You are on page 1of 5

Mistura

Uma mistura é constituída por duas ou mais substâncias, 3 Misturas coloidais
sejam elas simples ou compostas. As proporções entre
os constituintes de uma mistura podem ser alterados por Uma mistura coloidal é caracterizada pela existência de
processos químicos, como a destilação fracionada. To- partículas de uma fase, dispersas noutra fase, geralmente
das as substâncias que compartilham um mesmo sistema, contínua. As partículas da fase dispersa apresentam al-
portanto, constituem uma mistura. Não se pode, entre- gumas características particulares: as suas dimensões po-
tanto, confundir misturar com dissolver. Água e óleo, dem variar entre 1 nm (1×10−9 m) e 1 µm (1×10−6 m);
por exemplo, misturam-se mas não se dissolvem. Isso podem ser constituídas por conjuntos de átomos, iões ou
torna o sistema água + óleo uma mistura, não uma solu- moléculas (coloides micelares), por macromoléculas (co-
ção. loides moleculares) ou por iões gigantes (coloides iôni-
Existem três tipos fundamentais de misturas: as homogê- cos); podem ser encontradas nos diversos estados físicos:
neas, as heterogêneas e as coloidais. partículas sólidas cristalinas ou amorfas, gotas de líquido,
bolhas de gás. O interesse crescente no estudo e desenvol-
vimento das misturas coloidais explica-se pelas inúmeras
aplicações atuais: na indústria alimentar (leites, maione-
ses, cremes, manteigas, margarinas, espumas, chocolates,
1 Mistura homogênea etc...); na indústria têxtil (lã, seda, linho, algodão, etc...);
na construção civil (materiais de construção). Sabe-se
hoje que algumas propriedades físicas importantes dos
A mistura homogênea é aquela cujas substâncias cons- alimentos são devidas às misturas coloidais. São exem-
tituintes não podem ser identificadas, pois possuem as plos: a viscosidade, a plasticidade, a elasticidade, a re-
mesmas propriedades em toda a sua extensão. Tais subs- tenção de água e a coesão.
tâncias sofrem dissolução, ou seja, a sua mistura produz
somente uma fase. Isso quer dizer que toda mistura ho- Nas misturas coloidais, os componentes da mistura não
mogênea é uma solução, ou seja, mistura homogênea é se distinguem a olho nu, contudo se usarmos um instru-
um conjunto de substâncias solúveis entre si. Um exem- mento de ampliação, como um microscópio, conseguir-
plo é a mistura da água com álcool: quando misturadas se-ia distinguir muito melhor os diferentes componentes
essas duas substâncias é impossível distinguir uma da ou- da mistura. Ex: Se deixarmos maionese fora do frigorí-
tra.Outro exemplo é a mistura de água e sal de cozinha, fico durante algum tempo conseguimos visualizar peque-
seguindo o mesmo padrão da mistura anterior. nas partículas de gordura.
Por exemplo, se observares uma gota de sangue a olho nu
não consegues identificar os seus componentes, mas se
observares essa gota ao microscópio, distingues os gló-
bulos brancos, os glóbulos vermelhos, as plaquetas, etc.
2 Mistura heterogênea

Uma mistura heterogênea é aquela em que a união de 4 Misturas comuns, azeotrópicas,
dois elementos resulta em uma mistura em que podemos eutéticas e substância pura
reconhecer visualmente as duas substâncias e, na maio-
ria das vezes, podemos manualmente separar o soluto do Algumas misturas apresentam características iguais às de
solvente. Em outra definição, o solvente não consegue elementos ou compostos químicos na hora da ebulição ou
dissolver o soluto. de fusão.
Por podermos ver as duas substâncias, essa mistura não
resulta em uma solução. • Misturas comuns: Quando a curva apresenta va-
Observação: a visualização não é, necessariamente, a riação nos dois pontos (PF e PE), dizemos que são
olho nu. As fases de uma mistura heterogênea podem ser misturas comuns.
detectadas no microscópio ou separadas em uma centrí-
fuga. Como exemplos têm-se a água mais azeite ou água • Misturas azeotrópicas: são misturas em que o
mais óleo. ponto de ebulição não se altera, durante a ebulição

