You are on page 1of 40

III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional
XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional
“A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional”
Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, de 15 a 19 de novembro de 2016

PROGRAMAÇÃO GERAL

Quarta-feira, 16 de novembro
Início do Credenciamento
08:00
(Hall do 11º andar)
Sessão de Abertura
Anúncio da criação do Núcleo de Estudos do Fantástico (NEF) e dos
09:45
Acervos Temáticos “Rosalba Campra” e “Filipe Furtado”
(Aud. Bloco D)
Para uma teoria da figuração. Sobrevidas da personagem
Carlos Reis (Universidade de Coimbra)
Conferência, com lançamento do nº 3 da revista Abusões, dedicado à temática
10:45 “Figurações de personagem em contextos insólitos”, em homenagem ao
Prof. Doutor Carlos Reis
Presidência de Flavio García (UERJ)
(Aud. Bloco D)
11:45 INTERVALO PARA O ALMOÇO
13:00 Sessões Semiplenárias de Simpósios 1
14:45 Sessões Semiplenárias de Simpósios 2
Unnatural narratology: contribuições para o estudo do insólito
Raquel Trentin (UFSM)
Mulheres, experiência e ancestralidade: os saberes outros das literaturas
16:30 africanas
Simone Schmidt (UFSC)
Presidência de Maximiliano Torres (UERJ)
(Aud. Bloco D)
18:30 INTERVALO PARA O CAFÉ
Personagem irreal: estratégias da figuração disforme ou informe
Maria João Simões (Universidade de Coimbra)
18:45
Presidência de Maria Cristina Batalha (UERJ)
(Aud. Bloco D)
Territórios da ficção fantástica
Rosalba Campra (La Sapienza Universitàt de Roma)
19:45
Conversas com a autora
(Aud. Bloco D)

III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional
XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional
“A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional”
Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, de 15 a 19 de novembro de 2016

PROGRAMAÇÃO GERAL

Quinta-feira, 17 de novembro
08:00 Sessões Semiplenárias de Simpósios 3

Da narrativa literária à narrativa fílmica: figuração de personagens em
relações trans e intermediáticas
Anna Boccuti (Università degli Studi di Torino)
El personaje artificial femenino: mujeres robóticas, virtuales, transgénicas,
09:45
digitales y biotecnológicas en la literatura iberoamericana
Teresa López-Pelizza (Universitàt Autónoma de Barcelona)
Presidência de Ana Cristina dos Santos (UERJ)
(Aud. Bloco D)
11:45 INTERVALO PARA O ALMOÇO
13:00 Sessões Semiplenárias de Simpósios 4
14:45 Sessões Semiplenárias de Simpósios 5
A psicanálise e o duplo na figuração de personagens no cinema de horror
Cláudio Zanini (UNISINOS)
Estratégias do insólito: o caso de 10 personagens em gifs animados de fil-
16:30 mes de horror
Nilton MIlanez (UESB)
Presidência de Shirley Carreira (UERJ)
(Aud. Bloco D)
18:30 INTERVALO PARA O CAFÉ
Figuraciones de lo insólito en espacios divergentes: entre lo fantástico,
lo hiperrealista y otros territorios indecidibles. Tres casos uruguayos:
Felisberto Hernández, Mario Levrero y Daniel Mella
18:45 Hebert Benítez Pezzolano (Universidad de la República Uruguay)
Presidência de Rita Diogo (UERJ)
(Aud. Bloco D)
Territórios da ficção fantástica
Rosalba Campra (La Sapienza Universitàt de Roma)
19:45
Conversas com a autora
(Aud. Bloco D)

III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional
XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional
“A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional”
Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, de 15 a 19 de novembro de 2016

PROGRAMAÇÃO GERAL

Sexta-feira, 18 de novembro
08:00 Sessões Semiplenáriasde Simpósios 6

O vampiro e a questão do inumano
Maria Conceição Monteiro (UERJ)
Implicações cronotópicas na figuração da personagem na literatura
09:45 fantástica
Marisa Martins Gama-Khalil (UFU)
Presidência de Eloísa Porto (UERJ)
(Aud. Bloco D)
11:45 INTERVALO PARA O ALMOÇO
13:00 Sessões Semiplenárias de Simpósios 7
14:45 Sessões Semiplenárias de Simpósios 8
Perigos da virtude, ou de Otranto a Crepúsculo:
sobrevidas da heroína gótica
Aparecido Donizete Rossi (Unesp)
16:30 Processos de composição da personagem na ficção gótica
Júlio França (UERJ)
Presidência de Fernando Monteiro de Barros (UERJ)
(Aud. Bloco D)
18:30 INTERVALO PARA O CAFÉ
Armação de mundos possíveis e figuração de personagens em vertentes
literárias do insólito ficcional
18:45 Flavio García (UERJ)
Presidência de Regina Michelli (UERJ)
(Aud. Bloco D)
Sessão de Encerramento
19:45
(Aud. Bloco D)

de Mia Couto . III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. de Mia Couto de Carvalho Mundos por criar. de 15 a 19 de novembro de 2016 SESSÕES DE SIMPÓSIOS Processos de composição de personagens em narrativas africanas de língua portuguesa Coordenação: Jurema Oliveira (UFES). IFRO /UFU/ Rosa Maria da Silva Gonçalves ção identitária individual FAPEMIG e coletiva A magia feminina nas letras de UNIMONTES/ Jane Rodrigues dos Santos Paulina Chiziane CAPES A vez das vozes femininas em a Maria Cristina Chaves UFES/ FAPES Confissão das leoa. mundos por relembrar: a personagem como Tatiana Alves Soares Caldas CEFET-RJ demiurgo em um conto de Mia Couto A reconstrução identitária do personagem leitor em Terra Anna Carolina Legroski UFPR sonâmbula. Amarino Oliveira de Queiroz (UFRN) Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 1 4D Das 8:00 às 9:45 Maria Cristina Chaves de Carvalho Comunicação Comunicador IES Posturas antagônicas das perso- nagens Ludo e Lidia na constru.

