You are on page 1of 47

OPERAÇÕES

DE
PROCESSOS
QUÍMICOS

OPERAÇÕES UNITÁRIAS:
EXTRAÇÃO

Docente: Dayse Silva

OPERAÇÕES UNITÁRIAS:
EXTRAÇÃO
• Operações unitárias;
• Extração;
• Extração líquido-líquido;
• Tipos de extração líquido-
líquido;
• Mecanismo da extração;
• Equipamentos do processo
de extração;
• Fatores que influenciam a
extração;
• Vantagens e Desvantagens.

OPERAÇÕES UNITÁRIAS

 Operações que envolvem mudanças físicas no
material.
 Classifica e estuda, separadamente, os
principais processos físico-químicos utilizados
na indústria química.

• Destilação; • Adsorção;
• Vácuo; • Filtração;
• Absorção; • Extração.

EXTRAÇÃO

 Processo da operação unitária;
 Técnica de separação e purificação de
diferentes graus de solubilidade dos
constituintes.

. EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Um composto dissolvido em uma fase líquida é transferido para outra fase líquida  Destilação não é economicamente viável.

. EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO Extração Destilação Constituintes da mistura Constituintes da mistura líquida são separados líquida são separados pela através da adição de um adição de calor. Diferença de solubilidades Diferença de pressão de dos componentes para vapor dos componentes para conseguir a separação conseguir a separação A Seletividade é uma A Volatilidade é uma medida medida da facilidade da da facilidade da separação separação. solvente líquido insolúvel.

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO Extração Destilação Obtém-se uma nova fase Forma-se uma nova fase líquida insolúvel por adição por adição de calor. fases são fáceis. não fornece produtos puros e Fornece produtos requer outros tratamentos praticamente puros posteriores. . do solvente à mistura líquida inicial As fases são mais difíceis de A mistura e separação das misturar e separar. Requer energia térmica. Requer energia mecânica.

Normalmente é a segunda Normalmente é a primeira escolha para a separação dos escolha para a separação componentes de uma dos componentes de uma mistura líquida. EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO Extração Destilação Não precisa de sistemas de Precisa de sistemas de aquecimento ou aquecimento e arrefecimento arrefecimento. mistura líquida .

Colunas de Nº Estágios de destilação separação (pratos) . EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Compostos pouco voláteis. Temperaturas Pressão  Compostos mesma volatilidade.

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Compostos suscetíveis a decomposição. . Temperatura de Decomposição destilação  Composto menos volátil em pequena quantidade.

SOLUTO  Fase líquida com composto – SOLUÇÃO  Fase líquida utilizada para separar o soluto .SOLVENTE SOLVENTE INSOLÚVEL SOLUÇÃO . EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Composto a ser separado .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Fase mais rica em solvente que acolhe o soluto – EXTRATO  Fase mais pobre em solvente de onde foi extraído o soluto .REFINADO .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Tipos de extração líquido-líquido • Extração de substâncias indesejáveis Solução – Produto de Soluto .Impureza interesse • Ex: Extração de enxofre de derivados de petróleo .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Tipos de extração líquido-líquido • Extração de substâncias nobres Soluto – Produto de Solução – Produto interesse indesejável .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  MECANISMO .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  MECANISMO .

determinamos o volume de solvente extrator e realizamos a extração com todo esse volume de uma única vez. EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO Definições • Extração Simples e a extração que é realizada apenas em uma etapa ou seja. .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO Definições • Extração Múltipla envolve duas ou mais extrações simples. • Extração Quimicamente Ativa tem como objetivo alterar quimicamente um composto a fim de mudar sua constante de distribuição. .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Equipamentos do Processo de Extração  Único estágio .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Equipamentos do Processo de Extração  Múltiplos estágios Torre de dispersão = são as torres mais simples. não existe equipamento no seu interior para facilitar o maior contato entre as fases e geralmente são utilizadas quando uma das fases tem uma densidade elevada .

Perdas de carga são mais altas que nas colunas com pratos e ocorre a formação de caminhos preferenciais para o líquido. . A eficiência é maior para uma mesma altura.os recheios possibilitam um melhor contato soluto/solvente. EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Equipamentos do Processo de Extração  Múltiplos estágios Torre com recheios .

A agitação da mistura obtida ocorre somente através do contato entre o soluto e o solvente no interior da coluna . EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Equipamentos do Processo de Extração  Múltiplos estágios Torre com pratos = são também chamadas de colunas com contatos em estágios e são responsáveis pela separação das fases.

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Equipamentos do Processo de Extração  Múltiplos estágios Torre agitada = em torres de extração mais modernas esses discos são utilizados de modo a aumentar a eficiência no contato entre os líquidos e garantindo maiores rendimentos e melhor qualidade do produto extraído .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Equipamentos do Processo de Extração .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Fatores que influenciam a Extração • Relação Solvente-Carga Melhor Relação solvente-carga extração SOLVENTE SOLUÇÃO (CARGA) .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Fatores que influenciam a Extração • Qualidade do solvente SOLVENTE RECUPERADO SOLUÇÃO (CARGA) .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  Fatores que influenciam a Extração • Influência da temperatura SOLVENTE SOLUBILIDADE SOLUÇÃO TEMPERATURA (CARGA) .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  PROPRIEDADES DOS SOLVENTES • Imiscível. • A Substância Orgânica a ser extraída deve ser mais solúvel no segundo solvente. • Não ser inflamável ou tóxico. . • Não reagir Quimicamente com o Soluto. • Formar duas Fases.

. EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  VANTAGENS • O processo realizado à temperatura ambiente ou temperatura moderada. • Possibilita controle de pH. de forma a evitar a desnaturação de enzimas e proteínas. força iônica e temperatura. • Possibilidade de utilização de solventes com boa capacidade de extração ou seletivos.

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO  DESVANTAGENS • Gera produtos intermediários (transfere-se o soluto C do solvente A para outro solvente B). evaporação) para obter o soluto C. • Necessário utilizar outro processo (p. destilação. . ex. livre do solvente B.

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO Extração Quimicamente Ativa • Separar dois compostos orgânicos que são ambos solúveis no mesmo solvente. • Baseia-se em uma reação ácido-base onde o produto (sal) é solúvel na fase aquosa e insolúvel no solvente orgânico. Exemplo: Ácido Carboxílico e Hidrocarboneto reagindo com Hidróxido de Sódio . • Reação para mudar quimicamente o composto.

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO Coeficiente de Distribuição O coeficiente de distribuição do composto orgânico A será dado pela razão da solubilidade nos solventes. .

pode-se calcular a quantidade de soluto extraído em uma extração simples ou em uma extração múltipla.0g do composto A em 100ml de água. • Supondo que temos uma solução contendo 50. EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO Coeficiente de Distribuição • Conhecendo o coeficiente de distribuição do composto orgânico A. quanto do soluto podemos extrair utilizando 100ml éter dietílico? (K = 4) .

EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO Exemplo Extração Simples Utilizando uma extração simples vamos calcular a quantidade de soluto extraído empregando-se 100 ml de éter dietílico. .

. EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO Exemplo Extração Múltipla Usando os dados anteriores vamos calcular a quantidade de soluto extraído empregando-se 3 adições de 33.3 ml de éter dietílico.

50g do soluto será extraído utilizando-se a extração múltipla. . EXTRAÇÃO LÍQUIDO-LÍQUIDO Eficiência • Somando-se as quantidades de soluto extraído nas 3 extrações. • Concluímos que é mais eficiente usar um solvente em três pequenas extrações do que em uma extração grande. têm-se que 45.

EXTRAÇÃO SÓLIDO-LÍQUIDO (LIXIVIAÇÃO) • O solvente é utilizado para dissolver um componente solúvel presente numa mistura com um sólido insolúvel. . • Muitas substâncias biológicas. inorgânicas e orgânicas estão presentes em diferentes misturas com componentes sólidos.

. o solvente é convenientemente misturado ao sólido previamente preparado. EXTRAÇÃO SÓLIDO-LÍQUIDO (LIXIVIAÇÃO) • Na lixiviação. • objetivo de remover um soluto desejável ou indesejável.

girassol milho etc) com solventes orgânicos (hexano. . éter. soja. • Separação de óleo de sementes de cereais (amendoim. etc). algodão. acetona. EXTRAÇÃO SÓLIDO-LÍQUIDO (LIXIVIAÇÃO) Operação de lixiviação aplicada à biotecnologia e ao processamento de alimentos: • Separação do açúcar da beterraba com água quente.

as sementes torradas e moídas são lixiviadas com água. talos e folhas). • Na produção de café solúvel ou instantâneo. . muitos produtos são obtidos por lixiviação de raízes de plantas. EXTRAÇÃO SÓLIDO-LÍQUIDO (LIXIVIAÇÃO) • Na indústria farmacêutica.

EXTRAÇÃO SÓLIDO-LÍQUIDO (LIXIVIAÇÃO) Operação de lixiviação aplicada à materiais orgânicos e inorgânicos: Muitos metais importantes encontram-se misturados com uma quantidade muito grande de constituintes indesejáveis e a lixiviação é utilizada para esses metais como sais solúveis. .

• Sais de níquel e cobalto são lixiviados com misturas de ácido sulfúrico+amônia+oxigênio. EXTRAÇÃO SÓLIDO-LÍQUIDO (LIXIVIAÇÃO) • Sais de cobre são lixiviados de outro minerais de minerais com solução de ácido sulfúrico ou solução amoniacal. • Ouro é lixiviado do mineral com solução aquosa de cianeto de sódio .

EXTRAÇÃO SÓLIDO-LÍQUIDO (LIXIVIAÇÃO) Etapas preliminares relevantes na operação de lixiviação: • Preparação do sólido (moagem. toxicidade. corte em lâminas etc) • Escolha do solvente ou solução extratora (seletividade. operações posteriores de recuperação e reciclo do líquido) .

EXTRAÇÃO SÓLIDO-LÍQUIDO (LIXIVIAÇÃO) Equipamentos para lixiviação • Lixiviação com a percolação do solvente ou solução extratora no leito fixo de partículas. .

EXTRAÇÃO SÓLIDO-LÍQUIDO (LIXIVIAÇÃO) Equipamentos para lixiviação • Lixiviação em leito móvel (fluidização homogênea) .

EXTRAÇÃO SÓLIDO-LÍQUIDO (LIXIVIAÇÃO) Equipamentos para lixiviação • Lixiviação em leito móvel (fluidização homogênea) .

EXTRAÇÃO SÓLIDO-LÍQUIDO .