You are on page 1of 4

1a Lista de Exerc´ıcios de Teoria dos N´umeros

Professor: Francisco Pimentel
Mar¸co de 2010

1) Ana Clara prop˜oe a todos em sua classe que escolham seu pr´oprio n´
umero

ao-pal´ındromo de trˆes d´ıgitos (digamos, 413). Devem ent˜ao reverter a
ordem de seus d´ıgitos (314), e subtrair o menor do maior (413-314=99).
Devem acrescentar um zero `a frente ou atr´as da diferen¸ca, se necess´ario
para obter um n´ umero de trˆes d´ıtos (099, por exemplo). Finalmente,
devem reverter a ordem dos d´ıgitos novamente (990), e somar os dois

umeros obtidos (99+990). Ana Clara ent˜ao afirma que todos os alunos
que acertaram nas contas obtiveram, independentemente de suas escolhas
originais, o n´
umero 1089. Explicar a brincadeira de Ana Clara.
2) Observe que para k = 40,

2k + 1 = 92 , 3k + 1 = 112 .

Queremos mostrar que existem infinitos inteiros positivos k tais que 2k + 1
e 3k + 1 s˜ao quadrados perfeitos. Para isso suponha que

2k + 1 = m2 , 3k + 1 = n2 ,

onde m e n s˜ao inteiros positivos. Defina o inteiro K pela f´ormula:

K = 11m2 + 20mn + 9n2 .

Ent˜
ao 2K + 1 e 3K + 1 s˜ao ambos quadrados perfeitos, pois para inteiros
convenientes p, q, r, s (e m e n como acima),

2K + 1 = (pm + qn)2 , 3K + 1 = (rm + sn)2 .

Segue que para qualquer inteiro positivo k para o qual 2k + 1 e 3k + 1

ao ambos quadrados perfeitos, conseguimos obter um inteiro ainda maior
K com a mesma propriedade. Assim, existem infinitos inteiros com essa
propriedade. Achar os inteiros p, q, r e s.

onde ϵi ∈ {−1. 2 = −12 − 22 − 32 + 42 . Prove essa conjectura. . . 11) Verifica-se facilmente que 1 = 12 . p i p j . ache este inteiro. os moradores de l´a sempre falam a verdade. para certo inteiro positivo k (que depende de n). duas bases de numera¸c˜ao s˜ao de uso co- mum. e somente 22 pessoas usam base 14”. base 10. Prove que o n´umero N definido por Pn N= ± p i p j . pr onde pi pj . Um outro disse: ”Dos 25 residentes. 4) Existe uma base para a qual 259 divide 952? Obviamente sup˜oe-se os n´ umeros escritos nessa base. 2 . 4 = −12 − 22 + 32 . 6 = 12 − 22 + 32 . 7) Ache todos os n´ 8) Seja f (n) = n2 − n + 41. Um resi- dente disse: ”26 pessoas usam minha base. temos tamb´em um ´e analfabeto que n˜ao sabe contar”. 9) Ache os inteiros positivos x e y para os quais x | y + 5 e y | x + 3. . 1}. Al´em disso. Podemos ent˜ao formular a conjectura que todo inteiro positivo n se escreve sob a forma n = ϵ1 12 + ϵ2 22 + ϵ3 32 + ϵ4 42 + · · · + ϵk k 2 . √ 10) Se o inteiro de 4 d´ıgitos abcd7 na base 7 ´e tal que ab7 = cd7 e uma permuta¸c˜ao de seus d´ıgitos representa este inteiro na base 10. 13 s˜ao biling¨ ues e usam as duas bases. . pr . . Calcule mdc(f (n). todos diferentes. 5) No pequeno reino de Abac´ınia. 3 = −12 + 22 . 5 = 12 + 2 2 . pr s˜ao quaisquer dos dos n primeiros primos. 3) Ache um produto de trˆes inteiros consecutivos que seja da forma abcabc na base 10. ´e um primo sempre que N < p2n+1 . umeros primos p para os quais p3 + p2 + 11p + 2 ´e primo. Quantos residentes existem em Abac´ınia? 6) Seja pi o i-´esimo primo e seja Pn o produto dos primeiros n primos. . f (n + 1)).

para todo n. (4) f (mn) = f (m)f (n) para todos os m e n. . . M5 = 2 · 3 · 5 · 7 · 11 + 1. a−b 15) Desenvolver uma id´eia de Paul Erd¨os (1913-1996) para provar que. 14) Sejam a e b inteiros tais que a ̸= b e seja n um inteiro positivo. c] · (a. . 19) Seja f uma fun¸c˜ ao com as seguintes propriedades: (1) f (n) est´a definida para todo inteiro positivo n. 6. para todo inteiro n > 1. c tais que √ [a. ent˜ ao o n´ umero resultante ´e 4 vezes maior do que o n´ umero original n. ´e apagado e colocado na frente dos d´ıgitos restantes. 13) Sejam M1 = 2 + 1. M2 = 2 · 3 + 1. M3 = 2 · 3 · 5 + 1. Completar os detalhes da prova. Exprima n2 na base 2. p≤n A id´eia de Erd¨os consiste em escrever ∏ ∏ ∏ p= p p p≤n p≤ n+1 2 n+1 2 <p≤n n+1 e utilizar o fato que( o n´ )umero primo p > 2 aparece como fator do n coeficiente binomial n+1 . Mostre que f (n) = n. b)n−1 . b. b. a − b = (n(a. b. . (2) f (n) ´e um inteiro. Mostre que ( n ) a − bn . 18) Ache todos os inteiros positivos iguais `a soma dos quadrados de seus d´ıgitos (na base 10) mais 1. a − b). ∏ p ≤ 4n . (5) f (n) > f (m) sempre que n > m. (3) f (2) = 2. 2 16) Achar todos os inteiros positivos a. 11. (ii) Se o u´ltimo d´ıgito. . 17) Ache o menor inteiro positivo n que possui as seguintes propriedades: (i) Sua representa¸c˜ ao na base 10 tem 6 como u ´ltimo d´ıgito. M4 = 2 · 3 · 5 · 7 + 1. Mostre que nenhum dos inteiros Mk ´e um quadrado perfeito. . 3 . c) = abc.12) Considere o n´umero n = 1111111 . aqui escrito na base 2.

8. At´e agora. que o quarto n´ umero ´e 1. Como 2 · 3 = 6. 8. ao x3 +113 = y 3 n˜ao possui solu¸c˜ao em inteiros positivos 20) Prove que a equa¸c˜ x e y. ent˜ao vem 8 e assim por diante. o sexto n´ umero ´e 6. Segue de 3 · 6 = 18. 6. 1 · 8 = 8. o terceiro n´ umero ´e 6. seguido do quinto que ´e 8. 7 e 9 nunca aparecem nesta sequˆencia. 6. 8. O primeiro n´ umero ´e 2 e depois vem 3. . 1. . Teremos a seqˆencia 2. . 3. 1 21) Escreva 7 na base 3. 22) Construa uma sequˆencia de n´ umeros como segue. Como 6 · 1 = 6. a sequˆencia ´e 2. . 3. Mostre que os n´ umeros 5. 6. 4. 4 .