You are on page 1of 12

• História – República Velha

(1889–1930)
pg. 02
• História – Roma
Vista aérea da parte central
pg. 04
de Manaus
• Geografia – As classificações do
relevo amazônico
pg. 06
• Geografia – O clima e sua
dinâmica
pg. 08
• Literatura – Romantismo 2
pg. 10

ovimento que
m
u na P restes, iva Velha
da Col Repúb l
Oficiais os alicerces da
abalou
Clima e ambiente História
3. FUNDIN LOAN [empréstimos de fundos]
(1898)

amazônicos serão tema


Realizado no governo de Campos Sales, pelo
Professor DILTON Lima ministro da Fazenda Joaquim Murtinho.
Estabeleceu um acordo da dívida externa com

de pós-graduação da os banqueiros ingleses do grupo Rotschild. A


negociação estabelecia:

UEA e Inpa
República velha (1889–1930) • Suspensão do pagamento dos juros por três
anos.
REPÚBLICA DA ESPADA (1889-1894) • Novo empréstimo no valor de 10 milhões de
Exército no poder – Período em que o Brasil foi libras esterlinas.
governado pelos militares. Tivemos dois • Treze anos para o Brasil iniciar a amortização.
presidentes: • Hipotecas do prédio da alfândega do Rio de
• Deodoro da Fonseca (1889–1891). Janeiro e da estrada de ferro Central do Brasil
• Floriano Peixoto (1891–1894). como garantia de pagamento.
Inédito no Brasil, o Amazonas vai dispor, a
partir deste ano, do primeiro programa de 1. ENCILHAMENTO 4. CONVÊNIO DE TAUBATÉ (1906)
pós-graduação em Clima e Ambiente. A • Ministro da Fazenda: Rui Barbosa. Acordo assinado no governo de Rodrigues
ser oferecido em nível de mestrado e de • Meta: industrialização. Alves (1902-1906). As principais oligarquias
doutorado, o programa é resultado de um • Política emissionista: emissão de grande reuniram-se em Taubaté (SP) a fim de tomar
convênio entre Universidade do Estado do quantidade de papel-moeda sem lastro-ouro. decisões importantes sobre a produção
Amazonas (UEA) e Instituto Nacional de • Conseqüências: inflação galopante; cafeeira. Participaram desta reunião os
Pesquisas da Amazônia (Inpa). especulação financeira. representantes de São Paulo, de Minas Gerais e
O foco central do Programa, que conta com do Rio de Janeiro.
2. CONSTITUIÇÃO DE 1891
a parceria de instituições como Fundação O Governo Federal deveria comprar a produção
• Foi elaborada por uma Assembléia Constituinte. excedente de café, realizando a estocagem
de Amparo à Pesquisa do Estado do
• Estabeleceu como forma de governo a dessa produção e se fosse preciso, a queima
Amazonas (Fapeam), Sistema de Proteção
República; como sistema de governo o dos estoques.
da Amazônia (Sipam), Embrapa,
Presidencialismo. Objetivo: valorizar o café, evitando a queda nos
Universidade Federal do Pará (UFPA), • Sofreu forte influência dos Estados Unidos. O preços.
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais País passou a chamar-se República dos
(INPE), Universidade de São Paulo (USP), 5. MOVIMENTOS SOCIAIS
Estados Unidos do Brasil.
Fundação Getúlio Vargas (FGV), entre • Transformou o Brasil em federação composta a) GUERRA DE CANUDOS (1894–1897)
outras, será o estudo avançado das inter- de 20 estados autônomos. • Revolta ocorrida no Sertão da Bahia, no
relações dos fenômenos climáticos com os • Impôs o voto universal (direto) e descoberto governo de Prudente de Morais. Estava ligada
processos ambientais que movimentam os (aberto) para todos os cidadãos maiores de 21 às condições econômicas do Nordeste, ao
biomas amazônicos. anos. Não podiam votar analfabetos, mulheres, messianismo e ao misticismo religioso como
De acordo com o diretor do Centro de mendigos, praças de pré e religiosos de ordem saída para a miséria.
Estudos Superiores do Trópico Úmido e monástica. • Líder: beato Antônio Mendes Maciel,
coordenador do Programa pela UEA, • Adotou a divisão em três Poderes: Executivo, conhecido como Antonio Conselheiro.
Marcílio de Freitas, questões como a Legislativo e Judiciário. • Movimento marcado pelo messianismo
importância da Amazônia na estabilidade • Promoveu a separação entre a Igreja Católica religioso.
climática regional e planetária, impactos e o Estado. • Objetivo: luta pela terra e pela criação de uma
dos desmatamentos no clima local e Observação – O presidente da República era comunidade igualitária.
regional e os efeitos das chuvas na eleito para um mandato de 4 anos, vedada a • Esta revolta inspirou Euclides da Cunha a
Região Amazônica carecem de pesquisas reeleição. produzir a obra Os Sertões.
mais amplas ou complementares. OLIGARQUIAS NO PODER (1894–1930) b) CANGAÇO
A proposta é construir novos modelos • Primeiro presidente: Prudente de Morais. • Bandos armados que buscavam riquezas por
integrados dos sistemas climático e • Ultimo presidente: Washington Luís. meio de assaltos às fazendas, saques a
ambiental, além de aprimorar os já
POLÍTICA DO CAFÉ-COM-LEITE armazéns e a vilas.
existentes, gerados nas últimas décadas
Política de São Paulo com Minas Gerais, na • Esses cangaceiros formavam o que se
pelo Inpa e pelo projeto LBA (Experimento convencionou chamar de "banditismo social":
esfera nacional. Minas: produtor de leite; São
de Escala da Biosfera – Atmosfera na forma de luta que extrapolou a República
Paulo: produtor de café. Essa política marcou
Amazônia). Os resultados dessas Velha, chegando à Era Vargas, nos anos de
toda a República Velha, alternando presidentes
pesquisas, explica Marcílio, serão utilizados 1940. Dentre os vários lideres de grupos de
mineiros e paulistas no poder.
no aperfeiçoamento do planejamento e da cangaço, merecem destaque: Capitão
formulação de políticas públicas voltadas CORONELISMO
Antonio Silvino, Capitão Virgulino (Lampião) e
para melhor ocupação e uso dos biomas Fenômeno social e político típico da Republica Corisco.
amazônicos; melhoria da qualidade de vida Velha, caracterizado pelo prestígio do político e
c) GUERRA DO CONTESTADO (1912–1916)
dos povos da Região e institucionalização por seu poder de mando. O chefe político local
ou regional era maior ou menor de acordo com • Revolta que teve início no governo Hermes da
de uma política científica e tecnológica
o número de votos por ele controlado. Fonseca (1910–1912) e foi sufocada no
comprometida com a questão ambiental.
governo Venceslau Brás (1914–1918) nos
Aprovada pela Coordenação de POLÍTICA DOS GOVERNADORES
limites entre Paraná e Santa Catarina.
Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Teve início no governo Campos Sales (1898- • Características semelhantes à Guerra de
Superior do Ministério da Educação (MEC) 1902). Consistia numa troca mútua de favores Canudos: religiosidade, misticismo, messia-
com nota 4, a Pós-Graduação em Clima e entre os governadores estaduais e o Governo nismo e luta pela terra.
Ambiente vai abrir processo seletivo em Federal. Por acordo, ficou determinado que os • Lideres: monges João e José Maria.
2007. Serão disponibilizadas, anualmente, grupos políticos que governavam os Estados
d) REVOLTA DA CHIBATA
15 vagas para mestrado e 10 vagas para dariam total apoio ao Governo Federal, que, em
doutorado, com previsão de início em troca, só reconheceria a vitória dos deputados • Aconteceu no governo Hermes da Fonseca.
agosto. que pertencessem ao grupo. Como conseqüên- • Revolta no Batalhão Naval, no Rio de Janeiro,
Serão duas as áreas de concentração do cia, formaram-se as oligarquias estaduais. em 1910.
programa (Ecossistemas amazônicos e Observação – Os candidatos que não fizessem • Foi comandada pelo marinheiro João Cândido,
Física do Clima), subdivididas em seis parte dessa política seriam "degolados", ou seja, conhecido como “Almirante Negro".
linhas de pesquisa. não seriam reconhecidos como vitoriosos. • Causas da revolta: maus-tratos (surras de
chibata) que sofriam os marinheiros.
• Os rebeldes, sob o comando do negro João

2
Candido, apoderaram-se de dois navios de Forte”.

Desafio
guerra da marinha: os encouraçados São b) REVOLUÇÃO PAULISTA DE 1924
Paulo e Minas Gerais. Eles exigiam o fim dos
• No segundo aniversário da primeira revolta
castigos corporais, a melhoria nos soldos e
tenentista, explode, em São Paulo, outra
redução da jornada de trabalho. Se as

Histórico
reivindicações não fossem atendidas, o Rio manifestação armada dos tenentes. Dessa
de Janeiro seria bombardeado. manifestação, o movimento expandiu-se para
• O governo fingiu que negociaria com os revol- o Norte e Nordeste do País. Os tenentes
tosos, mas optou por sufocar o movimento, tomaram varias cidades brasileiras, entre elas
condenando o líder João Cândido à prisão. Natal, Belém, Santarém, Óbidos e Manaus.

e) REVOLTA DA VACINA c) COLUNA PRESTES (1924–1927)


