Junho / 2010

Blog dos Parques e Áreas Protegidas
http://parquespark.blogspot.com/

Por Paulo Bidegain

Folha dos Fatos Unidades de Conservação Federais e Estaduais no Estado do Rio de Janeiro Situação em maio de 2010
Breve Histórico
Foi no Estado do Rio de Janeiro que ocorreu a criação das primeiras áreas protegidas do continente americano, denominadas de Floresta da Tijuca e Floresta das Paineiras (1861), o primeiro Parque Nacional (Itatiaia, 1937), a primeira Reserva Biológica Federal (Poço das Antas, 1974) e a primeira Área de Proteção Ambiental Federal (Petrópolis, 1982). A área protegida pioneira das Américas foi estabelecida na cidade do Rio de Janeiro, então capital do Brasil. Em 11 de dezembro de 1861 o Governo Imperial, através da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas, baixou a Decisão 577 criando as primeiras unidades de conservação do Brasil, denominadas de Floresta da Tijuca e Floresta das Paineiras. Manual Gomez Archer foi nomeado administrador da Floresta da Tijuca em 18 de dezembro de 1861, constituindo o primeiro chefe de área protegida da história do Brasil e das Américas. Cabe assinalar que o Parque Nacional de Yellowstone foi criado onze anos depois, em março de 1872. O Sistema Estadual de Áreas Naturais Protegidas, contudo, iniciou-se tardiamente no dia 13 de abril de 1970, com a edição do Decreto-Lei n.º 250 que criou o Parque Estadual do Desengano (PED) pelo Governo do antigo Estado do Rio de Janeiro. Após o PED, foram criados os Parques Estaduais da Ilha Grande (PEIG, 1971), Paraty-Mirim (1973) e Pedra Branca (PEPB, 1974), bem como a Reserva Biológica e Arqueológica de Guaratiba (RBAG), os dois últimos pelo Estado da Guanabara (ex-Distrito Federal). Em 1975 ocorre a fusão dos Estados do Rio de Janeiro e da Guanabara, surgindo a Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente - FEEMA e o Departamento de Recursos Naturais Renováveis (DRNR) da Secretaria de Agricultura. Ao longo de 11 anos de existência, o DNRNR criou apenas a Reserva Biológica de Araras e a Reserva Florestal do Grajaú. Os parques não foram implantados. Em 1981 a FEEMA toma iniciativa também de gerenciar unidades de conservação, criando a Reserva Biológica da Praia do Sul e em seqüência as primeiras APAs: Maricá (1984), Floresta do Jacarandá (1985), Tamoios (1986) e Massambaba (1986)

Estado do Rio de Janeiro
4.394.507 ha (43.950 km²)
Superfície total do Estado do Rio de Janeiro

807.810 ha (8.781 km²) - 18,4%
Superfície de floresta atlântica remanescente no Estado do Rio de Janeiro em 2010 e percentagem em relação a área original de floresta (Fonte: SOS Mata Atlântica)

42.822 ha (428 km²)
Superfície de vegetação de restinga remanescente no Estado do Rio de Janeiro em 2010

10.809 ha (108 km²)
Superfície de manguezal remanescente no Estado do Rio de Janeiro em 2010

315 ha (3,15 km²)
Área de floresta desmatada entre 2008 e 2010

R$ 2-3 mil
Custo médio para recuperar 1 ha de floresta nativa (plantio mais três 3 anos de manutenção)

694.000 ha
Área de pastagens naturais e degradadas segundo dados do IBGE
Fonte: SOS Mata Atlântica e IBGE

No ano de 1987 entra em cena o Instituto Estadual de Florestas - IEF, montado a partir do Departamento de Recursos Naturais Renováveis, que foi extinto. Em janeiro de 2009 é organizado o Instituto Estadual do Ambiente – INEA, pondo fim ao IEF e a FEEMA. Entre 1970 e 1975 foram criados 3 Parques e 1 Reserva e, entre 1975 e 2008, por exatos 33 anos, FEEMA e IEF criaram 25 unidades de conservação sem implantá-las. No início de 2007, o IEF repassou os Parques Estaduais da Chacrinha e do Grajaú, áreas protegidas minúsculas, para a Prefeitura do Rio de Janeiro. Até o momento (maio de 2010), nenhuma unidade de conservação foi criada pelo Instituto Estadual do Ambiente (INEA).

