You are on page 1of 7

Lista de mca

Falta terminar a questão 4. Ver se tem algo a mais pra questão 6.

Hora nenhuma foi mencionado a forma dos produtos: prepregs, padrões de
tecimento e etc . vcs acham que a gnt deve encaixar em alguma das questões ou
deixa assim ?

Obs.: eu n resumi demais exatamente pra entender direito os processos e o que
ta acontecendo .. mas acho que nem precisava disso td.

Ignorem a parte de vermelho.

1) O que são materiais compósitos? Quais as funções das matrizes e dos
reforços?

Os materiais compostos são uma mistura física de dois ou mais materiais,
combinados para formar um novo material de engenharia útil, com propriedades
diferentes aos componentes puros, podendo ser obtidos por combinação de
metais, cerâmicas ou polímeros.
A função das fibras é prover resistência e rigidez. São feitas de materiais de alta
resistência a tração e apesar de muitas vezes serem feitas de materiais frágeis, as
fibras são resistentes pois seus pequenos diâmetros minimizam a chance de se
ter defeitos de fabricação.

A função das matrizes é manter as fibras em sua posição correta, ela protege as
fibras contra abrasão, Liga as cargas umas às outras (distribui os esforços pelo
reforço) e proporciona resistência ao cisalhamento interlaminar, pode também
fornecer resistência ao calor, a produtos químicos e a umidade.

As matrizes devem ser sempre compatíveis com as fibras.

2) Quais são os fatores que determinam as qualidades/propriedades de um
material compósito?

• Propriedades dos materiais compósitos resultam de:
- Propriedades dos materiais constituintes;

Interações entre matriz e reforço . Pois nesse caso. nos quais camadas individuais ou lâminas são orientadas em direções que irão aumentar a resistência na direção da carga principal.Etc. praticidade na fabricação (custos reduzidos de montagem devido a redução do numero de partes individuais).Distribuição geométrica: compostos de fibras continuas são materiais laminados. . Resinas tenazes ajudam na prevenção de microtrincas. 3) Quais são as principais vantagens e desvantagens dos chamados materiais compósitos? As vantagens oferecidas por esses matérias são inúmeras. assim.. fabricação e montagem das pecas. As limitações apresentadas pelos materiais compostos incluem os altos custos de matéria prima. mas pouco resistentes na direção perpendicular a essa. Algumas resinas aderem às fibras melhor que outras. A resistência especifica e o módulo de elasticidade especifico dos compostos de fibra de alta resistência são maiores em comparação às ligas metálicas utilizadas na indústria aeroespacial. capacidade de moldagem de formas para otimizar resistência e dureza. a carga deve ser suportada pela matriz polimérica que é muito fraca (resistência a tração de apenas 5-10 ksi). enquanto a matriz distribui as cargas entre as fibras tencionadas e impede flambagem em carga de compressão. seria logico orientar o máximo de camadas possíveis na direção do carregamento principal.Distribuição geométrica. Esses materiais podem ser . As tensões longitudinais e cargas compressivas são suportadas pelas fibras. . boa resistência a fadiga e a corrosão. a concentração da fibra e a distribuição da fibra têm uma significativa influência sobre a resistência mecânica e outras propriedades de compósitos reforçados por fibra. diferente de uma fibra que pode atingir limite de resistência de 500 ksi ou mais. incluindo baixo peso. formando uma ligação química e/ou mecânica que melhora a capacidade de transferência da carga da matriz para as fibras. O arranjo ou orientação das fibras entre si. A matriz também suporta principalmente o cisalhamento interlaminar e a tensão transversal. As matrizes podem sofrer microtricas durante a cura ou o serviço em função da diferença de expansão térmica entre as fibras e a matriz. Interações entre matriz e reforço: Embora a seleção da fibra geralmente domine as propriedades mecânicas dos compostos. Laminados unidirecionais (com as fibras dispostas somente em 0o) são extremamente resistentes e rígidos na direção 0o. a seleção da matriz pode também influenciar no desempenho final.

