanente. Estado. Tributário Nacional e aos princípios da ordem Os impostos. Tais transferências ocorrem entre entidades públicas de diferentes esferas ou entre 12(TCU-ANALISTA) Com referência ao Sistema entidades públicas e instituições privadas. É comum que. julgue os itens a seguir. limitadas no tempo.EXERCÍCIOS receitas orçamentárias totais (correntes e de capital) Uma das formas criadas pelo Estado intervencionista. ou COMENTÁRIO: seja. bem como com investimentos ou economia. das quais resulta um produto ou serviço econômicas. possuindo mais chance de ter que o mercado se cartelize para formas preços viciados e déficit e superávit. Por outro lado. quando as primeiras são mercantil. como a capacidade financeira essas duas despesas às suas características basilares. chamados de Agências Financeiras Oficiais de Dessas duas receitas e despesas. que não impliquem contraprestação muito comum nas economias mais sensíveis às influencias direta em bens e serviços a quem efetuou essa ambientais. ou ao objeto pactuado. ou seja. privadas. para criar um maiores do que as segundas. o qual não recebe Segundo artigo do Senado Federal.com/PauloLacerda 19 . uma depende da outra. que demonstra saldos positivos ou negativos transferência. fato que faz aparecer o equilíbrio dinâmico. estatais. que não são ofertadas resulta um produto que concorre para a expansão ou o a contento pelo mercado. nos projetos. legal ou do SUS. recursos financeiros de outras pessoas de direito público Mas. Outra forma. quando for constitucional. E que.Professor Paulo Lacerda AFO . encontremos mais que se configura como sendo a possibilidade de um investimentos. para ser legal. São provenientes. e 58 GABARITO: CERTA PROJETO Instrumento de programação utilizado para COMENTÁRIO: alcançar o objetivo de um programa. alcançar o objetivo de um programa. fato que não cabe aplicar o principio da exclusão. O superávit do orçamento corrente iguais. como segundo determinação da SOF. de natureza complementar. pois insuficiente.

Professor Paulo Lacerda AFO . 165. desenvolvimento do ensino. contratação de créditos. O erro da questão está quando o referido examinador (ANATEL-CONTADOR) relaciona todos os tributos ao princípio. conforme previsão constitucional O respaldo a este princípio pode ser encontrado nos art. salvo as exceções complexo. cobrar a regra. bem O princípio da universalidade preceitua que a LOA deve assim o disposto no § 4o deste artigo. compreendendo um nenhuma parcela da receita de impostos poderá ser plano orçamentário integrado.com facebook. que é aplicado 70 GABARITO: CERTA apenas a uma espécie: IMPOSTOS. COMENTÁRIO: É vedada a vinculação de receita de impostos a órgão. nos termos da lei. às diretrizes orçamentárias. Ele surgiu juntamente estimativa de receita e à fixação da despesa". não há valores todo o universo das receitas a serem arrecadadas e das líquidos na peça orçamentária. não vicia o ao mesmo objetivo. da CF/88.com/PauloLacerda 20 . jamais líquidos. Todas as parcelas da receita e da texto. previstas no art. CF/88. conforme previsto em vários vinculações específicas para as receitas auferidas." 64 GABARITO: ERRADA Um detalhe importante para sua prova: o texto da COMENTÁRIO: assertiva faz referência à regra. 48. despesas a serem executadas pelo Estado é o da universalidade. despesas ou receitas estranhas ao controle da ou a determinado gasto. mas. mesmo assim.165. que é "a Lei do Sempre a mesma questão sobre o princípio do orçamento Orçamento não contenha qualquer matéria estranha à bruto com a mesma "pegadinha". visando. fundo ou receitas e despesas do governo e dar prévia autorização despesa. pois. § 8o. o examinador. dispositivos constitucionais (arts. não se ao orçamento anual e aos créditos adicionais serão incluindo na proibição a autorização para abertura de apreciados pelas duas Casas do Congresso Nacional. valores "brutos"." COMENTÁRIO: Assim. (MI) julgue 65 GABARITO: ERRADA 68 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: COMENTÁRIO: Este princípio veda a vinculação da receita de impostos a Aqui. IV. exceções constitucionais. 166 da CF/88. III e § 5°. e O princípio da não-afetação das receitas encontra-se 166) e o art. 158 e (SECONT/ES) Com relação ao orçamento público e ao 159. que é A lei orçamentária não conterá matéria estranha à vinculada a serviços (taxas de serviços) ou a fiscalizações previsão da receita e à fixação da despesa. § 8 da CF/88). Exceção feita à (taxa de poder de polícia). No segundo. O fim do texto é bem claro: "sem qualquer tipo de 67 GABARITO: ERRADA dedução. ainda que por antecipação de receita.EXERCÍCIOS legislativo porque trata-se de um dispositivo de grande autorização para abertura de créditos suplementares e interesse da sociedade.. No primeiro. como determinado pelo art. pois possibilita conhecer a priori todas as IV – a vinculação de receita de impostos a órgão. à previsão da receita e a fixação da despesa. a saber: orçamento deve conter todas as receitas e todas as "Art. em provas de concursos. vinculações fixadas. ou seja. O Art. julgue os itens a seguir. (ANA) Em relação a orçamento público. a destinação de recursos para manutenção e ciclo orçamentário.. 69 GABARITO: ERRADA 212. 166 dispõe que: "Os projetos de lei "A lei orçamentária anual não conterá dispositivo estranho relativos ao plano plurianual. 165. tal receita não pode ter atividade econômica e paralamentar estatal. ou seja. (art.167. cobra dois princípios orçamentários: previstas em lei. brutos. na créditos suplementares e contratação de operações de forma do regimento comum. recolhimento de todos os recursos de impostos a uma define a característica fundamental de periodicidade conta único do tesouro. 2° da Lei n° 4. a Taxa. e a prestação de garantias às operações de crédito por COMENTÁRIO: antecipação de receita.) parlamentar. no desejo de deixar o texto mais determinado órgão. despesa devem aparecer no orçamento em seus valores normalmente. ressalvadas a repartição do produto da para respectiva arrecadação e realização. sem citar as com o princípio da universalidade." conter todas as receitas e todas as despesas pelos seus Salvo as exceções do próprio texto constitucional. que são livres por natureza. Dúvidas: pjlacerda@me. fundo ou despesa. como reservada ou comprometida para atender a certos casos regra geral. o fundamentado no art. ressalvadas algumas exceções da que se seguem. julgue os itens fundo ou despesa.320/64. arrecadação dos impostos a que se referem os arts. São vedados: despesas do Estado. e não o da unidade." crédito. sem qualquer tipo de dedução. Percebam que tal premissa só tem cabimento aos 66 GABARITO: CERTA impostos. II. deixa o julgamento correto. praticamente. razão indispensável para o controle (. por exemplo. 167. não devendo existir. não há possibilidade de saldos positivos ou O princípio determinante que o orçamento deve abranger negativos constarem na LOA. Os outros tributos COMENTÁRIO: já nascem vinculados como. sem que sejam criadas anual do orçamento. O conteúdo do princípio consiste no anualidade/periodicidade e universalidade.