• Marcou o governo Rodrigues Alves. Ocorreu • Representou o ponto culminante da luta
no Rio de Janeiro, em 1904. armada da jovem oficialidade. Teve como líder 01. (PUCSP) A Constituição brasileira de 1891
• Esteve ligada às condições de vida da popula- Luís Carlos Prestes. Percorreu cerca de 25 mil a) permitiu a plena democratização do País,
ção: desemprego, péssimas condições de quilômetros de Sul a Norte. Tinha por objetivo com a superação do regime militar.
moradia, saneamento, fome, etc. conscientizar a população brasileira do perigo b) criou um quarto poder, o Moderador, que
• Destaque para o sanitarista Oswaldo Cruz, que representavam para o País as oligarquias atribuía plenos poderes ao Imperador.
defensor das campanhas de vacinação dominantes. Propunha salvar o Brasil pela c) separou o Estado, agora republicano, da
obrigatória. entrega do poder aos tenentes. Igreja Católica.
• Foi instituída a Lei da Vacina (pivô da revolta; o d) manteve a permissão para a existência de
povo, de modo geral, ficou contra a obrigato- mão-de-obra escrava.
riedade da vacinação instituída pela Lei da e) eliminou os resquícios autoritários do
Exercícios varguismo.
Vacina).
f) REVOLTA DO JUAZEIRO 01. (FGV) (...) tem-se ressaltado o [seu] 02. (UFPR) Movimento político que defende a
caráter espontâneo (...) e não há motivo auto-organização baseada no consenso e
• Ocorreu no Ceará, no sertão do Cariri, em na cooperação entre os mais diversos
1914. Confronto armado entre as oligarquias para se rever o fundo dessa
membros da sociedade, somando-se a
cearenses, dominadas pela família Accioly, e o qualificação. A ausência de um plano,
isso a abolição do Estado, ou seja, do
Governo Federal. O conflito originou-se da de uma coordenação central, de domínio político que se apóie no princípio
interferência do poder central na política objetivos pré-definidos é patente. Os dirigentes/ dirigidos, representantes/
estadual, nas primeiras décadas do século XX. sindicatos têm restrito significado; o representados, o anarquismo desempe-
• Foi liderada pelo padre Cícero e apoiada Comitê de Defesa Proletária – expressão nhou um papel importante na história dos
pelos coronéis que protestavam contra o da liderança anarquista e em menor movimentos sociais. Sobre esse
interventor do Ceará, imposto pelo presidente escala socialista – não só se forma no movimento no Brasil, é correto afirmar:
Hermes da Fonseca. curso do movimento como procura a) Apesar da forte repressão desencadeada
• Prevaleceu, no fim do conflito, a vitória dos apenas canalizar reivindicações. O pelas autoridades policiais no governo
sertanejos liderados pelo padre Cícero. Os padrão de agressividade da greve Vargas, os anarquistas lograram criar seu
Accioly voltaram a comandar o Ceará; o relaciona-se com o contexto próprio partido, denominado Aliança
sociocultural de São Paulo e com a Libertadora Nacional.
padre Cícero, a cidade de Juazeiro.
b) O anarquismo liderou o movimento
fraqueza dos órgãos que poderiam
6. CRISE DA REPÚBLICA OLIGÁRQUICA estudantil entre 1964 e 1969, tendo sido
exercer funções combinadas de reprimido pelos agentes de segurança do
(anos de 1920)
representação e controle. (Boris Fausto, regime militar.
• Realização da Semana de Arte Moderna (1922). Trabalho urbano e conflito social) c) Nos dias atuais, os anarquistas se aliam às
• Criação do PCB (1922). correntes neoliberais, que também
O texto faz referência
• Deflagração do Tenentismo. defendem a redução ou mesmo ausência
• Crise mundial de 1929. a) à Greve Geral de 1917. dos aparelhos de Estado.
b) à Greve pelas oito horas de 1907. d) Formado por imigrantes, o anarquismo
7. TENENTISMO
c) à Intentona Comunista de 1935. defendia a ação direta, sendo responsável
• Movimento da jovem oficialidade brasileira de
d) à Revolução Constitucionalista de 1932. pela liderança das principais greves nas
contestação às apodrecidas instituições da duas primeiras décadas do século XX, cujo
e) ao Levante Tenentista de 1924.
República Velha. objetivo era redução da jornada de trabalho
• Tinha caráter elitista; os jovens oficiais 02. (FGV) A cidade é um monstro onde as e melhores condições de trabalho.
preparavam-se na Escola Militar de Realengo, epidemias se albergam dançando e) Deslocando-se do meio urbano para o
no Rio de Janeiro. "sabats" magníficos, aldeia melancólica meio rural, os anarquistas aderiram às
• Acreditavam que o caminho para salvar a de prédios velhos e alçapados, a des- marchas contra o sistema capitalista, que
pátria era a tomada do poder. cascar pelos rebocos, vielas sórdidas mais tarde seriam denominadas de
• Os tenentes indispuseram-se com a alta cheirando mal." "Coluna Prestes".
oficialidade e acusaram a cúpula do exército ("Nosso Século". São Paulo: Abril 03. (UFV) Analise o seguinte texto:
de estar a serviço das oligarquias dominantes. Cultural/Círculo do Livro,1985, v. 1, p. 37.) "É um fenômeno descrito como sendo o
• Os tenentes, apesar da preocupação com a predomínio político exercido pelos
Era dessa forma que o jornalista Luiz
miséria popular, não acreditavam que o povo,
Edmundo descrevia o Rio de Janeiro fazendeiros nas áreas sob a sua influência
despreparado, fosse capaz de lutar pelos econômica e social. Suas raízes se
no começo do século XX. De fato, em encontram na estrutura fundiária brasileira,
próprios interesses. À frente da luta deveriam
1904 eclodia na cidade a chamada a partir da República Velha, baseada no
estar, portanto, os jovens oficiais.
Revolta da Vacina. Essa rebelião latinfúndio e na concentração da
8. PRINCIPAIS MANIFESTAÇÕES popular foi provocada: propriedade rural em mãos de poucas
TENENTISTAS: famílias. Pode-se notar sua permanência
a) pelo profundo descontentamento com a
a) REVOLTA DO FORTE DE COPACABANA epidemia de dengue que afligia a em grande parte no interior brasileiro,
(1922)
onde as populações ainda seguem a
cidade.
orientação dos políticos locais, geralmente
Foi a primeira manifestação armada tenentista. b) pela decisão do governo de limitar a
identificados com a propriedade da terra."
Travada na praia de Copacabana, marcou o fim importação de vacinas contra a febre Esse texto faz referência a qual
do governo de Epitácio Pessoa. O objetivo era amarela. fenômeno político?
evitar a posse de Artur Bernardes. No confronto c) pela recusa do governo de promover a a) Messianismo.
com as forças do governo, morreram 16 oficiais, vacinação contra a peste bubônica. b) Coronelismo.
sobrevivendo apenas os tenentes Siqueira d) pelo cancelamento da vacinação contra c) Convênio de Taubaté.
Campos e Eduardo Gomes que, mais tarde, a paralisia infantil. d) Política do café-com-leite.
participariam de outros movimentos tenentistas. e) pelo decreto que tornava obrigatória a e) Política dos governadores.
Esta revolta ficou conhecida como “Os 18 do vacinação contra a varíola.

3
Desafio História Curial – Examinava os assuntos religiosos.
Tribal – Responsável pela nomeação dos
Questores e Edis.

Histórico
Professor Francisco MELO de Souza Centurial – Composta pelos centúrias, grupos
militares encarregados de votar as leis e eleger
os magistrados.
As lutas entre patrícios e plebeus
Roma Esses conflitos tiveram início quando os plebeus
A FUNDAÇÃO DE ROMA formaram um exército próprio e retiraram-se para
o Monte Sagrado: eles reivindicavam direitos
A cidade de Roma foi fundada no século IX a.C., políticos. Os patrícios, por outro lado, precisavam
na península Itálica, cortada pelos rios Pó, Tibre dos plebeus nas atividades da guerra (militares e
e Arno. Os fundadores de Roma foram os latinos
01. (Faap) A religião romana era econômicas). Por isso, aceitaram as
e os sabinos que viviam da atividade pastoril.
essencialmente politeísta, e o culto ao reivindicações dos plebeus e instituíram os
Depois, imigraram, também, os gregos, os
imperador era de grande significado tribunos da plebe, que podiam vetar leis que
etruscos e os gauleses. Segundo o poeta
pelo fator da unidade que representava. considerassem contrárias aos interesses da
Virgílio, na obra Eneida, Roma foi fundada pelos
Durante um período determinado, teve classe representada.
irmãos Rômulo e Remo.
início o questionamento dessa idéia. As leis escritas também foram conquistas da
Esse grupo que não reconhecia a A MONARQUIA (753–509 a.C.) plebe. Foram elaboradas:
divindade do Imperador eram: Na Monarquia, o rei era escolhido por uma a) Lei das Doze Tábuas: as primeiras leis
a) bárbaros invasores; Assembléia Curial e tinha o poder limitado pelo escritas comuns a todos.
b) primeiros cristãos; Senado. A Assembléia Curial era formada por
c) bons espíritos familiares; cidadãos em idade militar e tinha como função: b) Lei Canuléia: permitiu o casamento entre
d) escravos e estrangeiros; escolher o rei, elaborar e votar as leis. O Senado patrícios e plebeus.
e) judeus vindos da Palestina. (Conselho de Anciãos) era um órgão consultivo, c) Lei Licínia: aboliu a escravidão por dívida e
cabendo aprovar ou rejeitar as leis elaboradas garantiu direitos políticos iguais entre patrícios
02. (Fei) A colônia fenícia de Cartago,
pelo rei. e plebeus.
localizada onde hoje se encontra a
cidade de Túnis, ao norte da África, A sociedade romana era dividida em classes d) Lei Ogúlnia: permitiu direitos religiosos iguais
havia-se desenvolvido consideravel- sociais: entre patrícios e plebeus.
mente, a ponto de se constituir em Patrícios – Aristocratas privilegiados politica- As conquistas romanas
poderosa rival dos interesses romanos mente, os únicos que podiam ocupar cargos
no Mediterrâneo. Por mais de um políticos, religiosos e militares. Cartago e Macedônia – No momento em que se
século, os romanos lutaram para deu a unificação da Itália pelos romanos, duas
Plebeus – Homens livres, mas não possuíam grandes potências dominavam o Mediterrâneo:
destruir Cartago, acabando por arrasá- direitos políticos, religiosos ou militares.
la (146 a.C.). Esses acontecimentos no Ocidente, Cartago (império marítimo); no
Constituíam-se de pequenos agricultores,
são conhecidos como: pastores, comerciantes e artesãos.
Oriente, Macedônia (império continental).
a) Guerras Médicas. O interesse maior de Roma era controlar todo o
Clientes – Estrangeiros que viviam sob a
b) Revolução Cartaginesa. Mediterrâneo, e o seu maior empecilho era
proteção dos patrícios. Em troca, pagavam-lhes
c) Guerras Púnicas. Cartago (antiga colônia fenícia localizada ao norte
tributos maiores.
d) Guerra de Tróia. da África) sua grande rival.
e) Guerra da Reconquista. Escravos – Originados dos povos
Cartago tinha o solo bastante fértil e bem
conquistados, formavam grupo reduzido.
03. (FGV) O Edito de Milão (313), no pro- cultivado. Eles haviam alcançado alto nível
cesso de desenvolvimento histórico de Economia tecnológico no setor produtivo agrário, artesanal
Roma, reveste-se de grande significado, Base agropastoril – Nessa fase, a economia e comercial, o que lhes permitiu prosperidades
tendo em vista que tinha base agropastoril e girava em torno de econômicas. O seu comércio era desenvolvido
uma indústria doméstica (armas e utensílios). em várias regiões do Mediterrâneo.
a) combateu a heresia ariana, acabando
com a força política dos bispados de Era suficiente para atender às necessidades Guerras Púnicas – E foi para destruir esse
Alexandria e Antioquia; mais imediatas da população, e toda a poderio econômico que os romanos fizeram as
b) tornou o cristianismo a religião oficial de produção era dirigida para o controle local. chamadas Guerras Púnicas, que duraram mais
todo o Império Romano, terminando com Fim da realeza – O rei e a aristocracia entraram de cem anos.
a concepção de rei-deus; em choque, em 509 a.C., provocando o fim da Primeira Guerra Púnica – Teve início em 264
c) acabou inteiramente com os cultos pagãos realeza. Tarquínio, o “Soberbo”, de origem a.C. e se estendeu até 241 a.C., devido à ameaça
que então dominavam a vida religiosa; etrusca, foi deposto por um golpe dado pelos de invasão cartaginesa à cidade grega de
d) deu prosseguimento à política de patrícios, descontentes com a inferência desse Mesina, na Ilha de Sicília. Roma saiu vitoriosa, e
Deocleciano de intenso combate à rei no poder legislativo. Cartago teve que pagar uma pesada indenização
expansão do cristianismo; de guerra.
e) proclamou a liberdade do culto cristão, A REPÚBLICA
passando Constantino a ser o protetor da Os patrícios que se revoltaram implantaram, em Segunda Guerra Púnica (218-201 a.C.) – Teve
Igreja. Roma, uma república oligárquica que se como objeto a Espanha e como Palco a Itália. O
estendeu até 27 a.C. Nesse período, organizou- general Amílcar Barca, de Cartago, conquistou a
04. (Fuvest) A expansão de Roma durante se uma magistratura: Espanha, interessado em suas riquezas naturais.
a República, com o conseqüente Após a tomada de Segundo, cidade litorânea
domínio da bacia do Mediterrâneo, Cônsules – Em número de dois, comandavam
espanhola, Roma declarou guerra a Cartago. Os
provocou sensíveis transformações o exército, convocavam o Senado e presidiam
cartagineses venceram algumas batalhas dos
sociais e econômicas, dentre as quais: os cultos públicos.
romanos. Mas o general romano Cipião, “o
a) marcado processo de industrialização, Pretor – Responsável pela execução das leis e Africano”, derrotou e expulsou o exército
êxodo urbano, endividamento do Estado; da justiça. cartaginês da Espanha e depois invadiu Cartago.
b) fortalecimento da classe plebéia, Censor – Elaborava o censo com base nas Terceira Guerra Púnica (149-146 a.C.) –
expansão da pequena propriedade, riquezas e vigiava as condutas dos cidadãos. Terminou com a vitória romana; Cartago foi
propagação do cristianismo; Questor – Responsável pela área financeira. anexada como província da África. Roma
c) crescimento da economia agropastoril, conquistou a Grécia, a Macedônia, a Ásia Menor,
Edis – Responsáveis pelo policiamento, pelo
intensificação das exportações, aumento o Pérgamo e, no Ocidente da Península Ibérica,
abastecimento e pela preservação das cidades.
do trabalho livre; fundou as Gálias.
d) enriquecimento do Estado romano, Senado – Órgão com maior poder, composto
aparecimento de uma poderosa classe por 3 mil senadores vitalícios. Elaboravam as Assim, Roma transformou-se no maior império do
de comerciantes, aumento do número de leis, cuidavam de questões religiosas, Mundo Antigo. As regiões conquistadas,
escravos; conduziam a política externa, administravam as transformadas em províncias, foram obrigadas a
e) diminuição da produção nos latifúndios, províncias, participavam da escolha do ditador. pagar impostos.
acentuado processo inflacionário, Ditador – Eleito para um mandato de seis A crise da República
escassez de mão-de-obra escrava. meses, em época de guerra.
O período compreendido entre os anos de 133 a
Havia três Assembléias: 27 a.C marcou o declínio da República. Nesse

