You are on page 1of 240

ISBN 85-7341-298-4

Organização, Notas e Indice Analítico: HÉRCIO
MARCOS CINTRA ARANTES

Capa:
DANIEL ARCHANGELO

© 2002, Instituto de Difusão Espírita

Reportagens reproduzidas do jornal O Globo com
autorização da Agência O Globo, do Rio de Janeiro, RJ.

INSTITUTO DE DIFUSÃO ESPÍRITA
Av. Otto Barreto, 1067 - Caixa Postal 110
CEP 13602-970 - Araras - SP - Brasil Fone (19)
541-0077 - Fax (19) 541-0966 C.G.C. (MF)
44.220.101/0001-43 Inscrição Estadual
182.010.405.118

DE EDITORA É APENAS UM NOME FANTASIA
UTILIZADO
PELO INSTITUTO DE DIFUSÃO ESPÍRITA, O
QUAL DETÉM OS DIREITOS AUTORAIS DESTA
www.ide.org.br info@ide.org.br -
vendas@ide.org.br

Ia edição - 10.000 exemplares - dezembro/2002

INDICE

Em homenagem a Chico Xavier ................................................................. 11

1 - Frente a frente com Francisco Cândido Xavier ............................................ 13
2 - Crônica de Humberto de Campos recebida em Pedro
Leopoldo................................................................................................. 19
3 - Humberto de Campos escrevera, em vida, sobre
Chico Xavier e suas poesias psicografadas............................................. 27
4 - Revelando a estranha vida de um "médium" ................................................ 33
5 - A reportagem em plena sessão espírita.......................................................... 41
6 - Crônica de Humberto de Campos psicografada em
plena sessão espírita................................................................................. 49
7 - Humberto de Campos dirige-se àqueles que "ainda
se acham mergulhados nas sombras do mundo" ..................................... 55
8 - Versos psicografados de Cruz e Souza, Antero de
Quental e Auta de Souza......................................................................... 61
9 - Uma resposta de Outro Mundo..................................................................... 65
10- Nova crônica de Humberto de Campos.......................................................... 69
11 - Chico Xavier está assombrado... com os vivos! ........................................... 75
12 - Chico Xavier narra as sensações de sua intimidade
com os espíritos....................................................................................... 79
13 - Mensagens de Emmanuel em inglês (com letras
enfileiradas ao inverso) e italiano (especular) ......................................... 85
14 - "A implantação de um regime extremista seria um
grande erro"............................................................................................. 93
15 - Chico Xavier, o homem insensível ao ouro .................................................. 99
16 - Dois médicos procuram pôr à prova o "médium" ........................................103
17 - Como em Delfos, a voz dos oráculos alvoroça Pedro
Leopoldo................................................................................................. 107

18 - Chico Xavier psicografa, diante do repórter, a resposta
a uma nova pergunta .................................................................................. 111
19 - Mensagens sobre evolução no Além, sonho e instinto ..................................117
20 - Mensagem em inglês para ser lida com o auxílio
de um espelho ......................................................................................... 121

.................................................................. 203 37 .... 127 22 ..........Da janelinha de Chico Xavier..... 193 15 Com as reportagens do Globo chegaram cartas e cartas para Chico Xavier! ................................."Eu voltarei quando o deixarem em paz na sua amargurosa vida"......145 25 ................................................................................................ fonte dos males atuais"............................................................................ Emmanuel responde cm inglês ... 163 29 ...................................... 219 11 Emmanuel fala-nos sobre a medicina dos homens e o problema angustioso das guerras .....................154 27 ..............................Resposta a três delicadas perguntas sobre assuntos financeiros ............. 187 34 .................................................................................. há uma Sabedoria Integral e uma Ordem Inviolável"......... a origem do Mal e a hora da morte................ 139 24 .......................As gêmulas.......O cientista Berthclot fala-nos do filamento imponderável que une o visível ao invisível............................................. 227 i ( ) nacionalismo diante da lei da fraternidade..............................................................Elucidando quatro questões de Direito Penal..... escreve Humberto de Campos...................................................Uma orientação política para o Brasil................ presenciado"..........................................21 Audaciosa excursão para lá dos limites da matéria!............................................................................. 207 IS "A mulher não precisa masculinizar-se e sim educar-se" ... visto.. 211 ft) Não deve ser ministrado nas escolas o ensino religioso ...........................159 28 No rumo das novas revelações.......................215 •10 "A crise espiritual.................................... 235 II A outra vida.133 23 .166 30 ............ afirma um professor universitário .... 199 M i ........Uma impressionante narração da morte física de Emmanuel.......Homens de ciência e curiosos em grande romaria a Pedro Leopoldo! ........................... Eça de Queiroz fala para o mundo! ....................................................................176 32 ............................................................. 239 ..............................231 I I A Terra não passa de um detalhe obscuro no ilimitado da Vida............................................................... 223 I Fatores de ordem espiritual sobre todos os fenômenos I ísico-químicos ..........Atendendo pedido mental do repórter......................................................................"Acima das coisas transitórias do mundo............................................................... 182 33 ..................................................................... 149 26 I immanuel deixa de responder uma pergunta em alemão ....."Estamos diante de um fenômeno lídimo................................171 31 ...Oliveira Martins afirma: "Todo o organismo social marcha para o coletivismo" .... os seus mistérios e revelações ..................... ......

......Chico Xavier no local de seu trabalho. 28 4 ...................... 70 11 ...................Francisco Cândido Xavier................... Felizardo........................... José Felizardo Sobrinho ..................... conforme se vê num álbum de poesias .........O célebre escritor Humberto de Campos (1886-1934).................. mostra seus poucos livros ao enviado do Globo .............A casa paupérrima onde vivia Chico Xavier em 1935 ......................... 54 9 .... vendo-se o médium ao lado de seu irmão José Cândido. com o fardão da Academia Brasileira de Letras ......42 7 ......A casinha onde os irmãos Xavier realizam as sessões espíritas.................. mostra mensagens mediúnicas de seu arquivo ao repórter do Globo.................... 56 10 ....................... em seu posto......................36 6 ... junto à sua pequena "biblioteca"........... o médium Chico Xavier............. quando ali esteve...................................................... 48 8 .....Chico Xavier........... a objetiva do Globo focalizou esse aspecto da mesa. 14 2 . que preside os trabalhos ..... 34 5 ................................................Em sua residência...... na primeira fotografia estampada pelo jornal O Globo......... 80 . 20 3 ..Antes de iniciar a sessão................. na presença do patrão e padrinho Sr.................................................Chico Xavier..... Chico Xavier concede entrevista na presença de seu irmão José Cândido...... ÍNDICE DAS ILUSTRAÇÕES 1 ......................................................................... uma noite....................A assinatura grafada pelo médium ao pé da mensagem do autor de Memórias.......... no balcão da venda do Sr.....Grupo feito no Hotel Diniz......................... / A assinatura de Humberto de Campos...................................

................................ que só permite a leitura com o auxílio de um espelho ou contra a luz............................. psicografada por Chico Xavier...... como em todas as vezes. além do enviado do Globo............................... num dia de sessão............ vendo-se entre os presentes........ Seu irmão José Cândido também comparece ao lado do repórter ............... e da escrita invertida ou especular.... caracterizando dois fenômenos: o de xenoglossia. Zoroastro Passos. 108 15 . Manoel Vianna Braga e outros assistentes em frente à casa de José Cândido..Os srs....... várias pessoas procedentes do Rio de Janeiro......... da Universidade de Belo Horizonte.......................Texto inicial da reportagem redigida em 23/5/1935........ na noite de 22/5/1935......................... 158 20 .......................... Fausto Joviano........... Christiano Ottoni fala ao repórter do Globo sobre a instrução precária de Chico Xavier.................................... 86 13 ............................ pois redigida em idioma desconhecido pelo médium..........................................Instantâneo tomado na residência do Dr....... o médico Dr................. 92 14 ...... 150 19 .... Mello Teixeira.......... Armando Bclizário..................144 18 .12 ...Chico Xavier é entrevistado pelo repórter na presença de vários confrades........... vendo-se... o prof..........Mensagem de Emmanuel em inglês..... estampada na primeira página do jornal O Globo........... além do enviado do Globo.. Chico Xavier lê mensagens por ele psicografadas ........... sendo o final impresso logo na terceira................Aspecto tomado em frente à casa de José Cândido...................................... 162 .................Cercado de visitantes de Belo Horizonte.....No seu gabinete de trabalho... 138 17 ............ Maurício de Azevedo. 122 16 ................Flagrante tirado ao encerrar-se a sessão........................................................... onde funcionava o antigo Centro Espírita Luiz Gonzaga ............................. e publicada na edição de 31 de maio............................. num dia de sessão............

mereceu excepcional destaque da redação. publicada a partir da edição de 1° de maio. enviou um repórter a Pedro Leopoldo. Em 1932. no dia 8 de julho de 1927. impressa logo na terceira. surgem novas crônicas deste laureado escritor. especialmente das crônicas tão saborosas.. já a partir de 27 de março de 1935.8 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER EM HOMENAGEM A CHICO XAVIER Prezado Leitor. vindas do Mais Além. no Rio de janeiro. cidade mineira onde residia o médium. quase diariamente. sua reportagem. o Parnaso de Além-Túmulo. O repórter iniciou sua tarefa em 23 de abril de 1935. surpreendentemente. Mas. deixando milhares de leitores saudosos de suas ricas páginas literárias. com apenas 17 anos de idade. trabalho que se prolongou até 25 dc junho do mesmo ano. sempre ilustrada com fotos. Dois anos depois. a parte inicial foi estampada na primeira página. em 5 de dezembro de 1934. Assim.. ao Rio. intitulada "Mensagens de Além-Túmulo!". com o seu estilo inconfundível. enviando. . Foi então que um dos maiores jornais. foi editado o primeiro livro de sua lavra mediúnica. por intermédio de Chico Xavier. O Globo. do Rio. dementino de Alencar se hospedou num hotel sem prazo definido para alcançar seus objetivos. desencarna. Francisco Cândido Xavier iniciou sua sublime missão de intérprete da Espiritualidade Superior. transformando-se num expressivo cartão de apresentação de um novo médium em terras brasileiras. e a final. de autoria de consagrados poetas luso-brasilei-ros. Esta matéria. em todas as vezes. que alcançou grande sucesso. O sucesso foi tão significativo que estas belas e instrutivas mensagens mereceram o acolhimento da grande imprensa. com a tarefa específica de colher informações detalhadas dos trabalhos mediúnicos que ali se desenvolviam. o famoso escritor Humberto de Campos. pois.

Todo esse notável trabalho de dementino de Alencar. esta Editora sente-se honrada c feliz pela oportunidade de colocar em suas mãos. 1940). mereceu de Almcrindo M. com atualização ortográfica. regressou ao Mundo Maior. 3 de outubro de 2002 Hércio Marcos C. manteve os leitores de O Globo. enlevados com a narrativa e documentação da maravilhosa mediunidade de Francisco Cândido Xavier.. do Rio. SP. Araras. a presente coletânea de reportagens. após cumprir sua elevada missão com extremo devotamento. F. tais reportagens.. feito com muito respeito ao médium e absoluta imparcialidade diante dos fatos. recentemente. do jornal O Globo. muito amor e permanente fidelidade a Jesus e Kardec. Rio de Janeiro. de Castro. Arantes . visto que também entrevistou os Espíritos com temas palpitantes. esta expressiva avaliação: "(. Digno de nota é que o culto repórter não se limitou a registrar os fatos.. homenageando o nosso querido benfeitor Chico Xavier (2/4/1910 . como assim ele os denominou." Portanto. com a mediunidade de Chico Xavier. Xavier. a mais sensacional reportagem registrada nos anais do psiquismo. com inestimável valor documental e histórico para o Espiritismo. à fraterna permissão dos atuais dirigentes desta instituição para que reuníssemos.) o talentoso c imparcialíssimo repórter destacado. amigo leitor. de Bauru. e realizou interessantes "testes". graças ao admirável zelo do confrade Nabor da Graça Leite. em livro. C. nas dependências do Centro Espírita Amor e Caridade. FEB. que. fez junto de Francisco Cândido Xavier. ao guardar os recortes dos originais..30/ 6/2002)." (. desta capital. ao redigir o "Apêndice" da obra Novas Mensagens (Espírito Humberto de Campos. e à gentil autorização da Agência O Globo.) o grande vespertino O Globo. de 1935.