com a Os Planos podem ser plurianuais.com/PauloLacerda 21 . 75 GABARITO: CERTA 71 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: COMENTÁRIO: Isso mesmo. pois esse princípio não tolera 78 GABARITO: ERRADA exceção!!!! COMENTÁRIO: Ele prescreve que todas as receitas e despesas devem Segundo a CF/88. bem como os fundos e para cada ente da federação. pois infringe o princípio da exclusividade. na sua plenitude. a financeiro coincidirá com ano civil.320/64 reza. mas os orçamentos finalidade de aumentar-lhe a consistência no "stricto sensu" são periódicos e anuais. legislação referente ao assunto. Cuidado. que o exercício controle parlamentar sobre os executivos. inclusive fundações instituídas e mantidas pelo proposta orçamentária. 77 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: 72 GABARITO: CERTA O art.A lei orçamentária anual não conterá dispositivo estabelecerão: estranho à previsão da receita e à fixação da despesa. § 5º . No Brasil.os orçamentos anuais.o orçamento fiscal referente aos Poderes da União. não I . O fato da LOA aceitar O fato da LOA se dividir em três orçamentos não autorizar a abertura de créditos suplementares não descaracteriza a aplicação do princípio da unidade. os prazos. da Essa questão está errada. ainda. Assim. seus valores brutos. linhas seus fundos. não computar constar na LOA. pois as estatais independentes somente constarão da lei orçamentária anual. impediu que tais três orçamentos possam ser executados sem prévia inserção na LOA.o orçamento da seguridade social.320/64. são chamados de Notem que todas as despesas das dívidas públicas deverão receitas e das despesas operacionais. II . créditos suplementares e contratação de operações de III . e Indireta. Dúvidas: pjlacerda@me. Essa é muito comum em provas." recebem recursos do erário para investimentos. se incluindo na proibição a autorização para abertura de II . que é fundamentada nessas regras.o plano plurianual. mas sim o eles só podem existir e se operacionalizar se constarem na excepciona. 5o O projeto de lei orçamentária anual. pois já identifiquei em Quando a CF/88 diz "A lei orçamentária anual outras provas de concursos." Federação brasileira. COMENTÁRIO: Não há essa possibilidade. elaborado de O princípio da universalidade encontra-se positivado no forma compatível com o plano plurianual. período de 1° de janeiro a 31 de dezembro de dado ano. por vezes. lei. cumprimento de sua principal tarefa. abrangendo unidade ao fato da unilateralidade para todo o Brasil. compreende o prática orçamentária. e não para seus custeios. a LOA não abarca mobiliária ou contratual.EXERCÍCIOS 74 GABARITO: CERTA (TCU-ACE) Desde seus primórdios. que é auxiliar o A Lei 4.Professor Paulo Lacerda AFO . 6° da Lei n° 4. Texto certinho.com facebook.A lei orçamentária anual compreenderá: I . Associar o princípio da III . conforme a elaboração e a organização do plano plurianual. orçamentária e nas de crédito adicional. como reza a CF/88: "Art. diz COMENTÁRIO: ”Art. 165. detenha a maioria do COMENTÁRIO: capital social com direito a voto. Caberá a uma lei complementar constar da lei orçamentária e de créditos adicionais pelos dispor sobre o exercício financeiro. julgue os itens a seguir. ainda que por antecipação de receita. Na última administração. e não para as três esferas da fundações instituídos e mantidos pelo Poder Público. Princípios orçamentários são premissas. a instituição COMENTÁRIO: orçamentária foi cercada por uma série de regras. que. 5° da LRF. Ou seja. o financiam neto/principal constará na LOA. o qual define que a Lei Orçamentária diretrizes orçamentárias e com as normas desta Lei Anual compreenderá todas orçamento fiscal as receitas e Complementar: despesas referentes às entidades da Administração Direta § 1o Todas as despesas relativas à dívida pública. 165 da CF/88. compreenderá". e as receitas que as atenderão. ou seja. em seu art. 34. Mas cuidado! O refinanciamento da tais receitas e despesas na LOA não desrespeita o referido dívida pública constará separadamente na lei princípio. também chamadas princípios orçamentários. crédito. órgãos e entidades da administração direta e norteadoras de ação a serem observadas na concepção da indireta. assim fala o art. nos termos da .o orçamento de investimento das empresas em que a 76 GABARITO: ERRADA União. a vigência. da lei preceitua o art. Leis de iniciativa do Poder Executivo § 8º . de diretrizes orçamentárias e da lei orçamentária anual.as diretrizes orçamentárias. 165 da CF/88: Lei de Orçamento. direta ou indiretamente. todas as entidades e órgãos a ela vinculados. haja vista haver uma (1) LOA administração direta ou indireta. Mas o 73 GABARITO: ERRADA refinanciamento constará em separado. Tendo por base a doutrina e a Poder Público. com a lei de art. vedadas as deduções.

vedar dotações globais não especificadas à entrega dos recursos devidos ao Tesouro Nacional pelos no orçamento. principalmente. despesa pelos projetos e/ou atividades. pois o fato da LOA respeitar a LOA porque não representam disponibilidades de recursos está consagrado no art. ou seja. este princípio contribuintes ou devedores. “Documento que indica. de 1964. GABARITO: CERTA Notem que. fez uma troca de cada unidade orçamentária.320. de rendas do patrimônio mobiliário e imobiliário do Estado (receita de aluguel). pois somente elas podem ser aplicadas em despesas públicas. que será para o erário de forma definitiva. em originárias e fundo de despesa pública criado. por ministério/órgão e em É obvio que o examinador.320/64. As primeiras são as arrecadadas por meio da impostos. Corresponde por finalidade. fato impossível. por exemplo. No tocante à contabilização. segundo o art. que serve para exploração de atividades econômicas pela Administração deixar a LOA mais flexível e dinâmica. a nível operacional. por meio dos agentes está consignado no art. em Dúvidas: pjlacerda@me. Pública. o que representa a adoção do regime de caixa para o ingresso das receitas públicas. o princípio da A arrecadação das receitas públicas se configura como especialização. 35 da Lei n° 4. especificação ou discriminação. especificando os elementos de ou legal8 e. desde que: ATIVOS* > PASSIVOS**. Obs. a classificação das receitas aos impostos. e não as outras refeitas públicas. 334 da Lei 4320/64. a cotização dos elementos de conceitos de uma com a outra reeita.com/PauloLacerda 22 . entende-se que se pode alterar o exercício situações normais. Quadro de COMENTÁRIO: Detalhamento de Despesa materializa. como.EXERCÍCIOS Assim. pertencem ao exercício financeiro as RECEITAS receitas nele arrecadadas. revogada quando aquela for editada. podendo ter sua dotação dividida por mais de um elemento de despesa”. Cada públicas.com facebook. 5° e no art. com as receitas extraorçamentárias. pois flerta com a contabilidade. sem discriminação. os ingressos de va. as receitas tributárias e as de contribuições especiais. Isso acontece. 15 da Lei no 4. há a expressão "receitas COMENTÁRIO: públicas". *bens e diretos Fonte: Manual da Receita Pública/2008 ** obrigações com terceiros Como podemos observar na figura. ciência importante para o bom e regular acompanhamento do patrimônio estatal. na doutrina. A receita é estudada sob os auspícios de dois enfoques: 1) Sob o enfoque orçamentário: as receitas são recursos financeiros arrecadadas efetivamente sob a forma de ingresso nos agentes arrecadadores. são auferidas de forma impositiva. Esta questão faz referência a um dos temas mais cobrados 84 GABARITO: CERTA no tocante à receita pública: classificação. nas primeiras. por isso. (ANEEL) Julgue 81 GABARITO: CERTA (ANA-CONTADOR) Acerca da receita orçamentária e COMENTÁRIO: extraorçamentária. 79 GABARITO: CERTA 82 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: COMENTÁRIO: Princípio da não vinculação é aplicado exclusivamente É pacifico. de preços públicos7. Resultam. despesa e respectivos desdobramentos. de prestação de serviços 80 GABARITO: CERTA comerciais e de venda de produtos industriais ou COMENTÁRIO: agropecuários. sim." 2) Sob o enfoque patrimonial: as receitas vão além do recebimento e pagamento efetivo que envolva dinheiro. Decorrem de norma constitucional determinado exercício. fato que fragiliza tal princípio. vincula parte dos derivadas. 83 GABARITO: CERTA Entre outras determinações legais. É o instrumento que detalha. neste caso. Aqui. que tem.ores nas contas públicas são divididas em 85 orçamentárias e extraorçamentárias em sentido amplo.Professor Paulo Lacerda AFO .: "é dinheiro vivo. COMENTÁRIO: Esta questão é bem interessante. financeiro no Brasil. sendo a 2ª etapa da execução orçamentária. eventos extraplanejamento são computadas. julgue os itens seguintes. quanto à procedência. os As segundas são as obtidas pelo poder público por meio projetos e atividades constantes do orçamento de um da soberania estatal. arrecadadores ou instituições financeiras autorizadas pelo ente.