EM RESUMO
PARQUES
Os maiores são os da Serra da Bocaina (110.000 ha, dos quais 61.500 ha no Estado), Três Picos (58.790 ha), Cunhambebe (38.053 ha) e Desengano (21.440 ha). Os mais visitados são os PN da Tijuca, Itatiaia e Serra dos Órgãos e o Parque Estadual da Ilha Grande.

RESERVAS BIOLÓGICAS
As Reservas Biológicas de Poço das Antas (1974) e Araras (1977) foram as primeiras do Brasil e do Estado. A maior é a Reserva Biológica do Tinguá, com 26.000 ha. A menor é a Reserva Biológica União, com 3.126 ha.

ÁREAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL
As primeiras APAs foram as de Petrópolis (1982) e Maricá (1984). As maiores são a da Bacia do Rio São João/Mico-LeãoDourado (150.700ha), Guandú (74.271 ha), Petrópolis (59.049 ha), Macaé de Cima (34.985 ha) e Cairuçu (28.340 ha).

S E A N P Fatos e Números
Blog dos Parques e Áreas Protegidas http://parquespark.blogspot.com/

Geral
49
Número de unidades de conservação federais e estaduais no Rio de Janeiro

Superfícies Protegidas
7,85 %
Parcela do território do Estado do Rio de Janeiro protegida sob a forma de unidades de conservação federais e estaduais de proteção integral e por RPPNs, em maio de 2010

29
Número de unidades de conservação estaduais (8 Parques, 3 Reservas Biológicas, 2 Estações Ecológicas, 3 Reservas Ecológicas e 13 APAs)

4,09 %
Parcela do território Estado do Rio de Janeiro protegida sob a forma de unidades de conservação estaduais de proteção integral em maio de 2010

20
Número de unidades de conservação federais (5 Parques, 3 Reservas Biológicas, 2 Estações Ecológicas, 1 Monumento Natural, 1 Floresta Nacional, 1 ARIE, 6 APAs e 1 Reserva Extrativista)

345.136 ha
Área protegida no Estado do Rio de Janeiro sob a forma de unidades de conservação federais e estaduais de proteção integral e de RPPNs, em maio de 2010

13
Número de parques nacionais e estaduais

179.697 ha
Área protegida no Estado do Rio de Janeiro sob a forma de unidades de conservação estaduais de proteção integral em maio de 2010

Meta do Governo
239.480 ha
Meta do Governo Estadual de dobrar a superfície protegida registrada em dezembro de 2006, sob a forma de unidades de conservação de proteção integral estaduais

158.044 ha
Área protegida no Estado do Rio de Janeiro sob a forma de unidades de conservação federais de proteção integral em maio de 2010

56.646 ha
Valor que falta para atingir a meta

7.395 ha
Área protegida no Estado do Rio de Janeiro sob a forma de RPPNs em maio de 2010

182.834 ha
Área protegida no Estado do Rio de Janeiro sob a forma de unidades de conservação estaduais de proteção integral e de RPPNs (criadas pelos Governos Federal e Estadual entre 2007 e 2010), em maio de 2010

483.828 ha
Área protegida no Estado do Rio de Janeiro sob a forma de unidades de conservação federais e estaduais de uso sustentável em maio de 2010

65.009 ha
Área protegida acrescentada ao SEANP entre 2007 e 2010 (maio) sob a forma de unidades de conservação estaduais de proteção integral e de RPPNs (criadas pelos Governos Federal e Estadual)

220.775 ha
Área protegida no Estado do Rio de Janeiro sob a forma de unidades de conservação estaduais de uso sustentável em maio de 2010

263.053 ha 119.740 ha
Área protegida no Estado do Rio de Janeiro sob a forma de unidades de conservação estaduais de proteção integral em dezembro de 2006 Área protegida no Estado do Rio de Janeiro sob a forma de unidades de conservação federais de uso sustentável em maio de 2010

Notas
1 – Para se ter dados mais precisos sob a parcela do território do Estado do Rio de Janeiro efetivamente preservada sob a forma de unidades de conservação de proteção integral é necessário retirar as áreas marinhas e acrescentar as superfícies dos parques municipais. 2 – As áreas marinhas protegidas sob a forma de unidades de conservação de proteção integral é irrisória, contemplando apenas o Parque Estadual Marinho do Aventureiro, a Estação Ecológica Guanabara, a Estação Ecológica de Tamoios, a Reserva Biológica e Arqueológica de Guaratiba (grande parte) e uma pequena parcela do Parque Estadual da Serra da Tiririca. 3 - Até o momento não foram utilizadas categorias importantes como Monumentos Naturais e Refúgios da Vida Silvestre.