a ler jornais que trouxera da capital.O homem confidente da morte PEDRO LEOPOLDO. Estendido na cama pôs-se. (Nota do Organizador. .Aí vem ainda o diabo do compadre . do escuro. a visita de um seu amigo e compadre vindo de Belo Horizonte. depois. E. contada com muita arte.. Mas..10 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 1 FRENTE A FRENTE COM FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER. O hóspede e amigo recolheu-se ao seu aposento cerca das 23 horas e. O HOMEM QUE AFIRMA RECEBER AS CRÔNICAS DE HUMBERTO DE CAMPOS* Histórias da meia-noite . como de hábito. confessêmo-lo. Quem vinha não era o compadre. nos deixaram uma impressão que. dementino de Alencar) . 23 (Do enviado especial do GLOBO. ao fim do jantar de ontem. O quarto reservado ao visitante dava para uma dessas amplas varandas típicas das fazendas do interior e era dessa separado por larga porta envidraçada. soprou a chama da lamparina fingindo que já dormia."Esse Chico Xavier é um caso bem interessante" .Plágios de fantasmas . e. em seu estilo inconfundível..pensou . Silencio.. porém. como a noite estivesse fria.As histórias de fantasmas narradas por várias bocas. fechou à chave a porta envidraçada. ficou à espreita. De repente. Principalmente esta. rápido. nos perturbaram um pouco o sono. por um dos presentes: "Um proprietário dos arredores de Sabará recebeu. ofereceu-lhe "posada". pouco meses após a sua desencarnação.encurtar-me as horas de sono com suas conversas que não acabam mais. ouviu ele um toc-toc lento de passos na varanda. Era um sujeito (*) Houve grande repercussão na imprensa quando o médium Chico Xavier começou a receber belas páginas do renomado escritor Humberto de Campos (25/10/1886-05/12/1934).) . certo dia.

com moléstia incurável iniciada em 1931.. passadas tranqüilas de um lado para outro. começou a dar. tun-tun-tun.. em sua edição de l"de maio de 1935. espadaúdo.. parou junto à cama e inclinou-se para examinar com o olhar o homem que dormia. Com a maior sem-cerimônia. no seu interior. Apesar de estar o quarto às escuras. na primeira fotografia estampada pelo jornal O Globo.. empur- rou a porta e entrou. os polegares enfiados na cava do colete. tamborilavam com os dedos no peito. Depois. de expressão severa... Nesta época. o médium já apresentava o olho esquerdo gravemente enfermo.Tun-tun-tun. que inaugurou uma série de reportagens ao longo de dois meses.11 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Francisco Cândido Xavier. produzindo um som cavo: . E. . (Copyright Agência O Globo) alto. percebendo ali uma presença.

simples e simpática. com o dedo. Lápis e objetiva à mostra . O professor Tão Júnior. E foi com alívio que demos com os olhos ao dia. pela varanda a fora desaparecendo no silêncio e na noite. À frente do cinema. porém. São as crianças que cantam na varanda. Voltamo-nos. não conhecia a lenda e não podia estar sugestionado. E apressa-se a mostrar-nos. torna- se evidente que até entre fantasmas há plágio de hábitos e atitudes. que dali se avista."Bom dia. .Está certo . . o fantasma mudou de sexo e continente.apontou afinal o hóspede. Colhidos assim de imprevisto resolvemos seguir o conselho do professor. já lecionou até no Rio. Mas não.açode o professor com um sorriso de boa notícia. . Diante de nós está uma figura idosa. O seu poder. chegou de longe. que ele já deve estar na coletoria. meia-volta e saiu. ouvimos uma frase mais longa de cumprimento.. a casa. depois. O Imprevisto . mos-trando-lhe retratos pendurados pelas paredes. Mas o Sr. Maurício Azevedo e a da coletoria ao lado. a versão é a mesma que serviu ao "The tapestried chamber" de Walter Scott. Mesmo assim. Este levou-o ao salão da fazenda e. Esta continuava fechada. quase não dormiu e. . onde mora o Sr. Fez.. com a mesma naturalidade e o mesmo toc-toc lento. é tal que mesmo a idéia dessa aparição decalcada nos trouxe sobressaltos ao sono." Como se vê. Apenas. Gosta de Pedro Leopoldo. Maurício estava dormindo. que ontem o viu. Fala com entusiasmo da simplicidade e pureza dos costumes locais e dos fatores que dão à cidade riqueza e vida própria. no outro dia. Você..Vá lá agora. Chegou à noite passada . O hóspede então ergueu-se e correu à porta.E este! . comunicou o fato ao compadre. Depois. E rápido no prender-nos para a palestra. A alma do morro chegou até Pedro Leopoldo.11 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Foi só. Filho de Sete Lagoas. perguntou se o misterioso visitante era um dos retratados. Dormiu bem?" Café. Julguei que fosse sugestão...Já voltou. Impressionado com a estranha visita. faz uma pausa e olha-nos com curiosidade. Outras pessoas daqui já o viram naquele quarto. Rua.. Valemo-nos do pretexto: .considerou o compadre.Estamos à espera do coletor. Que voltássemos depois do meio-dia. esta manhã.Esse era meu irmão e morreu há anos. . "Implorar! Implorar! Só a Deus!".

doutor. não na expressão. compridos. Amanhã há sessão. a objetiva e o lápis da reportagem. Um garoto parte. a respeito. diz-nos: . Fica-se assim como quem nem acredita nem nega. das coisas que não podemos compreender. correndo. na cidade grande.Eu. e tem cabelos muito negros. o repórter. seu rosto tem até um ar de ingenuidade. Hoje é terça. quase assustada. "Um caso que fica sem solução" O Sr.. Lá longe.Entre. Está agora à nossa frente. A vida tem que ser assim. agora mesmo. diriam dele: . encontramo-nos com o coletor federal. Não traz chapéu nem gravata e todo o seu traje é um atestado de pobreza. . pelo menos para mim é um caso que fica sem solução. . Maurício atende. com o convite.. nas calças de brim remendadas. Vou convidar o homem a vir iqui. francamente. que lhe pede informações sobre o famoso médium de Pedro Leopoldo. tudo se desenrolou rapidamente. de vez. pois. Mas no físico. Na véspera. Baixo. evidentemente embaraçado diante daquela cara estranha e daqueles olhos curiosos. Ele atende.Pronto. Com a mesma timidez da entrada. Esta é de estranha humildade e doçura. timidamente uma cabeça. E moreno. surge à porta. Estava trabalhando. Depois. resolvemos pôr. O confidente humilde da Morte O coletor debruça-se sobre os papéis que enchem sua mesa.11 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER A tarde.. Caboclo. crespos. . Trabalhar.. à mostra. Passam-se alguns minutos de silêncio e espera. na camisa aberta. Chico Xavier.Desculpem ter eu vindo nestes trajes. não me interesso por assuntos espíritas nem ponho muita crença. tínhamos sido informados de que as sessões espíritas se realizavam aqui às quartas e sextas-feiras. compleição forte. nos sapatos cambaios. ele observa-nos: . Oferece-nos um cigarro e acrescenta: . amavelmente. quase risonha. A certa altura. encostado à parede. quando nos vimos diante do Sr. Esse rapaz. Mas esse Chico Xavier é um caso bem interessante. Por isso. Maurício. de um moreno carregado."Um bobo!" Seu embaraço se acentua quando lhe pomos o olhar no casaco surrado. Depois. Com o sorriso leve que mostra agora. Deixa-se o assunto na esfera das coisas vagas. Estamos em cima da hora.Mas os senhores julguem por si.

Thereza d'Avila. Luiz Guimarães. com intermitências bruscas. quererão de certo que eu faça coisas que não poderei fazer.. Bittencourt Sampaio. Por favor. para o balcão pobre da venda sertaneja. Não convém tanta notícia...Ah! Sim. meditamos sobre essas palavras.. ainda inéditos. Voltamos ao hotel. Martha (?) e um Emmanuel. Eça de Queiroz.. Bilac...... quando deixa o trabalho. etc. se tem já mensagens ulteriores às publicadas no Rio. d'Oliveira Martins.. Mas eu sou um pobre rapaz do mato. 17maio/1935. Carmen Cinira. versos e produções outras enviadas de Além-Túmulo. Preferíamos que a apresentação não fosse tão pronta. Ahumanida-de ainda não pôde prescindir dos deuses... Antero de Quental. Emílio de Menezes. mensagens. Por um momento.. isto é. depois. . o assunto já está lançado no Rio. Multidões à porta. seu sorriso e suas frases se desdobram.. Os jornais falam. uma série de produções. o repórter se entrega à leitura daquelas confidencias comovidas da morte. Casimiro Cunha. ali. Hermes Fontes.. eu lhe mandarei já todas essas mensagens e versos. de antes e depois da data citada. Auta de Souza. mas ali estará à nossa disposição. Observamos-lhe que a notícia. na obscuridade.. ou mais tarde. segundo a declaração escrita ao pé. . crônicas.. em sua casa. Guerra Junqueiro. As mensagens estão sendo muito comentadas e discutidas... Na confusão em que está. Ele diz que tem. Fala com um tom de sinceridade que impressiona. não me deixam mais tranqüilo no meu canto... Chico Xavier é o único caixeiro da venda de "seu" Zé Felizardo. Mas a palavra está dita. E foi-se. Romarias de doentes e desesperados.Mas eu tenho receio. Rio de Janeiro... Humberto de Campos. reticências sem malícia: . (Do jornal O Globo. J. depois toda gente por aí se põe a discutir. Camilo Castelo Branco. numa pasta de papelão. na sala da coletoria.. Pouco depois recebíamos.. Léon Denis. Chico Xavier tem que voltar já para lá. A vista daquelas páginas alvoroça-nos um pouco. e "seu" Zé está doente. almas em busca de consolo. Foi um senhor do Rio.. Justificamos nossa presença ali: as mensagens divulgadas no Rio. Fama de faculdades extraordinárias?. Julio Diniz. Antônio Nobre.. por Augusto dos Anjos... Os esclarecimentos e impressões que vimos colher não lhe farão mal. para o senhor ler. deixem-me assim mesmo. o impossível. às 20 horas. antes dele ir-se. também. versos. Além disso. As confidencias A audiência. dos magos e dos milagres. recebidas depois de 28 de março último. João de Deus.) . Indagamos. é rápida.. Corpos em busca da cura. Solicitação de prodígios. O balcão ficou abandonado. RJ. P. guia do médium.Se o senhor espera aqui. Chico Xavier é bom psicólogo. E com uma estranha sensação de mistério e de milagre.. E até no mistério da morte ela vai procurar socorro e consolação para a vida... apressadamente.11 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER O coletor fala em "jornalistas".

Recolhido ao seu quarto de hotel. em muitos. 23 (Do enviado especial do GLOBO. Quental.Uma súplica da cigarra morta . de novo. e imprevistamente. na fase inesquecida de suas manifestações terrenas o mundo arcano de nossas emoções. Cruz e Souza. o repórter entrega-se. Prosadores e poetas. logo após ao primeiro encontro com Chico Xavier. São os vates familiares à nossa alma e ao nosso coração que voltam - verdade? ilusão? . à leitura daquele verdadeiro arquivo de mensagens de Além-Túmulo que o médium lhe deixara em mãos. Emílio. Nossos olhos correm.No rumo do impressionante Pedro Leopoldo. como dantes. as peculiaridades de estilo inconfundíveis . com cujo espírito julgávamos ter perdido definitivamente todo o contato que não fosse o das obras que nos deixaram. ali novamente . muitos outros. sobre aquelas páginas incríveis que o caixeiro bisonho e humilde afirma ter recebido em transe do mundo das sombras invisíveis que ficam para lá dos limites das nossas percepções normais. Carmen Cinira. QUE O "MÉDIUM" DE PEDRO LEOPOLDO DIZ TER RECEBIDO A15 DE ABRIL ÚLTIMO Um punhado de versos recolhido no arquivo de Chico Xavier — Bilac. Bilac. nos falam numa linguagem que . Antonio Nobre. na tranqüilidade da tarde. ali de novo. Carmen Cinira .ao alcance da nossa sensibilidade para. Augusto do Anjos. a um tempo curiosos e ansiosos. alvoroçarem. 2 O GLOBO PUBLICA HOJE UMA NOVA CRÔNICA DE HUMBERTO DE CAMPOS.traz um reflexo de estranhas claridades e um mágico sabor de purificação. Hermes Fontes. dementino de Alencar) . na Coletoria. Augusto dos Anjos e outros.mesmo sem perder.

