You are on page 1of 1

COMO SE DEVE (RE) ESCREVER A HISTRIA NACIONAL?

Janete Abro (Instituto de Estudos Latino-Americanos (IELAT, Universidade de Alcal de


Henares - UAH).

Resumo

Na atualidade, poderamos questionar qual a relevncia da Histria nacional em uma


poca marcada pela globalizao econmica e a hegemonia liberal e pela
mercantilizao da vida em sociedade. Contudo, surge outra indagao que nos serve de
resposta: a globalizao portadora de novas identidades, de novos pertencimentos?
Seguramente, e identidades antigas e novas no so incompatveis. Enquanto os Estados
subsistirem, sob uma forma ou outra, cabe prever que experimentaro a necessidade de
construir uma identidade e narrar sobre o seu passado. Entretanto, a estrutura e a forma
desta narrativa esto irrevocvel e substancialmente destinadas a transformarem-se.
Desde fins do sculo passado, por quase todo o mundo ocidental, a representao da
"nao", assim como os relatos sobre a "memria coletiva", encontram-se em reviso,
seno em reconstruo, abandonando-se o velho paradigma da homogeneidade pelo da
diversidade. Em consequncia, a Histria nacional tambm h de reinventar-se ou
reescrever-se. Contudo, a boa ou m histria, tanto si se refere qualidade como
orientao, depende mais da substncia do que da forma: possvel uma narrativa
nacional socialmente til, no conservadora, preocupada pelo presente e pelo futuro da
cidadania e, fundamentalmente, crtica. Uma Histria nacional que considere as fices
e os subterfgios do imaginrio nacional, assim como as suas contradies, omisses,
silncios, distores, formas de discriminao e de excluso, divises e desacordos, que
tambm formam parte da histria nacional. Ademais, se trata de destacar o que h de
universal nas aparentes especificidades do passado nacional e sua relao, a partir de
estudos comparativos, com outras culturas e experincias. Neste sentido, este estudo
tem por objetivo oferecer uma reflexo crtica, epistemolgica e metodolgica sobre
como (re)escrever a histria nacional.

Palavras-chave: Histria Nacional, Historiografia, Globalizao econmica.