III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. de Jean Lorrain O insólito na (de)composição dos personagens de Le Temps Retrouvé: a encenação da dança Luciana Persice Nogueira UERJ macabra medieval como enclave do fantástico na prosa proustiana Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 2 3D das 8:00 às 9:45 Sabrina Baltor de Oliveira Comunicação Comunicador IES Nuances do fantástico na cons- trução do duplo em La Morte Amoureuse de Théophile Gautier Sabrina Baltor de Oliveira UERJ e A mortalha de Alzira de Aluísio Azevedo Théophile Gautier: a composição Isabella Daemon de Oliveira An- de suas personagens femininas UERJ tunes em seus contos fantásticos . de 15 a 19 de novembro de 2016 A construção do fantástico através da categoria personagem e suas figurações na literatura e nas artes de expressão francesa Coordenação: Maria Cristina Batalha (UERJ) e Sabrina Baltor de Oliveira (UERJ) Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 1 3D das 8:00 às 9:45 Maria Cristina Batalha Comunicação Comunicador IES Figurações da personagem Maria Cristina Batalha UERJ feminina em Barbey d’Aurevilly O Diabo como Instância Morali- Nicole Ayres Luz UERJ zadora em Conto de Sade A contemplação da arte e a si- deração do personagem como desencadeadores do fantástico Fábio Lucas Pierini UEM em Monsieur de Phocas.

Laura Barbosa Campos UERJ de Patrick Modiano . de 15 a 19 de novembro de 2016 A construção personagem no videogame Beyond: Two Souls a Ricardo Gomes da Silva Unesp partir da perspectiva dos estu- dos literários Os personagens fantásticos em A Ronda da Noite. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

de Milena Campos Eich CPII Isabel Allende O insólito na construção das personagens femininas no Brasil Cláudia Regina da Silva Rodrigues UFRJ e no Peru do século XIX (In)Visíveis: o duplo e a (re) construção identitária em Ana Cristina dos Santos UERJ Memorias del tiempo circular. Daniele Aparecida Pereira Zaratin UPM vendar de outras realidades A cozinha como espaço de resis- tência: entre o público e o priva- Maria Inês Freitas de Amorim UERJ do em Como água para chocola- te. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Felipe Fanuel Xavier Rodrigues UERJ râneas O ethos de Maria na Música Ana Lúcia Magalhães FATEC Popular Brasileira . subjetividade negra e literaturas contempo. Rita Diogo (UERJ) e Maira Pandolfi (Unesp) Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 1 2D das 13:00 às14:45 Ana Cristina dos Santos Comunicação Comunicador IES As personagens femininas de Carlos Fuentes: constante des. de 15 a 19 de novembro de 2016 A personagem feminina na construção do insólito: formas de traduzir a alteridade na literatura e no cinema ibero-americanos Coordenação: Ana Cristina dos Santos (UERJ). de Chely Lima Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 2 2D das 14:45 às 16:30 Rita Diogo Comunicação Comunicador IES Descolonização. de Laura Esquivel O insólito a serviço da liberdade feminina em A ilha sob o mar.

III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. violência Rita Diogo UERJ e modernidade periférica . de 15 a 19 de novembro de 2016 A mulher na lírica galega: Rosa- lía de Castro e a poesia contem- Ana Carolina Oliveira Guedes UERJ porânea de Emma Pedreira e Yolanda Castaño A representação feminina mar- cada pelo insólito em “As flores” Suely Leite UEL de Augusta Faro De Guamán Poma a La teta asus- tada: gênero feminino.

G Kedma Pereira Monteiro Gama UFMA Wells . de H. brasileiras e maranhenses Coordenação: Naiara Sales Araújo Santos (UFMA) Sessão Sala 16/11 (quarta-feira) Coordenação: 1 9D Das 13:00 às 14:45 Naiara Sales Araújo Santos Comunicação Comunicador IES A veracidade da existência de Ligeia no conto homônimo Lucélia Magda Oliveira da Silva UFMA de Edgar Allan Poe Morte rubra: um estudo do insó- Olivar Aurelino Ferreira Neto UFMA lito em Edgar Allan Poe Solidão e vontade de sentido: Aná- lise fenomenológico-existencial Débora Furtado Moraes UFMA do personagem Graograman de “A história sem fim”. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. de Michael Ende O Riso do Horror: Uma análise da identidade do personagem Danielle Gomes Mendes UFMA Coringa em “Batman: A Piada Mortal” O Diabo não é tão feio quanto se pinta: A Desconstrução do Luan Passos Cardoso UFMA personagem Lúcifer em “O Evan- gelho Segundo Jesus Cristo A presença do insólito no ro- mance O Homem Invisível. de 15 a 19 de novembro de 2016 Literatura Fantástica e Ficção Científica: figurações ficcionais de personagens euroamericanas.

de Coelho Neto Asilo nas Torres: Fantasia e Fic- ção Científica contra a Ditadura Naiara Sales Araújo Santos UFMA Militar O efeito fantástico através do Gladson Fabiano de Andrade discurso das coincidências em UFMA Sousa André Carneiro . Livia Fernanda Diniz Gomes UFMA nios (1893) e A Bola (1927). de Aluísio Azevedo e Coelho Neto Manifestação do insólito através Onivaldo Ferreira Coutinho So- do duplo no conto fantástico O UFMA brinho Duplo. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. de Coelho Neto Manifestação do insólito através das temáticas do medo. De Coelho Neto Um monstro na Belle Époque tro- pical: uma análise das transgres- Dayane Andréa Rocha Brito UFMA sões ao corpo humano em Esfinge. do silên- cio e da morte: análise de Demô. Ciência e Misticismo como elementos formadores da Thalita Ruth Sousa UFMA personagem Avellar em “A Som- bra”. de 15 a 19 de novembro de 2016 Sessão Sala 16/11 (quarta-feira) Coordenação: 1 9D Das 14:45 às 16:30 Naiara Sales Araújo Santos Comunicação Comunicador IES História.