O médium empunha uma grande "concha ". (Copyright. que se vê aio lado. Agência O Globo) j Bntam c sonham. . na época muito utilizada para pesar mercadorias a granel. José Felizardo Sobrinho.Chico Xavier. em seu posto. no balcão da venda do Sr.

profundo: E' noite. que trêmula se entrega. encontramos ainda o ritmo solene do cantor da "Tarde".. . inquire o brado Da justiça sem Deus. O fecho parece-nos um pouco fraco. complexo.." . o olhar encantado da ilusão."Crucificai-o!" . Sem que o Anjo da paz amaldiçoe ou gema.. . lúcido. Buscando ávida a luz. "Jesus ou Barrabás?" é o título que encima os versos: Sobre a fronte da turba há um sussurro abafado. que hórrida sinto.. damos com o nome de Bilac. Mais o enigma do mundo . na expressão daquelas páginas ditas psicografadas depois de sua morte. E. Jesus. A Terra volvo. sempre atormentado..exclama. E debaixo do apodo e ensangüentada a face. mas. por momentos. Um lamento lhe chega Da Terra que soluça e do céu desprezado. Devemos crer. nesse parnaso do Além? Esqueçamos. as dúvidas. Toma da cruz da dor."Jesus!. Agora.. Aterradoramente sofredora! Ausculto a humana dor... . ansiosa. A multidão inteira. Surda à lição do amor. sobre essas páginas. Por mais que sonde.e a resposta perpassa Como um sopro cruel do Aquilão da desgraça. Jesus ou Barrabás? Aqui.A misèrrima e pobre Humanidade.. para que a dor ficasse Como a glória da vida e a vitória suprema. ao pé de um soneto. Para a consumação dos festins do pecado. Jesus!.pergunta. Augusto dos Anjos. se congrega.. Fique para mais tarde a análise."Jesus ou Barrabás?" . "Dentro da noite" Depois. Dalma quebrando o cárcere do instinto. entro Em relação com o mundo onde concentro O espírito na queixa atordoadora Da prisioneira. por ora. deixemos cair. implacável c cega. . da perpétua grade.sofrem e esperam. no conjunto.

ao estro delicado de Carmen Cinira: "Carmen Cinira! Carmen Cinira! Que c da minha cigarra cantadeira? Embalde te procuro. As dores espasmódicas dos partos. então. Queixa-se. dos "infortúnios da Terra".. Aturdida. A desgraça dos úteros falidos. dirigindo-se ao Senhor: "Eu te agradeço a paz que já me deste. chegamos." Humberto. São os uivos dos instintos jamais fartos. com alívio.. tremendo. Por que cantaste assim a vida inteira.. Cigarra distraída do futuro? Perturbada. Mas eis que ainda te imploro comovida." Sente. se lhe aviva... Porque me sinto em fraca segurança. Em diferenciação definitiva. . E os olhos da ilusão continuam sofregamente a correr sobre aquelas páginas de confidencia e de mistério. "Carmen Cinira! Carmen Cinira!" Ao fim desse drama de sensações tremendas que Augusto dos Anjos nos traça. Deixa que eu guarde ainda nesta vida Meu escrínio de estrelas da Esperança. De tudo o que ficou no abismo horrendo Da tenebrosa noite dos gemidos. Busco a mim mesma aqui nestoutra vida. o poeta morto da tortura da hiperestesia que o faz ainda sentir a emanação "do ácido sulfídrico das tumbas" e o "Tóxico e o veneno". Mais a luz desejada se lhe esconde! E o quadro mesológico. a poetisa que outra existência se revela após a Terra. E. depois..

constituíam a minha constante preocupação". e a prosa esparrama-se sobre a folha branca. pedindo a todos os ventos uma voz enérgica e segura que me desvendasse a Verdade?" O ciclo da sua vida terrena encerrou-se. os carreiros de Matozinhos. Nossos olhos recolhem-se. está o Gòlgota sagrado.. lançava. até ao dorso da colina distante por onde descem. um momento.. o pavor do Inferno católico. em torno dele. os milênios rolados desde a origem das cousas para o abismo dos Tempos? Que tinham feito filósofos e cientistas. e as cousas de além da morte. homens de pesquisa e homens de meditação. E eis que. o castigo na outra vida. e em cada coisa silenciosa há um traço da Paixão que as épocas guardarão para sempre. Leopoldo. falando pelas lembranças da sua adolescência: "Eu tinha dezesseis anos. Além. no mundo. aqui o temos de novo a falar-nos do seio dos mistérios sombrios que lhe inquietavam as cismas daqueles anos distantes. chegando tão tarde no planeta. não faz muito. caem outra vez sobre o papel e lêem: "Judas Iscariotes (( (iiminicação mediúnica. então. A antiga capital da Judéia parece dormir o seu sono de muitos séculos. da situação miserável do homem na Terra e no Universo.. Nas suas "Memórias inacabadas". verificava que os mais esclarecidos. no dia 19 de abril de 1935) Silêncio augusto cai sobre a Cidade Santa. que eu. acolá. Depois os versos cessam. esse nos diz. o grito surdo do meu espírito. ainda e debalde. que eu tomara. A morte já lhe fez a sua revelação.. lendo os mestres. onde o Divino Mestre chorou numa longa noite de agonia. a privação possível da bem-aventurança assegurada aos que tivessem fé. Eu tinha crescido na certeza de que o Homem era o Rei das coisas criadas. os mais fortes. recebida em P. por sobre o casario. pela janela a fora. e de que tudo girava. à tarde. tão ignorantes quanto eu! De que tinham servido. descansa Getsemani. E agora. Humberto. eram. Os meus tormentos neste mundo já eram tantos que pouco me preocupavam os do outro. em relação aos fenômenos da Vida e da Morte. Outros poetas passam outros tormentos e outras redenções. O que me perturbava e desorientava era o conhecimento. conversando os espíritos culminantes do meu século. e desde os oito ou nove. E mais adiante: "O que me afligia e atordoava não era todavia. E. a morte. em . Humberto de Campos. e alonga-se. Nosso olhar desprende-se do papel.

predominaram na nefanda crucificação. embuçados nas suas vestimentas antigas.Em parte. . Pôncio Pilatos e o tetrarca da Galiléia. Judas costuma vir à Terra. não obstante o progresso que já alcançaram. Foi assim. procurava observar o passado vivo dos Lugares Santos.. Então. Meu atrevimento. acima dos meus atos. .E uma verdade tudo quanto reza o Novo Testamento a respeito da sua personalidade.Sim. Os Espíritos apreciam. Sempre a mesma história. Por toda parte ainda persiste um sopro de destruição e desgraça. sentindo-se repentinamente transportados aos tempos idos. . nos dias em que se comemora a Paixão de Nosso Senhor.. procurando ouvi-lo: .. visitando os sítios onde se engrandeceram ou prevaricaram. Os Espíritos podem vibrar em contato direto com a História. volver atrás.perguntei.O senhor é de fato o ex-filho de Iscariotes? . vivendo a sua eternidade de maldições. além dos seus interesses individuais na questão... não ouvem os homens os gemidos da humanidade invisível.Como o Jeremias.respondeu aquele homem triste. buscando o Mar Morto. numa destas noites. .Sim. Parece que as mãos iconoclastas de Tito por ali passaram como executoras de um decreto irrevogável. pelejando por Jeová a ferro e fogo. às vezes. Jesus estava entre essas forças antagônicas.Judas? . quisessem esconder das vistas dos homens os segredos insondáveis do Nazareno. e a santa humildade do seu coração ligaram-se. Legiões de duendes. porém. . no meio das fatalidades que pesam sobre o império morto dos judeus. mas entre as minhas maldades de pecador e a perfeição de Judas existia um abismo. Os escribas que redigiram os Evangelhos não atenderam às circunstâncias e às tricas políticas que. .Sabe quem é este? .Este é Judas. das Lamentações. dispostos ao heroísmo necessário do futuro. mergulham o pensamento no passado. como se as suas águas mudas. como um veio cristalino de lágrimas. com . passa o Cedron silencioso.. percorrem as ruínas sagradas e. na tragédia da condenação de Jesus? .. meditando nos seus atos de antanho. O Sinedrim desejava o reino do Céu.murmurou alguém aos meus ouvidos. empenhado em satisfazer às aspirações religiosas dos anciãos judeus. divisei um homem sentado sobre uma pedra. regressando ao presente. sou Judas . tinham ainda a seu cargo salvaguardar os interesses do Estado romano.meio de todo o cenário. De sua expressão fisionômica irradiava-se cativante simpatia. não longe talvez do lugar sagrado onde o Salvador esteve com os discípulos. que vi Jerusalém. Não estou ainda livre da curiosidade do repórter.. Aquela figura de homem magnetizava-me. para que eu o entrevistasse. contemplo às vezes esta Jerusalém arruinada meditando no juízo dos homens transitórios. Buscando uma relação mais íntima com a cidade dos profetas. enxugando uma lágrima nas dobras de sua longa túnica. Nas margens caladas do Cedron. Roma queria o reino da Terra.

se sentia possuído de um santo horror à propriedade.. como sobre estes sítios cheios de miséria e de infortúnio. se recebi trinta moedas vendendo-o aos seus algozes. Com as suas teorias nunca poderia conquistar as rédeas do poder. há muito séculos Ele está sendo criminosamente vendido no mundo.. porque. em todos os padrões do ouro amoedado. Pessoalmente.Sim.. então. já que em seu manto de pobre. Em todas as homenagens a Ele prestadas. por todos os preços.E está hoje meditando nos dias que se foram. a grosso e a retalho. imitando o Mestre. ralado de remorsos. Desde esse dia em que me entreguei por amor do Cristo a todos os tormentos e infâmias que me aviltavam. Entregando. porém.pensei com tristeza. vendido e usurpado. uma revolta surda. Planejei. Ora. infinita é a sua misericórdia e não só para comigo. . sinto nestas estradas o sinal de seus passos divinos.. o Grande.. porém estou saciado de justiça.. irmanado com Ele. aliás. como a que fez mais tarde Constantino Primeiro. Depois da minha morte trágica. com resignação e piedade pelos meus verdugos. depois de vencer Maxêncio às portas de Roma.. o Mestre a Caifás. eu era um dos apaixonados pelas idéias socialistas do Mestre. eu via a política. . porque já fui absolvido pela minha consciência. E chegou a salvar-se pelo arrependimento? . Sofri horrores nas perseguições infligidas em Roma. na Europa do século XV. o meu excessivo zelo pela doutrina me fez sacrificar o seu fundador. . E agora.. Vítima da felonia e da traição deixei na Terra os derradeiros resquícios do meu crime.. . apenas serviu para desvirtuar o Cristianismo. presumi que o suicídio era a única maneira de me redimir aos seus olhos. submergi-me em séculos de sofrimento expiatório da minha falta. que se acha no seu luminoso Reino das Alturas. eu sou sempre a figura repugnante do traidor. não julguei que as coisas atingissem um fim tão lamentável e.. o que. entregando a Deus o seu Destino. Olho compiacentemente os que me acusam sem refletir se podem atirar a primeira pedra.. que ainda não é deste mundo. aos adeptos da doutrina de Jesus e as minhas provas culminaram em uma fogueira inquisitorial. Quanto ao Divino Mestre .continuou Judas com os seus prantos -.Não. sentindo na fronte o osculo de perdão da minha própria consciência. pois. Sobre o meu nome pesa a maldição milenária. O remorso é uma força preliminar para os trabalhos reparadores. única arma com a qual poderia triunfar e Jesus não obteria nenhuma vitória com o seu desprendimento das riquezas.a sua pureza imaculada. estou recapitulando os fatos como se passaram. Vejo-o ainda na cruz. Não consegui. onde. fechei o ciclo das minhas dolorosas reencamações na Terra. como se projeta hoje em dia na Terra a queda de um chefe de Estado. fui traído. no tribunal dos suplícios redentores. Acima dos corações. O Mestre passaria a um plano secundário e eu arranjaria colaboradores para uma obra vasta e enérgica. Sinto a clamorosa injustiça dos companheiros que o abandonaram inteiramente e me vem uma recordação carinhosa das poucas mulheres que o ampararam no doloroso transe. ..

concluí .) (Nota do Org. . à luz fraca de sua residência pobre. Judas afastou-se. confundido nas sombras invisíveis para o mundo.E verdade . saímos. procurando um mar morto. enquanto o Cedron rolava na sua quietude como um lençol de águas mortas. tomando a direção do Santo Sepulcro. Rio. 1937. e eu. / (*) Aqui reproduzimos o texto que foi revisado.) . Ia edição.e os novos negociadores do Cristo não se enforcam depois de vendê-lo. Fechamos a pasta. ele nos fez a narrativa impressionante da sua vida e da sua iniciação espírita. . E ali. posteriormente. que enviaremos depois. rumo à casa de Chico Xavier. A noite já chegara. O fotógrafo apanhou a máquina. intitulada "Na mansão dos mortos". para o lançamento do livro Crônicas de Além-Túmulo (FEB. RJ. ( * ) No rumo do impressionante A essa. pelo Autor espiritual. vi que no céu brilhavam algumas estrelas sobre as nuvens pardacentas e tristes. segue-se outra crônica.Humberto de Campos.

Pois não. que tem ali uma pequena oficina de seleiro. Toda Pedro Leopoldo já sabe que a reportagem do Rio está na cidade e que a sessão espírita. EM VIDA. As sessões são públicas. Nós não fomos propriamente convidados para a sessão de hoje. revistas e jornais velhos — O repórter prepara-se para assistir a uma sessão espírita PEDRO LEOPOLDO. será como que dedicada ao jornalista. porém maior. José Cândido. ao que nos responderam: . Estas têm lugar às quartas e sextas-feiras. quase todos menores. EM 1932. mostramos desejo de assistir a de hoje. SOBRE CHICO XAVIER E SUAS POESIAS PSICOGRAFADAS COMO O ESCRITOR PATRÍCIO IMAGINAVA. do seu irmão casado. durante a visita que ontem à noite fizemos a casa de Chico Xavier.Quanto a leituras. 24 (Do enviado especial do GLOBO. dementino de Alencar) . A casa onde Chico Xavier reside com irmãos e irmãs. como se fizesse referência às reuniões. na casa. 3 HUMBERTO DE CAMPOS ESCREVERA. Apenas. desta noite. também pobre. é tão pequena e tão pobre no seu mobiliário que ali se não podem realizar as reuniões. OS HABITANTES DO ASTRAL "CONDENADOS A ESCUTAR OS MAUS POETAS ATÉ À CONSUMAÇÃO DOS SÉCULOS" A "biblioteca " do "médium " . o homem não foi muito além de almanaques.O dia de hoje assumiu uma significação muito especial para a população local. .