segundo o art. públicas que produzam a valorização imobiliária provocando o surgimento de passivos financeiros. No rol delas. tem como fato gerador o exercício do poder de polícia. que serão restituídos instituída para fazer face ao custo de obras no futuro sob a forma de "despesas extraorçamentárias".com facebook. que se refletem no fluxo de caixa e no nas proximidades dele. pois são créditos de terceiros. Então. extraorçamentárias. cujo caixa do Tesouro acolhe como simples depositário. julgue imposto. a utilização efetiva ou potencial do serviço público específico e divisível. o erro está quando há a afirmação de que a contribuição de melhoria é um (SEFAZ/AL) Com relação às espécies tributárias. Estados. Ela é imposta ao pagamento independe de autorização orçamentária. 89 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: Dúvidas: pjlacerda@me.Professor Paulo Lacerda AFO . Conforme reza o Manual Técnico da Receita Pública. 88 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: Mais um tributo. os itens que se seguem. oriundos ou não da execução do estabelece que a orçamento. Não! Ela é uma espécie de tributo.com/PauloLacerda 23 . que não constitua sanção de ato ilícito. prestado ao contribuinte ou posto à sua disposição. 87 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: 90 GABARITO: ERRADA Os impostos. proprietário que se beneficia por qualquer vantagem de classificadas no passivo financeiro no balanço ordem econômica com a valorização do seu imóvel. orçamento. que consiste em ingressos financeiros pelos Estados. relativa ao contribuinte. são espécies COMENTÁRIO: tributárias mais nobres cuja obrigação tem por fato Recorreremos a uma figura antes citada gerador uma situação independente de qualquer atividade estatal específica. tributos são as mais importantes origens de receita orçamentária corrente. Distrito Federal ou Municípios foi transitórios e de caráter temporário. encontram-se as receitas Contribuição de melhoria reclamada pela União. em patrimonial. o qual não recebe contraprestação direta ou imediata pelo pagamento. Não tão "glamouroso" quanto aos impostos. 3° do CTN define tributo da seguinte forma: Tributo é toda prestação pecuniária compulsória. o examinador apenas replicou o conceito legal.EXERCÍCIOS Dívida flutuante corresponde aos compromissos cujo Tributo é o que não falta nessa questão. O referido CTN declara que as Taxas cobradas pela União. mas importante fonte de renda. O art. 16 do CTN. Como podemos observar. uma vez que são decorrentes de operações de decorrência da realização de obras públicas no imóvel ou caráter financeiro. uma e tem como valor o acréscimo de valorização que vez que não pertencem ao Estado e não integram o a obra resultar para cada imóvel beneficiado. É a contribuição cobrada para compensar a contra prestação de um serviço público efetuado ou colocado à disposição do contribuinte ou para fazer frente ao poder de polícia de fiscalização. instituída em lei e cobrada mediante atividade administrativa plenamente vinculada. em moeda ou cujo valor nela se possa exprimir. O Código Tributário Nacional patrimônio financeiro. Distrito Federal e Municípios. 86 GABARITO: CERTA Para não se deixar engabelar na prova: COMENTÁRIO: Essa é a "letra fria da lei".

são diversificadas. fato dissonante do comando da assertiva. a etapa de lançamento situa-se no contexto de FPE: receita transferida da União ao seu estado.Professor Paulo Lacerda AFO . transferências. passivos e obrigações a pagar. Assim. legal ou voluntária. no caso dos tributável. com a finalidade de obtenção líquida patrimonial. "apesar COMENTÁRIO: de não ser considerado um estágio da receita pela Há sim o estímulo ao esforço pelo incremento da legislação".EXERCÍCIOS Por ela. Vamos usar. COMENTÁRIO: 91 GABARITO: CERTA O art. 142 do CTN. define o lançamento COMENTÁRIO: como ato da repartição competente. Quando. 53 da Lei no 4. Por sua vez. CTN. menos aquelas que são transferidas a outros entes por determinação constitucional. por sua vez. Há muitas controvérsias sobre a função do lançamento 93 GABARITO: ERRADA para AFO. da obrigação correspondente. ele afirma que. fundo ou devedora e inscreve o débito desta. e da competência extraordinária. como exemplo. ressalvadas algumas exceções. impostos extraordinários de guerra externa. podemos observar os quatro estágios da receita para aplicar em despesas. que verifica a O art. conforme despesa. bem como as associações existentes destinação certa e vinculada. 142 a 150 do IPVA: receita própria no estado. referentes à receita COMENTÁRIO: pública e a suas características. Os impostos estão enumerados na CF. fato inverossímil. Observa-se que. são próprias materializando a autonomia política e fiscal dos entes. por função econômica. mas que não tenham pela lei orçamentária. e aplicações. entre as fontes de recursos e suas destinações. podemos observar que as contribuições de de receita para as necessidades públicas e sob a promessa melhoria são tributos. 167 da CF proíbe. segundo o disposto nos arts. que obriga a receita ser prevista e origens. atende ao fato de que o lançamento não é fase arrecadação de receitas próprias. Na contabilidade. a Receita Pública pode ou não provocar calamidade pública. 94 GABARITO: ERRADA (ANAC) Julgue os itens subsequentes.com/PauloLacerda 24 . 154. determina a matéria inciso I. sendo o caso. efeitos produzidos ou não no Patrimônio Líquido. 15 do CTN. constituição do crédito tributário. prevista no identifica o sujeito passivo e. há diferença arrecadada. 148 96 GABARITO: ERRADA da CF e no art. a procedência do crédito fiscal e a pessoa que lhe é vinculação de receita de impostos a órgão. Tendo em vista as características desses 95 GABARITO: CERTA recursos.320. o art. por conta do CTN. tais como: estabelecidos. Muito descrito em lei elaborada de acordo com a competência errada!!!! especificamente outorgada pela Constituição. ou o ente as receber de forma indireta. haja vista terem encargos do governo. Dúvidas: pjlacerda@me. vinculada pelas liberdades registro de reconhecimento do direito e não constituem fundamentais. COMENTÁRIO: suprir as necessidades financeiras específicas do Estado De acordo com os conceitos contábeis e orçamentários quando da ocorrência de fatos determinados. pois ele já era executado destinações legais e discricionárias. na questão. Conforme a figura Para não erramos mais. O erro da assertiva está quando ele diz que tais receitas (TCU_ACE) As alternativas de financiamento dos bancam investimentos. a possuindo caráter vinculativo à despesa que fundamentou Receita Pública pode ser efetiva e não efetiva. que. o lançamento às suas trincheiras. taxas e contribuições de melhoria. cravando que o lançamento constitui o primeiro e oportunidade. propõe a inciso II do mesmo artigo. Receita Pública Efetiva é aquela em que os ingressos de Ricardo Lobo Torres entende que eles consistem em disponibilidades de recursos não foram precedidos de prestação pecuniária que. estágio da execução. julgue os itens a seguir. Conforme os caráter urgente e de relevante interesse nacional. administrativo que verifica a ocorrência do fato gerador pela União. sua instituição. são receitas de restituição. fundo e órgãos na conveniência pública. de 1964. investimentos públicos de variação na situação patrimonial líquida. da competência residual prevista no art. apenas os impostos são livres abaixo. calcula o montante do tributo devido. sob a diretiva do princípio constitucional obrigações correspondentes e por isto alteram a situação da capacidade contributiva. Os empréstimos compulsórios estão previstos no art. ou seja. o estado de Pernambuco. aplica-se a Convênio com Recife: transferência (despesa) impostos. guerra. aplicação da penalidade cabível. é exigido de quem tenha realizado o fato correntes. e não aplicações. Têm. a legislação orçamentária "importou" entre origens. 92 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: A receita tem várias classificações. Uma delas se apega ao fato do ente as produzir. lançamento é o procedimento ressalvando-se unicamente a possibilidade de utilização.com facebook.