Blog dos Parques e Áreas Protegidas

http://parquespark.blogspot.com/ 2

UCs Municipais
 Informações precárias, poucos municípios possuem bases de dados atualizadas. A exceção das UCs administradas pelas Prefeituras do Rio de Janeiro, Teresópolis, Nova Iguaçu, Macaé, Cabo Frio, Armação dos Búzios, Valença e Resende, as demais são virtuais. O desempenho de municípios fortes como Niterói, Angra dos Reis, Volta Redonda, Campos dos Goitacazes, Carapebus, Quissamã, Petrópolis e Nova Friburgo é medíocre, muito abaixo da expectativa. Niterói por exemplo, criou em dezembro de 1993 o parque da Pedra do Cantagalo para proteger mais de 1.000 ha de Mata Atlântica. Poucos anos depois criou por cima uma Reserva Ecológica com o nome de Darci Ribeiro. Cerca de 17 anos depois sequer o administrador foi nomeado. Principais parques municipais: Montanhas de Teresópolis (4.397 hectares), Marinho dos Corais (Armação de Búzios), Fazenda Atalaia e Arquipélago de Sant’Anna (Macaé), Dormitório das Garças (Cabo Frio), Serra do Mendanha, Ecológico de Marapendi e Ecológico da Prainha (Rio de Janeiro) e Curió (Paracambi). Fora da capital, Teresópolis vem se destacando dos demais pela ousadia e pela busca de melhoria de gestão de seu parque municipal. Seguido de Armação dos Búzios. O município do Rio de Janeiro, que por muitos anos deteve o melhor órgão de unidades de conservação do Estado, a Fundação Parque e Jardins, sofreu retrocesso nos últimos oito anos.

RPPNs - Reservas Particulares do Patrimônio Natural
5.843 ha
Área protegida sob a forma de RPPNs homologadas a nível federal (ICMBio e IBAMA) entre 2010 (fevereiro) e 1991

1.486 ha
Área protegida sob a forma de RPPNs homologadas a nível estadual (INEA) em 2009

62
Número de RPPNs homologadas a nível federal (ICMBio e IBAMA) entre 2010 (fevereiro) e 1991

27
Número de RPPNs homologadas a nível estadual (INEA) em 2009

2
Número de RPPNs homologadas pelas Prefeituras de Miguel Pereira e Petrópolis em 2007

650 ha
Superfície da maior RPPN homologada a nível federal

538 ha
Superfície da maior RPPN homologada a nível estadual

1,02 ha
Superfície da menor RPPN homologada a nível federal

2,75 ha
Superfície da menor RPPN homologada a nível estadual

QUADRO GERAL DAS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO ESTADO DO RIO DE JANEIR O
Elemento de Análise Total de UC’s UC’s de proteção integral UC’s de uso sustentável Parques Estações Ecológicas Reservas Biológicas Reservas Ecológicas Monumentos Naturais Refúgios de Vida Silvestre Áreas de Proteção Ambiental Áreas de Relevante Interesse Ecológico Florestas Nacional/Estadual Reservas Extrativistas Reservas de Fauna Reservas de Desenvolvimento Sustentável Blog dos Parques e Áreas Protegidas Estadual 29 16 13 8 2 3 3 0 0 13 0 0 0 0 0 Federal 20 11 9 5 2 3 0 1 0 6 1 1 1 0 0 Total 49 27 22 13 4 6 3 1 0 19 1 1 1 0 0

http://parquespark.blogspot.com/ 3

Relação das Unidades de Conservação Federais e Estaduais no Estado do Rio de Janeiro
Blog dos Parques e Áreas Protegidas UCs ESTADUAIS http://parquespark.blogspot.com/ UCs FEDERAIS