4
período, podemos destacar como principais protegeu as rotas comerciais. Empreendeu a

Desafio
acontecimentos: construção de várias obras públicas, o que gerou
Irmãos gracos – A crise agrária e a luta dos muitos empregos aos plebeus.
irmãos Gracos, Tibério e Caio, que, eleitos Para ganhar popularidade, Otávio adotou a
sucessivamente tribunos, propuseram reformas política do pão e circo: distribuição de trigo para

Histórico
sociais, dentre as quais podemos citar a Lei de a população pobre e organização de espetáculos
Reforma Agrária – elaborada por Tibério, foi públicos de circo.
aprovada e desagradou profundamente os
Após o governo de Otávio, o Império Romano foi
grandes proprietários rurais que, por sua vez,
governado por várias dinastias:
tramaram o assassinato do seu idealizador. Caio
retomou o projeto de reforma agrária, mas não Dinastia Júlio-Claudiana (14-68) – Marcada por
teve sucesso. Caio conseguiu aprovar uma lei que conflitos internos sangrentos entre os senadores
vendia alimentos mais baratos: Lei Frumentária. e os imperadores: Tibério, Caio, Júlio César
(Calígula), Júlio-Cláudia e Nero. Nero foi
Mário e Sila – Nos consulados de Mário e Sila, o 01. (Puccamp) Teodósio estabeleceu que
responsável pelo incêndio de Roma e pela
primeiro estabeleceu o pagamento de salário aos
primeira perseguição aos cristãos. após a sua morte, ocorrida em 395, o
soldados, o que levou à entrada de pessoas
Império, para ser melhor administrado,
pobres no exército e diminuiu os privilégios da Dinastia dos Flávios (69-96) – Os imperadores
dessa época contaram com o apoio do exército,
deveria ser
aristocracia. Em função de sua política, Mário foi
assassinado pelos seguidores de Sila, com a submeteram o Senado e governaram de forma a) fracionado em quatro partes, com dois
ajuda do Senado. despótica. Esses imperadores foram: Vespasiano, Imperadores e dois Césares;
Tito e Domiciano. b) dividido em duas partes: o Império do
Espártacus – Os escravos agrícolas da região sul
da península itálica reuniram-se em Cápua, sob a Ocidente e o Império do Oriente;
Dinastia dos Antoninos (96-192) – Foi o período
direção do gladiador Espártacus, espalhando c) atrelado ao paganismo e direcionar uma
em que o império atingiu seu maior domínio
pânico na população romana. Os escravos foram operação para destruir as catacumbas;
territorial, acompanhado de prosperidade
vencidos pelos exércitos de Pompeu e Crasso econômica. O comércio desenvolveu-se, e houve d) aliado dos árabes para defendê-los
que, como recompensa, foram eleitos cônsules, grande fluxo de capitais para Roma. O poder dos contra os hunos que se avizinhavam de
formando o Primeiro Triunvirato. imperadores foi fortalecido ainda mais, porém, Roma e de Meca;
em relação ao Senado, adotou-se uma política de e) dividido em áreas denominadas
Primeiro Triunvirato – Envolvia Pompeu, Crasso
conciliação. Essa dinastia teve os seguintes Condados doadas em caráter hereditário
e Júlio César. Pompeu ficou com Roma e o
imperadores: Nerva, Trajano, Adriano, Antonino a seus sucessores.
Ocidente; Crasso com o Oriente e Júlio César era
responsável pelas Gálias. Crasso morreu em Pio, Marco Aurélio e Cômodo. 02. (Ufpe) “Em Roma, a civilização, a
campanha militar; Júlio César estava em Dinastia dos Severos (193-235) – Na fase final cultura, a literatura, a arte e a própria
campanha contra os gauleses. Pompeu deu um desse período, vai começar a crise do império religião provieram quase inteiramente
golpe de Estado com o apoio do Senado. César em função do êxodo urbano, da falta de papel dos gregos ao longo de quase meio
dirigiu-se para Roma e venceu Pompeu na moeda, da inflação e da invasão dos bárbaros milênio de aculturação”.(Paul Veyne, in
Farsália. Em seguida, César foi aclamado ditador, germanos nas fronteiras. Essa instabilidade levou HISTÓRIA DA VIDA PRIVADA).
por um ano, por dez anos e por toda a vida. Em o império ao declínio. Os imperadores dessa Com relação à cultura greco-romana,
virtude de uma conspiração armada pelo dinastia foram os seguintes: Sétimo Severo, assinale a alternativa incorreta:
Senado, Júlio César foi assassinado em 44 a.C. a) Pode-se afirmar que de Gibraltar ao Indo,
Caracala, Heliogabalo e Severo Alexandre.
Segundo Triunvirato – Os amigos de Júlio região dominada pelo Império Romano,
César, anti-republicanos, formaram o Segundo CRISE E DECADÊNCIA DO IMPÉRIO reinava a civilização helenística.
Triunvirato: Marco Antônio, Lépido e Otávio. Os O Dominato b) O aparelho de estado romano não se
Triunviros puniram os assassinos de Júlio César, espelhou na política grega devido às
instituíram o terror ao Senado e dividiram o O Dominato era uma monarquia despótica e
militar, semelhante ao helenístico, ou seja, o diferentes perspectivas que tinham os
governo romano: Otávio ficou com o Ocidente, romanos sobre duas questões: a riqueza
Marco Antônio ficou com o Oriente e Lépido com poder do governante tinha uma fundamentação
religiosa. O nome dessa instituição derivou de e o poder.
a África. Logo, afloraram as rivalidades entre os c) Apesar de copiarem a arte grega, os
Triunviros pela conquista da supremacia política. Dominus (senhor), que foi como passaram a se
intitular os imperadores a partir de Diocleciano. romanos foram originais no que diz
Lépido foi destituído de seu cargo, sob pressão
respeito ao ato de retratar, tanto através
de Otávio. Marco Antônio rompeu com Otávio e No governo de Diocleciano, foi criada a de pintura quanto da escultura.
tornou-se o governante supremo do Oriente e, Tetrarquia. Para melhorar a defesa das fronteiras,
d) Assim como em Atenas, a posição da
logo em seguida, fez uma aliança com Cleópatra principalmente com a pressão dos bárbaros, o
mulher romana era de grande poder
do Egito. Império foi dividido em quatro partes, cada uma
político e prestígio social.
Em 32 a.C., começou a guerra entre Otávio e delas com governo próprio. Na economia,
e) No início do período republicano, a vida
Marco Antônio. No ano seguinte, na batalha naval Diocleciano tentou reduzir a inflação, por meio do
familiar entrou em crise: adultério e
de Ácio, Otávio derrotou Marco Antônio, que se Edito Máximo, que consistia na criação dos
divórcio, cultos orientais e gregos
suicidou. O Egito foi invadido e transformado em preços máximos para os produtos
tomaram o lugar da religião formalista,
colônia romana. comercializados e um limite de ganhos sobre a
patriótica e do culto aos antepassados.
jornada de trabalhos.
O IMPÉRIO 03. (Unesp) Dos Séculos III a I a.C., através
Em 313, Constantino assumiu o poder e
O imperador detinha poderes absolutos. Além de de guerras de conquista, os patrícios
restabeleceu a unidade imperial. Defensor de que
executar as leis, exercia o comando do exército e romanos estenderam a sua dominação
a base do Império provinha das províncias do
também legislava por meio de editos, decretos e sobre quase todos os povos do
Oriente, estabeleceu, em 330, sua capital na
mandados. Ao Senado, restou a posição de Mediterrâneo. Mas essa vitória externa
antiga colônia grega de Bizâncio, rebatizada com
conselheiro do imperador, com seu senatus de Roma contribuiu para transformar a
o nome de Constantinopla. Além disso, ele
consulta, porém seus conselhos não eram sua própria ordem social interna. Como
instituiu o Edito de Milão, no qual reconheceu a
aceitos como na fase republicana. uma das mais importantes
religião cristã e transformou-a na religião mais
As províncias eram classificadas em senatoriais, importante de Roma. Ainda no século IV, os transformações, podemos citar:
administradas pelo Senado por meio de bárbaros iniciaram as invasões em busca de a) a queda da monarquia e o estabeleci-
governadores. terras férteis. Em 378, os visigodos investiram mento da república;
Primeiro imperador contra o Império Romano, vencendo-o na batalha b) a Lei das XII Tábuas, que equiparou
de Adrianópolis. patrícios e plebeus;
Otávio, primeiro imperador, governou de 27 a.C.
a 14 d.C. Suas primeiras medidas tinham por Teodósio foi o último imperador uno. Esse c) a escravização generalizada dos plebeus
finalidade reestruturar a administração do novo imperador instituiu o Edito de Tessalônica, em e estrangeiros residentes em Roma;
Estado imperial: restringiu as funções do Senado; 330, pelo qual a religião cristã se tornava a d) a introdução do latifúndio cultivado por
criou uma nova ordem administrativa, as religião oficial do Império. escravos, em larga escala;
prefeituras; melhorou as formas de cobranças de e) a generalização do trabalho assalariado,
Por ocasião da morte de Teodósio (395), o
impostos; e instituiu a guarda pretoriana com a estimulada pela expansão mercantil.
Império foi divido em Ocidente, governado por
função de garantir a proteção do imperador. Honório, e Oriente, governado por Arcádio,
Na economia, Otávio incentivou a produção e ambos filhos do Imperador.