ARO. intraorçamentárias. podendo Fundos e Entidades Integrantes do Orçamento Fiscal e do utilizar a partir do 5º dígito para atender peculiaridades Orçamento da Seguridade Social. julgue os itens.320/1964.Professor Paulo Lacerda AFO . criou-se o instituto das receitas 97 GABARITO: CERTA correntes intraorçamentárias e receitas de capital COMENTÁRIO: intraorçamentárias. quando o Estado tem o doações em dinheiro. as receitas não sofreram nenhuma gera uma mutação nos ativos ou uma variação passiva. elas comporão a LOA. categorias recursos públicos são vinculados a uma despesa específica correntes e de capital. Aqui. evitam a dupla contagem na consolidação 1 º dígito: IDUSO – Identificador de Uso das contas governamentais. de portaria. mas apenas remanejamento de receitas 98 GABARITO: ERRADA entre seus órgãos. orçamentária. fato 101 GABARITO: ERRADA contábil permutativo. Há momento a receita pública será contabilizada.EXERCÍCIOS A Receita Pública Não Efetiva é aquela em que os categorias econômicas foram detalhadas em receitas ingressos de disponibilidades de recursos foram correntes intraorçamentárias e receitas de capital precedidos de registro do reconhecimento do direito e por intraorçamentárias. que não são novas. A respeito da função das receitas isto não alteram a situação líquida patrimonial. 105 GABARITO: CERTA classifica a receita orçamentária em duas categorias COMENTÁRIO: econômicas: receitas correntes e receitas de capital. Para isso. mas não altera a situação líquida COMENTÁRIO: patrimonial no momento do seu reconhecimento. devidamente internas: identificadas. (TCU-AUDITOR) A Lei n. que é o no passivo. as emissões de papel-moeda e outras entradas Como o texto diz ". ainda que não conste originalmente na onde as normas contábeis são as bases.: regime da competência. essas Dúvidas: pjlacerda@me. A receita orçamentária não efetiva constitui.º 4.com facebook. evitando a dupla contagem de recursos COMENTÁRIO: públicos. 2ª) segue a regra geral que é o enfoque orçamentário. quando o Estado tem o recurso financeiro. e não "somente". prática muito comum ante da edição da referida Como a receita das entidades privadas não compõe. julgue o próximo item. não ter obrigação de devolução. Há duas A receita pública pode ser considerada orçamentária se correntes de entendimento que se debruçam sobre em que estiver incluída na lei orçamentária. consideradas receitas extraorçamentárias. no estágio da arrecadação compensatórias no ativo e passivo financeiros são financeira". mas São representadas. respectivamente. Aqui. forma completa. possibilidades de uma receita ser considerada 1ª) segue a regra específica que é o enfoque patrimonial. ela deva ser registrada sem contrapartida será registrada no momento do lançamento.. Com a Portaria Interministerial STN/SOF nº 338/2006. pois De 1964 a 2006. (TRT/10ª) No que diz respeito a conceitos básicos de contabilidade pública. isto é. 104 GABARITO: ERRADA onde a lei 4320/64 é a base. Não líquida patrimonial. mudança contundente. que. isto As operações de crédito por antecipação de receita - é. em seu artigo 11. direito de receber. Ex. fica claro que é o regime de caixa. a receita será registrada COMENTÁRIO: no momento da arrecadação. ou seja. sim. 102 GABARITO: CERTA 99 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: COMENTÁRIO: Essa é grande função do Estado ter adotado essa nova Destinação da receita pública é o processo pelo qual os roupagem às receitas quanto à natureza. pelos códigos 7 e 8 aprovação por ato de conselho superior ou outros em suas categorias econômicas. a receita LOA. que é o regime de caixa. 100 GABARITO: CERTA 103 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: COMENTÁRIO: Essa questão gera muita dúvida no candidato.. procedimentos internos para sua consecução. O código é composto no mínimo por 4 dígitos. Receita Pública Efetiva é aquela em que os ingressos de As operações intraorçamentárias são aquelas realizadas disponibilidades de recursos não foram precedidos de entre órgãos e demais entidades da Administração registro de reconhecimento do direito e não constituem Pública integrantes dos Orçamentos Fiscal e da obrigações correspondentes e por isto alteram a situação Seguridade Social do mesmo ente federativo.com/PauloLacerda 25 . ou a qualquer que seja a aplicação de recursos desde a As receitas intraorçamentárias são contrapartida de previsão até o efetivo pagamento das despesas constantes despesas classificadas na modalidade de aplicação 91 - dos programas e ações governamentais. Com a Portaria Interministerial STN/SOF nº 338/2006. 2º dígito: Grupo de Fontes de Recursos 3º e 4º dígitos: Especificação das Fontes de Recursos. representam novas entradas de recursos nos cofres públicos do ente. Aplicação Direta Decorrente de Operação entre Órgãos.. o erário.

o imposto de renda pessoa física é outro órgão ou entidade no âmbito do mesmo nível de recolhido. que possui códigos de COMENTÁRIO: identificação.939.EXERCÍCIOS Essa questão faz referência à classificação das receitas 107 GABARITO: ERRADA públicas quanto à natureza.com/PauloLacerda 26 . 106 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: Segundo o Manual do orçamento. julgue o item a seguir.04. as Receitas de Capital não provocam efeito sobre o Patrimônio Líquido. principalmente. tendo a sua 108 GABARITO: ERRADA classificação complementada pela informação gerencial COMENTÁRIO: denominada de modalidade de aplicação. que inclui a modalidade de aplicação. de bens e natureza. ou seja. inclusive a decorrente de descentralização orçamentária para outros níveis de Governo. aumentam as disponibilidades financeiras do Estado. Acerca da relação entre as funções e compreende as autorizações para gastos com as várias subfunções. Com relação a A classificação funcional é formada por "funções". superávit do Orçamento Corrente.320. de 20 de administração pública se serve para a consecução dos maio de 1982. ou diretamente para entidades privadas sem fins lucrativos e outras instituições. ela indica se os recursos serão aplicados mediante transferência financeira. A subfunção representa uma partição da função. assim com esta está vinculada à categoria. diretamente Fonte: MTO/2015 pela unidade detentora do crédito orçamentário. e. com o DESPESAS objetivo de agregar determinado subconjunto de despesa (TCU-AUDITOR) Como parte do orçamento. quando destinados a atender (TCU-AUDITOR) A classificação funcional da despesa é Despesas de Capital. a classificação da direita está vinculada a da esquerda. ou por Quando. aloca-se a receita pública correspondente na Governo. realização de recursos financeiros oriundos da que faz parte da classificação da despesa quanto sua constituição de dívidas. Segundo Manual do Orçamento. Ter por finalidade identificar os objetos de gasto de que a com redação dada pelo Decreto Lei n° 1. seus órgãos ou entidades. atribuições e funções governamentais. que modalidade de aplicação.Professor Paulo Lacerda AFO . De acordo com o § 2° do art. recebimento de recursos de outras pessoas de direito público ou privado. direitos.10”. julgue o item seguinte. ou.com facebook. conforme discriminado a seguir: Importante destacar que a classificação da receita por natureza é utilizada por todos os entes da Federação e visa identificar a origem do recurso segundo o fato gerador: acontecimento real que ocasionou o ingresso da receita nos cofres públicos. segundo o Tal classificação objetiva. publicado pelo Ministério do Planejamento. a despesa no setor público. pode ser traduzida como o maior nível de agregação das Dúvidas: pjlacerda@me. 11 da Lei n° 4. composta de um rol de funções e subfunções prefixadas. Porém. eliminar a esquema a seguir: dupla contagem dos recursos transferidos ou descentralizados. em espécie. de 1964. é verdade afirma que espécie de receita é o nível de classificação vinculado à Origem. de forma diversa das Receitas Correntes. então. Receitas de Capital são as provenientes de: seus fins é uma característica do "elemento da despesa". natureza de receita código “1112. Como podemos notar. conversão. por exemplo.