Parques (8) (*) Parque Estadual de Desengano Parque Estadual da Ilha Grande Parque Estadual da Pedra Branca Parque Estadual da Serra da Tiririca Parque Estadual dos Três Picos Parque Estadual da Serra da Concórdia Parque Estadual Marinho do Aventureiro Parque Estadual Cunhambebe Reservas Biológicas (3) Reserva Biológica da Praia do Sul Reserva Biológica e Arqueológica de Guaratiba Reserva Biológica de Araras Estações Ecológicas (2) Estação Ecológica do Paraíso Estação Ecológica de Guaxindiba Monumento Natural (0) Reserva Ecólogica (3) Reserva Ecológica de Jacarepiá Reserva Ecológica de Massambaba Reserva Ecológica da Juatinga Área de Relevante Interesse Ecológico (0) Área de Proteção Ambiental (13) Área de Proteção Ambiental de Macaé de Cima Área de Proteção Ambiental de Mangaratiba Área de Proteção Ambiental de Tamoios Área de Proteção Ambiental de Gericinó/Mendanha Área de Proteção Ambiental de Maricá Área de Proteção Ambiental de Massambaba Área de Proteção Ambiental de Sapiatiba Área de Proteção Ambiental do Pau Brasil Área de Proteção Ambiental da Floresta do Jacarandá Área de Proteção Ambiental do Rio dos Frades Área de Proteção Ambiental do Rio Macacu Área de Proteção Ambiental do Rio Guandu Área de Proteção Ambiental Nova Sepetiba II Reserva Extrativista (0) Floresta (0)

Parques (5) Parque Nacional Parque Nacional Parque Nacional Parque Nacional Parque Nacional

de Itaiaia da Serra dos Órgãos da Tijuca da Serra da Bocaina da Restinga de Jurubatiba

Reservas Biológicas (3) Reserva Biológica de Poço das Antas Reserva Biológica União Reserva Biológica de Tinguá Estações Ecológicas (2) Estação Ecológica de Tamoios Estação Ecológica da Guanabara Monumento Natural (1) Monumento Natural do Arquipélago das Ilhas Cagarras Reserva Ecólogica (0)

Área de Relevante Interesse Ecológico (1) ARIE Floresta da Cicuta Área de Proteção Ambiental (6) Área de Proteção Ambiental da Serra da Mantiqueira Área de Proteção Ambiental de Cairuçu Área de Proteção Ambiental de Guapimirim Área de Proteção Ambiental de Petrópolis Área de Proteção Ambiental do São João/ Mico Leão Dourado Área de Proteção Ambiental da Bacia do Rio Paraíba do Sul

Reserva Extrativista (1) Reserva Extrativista de Arraial do Cabo Floresta (1) Floresta Nacional Mário Xavier

(*) – Não foram incluídos os Parques Estaduais da Chacrinha e Grajaú que devido ao pequeno tamanho, foram transferidos para a Prefeitura do Município do Rio de Janeiro.

Blog dos Parques e Áreas Protegidas

http://parquespark.blogspot.com/

4

Unidades de Conservação de Proteção Integral no Estado do Rio de Janeiro Situação em Dezembro de 2006 e Maio de 2010
Blog dos Parques e Áreas Protegidas http://parquespark.blogspot.com/

Unidade de Conservação

Área em Dez/2006 (ha)

Área após Ampliação/ Redelimitação (ha) 58.790 0 0 0 12063 0 0 0 0 0 3862 0 0 0 0 0

Área de Nova UC (ha)

Situação Atual (ha)

PE dos Três Picos (PETP) PE Cunhambebe (PEC) PE de Desengano (PED) PE da Pedra Branca (PEPB) PE da Ilha Grande (PEIG) PE Serra da Tiririca (PESET) (2) PE da Serra da Concórdia (PESC) Estaduais PE Marinho do Aventureiro (PEMA) REBIO da Praia do Sul (RBPS) REBIO Arqueológica de Guaratiba (RBAG) REBIO de Araras (RBA) ESEC do Paraíso (EEP) ESEC de Guaxindiba (EEG) RESEC da Juatinga (REJU) RESEC de Jacarepiá (REJA) RESEC de Massambaba (REM) TOTAL UC ESTADUAL DE PROTEÇÃO INTEGRAL Parque Nacional de Itatiaia (3) Parque Nacional da Serra dos Órgãos Parque Nacional da Tijuca Parque Nacional da Serra da Bocaina (4) Federais Parque Nacional de Jurubatiba Reserva Biológica de Poço das Antas Reserva Biológica União Reserva Biológica de Tinguá Estação Ecológica da Guanabara Estação Ecológica de Tamoios TOTAL UC FEDERAL DE PROTEÇÃO INTEGRAL