UNICAMP co-cultural da etnia Pemón Personagens andaranas: formas insólitas e extraordinárias que Heloisa Helena Siqueira Correia UNIR habitam a Amazônia . insólitas. de 15 a 19 de novembro de 2016 Personagens amazônicos e americanos: figurações míticas. humanas e não humanas Coordenação: Heloisa Helena Siqueira Correia (UNIR) e Marcelo Damonte (Universidad de la República Oriental del Uruguay) Coordenação: Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Heloisa Helena Siqueira Cor- 1 4D Das 13:00 às 14:45 reia Comunicação Comunicador IES Figuras míticas na literatura in- dígena amazonense: um estudo comparativo entre as narrativas Delma Pacheco Sicsú UEA “Antes o mundo não existia” e “Çaiçu Indé: o primeiro grande amor do mundo” Hemisférios do desejo: paixão e desvario na lenda amazônica Gilzete Passos Magalhães IFF O Boto As Amazonas – figura mítica da CUML – Paulo Cesar Cedran mulher independente Ribeirão Preto Representação literária da figura do piache em UERJ/ UNESP/ Elda Firmo Braga narrativas da tradição mitológi. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

lost race: ressonân- cias de H. de 15 a 19 de novembro de 2016 Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 2 4D das 14:45 às 16:30 Marcelo Damonte Comunicação Comunicador IES Da voz de quem silencia surge a narrativa mítica: personagens Melissa Gonçalves Boëchat UFVJM/ UFSJ insólitas e a ressignificação do universo latino-americano Os mitos em torno do ser ameri- cano no romance El Camino de Gisele Reinaldo da Silva UFRJ El Dorado de Arturo Uslar Pietri A nudeza da voz de Iara no en- contro sirênico de Clarice. Leonardo Davino de Oliveira UERJ Calcanhotto e Bethânia Lost world. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Haggard e do scienti- Jayme Soares Chaves UERJ fic romance nos romances fan- tásticos de Menotti Del Picchia La insólita imposibilidad de lo humano. Un enfoque zoocrítico en torno al mal y a la animalidad Marcelo Damonte UdelaR en los personajes y la narrativa de Tarik Carson y Lautréamont .R.

de Gisele de Oliveira Bosquesi Unesp Alberto Moravia A figuração de Helena e Ekto em Elena. de Campos Mauro (Unesp) e Fernanda Aquino Sylvestre (UFU) Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 1 8D das 8:00 às 9:45 Cláudia Mauro e Fernanda Aquino Sylvestre Comunicação Comunicador IES Ambiguidade. de Maria Celeste Tommasello Ramos Unesp Luciano De Crescenzo A figuração de “A Bela Adorme- cida” em “Sol. francesa. amore mio. de Luciano Unesp Bellissimo De Crescenzo A personagem e a modulação do Claudia Fernanda de Campos Unesp fantástico Mauro Elementos fantásticos nos “Opúsculos morais”. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. alemã e inglesa Coordenação: Claudia F. inaptidão e cisão da personagem em Io e Lui. de Giacomo Sérgio Mauro Unesp Leopardi . “A Adriana Aparecida de Jesus Reis Unesp bela Adormecida no Bosque” e “A bela Adormecida” A figura do herói Ulisses em Giacomo Enzo Cinquarole Nessuno. Lua e Tália”. Elena. de 15 a 19 de novembro de 2016 A figuração da personagem na literatura europeia de língua italiana.

de Nalo Hopkinson Mulheres videntes no século Stockholms XVIII. de Thomas Bernhard O narrador insólito em Os Fi- Hiolene de Jesus Moraes lhos da Meia-Noite de Salman UnB Oliveira Champloni Rushdie E não sobrou nenhum – uma Thalita Pachêco Cornélio UESPI relação entre o fantástico e o romance policial na obra de Leonardo Davi Gomes de Castro UESPI Agatha Christie Oliveira Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 3 8D das 14:45 às 16:30 Cláudia Mauro e Fernanda Aquino Sylvestre Comunicação Comunicador IES Do insólito à filosofia: a função do eunuco nas Cartas persas. de Perrault e em The Glass Bottle Trick. o Selvagem. em Bluebeard . de 15 a 19 de novembro de 2016 Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 2 8D das 13:00 às 14:45 Cláudia Mauro e Fernanda Aquino Sylvestre Comunicação Comunicador IES A figuração de Satã na Literatu- ra Inglesa: uma herança de Miriam Piedade Mansur Andrade UFMG John Milton A caracterização de John. Fábio Bezerra Cavalcante UEMS ção. de Thaïs Chauvel USP Montesquieu Relendo conto de fadas:as figura- ções das personagens Barba Azul e da esposa em Fitcher´s Bird. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.dos Fernanda Aquino Sylvestre UFU irmãos Grimm. os casos de Blimunda e Mauro Cavaliere universitet Marianna Ucrìa . em Admirável Mundo Vinícius Lima Figueiredo UFPR Novo Os fantasmas de Murau: realis- mo e delírio no romance Extin.

III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. de Georges Bataille A tragédia individual e o drama coletivo em Le diable et le bon Débora Garcia Furtado UFRJ Dieu (1951) de Jean-Paul Sartre A fantástica história de Fausto. Modos de rebeldia ou de domes. de 15 a 19 de novembro de 2016 Uma loba-mulher corre nua pelas ruas: uma leitura de Livia Drummond UFBA Madame Edwarda. Magali Moura UERJ/ FAPERJ ticação do corpo e da alma .

homem-mulher. de 15 a 19 de novembro de 2016 Figurações ficcionais da contemporaneidade: corpos e identidades Coordenação: Ângela Maria Dias (UFF) e Maria Conceição Monteiro (UERJ) Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 1 6D das 8:00 às 9:45 Ângela Dias Comunicação Comunicador IES Partículas Elementares de Hou- ellebecq: Figuras ficcionais da Ângela Dias UFF distopia contemporânea Corpos raros: homem-macaco. de Bernardo gues Carvalho . III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. homem-brinquedo” A criação de chatbots é o futuro do trabalho do escritor? Gerando Marcelo de Araujo UERJ narrativas de ficção em socieda- des algorítmicas O inumano em The Waves Patrícia Marouvo Fagundes UFRJ Corpo-zero: a fissura performá- Thiago Oliveira Carvalho Prefeitura/RJ tica de Marina Abramović A voz ativa e a voz passiva – Imagem e agência em “A Inven- Vinicius Portella Castro UERJ ção de Morel” e João Cabral de Melo Neto Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 2 6D das 13:00 às 14:45 Maria Conceição Monteiro Comunicação Comunicador IES Identidade e autoficção como lugar de reinvenção em O irmão Débora da Silva Chaves Gonçalves UFU Alemão. de Chico Buarque de Holanda O eu escrito no outro que eu es- crevi: duplicidade e autoficção Letícia Cristina Alcântara Rodri- UFG em Nove noites. Fabiana Cristina Camargo e Silva UESA na. homem-máqui.