Acerca desse assunto. são despesas que e não previamente conhecidos no momento do empenho. O empenho de despesa é o ato Aqui. que fala que não pode. tais como vencimentos e vantagens fixas. até 2006." natureza da atuação governamental. pois o candidato deveria saber a classificação enfoques. juros. pagável em utilizado para as despesas de valor fixo e de base de parcelas. No tocante à classificação da natureza. e não as Para empenhar contratos de valores pagáveis em parcelas operações especiais. o global e o por fornecimento de água e energia elétrica.Professor Paulo Lacerda AFO . A despesa que se refere às despesas 110 GABARITO: ERRADA do órgão diretamente relacionadas ao aperfeiçoamento COMENTÁRIO: das ações do governo federal é o PROJETO. E NÃO a liquidação. e não função e subfunção.EXERCÍCIOS diversas áreas de atuação do setor público. as técnica da despesa quanto à natureza. Atenção total! A ação é uma operação da qual um grupo de normas. Dúvidas: pjlacerda@me.com/PauloLacerda 27 . julgue o EMPENHO da despesa. é um empenho por "previsão". não COMENTÁRIO: existia. Ele afirma que a despesa emanado de autoridade competente que cria deverá ser "no mínimo". O empenho 114 GABARITO: CERTA ordinário COMENTÁRIO: 109 GABARITO: ERRADA Mais uma questão de empenho da despesa. combinar as subfunções a funções diferentes daquelas a 113 GABARITO: ERRADA elas diretamente relacionadas. e não (TCU-AUDITOR) O empenho da despesa é o instrumento correntes. e para o Estado obrigação de pagamento "subfunções". Ela é dividida em projetos. que tem uma objetos de gasto. sob a forma de bens ou serviços. que representa um nível de agregação pendente ou não de implemento de imediatamente inferior à função e deve evidenciar a condição. conforme reza o Manual da receita nacional. não obstante ter uma certa A despesa orçamentária é classificada sob vários dificuldade. atenção ao comando. diárias. 58. material de consumo. Recomendo a COMENTÁRIO: todos revisão e atenção ao máximo. Significa que é o indispensável. o empenho por estimativa é o tipo de empenho públicos na forma prevista na Lei nº 4. não contribuem para a manutenção. que. o estágio do pagamento só pode ser efetuado após COMENTÁRIO: a liquidação regular da despesa. O ordinário. como o aperfeiçoamento das ações de governo.320/64 COMENTÁRIO: "Art.320/64. que é empenhar. por sua vez. A classificação da categorias econômicas são divididas em correntes e de despesa por elementos tem por finalidade identificar os capital. que.com facebook. Cuidado! Atenção à sequência lógica e cronológica dos estágios da despesa.320/1964. No primeiro caso. COMENTÁRIO: Essa questão faz referência à classificação quando aos (CENSIPAM) O processo de elaboração e execução programas. princípios. A remuneração das disponibilidades do tesouro nacional deverá ser classificada como receitas de "capital". determinar previamente. pois há resulta um produto e não geram contraprestação direta certeza do valor. entre outros. expansão ou deve ser utilizado o empenho por estimativa. sim. sendo possível. Essa é fácil!!! Memorize: O ato emanado de autoridade competente que cria para o Estado obrigação de (INMETRO) julgue Sobre os critérios para classificação pagamento pendente ou não de implemento de condição é da despesa e alocação dos créditos orçamentários. 118 GABARITO: CERTA Lei 4. Sentenças Judiciais. informação homogênea. é o tipo de empenho combustíveis e lubrificantes e outros. 111 GABARITO: ERRADA 116 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: COMENTÁRIO: Essa é meio decoreba. os itens a seguir. afirmação que invalida a COMENTÁRIO: assertiva. pois (INMETRO) julgue não ter base homogênea (dificuldade de saber o valor 115 GABARITO: ERRADA futuro) é característica do empenho por estimativa. tais como serviços de Há três tipos de empenho. 112 GABARITO: ERRADA Assim. sendo utilizado para as despesas cujo montante não se pode complementado pela liquidação e pelo pagamento. técnicas e institutos que resultam produtos (bens ou serviços) que contribuem estabelecem a amplitude e a forma dos procedimentos a para atender ao objetivo de um programa de qualquer serem adotados. Segundo a lei O empenho da despesa faz parte dos estágios dos gastos 4. pois. classificação própria. o texto da afirmativa é inválido. operações especiais. atividades e segui. de utilização de créditos orçamentários. uma das mais cobradas em concursos de alto orçamentária do setor público no Brasil é demarcado por nível. serviços de terceiros 117 GABARITO: ERRADA e. das quais não nome já diz. liquidar e pagar. aquisição de estimativa. cujo pagamento deva ocorrer de uma só vez. julgue os itens a unidade gestora. Assim.

que reflete a estrutura 127 GABARITO: ERRADA organizacional de alocação dos créditos orçamentários. a classificação outro órgão ou entidade no âmbito do mesmo nível de institucional é constituída por órgão e unidade Governo. "Art. modalidade de aplicação e elemento. Muito comum o examinador trocar os conceitos das ações. Conforme estabelecido no artigo 3º da 119 GABARITO: ERRADA Portaria MOG nº 42/1999. acerca dessa planejamento. atividades e características quanto ao objeto de gasto. Assim. 123 GABARITO: ERRADA que é o conjunto de categoria econômica. fato desburocratizante a atualizado. e não em doutrina. Estas últimas não contribuem para a discriminado a seguir: manutenção. sem ressalvas. que contribuem para atender ao objetivo de agregador de elemento de despesa com as mesmas um programa.com facebook. expansão ou aperfeiçoamento das ações de governo. é vedada a realização de 121 GABARITO: CERTA despesa sem prévio empenho. no seu Art. nenhuma "lei inferior" poderá ela destratar. mas não na sua plenitude. operações Ora. códigos e identificação.as despesas nele legalmente empenhadas. usar a legalidade do legislativo para ludibriá-los. Pertencem ao exercício financeiro: 120 GABARITO: CERTA I . 2° e § 2° do art. a saber "O GND é um ou serviços). e não "grupo de categoria econômica". da despesa por funções de que tratam o inciso I do § 1° do art. seria contundente de tal evolução. COMENTÁRIO: II ." O orçamento-programa. COMENTÁRIO: A modalidade de aplicação indica se os recursos serão 122 GABARITO: ERRADA aplicados por transferência financeira ou diretamente COMENTÁRIO: pela unidade detentora do crédito orçamentário. grupo de natureza de despesa e 126 GABARITO: CERTA modalidade de aplicação. ou por Mais uma "casca de banana". e não gera contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços. atividade. Como é uma COMENTÁRIO: lei nacional. julgue os itens abaixo. a Portaria n° 42/99 foi. conforme operações especiais. 60.320/64. orçamentária. Segundo a lei 4. Assim a LOA deve ser especificada por classificação.320/64. COMENTÁRIO: Dúvidas: pjlacerda@me. grupo de COMENTÁRIO: natureza de despesa. a despesa será reconhecida no nas conquistas. conforme reza o Manual da Despesa Nacional. definidos no Plano Plurianual – PPA para o período de quatro anos. Nas LOAs. O nome correto é Grupo de Natureza da Despesa . ambos da Lei no 4. (TCDFT) Acerca de temas de execução da lei orçamentária. 124 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: (TCDFT) Acerca da organização e da classificação da Recorremos à lei 4. programa. econômica. COMENTÁRIO: subfunção. 35. segundo a momento do empenho (regime de competência). orientados para a realização dos objetivos estratégicos materializando o princípio da especialização. Acredito que o respeitados os conceitos e determinações nela contidos. as operações limitadas no tempo que concorrem para a expansão da ação governamental são classificadas como projetos. projeto. Toda ação do Governo está estruturada em programas que não tem obrigatoriedade de constar na LOA. das quais não resulta um produto. e dá outras providências.Professor Paulo Lacerda AFO . pois o resto do texto esta As ações são operações das quais resultam produtos (bens em conformidade com a legislação. Foi preciso avançar Como acima afirma. erro esteja nesta nomenclatura. a dispensou a obrigatoriedade de os elementos constarem classificação da despesa compõe-se de categoria da lei orçamentária. categorias econômicas. a União. a Portaria Interministerial n° 163/01 (SEFAZ/ES-CONTADOR) Segundo a sua natureza.as receitas nele arrecadadas.com/PauloLacerda 28 .320/64: despesa nas leis orçamentárias. 8°.EXERCÍCIOS Lembrando de que tal classificação é quanto à natureza. julgue os seguintes itens. em atos próprios. uma marco histórico na implantação outras fases.GND. Atualizando a discriminação 2000 o momento do reconhecimento. grupo de natureza da despesa e elemento de pois criava um ritualismo prolixo na hora do despesa. sem unidade gestora.320. estabelece os conceitos de função. sendo divididas em projetos. os Estados. no Brasil. Como característica irrefutável da evolução orçamentária no nosso país. candidatos e candidatas. Julgue os itens subsequentes. ora. É obvio a intenção de especiais. foi instituído pela lei 4. suas estruturas de programas. de 17 de 125 GABARITO: ERRADA março de 1964. o Distrito COMENTÁRIO: Federal e os Municípios estabelecerão. Se a despesa foi empenhada em 2000.