#####Partes enroladas com filamento têm altas razões resistência mecânica em relação ao peso. As fibras são primeiro alimentadas através de um banho de resina e a seguir continuamente enroladas sobre um mandril. após o que o mandril é removido. pois as fibras estão sob tensão. são pouco resistentes na direção fora do plano de alinhamento das fibras. eixos. Esse processo pode ser utilizado usando enrolamemto úmido. são mais difíceis de reparar que estruturas metálicas. esferas e cones. #### --- acho que pode tirar esse parágrafo porque ta mto grande tudo . Na moldagem manual inicialmente o reforço é aplicado juntamente com a matriz polimérica no estado líquido sobre o molde. Este método exige mão-de-obra intensiva e especializada para obtenção de produtos de alta qualidade. Enrolamento Filamentar é um processo pelo qual fibras reforçantes contínuas são precisamente posicionadas num pré determinado modelo para formar pecas de revolução como cilindros. enrolamento filamentar e modelagem por transferência de resina) e dê exemplos de produtos (principalmente partes de aeronaves) que podem ser feitos por estes processos. A principal restrição geométrica é que contornos côncavos não podem ser enrolados. 4)Descreva de forma resumida e com ilustrações/esquemas os processos de fabricação de materiais compósitos de matriz polimérica (laminação manual. um alto grau de controle sobre a uniformidade e orientação do enrolamento é produzida com esta técnica. enrolamento prepreg úmido ou enrolamento prepreg. Este processo é muito utilizado para a produção de piscinas. cura pode ser realizada numa estufa à temperatura ambiente. caixas d’ água e muito usado na indústria aeronáutica. são susceptíveis a danos por impacto. tanques de armazenamento e tubos. e vasos de pressão. Além disso. orelhões. laminação automática. Também.danificados tanto pela temperatura quanto pela umidade. quando automatizado. O laminado é fabricado com excesso de material sendo que o recorte e acabamento da borda livre é realizado por técnicas de usinagem mecânica convencional. Estruturas comuns de enrolamento de filamento incluem carcaças de motor de foguete. podendo ocorrer delaminações (separações localizadas de camadas de fibra/resina). o processo é muito atraente economicamente. usualmente empregando um equipamento automatizado de enrolamento. Após o processo de cura em autoclave a peça é retirada do molde com a sua forma final. Após o apropriado número de camadas terem sido aplicadas.

aplicados em grande parte na indústria automotiva e aeronáutica. Na moldagem por compressão. Esse padrão de enrolamento produz cruzamento das bandas em locais periódicos ao longo da peça. Durante a fabricação da peça. Neste processo as fibras são depositadas em um mandril rotativo formando um ângulo de deposição em relação ao eixo de rotação. . por injeção e centrifugação. Este processo tem-se mostrado bastante eficaz no processamento de materiais compósitos de alto desempenho. A moldagem por transferência de resina de compósitos é um processo amplamente empregado para produzir componentes de alto desempenho. A moldagem por centrifugação ocorre dentro do molde em rotação na qual a resina é injetada juntamente com as fibras A impregnação da resina nas fibras e a compactação é feita pelo efeito de centrifugação. Na aeronáutica esses processos podem ser utilizados na fabricação de partes planas da asa. Esse processo faz a peça resistir preferencialmente a esforções longitudinais. No enrolamento circunferencial as fibras são depositadas em um mandril rotativo com um ângulo de deposição de 90º em relação ao eixo de rotação. A moldagem por injeção consiste em injetar as fibras impregnadas a partir de um parafuso sem fim no molde aquecido. a banda passa tangencialmente à abertura de um lado da peça. a cura da resina pode ser feita a temperatura ambiente ou em não. A cura da resina é feita no próprio molde. Utiliza-se um contramolde e/ou uma bomba de vácuo para permitir uma melhor compactação e evitar a formação de bolhas. esse processo é frequentemente combinado com o helicoidal ou polar para promover resistência e rigidez adequadas à peça. No processo de laminação automática temos a moldagem por compressão. inverte a direção e passa tangencialmente do outro lado. Em ambas montagens. além de aumentar a resistência dos esforços longitudinais. Resina é injetada sob pressão no espaço entre o molde e o contra-molde. permeando até completar o molde e ocorrendo a cura subsequente. as fibras são colocadas manualmente ou por projeção simultânea (fibra mais resina). onde foi colocado uma pré-forma fibrosa seca. No enrolamento polar. polar e circunferencial.Os três tipos de padrão de enrolamento que existem são helicoidal. O processo constitui-se da injeção de resina usualmente termorrígida em um molde fechado. O enrolamento helicoidal é um processo bem versátil que produz várias combinações de comprimento e diâmetro.

