UNESC – UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE

ALUNO: Marcos Vinicius Sales Barbosa

DISCIPLINA: Psicologia jurídica

PROFESSORA: Mirna Maracajá

TURMA: 5° D

FICHAMENTO

O enfoque psicanalítico (FREUD)

Campina Grande 23 de Março de 2017

Freud teve sua infância cativada com muito carinho e amor vindo da parte de sua mãe.. (pag.2 O auge do sucesso.43) [. De 1923 até a sua morte – 16 anos depois – submeteu-se a 33 operações para tratar de câncer na boca. [. [. Compreendeu que na maior parte dos casos o abuso sexual que suas pacientes relatavam não havia realmente ocorrido.. o mesmo tinha um pai que era áspero e pelo qual não demostra nenhum tipo de afeição.43) .] Freud recebeu o reconhecimento formal da comunidade de psicologia norte- americana..] e a receber um título de doutor honorário.41) [.1 Abuso sexual na infância: fato ou fantasia? [.. e pôs fim aos longos anos de sofrimento de Freud.. Freud atingiu o auge do seu sucesso.. Ele ministrou três injeções de morfina nas 24h seguintes. [. (pag.39) 1. Escreveu que se sentia superior a ele desde os dois anos.] O médico havia lhe prometido que não o deixaria sofrer desnecessariamente. Durante as décadas de 1920 e 1930.. (pag..] Cerca de um ano após ter publicado a sua teoria.] Quando adulto Freud se lembraria de sua infância com hostilidade. Freud convenceu-se de que os conflitos sexuais eram as causas básicas de todas as neuroses.... (pag..1. [.] Depois de vários anos de prática clínica.. mas ele permaneceu lúcido e continuou a trabalhar quase até o último dia de vida. ele mudou a ideia. Ele foi convidado a dar uma série de palestras [... Elas estavam contando suas fantasias. ódio e ira contra seu pai.] A saúde de Freud piorou drasticamente. (pag.. cada dose maior do que o necessário para a sedação.0 A vida de Freud. mas também o ajudaram a ter fama internacionalmente..] Freud achava que eram esses traumas sexuais nos primeiros anos de vida que provocavam um comportamento neurótico na fase adulta.. (pag. como ele disse. cresceu em meio ao amor e apoio a sua mãe pela qual sentia desejos sexuais em sua infância e a pessoa na qual ajudou ele a sempre querer evoluir com sua Inteligência.43) [. mas ao mesmo tempo a sua saúde começou a decair seriamente.] Os estados Unidos podem ter feito Freud adoecer. Sua mãe era magra e atraente.41) 1.

] além de ser uma estrutura poderosa da personalidade...45) 2.45) [. (pag..] Para ele. Freud acabou considerando a agressão uma parte tão incitadora da natureza do homem quanto o sexo. [. (pag.] Freud acreditava que sempre experimentamos uma certa quantidade de tensão instintual e temos de agir constantemente para reduzi-la. subjugar e matar. vemos a nossa atenção indo e voltando de lembranças do momento para eventos e lembranças armazenados no pré-consciente.. [. ar e sexo. o pré-consciente e o inconsciente. [.. [.3 O Id.0 Instintos ou Pulsões: A forças propulsoras da personalidade. (pag.. [.44) 2.45) [.2. O consciente corresponde ao seu significado moral cotidiano..47) .] Muitas vezes....44) [. abaixo da superfície...] O inconsciente contém a força propulsaria por trás de todos os comportamentos e é o comportamentos e é o depósito de forças que não conseguimos ver ou controlar. (pag.] Em oposição aos instintos de vida.. O impulso agressivo nos compele a destruir.] O id corresponde ao conceito inicial do inconsciente [. porque fornece toda a energia para os outros dois componentes. (pag. água. [.2 Os níveis da personalidade.. as forças motivadoras que impulsionam o comportamento e determinam o seu rumo.] Freud agrupou os instintos em duas categorias: instintos da vida e da morte.46) [.. Ele inclui todas as sensações e experiências das quais estamos cientes de todos em todos os momentos. o mais importante é o inconsciente.... Freud postulou os institutos destrutivos ou de morte..] Ele sugeriu que as pessoas são seres que buscam predominantemente o prazer e grande parte da sua teoria da personalidade gira em torno da necessidade de inibir ou reprimir os nossos desejos sexuais.] Os instintos ou pulsões são os elementos básicos da personalidade.1 Tipos de instintos. (pag.. [..] O conceito original de Freud dividia a personalidade em três níveis: o consciente.46) 2. Este é o foco da teoria psicanalítica.. descrito como o desejo de morrer voltado para os objetos que não são o self. (pag.. a parte maior e invisível.] Um dos componentes dos instintos de morte é o impulso agressivo.] é o reservatório dos instintos e da libido [.... O objetivo dos instintos de vida é a sobrevivência do indivíduo e da espécie tentando satisfazer a necessidade de comida. (pag.