de 15 a 19 de novembro de 2016 Pactos com Ele: a figura do Dia- Luiza Araujo Vicentini UERJ bo na literatura e no cinema A construção da figura do narra. Thiago Silva Sardenberg UERJ no e o transumano . III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.a persona. Cassio Larotonda Maia UERJ gem santa e a puta Universidade A representação de gênero e Daniel Conceição Gonçalves do Grande Rio – etnia nos gibis Campus Caxias Humanos maquinizados e má- quina humanizadas – os limites entre humanos e andróides em Francisco Magno Soares da Silva UERJ Andróides sonham com ovelhas elétricas? De Philip K. G. Dick A indistinção do conceito de Humano em Ex-Machina e em Ricardo José de Lima Teixeira UERJ outras obras afins Shadow of the Colossus: Simone Silva Campos UERJ o desconhecido no trono O corpo do vampiro como locus de aproximação entre o inuma. Sebald Silva Martins Da autoficção à atoficção na lite- Sylvain Adrien Optat Bureau UFPR ratura francesa contemporânea Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 3 6D das 14:45 às 16:30 Maria Conceição Monteiro Comunicação Comunicador IES Atravessando as fronteiras do recalque: Drácula .Mariana Machado Rodrigues e UFRJ dor nas ficções de W.

o Judeu: uma reescrita em oposição ao estereótipo de Rosângela Tenório de Carvalho UFPE Dickens Oskar Matzerath e a figuração Elisandra de Souza Pedro USP da Segunda Guerra Mundial A insólita presença da persona- gem sem voz em O grande deus Shirley de Souza Gomes Carreira UERJ Pã. trasgresor. de 15 a 19 de novembro de 2016 Figurações insólitas do corpo como práticas de transgressão estética/política Coordenação: Simone Pereira Schmidt (UFSC) e Maximiliano Torres (UERJ) Sessão Sala 16/11 (quarta-feira) Coordenação: 1 3D das 13:00 às14:45 Annateresa Fabris Comunicação Comunicador IES Considerações sobre um corpo Annateresa Fabris USP grotesco Tamar e seus disfarces: ressigni- Filipe Reblin UFPR ficações identitárias e estéticas Manifestações insólitas do cor- po em La Pleurante des Rues de Isabelle Godinho Weber UERJ Prague de Sylvie Germain Fagin. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. de Arthur Machen Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 2 3D das 13:00 às14:45 Victor Azevedo Sessão: Coordenação da Sessão: 2 Victor Azevedo Comunicação Comunicador IES Un cuerpo. metaformi- co e travestido en Orlando de Melida Paola Frye Córdoba UEL/ ULPGC Virginia Woolf Locus moribundus: o corpo vetusto e defunto como lugar Ana Carolina da Silva Caretti Unesp enunciativo em Teolinda Gersão .

corpo de resistên- cia: um panorama de Histórias Angélica Maria Santana Batista UERJ de leves enganos e parecenças. de Conceição Evaristo Escrita do corpo e corpo da es- crita: a textualidade queer em A Maximiliano Torres UERJ Princesa. de Fernanda Farias de Albuquerque e Maurizio Jannelli Corpos e espíritos. múl- tipla e milenarmente sepulcral Insólitas metamorfoses no ro- Elizabeth Dias Martins UFC manceiro nordestino Corpo negro. traço do projeto modernizador da geração de 30 Corpos imagéticos no Caderno de memórias coloniais de Isabela Victor Azevedo UFRJ Figueiredo Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 3 3D das 14:45 às 16:30 Simone Pereira Schmidt Comunicação Comunicador IES Das insólitas partes d’”O Caixão Fantástico”: Augusto dos Anjos e Andrea Luiza Blanco UFRJ a lírica do corpo individual. de 15 a 19 de novembro de 2016 A monstruosidade como marca da transgressão: leitura de um Marcelo Pacheco Soares IFRJ/UFF conto de José Saramago Cinema da peste: a epidemia como metáfora de disfuncio- João Antonio Nogueira Ramos Neto UFSC nalidades sociais nos filmes- -catástrofe A representatividade da liberda- de sexual e corporal nas obras Camila Paiva da Silva Sem vínculo amadianas. entre violên- Simone Pereira Schmidt UFSC cia e liberdade . III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. de Maria Ana Paula Araujo dos Santos UERJ Firmino dos Reis . de Pétrus Borel O pater familias como vilão gótico em Úrsula. l’anatomiste Fernanda Almeida Lima UFRJ (1833). de 15 a 19 de novembro de 2016 O vilão gótico e suas metamorfoses – literárias e transliterárias Coordenação: Fernando Monteiro de Barros (UERJ) e Luciana Colucci (UFTM) Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 1 8D das 8:00 às 9:45 Luciana Colucci Comunicação Comunicador IES Heróis. nevrosados e fatais: Daniel Augusto Pereira Silva UERJ os vilões decadentes Franklin Távora e o vilão gótico Fernanda Martinez Tarran UEL do século XIX Fanáticos e vilões: o Gótico no Hélder Brinate UERJ sebastianismo brasileiro As configurações do Grotesco na Mariana Saba Warrak UERJ literatura realista brasileira A clausura do desejo na per- UERJ – sonagem feminina de Lúcio Leonardo Ramos Botelho Gomes São Gonçalo Cardoso Metamorfoses do vilão gótico na literatura brasileira: “fantasmas” UERJ – Fernando Monteiro de Barros e “vampiros” em A menina São Gonçalo morta. de Cornélio Penna Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 2 2D das 13:00 às 14:45 Fernando Monteiro de Barros Comunicação Comunicador IES Espectros da vilania Luciana Colucci UFTM gótica em Poe e Gautier A figuração do herói frenético em Don Andréa Vésalius.