46350 0 21440 12481 4330 2076 961 1785 3436 3600 2131 4952 3270 9981 1267 1680 119740 13000 11460 3360 61500 14000 5500 3126 26000 1935 8640 148.521

0 38053 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

58790 38053 21440 12481 12063 2076 961 1785 3436 3600 3862 4952 3270 9981 1267 1680 179697 13000 20983 3360 61500 14000 5500 3126 26000 1935 8640 158.044

0 20983 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

RESERVA PARTICULAR DO PATRIMÔNIO NATURAL

RPPN aprovadas pelo IBAMA RPPN aprovadas pelo INEA/IEF RPPN municipais TOTAL RPPN

Área em Dez/2006 (ha) 4.258 --4.258

Ampliação entre 2007-2010 (maio) 1585 1486 66 3137

Situação Atual (ha) 5843 1486 66 7395

Blog dos Parques e Áreas Protegidas

http://parquespark.blogspot.com/ 5

Unidades de Conservação Estaduais
Blog dos Parques e Áreas Protegidas http://parquespark.blogspot.com/

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DE PROTEÇÃO INTEGRAL
Denominação Área (ha) Ano de Criação 1970 1971 Atos Legais PARQUES ESTADUAIS (PE) Dec.- Lei n.º 250, de 13/04/70; Dec.n.º 7.121, de 28/12/83 Dec n° 40.602 de 12/02/07, Dec. n.º 15.273 de 28/6/71, Dec. n.º 16.067 de 04/06/73, Dec. n.º 2.061 de 25/08/78 e Dec. N.º 2.062 de 25/08/78 Lei n.º 2.377 de 28/06/74 Dec. N.º 15.983 de 27/11/90 Dec. Nº 41.226 de 16/04/08, Lei nº 5.079 de 05/09/07, Lei n.º 1.901, de 29/11/91 e Dec. N.º 18.598, de 19/04/93 Dec.nº 31.343, de 06/06/02, Dec.nº 41.990 de 13/08/09 Municipio(s)

PE do Desengano PE da Ilha Grande

21.440 12.063

Campos, São Fidélis e Santa Maria Madalena Angra dos Reis

PE Pedra Branca PE Marinho do Aventureiro PE da Serra da Tiririca

12.481 1.785 2.076

1974 1990 1991

Rio de Janeiro Angra dos Reis Niterói e Maricá

PE dos Três Picos

58.790

2002

PE da Serra da Concórdia PE Cunhambebe

961 38.053

2002 2008

Dec. Nº 32.577, de 30/12/02 Dec. Nº 41.358 de 13/06/08 RESERVAS BIOLÓGICAS (RB) Dec.n.º 7.549, de 20/11/74, Dec. n.º 5.415, de 31/03/82 Dec. nº 32.365, de 10/12/02. Dec.n.º 42.343 de 10/03/10, Res. Secr. Agric de 22/06/77, Dec.Federal n.º 28.879 de 20/11/50 (Cria Floresta Protetora) Dec. N.º 4.972 de 02/12/81 ESTAÇÕES ECOLÓGICAS (EE) Dec. Nº 9.803 de 12/03/87

Cachoeiras de Macacu, Nova Friburgo, Teresópolis, Silva Jardim e Guapimirim Valença Rio Claro, Angra dos Reis, Mangaratiba e Itaguaí Rio de Janeiro Petrópolis e Miguel Pereira

RB e Arqueológica de Guaratiba RB de Araras

3.600 2131

1974 1977

RB da Praia do Sul EE do Paraíso EE de Guaxindiba

3.436 4.952 3.270

1981 1987* 2002 1986 1986 1991

Angra dos Reis Guapimirim e Cachoeiras de Macacu São Francisco de Itabapoana

RE de Jacarépia 1.267 RE de Massambaba 1.680 RE da Juatinga 9.981 Nota: Áreas oficiais segundo INEA