5
Desafio Geografia do Brasil Examinando o mapa da classificação atual,
podemos observar que apresenta, Conforme
ordem crescente de altitude, a seguinte divisão:
Professor Paulo BRITO

Geográfico
1. Planície do rio Amazonas:
Compreende uma estreita faixa de terras planas
que acompanha principalmente os rios
Amazonas, Solimões, Purus, Juruá, Javari e
Madeira, com altitudes inferiores a 100m e
As classificações do relevo desníveis máximos de 60m. Foi o que restou
amazônico daquela que se considerava uma planície
gigantesca, reduzida cerca de vinte vezes do
Até pouco tempo atrás, quando se falava do tamanho que se imaginava.
relevo da Amazônia, logo se lembrava da grande
Planície Amazônica. Aliás, essa denominação 2. Depressão da Amazônia Ocidental:
01. A mais ampla porção do relevo marcou durante muitos anos, como principal É a mais ampla porção da Região, apre-
amazonense é: compartimento, o relevo da Região. Dois fatores sentando altitudes entre 100 a 200m.
a) Depressão Marginal Norte-amazônica. contribuíram para que essa idéia estivesse pre- 3. Depressão Marginal Norte-Amazônica:
b) Depressão da Amazônia Ocidental. sente. O primeiro corresponde à visão científica
do final do século XIX, uma vez que as expedi- As altitudes variam entre 200 e 300 metros.
c) Planície do rio Amazonas e alguns
ções de reconhecimento limitavam-se aos 4. Depressão Marginal Sul-Amazônica:
afluentes.
trechos navegáveis dos rios, não percorrendo Também apresenta uma variação de 200 a 300
d) Depressão Marginal Sul-Amazônica. aqueles encachoeirados que banham terras mais
e) Planalto da Amazônia Oriental. metros de altitude.
altas ou acidentadas. O segundo diz respeito às
classificações de Aroldo de Azevedo e Aziz 5. Planalto da Amazônia oriental:
02. As maiores altitudes do relevo Nacib Ab’ Saber. Recoberto por mata densa e com altitude entre
amazônico encontram-se: Utilizando-se das tecnologias da época, eles 400 e 500 metros, abrange terras que vão de
a) nos Planaltos Residuais Norte- configuraram a planície Amazônica como predo- Manaus até o Oceano Atlântico.
Amazônicos. minante na Região, possuindo limites com o
6. Planaltos residuais Norte-Amazônicos:
b) na Depressão da Amazônia Ocidental. Planalto das Guinas e o Planalto Sul-Amazônico.
Todavia, após se iniciarem os modernos estudos Possui as maiores altitudes da região, variando
c) na Planície do rio Amazonas e alguns entre 800 e 1.200m, e os pontos culminantes do
fisiográficos da Região nos anos 70, essa antiga
afluentes. visão passou a ser discutida por não se basear relevo brasileiro, que são o Pico da Neblina
d) na Depressão Marginal Sul-Amazônica. em cotas altimétricas. Além disso, ela vem caindo (3.014m) e o pico 31de março (2.992m), ambos
e) Todas as anteriores estão erradas. em desuso face à proposta feita, em 1995, pelo na serra do Imeri, fronteira do Amazonas com a
professor Jurandyr Ross, do departamento de Venezuela. Nessas terras altas, as tempestades
03. “Este compartimento do relevo, reco- geografia da USP. caem muito à noite, e índice pluviométrico fica
berto por mata densa e com altitude Com base nessa nova fisiografia e na acima de 3.000mm por ano, criando uma
entre 400 e 500 metros, vai de Manaus reavaliação dos conceitos técnicos das formas intensa nebulosidade que dificulta ou impede a
até o oceano Atlântico”. Trata-se do: de relevo encontrados no Brasil, podemos dizer obtenção de imagens de satélites ou fotos
que o número de porções do relevo amazônico aéreas.
a) Planalto da Amazônia Ocidental.
praticamente dobrou, como veremos adiante,
b) Vale do rio Amazonas. representando mais fielmente as diversas
c) Planalto da Amazônia Oriental. formas de topografia, mudando aquela idéia
d) Planalto das Guianas. geral e equivocada de que a Região
e) Altiplano da Amazônia Central. apresentava uma única e grande planície
04. As serras do Padre, Curupira, Bela Ador- Perfil longitudinal do relevo amazônico
mecida, Urucuzeiro, Kaburi, dos Porcos,
do Traíra, da Pedra, Unaiuxi e do Imeri,
encontram-se nos municípios de: Além dos pontos apresentados no quadro
acima, existem outros picos com menor altitude
a) Santa Izabel do Rio Negro e São Gabriel
no extremo-norte dos municípios de São Gabriel
da Cachoeira. da Cachoeira, Santa Isabel do Rio Negro e
b) Benjamin Constant e Tabatinga. Barcelos, como o Aracá, Rondon, Tunuí,
c) Japurá e Tefé. Macaco, entre outros, e as serras Tapirapecó,
d) Lábrea e Boca do Acre Traíra, Daraá, do Padre, Curupira, Bela
e) Manacapuru e Maués. Adormecida, Urucuzeiro, Kaburi, dos Porcos, da
Pedra, Unaiuxi e Parima.
05. As principais serras do Estado do FORMAS DE RELEVO DA AMAZÔNIA
O perfil topográfico apresentado acima representa
Amazonas estão situadas ao norte, Segundo o dicionário técnico da nova um corte transversal de noroeste a sudeste, com
mas encontramos algumas no sul, classificação para o Brasil, é possível dividir o cerca de 2.000km de comprimento, que vai das
como as serras: relevo amazônico em três principais formas: altíssimas serras do norte da Região, na fronteira
I. Depressão: Caracteriza-se por ser uma com a Venezuela, até o norte do Estado de Mato
a) do Candomblé, do Machado e de superfície entre.100~500m de atitude, com Grosso.
Fortaleza. sua inclinação formada por processos prolon- Podemos notar claramente as estreitas faixas de
b) do Padre, do Traíra e do Uaupés. gados de erosão. É mais plana do que o planície situadas às margens do rio Amazonas,
c) de Tapirapecó, Urucuzeiro e Caparro. planalto. a partir das quais seguem-se vastas extensões
d) da Bela Adormecida, do Kaburi e da II. Planalto: O termo parece-nos sugestivo, de planaltos e depressões.
Arara. porém nada tem a ver com plano alto. Trata-se
de uma superfície irregular com altitude acima VISÃO GERAL DA BACIA HIDROGRÁFICA
e) do Jatapu, do Morro dos Seis Lagos e de
de 300m. É o produto da erosão sobre as AMAZÔNICA
Parintins. rochas cristalinas (metamórficas) ou sedimen- A bacia Amazônica possui 1/5 da água doce da
06. Coloque “C” quando a informação tares. Pode apresentar morros, serras ou ele- Terra, numa área de cerca de 5,9 milhões de
vações íngremes, de topo plano (chapadas). km2 em território brasileiro e 6,2 milhões de km2
estiver correta e “F” quando for falsa: III. Planície: É uma superfície muito plana com na América do Sul, correspondendo a 5% das
( ) O médio Amazonas tem regime de o máximo de l00m de altitude, formada pelo
terras emersas. É a maior bacia fluvial do
duas cheias anuais. acúmulo recente de sedimentos movimen-
mundo (Molinier et al., 1995), com 10 dos 20
( ) O rio Amazonas é navegável de tados pelas águas do mar, de rios ou de
maiores rios da Terra.
Manaus até o seu estuário. lagos. Ocupa porção modesta no conjunto
Essa grande bacia estende-se desde 5° de
do relevo brasileiro.
( ) A bacia Amazônica é entulhada, em latitude norte até 20° de latitude sul, apresentan-
grande parte, por aluviões. Classificação atual do relevo do a norte o relevo do planalto das Guinas, a
( ) Rios de águas escuras carregam A recente classificação do professor Jurandyr oeste a cadeia Andina, a sul o planalto Brasileiro
muitos materiais orgânicos e Ross resultou de uma pesquisa baseada em e a leste a costa do Atlântico. Abrange terras de
sedimentos. levantamentos feitos pelo RADAMBRASIL, que oito países (Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador,
fotografou cada pedaço do País com equipa- Guiana, Peru, Suriname e Venezuela), além de
( ) O rio Juruá é o mais sinuoso da região.
mentos especiais de radar – instalados em um um território (Guiana Francesa). A desemboca-
avião – e imagens de satélites, no período de dura do curso principal no Oceano Atlântico dá-
1970 a 1985. se nas proximidades da linha do Equador.