de Stephen King Um vilão chamado progresso: Distopia e Gótico em Não verás Pedro Puro Sasse da Silva UFF país nenhum . Jacobs: ra- cionalidade e terror em Revival Alfredo Bronzato da Costa Cruz UERJ (2014). Marina Sena UERJ -Naturalismo A mulher-fantasma na poesia UERJ – São Gon- Vinicius Freitas em prosa de Júlio Perneta çalo Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 3 8D das 14:45 às 16:30 Luciana Colucci Comunicação Comunicador IES O papel do outro no horror cós- Bruno da Silva Soares UFRJ mico de H.P. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. de 15 a 19 de novembro de 2016 Entre o homem e o animal: a monstruosidade racial no Gótico. da morte Márcio Alessandro de Oliveira çalo e do sobrenatural A descoberta do Pr.Lovecraft O vilão gótico nas produções textuais de alunos ouvintes de UERJ – São Gon- Flaviana Rangel Pacheco de França contação de histórias em sala çalo de aula De Drácula a Voldemort: visões UERJ – São Gon- polifônicas do sangue.

de Clarice Lispector Sessão Sala 16/11 (quarta-feira) Coordenação: 2 2D das 14:45 às 16:30 Vera Teixeira de Aguiar Comunicação Comunicador IES Entre “A menina sem palavras” e “O beijo da palavrinha”: Alexsandra Machado da Silva dos UNISUAM/ uma análise das narrativas Santos SEEDUC-RJ de Mia Couto Para além do Desconhecido: a personagem no espaço sígnico Bruno Oliveira Tardin IFSULDEMINAS d‘O Segredo Além do Jardim Os processos de figuração das personagens na narrativa infan- til e juvenil de Moçambique: Um Pedro Manuel Napido UEM olhar sobre O gala-gala cantor. de 15 a 19 de novembro de 2016 (Con)figurações da personagem na narrativa ficcional para crianças e jovens Coordenação: Regina Michelli (UERJ) e Rita de Cássia Silva Dionísio Santos (UNIMONTES) Sessão Sala 16/11 (quarta-feira) Coordenação: 1 2D das 13:00 às14:45 Rita de Cássia Silva Dionísio Santos Comunicação Comunicador IES A re(con)figuração de persona- gens do conto popular “O com- Euclides Lins de Oliveira Neto USP panheiro” em “O companheiro de viagem”. em Bianca Rodrigues Cabral UFU Alice no País das Maravilhas A construção da personagem mãe- -escritora em A mulher que matou Samuel Frison UFRGS os peixes. Andersen O insólito do amor no caos na ficção científica de Fernando Miriam Peixoto de Freitas Santos UNIMONTES Bonassi em: Diário da Guerra de São Paulo O insólito e a questão de identi- dade da personagem Alice. de H. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. C. de Luís Carlos Patraquim .

de 15 a 19 de novembro de 2016 Cantigas das Creanças e do Povo e Danças Populares. UNIGRANRIO e tecelãs em três contos de fa. de Alexina de Rita de Cássia Silva Dionísio UNIMONTES Magalhães Pinto: antropomorfis. Maria Auxiliadora Fontana Baseio UNISA ção infantil e juvenil Os lobos dentro das paredes (Neil Gaiman) e a série de TV Stranger Things: correlações Sandra Trabucco Valenzuela UAM entre o fantástico e a construção audiovisual Configurações do insólito ficcional na obra O orfanato Tuane da Silva Mattos UERJ da Srta. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Vera Lúcia Teixeira das colasantianos . UNIP Cavalari Menna de Hans C Andersen A morte como feição do insólito na produção ficcional de recep. Santos mo e processos insólitos Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 3 2D das 13:00 às14:45 Maria Zilda da Cunha Comunicação Comunicador IES Refigurações de Alice nos insó- litos diálogos da literatura com Maria Zilda da Cunha USP outras artes A reiteração da figura ambígua Lígia Regina Máximo e misteriosa da Rainha da Neve. Peregrine para crianças peculiares Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 4 2D das 14:45 às 16:30 Eloísa Porto Corrêa Allevato Braem Comunicação Comunicador IES (Con)figurações da Bruxa das Eloísa Porto Corrêa Allevato Portelas em Portugal Pequenino: UERJ Braem Literatura e Ilustração As fiandeiras de Marina Cola- santi: configurações das Moiras Simone Campos Paulino.

breve trajetória do “ogro” Regina Silva Michelli Perim UERJ na interface literatura e cinema . de 15 a 19 de novembro de 2016 Literatura de horror nos anos Juliana Lopes da Silva Pessoa iniciais do Ensino Fundamental: as UFRN Marly Amarilha respostas a personagens De metamorfoses e transforma- ções. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Leonardo Poglia Vidal UFRGS gem em sua própria oeuvre . Claudio Vescia Zanini UNISINOS sessão demoníaca Jogo de espelhos metaficcional: o duplo como elemento estrutu. Vinicius Lucas de Souza Unesp de Valerie Martin Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 2 5D das 13:00 às 14:45 Claudio Vescia Zanini Comunicação Comunicador IES Duplamente Miriam: uma leitu- Adriane Ferreira Veras UVA ra do conto de Capote O duplo na ficção gótica ame- ricana: “Miriam”. Hyde: Mary Reilly. de Truman André Bednarski UFRGS Capote Insólito: caminhando pela som- Caroline Navarrina de Moura UFRGS bra com Lucy Snowe e Jane Eyre Viagem ao centro da página: Alan Moore enquanto persona. Jekyll. de Edgar Allan Poe Bertha. a sombra: figurações de personagens nas literaturas de língua inglesa Coordenação: Claudio Vescia Zanini (UNISINOS) e Sandra Sirangelo Maggio (UFRGS) Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 1 5D das 8:00 às 9:45 Sandra Sirangelo Maggio Comunicação Comunicador IES “Meu nome é Legião”: do duplo ao múltiplo em filmes de pos. Filipe Róger Vuaden UFRGS ral em Edgar Allan Poe O jogo dos duplos em “William Marluce Faria de Melo e Souza UERJ Wilson”. o espelho. de 15 a 19 de novembro de 2016 O duplo. a louca? A sombra e o fogo de quem sempre esteve à Lis Yana de Lima Martinez UFRGS sombra Mary.