Dec. Nº 32.576 de 30/12/2002 RESERVAS ECOLÓGICAS (RE) Dec. 9.529-A de 15/12/86 Saquarema Dec. 9.529-B de 10/11/86 Araruama Lei n.º 1.859, de 01/10/91; Dec. nº 17.981, de 30/10/92 Paraty

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DE USO SUSTENTÁVEL (ÁREAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL – APAS)
Denominação APA de Maricá APA Floresta de Jacarandá APA Tamoios APA Massambaba APA APA APA APA APA APA de Mangaratiba da Serra da Sapiatiba do Rio dos Frades de Macaé de Cima do Pau Brasil do Rio Macacu Área (ha) 986 3291 20636 11036 24489 5967 6878 34985 10563 19508 193 7972 74271 Ano de Criação 1984 1985 1986 1986 1987 1990 1990 2001 2002 2002 2004 2005 2007 Atos Legais Dec. Nº 7.230 de 23/04/84 Dec. Nº 8.280 de 23/07/85 Dec. Nº 9.542 de 5/12/86; Dec.nº 20.172 de 1/07/94, Del. CECA nº 2.925 de 18/07/93 Dec. Nº 9.529 - C de 15/12/86 Dec. Nº 9.802 de 12/03/87 Dec. Nº 15.136 de 20/07/90 Dec. Nº 1.755 de 27/12/90 Dec. Nº 29.213 de 14/09/01 Dec. Nº 31.346 de 06/06/02 Lei nº 4.018 de 05/12/02 Dec. Nº 36.812 de 28/12/04 Dec. Nº 38.183 de 05/09/05 Dec. Nº. 40.670 de 22/03/07 Municipio(s) Maricá Teresópolis Angra dos Reis Arraial do Cabo, Araruama e Saquarema Mangaratiba São Pedro da Aldeia Teresópolis e Friburgo Nova Friburgo Armação dos Búzios e Cabo Frio Cachoeiras de Macacu e Guapimirim Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Nova Iguaçu, Nilópolis Queimados, Japeri, Paracambi, Seropédica e Rio Claro

APA de Nova Sepetiba II APA do Gericinó-Mendanha APA do Guandu TOTAL Nota: Áreas oficiais segundo INEA

220.775

Blog dos Parques e Áreas Protegidas

http://parquespark.blogspot.com/ 6

Unidades de Conservação Federais de Proteção Integral
Blog dos Parques e Áreas Protegidas http://parquespark.blogspot.com/

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DE PROTEÇÃO INTEGRAL
Ano de Atos Legais Municipio(s) Criação PARQUES NACIONAIS (PN) 1937 Dec. nº 1.713 de 14/6/37,Dec. nº Itatiaia, Resende (RJ); 87.586 de 20/09/82 Itamonte, Aiuroca, Bocaina de Minas e Alagoa (MG). 1939 Decreto s/nº de 13/09/08, Dec. nº Magé, Teresópolis, Petrópolis, 1.822 de 30/11/39, Dec. nº 90.023 de Guapimirim 02/08/1984 1961 Dec. nº 50.923 de 6/07/61; Dec. nº Rio de Janeiro 60.183 de 08/02/67; Dec. nº 70.186 de 23/02/72 1971 Dec. nº 68.172 de 4/2/71, Dec 70.694 Parati e Angra dos Reis (RJ); de 08/06/72 São José dos Barreiro, Areias, Cunha e Ubatuba (SP). 1998 Dec. Nº de 29/04/ 98 Macaé, Quissamã e Carapebus RESERVAS BIOLÓGICAS (RB) 1974 Dec. nº 73.791 de 11/03/74, Dec. nº Silva Jardim 76.534 de 03/11/75 1989 Dec. Nº 97.780 de 23/05/89 Miguel Pereira, Duque de Caxias, Nova Iguaçu e Petrópolis, Japeri, Queimados e Belfort Roxo 1998 Dec. Nº de 22/04/98 Silva Jardim ESTAÇÕES ECOLÓGICAS (EE) 1996 Dec. Nº 98.864 de 23/01/90 Angra dos Reis e Parati 2006 Dec. s/nº de 15/02/06 Guapimirim e Itaboraí MONUMENTO NATURAL (MN) 2010 Lei nº 12.229 de 12/03/10 Rio de Janeiro

