O Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA) é um conselho de

fiscalização profissional, não sendo entidade de classe, na forma de autarquia pública,
responsável pela regulamentação e julgamento final no Brasil das atividades profissionais
relacionadas às classes que abrange: Engenharia, Agronomia, bacharéis
em Geografia, Geologia eMeteorologia, possuindo mais de trezentos títulos profissionais,
nos níveis técnico e superior (tecnólogo, licenciado e bacharel[1]), além de anotar também
títulos de pós-graduação.

Foi instituído em 1933 por decreto do presidente Getúlio Vargas e coordena os Conselhos
regionais de Engenharia e Agronomia (CREA).

No dia 31 de dezembro de 2010, o presidente Luís Inácio Lula da Silva, sancionou a lei n°
12.378, criando o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU), separando a profissão
de arquiteto deste conselho.

Índice

[esconder]

• 1 Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia

• 2 Tabela de Títulos Profissionais do CONFEA/CREA

• 3 Ver também

• 4 Referências

• 5 Ligações externas

Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia[editar | editar
código-fonte]
Os Conselhos regionais de Engenharia e Agronomia (CREA) são entidades pertencentes à
esfera estadual e constituem a manifestação regional do Conselho Federal de Engenharia
e Agronomia (CONFEA), sendo responsáveis pela fiscalização do exercício das profissões
da área tecnológica em âmbito regional.

O CREA exerce o papel de primeira e segunda instância, verificando, orientando e
fiscalizando o exercício profissional com a missão de defender a sociedade da prática
ilegal das atividades abrangidas pelo sistema CONFEA/CREA.

Tabela de Títulos Profissionais do CONFEA/CREA[editar | editar
código-fonte]
Segue a relação das profissões de nível universitário que estão aptas a fazer a carteira de
registro profissional no CONFEA/CREA Tabela de Títulos.PDF conforme a Resolução 473/02

Ir para cima↑ MEC:Cursos Ligações externas[editar | editar código-fonte] •CONFEA .Associação Brasileira de Normas Técnicas [Esconder] v•e Conselho de classe profissional Conselhos federais .Conselho Regional de Engenharia e Agronomia •IPT .Conselho Federal de Engenharia e Agronomia •CREA .Instituto de Pesquisas Tecnológicas •ABNT . de 11/12/2009 do CONFEA/CREA. Ver também[editar | editar código-fonte] •Ordem dos Engenheiros de Portugal Referências 1.

O Confea zela pelos interesses sociais e humanos de toda a sociedade e. Em seus cadastros. promulgado pelo então presidente da República. tendo ainda como referência o respeito ao cidadão e à natureza. por meio do Decreto nº 23. o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia é regido pela Lei 5. e movimentam um mercado de trabalho cada vez mais acirrado e exigente nas especializações e conhecimentos da tecnologia. Em sua concepção atual. alimentada intensamente pelas descobertas técnicas e científicas do homem. com base nisso.569. regulamenta e fiscaliza o exercício profissional dos que atuam nas áreas que representa.194 de 1966. meteorologistas. e representa também os geógrafos. técnicos industriais e agrícolas e suas especializações. num total de centenas de títulos profissionais. . O Conselho Federal é a instância máxima à qual um profissional pode recorrer no que se refere ao regulamento do exercício profissional.História CONFEA • O Confea surgiu oficialmente com esse nome em 11 de dezembro de 1933. o Sistema Confea/Crea tem registrados cerca de um milhão de profissionais que respondem por fatia considerável do PIB brasileiro. tecnólogos dessas modalidades. geólogos. Getúlio Vargas e considerado marco na história da regulamentação profissional e técnica no Brasil.