. por meio da sua preocupação com a redução da tensão. (pag.0 Ansiedade frente a realidade. Quando você esta motivado a expressar um impulso instintivo que não esta de acordo com o seu código moral.] Como arbitro da moralidade. O seu objetivo não é contrariar os impulsos do id. aquele do qual derivam os outros... como faz o ego.] O id age de acordo com o que Freud chamava de princípio do prazer. é o medo da nossa consciência.] Freud propôs três tipos de ansiedade: frente à realidade.] A ansiedade moral resulta de um conforto entre o id e o superego.49) 3.50) [.. [. Na linguagem cotidiana. irracionalidade na obediência.4 O ego. que envolve o medo de perigos tangíveis no mundo real.. até cruel. o ego.. o seu superego se vinga fazendo com que sinta vergonha ou culpa. Consequentemente. [.. (pag..] O ego impede a satisfação do id. [.48) [. é a ansiedade frente à realidade ou objetiva. o conflito entre a gratificação instintiva e a realidade. que é o mestre racional da personalidade. (pag. (pag. mas ajuda-lo a obter a redução de tensão almejada.] O nosso conceito de certo e errado. O primeiro tipo. Em termos de intensidade. (pag. mas sim inibi-las totalmente..51) . ansiedade neurótica e ansiedade moral. o id atua para aumentar o prazer e não tolerar atrasos ou adiamentos da satisfação por nenhum motivo.49) [.. O id não tem consciência da realidade. o superego é implacável. As crianças em geral são punidas por expressar abertamente impulsos sexuais ou agressivos. [. ele não difere do id. Basicamente. ele tenta adiar ou redimensiona-la em função das exigências da realidade.. na sua busca pela perfeição moral. (pag.48) 2. o desejo de satisfazer certos impulsos do id gera ansiedade.5 Superego.47) 2.. (pag.] Processo secundário como razão ou racionalidade e elas estão contidas na segunda estrutura freudiana da personalidade.51) [.. neurótica e moral.. em especial as demandas relativas a sexo e agressão... O seu objetivo não é simplesmente adiar as demandas de busca de prazer do id.] Ansiedade neurótica tem por base a infância. (pag. denominamos essa moralidade interna de consciência e Freud denominou-a de superego.

mas não há a mesma universidade da natureza do ego e do superego. tem de ser neutralizado ou evitado.54) [. assim. um tipo inconsciente de esquecimento da existência de algo que nos traz constrangimento ou sofrimento e é o mecanismo de defesa mais importante e frequentemente utilizado. uma ameaça ao ego. (pag. mas que nem todo mundo utiliza as mesmas defesas igualmente.]a personalidade adulta era firmemente moldada e cristalizada no quinto ano da vida... induz a tensão no organismo e.52) 4.] A ansiedade serve de sinal de alerta para a pessoa de que nem tudo está como deveria na personalidade... (pag. [.] A ansiedade é um sinal de que um perigo eminente. se torna um impulso [.] Freud acreditava que todos os comportamentos são defensivos.1 Defesa contra a ansiedade.] Repressão é um afastamento involuntário de algo da consciência.] que o indivíduo fica motivado a satisfazer. (pag.0 Estágios Psicossociais do desenvolvimento da personalidade.54) . (pag. O que o convenceu de que os primeiros anos eram fundamentais foram as suas próprias lembranças reveladas por seus pacientes adultos.51) 3....[....51) [.. Nós somos motivados pelos mesmos impulsos do id. (pag. É preciso que o ego reduza o conflito entre as demandas do id e a estrutura da sociedade ou do superego.. [.