You are on page 1of 1

Mdulo I Motores de Combusto Interna e Ciclo Otto

Motores de Combusto Interna.


Apesar de serem ciclos de potncia como os estudados em todas as disciplinas anteriores
que envolvem os conceitos de Termodinmica esses motores so diferentes pelo fato do
processo ocorrer dentro de arranjos cilindro-pisto com movimento alternativo e no em sries de
componentes interligados.
Estudaremos dois princpios de motores de combusto interna: ignio por centelha e
ignio por compresso. O primeiro leve e de baixo custo, enquanto que o segundo utilizado
quando se precisa de potncia relativamente alta.

Funcionamento do Motor
Consiste de um pisto que se move dentro de um cilindro datado de duas vlvulas. O
dimetro do cilindro chamado de calibre. A distncia que o pisto se move em uma direo
denominado curso. Quando o pisto se move at a posio superior e consequentemente possui
volume mnimo chamado de ponto morto superior. Ao contrrio, quando o pisto se move at o
ponto inferior e possui volume mximo chamado de ponto morto inferior. Esse deslocamento do
ponto morto superior para o ponto morto inferior chamado de deslocamento. Um termo muito
importante para motores a taxa de compresso (r) que definida como o volume no ponto
morto inferior dividido pelo volume no ponto morto superior.

Em um motor de combusto interna, o pisto executa quatro cursos distintos dentro do


cilindro para cada duas rotaes do eixo de manivelas.

Devido ao fato de nos motores de combusto interna haver introduo e descarga de


matria o contedo do cilindro no executa um ciclo termodinmico.
Um termo importante para esses motores a presso mdia efetiva que a presso
constante terica que, se atuasse o pisto durante o curso de potncia, produziria o mesmo
trabalho lquido que realmente produzido em um ciclo.