You are on page 1of 6

ENSAIO DE DUREZA VICKERS ( NORMA ASTM E 92

)
Esse método utiliza um penetrador de diamante, que possibilita medir
qualquer valor de dureza, incluindo desde os materiais mais duros até os
mais moles em uma única escala. A dureza Vickers se baseia na
resistência que o material oferece à penetração de uma pirâmide de
diamante de base quadrada e ângulo entre faces de 136º, sob uma
determinada carga. O valor de dureza Vickers (HV) é o quociente da carga
aplicada (F) pela área de impressão (A) deixada no corpo ensaiado. Essa
relação, expressa em linguagem matemática é a seguinte:

A máquina que faz o ensaio Vickers não fornece o valor da área de
impressão da pirâmide, mas permite obter, por meio de um microscópio
acoplado, (aumento 70 X) as medidas das diagonais (d1 e d2) formadas
pelos vértices opostos da base da pirâmide. A precisão das medidas é
milesimal (0,001mm), logo é um método que gera uma medida muito
precisa.

Exige ótima preparação da superfície da amostra.

 Quanto melhor o polimento da amostra mais fácil a leitura das dimensões da impressão por meio de um microscópio acoplado ao equipamento (exige uma micrografia prévia ao ensaio). . XXX HV Q/t  Medida das diagonais do  XXX: valor da dureza Vickers quadrado impresso. Pode-se escolher qualquer carga desde que o tamanho da marca (quadrado) permita sua medida com precisão no microscópio acoplado.  Q: carga de compressão da  Tabelas de conversão do esfera em kgf. tamanho da impressão na  t: tempo de aplicação da dureza. de materiais frágeis (pelas baixas cargas.  Determinação da dureza de constituintes individuais de uma microestrutura.  Acionamento do dispositivo Representação da dureza Vickers: para aplicar a carga. Em geral se utilizam tabelas e não a fórmula para obter a dureza vickers Os valores de dureza HB e HV são os mesmos até o valor de 350. A espessura deve ser superior a 1.5 d (d = diagonal da impressão) Distância entre marcas deve ser maior que 2.5 d (d = diagonal da impressão) ENSAIOS DE MICRODUREZA (ASTM E 384)  A diferença entre o ensaio de dureza convencional e o de microdureza está na intensidade da carga usada para comprimir o penetrador (de 10 gf até 1Kgf ou 2 Kgf). diagonais da impressão.A carga varia de 5 Kgf até 120 Kgf.  Cálculo da média das  HV: dureza Vickers.  APLICAÇÕES:  Determinação da dureza das camadas finas de revestimento. quando maior que 15 s. da amostra. de impurezas. evita que a peça rompa no ensaio). carga em segundo.  A marca deixada na superfície da amostra pelo penetrador da máquina de ensaio de microdureza somente é visível no microscópio (possui dimensões micrométricas). de peças pequeníssimas ou extremamente finas.

 É aplicável a todos os tipos de materiais e não apenas aos metais.8544Q HV  D2 Microdureza Knoop  Penetrador na forma de pirâmide alongada. . (se colocar o valor na fórmula em milímetros a multiplicação por 1000 NÃO deve ser feita) 1. Duas técnicas: Microdureza Vickers e Microdureza Knoop Microdureza Vickers  Utiliza o mesmo método de ensaio da dureza Vickers convencional. se a marca for lida em micrometro.  Emprega-se a mesma equação usada na dureza Vickers e o resultado obtido na expressão abaixo deve ser multiplicado por 1. Se mede apenas a diagonal maior.000. pois a carga Q também é em gramas-força e o valor do comprimento da marca ( D ) é em micrometro.

se a diagonal for lida em micrometro multiplicar o valor obtido por 1000.  Para o cálculo da dureza Knoop (HK) usa-se as expressões abaixo: 14. Lm é a diagonal maior da impressão em milímetro. .229Q HK  L2m Q é a carga aplicada em Kgf.

.

HB A resistência a tração dos materiais podem ser determinados a partir dos valores de dureza: .CORRELAÇÃO ENTRE A DUREZA BRINELL E A RESISTÊNCIA À TRAÇÃO (No quadro abaixo valor de α para tensão em Mpa)  (Mpa) =  .