de Neil Gaiman Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 3 5D das 8:00 às 9:45 Sandra Sirangelo Maggio Comunicação Comunicador IES O legado de Moriarty: a figura- ção do personagem como duplo Eduarda De Carli UFRGS de Sherlock Holmes O arquétipo da sombra na narrativa de J. e Scrooge. em Dickens Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 4 5D das 13:00 às 14:45 Claudio Vescia Zanini Comunicação Comunicador IES Dressed resembling a girl: a drag queen e o duplo masculino/ Valter Henrique Fritsch FURG feminino na dramaturgia anglo- -americana e em outras mídias “Uploading” o transferencia de la conciencia en Mindscan de Robert Sawyer: estudio de la Virginia Frade Pandolfi CFE-IPA duplicación del personaje y de las implicancias filosóficas. Rowling: Luciane Oliveira Müller Sem vínculo Voldemort como a personalida- de reprimida de Harry Toni Morrison e a presença do Liliane de Paula Munhoz UFG/ IFG duplo no romance Paraíso Memórias de um medo de in- fância: os casos de Natanael. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Daniel Maggio Michels UFRGS em Hoffmann. éticas y legales . de 15 a 19 de novembro de 2016 A presença do duplo em Os fi- Júlio Cezar Pereira de Assis UFU lhos de Anansi. K.

de 15 a 19 de novembro de 2016 O brilho e a sombra na caverna dos diamantes: um estudo so- Sandra Sirangelo Maggio UFRGS bre Robinson Crusoé. Carlos Roberto Ludwig UFT jetividade . III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. mal-estar e sub. de Daniel Defoe O duplo par excellence em The Rafael Campos Oliven UFRGS comedy of errors Os duplos n’O mercador de Ve- neza: tristeza.

Guilherme de Figueiredo Preger UERJ de Stanislaw lem Veredas do insólito Luisa Fernandes Vital Unesp Mar me quer: Zeca Perpetuo e Luarmina. de 15 a 19 de novembro de 2016 Figuração de personagens e mundos possíveis insólitos Coordenação: Carlos Reis (UC) e Luciana Morais da Silva (UERJ) Sessão Sala 16/11 (quarta-feira) Coordenação: 1 4D das 13:00 às 14:45 Carlos Reis Comunicação Comunicador IES As feições do grotesco na perso- nagem principal do cordel A moça Cássia Alves da Silva UFC que virou cobra Pode o Insólito falar? Fabula- ções especulativas sobre Solaris. Mi- litão e o Diabo”. de Murilo Rubião . III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. a importância das Nanci do Carmo Alves Fabel personagens na construção do relato A Cidade Epifânica como Per- sonagem Transformador de um Paula Vera-Bustamante USP Mundo que se revela Insólito Ariano Suassuna e a construção Francisco Wellington Rodrigues de mundos insólitos no Auto de UFC Lima João da Cruz Sessão Sala 16/11 (quarta-feira) Coordenação: 2 4D das 14:45 às 16:30 Luciana Morais da Silva Comunicação Comunicador IES O fantástico em “Brosogó. de Patativa do Alexandre Vidal de Sousa UFC Assaré Figurações do insólito: A narra- tiva fantástica em “O ex-mágico Fernanda Maria Diniz da Silva UFC da Taberna Minhota”.

III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. de José J. de José Fernângela Diniz da Silva UFC Saramago Refiguração e sobrevida da personagem Esteves. de “Taba- Giseli Caroline Seeger da Silva UFSM caria”. de Mia Couto. em a máquina de fazer espanhóis Figuração das personagens e desfiguração do mundo no Marcos Fellipe Costa Marques UEFS/ FAPESB romance Caim Reminiscências do maravilhoso no mundo ficcional de O ano da Tania Mara Antonietti Lopes Unesp morte de Ricardo Reis. de Gildênia Moura de Araújo Almeida SEDUC Emília Freitas A invenção de Morel: A insólita Juliana Lannes CPII simulação da máquina fantástica Processos de figuração de per- Luciana Moraes da Silva UERJ/ UC sonagens em Murilo Rubião Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 3 4D das 8:00 às 9:45 Carlos Reis Comunicação Comunicador IES Comissão das Lágrimas. de José Saramago . A construção do mundo insólito na obra O ano de 1993. de 15 a 19 de novembro de 2016 O Romance Maravilhoso/Fan- tástico Rainha do Ignoto. e “Sangue João Olinto Trindade Junior UERJ/UFRRJ da Avó. Manchando a Alcatifa”. Veiga. de An- tónio Lobo Antunes: o silêncio Ana Paula Silva UFU de Angola Personagens e objetos: uma leitu- ra de “A estranha máquina extra- viada”.

Jeter. Tim Powers e James Blaylock . III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. de Ópera dos mortos Intertextualidade e fantástico em contos de futebol de Vitor Lourenço Rodriguez Salgado UFRJ Eduardo Sacheri Personagem e espaço no Realis- Sayuri Grigório Matsuoka UFC mo Mágico Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 5 4D das 14:45 às 16:30 Carlos Reis Comunicação Comunicador IES Da Passagem da Ópera à Passa- gem da Ópera Onírica: persona- Cláudia Rio Doce UEL gem e espaço na narrativa surrealista Marginais de um passado futu- rista: o nascimento do gênero steampunk nos heróis de K. Enéias Farias Tavares UFSM W. de 15 a 19 de novembro de 2016 Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 4 4D das 13:00 às 14:45 Luciana Morais da Silva Comunicação Comunicador IES Hierarquias sociais em Harry Potter: a reformulação da bruxa Ana Carolina Lazzari Chiovatto USP/ CAPES historicamente marginal à luz da sociedade do século XXI A criação de mundos e perso- nagens a partir dos processos Bruno Anselmi Matangrano USP de reciclagem e bricolagem em obras de Ficção Alternativa Tinok Shenishbá: criação e revelação na prosa incomum Charles Kiefer PUCRS de Franz Kafka O lugar do insólito na constru- Helena Maria de Souza Costa ção personagem autraniana UFRJ Arruda Rosalina.

