TRIGONOMETRIA

ESFÉRICA
NOTAS DE AULAS

DEFINIÇÕES

A interseção de um plano que contém o centro da esfera chama-se
círculo máximo. Se este plano não contém o centro da esfera, tem-se o
círculo menor.

DEFINIÇÕES Quando dois círculos máximos se interceptam em um ponto. . A medida de um ângulo esférico é igual á medida do ângulo plano entre as tangentes dos dois arcos que o formam. formam entre si um ângulo esférico.

c).C). e os seus lados por letras minúsculas (a. Um triângulo esférico não é qualquer figura de três vértices desenhada sobre uma esfera. . Denotamos os ângulos de um triângulo esférico por letras maiúsculas (A. Para ser um triângulo esférico esta figura tem que ter lados que sejam arcos de círculos máximos.DEFINIÇÕES Chamamos de triângulo esférico à parte da superfície da esfera limitada por 3 círculos máximos que se cortam dois a dois.b.B.

.

Já os ângulos em cada vértice do triângulo esférico representam a separação angular entre os pontos dos círculos máximos que se interceptam naquele vértice.DEFINIÇÕES Tanto os seus ângulos quanto os seus lados são medidos em unidades angulares. Os lados de um triângulo esférico são arcos de círculo máximos que. . divididos pelo raio da esfera nos dão o ângulo entre os pontos que ligam.

Os ângulos do triângulo são medidos pelos diedros correspondentes . DEFINIÇÕES Os lados do triângulo são medidos pelo ângulo central de cada face do triedro .

Os polos distam 90° de cada ponto da circunferência do círculo máximo correspondente. A + a’ = 180° B + b’ = 180 ° C + c’ = 180° A’ + a = 180° B’ + b = 180 ° C’ + c = 180 ° . DEFINIÇÕES As interseções da superfície esférica com a perpendicular a um círculo máximo que passe pelo centro da esfera (diâmetro) são denominados polos desse círculo máximo. Triângulo polar é o triângulo construído com vértices que são os polos dos lados do triângulo dado e no mesmo hemisfério em que se encontram esses lados.

DEFINIÇÕES TRIÂNGULO ESFÉRICO RETÂNGULO é aquele que tem um ângulo igual a 90º. . TRIÂNGULO ESFÉRICO RETILÁTERO é aquele que tem um lado igual a 90º.

sendo que o maior ângulo se opõe o maior lado. ângulos iguais opõe-se lados iguais.PROPRIEDADES Cada lado de um triângulo esférico é menor que a soma dos outros dois e maior que a diferença. . b-c<a<b+c A soma dos lados de um triângulo esférico é menor que 360°. A + 180°> B + C Em um triângulo esférico. 180°< A + B + C < 540° Cada ângulo de um triângulo esférico aumentado de 180° é maior que a soma dos outros dois. a + b + c < 360° A soma dos ângulos de um triângulo esférico está compreendida entre 180°e 540°.

Esta diferença é chamada de Excesso Esférico (σ). 2p = a+ b+ c .DEFINIÇÕES A soma dos ângulos internos de um triângulo esférico é maior que 180°. σ = A+B+C – 180° Perímetro é a soma dos seus lados.

o astro e o zênite.DEFINIÇÕES Denomina-se triângulo de posição o triângulo situado na esfera celeste cujos vértices são o pólo elevado. Também permite fazer as transformações de um sistemas de coordenada para outro. . ou determinar as coordenadas geográficas do lugar quando conhecidas as coordenadas do astro. O triângulo de posição é usado para derivar as coordenadas do astro quando conhecida a posição geográfica do lugar.

DEFINIÇÕES Os lados e ângulos do triângulo de posição são: • Arco entre o zênite e o pólo = 90 .|φ| • Arco entre o zênite e astro = z • Arco entre o pólo e o astro = 90 .|δ| • Ângulo com vértice no zênite = A (no hemisfério norte) ou A - 180°(no hemisfério sul) • Ângulo com vértice no pólo = H • Ângulo com vértice na estrela .

.

ou um ângulo e dois lados. . ou três lados. não é suficiente conhecer dois ângulos para resolver o triângulo. SOLUÇÕES EM TRIÂNGULO ESFÉRICO Ao contrário da trigonometria plana. ou dois lados e um ângulo. É sempre necessário conhecer no mínimo três elementos: ou três ângulos.

FÓRMULAS AP é a perpendicular ao plano OBC e que passa pelo vértice A. Triângulos planos: ANP AMP ONP OMP OAP OAN OAM . PN e PM são as perpendiculares aos segmentos OB e OC.

∆ANP: cos N = NP/AN . α+β = a ∆ONP: ∆OMP: cos α = cos β = OM/OP ON/OP sen α = sen β = NP/OP MP/OP Hipotenusa em ∆ONP e ∆OMP é OP.FÓRMULAS ∆OAN: ∆OAM: cos b = ON/OA cos c = OM/OA sen b = AN/OA sen c = AM/OA Hipotenusa em ∆OAN e ∆OAM é OA.

FÓRMULAS DOS 4 ELEMENTOS Lei dos cossenos na trigonometria esférica 3 lados do triângulo são associados a um de seus ângulos: cos a = cos b cos c + sen b sen c cos A cos b = cos a cos c + sen a sen c cos B cos c = cos a cos b + sen a sen b 3 ângulos do triângulo são associados a um de seus lados: cos C cos A = .cos B cos C + sen B sen C cos a cos B = .cos A cos C + sen A sen C cos b cos C = .cos A cos B + sen A sen B cos c .

FÓRMULAS DOS 4 ELEMENTOS Lei dos senos na trigonometria esférica Relacionando dos 2 lados com 2 ângulos : sena senb senc = = senA senB senC .

cosC compreendido sena.ctga = senC. cosB senc. cosB .cosc. 3 lados e 2 sena. 2 lados. sen a .ctga cos = A senB. sen c . senb.cosa. sena.ctgc cos =AsenA. = senA. cosc. senc. cos A = cosa.FÓRMULAS DOS 5 ELEMENTOS sen c. cosC sen c. cosB ctgB +sen = cosb. cosB senb. ctgc = senB. sen a. cos A = cosa. ctgA + cosc. ctgB + cosa. + cosb. sen b .cosc.cosa. ctgC + cosb.cosb. ctgC + cos a. cosB sen b. ctgb = senC. cosC ctgA sen = cosc. cosC = cosc. sen a . cos A ângulo sena. 1 ângulo e 1 senb senc. cosB = cosb. senc. senb. c cos A . cosC ângulos sen b. b -cosC cosb. ctgb sen a.

FÓRMULAS DE BORDA Calcular os ângulos do triângulo esférico em função somente dos 3 lados do triângulo. A cos(b − c) − cos a tan = 2 cos a − cos(b + c) B cos( a − c) − cos b tan = 2 cos b − cos( a + c) C cos( a − b) − cos c tan = 2 cos c − cos( a + b) .

ângulo horário (H). e declinação (δ) .Relações entre distância zenital (z). azimute (A).

Pela fórmula dos cossenos: 1. cos z = cos(90°-φ) cos (90°-δ)+sen(90°-φ) sen(90°-δ)cos H Temos cos z = senφsenδ+cosφ cosδcos H cos H = cosz secφsecδ. cos (90°-δ) = cos(90°-φ) cos z + sen(90°-φ) sen z cos A Temos sen δ = senφcosz+cosφ senz cos A cos A = senδ csc z secφ .tanφ cotg z .tanφ tanδ 2.

DETERMINAÇÃO DO ÂNGULO ENTRE DOIS ASTROS Determinar o ângulo CA entre dois astros .