Denominação PN de Itaiaia (1)

Área (ha) 28.267(2)

PN da Serra dos Órgãos

20983

PN da Tijuca

3.360

PN da Serra da Bocaina (1) PN de Jurubatiba RB de Poço das Antas RB do Tinguá

110.000 (3)

14.000 5.500 26.000

RB da União EE de Tamoios EE da Guanabara MN do Arquipélago das Ilhas Cagarras

3.126 8.640 1.935 Si

Legenda: (1) - UC com superfície em outros Estados; (2) - Cerca de 13.000 ha no Estado do Rio de Janeiro; (3) - Cerca de 61.500 ha no Estado do Rio de Janeiro;

ÁREA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROTEGIDA SOB A FORMA DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DE PROTEÇÃO INTEGRAL FEDERAIS
Categoria Área em Dez/2006 (ha) 103320 34626 10575 0 148.521 Área Ampliada 2007-2010 (ha) 9523 0 0 0 9.523 Área de Nova UC 2007-2010 (ha) 0 0 0 0 0 Situação Atual (ha) 112843 34626 10575 0 158.044

Parques Reservas Biológicas Estação Ecológica Monumento Natural TOTAL

Blog dos Parques e Áreas Protegidas

http://parquespark.blogspot.com/

7

Unidades de Conservação Federais de Uso Sustentável
Blog dos Parques e Áreas Protegidas http://parquespark.blogspot.com/

Denominação APA de Petrópolis APA da Bacia do Rio Paraíba do Sul APA de Cairuçu APA de Guapimirim APA da Serra da Mantiqueira

Área (ha) 59.049 Sem limites 28.340 14.340 402.517(1)

APA da Bacia do Rio São João/Mico-Leão-Dourado

150.700

ARIE Floresta da Cicuta Resex Marinha de Arraial do Cabo Flona Mário Xavier

131 si 493

Ano de Atos Legais Município(s) Criação ÁREAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL (APA) 1982 Dec. nº 87.561. de 13/09/82 e Dec. nº 527 Duque de Caxias, Magé, Petrópolis, de 20/05/92 Teresópolis e Guapimirim 1982 Dec nº 87.561 de 13/09/82 22 municipios do Estado do Rio de Janeiro, 34 em MG e 24 em SP 1983 Dec. nº 89.242 de 27/12/83 Paraty 1984 Dec. nº 90.225 de 25/09/84 Itaboraí, Magé, São Gonçalo e Guapimirim 1985 Dec. nº 91.304 de 3/06/85 Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Bocaiana de Minas, Delfim Moreira, Itanhandu, ltamonte, Liberdade, Marmelópolis, Passa Quatro, Passa Vinte, Piranguçu, Pouso Alto, Santa Rita do Jacutinga, Virgínia e Wenceslau Brás, no Estado de Minas Gerais; Campos do Jordão, Cruzeiro, Lavrinha, Pindamonhangaba, Piquete, Santo Antonio do Pinhal e Queluz, no Estado de São Paulo e Resende no Estado do Rio de Janeiro 2002 Dec. s/nº de 27/06/02 Cachoeiras de Macacú, Rio Bonito, Silva Jardim, Casimiro de Abreu, Cabo Frio, São Pedro d’Aldeia, Armação de Búzios e Araruama ÁREA DE RELEVANTE INTERESSE ECOLÓGICO (ARIE) 1985 Dec. nº 90.792 de 9/01/85 Volta Redonda RESERVA EXTRATIVISTA (RESEX) 1997 Dec. s/nº 03/01/97 Arraial do Cabo Seropédica

FLORESTA NACIONAL (FLONA) 1986 Dec. nº 93.369 de 8/10/86

(1) - Cerca de 10.000 ha no Estado do Rio de Janeiro

ÁREA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROTEGIDA SOB A FORMA DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DE USO SUSTENTÁVEL FEDERAIS

Categoria

Área em Dez/2006 (ha) 262429 131 si 493 263053

APAs ARIE RESEX FLONA TOTAL

Área Ampliada 2007-2010 (ha) 0 0 0 0 0

Área de Nova UC 2007-2010 (ha) 0 0 0 0 0

Situação Atual (ha) 262429 131 si 493 263053

Blog dos Parques e Áreas Protegidas

http://parquespark.blogspot.com/

8