de 15 a 19 de novembro de 2016 As protagonistas em trânsito em Rio Cigano e Histórias que só existem quando lembradas: a Fabrício Basílio Pacheco da Silva UFF personagem no cinema de fluxo e suas imbricações com o espaço insólito Personagens e embrulhos Liliana Patricia Marles Valencia USP Esaú e Jacó: personagens insóli- Roberto Pontes UFC tas ab ovo Narrativas e personagens fantás- Mariana Conde Moraes Arcuri UFRJ ticos na cultura geek . III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

T. de Erico Osmando Jesus Brasileiro UniRitter Verissimo Um caso de duplo no romance A Cristiano Duarte de Lara UCS mulher habitada de Giconda Belli. de 15 a 19 de novembro de 2016 Figurações de personagem: o duplo na narrativa fantástica Coordenação: Cecil Jeanine Albert Zinani (UCS) e Regina da Costa da Silveira (UniRitter) Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 1 9D das 8:00 às 9:45 Regina da Costa da Silveira Comunicação Comunicador IES A memória. o esquecimento e o duplo Ana Denise Teixeira Andrade UniRitter em Combateremos a Sombra. de Cecília Prada Figurações do Dr. Rodrigo Cambará: o duplo em O Retrato. A. Hoffmann . Unidos pelo flanco: o motivo dos gê- meos e a representação do duplo em Adilson dos Santos UEL Os Irmãos Corsos. de Alexandre Dumas Eu sou outro: as transformações do duplo na narrativa fantástica de Julio Amanda Pérez Montañez UEL Cortázar Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 2 9D das 13:00 às 14:45 Regina da Costa da Silveira Comunicação Comunicador IES A obra poética e o duplo em Tânia Regina Silva da Silva UniRitter Lila Ripoll A essência do imagético humano em Elisa Capelari Pedrozo UCS “Uma em duas” de Lya Luft O duplo e o espelho: reflexos de Vitor Rodrigues Soares UFU ‘’William Wilson’’ em Cisne Negro O mosaico de múltiplos duplos em Lucas Henrique da Silva UEL “Os autômatos”. de E. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Lídia Jorge O duplo de acontecimento em Bruna Thaís Pasquali UCS “La Pietà”.

O duplo no conto “O Homem da Luva Lisiane Spier Hahn UCS Roxa”. Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 4 9D das 8:00 às 9:45 Cecil Jeanine Albert Comunicação Comunicador IES Nuances do duplo em “Duelo” e em Marília Angélica Braga do “A hora e vez de Augusto Matraga”. de 15 a 19 de novembro de 2016 O jardim das veredas que se bifurcam de Jorge Luis Borges: uma abordagem Ivone Massola UCS sob a ótica do duplo. de Marina Colasanti Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 3 9D das 14:45 às 16:30 Salete Pezzi dos Santos Comunicação Comunicador IES A personagem feminina e o duplo: uma leitura de “Tigrela”. de UFC Nascimento João Guimarães Rosa Os aspectos inquietantes do Eu-lírico de Carlos Drummond de Andrade: O Telma Regina Ventura PUC-SP Duplo e o Retrato Híbridos personagens: a autoficção do duplo em O grifo de abdera. G. de H. de Dejair Martins UFF Lourenço Mutarelli . Wells O duplo como parte estrutural da Bianca Karam Silva UERJ narrativa de Allan Poe O duplo e figurações de personagens Tania Maria Cemin Wagner UCS em Orlando de Virgínia W. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. A fantástica máquina ficcional de Kafka: Engrenagens de produção de Fabio Ferreira Coutinho FAMA/ FEUC duplos e de individuação. de Lygia Rebecca Demicheli Sampaio UCS Fagundes Telles O duplo inato em interconecção com Regina da Costa da Silveira UniRitter o infinito em Guimarães Rosa A presença do duplo em “The story of Rossana Rossigali UCS the late Mr. Elvesham”.

de Lygia Fagundes Telles Eu e o outro: os efeitos da alteridade Ana Carla Vieira Bellon UERJ na (con)figuração das Alices . III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. de 15 a 19 de novembro de 2016 La autoficción y su relación con la fi- gura del doble en los cuentos de Jorge Erwin Snauwaert KU Leuven Eduardo Benavides A formação do duplo nos textos nar- rativos sagrados da cultura cristã e os Alceu João Gregory UNESP seus desdobramentos na atualidade O duplo na narrativa: do espelho Teresinha Vânia Zimbrão da UFJF machadiano ao espelho rosiano Silva Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 5 9D das 13:00 às 14:45 Cecil Jeanine Albert Comunicação Comunicador IES O duplo em “Um homem tão estranho Salete Rosa Pezzi dos Santos UCS que... de Marina Colasanti O tempo d’O homem duplicado Paulo Custódio de Oliveira UFGD “O Espelho” de Machado de Assis: Paula Cristina Piva UNESP reflexos e reflexões A personagem dupla em contos de Rubens Figueiredo: “Um certo tom de Karla Menezes Lopes Niels UFF preto” e outros contos A figura do duplo em O jovem Good- Graciane Cristina Mangueira man Brown: o fantástico em conside.”. UNB Celestino rações iniciais A tematização do duplo em “Noturno Cecil Jeanine Albert Zinani UCS amarelo”.