subsídios. é permitido o desdobramento suplementar dos COMENTÁRIO: elementos de despesa para atendimento das necessidades A despesa. conforme estabelece o caput do art. extinguindo a pagamento.com/PauloLacerda 29 . Acerca de correntes. que se operacionaliza na fase da comprobatórios do respectivo crédito. pessoais de qualquer natureza.320/1964. considerando as 132 GABARITO: ERRADA normas vigentes. exercício. Fonte: Manual da Despesa Fonte: Manual da Despesa 131 GABARITO: CERTA Assim. inativo e pelo credor. comprobatórios do respectivo crédito (art. de que o credor cumpriu todas as obrigações vencimentos e vantagens. segundo o art.320/64. na execução do Complementar 101. período. As despesas são estruturas conforme a figura abaixo. militares e de membros de 4. cargos. proventos da aposentadoria. 63. ou seja.EXERCÍCIOS Os artigos 12 e 13 da Lei nº 4. exceção que facilita a fiscalização do despesa empenhada no ano de 2003 pertence. por um desdobramento facultativo do elemento. será de escrituração contábil e controle da execução reconhecida no ano em que houver o empenho. 35 da lei 4. orçamentária. mesmo que o bem ou serviço aconteça no ano posterior. 58 da Lei n° 4. Acerca desse tema. (TST) Com relação às despesas. tendo por base os títulos e documentos pensionistas.320/64). julgue os itens subsequentes.320/64. de execução composta de diversos estágios. por oito. tratam da COMENTÁRIO: classificação da despesa orçamentária por natureza. gratificações. pois não é o pagamento COMENTÁRIO: que materializa a verificação do direito adquirido pelo O empenho da despesa é o ato emanado de autoridade credor tendo por base os títulos e documentos competente que cria para o Estado obrigação de comprobatórios do respectivo direito. bem como encargos sociais não existe nota de Liquidação. para sua base de dados. 63 da Lei n° funções ou empregos. desdobrado até o nível de sob a forma de ingressos extraorçamentárias. é elemento ou. sob a tutela do Estado. relativas a mandatos eletivos. tais como Pública. 134 GABARITO: ERRADA 130 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: Dúvidas: pjlacerda@me.com facebook. sim. estágio seguinte ao estágio do empenho. COMENTÁRIO: 128 GABARITO: ERRADA Questão sem muitas dificuldades. opcionalmente. capta receitas e realiza despesas. ofertada pela Administração Poder. "Art. fixas e variáveis. constantes do empenho e nos contratos. pendente ou não de implemento de condição obrigação. na verificação do direito adquirido pelo credor não gerando direito financeiro líquido e certo contra a tendo por base os títulos e documentos administração pública. com quaisquer espécies remuneratórias. e contribuições recolhidas pelo ente às entidades de previdência. julgue os itens que se seguem.Professor Paulo Lacerda AFO . Despesa extraorçamentária se configura na saída de O código da natureza de despesa orçamentária é recursos financeiros transitórios anteriormente obtidos composto por seis dígitos. A liquidação da despesa consiste É um mero compromisso assumido perante ao credor. isto é. inclusive A legislação brasileira não criou. contemplando o uma mera devolução de recursos que ficaram. (art. 129 GABARITO: CERTA 133 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: COMENTÁRIO: A liquidação consiste na verificação do direito adquirido Despesas orçamentárias com pessoal ativo.320/64). àquele erário. É a comprovação. reformas e pensões. 18 da Lei (STM) A administração pública. adicionais. Então. julgue os seguintes itens. horas extras e vantagens um documento específico para sua formalização." liquidação. mas sim a liquidação conforme a lei 4. e não de capital receita e despesa. civis. de 2000 serão sempre despesas orçamento. Vale lembrar que esse caso é de despesa (ABIN) A despesa pública no Brasil tem uma sistemática inscrita em restos a pagar.

000. conforme disposto no art. é correto afirmar que 141 GABARITO: CERTA (TST) Define-se despesa pública como o conjunto de COMENTÁRIO: dispêndios da entidade governamental para o Orçamentárias são dispêndios fixados e especificados na funcionamento dos serviços públicos. entre a arrecadação prevista e a arrecadada. Mas 500.com facebook. já está Sobre o quadro da questão. haja 4. fase da liquidação. o valor disponível para a abertura de um crédito especial correspondem a R$ (SENADO) No que concerne ao conceito de despesas 70. uma obrigação de pagamento para o Estado. previamente características que cercam as despesas públicas.00¹. Dúvidas: pjlacerda@me. Totais do orçamento aprovado. nas normas legais e. o total do orçamento inclui a consagrado na Lei nº 4. COMENTÁRIO: Extraorçamentárias são saídas de recursos financeiros É ilegal pagar sem verificar o direto adquirido pelo transitórios anteriormente obtidos sob a forma de credor. maior autorização orçamentária. que é restrita ao que está na será a participação em investimentos também. e não mensal. decorrentes de atos praticados por subordinado. e a receita divergência entre a Lei e o Principio de Competência. instituídas com base itens que se seguem. A respeito das LOA e/ou na lei de créditos adicionais. julgue os autorizadas pelo Poder Legislativo. empenho. ingressos extraorçamentárias. nos últimos dias do exercício financeiro. é vedada a realização de despesa sem prévio depende. julgue os itens a seguir. está o excesso de bom salientar que. Entre opções. enquanto estas são Uma das coisas mais importantes no seu contexto é o fato sacrifícios financeiros no afã de auferir receita futura. quanto mais aplicações houver em Isso evita se comprometer com credores sem a devida melhoria e expansão da infraestrutura econômica.000. vista aquelas sanam demandas sociais. portanto. está correto. e não com LOA. mas não Receita arrecadada R$ 570. como restituição de Empenho---------> liquidação--------> pagamento depósitos e restituição de cauções. da distribuição funcional da despesa. o Estado adotou arrecadação. não havendo. sim. que se configura como despesa corrente. arrecadada é de R$ 570. 138 GABARITO: ERRADA (TST) Considere-se que um órgão da administração tenha COMENTÁRIO: apresentado. Como o cálculo nos informa. O empenho é prévio.000.000. intuito destas. portanto. Despesa empenhada R$ 460.320/64. Agora.000.320/64). Isso empenho (art. Assim: (SENADO) No que concerne ao conceito de despesas RP = Receita Prevista públicas.320/64.00. é correto afirmar que RA = Receita Arrecadada 140 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: RP¹ < RA² = Excesso de Arrecadação³ No que tange ao reconhecimento das despesas. públicas. Ademais. mas não com o mês a mês.EXERCÍCIOS Em termos de distribuição por categoria de gasto.00 Despesa liquidada R$ 410.00 sobre aqueles os quais este exorbitou das ordens daquele.00¹ < 570.000. 137 GABARITO: CERTA (SENADO) No que diz respeito às classificações da COMENTÁRIO: despesa pública. no 4.00³ elas são registradas em obediência ao regime de competência anual.Professor Paulo Lacerda AFO . o estado sempre a reconheceu pelo regime de competência.320/64). 60 da Lei n° 4. no passar dos tempos.com/PauloLacerda 30 .000. que prevê o seguinte: “o empenho da despesa reflete as estruturas organizacional e administrativa e não poderá exceder o limite dos créditos concedidos”.00² = 70.000.000. receita prevista é de R$ 500. já com as R$ 500. saldo positivo das diferenças acumuladas inúmeros princípios contábeis comerciais. liquidação e pagamento. segundo o manual técnico. É da fonte de seu custeio.000. Portanto: definido como sendo o reconhecimento pelo seu fato gerador (empenho). 59 da Lei A classificação institucional. é correto afirmar que COMENTÁRIO: 139 GABARITO: ERRADA Os créditos adicionais são aqueles concedidos devido à COMENTÁRIO: insuficiência de recursos ou para atender a situações não As despesas públicas nunca terão o mesmo caráter previstas quando da sua elaboração (art. Ele deve preceder a realização da 142 GABARITO: ERRADA despesa. 40 da Lei nº "stricto sensu" às despesas em instituições privadas. que é a liquidação.00 responsável pelos prejuízos causados à Fazenda Pública alterações no exercício. É. a Ordenador de despesa é o agente responsável por criar situação mostrada na tabela a seguir.00². e não pelo pagamento destas. Não esqueçam esta sequencia que é imutável.00 (SENADO) No que concerne ao conceito de despesas 135 GABARITO: ERRADA públicas. e está restrito ao limite do COMENTÁRIO: crédito orçamentário. por isso. devem obedecer os estágios 136 GABARITO: CERTA ou fases: fixação. pessoal. considerando-se ainda a tendência do exercício.

