You are on page 1of 5

17/02/2017 A (não)incidência do IR sobre o ganho de capital na permuta de bens móveis e de direitos ­ Hickmann ­ Advogados Associados

Pesquisar ...

(51)3527.1903

Você está aqui: Home > > Artigos > > A (não)incidência do IR sobre o ganho de capital na permuta de bens
móveis e de direitos

/ A (NÃO)INCIDÊNCIA DO IR SOBRE O GANHO DE
CAPITAL NA PERMUTA DE BENS MÓVEIS E DE
DIREITOS
Como sabemos, sempre que uma pessoa física ou jurídica aufere um ganho quando da alienação de bens ou direitos
sofrerá a incidência de Imposto de Renda sobre a diferença positiva entre o valor da transmissão do bem ou direito,
e o respectivo custo de aquisição corrigido monetariamente, conforme preconiza o art. 3º, § 2º e 3º, da Lei 7.713/88 e
art. 51, da Lei 7450/85.

E para a apuração do ganho de capital, a legislação federal considera como operações que importem em alienação de
bens ou direitos, as cessões ou promessas de cessão de direitos realizadas por compra e venda, permuta,
adjudicação, desapropriação, dação em pagamento, doação, procuração em causa própria, promessa de compra e
venda, cessão de direitos ou promessa de cessão de direitos e contratos a ns.

No presente artigo, abordarei apenas a gura da permuta e o tratamento jurídico que este tipo de contrato recebe
para apuração do ganho de capital, e a distinção feita pelos legisladores nas hipóteses de permuta de bens imóveis e
de bens móveis.

A permuta, como todos sabem, é um contrato em que uma das partes se obriga a dar um bem à outra em troca de
alguma coisa que não seja dinheiro, na verdade, é a troca de bens entre os contratantes, pois a intenção deste tipo
contratual é dar e receber prestações equilibradas entre si. E são suscetíveis de troca todas as coisas que possam ser
vendidas, não sendo imprescindível que os objetos permutados sejam da mesma espécie ou tenham igual valor.

A priori, tratando-se de obrigação contratual equivalente, a permuta não representa nenhum ganho de capital pelas
pessoas físicas ou jurídicas permutantes, haja vista que não representa nenhum acréscimo patrimonial a nenhum
dos contratantes, exceto se inexistir equivalência de valores entre os bens permutados, cuja desigualdade de
avaliações se compensa com o pagamento em dinheiro, denominado de torna.

O Regulamento do Imposto de Renda, em seu art. 418, determina que as pessoas jurídicas deverão classi car como
ganho de capital toda e qualquer alienação de bens, sendo a permuta, como alhures referido, uma espécie de
alienação. A única exceção feita pela legislação de regência, refere-se às hipóteses de permuta exclusivamente de
unidades imobiliárias, objeto de escritura pública, sem recebimento de torna, consoante se infere do art. 121, II do
Decreto 3.000/99.

Em que pese o art. 123, § 3º, do RIR/99, estabeleça que na permuta com recebimento de torna em dinheiro, será
considerado valor de alienação somente o valor da torna recebida ou a receber, ao que tudo indica, segundo Miguel
Delgado Gutierrez (in A Tributação do Ganho de Capital nas Operações de Permuta, RDDT, nº 200, maio/2012, pág.
http://www.hsac.com.br/artigo/a­naoincidencia­do­ir­sobre­o­ganho­de­capital­na­permuta­de­bens­moveis­e­de­direitos/ 1/5