III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. de 15 a 19 de novembro de 2016 Personas insólitas: conjunções espaciais e temporais na composição de personagens do insólito ficcional Coordenação: Marisa Martins Gama-Khalil (UFU) e Nilton Milanez (UESB) Sessão Sala 16/11 (quarta-feira) Coordenação: 1 1D Das 13:00 às 14:45 Andréia de Oliveira Alencar Iguma Comunicação Comunicador IES A construção de identidade do perso- nagem Vitor no espaço híbrido do sofá Lilian Lima Maciel UFU estampado O abraço insólito: medo e desejo em Edson Maria da Silva UFU Lygia Bojunga Os processos insólitos na figuração de Italiene Santos de Castro Raquel em A bolsa amarela de Lygia UFU Pereira Bojunga A transformação do conhecimento no tempo e no espaço em duas personagens insólitas de Machado e Borges: uma Patrícia Librenz UNILA análise comparatista de Ideias de Caná- rio e El otro A construção das personagens insólitas Andréia de Oliveira Alen- UFU na obra Penélope manda lembranças car Iguma Sessão Sala 16/11 (quarta-feira) Coordenação: 2 1D Das 14:45 às 16:30 Vilmar Prata Comunicação Comunicador IES Corpo e travesti: quando a maquiagem Ricardo Amaral UESB constitui um outro lugar para a personagem Composição do insólito: assassinos Samene Batista Pereira UESB “reais” em personagens de si Santana Composição de personagens e estraté- Matheus Vieira Rocha gias audiovisuais: análise do sujeito em UESB Lima de Pinho três filmes “gays” da atualidade Corpo e Sujeito em filme de vampiros: as Mirtes Ingred Tavares UESB personagens vampiras lésbicas. .

Helen Cristine Alves UFU lito de Medardo e Agilulfo Rocha Irrupções Insólitas em Vergílio Ferreira: Marcus Vinícius Lessa Estrela Polar e os processos de composi. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. de UnB de Sá Haruki Murakami . de 15 a 19 de novembro de 2016 Narrativas suicidas: A banalização e a espetacularização do sujeito suicida Vilmar Prata UESB como personagem social de reportagens sensacionalistas Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 3 1D Das 8:00 às 9:45 Lilliân Alves Borges Comunicação Comunicador IES O insólito na personagem Kay Alauanda de Vasconcelos UFU em A Rainha da Neve Fernandes Práticas ascéticas: castidade em Galaaz. Amanda Lauschner UFRGS d’A demanda do Santo Graal Corrêa O insólito “pastor Barbixa”: personagem Marcelo Crispim Sem vínculo de ficção ou realidade de alienação? Mito e identidade em Órfãos do Eldorado Alex Bruno da Silva UFG / UEG de Milton Hatoum Espaço-Corpo na construção do perso- nagem Alexandre em Alexandre e outros Lilliân Alves Borges UFU heróis Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 4 1D Das 13:00 às 14:45 Michele Eduarda Brasil de Sá Comunicação Comunicador IES A configuração do espaço no corpo-insó. UFU de Lima ção da personagem insólita Alice e o país das maravilhas: a persona- Naiana Mussato Amorim UFF gem enquanto ritmo distinto O jardim secreto: espaço fantástico como Sandra Mara Carvalho UFU personagem O jovem Kafka no labirinto do tempo: Michele Eduarda Brasil uma leitura de “Kafka à beira-mar”.

de 15 a 19 de novembro de 2016 Sessão Sala 17/11 (quinta-feira) Coordenação: 5 1D Das 14:45 às 16:30 Jaciane Martins Ferreira Comunicação Comunicador IES Autores de si e corpos-personagens do Vinicius Lemos da Silva UESB insólito: Posicionamentos para os sujei.. Jamille da Silva Santos UFU de Murilo Rubião . Personagens jurídicas insólitas: casos Gilson Santiago Macedo UESB de parricídios em Tribunais de Justiça Júnior Estaduais Hillé e o vão da escada: a construção Jaciane Martins Ferreira IF Goiano do espaço em A obscena Senhora D. menta Figurações metamórficas em Alfredo. de Gabriel García Márquez A manifestação do insólito em dois per. Ana Alice da Silva Pereira UFU sonagens no romance Cem anos de solidão Nhinhinha: A menina de lá e a criação de Luma Maria Braga de UFU seu universo fantástico Urzedo Como escrever uma vida? O insólito na Tamira Fernandes Pi. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Layanne Malheiros Silvei. ra Mussy cos nas ruas. UESB gens da loucura em espetáculos vidiáti. Reis tos automutilados em vídeos El monstruo amigo mio: o insólito versus Willian Lima de Sousa UFPB a teoria do conto Cultura urbana do insólito: os persona. UFU escrita e pintura kahliana. de Hilda Hilst Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 6 1D Das 8:00 às 9:45 Jamille da Silva Santos Comunicação Comunicador IES Personas insólitas em “Me alugo para Bethânia Martins Mariano UFU sonhar”.

a degradação humana do UFG Ferreira Melo pequeno herói A personagem-espelho: projeção de Keula Aparecida de Lima identidades em Crónicas de un suceso IFTM Santos inconfirmable O Rio de Janeiro de Espinosa e a Marsei- lle de Fabio Montale: entre o clichê e o François Weigel UERJ insólito O insólito em O homem duplicado de Karina Luiza de Freitas UEMG José Saramago Assunção Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 8 1D Das 14:45 às 16:30 Bruno Silva de Oliveira Comunicação Comunicador IES Errância e solidão em Flores Artificiais Marcela Ferreira da Silva UFG de Luiz Ruffato O “devir-insólito” nas memórias inventa- Antônio Fernandes Júnior UFG/ RC das de Manoel de Barros Anormais. III Congresso Internacional Vertentes do Insólito Ficcional XV Painel Reflexões sobre o insólito na narrativa ficcional “A personagem nos mundos possíveis do insólito ficcional” Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. monstruosas e deformadas: figurações de personagens femininas em Fabianna Simão Bellizzi UERJ cenário de doenças e epidemias no conto Carneiro “As morféticas”. . de 15 a 19 de novembro de 2016 Sessão Sala 18/11 (sexta-feira) Coordenação: 7 1D Das 13:00 às 14:45 Karina Luiza de Freitas Assunção Comunicação Comunicador IES A construção do insólito e do Amanda Letícia Falcão personagem na narrativa de Lygia UFU Tonetto Fagundes Telles Uma visão gótica de Frodo: da luz a Francisco de Assis escuridão. de Bernardo Élis Jander Antonio Sá de Sempreviva ou deixa-a “morrer”! UFRJ Araujo A queda de Samyaza: O corpo em trans- formação no conto “Pai Nonato”. de Bruno Silva de Oliveira IF Goiano/ UFU Bernardo Élis.

o oiN SÓlil t NnÓs óSlidt o F ic c io n a I es açõ l ic Pu b .