§ 3o. Manutenção e Serviços ao Estado. a rubrica Impostos sobre o expressa e orienta a ação governamental para a entrega Patrimônio e a Renda corresponde ao detalhamento da de bens e serviços à sociedade. as despesas com amortização Despesas orçamentárias com softwares e com o fazem parte de um grupo. de bens e serviços à sociedade.Professor Paulo Lacerda AFO .com facebook. Acerca das receitas governamentais e dos gastos públicos. geralmente. previamente conhecido e cujo pagamento deva ocorrer de uma única vez. a especificação do credor grupo de natureza da despesa . inclusive com a dívida pública de outro. de base 150 GABARITO: CERTA periodicamente não homogênea. O empenho. 60. 146 GABARITO: ERRADA Ela detalha a espécie por meio da identificação dos COMENTÁRIO: recursos financeiros cujas características próprias sejam Segundo o PPA vigente. erro está na palavra "exclusivamente". 1999 (Plano Plurianual para o período 2000-2003 e orçamento para 2000). tornando a quantia empenhada indisponível para nova aplicação. investimento De acordo com a tabela. aquisição de imóveis considerados necessários à realização destas últimas. está correta. Programa Temático é aquele que cujo pagamento. realizar uma compra por meio de cartão de crédito num estabelecimento. bem como os demais dados elemento de despesa com as mesmas características necessários ao controle da execução orçamentária. COMENTÁRIO: De acordo com assertiva. É. primeiro estágio da execução da despesa pública.é um agregador de e a importância da despesa. expressa e orienta a ação governamental para a entrega da Lei no 4. Programa Temático é aquele que semelhantes.com/PauloLacerda 31 . parcialmente financiados pela União será computado Programas que geram bens e serviços ofertados numa rubrica. Por exemplo. 147 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: Segundo o PPA vigente. julgue os itens subsequentes. do qual COMENTÁRIO: deve constar o nome do credor. tais como as contratuais. e com a aquisição de Dúvidas: pjlacerda@me. quanto ao objeto de gasto. em substituição à classificação (SESA/ES) funcional-programática. no entanto. 151 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: Segundo o Manual da Despesa Nacional. Dentro dessa 143 GABARITO: ERRADA estrutura.NE. formalizando um compromisso ao credor. orçamentária. Empenho por estimativa: Visa à realização de despesas cujo valor ou montante não seja previamente (CORREIOS-ADM) determinado ou identificável e. julgue os itens seguintes. (TRE/AL) Com relação às despesas públicas. mas Assim como já cravado. Programa Temático é aquele que expressa e orienta a ação governamental para a entrega A questão afirma que um projeto com recursos de bens e serviços à sociedade. até então usada. programas temáticos são aqueles que COMENTÁRIO: (adaptada e atualizada) A rubrica faz parte da classificação da receita pública. gerenciamento de programas.EXERCÍCIOS compreende dois níveis hierárquicos: Órgão (TSE) A estrutura programática. será formalizado mediante a emissão de um 145 GABARITO: ERRADA documento denominado Nota de Empenho . Manutenção e Serviços ao Empenho ordinário: nos casos de despesas com montante Estado. começou a ser utilizada em Assim. 148 GABARITO: ERRADA 144 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: COMENTÁRIO: Despesas de natureza tipicamente administrativa fazem Há três tipos de empenho: parte do Programa de Gestão. discriminado as categorias O ato de emitir a NE deduz o seu valor da dotação econômicas.320/64). será parcelado (art. Erro grave aqui! diretamente ao Estado são chamados Programa de Gestão. centrada no modelo de Orçamentário e Unidade Orçamentária. espécie Impostos. enquanto juros e encargos da planejamento e a execução de obras.GND . 149 GABARITO: CERTA Empenho global: despesas com montante também COMENTÁRIO: previamente conhecido. fazendo uma analogia.

152 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: 157 GABARITO: CERTA Nós temos dois tipos de subvenções. desdobrado até o nível de com finalidade precisa." Aqui. inativo e pensionista. exceção. comporta uma exceção. bem como pagamento de pensionista. São vedados: A nova classificação foi e é adotada para alinhar a III . o executor pode fazer um empenho único cujo valor ou montante não seja previamente para o total da despesa. sempre que a suplementação de emanado de autoridade competente que cria para o recursos de origem privada aplicados a esses objetivos. de base heterogênea. As sociais visarão à COMENTÁRIO: prestação de serviços essenciais de assistência social. São vedados: 160 GABARITO: ERRADA I . entre os preços de mercado e os preços de revenda de Assim.com/PauloLacerda 32 . dos Estados. 58 da governo às empresas públicas para cobrir diferenças Lei n° 4. Nessa. recorreremos à CF/88: COMENTÁRIO: "Art. como regra. de despesas com pessoal ativo. superior a 12 meses. como da COMENTÁRIO: flutuante. do Distrito Federal e dos Municípios.320/64). para pagamento como despesas de capital. aprovados pelo Poder Legislativo elemento: por maioria absoluta. e depois a Nota de Empenho. recorreremos à CF/88: "Art." privadas sem fins lucrativos e as instituições públicas. geralmente. o pagamento é condicionado pela liquidação. energia elétrica e telefone.a realização de operações de créditos que excedam o execução da despesa ao dinamismo da economia. julgue os itens que se seguem. o examinador. COMENTÁRIO: Classificam-se como Transferências Correntes as (TCE/PE_AUDITOR DE CONTAS PÚBLICAS) dotações para despesas as quais não corresponda Relativamente às limitações impostas sobre o orçamento contraprestação direta em bens ou serviços. gêneros alimentícios são consideradas subvenções econômicas. de implemento de condição (art. O empenho. revelar-se mais econômica. instituições ou adicionais.com facebook. disse que a CF/88 não admitia que se contratassem operações de crédito em volume que exceda os investimentos. aprovados pelo Poder COMENTÁRIO: Legislativo por maioria absoluta. não há exceção à regra. (TCU-ACE) A classificação econômica da despesa que vem sendo adotada é distinta da que consta da Lei nº 155 GABARITO: ERRADA 4. é o ato médica e educacional. na assertiva.320/64.EXERCÍCIOS instalações. 167. O Cuidado!!! É vedada a transferência voluntária de aumento do capital de entidade ou empresa que vise a recursos e a concessão de empréstimos. Somente à instituição cujas condições de funcionamento II . as autorizadas mediante créditos suplementares 162 GABARITO: CERTA ou especiais com finalidade precisa.a realização de despesas ou a assunção de forem julgadas satisfatórias pelos órgãos oficiais de obrigações diretas que excedam os créditos orçamentários fiscalização serão concedidas subvenções. Estado obrigação de pagamento.Professor Paulo Lacerda AFO . equipamentos e material permanente. ressalvadas as O código da natureza de despesa orçamentária é autorizadas mediante créditos suplementares ou especiais composto por seis dígitos. tanto da fundada. As duas despesas são computadas Estaduais e suas instituições financeiras. Pelo artigo ora exposto. A respeito do assunto. Como observável. Dúvidas: pjlacerda@me. 158 GABARITO: ERRADA 153 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: COMENTÁRIO: Se a despesa pode ser fragmentada no desejo de alcançar O empenho por estimativa visa à realização de despesas mais economia. 167. determinado ou identificável e. COMENTÁRIO: 161 GABARITO: CERTA Mais uma vez. 159 GABARITO: CERTA Exemplo: água. inferior a 12 meses. O serviço da dívida é constituído das amortizações (pagamentos) da dívida fundada e dos encargos da dívida 156 GABARITO: ERRADA em geral. inclusive por objetivos comerciais ou financeiros é classificado como antecipação de receita. pendente. julgue os itens a seguir. . montante das despesas de capital. As dotações destinadas pelo ou não. ainda que para calamidades. inclusive público. pelos Governos Federal e inversão financeira.o início de programas ou projetos não incluídos na lei COMENTÁRIO: orçamentária anual. para contribuições e subvenções destinadas a atender à 154 GABARITO: ERRADA manifestação de outras entidades de direito público ou COMENTÁRIO: privado.