inclusive de participações societárias. exceto quando houver torna. pág. visto que na permuta de bens móveis e de direitos não há qualquer acréscimo patrimonial que caracterize a hipótese de incidência do IR. senão vejamos: PERMUTA ENTRE BENS MÓVEIS E IMÓVEIS 579 — Qual é o tratamento tributário aplicável na permuta entre bens móveis e imóveis? No caso de permuta tendo por objeto bens móveis. ainda que não haja equivalência entre os bens permutados. ainda que não haja o recebimento de torna. pois não há que considerar o bem móvel adquirido por permuta como um ganho de capital ao contribuinte. 3º. 75) Desse modo. nos termos doa art. não perfectibilizando a hipótese de incidência do IR. estaria sujeita ao IR sobre o ganho de capital sobre a mera troca de bens ou direitos. os quais apenas sofrem incidência de IR sobre o ganho de capital apurado sobre o valor da torna recebida em dinheiro. Acesso em: 30 set. como se no momento da permuta tivesse havido um acréscimo patrimonial imediato para os permutantes.br/revista/texto/11863>.hsac. Gilberto de Castro. o atual entendimento do Fisco Federal tem sido de que a permuta de bens móveis e de direitos. hipótese em que somente deve ser considerado como ganho de capital a parcela da torna recebida em dinheiro. (Miguel Delgado Gutierrez in A Tributação do Ganho de Capital nas Operações de Permuta. IRPF. 121 do Decreto nº 3. o qual adota o critério de reconhecer renda apenas quando efetivamente percebida em dinheiro. tem incidido IRPF e IRPJ sobre a diferença entre o valor do bem ou direito permutado e o respectivo custo de aquisição destes. Leia mais: http://jus. que regula apenas as operações de permutas de bens móveis.com. n. Jus Navigandi. Entendimento este equivocado porquanto as permutas não trazem acréscimo patrimonial imediato (MOREIRA JUNIOR. Disponível em: <http://jus. segundo informações obtidas no próprio site da Receita Federal. Todavia. Isso porque. aquele contribuinte que tenha sido autuado por não levar à tributação permuta de bens móveis ou de direitos. de 26 de março de 1999 – Regulamento do Imposto sobre a Renda – RIR/1999. ainda que não haja equivalência de valor entre os bens permutados. maio/2012.br/artigo/a­naoincidencia­do­ir­sobre­o­ganho­de­capital­na­permuta­de­bens­moveis­e­de­direitos/ 2/5 . nº 200.250/1995. momento em se deveria apurar a diferença positiva entre o valor da transmissão do bem recebido em permuta e o respectivo custo de aquisição do bem dado em permuta. 18 out. somente haverá efetivo ganho de capital e acréscimo patrimonial imediato quando da alienação do bem permutado. 1935. equivocadamente e diferentemente das permutas imobiliárias em que apenas a torna é tributada. RDDT.br/revista/texto/11863/irpf-irpj-e-permuta-de-participacoes-societarias#ixzz27xtte859). esse tratamento jurídico dado pelas autoridades scais quando da permuta de bens móveis e de direitos não se mostra adequado ao conceito constitucional de renda. no Perguntas e Respostas da IRPF2011– Pergunta 579. ano 13. passível de tributação pela Receita Federal. exceto se haja torna.com. apurando-se o ganho de capital como se dação em pagamento fosse. Por tudo isso.devendo ser apurado o ganho de capital relativo a cada uma das alienações. buscando tratamento isonômico com aqueles que efetuam permuta de unidades imobiliárias.000. da Lei 9. apenas quando o bem permutado é alienado. O errôneo posicionamento da receita federal tem ignorado inclusive o regime de caixa a que estão sujeitas às pessoas físicas.17/02/2017 A (não)incidência do IR sobre o ganho de capital na permuta de bens móveis e de direitos ­ Hickmann ­ Advogados Associados 74). 2012. pode e deve buscar a tutela jurisdicional para ver afastada a exação scal. Entretanto. não se aplica o tratamento tributário previsto no art. 2008 .com. IRPJ e permuta de participações societárias. tal dispositivo refere-se às regras contidas na Instrução Normativa SRF 107/88.   Por Jussandra Maria Hickmann Andraschko 03/10/2012 http://www. Portanto. o Fisco não considera permuta a operação que envolve qualquer outro bem que não seja imóvel. Teresina.

em todas áreas de sua atuação. Diante de tantos e agressivos impostos a maioria das empresas desiste de sua nalidade principal como geradora de recursos e bem social. VEJA MAIS TWITTER http://www. com uma equipe quali cada e e ciente. Escritórios como Hickmann Advogados. nos permitem ter esperança e con ança em dias melhores. Quando.br/artigo/a­naoincidencia­do­ir­sobre­o­ganho­de­capital­na­permuta­de­bens­moveis­e­de­direitos/ 3/5 . contratamos os serviços da Dra. Desde então. por indicação de nosso contador.com.17/02/2017 A (não)incidência do IR sobre o ganho de capital na permuta de bens móveis e de direitos ­ Hickmann ­ Advogados Associados DEPOIMENTOS A Hickmann Advogados tem nos prestados relevantes serviços para a continuidade do funcionamento de nossas empresas. sempre que precisamos de seus serviços. que defendem os direitos empresariais. tivemos um atendimento pro ssional que nos transmitiu muita con ança.hsac. reconhecemos seu compromisso com a qualidade e seriedade. Jussandra para nos assessorar na organização das empresas do Grupo Defferrari.

17/02/2017 A (não)incidência do IR sobre o ganho de capital na permuta de bens móveis e de direitos ­ Hickmann ­ Advogados Associados http://www.br/artigo/a­naoincidencia­do­ir­sobre­o­ganho­de­capital­na­permuta­de­bens­moveis­e­de­direitos/ 4/5 .hsac.com.

http://www. Todos os direitos reservados.RS A Hickmann Advogados Associados é um escritório com sólida atuação junto a empresas de diversos setores da economia.hsac. RUA JÚLIO DE CASTILHOS. Consumidor e Trabalhista. RS. especialmente nas áreas Tributária. DESENVOLVIDO POR REWEB @2015.com. Contratual. 405  Salas 701 e 702 Centro . provendo amplo assessoramento e suporte jurídico para à atividade empresarial.br/artigo/a­naoincidencia­do­ir­sobre­o­ganho­de­capital­na­permuta­de­bens­moveis­e­de­direitos/ 5/5 . Societária. 17/02/2017 A (não)incidência do IR sobre o ganho de capital na permuta de bens móveis e de direitos ­ Hickmann ­ Advogados Associados Home A Hickmann Tributário Empressarial Trabalho Cívil Ass Cobrança Equipe Contato ENCONTRE NOTÍCIAS TRIBUTÁRIAS PARA ADVOGADOS EM NOVO HAMBURGO. HICKMANN Advogados Associados.CEP 93510-130 Novo Hamburgo .