resistência à tração.3 pag 7 . Quanto à seus materiais temos : • Fibra de vidro (FV). As termofixas geralmente consistem de uma resina (como o epóxi) e um agente de cura compatível. boa resistência à corrosão e boas características de manejo.4 na pag 14 tb não ? ### Os reforços propiciam rigidez. • Fibra de Kévlar. Por outro lado as resinas termoplásticas são de materiais de alta viscosidade que não formam ligações cruzadas durante o aquecimento. reduzir fluxo do material “fundido” (dificulta o processamento). • Fibra de Carbono (FC). • Fibra de Boro. Possui alta densidade. estabilidade térmica e dimensional para o composto. Ver tabela 6. .5) Quais são os principais materiais para matriz (resinas) e para reforços (fibras) usados na indústria aeronáutica? Faça um quadro comparativo desses materiais em termos de propriedades (resistência. assim. rigidez e temperatura (se for o caso)). resultando em um solido insolúvel que não pode ser reprocessado ou reaquecido. A reação de cura forma uma serie de ligações cruzadas entre as cadeias moleculares de modo que se forme uma grande rede molecular. Porem pode causar distorção na peça. A primeira consideração na escolha de um sistema de resina é a temperatura de serviço da peca. • fibras naturais. As matrizes podem ser tanto termoplásticas quanto termofixas. podem ser reprocessadas varias vezes. ## não precisa colocar a tabela 6. As fibras de vidro são muito utilizadas devido às propriedades mecânicas e o baixo custo. A temperatura de transição vítrea (temperatura na qual o polímero muda de um solido rígido para um material semi-flexivel) é um bom indicador da capacidade térmica da matriz. tenacidade. Quando os dois são inicialmente misturas eles formam um liquido de baixa viscosidade que cura como um resultado de um calor externo aplicado ou internamente gerado.

As fibras de carbono apresentam a melhor combinação de propriedades. Como a pressão e aplicada isostaticamente à peça. Uma autoclave funciona com o principio de pressão de gás diferencial. Imediatamente após a fabricação. assim são classificadas como de alta resistência. são condutoras elétricas. exibem excelente resistência à fadiga. baixo coeficiente de expansão térmica. 6) Qual a principal vantagem de se fazer a cura de materiais compósitos de matriz polimérica em autoclaves e sob vácuo? A cura em autoclave é o método mais usado para produzir laminados de alta qualidade na indústria. Este último é evacuado para remover o ar e a autoclave fornece pressão de gás para a peça. porem são mais caras que as fibras de vidro e aramida. . exibindo excelente tolerância ao dano. quase qualquer formato pode ser curado em autoclave. compósitos com fibras descontínuas • não oferecem níveis de reforço similares aos das fibras contínuas. As fibras de aramida (por exemplo o kevlar) é uma fibra orgânica que possui baixa densidade e é extremamente tenaz. é sensível a luz ultravioleta e em serviços longos deve ter seu uso limitado em temperaturas menires que 176oC. As fibras de carbono possuem baixa densidade. mas são frágeis e apresentam boa resistência ao impacto.1 pag 4 compósitos com fibras contínuas • as tensões aplicadas são preferencialmente suportadas pelas fibras. • apresentam versatilidade de processamento (injeção e extrusão). A cura em autoclave é utilizada para reduzir porosidades. Podem alcançar resistências entre 300 e 1000ksi. Além do mais das autoclaves possuem versatilidade nos processos de fabricação: podem acomodar uma única peça grande de material composto. as fibras de carbono sofrem tratamentos de superfície para melhorar sua adesão à matriz polimérica. porem baixa resistência a compressão. ou várias peças pequenas carregadas em grades e curadas como um lote. como a superfície de uma asa grande. O saco de vácuo fornecesse pressão de membrana para o laminado durante a cura em autoclave. • a matriz atua como agente de união e transferidor de tensões. Ver tabela apostila 6. possui alta resistência a tração. modulo de elasticidade intermediário ou alto modulo de elasticidade.

consiste de 2 contraplacas de alta resistência. separadas por uma camada de material-menos-denso. fuselagem e peles do plano da cauda. Estruturalmente.finas tiras que foram conformadas em entrelaçadas células hexagonais. . considerados como sendo uma classe de compósitos estruturais. As faces suportam a maior parte do carregamento no plano e também quaisquer tensões de flexão transversais.7) No que consistem os chamados materiais compósitos sanduíches e quais são as principais vantagens desses materiais? Painéis sanduíche. que tem menor rigidez e menor resistência mecânica. Este princípio concilia leveza. com eixos orientados perpendicularmente aos planos das faces. Um núcleo popular consiste de uma estrutura "em colmeia" . Em aeronaves são encontrados nas asas. ou núcleo. o núcleo separa as faces e resiste às deformações perpendiculares ao plano da face e também fornece certo grau de rigidez cisalhante ao longo dos planos que são perpendiculares às faces. resistência e rigidez à estrutura final.