. A biblioteca do "médium" Um das nossas maiores preocupações. junto à sua pequena "biblioteca". 24 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Chico Xavier. Avisita de ontem à noite deu-nos oportunidade para essa constatação. para termos uma idéia de suas leituras. mostra seus poucos livros ao enviado do Globo. foi sabermos se Chico Xavier possuía biblioteca e que espécie de biblioteca. desde nossa chegada aqui.

A explicação. porém. livros esses na sua maioria oferecidos ao "médium" por admiradores seus de Belo Horizonte. como o "Evangelho segundo o Espiritismo". Os livros. jornais e almanaques que lhe chegam às mãos. isto é. para acentuar depois o contraste entre essas condições em que vive o rapaz humilde de Pedro Leopoldo e o belo volume de versos que lhe chegara às mãos. como "médium". alguns espíritas. De início. faz Humberto de Campos algumas referências. e possuía. Humberto escrevera. no seu "arquivo". almanaques Bertrand e outros de vários anos. outros da imprensa diária. Chico Xavier confessa que nunca os leu. de Allan Kardec.o termo. sequer. nunca os leu. Não sabíamos que o autor das "Sombras que sofrem" houvesse escrito sobre o "médium" de Pedro Leopoldo. "Poetas do outro mundo" E esse o título da crônica e. O recorte é antigo. interessando-se pelo caso. o "Grande enigma" e o "Depois da morte". Perguntamos seja lera ele alguma coisa de Humberto de Campos. Chico Xavier já conquistara alguma fama. quando seu nome já se ia tornando conhecido nos círculos espíritas. A Federação Espírita Brasileira. de vários poetas mortos. no caso. de uma pasta de papelão. a não ser uma ou outra página esparsa de alguns deles. na sua pasta de papelão. de Roustaing. ainda naquele ano. dos nossos escritores e poetas mais destacados. com este título: "Parnaso de Além-Túmulo". E uma crônica de Humberto de Campos. reuniu aqueles versos psicografados num pequeno volume que publicou. Chico Xavier retira. E sobre Chico Xavier! Essa contestação nos causa certa surpresa. por uma observação entre parênteses. Vemos ainda ali alguns fascículos e volumes dos publicados pela Federação Espírita Brasileira. de 1932. em vida. muitas poesias recebidas nas suas horas de transe. vê-se que ela deve ter sido publicada também no "Diário Carioca". . sobre a doutrina. esclarecedoras ao leitor. Responde que sim: algumas crônicas encontradas naqueles jornais que ali se amontoam. ura recorte de um jornal de Belo Horizonte. de Leon Denis. sobre Chico Xavier Enquanto assim nos fala. sobre a situação de pobreza e a pouca instrução do "médium". Só não vemos um livro. O "Parnaso de Além-Túmulo" Em 1932. em 1932. os "Quatro Evangelhos". A biblioteca de Chico Xavier . Está agora à espera de dois volumes de Humberto de Campos que um amigo lhe prometeu mandar. Foi sobre esse volume e o médium que o psicografara que Humberto de Campos escrevera a crônica citada. torna-se até um pouco impróprio . logo se nos apresenta. encontradas nas revistas.é um amontoado de revistas e jornais velhos. porém. alguns volumes de doutrinadores espíritas.

E sem variar de temas. observa o cronista. Antero de Quental. estará livre dos poetas. buscando nele. com a sua lira romântica. E o verso obedece. está. escrevendo sonetos clássicos. Francisco Cândido Xavier. de rimas ou de imaginação. os poetas de que ele é intérprete apresentam as mesmas características de inspiração e de expressão que os identificaram neste planeta. transmitiam-lhe os seus novos amigos algumas poesias elaboradas depois de desencarnados. João de Deus.o mesmo. O gosto é. um anônimo.sente-se ao ler cada um dos autores que veio do outro mundo para contar. se não confessasse que. Pedro II. neste instante. As vezes aparecia. do que neste. filosófico e profundo em Augusto dos . os quais se acham condenados a escutar os maus poetas até à consumação dos séculos".. fúnebre e grave em Antera. à mesma pauta musical. e os futuristas que morreram antes do futurismo morrer. a inclinação do Sr. Gonçalves Dias." Pouco adiante. e os simbolistas. que a vítima não se livra dessa maldição nem. referindo-se unicamente a Chico Xavier. A poesia é uma predestinação de tal modo fatal. precisamente. resolveu Francisco Cândido Xavier tornar-se mais exigente no reino das sombras. nem no outro mundo. desde logo. mesmo. Casimiro de Abreu. Cláudio Manoel da Costa. E sem mudar de estilo. antes de examinar o merecimento literário da obra. Botelho de Oliveira a cantar no estilo da "Ilha da Maré" e da "Música do Parnaso". dizendo-se ben-quisto dos deuses. Julio Diniz. homens de letras e especialmente poetas que já haviam passado por este mundo.". poeta vassourense. é a idéia de que. também. e os parnasianos. aderindo ao espiritismo. Quando um indivíduo. que ele um dia emudecerá. E é esse consolo que não têm os habitantes do Astral. irremediável. ao que me é imposto pela consciência. Lidando nesta vida com os espíritos medíocres que freqüentam a casa de comércio em que trabalha. Por fim. A vantagem apresentada por essa reunião de escolas ficará. sarcástico e variado em Junqueira. embora mais fatigante." . largo e sonoro em Castro Alves. Cruz e Souza e Casimiro Cunha. empunha a lira. Admitindo essa verdade. está condenado a fazê-los em todos os pontos do espaço e da eternidade a que o leve o dedo divino. no seu caráter transitório. Auta de Souza. a celebrar a Virgem Maria em língua tupi. Lá estarão. a vida literária no outro mundo deve ser mais variada. inteligências superiores. Frouxo e ingênuo em Casimiro. Castro Alves. ordinariamente. fazendo versos pela pena do Sr. Souza Caldas. 26 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER A seguir.Anjos . cuja modéstia não desaparecera nem no outro mundo. E sem modificação de ritmos. depois da morte. ou para traduzir o que aqueles altos espíritos sopraram ao seu. diz: "E como este mundo não lhe parecesse dos mais amáveis. A su- perioridade que esta vida apresenta sobre as outras. para conversar. ficamos certos. sem esforço do braço ou da imaginação. confessa Humberto de Campos: "Eu faltaria. todavia. Anchieta. Nessas palestras em que a boca se mantinha em silêncio. entretanto.. Esses espíritos eram ordinariamente Guerra Junqueiro. Quem faz sonetos ou redondilhas neste planeta. Augusto dos Anjos. com certa ironia: "O primeiro pensamento que assalta o leitor. e que o jovem caixeiro de Pedro Leopoldo ia escrevendo mecanicamente. Os temas abordados sãos os que os preocupavam em vida. ainda. comprometida pela eternidade da produção. com as altas funções e responsabilidades de "médium". entre nós. Francisco Cândido Xavier para descrever "A la manière de. começou a pensar no outro.

\ . dos tiranos. de Chico Xavier. nas cordas da sua lira. a narrativa dos fatos impressionantes que o encaminharam para o espiritismo. também de Humberto de Campos. Transformando os Neros rudes Em arautos de virtudes. a suicidar-se de novo. a ingenuidade primitiva. trata de identificar a voz dos mortos. Em mensageiros da paz. A saudade da Pátria é conservada incólume. parece. escrevendo ainda sobre o mesmo assunto. Dos algozes. de um país para outro. volta o cronista às suas considerações gerais sobre o livro. as paixões não desaparecem. Depois de apreciar outras produções. Chico Xavier nos mostra outra. pelos versos do "Parnaso de Além-Túmulo". no seio mesmo da morte. Coisas impressionantes Foi depois dessa rápida investigação junto à "biblioteca" do "médium" e de uma vista d'olhos pelo resto da casa. apenas. "Como cantam os mortos" Quando acabamos de ler essa crônica. e na qual o escritor patrício. pois acha que este livro merece trato mais grave e demorado. e disposto. como se o morto não tivesse mudado de planeta. a prova triste de que. nas rimas póstumas. mas. que nos voltamos a sentar na sala de chão ladrilhado e ali ouvimos." Observa a seguir que Castro Alves continua condoreiro e utilizando as mesmas imagens em que era mestre na Terra: E a dor que através dos anos. reconhecendo-lhe um valor bem digno de tentar os estudiosos. seguinte àquela. E oferece-nos. mesmo além da vida. feitas possivelmente com os restos dos seus nervos." E mais adiante. diz Humberto: "Antera de Quental continua triste e trágico no outro mundo. Apreciando os versos. Anjos puríssimos faz. para reaparecer neste. sobre Casimiro de Abreu: "Casimiro de Abreu conserva.

nem ganhassem ou sofressem em sua intensidade. pela crença de muitos. . Ao iniciarmos esta reportagem.Poucas horas nos separam do momento inicial da lessao anunciada para hoje. ao que soubemos de manhã a reunião terá também a presença de elementos de destaque de Pedro Leopoldo. pela desconfiança de alguns.Reze! — Não foi você quem escreveu isto - Alucinações . magistrados. e à qual compareceremos. 4 REVELANDO A ESTRANHA VIDA DE UM "MÉDIUM Preces de menino. A estranha história de um "médium" Dentro desse método. Por isso mesmo adotamos o método de ir grafando observações e impressões à medida que as íamos colhendo. e aberto. antes da sessão de logo à noite. à noite. o feiticeiro . ao relembrar. dementino de Alencar) . o que nos contou Chico Xavier. Aliás. sem "parti pris". para o infinito de todas as suposições que se espraiam sob a brumas do sobrenatural. limitado. de um lado.Doutrinando p espírito PEDRO LEOPOLDO. ante as surpresas ou decepções que porventura nos reservassem os fatos ulteriores. advogados. em sua casa. funcionários. que já não escondem seu interesse e curiosidade pelo caso desse caixeirinho simplório e humilde que a versão mais generalizada c aceita na região dá como um confidente fiel de mortos ilustres. no correr das horas e das situações para que nada perdessem elas em seu sabor original. na solidão . quisemos fazê-lo como um simples observador anônimo e curioso que se lançasse.(Do enviado especial do GLOBO. de outro.Perasso. médicos. 24 . num campo de revelações sensacionais. vamos aqui expor. ontem.

.

que o j .iposcntado e reside em Matozinhos. quebrando as folhas secas. São todos gente pobre. ontem à noite. há muitíssimos anos. já falecida. Nada via. na mata. l i » que foi inaugurada. liiiinharam para o espiritismo e revelaram suas faculdades mediúnicas. na confusão de suas idéias tenras. tivera ele o seu primeiro templo e as suas primeiras revelações. nem sempre isenta de absurdos e de sustos. exceto uma filha casada. . quando o ouvíamos. às vezes. Hoje. a fábrica de tecidos daqui. Cirande era sua devoção. nem se assustava. que grafaremos com Iodas as impressões colhidas. um dos raros vivos do grupo de operários I . e que i i i m l a perduram em nós. Os demais membros de sua família. honesta e trabalhadora. Outro hábito seu era refugiar-se à sombra das árvores e ali dizer baixinho. era um dos M U S gestos mais comuns de menino devoto. Chico Xavier conhecia rezas e adorava santos. a impressão de que era outra pessoa muito diferente de si mesmo. embalava-lhe tam-I M ni a alma na fé católica em que vivera e morrera. Atirar tostões ao mato. à maneira da predestinada pucela de Domremy. "para os santos". tinha a im- pressão de ouvir passos em redor. o velho operário i. quase I) idos ainda vivos e alguns ainda de menor idade. O interessante era que tal ato não resultava de intenção sua. moram cm Pedro Leopoldo. João Cândido e sua mulher. criaram quinze filhos. e o pai í I hico Xavier. 1 da localidade. às vezes. quando rezava. Entregava-se a ele como quem obedece a uma força inexplicável. as preces que aprendera dos lábios maternos. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 30 pH i i l i -portagem. E. sua mãe.. Agora. João Cândido. Algumas dessas passagens nos foram confirmadas por pessoas idô-. lembrava-se de coisas. porém. Então. no silêncio da mata. ele começa a sentir com mais precisão. uma devoção de criança. cuidando-lhe do corpo. Assim. Assim. E era esse secreto pavor que o levava à constância fervorosa daquelas preces. aos oito anos. em companhia de alguns de seus I i'iidcntes. que vivia em outros tempos. O que o assustava era algo muito estranho que sentia dentro de si. na solidão Quando menino. i . Preces de menino. já sabe exprimir melhor aquele "algo de muito estranho" que havia dentro de si: tinha. os fatos muitos deles bastante impressionantes. passemos à história de Chico Xavier. na solidão. "Lembranças que não eram da minha vida" Os anos da meninice passam.. entre as quais o negociante Armando Belisario. .

NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 31 A casinha onde os irmãos Xavier realizam as sessões espíritas. .

anos.32 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER fetos ocorridos com ele mas que. Fê-lo então sentar e disse-lhe: . Minha cabeça não é minha! Mas o tormento não cessava. Fosse por que fosse. à tarde. por mais que tentasse. moça sadia. Esta leu-a e observou-lhe: . Composta a página. aos 17. esse mistério íntimo assustava-o. gritos medonhos. porém.. à professora. Uma vez. Sua irmã. exibiu-a. ele se sentiu mais aliviado.Bem.Reza! Ele rezava. acompanhou a Carnosa procissão de Matozinhos. não foi você quem escreveu isto. Certa manhã. à tarde". não conseguia localizar na sua vida...Curai-me! Minha cabeça não parece minha. .."Lembranças que não eram da minha existência atual. O padre dizia-lhe: .nada mais de bonito pôde escrever. freqüentava o grupo escolar de Pedro Leopoldo. no dia seguinte. E repetia as preces à sua mãe morta. Uma tarde. trabalhava na fábrica de tecidos.O ribeirão. pôs-se ela a dar.Sobre o quê? . . veio a inspiração de uma pequena página descritiva: "O ribeirão. "Não foi você quem escreveu isto" Por esse tempo.apesar do tema já lhe ter merecido bela descrição . e pedia à Virgem: .Isto é de você? Não. sentado à beira do ribeirão que banha a cidade. Ele empenhou-se na produção." Reze! Essa impressão o atormentava. escreva-me mais uma página. em plena oficina. < oi ria à igreja. ocorreu algo de terrível. às 9 horas exatamente. . Alucinações Passou-se algum tempo. Logo a seguir. mas .

os gritos terríveis. escapou-se das mãos que a amparavam e correu para a rua como doida. E o resultado foi o mesmo da outra vez. 18. cap. acordou.Ele começou a doutrinar o mau espírito que estava nela .Vi o pai dela falando com o Perasso. MG. foi procurá-lo. Ele já conhece aqueles mistérios. mas com estranha expressão no olhar e renovando. pouco depois. porém. torna a observar: . que a moça dizia: . . Carmen Pena Perácio.) [nno ( 'ândido. naquela época.) (Nota do Org. Dito c feito. O pai da moça. enquanto ela reage: . de quando em quando. Vai dar uma injeção nela. de Pedro Leopoldo. E quando o Perasso. "Aí vem o médico. Mas isso não valerá de nada. Então. com assombro. E. município de Curvelo. que adormecera por instantes. o feiticeiro da região. seareiro espírita que. a moça teve um desmaio c foi conduzida para casa. D. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 33 Socorreram-na. residia na Fazenda de Maquine. Chamaram o médico. ouviram. renovou-se a crise. As horas foram passando. por vários operários. Nesse mesmo tempo a enferma dizia.Aí vem o médico.diz-nos 1 li n o Xavier. Pouco depois de se retirar o médico. pôs o pé na porta da elisa. você vem aí! Mas não adianta nada! Comigo é peta! Doutrinando o espírito Perasso não se perturba. Voltou a si. (*) Trata-se de José Hermínio Perácio.Eh! Perasso. a moça. E Perasso sempre "doutrinando" o espírito. . Aí vem o médico. a moça melhorou um pouco. Então. « ni tom irado: . Desceu até a ponte e quis atirar-se ao ribeirão. A moça. Outra injeção vão dar nela. sendo agarrada a tempo. Elias Barbosa. sendo co-fundadores do Centro Espírita Luiz Gonzaga. IDE. Agarrada a tempo. mas não adianta" Depois de indicar-nos pessoas que poderiam dar testemunho do fato. cessando com os gritos. tornaram- se dedicados companheiros de Chico Xavier. em • I. Desistem do médico e chamam o Perasso. O médico é ainda uma vez chamado e a moça. De novo o médico. atendendo ao chamado. Chico Xavier prossegue no relato de episódios impressionantes. em casa. na ponte. (<Vo Mundo de Chico Xavier. o feiticeiro* Os parentes estão alarmados. gritando: . Ele e sua esposa. Perasso. Este era. Mas não adianta. naquele tempo.

fazia-lhe companhia.. na região. Este aceitou. no Maquine. pareceu-nos muito natural que indagássemos se ele já tivera ocasião de ver algum daqueles fugitivos das sombras. Um dia. O tempo foi Bissando sem novidade. . ainda por Perasso e de novo a moça I [i li HI boa.. de fatos ocorridos em outros tempos. em eras remotas. Só em 1931 começou a psicografar versos. Onde aparece o nome ilustre dos Brissac Indagamos. a impressão foi outra. Chico Xavier caiu em transe.. Numa terra onde tanto ouvíamos falar de fantasmas. Nunca viu fantasma. Sua mão traçou sobre o papel uma página referente aos Evangelhos. Mais tarde. que José I < liico Xavier começaram a freqüentar algumas reuniões espíritas que se realizavam na região. /  Espíritas Foi por essa época.perguntou ela ao irmão. Nova cura foi então encetada. Quando Chico Xavier concluiu a narração desses fatos fizemos-lhe algumas perguntas. Ele tem tido alguns bem interessantes e mais ou menos relativos àquelas lembranças a que ele nos fizera referências em sua narrativa. ali. numa das sessões. "lembranças que não eram da sua existência presente. Sentiu nessa ocasião o cérebro entorpecido. a moça com uma laranja na mão. foanhou uma faca e partiu a fruta pelo meio.Queres a metade? . Então ela atirou a fruta no chão e caiu em crise análoga à já pescrita. Assim. o "médium" é. os parentes afastaram-na do lugar. iniciados." Pedimos-lhe a citação de algumas dessas lembranças e sonhos relacionados. Casou. I ©varam- na para pequena chácara de conhecidos.. Certa vez. sobre seus sonhos. Assim. Chico Xavier nunca viu nada. acabaram realizando sessões em sua casa.. Parecia-lhe que uma corrente elétrica lhe passava pela cabeça e esta lhe doía muito. um dos poucos que ainda não viu fantasmas. porém. e na expectativa de nova crise da moça. também. A irmã não teve mais crise. O outro irmão. Não. não raro. José Cândido.. .34 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Na esperança de cura completa.

NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 35 Então. aparece o nome dos Brissac. em que julgamos encontrar reminiscências dos tempos feudais. Na outra. Numa delas aparece um famoso Circo Guérin que. segundo a narração. a velha estirpe que tantos marechais deu à França. deve ter existido na França. . há uns dois séculos. à margem da história propriamente do "médium". ouvimos duas outras curiosas narrativas.

viera dar à data uma significação muito especial para a cidade. Frases em inglês Foi durante esse concorrido jantar. em Pedro Leopoldo.Invocação . dos canários. Um dos casos foi narrado assim: O Sr. a respeito.Barbas abaixo -Uma casa cheia de vivos à espera dos mortos — Ponham de lado as armas . da sessão. depois de ouvir o que se contava sobre os feitos do caixeiro de Zé Felizardo. dementino de Alencar) . as palestras só perseguiram um assunto: Chico Xavier. ontem. o hotel para assistirmos à sessão espírita na casa de José Xavier. Aliás. 36 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 5 INICIA-SE A FASE MAIS DECISIVA DA REPORTAGEM. o mais concorrido que tivéramos aqui. notícia de dois episódios muito interessantes das atividades mediúnicas de Chico Xavier. teve a curiosidade de assistir a algumas sessões. EM PLENA SESSÃO ESPÍRITA Ainda a narrativa de duas façanhas do médium .No pórtico dos esquivos segredos PEDRO LEOPOLDO. . a sessão de ontem com a presença da reportagem e personalidades locais. que pudemos colher ainda. de bocas respeitáveis.Foi por volta das 19 Vi horas que deixamos. inspetor-chefe da Fazenda Experimental do Ministério da Agricultura. E ainda outro fato havia de assinalar essa quarta-feira bonita de Pedro Leopoldo: o Zéca. uma hora antes. pois. pôs a barba abaixo. Rômulo Joviano. Durante o jantar. embora sem manifestar crença alguma. 25 (Do enviado especial do GLOBO. conforme atrás observamos.

Numa dessas reuniões. solicitou que a mensagem lhe fosse entregue para poder examiná-la melhor. naturalmente desconfiado. o "médium" em transe grafou ou melhor. . Rômulo. em casa. O Dr. psicografou algumas frases que os componentes da mesa não puderam decifrar: eram escritas em inglês.

fato esse aliás já previsto e explicado dentro da doutrina. Antes. porém. Investigações levadas a efeito pouco depois. segundo notícias encontradas em jornais da época. sem dúvida. Cristóvão e haver desencarnado no ano de 1902. disposto a interpelar o "médium" e os espíritos sobre tais erros. que pudesse fazê-lo. Abismado na mágoa imensa que lhe ficara pela perda sofrida. o referido cavalheiro fora ali na esperança. às interpelações que não tinham sido ainda feitas. a 3 de março de 1902." Exortava a seguir o citado cavalheiro a enfrentar seus combates morais com serenidade e fé. respondia. de um pouco de consolação. sob as vistas de amigos devotados que buscaram suavizar seus derradeiros tormentos. em 19 de novembro de 1934. Anotou-os e compareceu à sessão seguinte. então. o espírito-guia do Chico Xavier. alegrias e lutas terrenas está recuperando as suas forças. do "médium": como este nada conhecesse do idioma inglês. a mensagem. em 1902 O outro episódio narrado foi esse: Um certo Sr. pouco tempo antes. transmitida por seu intermédio. Emmanuel. um espírito baixou e fez uma comunicação espontânea dirigida a F. dizendo a certa altura assim: "A tua ex-companheira de amarguras. revelaram que realmente. esclarecendo que os "erros observados pelo doutor Rômulo e sobre os quais este pretendia fazer perguntas" resultavam da deficiência do aparelho. 38 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Conhecedor do inglês observou. Afinal. Essa mensagem era cheia de palavras confortadoras. EG.G. isto é. . afirmou o espírito ter sido vigário em S. que as frases continham alguns erros.. podia ressentir-se dessa falha. compareceu à sessão realizada pelos irmãos Xavier. logo ao início do transe. Um sacerdote falecido no Rio. que perdera a esposa. Findas as primeiras preces.

Chegara o momento decisivo. já repleta. o reverendo cônego Luiz Antonio Escobar Araújo. de José Xavier. Quando chegamos ao fim da rua Herbster. Sr. o Sr. ou melhor. também.S. quis. Christiano Ottoni. Sr. Estão já ali o prefeito do município de Pedro Leopoldo. na oficina do seleiro.Vamos propor que as páginas grafadas pelo "médium" sejam rubricadas por algumas das pessoas insuspeitas presentes à reunião? Aceitamos a proposta e o mesmo engenheiro fica encarregado de apresentar a exigência dos descrentes. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 39 / falecera no Rio. um quadrilátero de mármore com os seguintes dizeres: "Justa homenagem da Irmandade do S. Cristóvão. coletor federal. o juiz Dario Lins. vigário da Freguesia de S. Balthazar de Arneira Neves. o Sr. o Revmo. Pouco depois entrávamos na casa. embutido na parede. médico distintíssimo e operador de grande fama. engenheiro da Central do Brasil. o escrivão Raymundo Gonçalves. Vigário Luiz Antonio Escobar Araújo. - Sessão de 6-12-1894. os advogados Jerônymo Figueira de Mello e Walfrido de Andrade Bernardes. reúne-se a nós. Washington Floriano de Albuquerque. mas só quando os trabalhos já estiverem iniciados. e várias outras pessoas. Andrade Pinto. José Vi anna. Damos alguns passos mais pela rua deserta e o referido técnico lembra: . . Sacramento de São Cristóvão ao seu Provedor Honorário e Perpétuo. Esse magistrado. no Rio." Proposta de um homem desconfiado Deixamos o hotel em companhia do promotor da comarca. Dr. assistir à sessão. na sala da frente. Caetano Carvalho. os Srs. Assinalando sua passagem por aquele posto. por enquanto. mas aqui se encontra por se achar funcionando o Tribunal do Júri local. inclusive se-nhoiilas da localidade. que reside em Santa Luzia. Maurício Azevedo. Os presentes Os presentes reúnem-se. outro médico também de nomeada na região. o Sr. existe. Theodoro Viana. José de Azevedo Carvalho. disposto também a comparecer à reunião. na sacristia da igreja de São Cristóvão.