6
Bacias hidrograficas O Rio Amazonas e suas características

Desafio
Considerado o principal da bacia Amazônica, o
rio Amazonas, com 8.570km de extensão (IBGE),
é o maior do mundo em extensão e em volume
de água. Por isso, ele foi chamado pelo

Geográfico
explorador espanhol Vicente Yánez Pinzon,
quem primeiro o avistou, de “Rio Grande de La
Mare Dulce”. Entretanto ele foi batizado por ou-
tro espanhol, Francisco Orellana (1541), que
segundo se conta, observou em meio aos índios
tapajós a existência de mulheres guerreiras nas
linhas de frente, de grande combatividade,
semelhante às mulheres guerreiras gregas, que 01. Associe as colunas:
extirpavam o seio direito para melhor manejar o
arco. Originalmente, a palavra amazonas, criada
(A) Furos
pelos gregos, quer dizer sem seios. (B) Igarapés
Durante muito tempo, acreditou-se que o rio (C) Paranás
nascia da confluência dos rios Ucayalli e (D) Pororoca
Vários fatores contribuem para a existência de
tamanha rede hidrográfica. Um deles é a Marañon, na Cordilheira dos Andes, em território (E) Terras-caídas
quantidade de chuvas que ocorrem na Região peruano. Porém isso constituía um erro de ( ) Pequenos braços de rios contor-
aliada à sua localização. geografia. Com os recursos modernos e a partir nando ilhas.
Cortada pela linha do Equador, acaba benefician- de uma reavaliação e constatação de diversas
do-se do verão que ocorre rios dois hemisférios.
( ) Pequenos cursos d’água, que
expedições, passou-se a considerar a máxima unem rios entre si ou rios e lagos.
Quando é verão no norte, os rios desse hemis- extensão do rio, como determinam as
fério (margem esquerda do rio Amazonas) é que ( ) As águas do oceano empurram as
convenções, portanto a nascente do Ucayalli,
ficam cheio devido ao aumento no índice de do rio Amazonas, com efeito
precipitação nesta estação. O mesmo ocorrerá passando assim a ser o primeiro do mundo.
destruidor e forte estrondo.
ao sul quando for verão. Assim, ora os rios da AFLUENTES DO RIO AMAZONAS ( ) Enormes blocos de terras das
margem direita estão cheios, ora os da margem
esquerda. Observando o mapa da hidrografia, é possível margens dos rios são arrastados
Graças a essa distribuição dos rios em hemis- notar a existência de inúmeros rios tributários do pela correnteza.
férios diferentes, as, enchentes estão natural- Amazonas. Em toda a extensão da bacia, ( ) Pequenos cursos d’água que se
mente em equilíbrio. Se não fosse assim, elas chegam a aproximadamente 1.100 rios, ligam aos rios, possuindo suas
seriam catastróficas, e o ecossistema da várzea formando um imenso labirinto, que deslumbra próprias nascente.
não existiria. Quando as chuvas do sul persistem
os visitantes em suas viagens. Alguns dos
durante muito tempo ou as do norte começam 02. Assinale a característica falsa quanto
mais cedo, o que ocorre em média de 4 em 4 principais afluentes do rio Amazonas são:
ao rio Amazonas:
anos, as terras situadas acima do nível médio das Margem direita
enchentes (I0m no rio Amazonas) são inundadas. a) Quem primeiro o, avistou foi Vicente
Javari: Este rio nasce na Serra da Contamana
O nível das águas do seu grande rio sobe Pinzon.
(400m de altitude) com o nome de Jaquirana.
gradualmente de novembro a junho, quando b) Sua largura média é de 4 a 5km.
começa a descer até fins de novembro. Nas Jutaí: Com sua nascente próximo à região
banhada pelo Ipixuna, afluente do Juruá, possui c) Sua velocidade varia de 2,5 a 5km.
regiões do médio e baixo Amazonas, as cheias
ocorrem no mês de junho e julho. No alto passagens estreitas e águas barrentas. d) Nasce da confluência do Ucayalli com o
Amazonas ou Solimões, o regime de cheias Juruá: Nascendo no serro das Mercês (Serra da Marañon.
ocorre duas vezes ao ano. A cheia do rio Negro Contamana). Seu leito pode sofrer variações e) Apresenta um desnível de 65 metros.
não ocorre ao mesmo tempo, uma vez que o entre 8~16m no nível das águas, entre a vazan-
período de chuvas em seu vale só começa no 03. (FlNEST–SP). Na bacia hidrográfica
te e a enchente.
primeiro trimestre de cada ano. Amazônica, ocorrem dificuldades para
Madeira: Com 3.240km, é o mais notável
A maior enchente foi registrada em 1953, a implantação de usinas hidrelétricas
quando em Manaus o nível das águas atingiu afluente do Amazonas, nascido da junção dos
rios Mamoré e Guaporé, em frente à cachoeira porque ela apresenta:
29,7m acima do nível do mar, algo em torno de
2,8m acima da média das anteriores. Outro fator “madeira”. a) Oscilação na vazão fluvial maior que
que contribui, embora em menor escala, para Purus: Com águas barrentas iguais às do entre outras bacias, o que exige grandes
alimentar a bacia hidrográfica Amazônica é o Solimões . reservatórios e altas barragens.
derretimento das geleiras existentes na Tefé: Surgindo das terras altas entre os rios b) Relevo de altiplanos com solos friáveis
Cordilheira dos Andes, constituindo o regime Tapauá e Juruá, corre em direção nordeste,
glacial de alimentação do rio principal e seus que dificultam a execução de barragens.
recebendo águas dos lagos e de inúmeros c) Relevo com pequena variação altimétrica,
tributários, ao lado do regime pluvial.
igarapés. exigindo extensos reservatórios que
Coari: Durante a maior parte do ano, a
podem acarretar forte impacto ao
navegação é intensa, embora em alguns
ambiente natural.
momentos só trafeguem pequenas embar-
d) Relevo plano, regularidade na vazão
cações.
fluvial e extensa cobertura florestal.
Margem esquerda e) Quedas d’água nos baixos cursos do
Içá: Sua nascente encontra-se nos contrafortes afluente do Amazonas, que nas
andinos, em território equatoriano. enchentes dificultam a geração de
Negro: Nasce nas regiões do Popaiã, mais energia.
precisamente na Serra do Junaí (Planalto
Colombiano). 04. Presença de ácido húmicos e escassez
Japurá: Conhecido na Colômbia, onde nasce, de peixes, insetos e plantas aquáticas e
pelo nome de Caquetá. submersas, que certamente, levaram
Nhamundã: Origina-se em terras altas, entre as os nativos a denomina-los “rios de
cabeceiras do Uatumã e as doTrombetas. fome”. Estas característica dizem
Apresenta, em determinados trechos, um azul respeito aos rios de águas:
profundo, estendendo-se por montes e espessa
a) esverdeadas;
vegetação.
b) barrentas;
Urubu: Este rio se forma dos igarapés Mbiara,
Caranay e Urubutinga, em terras altas, nas c) escuras;
fronteiras da Guiana. Suas águas são pretas, d) brancas;
sendo que na vazante parecem um melaço e) nenhuma das anteriores.
após a segunda cachoeira. Comunica-se com o
Amazonas por diversos canais e igarapés.

7
Desafio
Geografia Geral mínimas térmicas caem para 8,1 °C. No lado Sul
as mínimas do inverno ficam em torno dos 9,7
°C. Em razão disso, os verões são mais quentes
Professor HABDEL do lado Norte do Planeta. O inverno é menos

Geográfico
rigoroso no hemisfério Sul.
A amplitude térmica
A diferença entre a máxima temperatura e a
mínima temperatura de um lugar é o que
O clima e sua dinâmica chamamos de amplitude térmica. Podemos
considerar variações ocorridas num dia, no mês
ou no transcorrer de um ano. Ela é um
Tempo (meteorológico) é a condição média da importante parâmetro quando queremos
atmosfera numa dada porção de tempo e em comparar o comportamento dos climas de
determinado lugar. De outra forma, clima é a
lugares diferentes. Em alguns, as variações de
repetição sucessiva dessas condições meteoro-
01. (Uerj) temperatura do verão para o inverno são
lógicas ao longo de um período (30 a 35 anos)
bruscas. Em outros lugares, são bem menores.
numa determinada área. A temperatura do ar
A razão disso pode estar nas diferenças de
atmosférico, as chuvas, a umidade do ar, as
latitude ou na distância deste lugar para o mar.
massas de ar, a pressão atmosférica e os ventos
são os elementos climáticos que vão Nas áreas próximas ao Equador (latitude menor),
caracterizar o clima de um lugar. Estes, por sua a insolação é constante ao longo do ano. Por
vez, apresentam-se de forma diferenciadas de isso, verifica-se, nessas áreas, uma menor
um lugar para outro conforme a influência maior diferenciação das temperaturas ao longo do ano.
ou menor dos fatores climáticos. A latitude, a Deferentemente, nos Pólos (latitude maior) ela é
altitude, a maior ou menor distância do mar, a extrema. Nessas áreas, há incidência da luz solar
cobertura vegetal e as correntes marinhas no verão. No inverno, porém, ficam em completa
representam os fatores que vão provocar escuridão. Razão pela qual a diferença entre as
respostas diferentes daqueles elementos. máximas e as mínimas temperaturas (amplitude)
é enorme.
A influência da latitude A distância do mar influencia a temperatura do
O esquema acima representa o contato
A Terra recebe, diariamente, a radiação solar. ar. Em função das características peculiares
entre duas massas de ar diferentes. Esta, por sua vez, atinge a porção do Planeta verificadas entre os corpos sólidos (continentes)
A chuva, resultante desse contato, é que está voltada para o Sol. A forma esférica e os corpos hídricos, o período verificado entre
denominada: (geóide) da superfície provoca uma as máximas e as mínimas temperaturas é
a) ácida; diferenciação na recepção da energia solar. Na diferente. Chaga a ser de um mês nos
b) frontal; parte central do Planeta, onde a latitude é menor, continentes e dois meses nos oceanos. Isso
verifica-se uma concentração maior dessa quer dizer que, na mudança de estação do ano,
c) orográfica; energia em função da incidência vertical dos as médias térmicas desabam naqueles locais
d) de convecção. raios. Para além dos trópicos, os raios incidem que estão mais para o interior dos continentes.
de forma obliqua. Como conseqüência, nas Já os localizados ao longo do litoral permane-
02. (UFC) O comportamento térmico das baixas latitudes as médias térmicas cem mais estáveis. Isso nos ajuda a compreen-
rochas (meio sólido) é diferente do apresentadas por essas regiões são mais altas. der o efeito continentalidade e o efeito
comportamento térmico da água (meio Nos Pólos, ao contrário, as temperaturas são maritimidade.
liquido). Sobre a variação da tempera- muito baixas.
A umidade atmosférica
tura nos continentes e oceanos, pode-se A influência da altitude
A umidade presente no ar é um dos componen-
afirmar corretamente que: A altitude corresponde a altura de um lugar na tes primordiais na caracterização das condições
a) em qualquer estação do ano, nos oceanos, superfície terrestre em relação ao nível do mar. meteorológicas e do clima. Na atmosfera,
É por essa razão que podemos perceber as representa cerca de 2% da sua massa e apenas
as variações de temperatura são mais irregularidades na superfície do nosso Planeta.
acentuadas que nos continentes; 4% do seu volume. A quantidade presente na
Acontece que, nas áreas mais baixas (altitude atmosfera varia de lugar para lugar e ao longo
b) quanto mais uma área continental estiver menor), a camada atmosférica sobre essas do tempo (dia, mês ou estação do ano). Pode
afastada do oceano ou de sua influência, regiões é mais espessa. O mesmo não se dá estar completamente ausente nas áreas quentes
maiores serão suas oscilações térmicas. nas áreas mais altas (maior altitude) onde o ar é e áridas e fartamente na região equatorial. É um
rarefeito. A radiação ultravioleta do Sol atravessa fator decisivo para a ocorrência das precipita-
Este fenômeno denomina-se
a atmosfera e atinge a superfície da Terra. ções e na condensação. Ela desempenha um
continentalidade térmica; Quando aquece, a superfície terrestre passa a
c) em função do Hemisfério Norte possuir papel de regulador térmico no sistema Terra-
irradiar calor (infravermelho) para a atmosfera. O
atmosfera, pois absorve tanto a radiação solar
maior dimensão continental, seus verões calor se difunde na atmosfera através das
quanto a terrestre. A água é transferida da
são mais frios, e os invernos mais quentes moléculas dos gases, das partículas sólidas em
superfície do Planeta para a atmosfera pelo
que no Hemisfério Sul; suspensão (poeira, grãos de pólen, etc.) e da
aumento da temperatura. Ela evapora dos solos,
água. Portanto, onde a concentração
d) dada a existência de um maior volume dos rios, lagos e mares. A vegetação é outro
(densidade) desses fatores for maior, a
das massas líquidas no Planeta, há uma temperatura do ar atmosférico também será importante mecanismo que libera água para a
igualdade nos valores das ocilações maior. Os locais mais baixos são os que melhor atmosfera através de seu processo de
apresentam essas condições. Conclui-se que transpiração.
térmicas entre continentes e oceanos;
e) as variações de temperatura, nos altitude e temperatura do ar são grandezas As precipitações
inversamente proporcionais. Importante Precipitação é qualquer deposição em forma
oceanos, não estão na dependência da
ressaltar que estas circunstâncias são válidas líquida ou sólida e derivada da atmosfera. Elas
distribuição de massas sólidas (continen- para a baixa camada atmosférica (Troposfera) podem ser superficiais como a geada, o orvalho
tes) e massas líquidas (oceanos), e sim onde ocorrem os fenômenos climáticos. As e a neblina. Esse tipo de precipitação ocorre em
são função da salinidade. regiões de maior altitude vão apresentar climas função do comportamento térmico da superfície.
com médias térmicas mais baixas. Os locais Já a chuva, a neve e o granizo, por não depen-
03. (UFC) Sobre os grandes tipos climáticos, cuja altitude for mais próxima do nível do mar derem basicamente do comportamento térmico
assinale a alternativa correta. apresentam temperaturas mais altas. da superfície do Planeta, são considerados não-
a) O clima subtropical distingue-se por A influência dos continentes e dos oceanos superficiais. Ente as formas de precipitações, as
precipitações reduzidas, evaporação A distribuição dos continentes e oceanos exerce pluviométricas são destaques. O tipo
influência decisiva sobre a temperatura. “A terra convectivo, o ciclônico (frontal) e o orográfico.
elevada e intensa insolação.
(continente) e a água apresentam diferentes Na precipitação do tipo convectivo, o fator
b) O clima equatorial caracteriza-se por fracas desencadeador é a ascensão do ar quente. É
propriedades térmicas e reagem de modo
precipitações e baixas temperaturas. diferente à insolação. A água se aquece e se um tipo de chuva muito intensa, com trovoadas
c) O clima tropical caracteriza-se pela resfria mais lentamente que o solo. Assim, e de duração mais curta que outros tipos de
existência de quatro estações, médias enquanto a água tem tendência de armazenar o precipitações. As do tipo ciclônica são
térmicas baixas e baixas precipitações. calor que recebe, a terra, por outro lado, provocadas pelo contato das massas de ar frias
rapidamente o devolve à atmosfera” (AYOADE, com as quentes. O ar mais quente é forçado à
d) O clima temperado distingue-se por
J. O. Introdução à climatologia para os trópicos. ascensão vertical. As chuvas são menos
contrastes sazonais de temperatura, e Bertrand, São Paulo, p. 29). Como no Planeta os intensas, porém mais demoradas. À medida que
amplitudes térmicas muito maiores que as continentes e as águas oceânicas estão a depressão desloca-se, afeta outras áreas. A
dos climas da Zona Intertropical. desigualmente distribuídos pelos hemisférios precipitação orográfica (de relevo) é provocada
e) O clima desértico caracteriza-se pela Norte (terras) e Sul (águas), as amplitudes e as pelo deslocamento do ar úmido sobre o terreno
concentração de chuvas no verão e médias térmicas serão diferentes. No hemisfério inclinado. Evidentemente, essas chuvas
Norte, as médias térmicas no verão atingem os dependem da posição da montanha em relação
amplitudes térmicas diárias pequenas.
22,4 °C, enquanto que, no Sul chegam apenas aos ventos, da sua altitude e das condições
aos 17,1 °C. No inverno do hemisfério Norte, as atmosféricas.