1

Na ebulição é retirado da mistura o compo- comum em misturas entre metais. Ex: obten- lição está constante. quido que apresente valor mais baixo para esta ca- tado num líquido. Esta máquina faz rodar a mistura (na qual uma das partes tem que ser líquida) a alta velocidade. temos uma substância pura.5 °C . fracionada é usada na obtenção das diversas frações do petróleo. vente de uma solução provocando o aparecimento isso se deve porque esse álcool está misturado à água de cristais do soluto. Para fazer uma centrifuga- ção é preciso uma centrifugadora. Exs. água e óleo racterística e aguarda-se. P = 0. Pode-se aproveitar a pressão atmosférica tura. impossível condensação esse componente volta à sua forma lí- separar por fusão. Na destilação acon- tecem duas mudanças de estado consecutivas: uma • Misturas eutéticas: são misturas cujo ponto de fu- ebulição (vaporização) seguida de uma condensa- são ocorre em temperatura constante. este tipo de destilação é usado na obten- tura sólido-gás atravessa um sistema em zigue-zague. a completa destilação deste. se deposita pelo trajeto. dos ou líquido(s) de líquido(s). que permite a separação de vários líquidos • Substância pura: Quando o ponto de fusão e ebu- com pontos de ebulição muito próximos. o ção de bebidas como a cachaça e o uísque. controlando a tempera- vegetal. • Centrifugação: para separar líquidos imiscíveis (que não se misturam) ou um líquido de um sólido insolúvel em suspensão. aguardentes. Eleva-se a tempera- • Decantação: permite a separação de líquidos imis. Isso é muito ção. e a gravidade para auxiliar no processo de decan. Pode-se ainda usar o princípio da decantação para a sepa- ração de misturas sólido-gás (câmara de poeira). Normalmente uma cen- trifugação é seguida de uma decantação. tura até que se alcance o ponto de ebulição do lí- cíveis (que não se misturam) ou um sólido precipi. Esse tipo de mistura acontece quando o ponto de ebuli- • Cristalização: separa um sólido cristalino de uma ção atinge o patamar.: O álcool hidratado é uma mistura azeotrópica. Quanto mais distantes forem métodos: os pontos de ebulição destes líquidos. como um composto químico ou um elemento. sendo mais denso. de um líquido em uma posição mais elevada grau de pureza das frações destiladas. PF = −177 °C. A mistura atravessa um filtro poroso.: água e areia. Na destilação pó. Na . ebulição do segundo líquido. num nível mais baixo. Quanto mais próximos nação.Nos alambiques. já que a temperatura se mantém constante. • Cromatografia: para separar substâncias com dife- diano. comportando-se nata do leite. • Filtração: este é um método de separação muito presente no laboratório químico e também no coti. a destilação fra- cionada. Ex: o aparecimento do sal nas em uma proporção onde é impossível separar pela salinas. ção de água destilada. É usado para separar um sólido de um líquido rentes solubilidades num determinado soluto. PE = 78.Ex: separar glóbulos vermelhos do plasma sanguíneo. forem os pontos de ebulição dos líquidos. Um dos líquidos pode ser retirado por sifo.É muito comum entre líquidos. onde o material particulado fica retido. ebulição. mais eficiente será o processo de destilação. através de uma man.2 5 SEPARAÇÃO DE MISTURAS ou sólido de um gás. A mis. Existe um tipo de destilação. separar a mantém a temperatura constante. Na cristalização há uma evaporação do sol- Ex. A destilação para outra. Posteriormente. fracionada em laboratório usa-se um equipamento como o mostrado abaixo. mesmo que o sólido se apre- sente em suspensão. permite-se que a temperatura se eleve até o ponto de tação. Ex. e na é uma mistura de cobre com o estanho. 5 Separação de misturas • Destilação fracionada: é um método de separa- ção de líquidos que participem de mistura homogê- As misturas podem ser separadas usando os seguintes nea ou heterogênea.: o bronze nente com o ponto de ebulição mais baixo. quida. separação dos diferentes componentes do petróleo. solução. menor o gueira.79 g/cm³ são • Destilação: separa líquido(s) de sólido(s) dissolvi- os pontos de fusão (PF) e ebulição (PE) do álcool. provocando a separação pela ação da força que é aplicada (do centro para fora). que é a transferência. A separação dá-se devido às diferenças de Mistura azeotrópica densidades dos materiais.