. Desse grupo ficam a participar o jornalista.. porém.Geralmente. Vão perturbar a concentração. Gente em pé. Nós já tínhamos verificado isso. o dono da casa. 40 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Esse é o grupo que se poderia chamar de "curiosos". nossa corrente é forte. . Chegam ainda outras pessoas. sua afluência é também numerosa. lê ou medita comendo rapadura. atende a todos. Serve. prazenteiramente. aos espíritas propriamente ditos. recebe espíritos mesmo durante suas horas normais.. Proletário. A sala já não dá. um pouco versado em assuntos espíritas. O promotor Washington Floriano. quando está comendo rapadura.A casa já está cheia de vivos . sentada. prejudicar a "corrente". mas ainda confia: . É que ele.É muita gente.Faltam os mortos.. . . prevê o fracasso da sessão: . muitas vezes. às vezes.O trabalho. quando está só. José Cândido concorda até certo ponto. mas talvez com o secreto temor de não poder acomodar tanta gente no exíguo recinto de sua residência pobre. São 8:10 horas. sentada.. . montada..observa alguém. Na banqueta do seleiro há um arreio inacabado. E a venda fecha às 8 horas. temos já ali gente em pé. meditando ou descansando. José Cândido justifica a demora: .. reservada às sessões. Assim. Já faltam cadeiras. acocorada e montada.Felizmente. Alguns passam para a outra peça.Talvez não. pelo desejo de " ver" aquilo de que tanto se fala.. . Um rapazinho monta.Espíritos gulosos. lendo. dos que ali Coram levados pelo interesse que vem despertando o "médium" sensacional. também. Chico Xavier ainda não chegou. o promotor e o engenheiro Andrade Pinto. Ele só pode sair quando fecha a venda. Quanto aos adeptos. . "Nossa corrente é forte" José Cândido. Espíritos e rapadura A propósito um dos presentes observa que as faculdades mediúnicas de Chico Xavier são tão poderosas que o rapaz.

humaniza-se no alvoroço de suas sensações. com o mesmo sorriso bom e ingênuo. toma lugar na pequena mesa colocada ao centro da peça e coberta com uma toalha branca. As vezes. Na sala das sessões Entrando. à li gem. as palavras já se não buscam. Carmosino Penna Xavier. "em nome de Deus.. tendo Chico Xavier à direita. ao centro da mesa. Aí. de um dos extremos da mesa. ao patrono do "centro". Sobre a mirada fria e indagadora com que . NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 41 As calças remendadas As 8:20 horas. suas pálpcbras humanas. que presidirá os trabalhos. Concentração. senhorita Nancy Penna. de fato. [•pois. Chico Xavier. tremem afinal. porém. José Cândido. Sente então o repórter que uma vaga emoção lhe aquece a fronte. Chico Xavier chega. e igeiramente. dirige- se aos presentes: pede encarecidamente. nivelam. os pensamentos se inclinam todos para o mesmo rumo. aos que estejam armados que se desfaçam de suas armas durante a sessão. ile boca cm boca. José Cândido. Agora. Acomodada a assistência da melhor maneira possível. José Cândido senta-se por sua vez. As cabeças se inclinam sobre a mesa. curiosas.vinha ele no encalço das horas e dos fatos. como. as mesmas calças remendadas. Os olhares já se não cruzam. O repórter aceita o convite. Não todos. dirige-se ele imediatamente para a sala das sessões. Depois convida o repórter a sentar-se no outro extremo da mesa. O observador abstrato personaliza-se. u i a -lhe os nervos. apalpa-lhe o coração. O presidente abre o livro de preces e faz sua invocação ao Senhor. tomam também lugar os assistentes.na tentativa da abstração le si mesmo . alguns em pé. A sala não dá. Prece.. outros sentados. o grupo que forma a "corrente". Ninguém estava armado.. afinal. Luiz Gonzaga e aos Amigos do Espaço. Um li nino põe. . É a mesma simplicidade de sempre. Silêncio. abcr-) N estão". "descem" maus espíritos. Si-incio.. O mesmo caixeirinho humilde de "seu" Zé Felizardo. Nelson Penna. estão abertos os trabalhos. os homens ali se englobam. como as espigas da seara farta sob o vento. Muitos ficam na oficina. pedindo mil desculpas por ter feito a assistência esperar. dois copos d'agua e um bloco de papel iaiilc do "médium". Fausto Joviano. confundem na mesma expectativa ansiosa. José Cândido pede ainda a todos a maior calma e silêncio.

para D. Hoje. diante da Morte.poeira de migalha arrastada no turbilhão das incertezas eternas - escancaro os meus olhos de dúvida para o pórtico das sombras inson-dáveis e dos esquivos segredos. que preside os trabalhos. 42 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER A Vida lança. vendo- se o médium (o terceiro. no silêncio. a objetiva do Globo focalizou esse aspecto da mesa. da E. . E eu . como há dois mil anos. como há três mil anos. muda c atenta. Antes de iniciar a sessão. sua ampla rede perceptora e queda-se. o enviado do Globo examina os papéis em que o médium irá psicografar as mensagens do Além.) ao lado de seu irmão José Cândido. A esquerda. como sempre.

Lá de fora. 25 . já não há uma expressão.. abafada.Passam-se três ou quatro minutos de silêncio profundo. do mundo dos vivos. de uma casa distante. 6 EM PLENA SESSÃO ESPÍRITA. para frente. CHICO XAVIER PSICOGRAFA UMA NOVA CRÔNICA DE HUMBERTO DE CAMPOS! "QUANTO A MIM. Vencendo em parte a emoção inicial. descansa sobre o papel. sobre esse rosto e aquela mão. chega-nos apenas.. Ligeira palidez acentua-lhe o moreno do rosto e. No rosto.Continuação . DIGAM QUE EU ESTAVA POR DETRÁS DO VÉU DE ÍSIS" . vela o olhar da assistência.(Do enviado especial do GLOBO. Sua cabeça pende um pouco.novecentos quilômetros ao sul -através do rádio: milagre para o século XVI. ponho um olhar furtivo no "médium". percebem-se-lhe os olhos imóveis. vulgaridade de hoje. armada de lápis. percebo no "médium" ligeira palpitação. a "Voz de São Paulo" . sob as pálpebras semi-cerradas.. A mão inerte. A Rubrica Por fim. apagou-se o sorriso. E. como de cera. dementino de Alencar) .. Seus lábios se . PEDRO LEOPOLDO.ESCREVE NA REFERIDA MENSAGEM O ESCRITOR MORTO O início dos trabalhos — A surpresa do engenheiro — Chegam os mortos - O "Modus Operandi" dos espíritos — A assistência agita-se e o jornalista perde a mais sensacional das entrevistas.

conforme verificamos depois .o terceiro iluminado que nos envia o seu canto. Procuro com os olhos o engenheiro Andrade Pinto e o promotor Washington Floriano. mas já não tão grande e bonita como a primeira. uma poetisa. no "médium". redonda. a expressão de um dos presentes ante a casa cheia de vivos. De novo seu rosto c seus olhos se imobilizam na inexpressão. e deixam cair esta frase. de novo. Mais versos. O bloco volta ao "médium". José Cândido me estende o bloco de folhas virgens. e a mão do "médium" reanima-se. no mundo misterioso e distante das sombras invisíveis um poeta de outros tempos desceu e canta agora sobre o silêncio das nossas almas. enquanto a mão corre ágil. a atenção com que a acompanhamos se dilui. aquele que ali está à nossa frente. Os mortos chegam São "os mortos que chegam". no ar. há pouco. ao alto das quais deixo a minha rubrica. José Cândido vai virando as folhas. São versos. prossegue... E. o caixeirinho simpló-i i » de "seu" Zé Felizardo?. como em resposta a uma exigência que ainda nem fora feita: . rápido. pois. o espírito ilia do "médium".. O "modus operandi" dos espíritos Tudo o mais. É ainda um poeta . é imobilidade. nos dá uma explicação sobre o "modus operandi" dos • ipíritos: "Enviam aos homens a sua mensagem luminosa dos cimos rcsplan-Vcentes em que se encontram e. sobre o papel. é uma letra grande. formulando o desejo de ação nos planos da materialidade.. Consultando na véspera. rápida.. procura o alto da primeira folha. E a mão retorna ao papel. Mas então e aquela imprevista faculdade cria-ora que a mão calosa revela?!. O lápis desliza. reta. Mais um minuto de silêncio. a sua confidencia. Duas leves expressões de surpresa.Emmanuel diz que podem rubricar as folhas. seduzido pelo fenômeno. depois de ficar um instante suspensa. e o seu rasto. A mão do "médium" grafa a primeira assinatura e. o arquivo de Chico Xavier. num sopro. Será mesmo. De lá. bonita.ou melhor. A letra arredonda-se.. sobre o papel. a sua mensagem. Outra assinatura. a sua vontade superior atua imediatamente sobre o cérebro visado. numa daquelas mensagens do Além esta passagem em que Emmanuel. lemos. A letra torna-se então miúda. O mesmo fazem o promotor e o engenheiro. o qual se encontra em . Outro poeta. Emmanuel é o espírito-guia do "médium". numa indagação muda e profana do nosso entendimento. segundo a imagem que nos sugerira. 44 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER abrem. por vezes. Outra pausa ligeira.

é muito curta. invadem o ambiente. E. instintivamente. entre a curiosidade e a atenção. A impressão é tão forte que. pára na voz abafada do rádio que nos manda aos ouvidos um trecho de opereta. mas apenas frases esparsas. pois de certo. numa espécie de parlatòrio maravilhoso onde vão conversar a Vida e a Morte. José Cândido põe de lado as folhas já escritas.. alagam de estranhos eflúvios o silêncio transformando. desviada. irmãos. já ali palpitam. Súbito. Foi o quanto durou a corrida do lápis sobre o papel. . Este. na alma do "sujet" começa então a se operar a série de fenômenos alucinatórios sob a atuação consciente do espírito que o guia dos planos intangíveis. segundo a explicação espírita. Agora. segundo a sua necessidade. A vida resume-se numa grande e atenta mudez. porém.. que. A vida faz então uma observação quase ciciada pela boca do promotor Washington Floriano: . Eis de onde nos chegam. a idéia daquelas "vibrações que envolvem o médium". veloz como sempre. influenciam sobre a natureza do sensitivo. Por detrás do véu de ísis A pausa. Há um momento em que minhas idéias se confundem.Dez minutos. digam que eu estava por detrás do véu de ísis. o brinde imprevisto daqueles versos. aquelas "mensagens luminosas". Dez minutos Nada. Em dado momento conseguimos ler...afinidade com as suas vibrações e através ile forças teledinâmicas. tudo é silêncio e imobilidade.talvez também com o pobre receio humano . do Além só o milagre daquela mão que corre na vertigem do cursivo redondo. em vibrações que o envolvem. é prosa. desaparecendo perfeitamente as distâncias que se não medem. na esperança .Concentrem-se. dos cimos resplandecentes?. a residência pobre de um seleiro do sertão. indu-lo a ver essa ou aquela imagem. as quais o sensitivo traduz de acordo com as suas possibilidade intelectivas e sentimentais.. entre as quais esta que gravamos logo: "Quanto a mim." Quem será que agora nos fala. atuando sobre os seus centros ópticos e aparelhos auditivos. afetando-lhe o sensòrio. Em redor.. As páginas se sucedem com rapidez.. Parece que a vertigem aumentou. Mas a voz de José Cândido me surpreende: .." Dos planos intangíveis. Esta. de improviso. cuja utilização encetais na face do vosso mundo. E mais se nos aguçam as faculdades perceptivas. Logo o lápis retorna ao papel. erguemos a cabeça e olhamos em redor. uma pausa mais demorada um pouco do que as antecedentes. A corrente está fraca.de um sinal mais perceptível daquele mistério que nos tenta e assombra. as quais podeis vagamente avaliar com os fluidos elétricos.

a atenção erradia?.. A "corrente". Mãos ansiosas se estendem e apanham as páginas escritas. Mas foi tudo um instante. para serem respondidas. E quando ele pôs ao fim da mensagem em prosa. O presidente da sessão pede que se renove a concentração: — Há duas consultas sobre a mesa.. Eu tenho algumas perguntas a fazer àquele que . porque o lápis retoma o cursivo. Um sussurro de comentários abafados invade o silêncio. Vem-me a curiosidade de verificar. intensificou-se outra vez. de certo.Teria sido eu a causa do enfraquecimento.. o nome de Humberto de Campos. 46 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Realmente a mão do "médium" estacara. acentua-se.. o rádio?. Pelo contrário.. me ocorre: . Mas o sussurro não cessa. Começa a agitar-se um pouco. Torno a atentar na música. A "corrente" sustentou o "médium" até ao fim.. Intimamente. Mas o acidente não se renovou. Ergo a mão e faço um sinal ao José Cândido.miste . O trecho de opereta?.. Esse é para mim o momento decisivo.. a assistência não se contém mais.

.lá dos "planos inatingíveis".. de vez. como que exausto. O "médium" deixa cair a cabeça sobre as mãos. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 47 rio e milagre . Eu perdera a mais sensacional das entrevistas. pela mão humilde de Chico Xavier. assina ainda na terra Humberto de Campos. A "corrente" quebrou. A assistência continua a agitar-se. Sob os meus lábios borbulham inutilmente as perguntas que eu trazia. Mas é tarde. .

do autor de "Memórias" . / A assinatura de Humberto de Campos.48 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER A assdgiiatura graphada pelo "medium" ao pé da mensagem.4 assinatura grafada pelo médium ao pé da mensagem do autor de Memórias. . conforme se vê num álbum de poesias.