8
Desafio
Fonte: AYOADE, J. O. Introdução à climatologia para os
trópicos. Bertrand, São Paulo, p. 101.

As correntes marítimas

Geográfico
Os oceanos e a atmosfera permanentemente
trocam energia e matéria entre si. Nos oceanos,
existe a circulação de porções de águas entre
os Pólos e o Equador. Esse deslocamento afeta
as regiões costeiras. Do Equador para os Pólos,
deslocam-se verdadeiros rios de água quente.
A distribuição das chuvas pelo Planeta é bastante
Essas correntes quentes levam o excesso de
irregular. Elas podem variar de lugar para lugar e
até mesmo no mesmo lugar de acordo com as calor de suas regiões de origem para as mais
estações do ano. Ocorrem em maior quantidade frias. Aumentam o volume de evaporação, 01. (UFMS) Existem diferentes fatores que
no mar do que sobre os continentes. São tornando as regiões litorâneas mais úmidas. influenciam no clima, entre os quais o
abundantes no Equador e moderadas nas relevo. Indique qual(is) proposição(ões)
médias latitudes. As zonas polares e as Quando uma corrente quente chega aos lugares que corretamente apresenta(m) a(s)
subtropicais são relativamente mais secas. Na de maior latitude, diminue-se o rigor climático influência(s) do relevo no clima.
altura dos trópicos, são mais freqüentes na costa no inverno. (01) Variação da temperatura devido à
oriental dos continentes e escassas do lado
ocidental. Nas vertentes voltadas para o mar As correntes frias, por sua vez, partindo dos proximidade ou à distância de grandes
(barlavento), ocorrem maiores índices do que Pólos, contribuem para que as zonas de baixas corpos de água.
naquelas voltadas para o interior (sotavento). (02) Influência na concentração de umidade,
latitudes não sejam mais quentes do que
Chove mais nas áreas próximas ao mar do que facilitando ou dificultando as
realmente são. Entretanto tornam os litorais precipitações.
naquelas mais interiorizadas.
mais secos em função da baixa quantidade de (04) Influência na circulação de massas de
evaporação. Essas águas comportam grandes ar quentes ou frias.
(08) Diminuição da temperatura pela
cardumes de peixes, tornando-as importantes
altitude; quanto maior a altitude, menos
áreas de pesca. intensa é a irradiação solar e a
Os tipos climáticos temperatura.
(16) Influência pela latitude; quanto mais
Glacial ou polar: é o clima das regiões polares. longe do Equador, menores são as
Caracteriza-se por apresentar temperaturas temperaturas.
muito baixas, com médias térmicas em torno de 02. (UFPR) Considerando que a temperatura
-35°C no inverno e máximas de 10°C no verão. da atmosfera depende da insolação, é
Temperado: ocorre na Europa, na América do correto afirmar:
A circulação das massas de ar Norte, em partes da Ásia, no sul da América do a) A atmosfera atua como uma enorme
“A atmosfera está constantemente em movimen- Sul, na Nova Zelândia e em parte da Austrália. manta protetora que conserva grande
to. O movimento atmosférico é a soma de dois parte do calor solar recebido pela Terra.
principais componentes – o movimento em Apresenta as estações bem definidas e queda
de neve no inverno. A distância ou proximidade b) Quanto maior a altitude, maior é a
relação à superfície da Terra (isto é, o vento) e o
movimento em conjunto com a Terra, ao girar em quantidade de calor aprisionada pela
do mar explicam os subtipos: Temperado
torno de seu eixo” (AYOADE, J. O. Introdução à atmosfera e, conseqüentemente, mais
Oceânico, Temperado Continental e Temperado elevada é a temperatura.
climatologia para os trópicos. Bertrand, São
Paulo, p. 72). O movimento de rotação da Terra Mediterrâneo. c) As isotermas da Terra têm uma
em conjunto com a atmosfera influencia a Tropical: clima quente com alguns subtipos: orientação geral Norte-Sul ou meridiana,
direção dos ventos sobre a superfície do Planeta. Tropical típico (duas estações bem definidas – porque um dos fatores determinantes da
No hemisfério norte, há deflexão desses ventos variação da temperatura é a longitude.
para a direita. No hemisfério sul, a deflexão verão chuvoso e inverno seco. Ocorre no Brasil
ocorre para a esquerda. Por outro lado, o d) O efeito estufa é um fenômeno atmosférico
central e grande parte da África); Equatorial (clima
movimento em relação à superfície terrestre provocado pela ação humana.
das áreas próximas do Equador: Amazônia, África
dimensiona a movimentação horizontal e a e) Nas áreas tropicais e nas áreas polares, as
movimentação vertical do ar. e Indonésia. É muito quente, baixas amplitudes variações anuais de temperatura são mais
Massas de ar são grandes porções de ar que térmicas e chuvas abundantes na maior parte do marcantes do que nas áreas temperadas.
costumam originar-se em áreas extensas e ano); Tropical de Monções (clima do Sul e do
homogêneas, como as planícies, os oceanos e 03. (UFJF) Leia o texto:
os desertos. Em seu processo de formação, Sudeste da Ásia. Caracteriza-se pelas chuvas “As populações que vivem nos trópicos
adquirem as características da área de origem torrenciais de verão e estiagem no inverno); recebem luz ultravioleta (UV) suficiente
(umidade e temperatura). Assim, elas podem ser Tropical de Altitude (apresenta temperaturas para sintetizar a vitamina D o ano todo.
frias e úmidas, frias e secas, quentes e úmidas e Mas aquelas que vivem em latitudes
médias menos elevadas, devido ao fator altitude).
quentes e secas, etc. Ao se deslocarem, as
massas de ar levam consigo as características de Desértico: apresenta pequena quantidade de setentrionais ou meridionais não
origem, que vão influenciar as áreas sobre as chuvas e grande amplitude térmica. Ocorre recebem as quantidades necessárias de
quais elas estão-se deslocando. Além disso, radiação UV. Nas zonas temperadas, as
tanto em áreas tropicais como em áreas
podem perder as características das áreas de pessoas não dispõem de luz UV
origem e adquirir as características das áreas temperadas: norte da África (Saara), no Oriente suficiente para fabricar vitamina D
sobre as quais se deslocam. Médio (Neguev), oeste dos EUA e norte do durante um mês por ano; aquelas que
México (Sonora), litoral do Chile e do Peru vivem mais perto dos pólos, não obtêm
(Atacama), Austrália (Gibson), sudoeste da luz UV suficiente para sintetizar a
África (Kalahari) e noroeste da Índia (Tar). vitamina D durante a maior parte do
ano.” Fonte: “Scientific American” Brasil,
Montanha: não está restrito a uma zona
ano 1, n.° 6, novembro de 2002.
climática. É ligado às grandes altitudes das
Pela leitura do trecho acima, podemos
cadeias montanhosas, como os Andes, o
AFIRMAR que:
Himalaia, as Rochosas e os Alpes. Caracteriza- a) a incidência da radiação solar interfere
se pelo frio e pela presença de neves eternas. somente na vida humana;
Climas de transição: Subtropical (encontrado b) nas latitudes setentrionais, a luz UV
nas áreas de transição dos tropicais para os incide verticalmente sobre a superfície;
temperados. Chuvas bem distribuídas, aumento c) nas regiões polares a incidência da luz
ultravioleta é nula;
da amplitude térmica e estações do ano bem
d) a variação da luz UV recebida pela
definidas. Ocorre no sul do Brasil); Semi-Árido população é função da cor da pele;
(encontrado em regiões tropicais - Sertão e) os raios solares, em altas latitudes,
nordestino – como em áreas temperadas – incidem obliquamente sobre a superfície.
Patagônia na Argentina -, apresenta chuvas
escassas e maldistribuídas durante o ano).