É o método utilizado reações só ocorrerem em certas temperaturas. Este processo é normalmente tículas a serem flotadas tornam-se hidrofóbicas pela usado para pequenas quantidades de amostra. A dades de arrastamento num determinado solvente. separação dos componentes de uma tinta. enxofre e limalha de ferro. com clorofórmio. laboratório. Ex: adição dos produtos químicos apropriados. que tem a densidade diferente. Celsius. dústria de minerais. fazem-se passar bolhas de ar através da mistura e as partículas que se pretende recolher ligam-se ao • Separação magnética: consegue separar compo. As misturas frias possuem um amplo leque de utiliza- ções. onde um dos dois componentes apre. Um bom exemplo é a lavagem da po- eira do arroz ou até mesmo a separação do ouro. Seu maior campo de atua- ponentes da mistura e na separação dos mesmos ção está na química orgânica pelo fato de determinadas separando-os manualmente. Baseia-se na identificação visual dos com. 6 Misturas azeotrópicas usando clorofórmio. Evidentemente são úteis quando deve se baixar a • Catação: é um método de separação bastante ru. ligas metálicas ou peças mecânicas. temperatura de uma substância que poderia vir a apre- dimentar. • Flotação: técnica de separação muito usada na in- vente apropriado) num meio poroso e absorvente. magnéticas de um dos componentes da mistura para fazendo a serragem ficar na superfície e a areia no o separar dos outros. fundo do pote. dução experimental de explosivos ou até na metalurgia para a verificação de possíveis rachaduras ou trinca em • Peneiração: também conhecido como tamisação. +8/−24 parar líquidos cujo ponto de solidificação são muito diferentes. Um bom exem- plo é a separação da casca e do caroço do amendoim torrado. 3 cromatografia uma mistura é arrastada (por um sol. • Sifonação: é um processo usado para separar as fa- ses heterogêneas sólido/líquido e líquido/líquido • Extração por solvente: para usar este processo usa-se um solvente que só dissolve um dos consti- tuintes da mistura. onde um dos componentes pode ser arrastado por uma corrente de ar. sentar uma determinada característica explosiva ou desa- sólido. ar e deslocam-se para a superfície. Exemplo: Separar a não as possuem. Ex: areia e limalha de ferro. entre outras utilizações. As par- tituintes da mistura. na remoção de tinta de papel Como diferentes substâncias têm diferentes veloci. que usa a água para separá-los. a proporção de massa das substâncias envol- sente granulometria que permita que o mesmo fique vidas e a variação de temperatura submetida em graus preso nas malhas de uma peneira. técnica utiliza diferenças nas propriedades superfici- ao fim de algum tempo há uma separação dos cons. e no tratamento de água. Então. remover o iodo da água de iodo. em garimpos. • 3 gelo (moído) + 1 cloreto de sódio : 0/−21 . Aproveitam-se as propriedades serragem da areia. • Ventilação: método de separação para sistemas sólido-sólido. usado para separação de sistemas sólido. • Levigação: a água corrente arrasta o componente menos denso e o mais denso deposita-se no fundo do recipiente. ocasionando a fusão mais rápida do bronze.Ex: extração da cafeína do chá. pontos de fusão são muito diferentes (Transformação do sólido para o líquido). • 1 água + 1 nitrato de amônio : +10/−15 • 1 água + 1 nitrato de sódio + 1 cloreto de amônio : • Solidificação fracionada: Processo usado para se. gradável em um experimento. na pro- na limpeza do feijão antes do cozimento. onde se acumu- nentes que tenham propriedades magnéticas dos que lam sob a forma de espuma. Abaixo consta uma este método é usado na separação de sistemas lista de misturas que podem ser facilmente feitas em sólido-sólido.cujos. • Fusão fracionada: processo usado para separar só- lidos . Exem- • 4 água + 1 cloreto de potássio : +10/−12 plo: ouro e bronze. ais de partículas diferentes para as separar.

2 gelo (moído) + 1 cloreto de magnésio heptaidra- tado : 0/−34 • 1.4 gelo (moído) + 2 cloreto de cálcio hexaidratado : 0/−55 • metanol ou propanona (acetona) + gelo seco : +15/−77 • éter dietílico + gelo seco : +15/−100 7 Ver também • Solução .4 7 VER TAMBÉM • 1.2 gelo (moído) + 2 cloreto de cálcio hexaidratado : 0/−39 • 1.