.Tornada assim difícil a concentração.Humberto abandonou a fonètica.Um pouco da outra vida -De novo como um menino. o primeiro recebido por Antero de Quental. PEDRO LEOPOLDO. Emmanuel. o terceiro por Auta de Souza.o presente . Outras estão ainda na frente do médium que as estende ao jornalista. Colhemos. Apressa-se então o repórter em recolher as mensagens. a fim .. Um dos presentes faz a Chico Xavier um pedido a que este atende: lê em voz alta. algumas impressões e retiramo-nos para o hotel. 7 HUMBERTO DE CAMPOS DIRIGE-SE.O turbilhão da saudade . José Cândido dá por encerrados os trabalhos. Algumas folhas já estão sendo lidas por três ou quatro dos assistentes. começa a retirada dos assistentes. por Cruz e Souza. dementino de Alencar) . A sessão está finda. e ainda a crônica de Humberto de Campos e uma pequena mensagem do espírito guia e protetor do "médium". "O OBJETIVO DE MINHAS PALAVRAS PÓSTUMAS É SOMENTE DEMONSTRAR O HOMEM. Tudo devidamente autenticado pelas três rubricas. ÀQUELES QUE "AINDA SE ACHAM MERGULHADOS NAS SOMBRAS DO MUNDO".. DESENCARNADO E A IMORTALIDADE DOS SEUS ATRIBUTOS" Por detrás do véu de ísis . Reunidas imediatamente todas as folhas psicografadas.. ao alto da página.Continuação .."O espetáculo do mundo me desola e espanta " . 25 (Do enviado especial do GLOBO.. A seguir. DOS CIMOS INTANGÍVEIS. das pessoas de mais destaque presentes. temos em mão: três sonetos assinados. todas as mensagens. na Miritiba distante . junto à mesa. o segundo.

. com ofardão da Academia Brasileira de Letras. Lemos e relemos aquelas mensagens no silêncio da tranqüila noite sertaneja que já ia adiantada.. . Frases que nos ocorrem.O célebre escritor Humberto de Campos (1886-1934). de nos entregarmos a uma leitura mais demorada daquelas páginas recém-grafadas pelo "médium".

. ele realiza algo de extraordinário. Mas. Contudo. apenas. desencarnado e a imortalidade dos seus atributos. porém. nesses seus momentos. sou portador de alguma mensagem sensacional dos paredros comunistas que já se foram dessa vida para a melhor. seja lá de onde for. meu pensamento não se manifesta entre vocês que aqui acorreram para ouvi-lo. segundo as Escrituras. contem lá fora que enxergaram o médium." Humberto aos que "ainda se acham mergulhados nas sombras do mundo" Eis a crônica psicografada por Chico Xavier.. êmulos dos Lcnines. na minha qualidade de repórter "falecido".. porque. até aqui. a esta hora. Quero crer. hoje em vida. vivem diagnosticando e receitando mezinhas e águas milagrosas para os enfermos. Mas. dos frutos saborosos da árvore paradisíaca dos nossos primeiros pais. Depois nos quedamos a meditar sobre tudo aquilo e nossos pensamentos começaram a girar em torno destas frases que. não desejo imitar aquele velho Tirésias que.. os quais.. Por esta razão. cujos cérebros. O fato é que vocês não me viram. historiem com sinceridade . à força de proferir alvitres e sentenças. pois que lhe falta uma tanga. conquistou dos deuses o dom divinatório em troca dos preciosos dons da vida. logo no dia seguinte à nossa chegada. uma cabra e a experiência anosa do "Leader" nacionalista da índia. ouvimos: "Admiro-o. devem estar transbordando teorias momentosas para o instante amargo que o mundo está vivendo. como o daquelas entidades batedoras. como "médium". que não estou exercendo ilegalmente a medicina. viviam nos primórdios do Espiritismo. por intermédio das irmãs Fox. de Deus ou do Diabo. Não afirmem que ele se parece com o Mahatma Gandhi. como grande parte dos defuntos. na América do Norte. escrevo na luz branda da espiritualidade para quantos ainda se acham mergulhados nas sombras do mundo. dos Kropotkines. na sessão de ontem à noite: "Antigamente eu escrevia nas sombras para os que se conservavam nas claridades da Vida. Hoje. venha-lhe a capacidade dos espíritos.. Devo também esclarecer ao sentimento de curiosidade que os tangeu. como esquisita penitência ao meu bom gosto de homem que colheu. Tampouco. quanto pôde. que tão dura tarefa me foi imposta nas mansões da Morte. O objetivo das minhas palavras póstumas é somente demonstrar o homem. que em Hydesville. contando histórias e dando respostas surpreendentes com as suas pancadas ruidosas e alegres.

novamente. Revi os dias que se foram e senti. como um galho forte e alegre do tronco robusto dos Veras. de afeições terrenas. Se não estou nos infernos. logo após abrir os meus olhos no reino extravagante da Morte. como um anjo. ainda estou como aparvalhado entre todos os fenômenos da sobrevivência. que anda por esse mundo arrastando tamancos para remissão de suas faltas nas anteriores encarnações. derramando-se na terra entre as harmonias do canto choroso das rolas morenas dos recantos distantes da minha terra.. pois. não me acho no sétimo paraíso de Maomé. que era em nossa casa modesta como um anjo pequenino da Assunção de Murilo. a alma expansiva de ' I " l i pai. porque não cheguei a presenciar nenhuma luta entre São Gabriel c os Demônios. Para o meu espírito. e segurei as contas do seu . como as sombras. divisei a figura miúda e simples do meu Tio Antoninho. espalmou muitas vezes sobre o meu espírito cansado as suas asas brancas. Ainda não pude fazê-lo. Beijei-lhe as mãos encarquilhadas. abracei a minha irmãzinha inesquecida. para nunca mais voltar. na minha condição de intangibilidade. portentos celestes que Flammarion descreveu na sua "Pluralidade dos Mundos". de que fala a teologia dos cristãos. embuçada no seu burel de freira morta. que se tivesse corporificado de uma hora para outra sobre as lamas da terra. meu pai e a minha irmã. para onde todos têm de regressar. Afigurou-se-me que eu ia diretamente consignado ao Aqueronte. cujas águas amargosas deveria transpor. Passados porém.. pude volver à minha infância na Miritiba longínqua. pela posse de minha alma. com as suas balanças trágicas. no reino das sombras. que é a minha temporária morada. Em companhia. contemplei com a minha mãe as folhas enscivadas do meu cajueiro. que me recebeu nos seus braços carinhosos de santo. Revi suas velhas ruas semi-arruinadas pelas águas do Piriá e pelas areias impla-cáveis. Mas.o caso das suas roupas remendadas e tristes de proletário c da sua pobreza limpa e honesta. De almas entrelaçadas contemplei o vulto de marfim antigo daquela santa que. Ainda não cheguei a encontrar os sóis maravilhosos. nos quadros vivos da memória. os mundos cometários. repinicando os sambas da gente das praias nortistas e que tão bem ficaram arquivados na poesia encantadora e simples de Juvenal Galeno. não me furto ao desejo de lhes contar algo a respeito desta "outra vida". as esferas. Quanto a mim.. Descansei à sombra das árvores largas e fartas. digam que eu estava por detrás do véu de ísis. onde vibrei com o meu grande mundo liliputiano. Mesmo assim. Em espírito. genuflexo.. no recanto fabuloso.. escutando ainda as violas caboclas. e à Bainha frente. Da Miritiba distante transportei-me a Parnaíba. Não sei contar as minhas aperturas na dolorosa perspectiva de completo abandono em que me encontrei.. os primeiros instantes de inusitado receio. Uma saudade doida e uma ânsia sem-termo fazem um turbilhão no meu cérebro: é a vontade de rever. a Lua ainda prossegue na sua carreira como esfinge eterna do espaço. num movimento de maravilhosa icinispecção.

. Humberto de Campos..disse-lhe eu.. Ah! De cada vez que o meu olhar se espraia tristemente sobre a superfície do mundo.. enviamo-la tal qual foi ela grafada pelo "médium". .. No período final. . Ave-Maria. um Espírito-ancião.. Mestre."Meu filho."Deixem o mundo em paz com a sua guerra e a sua indiferença!" Não será minha boca quem vá soprar na trombeta de Josafá. Não há tranqüilidade e a Terra parece mais um fogareiro imenso. tomada de espanto e de assombro. e. como o de concordância. nas minhas surpresas de recém-desencarnado.. que deve ser a inglesa "Leader".. da sua fisionomia. a Civilização. na iminência de caírem. a má colocação de algumas vírgulas e a ausência de outras.. Ainda há pouco. que não têm senão rasgado.HUMBERTO DE CAMPOS* Humberto abandona a fonètica Como se vê. uma figura de velho.. mantivemos alguns ligeiros erros na mesma observadas.. do outro. o "médium" grafou "a sua tença e os seus preconceitos". irradiava-se uma corrente de profunda simpatia. encontrei na existência dos Espaços....rosário e as contas miúdas e claras que corriam furtivamente dos seus olhos.. em cujo coração milenário.. Longas barbas de neve... cheio dc matérias em combustão. despiu o fardão verde e abandonou a "fonètica". Mãe de Deus.. readotando a ortografia antiga. o de grafia na palavra "líder". Esquece o mundo e deixa o homem guerrear em paz!. como os símbolos que Constantino gravara nos seus estandartes.. volvo minha alma aos firmamentos. existem os que se submergem num gozo aparente e fictício.. presumo refugiadas todas as experiências. porém só me resta acrescentar: ." Mas o bondoso Espírito-ancião me respondeu com humildade e bran-dura: . . estão as multidões famintas. na falta de outro nome ... Cada um guarde aí a sua crença ou o seu preconceito. Santa Maria. afigura-sc-me haver tocado os seus apogeus. é a perspectiva horrorosa da guerra. durante o transe: assim. A família parece que se dissolve. uma vez no outro mundo e livre da Academia. com os seus numerosos séculos de leis c instituições.. Cheia de graça." Achei graça no paradoxo."Mestre! . aos milhares. o sinal da cruz desenhado por Deus com as suas mãos prestigiosas.. de Doutor da Lei nos tempos apostólicos...que podemos fazer para melhorar a situação do orbe terreno? O espetáculo do mundo me desola e espanta. E sobretudo.. olhos transudando piedade infinita e infinita doçura. acompanhando a sua oração.. A crônica acima.. na expressão "o sentimento de curiosidade que os tangeram até aqui". De um lado. o lar está balançando como os frutos podres. onde não se contam as horas.... no peito ferido.

do qual passou a integrar-se sob o título "Aos que ainda se acham mergulhados nas sombras do mundo. Todos esses motivos do nosso reparo resultam. é de que. a cultura do "médium". significando "pensão. a que o "médium" escreveu foi a que lá deixamos. conforme dizem os espíritas. geralmente militares. provavelmente.) . 1" edição em 1937). com que se remuneram serviços"." (Nota do Org. atribuírem-se os erros citados à rapidez verdadeiramente notável com que foi grafada a mensagem: em 39 minutos! (*) Esta crônica é uma reprodução do texto revisado. no período aludido. posteriormente. "Tença". para o lançamento do livro Crônicas de Além-Túmulo (FEB. Em 39 minutos! Não seria de mais. apesar de ser palavra pouco usada. Em todo o caso. A impressão que se tem. certamente. é bom português. referindo-se às falhas de que se ressinta. pelo Autor espiritual. Rio. porém. porventura. da "deficiência do aparelho". caberia melhor a palavra "crença". RJ.

reta. assinados. nos versos de Quental: menor um pouco e ainda arredondada. todos."SOMBRAS ERRANDO ABANDONADAS*' . em casa de José Cândido. QUENTAL E AUTA DE SOUZA PSICOGRAFADOS NA SESSÃO DE 24 DE ABRIL O verbo "sofrer" aparece ainda nas estrofes que trazem o nome do poeta dos "Broquéis ".Conforme dizíamos na correspondência de ontem. nos versos de Cruz e Souza. apenas em 10 minutos. miúda. e.. . Antero de Quental. apresentando-se grande.E UM SEGREDO. três sonetos e uma rápida mensagem de Emmanuel. Dessa parte restante da produção colhida na citada reunião. recebera o "médium". respectivamente.A DERRADEIRA MENSAGEM . relativa à sessão realizada na noite de 24. no de Auta de Souza.. por fim. anteriormente . Os sonetos são três. mas já agora do lado do "deslumbramento" da alma livre PEDRO LEOPOLDO.AS FRONTEIRAS DE CINZA E ESQUECIMENTO . e foram grafados. pelo "médium". redonda. Cruz e Souza e Auta de Souza. além da crônica atribuída a Humberto de Campos. a letra varia em cada uma dessas peças poéticas. 8 QUENTAL E A FATALIDADE . 26 (Do enviado especial do GLOBO. dementino de Alencar) . é que nos ocuparemos hoje. nervosa. VERSOS DE CRUZ E SOUZA. Conforme observação que já comunicamos.