9
Desafio Literatura
AMOSTRA POÉTICA
Soneto
Pálida à luz da lâmpada sombria,

literário
Professor João BATISTA Gomes
Sobre o leito de flores reclinada,
Como a lua por noite embalsamada,
Entre as nuvens do amor ela dormia!

ROMANTISMO (parte II) Era a virgem do mar, na escuma fria


Pela maré das águas embalada!
POETAS DA SEGUNDA GERAÇÃO Era um anjo entre nuvens d’alvorada
Que em sonhos se banhava e se esquecia!
1. ÁLVARES DE AZEVEDO
Era mais bela! O seio palpitando...
Nascimento e morte – Manuel Antônio
Negros olhos as pálpebras abrindo...
Álvares de Azevedo nasce em São Paulo,
Formas nuas no leito resvalando...
em 12 de setembro de 1831, onde falece em
Caiu no vestibular 25 de abril de 1852. Não te rias de mim, meu anjo lindo!
Direito – Depois dos estudos primários e Por ti – as noites eu velei chorando,
01. (FGV) Assinale a afirmativa Por ti – nos sonhos morrerei sorrindo!
secundários no Rio de Janeiro, volta para São
INCORRETA a respeito do Arcadismo.
Paulo (1848) e matricula-se no curso de Di-
a) A temática amorosa árcade apresenta- reito. Na faculdade, faz parte da Sociedade
2. FAGUNDES VARELA
se como expressão de contenção Epicuréia, fundada em 1845 para difundir, no Nascimento e morte – Luís Nicolau
emocional e da simplicidade da vida Brasil, a existência de Byron. Fagundes Varela nasce na Fazenda Santa
pastoril. Rita, município de Rio Claro, Rio de Janeiro,
Sonho e evasão – O desejo de morte, com
b) Revigorando a estética clássica, o tendência para o sonho e para a evasão, é a em 17 de agosto de 1841. Morre em Niterói,
Arcadismo enfatiza o racionalismo, o característica central de sua poesia. Veja uma em 1875.
bucolismo e a mitologia greco-romana. estrofe de um dos poemas mais conhecidos Infância peregrina – Passa a infância em vá-
c) O herói árcade não é um guerreiro do autor, Lembrança de morrer: rios lugares: Catalão (Goiás), Angra dos Reis,
fisicamente poderoso. Personifica o Descansem o meu leito solitário Petrópolis e Niterói.
pastor de vida simples, natural e Na floresta dos homens esquecida, Direito e boêmia – Aos dezoito anos, ingres-
dedicado ao trabalho. À sombra de uma cruz, e escrevam nela: sa na Faculdade de Direito de São Paulo. Pre-
d) No Arcadismo, a natureza torna-se – Foi poeta – sonhou – e amou na vida. fere, entretanto, a vida boêmia aos estudos.
também personagem, cúmplice do Poesia madura– Apesar da vida breve, Ál- Envolvimento com Alice – Em 1862, conhe-
sujeito poético e totalmente integrada vares de Azevedo é, talvez, o mais maduro ce Alice, uma artista de circo. Casa-se com
às suas emoções. dos poetas da Segunda Geração Romântica, ela e, no ano seguinte, nasce-lhe o filho Emi-
quer pela qualidade literária de seus versos, liano. Varela faz, então, de Emiliano o seu
e) Os poemas árcades Uraguai e
quer pela erudição que sobressai nos temas motivo de vida correta: deixa a boêmia, volta
Caramuru antecipam a temática
abordados. aos estudos e ameaça trabalhar.
indianista, posteriormente revigorada
pelo ideal nacionalista romântico. Timidez – A leitura dos contos de Noite na Morte do filho – Infelizmente, o filho morre
Taverna faz supor um poeta boêmio, cons- aos seis meses de idade, inspirando-lhe o
02. (FGV) Leia com atenção a crítica de tantemente ébrio e ligado a mulheres. Total célebre poema Cântico do Calvário, que co-
Alfredo Bosi sobre a obra de Gonçal- engano: Álvares de Azevedo é tímido, quieto, meça assim:
ves Dias:. dedicado aos livros e à poesia. As mulheres, Eras na vida a pomba predileta
[...] é preciso ver na força do ele as cria nos recônditos da imaginação, Que sobre um mar de angústias conduzia
Gonçalves Dias indianista o ponto talvez para combater o tédio e acalmar a li- O ramo da esperança. – Eras a estrela
exato em que o mito do bom bido. Em Lembrança de morrer, o poeta
Que entre as névoas do inverno cintilava
selvagem, constante desde os árcades, confessa que apenas sonhou com virgens:
Apontando o caminho ao pegureiro.
acabou por fazer-se verdade artística. Se uma lágrima as pálpebras me inunda, Eras a messe de um dourado estio.
(Bosi, Alfredo. História concisa da literatura Se um suspiro nos seios treme ainda Eras o idílio de um amor sublime.
brasileira. 3. ed. São Paulo: Cultrix, 1981. p.
É pela virgem que sonhei... que nunca Eras a glória, – a inspiração, – a pátria,
Aos lábios me encostou a face linda! O povir de teu pai! – Ah! no entanto,
115.)
Morte aos vinte – Aos vinte anos, morre viti- Pomba, – varou-te a flecha do destino!
Agora leia os versos citados abaixo e
mado pela tuberculose, não vendo reunidos Astro, – engoliu-te o temporal do norte!
assinale a alternativa em que Gonçal-
em livro os poemas de Lira dos Vinte Anos. Teto, – caíste! – Crença, já não vives!
ves Dias NÃO retrata o perfil do herói
nacional a que se refere Alfredo Bosi: Poemas famosos – Lembrança de Morrer, Morte de Alice – Em 1865, vai estudar Direito
Se eu Morresse Amanhã, Idéias Íntimas, em Recife. A morte da esposa, todavia, faz
a) Andei longes terras,
Virgem Morta. que retorne a São Paulo.
lidei cruas guerras,
Vaguei pelas serras OBRAS Natureza – Varela destaca-se pela poesia
Dos vis aimorés com cheiro de campo e de exaltação da na-
1. Lira dos Vinte Anos (1853, poesia)
tureza. Veja uma estrofe do poema A Flor do
b) Um velho Timbira, coberto de glória, 2. Noite na Taverna (1855, contos fantásticos Maracujá:
guardou a memória e macabros. Numa taverna, em noite es-
Por tudo o que o céu revela!
do moço guerreiro, do velho Tupi! cura de tormenta, entre mundanas, bêba-
Por tudo o que a terra dá
c) Adeus qu’eu parto, senhora; das e adormecidas, jovens boêmios (Sol-
Eu te juro que minh'alma
Negou-me o fado inimigo fieri, Johann, Gennaro, Bertran, Hermann
De tua alma escrava está!...
Passar a vida contigo e Arnold) contam casos escabrosos como
Guarda contigo esse emblema
se os tivessem vivido).
d) Viu primeiro os íncolas Da flor do maracujá!
Robustos, das florestas, 3. Macário (1855, teatro. Diálogo entre Satã
Decadência – Após a morte do filho, deixa-
Batendo os arcos rígidos e Penseroso, tendo por centro os vícios e
se levar pela decadência física, pelo alcoolis-
desatinos da cidade de São Paulo).
e) Tamoio nasceste, mo e pela inadaptação social.
Valente serás. (p. 89) 4. Pedro Ivo (1855, poema épico).
Poesia variada – Faz uma poesia variada,
5. Conde Lopo (1886, poema dramático). densa, aproximando-se ora do byronianismo
(DIAS, Gonçalves. Poemas. 14. ed. Rio de
Janeiro: Ediouro, 1996.) de Álvares de Azevedo, ora da ingenuidade
de Casimiro de Abreu.

10
Leitura
Poemas famosos – Cântico do Calvário (ele- Amei-te sempre: – e pertencer-te quero
gia em versos brancos dentro de Cantos e Para sempre também, amiga morte.
Fantasias), A Flor de Maracujá. Quero o chão, quero a terra – esse elemento
OBRAS Que não se sente dos vaivéns da sorte