EmausBot. RedBot. Alexandrepastre. Alvaro Azevedo Moura. Dark-Y. Lczancanella.org/wikipedia/commons/9/97/Question_book. Darwinius.svg Fonte: https://upload. ChristianH.org/wikipedia/commons/6/61/Searchtool. JAnDbot.ficharionline.9. Duduric. Timor. Belanidia.2 Imagens • Ficheiro:Dry_ice_in_water.org/wikipedia/commons/3/37/Sciences_exactes. Gean.wikipedia.org/wikipedia/commons/9/91/Dry_ice_in_water. Agil. Acscosta. Leandro Prudencio.wikimedia. Ramalhão. Zoldyick. Willianmundi.fr/eriollsdesigns/icons. Danny15alves e Anónimo: 394 8.wikimedia. RibotBOT. Ysangkok 8. Teles.wikimedia.svg Licença: LGPL Contribuidores: https://web.gif Licença: Public domain Contribuidores: www. Eduardoferreira. MastiBot. NH~ptwiki. 555. Bisbis. contribuidores e licenças 8. Kamyllafc. LRF. Barão de Itararé.gnome. Riverfl0w. Colaborador Z.wikipedia para o Commons por Econt. MerlIwBot. Legobot. Chicocvenancio. TXiKiBoT. Whooligan.0 Contribuidores: ? Artista original: ? • Ficheiro:Farm-Fresh_flask. OS2Warp. Manuel Anastácio. Adriano Ribeiro. LeonardoG.com/free-icons/ Artista original: FatCow Web Hosting • Ficheiro:Misturaazeotropica.3 Licença • Creative Commons Attribution-Share Alike 3. Rturn. 5 8 Fontes dos textos e imagens. GOE2.html Artista original: Adrien Fa- célina • Ficheiro:Searchtool. DCandido. Braswiki.0.wikimedia. WikiDreamer Bot. Chobot. Guilherme Aldenucci. Lijealso. Idioma-bot. Epinheiro. DSisyphBot. Eamaral.tar.0 Contribuidores: ? Artista original: ? • Ficheiro:Sciences_exactes.JPG Fonte: https://upload. Jordeň. Lampiao. FilipeFalcão. João Carvalho. Mário Henrique. GOE. Matheus Faria.gz Artista original: David Vignoni. E2mb0t. Bigs. MagnInd. Skin jp.orange. Eduardo P. Aleph Bot.svg Licença: CC-BY-SA- 3.0 us Contribuidores: http://www. Marcos Elias de Oliveira Júnior. PatríciaR. Transferido de pt.archive.org/wikipedia/commons/2/21/Farm-Fresh_flask. Thijs!bot. WikitanvirBot. Reporter.svg Fonte: https://upload. Xandi. Xqbot. Rodrigo Tetsuo Argenton.png Licença: CC BY 3.0 .fatcow.png Fonte: https://upload. LijeBot. Alexanderps. OTAVIO1981. Herenvaryar. Ro455. DARIO SEVERI. EuTuga. Lépton. Hume42.wikimedia.org/web/20061104164034/http://perso. MelM. Leon saudanha. MENDES QUMICA.wikimedia.JPG Licença: CC- BY-SA-3. Viniciusmc.gif Fonte: https://upload. GRS73. Antero de Quintal. Der kenner. Vanthorn. Xbrasil. Rodrigo. Thega. HVL. Davemustaine. Yanguas. Alchimista. RobotQuistnix. Tilgon. Carlos28.org/pub/GNOME/sources/gnome-themes-extras/0. Salamat. Vitor Mazuco. Artista original: Este ficheiro foi inicialmente carregado por Willianmundi em Wikipédia em português • Ficheiro:Question_book. Luckas Blade. Stuckkey. Rui Silva. Yonidebot. ArthurBot. Pediboi. Laerci0F.org/wikipedia/commons/d/dc/Misturaazeotropica. D'ohBot.svg Licença: LGPL Contribuidores: http://ftp. YurikBot. Tiago Vasconcelos.svg Fonte: https://upload. Carlos-PC. Maurício I.dst. Albmont.com. VolkovBot. Camponez. Athena in Wonderland. EVinente. Luckas-bot. Jo Lorib. Salebot. 333~ptwiki.1 Texto • Mistura Fonte: https://pt. Kim richard. SieBot. Beria. Adailton. Lemarlou. PauloEduardo. Ebalter. Érico. N4TR!UMbr. Gdamasceno. ZéroBot.9/gnome-themes-extras-0. Tumnus. Tschulz. Josebarbosa. Gilesrussi. Dpc01.org/wiki/Mistura?oldid=48404380 Contribuidores: JoaoMiranda. Reynaldo. Millennium bug. Mosca. Oxe. Alph Bot.