165 GABARITO: ERRADA julgue os itens seguintes com base na legislação vigente e COMENTÁRIO: na doutrina contábil. do Integrado de Dados Orçamentários (SIDOR) e Sistema Município ou do Distrito Federal. de 20. As dotações orçamentárias. diretamente. tais como Pessoal e Encargos Sociais e Juros. de 14 de abril outra e parte do orçamento fiscal foi utilizado para cobrir de 1999.939. o orçamento foi rejeitado uma vez e. COMENTÁRIO: para a formação ou aquisição de um bem de capital.1982) 168 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: A classificação institucional reflete as estruturas (IBRAM) A União elaborou seu orçamento contendo organizacional e administrativa e compreende dois níveis todos os orçamentos. julgue os itens a seguir. empenho. desde que já estejam em utilização. uma receita no regime COMENTÁRIO: patrimonial. do Estado. itens subsequentes. compõe-se de: para a formação ou aquisição de um bem de capital.com/PauloLacerda 33 . Antes de ser 169 GABARITO: CERTA aprovado. Despesas Correntes: as que não contribuem. foi realizado o classificação funcional da despesa engloba funções e remanejamento de recursos de uma programação para subfunções instituída pela Portaria n° 42. tipo de repasse para outros entes federais (estados. bens de capital também podem ser consideradas inversões poderá ser admitida a dispensa da emissão da nota de financeiras. A partir da situação (MOG) hipotética acima. mas podem acontecer dentro de um mesmo despesa utilizadas nos orçamentos públicos. As fases são não podem ser Acerca do conceito e das classificações de receita e atropeladas. ela registra um 171 GABARITO: CERTA direto a receber. (Redação dada pelo Decreto Lei nº 1. Realmente a durante a execução do orçamento. Já Aqui. que são as responsáveis pela orçamentária. ou seja. de capital. segundo a sua natureza. Não foi previsto nessa proposta consignadas às UOs. Já quando amortiza um empréstimo.320/1964 são: empenho. após a COMENTÁRIO: realização de algumas modificações. orçamentária. No que tange à receita e à despesa no âmbito da contabilidade pública. 166 GABARITO: ERRADA 172 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: COMENTÁRIO: A classificação vinculada da despesa orçamentária. I – Categoria Econômica. exceto os das estatais e da hierárquicos: órgão orçamentário e unidade seguridade social. Quando a União concede um empréstimo. sim. julgue os itens a seguir. 173 GABARITO: CERTA Dúvidas: pjlacerda@me. Federal (SIAFI). são ano subsequente. III – Modalidade de Aplicação IV – Elemento de Despesa. diretamente.EXERCÍCIOS 163 GABARITO: ERRADA 170 GABARITO: CERTA COMENTÁRIO: COMENTÁRIO: As despesas orçamentárias com a aquisição de imóveis ou Em casos especiais. Integrado de Administração Financeira do Governo O que está na assertiva é um péssimo negócio. O que pode ser dispensada é a Nota de COMENTÁRIO: Empenho. Subvenção econômica é a despesa com a cobertura dos déficits de manutenção das empresas públicas. O superávit do Orçamento Corrente resultante do balanceamento dos totais das receitas e despesas correntes. Cuidado: É vedada a realização de despesa sem prévio 164 GABARITO: ERRADA empenho. ele colocou a letra da norma. na forma prevista na Lei nº 4. do então Ministério do Orçamento e Gestão o déficit de uma empresa pública.Professor Paulo Lacerda AFO . No orçamento do Poder Executivo. previstos em legislação específica. II – Grupo de Natureza da Despesa. Distrito Federal (DF) e municípios). não constituindo item de receita orçamentária. está Os estágios da execução da despesa orçamentária pública efetuando uma despesa. 167 GABARITO: ERRADA Despesas de Capital: as que contribuem. foi aprovado. julgue os dia útil. nenhum realização das ações. de (TJAP – CONTADOR) Com fulcro nas normas e nas natureza autárquica ou não.5. expressamente incluídas nas legislação vigentes e com relação aos aplicativos Sistema despesas correntes do orçamento da União.com facebook. liquidação e pagamento. especificadas figura também a previsão de novos cargos públicos para o por categoria de programação em seu menor nível. em virtude da crise econômica.

devem ser classificados como despesas programação que envolve um conjunto de operações que correntes. se coaduna às despesas correntes. e não para a manutenção. que consiste na verificação do direito adquirido pelo credor. Manutenção e o A questão anterior elucida esta assertiva. sendo vedada a realização de despesa sem prévio COMENTÁRIO: empenho e em casos especiais. A atividade. tendo por base os títulos e documentos comprobatórios do respectivo crédito (art. e não a liquidação. funcionamento de serviços públicos são gastos perenes e. das quais não resulta um produto. é. 63 da Lei n° 4. limitadas no tempo. e não gera contraprestação direta sob a forma de bens ou Dúvidas: pjlacerda@me. expansão ou aperfeiçoamento das ações de governo.com facebook. caracterizam-se por Para cada empenho da despesa. coadunam-se com as despesas correntes. pois os seus concorrentes mais afiados não vão. contribuem. será emitido um não retratar a atividade produtiva no âmbito federal. modo contínuo e permanente é chamada de atividade. sim. das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou o aperfeiçoamento da ação de Governo.com/PauloLacerda 34 . por sua vez. segundo a legislação. Essas vocês não podem errar. haja vista não contribuem. projetos ou operações especiais. diretamente. tais como: Pessoal e Encargos Sociais e manutenção da ação de governo e que se realizam de Juros. para a formação ou aquisição de um bem de capital. projetos e as operações especiais. representam um conjunto de dispêndios da entidade governamental para o funcionamento dos serviços 180 GABARITO: ERRADA públicos. COMENTÁRIO: resulta produtos (bens ou serviços) que contribuem para São denominadas despesas de capital aquelas que atender ao objetivo de um programa. bem como são instrumentos de programação utilizado para alcançar o objetivo de um programa. Conforme suas características. Por conta desses "nãos". Acerca desse assunto. e não operação especial. diretamente. projeto ou atividade. 176 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: O ato emanado de autoridade competente que cria para o Estado obrigação de pagamento pendente ou não de implemento de condição é o empenho. ou seja. formação ou aquisição de um bem de capital. julgue os itens que seguem. para a se realizam de modo contínuo e permanente. COMENTÁRIO: 175 GABARITO: ERRADA Ação. classificação posterior à classificação programática. a especificação e a importância da 178 GABARITO: ERRADA despesa. envolvendo um conjunto de operações. que inclui as (STF) Considerando que as despesas públicas atividades. 174 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: 179 GABARITO: CERTA Amigos e amigas concurseiros.EXERCÍCIOS COMENTÁRIO: serviços.Professor Paulo Lacerda AFO . previstos em legislação A ação/despesa que envolve um conjunto de operações específica. as ações podem ser classificadas como atividades. 177 GABARITO: ERRADA COMENTÁRIO: Operações especiais são despesas que não contribuem para a manutenção. poderá ser admitida a dispensa da emissão da das quais resulta produto ou serviço necessário à nota de empenho. que indicará o nome do credor. e não projeto.320/64). (TCE/TO) As ações são operações das quais resultam produtos. um instrumento de como tais. quero ajudá-los a olhar COMENTÁRIO: uma questão assim e suspirar de alívio. que contribuem para atender ao objetivo de um programa. Atenção redobrada com estas questões "mais fáceis". documento denominado “nota de empenho”. que. julgue.