obrigatória
1. Noturnas (1861, poesia) Céu x inferno – É comum, nos poemas de
2. O Estandarte Auriverde (1863, poesia) Junqueira Freire, a confusão entre o sagra-
3. Vozes da América (1864, poesia) do e o profano. E para um monge benediti-
4. Cantos e Fantasias (1865, poesia, obra no, é estranho que, de vez em quando, quei-
máxima do autor) ra morrer e ir para o inferno.
5. Cantos do Ermo e da Cidade (1869, poesia) Poemas famosos – Morte, Desejo.
6. Anchieta ou O Evangelho nas Selvas
(1875, poema em dez cantos) OBRAS:
7. Cantos Meridionais (1869, poesia) 1. Inspirações do Claustro (poesias, 1855) Vozes d’África
8. Cantos Religiosos (1878, poesia) 2. Contradições Poéticas (poesias, ?) Castro Alves
3. CASIMIRO DE ABREU Deus! ó Deus! onde estás que não respondes?
Nascimento e morte – Casimiro José
POETAS DA TERCEIRA GERAÇÃO Em que mundo, em qu'estrela tu t’escondes
Marques de Abreu nasce na Barra de São Embuçado nos céus?
1. CASTRO ALVES
João, Rio de Janeiro, em 4 de janeiro de Há dois mil anos te mandei meu grito,
1839, onde morre, vitimado pela tuberculose, Nascimento e morte – Antônio Frederico Que embalde desde então corre o infinito...
em 18 de outubro de 1860. de Castro Alves nasce em 14 de março de Onde estás, Senhor Deus?...
Comerciante – Por imposição do pai, não 1847, na Fazenda Cabaceiras, Curralinho
se faz bacharel; faz-se comerciante. (hoje Castro Alves), interior da Bahia. Falece 1. ESTROFE – Todo o poema Vozes d’África é
em Salvador, em 6 de julho de 1871. composto de estrofes de seis versos
Simplicidade e ingenuidade – Casimiro de
Abreu é dos poetas mais apreciados de nos- Órfão de mãe – Em 1859, é matriculado no (sextilhas).
sa literatura, graças à simplicidade e à inge- Ginásio Baiano, dirigido por Abílio Borges, on- 2. MÉTRICA – Todas as estrofes do poema
nuidade de seus versos. de também estudou Rui Barbosa. Neste ano, apresentam versos com a seguinte métrica:
Única obra – Produziu um único livro de fica órfão da mãe (vítima da tuberculose).
a) Versos maiores: 10 sílabas
poemas: Primaveras (poesias, 1859). Direito em Recife – Em 1862, muda-se para
(decassílabos).
Saudade – Quase todos os seus poemas Recife, onde inicia a Faculdade de Direito.
convergem para um único tema: saudade b) Versos menores: 6 sílabas
Dupla fama – Em 1866, o talento de Castro
(da infância, da família ou da pátria). Veja a (hexassílabos).
Alves já é reconhecido em Recife. Duas famas:
primeira estrofe de Meus oito Anos: de poeta inflamado e de conquistador fogoso. REGULARIDADE – Pode-se concluir, pois,
Oh! que saudades que eu tenho que o poema apresenta regularidade métri-
Eugênia Câmara – Ainda em 1866, morre o
Da aurora de minha vida
pai do poeta em Salvador. Em Recife, tem ca: todas as estrofes mantêm a métrica exi-
Da minha infância querida
início o romance do poeta com a atriz portu- bida na primeira.
Que os anos não trazem mais!
guesa Eugênia Câmara.
Que amor, que sonhos, que flores, 3. RIMAS – A análise das rimas deve ser feita
Naquelas tardes fagueiras Sucesso no teatro – Em 1867, Castro Alves
em cada estrofe. Na primeira, acima
À sombra das bananeiras, e Eugênia Câmara apresentam, com sucesso,
exposta, temos:
Debaixo dos laranjais! a peça Gonzaga ou A Revolução de Minas.
a) Rimas pobres: todas (as palavras que
Amor e medo – No poema Amor e Medo, o Alencar e Machado – Em 1868, Castro Alves
rimam têm a mesma classe gramatical).
poeta sintetiza o drama dos poetas da Segun- e Eugênia, a caminho de São Paulo, passam
da Geração: tinham muito amor, mas tinham b) Rimas femininas: todas (as palavras
pelo Rio de Janeiro, onde o poeta lê sua pe-
medo de amar: ça para José de Alencar e é apresentado a que rimam são paroxítonas).
Machado de Assis. c) Rimas perfeitas: respondes/escondes;
Quando eu te fujo e me desvio cauto
Da luz de fogo que te cerca, oh! bela, grito/infinito (as palavras apresentam
Acidente – Em São Paulo, o poeta engaja-se
Contigo dizes, suspirando amores: perfeição sonora a partir da vogal da
na vida literária e intelectual da cidade, reto-
“– Meu Deus! que gelo, que frieza aquela!” sílaba tônica).
mando o curso de Direito. No fim de 1868,
separa-se definitivamente de Eugênia Câmara d) Rimas imperfeitas: céus/Deus (as
Como te enganas! meu amor é chama
e sofre um acidente de tiro. palavras apresentam imperfeição
Que se alimenta no voraz segredo,
sonora: céus = som aberto; Deus =
E se te fujo é que te adoro louco... Pé amputado – Em 1869, Castro Alves tem
És bela – eu moço; tens amor – eu medo!... som fechado).
o pé esquerdo amputado no Rio de Janeiro.
Frágil e doente, regressa à Bahia. 4. FIGURAS DE LINGUAGEM – A estrofe em
JUNQUEIRA FREIRE
Primeiro livro – Em 1870, publica Espumas questão contém as seguintes figuras de
Nascimento e morte – Luís José Junqueira
Flutuantes (poesias). linguagem:
Freire nasce em Salvador, Bahia, em 31 de
dezembro de 1832, onde falece em 24 de Morte – Vitimado pela tuberculose, Castro a) Apóstrofe: o mesmo que vocativo. A
junho de 1855. Alves morre em 1871, na Bahia, aos vinte e estrofe inicia-se com um chamamento:
quatro anos de idade. “Deus! ó Deus!”.
Ordem Beneditina – De frágil constituição,
após estudos irregulares das primeiras letras, Características – Características centrais de b) Prosopopéia: o poema inteiro
matricula-se no Liceu Provincial, de onde sua poesia: lirismo (amoroso e erótico) e representa a “voz da África”, ou seja, o
saiu para ingressar na ordem Beneditina. abolicionismo. poeta transforma o Continente Africano
Decepção religiosa – Em 1854, depois de Poemas famosos – O Adeus de Teresa, em ser pensante, dando-lhe vida, ação,
um ano de sacerdócio, abandona o hábito, Boa-Noite, Adormecida, Navio Negreiro, movimento e voz.
voltando para a casa paterna. Passa a dedi- Vozes d'África, O Livro e a América.
car-se à elaboração de sua obra poética. Fa- 5. VOCABULÁRIO – O poema exibe um
lece no ano seguinte, deixando apenas dois OBRAS: vocabulário condizente com texto literário.
livros. 1. Espumas Flutuantes (1870, poesias líricas) Na estrofe em questão, merecem cuidado:
Dramas interiores – Nessa vida brevíssima, 2. Gonzaga ou a Revolução de Minas (1876,
a) Embalde: o mesmo que “debalde”:
os acontecimentos são todos interiores: a teatro)
inutilmente, em vão.
infelicidade na vida familiar, as ilusões sobre 3. A Cachoeira de Paulo Afonso (1876, poema
a vocação monástica, as dúvidas e as angús- narrativo antiescravista) b) Embuçado: o mesmo que “rebuçado”:
tias que o levam a fazer declaração de amor 4. Os Escravos (1833, poesia social, obra encoberto, escondido, oculto.
à morte: máxima do autor)

11
Encarte referente ao curso pré-vestibular
Aprovar da Universidade do Estado do
Amazonas. Não pode ser vendido. EXERCÍCIOS (p. 3)
01. C;
02. D;
03. A;
Governador
DESAFIO HISTÓRICO (p. 3)
Eduardo Braga ACUÑA, Cristóbal de. Informes de jesuítas em el
01. E;
amazonas: 1660-1684. Iquitos - Peru, 1986. 02. A;
Vice-Governador
ADALBERTO Prado e Silva et al. Dicionário 03. B;
Omar Aziz
brasileiro da língua portuguesa. São Paulo: DESAFIO HISTÓRICO (p. 4)
Reitor 01. B;
Melhoramentos, 1975.
Lourenço dos Santos Pereira Braga ALMEIDA, Napoleão Mendes de. Dicionário de 02. C;
03. C;
Vice-Reitor questões vernáculas. 3. ed. São Paulo: Ática, 1996. 04. D;
Carlos Eduardo Gonçalves ARRUDA, José Jobson de A. et ali. Toda a
EXERCÍCIOS (p. 5)
Pró-Reitor de Planejamento e Administração História: História geral e História do Brasil, 8. ed. 01. E;
Antônio Dias Couto São Paulo: Editora Ática, 2000. 02. B;
BECHARA, Evanildo. Gramática portuguesa. 31. DESAFIO HISTÓRICO (p. 5)
Pró-Reitor de Extensão e
ed. São Paulo: Nacional, 1987 01. C;
Assuntos Comunitários 02. C;
CARVAJAL, Gaspar de. Descobrimento do rio de 03. B;
Ademar R. M. Teixeira
Orellana. São Paulo: Nacional, 1941. 04. D;
Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa
COELHO, Marcos A. ; TERRA, Lygia. Geografia DESAFIO GEOGRÁFICO (p. 6)
Walmir Albuquerque
Geral. O espaço natural e socioeconômico. 01. D;
Coordenadora Geral Moderna, 2001. 02. A;
Munira Zacarias COELHO, Marcos de Amorim. Geografia do Brasil 03. B;

Coordenador de Professores - 5. ed. São Paulo: Moderna, 2003. DESAFIO GEOGRÁFICO (p. 7)
João Batista Gomes HOORNAERT, Eduardo (Coord.). Comissão de 01. E
02. A
Estudos da Igreja na América Latina. História da 03. E
Coordenador de Ensino
Igreja na Amazônia. Petrópolis-RJ: Vozes, 1992.
Carlos Jennings DESAFIO GEOGRÁFICO (p. 8)
MAGNOLI, Demétrio; ARAÚJO, Regina. Sociedade
Coordenadora de Comunicação 01. A
e Espaço: Geografia geral e do Brasil. São Paulo: 02. C
Liliane Maia
Ática, 2000. 03. D
Coordenador de Logística e Distribuição MOREIRA, Igor. Construindo o espaço brasileiro. DESAFIO GEOGRÁFICO (p. 9)
Raymundo Wanderley Lasmar 2. Ed: Ática. 2004. 01. D
Produção MOREIRA, Igor. O espaço geográfico: Geografia 02. C
Aline Susana Canto Pantoja geral e do Brasil. Ática, 2002. DESAFIO GRAMATICAL (p. 10)
Renato Moraes MOTA, Myryam Becho e BRAICK, Patrícia Ramos. 01. E
02. A
História das Cavernas ao Terceiro Milênio. 2. ed. São 03. B
Projeto Gráfico – Jobast
Paulo: Moderna, 2002. 04. C
Alberto Ribeiro
SHMIDT, Mario. Nova História Crítica do Brasil: 500 05. B
Antônio Carlos
anos de História malcontada. São Paulo: Nova APLICAÇÃO 1 (p.10)
Aurelino Bentes
Geração, 2003. 01. D
Heimar de Oliveira
SILVA, Francisco de Assis. História do Brasil. São
Mateus Borja
Paulo: Moderna, 2000.
Paulo Alexandre
VESENTINI, José William - 1950. Geografia Crítica: A
Rafael Degelo
Sociedade Brasileira. São Paulo: Ática 2004.
Tony Otani

Editoração Eletrônica
Horácio Martins

Este material didático, que será distribuído nos Postos de Atendimento (PAC) na capital e Escolas da Rede Estadual de Ensino, é
base para as aulas transmitidas diariamente (horário de Manaus), de segunda a sábado, nos seguintes meios de comunicação:
• TV Cultura (7h às 7h30); sábados: reprise às 23h Postos de distribuição:
• Amazon Sat (15h10 às 15h40)
• RBN (13h às 13h30) - sábados: 5h30 e 7h (satélite) • PAC São José – Alameda Cosme Ferreira – Shopping São José
• Rádio Rio Mar (19h às 19h30) • PAC Cidade Nova – Rua Noel Nutles, 1350 – Cidade Nova I
• Rádio Seis Irmãos do São Raimundo • PAC Compensa – Av. Brasil, 1325 – Compensa
(7h às 8h e 16h às 16h30) • PAC Porto – Rua Marquês de Santa Cruz, s/n.°
• Rádio Panorama de Itacoatiara (23h às 23h30) armazém 10 do Porto de Manaus – Centro
• Rádio Difusora de Itacoatiara (23h às 23h30) • PAC Alvorada – Rua desembargador João
• Rádio Comunitária Pedra Pintada de Itacoatiara Machado, 4922 – Planalto
(22h00 às 22h30) • PAC Educandos – Av. Beira Mar, s/nº – Educandos
• Rádio Santo Antônio de Borba (18h30 às 19h)
• Rádio Estação Rural de Tefé (19h às 19h30) – horário local
• Rádio Independência de Maués (6h às 6h30)
• Rádio Cultura (6h às 6h30 e 12h às 12h30)
• Centros e Núcleos da UEA (12h15 às 12h45)

www.uea.edu.br e www.linguativa.com.br
Endereço para correspondência: Projeto Aprovar - Reitoria da UEA - Av. Djalma Batista,
3578 - Flores. CEP 69050-010. Manaus-AM