" Agora. enfim. Apenas parece que. de alma pura. E senão vejamos o que ele nos diz nestes últimos versos. o "fim de toda a amargura da descrença". é l'omo um suave conforto à saudade. chora e pensa. psicografados. temos aqui. E no meio de todas as canseiras Cheguei. ao lado do "deslumbramento" da vida da alma livre. ele já vê. ao fim de mais esses dois anos e pouco de vida do Além. A Morte é a própria Vida ativa e intensa. . na Terra. novos versos do autor de "O Cavaleiro e a Morte". esses versos em que julgamos ver o poeta "no bergantim sagrado da Esperança". no mundo da Agonia..o pessimismo do poeta. todavia. para além das "fronteiras de cinza e esquecimento". trágico no outro mundo. conforme assinalamos em reportagem anterior.é a expressão que nos ocorre . naquela noite. a crença se realiza. foi o soneto de Antero de Quental.56 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Fatalidade A primeira página grafada. lá. anteontem. no mundo. Ainda se encontra a imensidade escura Das fronteiras de cinza e esquecimento. Nunca. encimado por este título: "Felizes os que têm Deus". e. Humberto de Campos. As fronteiras de cinza e esquecimento Passemos ao soneto de Cruz e Souza. e disposto. Porque em tudo. para reaparecer neste. O verbo "sofrer" ainda aparece nesses versos que trazem ao pé o pome do poeta dos "Broquéis". do poeta luso. Vejamos o soneto de Cruz e Souza: Felizes os que têm Deus Entre esse mundo de apodrecimento E a vida de alma livre. "onde a grande certeza principia". parece. pelo "médium". Onde a grande certeza principia. Fim de toda a amargura da descrença. adoçou-se um tanto .. referindo-se aos versos de Quental encontrados no "Parnaso de Além-Túmulo": "Antero de Quental continua triste.. dizia. no reino da Morte. Foi crer demais na angústia e na doença Da alma que luta c sofre. O meu erro. o homem divisa A figura das dúvidas que matam. mas já. a suicidar-se de novo. diante dos olhos. Nos labirintos da Filosofia. É o mesmo tom solene.. às dores derradeiras Que as tormentas de lágrimas desatam!. Em 1932. sob este título: "Fatalidade". profundo. pelo "médium" de Pedro Leopoldo: Fatalidade Crê-se na Morte o Nada. E para aqueles que tanto admiraram e admiram o grande torturado. agora. Pelo menos. escrevendo sobre versos psicografados por Chico Xavier.

. as vossas conclusões morais. o terceiro soneto. viveram sós. Angélicas visões de bem-amadas. Virgens mortas! Tristíssimas oblatas De um sacràrio de luz piedoso e santo. começava agitar-se um pouco. A derradeira mensagem Restam apenas agora algumas ligeiras linhas. como se vê pelo seu teor que é o seguinte: "Meus filhos. Perambulando pelas sacristias. que estraçalha Todo o anseio de amor ou de bonança!. Os espíritos comunicantcs não se acham aqui em vosso meio. Pode guardar esse deslumbramento Da Fé .. Que sonhais entre os talamos celestes. Feliz o que tem Deus nessa batalha Da miséria terrena. pessoalmente.. Almas de pobres freiras desamadas. segundo a lei analógica da qual me . Entoai nos céus as tristes serenatas Com as vossas roxas túnicas de pranto.fonte de mística ventura. E toda uma exortação de mocidade malograda à alma daqueles que. conforme dissemos. "Almas de virgens".. o de Auta de Souza. No bergantim sagrado da Esperança. na impaciência muito compreensível de ler as páginas já escritas.. fenômeno este que podereis avaliar. como no verso de Bilac. É a pequena mensagem de Emmanuel. com as vossas ondas hertzianas.. grafada já quando a assistência. mas transmitiram as suas mensagens de um plano distante. do observado. Venturoso o que vai por entre as dores Atravessando o oceano de amargores. Essa mensagem é uma rápida observação sobre aquele momento. morreram puros. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 57 Só o pensador que sofre c anda à procura Da verdade e da luz no sentimento. a fenomenologia espírita não objetiva maravilhar os vossos olhos! O que me ocorre dizer é que deveis guardar. Como bandos de rolas erradias. intitula-se o soneto: Andam sombras errando abandonadas. Almas das que não foram desposadas. Ao pé das lousas e das covas frias. Cantando à luz do amor que não tivestes!. Sombras errantes e abandonadas Agora. Mortas na aurora rutila dos dias.

58 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER sinto na necessidade de utilizar. Calemos.. exporemos as opiniões e impressões que colhemos da assistência. E depois. porém. eu me conservei aqui auxiliando o médium para que não fossem de um efeito contraproducente as vibrações das mentes que aqui se encontram na sua diversidade de opiniões e pensamentos. Deus vos guie. ao fim da reunião. Esses trabalhos não são tão simples. A seguir." Eis aí expostos os resultados.. por enquanto. ... a produção psicográfica da sessão de anteontem. com a misericórdia divina. Ah! Mas isto ainda é segredo...

não se achava o rapaz em seu estado normal.UMA RESPOSTA DO OUTRO MUNDO . . desde a negação pronta dos materialistas até à crença dos que admitem o sobrenatural. E conclui: .êxtase? alucinação? . capaz de preocupar o médico. ao espiritismo. se dá a "comunicação". .Não nos foi difícil colher algumas impressões entre as pessoas de mais destaque presentes à sessão de anteontem à noite. a certa altura. direto da sua ciência positiva.. José de Carvalho.ESPÍRITOS. 26 (Do enviado especial do GLOBO. entretanto. vê os trabalhos do "médium" com o olhar franco.. Outras dúvidas O juiz Dario Lins não faz uma negação relativa. porém. prefeito e médico. DÚVIDAS DE JUIZ. por exemplo. no julgar dos espíritas. propriamente. porém. A eomunicabilidade se estabelecia.. As opiniões. o fato de ter a mão do "médium" estacado. E.. sobre as várias páginas psicografadas. dementino de Alencar) . como médico. PEDRO LEOPOLDO. 9 OLHOS DE MÉDICO. alguma coisa fora do comum. BARBAS BRANCAS E KARDEC . O Sr. Não crê na comunicação com os mortos.E FREUD. por exemplo. é esta: durante aquele período em que. dos que não acreditam muito nas faculdades mediúnicas de Chico Xavier. assumem variadas nuances. de quem aqui sc contam feitos realmente notáveis como cirurgião. A sua observação. apesar de toda a produção escolhida. naturalmente. obrigando o presidente da mesa a pedir concentração. Lembra.fosse o que fosse havia no seu todo.

comunicações dos espíritos fora das vossas reuniões habituais.(. no próprio "médium". resultante das vibrações simpáticas entre < i assistentes e daí a preferência de alguns desencarnados pelo isolamento para certa ordem de trabalho. restringem e reduzem as suas. até quando sozinho. e. As barbas brancas . por que essa dificuldade observada na sessão. aumenta as suas vibrações. a parada da mão do médium em meio à comunicação certamente já ocorrera cm sessões anteriores.Pois se o rapaz confessa que. Dario chamara de "enfraquecimento". a meu julgar. entrando assim dentro do círculo acanhado em que viveis.. Essa comunicação referente ao "modus operandi" dos espíritos. respondera do Além. para eles. indagação análoga à do juiz. uma resposta às suas dúvidas e indagações. Quereis saber por que recebeis. pelos bons desejos que os animam de esclarecer e ensinar os seus semelhantes.expressando-me de forma a me compreenderdes de um modo geral. E um espírito. nem sempre existe a afinidade requerida. No entanto.. numa mensagem recebida na sessão de 21 de março de 1934. Não estávamos fui propaganda. nós já tínhamos no bolso. diz o seguinte: "Meu caro amigo. os libertos da carne. mas não a exibimos. O essencial para que o fenômeno se verifique. e que encontráramos no "arquivo" de Chico Xavier. Vou responder a essa argüição. quando desejaríeis psicografá-las ao lado dos vossos companheiros. às vezes.. além dele.ela se faz só por afinidades. muitas vezes. pelos seus sentimentos de moral. recebe espíritos. e estas.. porque os espíritos não conhecem as distâncias de espa- |0. como outra de Emmanuel de que já enviamos um trecho. O médium. e tal fato provocara. existem as distâncias psíquicas. propiciando ainda mais a "comunicação"? Parece-me que ali o "transe" então devia ser mais seguro. Um espírito. impos-il'ilitam a sua ação.. pelo recolhimento c pela prece. necessita sintonizar o cérebro que recebe à sua influência. observou-se aquele enfraquecimento. às vezes. em se manifestando.concentradas.. já que para entenderdes minuciosamente não estais preparados ... fator principal de um ambiente favorável. é a homogeneidade dos pensamentos.ou outros componentes da "corrente" . mais profundo. Sintonização de vibrações espirituais. Quando o juiz Dario Lins assim falava. - Martha" Tínhamos a resposta no bolso.0 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER . já evoluídos. Expliquemos: Aquilo que o Sr. Ainda não compreendeis na Terra como se opera o fenômeno da comunicação dos desencarnados. Numa reunião. Ela se faz . E uma resposta vinda do outro mundo. "Marta". A resposta vem do outro mundo. onde. havia mais cinco pessoas .

. ou. que bem nos convidam a atentar na hipótese de trazermos. por conseguinte. fosse ele do Além ou daqui mesmo. se representasse de "médium" a serviço de "vivos". e má fé suficiente para "embrulhar" os crentes. admitem a doutrina. fenômenos tais. Mas um espírita nos diz que ela já está de há muito grafada. porém os que vêem no caso.(. refutam todas as dúvidas e a idéia de fraude pela consideração de que. a sedimentação de várias civilizações c culturas anteriores. em ampla explanação. Estes.. no fundo da nossa mentalidade. pareceu-nos que a figura de ancião de barbas brancas era pelo menos uma "imagem literária" indispensável ao cronista. . nos livros de Kardec.0 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Outro ponto que suscitou comentários dos que não crêem.é a indagação da dúvida. ocorrem fatos. etc. não tínhamos a resposta no bolso. se Chico Xavier tivesse capacidade para criar tudo o que grafa nas sessões. muitos de nós. A nós. Desta vez. Os espíritos assumem uma imagem divisável. Freud. e. Seria muito tolo! Há.Espírito de barbas? . O Sr. A seu ver. foi aquela parte da mensagem de Humberto em que aparece um espírito ancião de "longas barbas de neve". um fenômeno realmente espírita. Maurício de Azevedo apela para Freud. então: .

Essa mensagem nos traz uma revelação surpreendente: entre os mortos. nunca aceitou tais ofertas. segundo afirma uma observação ao pé. mais uma das mensagens atribuídas a Humberto de Campos. respondendo aos seus amigos que de forma alguma deixará a venda de "seu" Zé Felizardo. Humildade e renúncia. retirada do arquivo do "médium". ou os "desencarnados" como querem os espíritas.. em que vive. de um pobre caixeirinho de venda do sertão.Ele seria também muito tolo para se submeter à condição... Só a morte do patrão poderá afastá-lo daquele posto. citando nomes. Assombrações no outro mundo. podem também ocorrer casos de "assombração" e de "sustos". A seguir enviaremos.. e que. "Seu" Zé é padrinho dele e o rapaz lhe tem grande afeição. porém. fora de Pedro Leopoldo feitas a Chico Xavier por admiradores seus.62 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER . foi psicografado por Chico Xavier no dia 9 de abril corrente. uma exposição de oferecimento de melhores colocações. ganhando 90$ por mês! E acrescenta. O rapaz. .

tempo vem. em que todos nós viajamos através da eternidade. Essa crônica é a seguinte: . soubera eu da sua passagem para o outro mundo. as minhas crônicas e em poucos minutos nos tornamos camaradas. nem nos ponteiros do estômago que aí trabalham com demasiada pressa. defrontamo-nos de novo no vagão infinito da Vida.O "F. Conforme a observação escrita ao pé. nos é feita uma narrativa verdadeiramente curiosa e impressionante e capaz de demonstrar como não estão definitivamente sepultados os segredos que a morte levou. sem pensar no relógio que regulava os nossos atos no presídio da Terra. 26 (Do enviado especial do GLOBO. como o melhor abraço é o que podemos dar longe dos vivos.O amigo sabe que os fotógrafos ingleses registraram a presença de Sir Conan Doyle no enterro de Lady Gaillard? Esta pergunta me foi dirigida pelo coronel Cantidiano da Cunha que eu conhecera numa das minhas viagens pelo Nordeste. Tempo vai.. "tête-à-tête". . todavia.DOIS DEDOS DE PROSA COM O CORONEL CANTIDIANO . SEM PENSAR NO RELÓGIO QUE REGULAVA OS NOSSOS ATOS NO PRESÍDIO DA TERRA.. ao fim da correspondência enviada esta manhã. 10 OUTRA CRÔNICA DE HUMBERTO DE CAMPOS -". tem um título: "Na mansão dos mortos". NEM NOS PONTEIROS DO ESTÔMAGO." . E.. por desfastio. Há muito tempo.A crônica dc Humberto de Campos a que nos referimos. O coronel lia.. dementino de Alencar) . Nela. em virtude de uma arteriosclerose generalizada." PEDRO LEOPOLDO. ali estávamos os dois... foi psicografada por Chico Xavier a 9 do corrente.

casa paupérrima onde vivia Chico Xavier em 1935. .

por exemplo. . Os médicos eram atenciosamente ouvidos. a se interessar pelas coisas da sua doutrina. Apareceu uma pleurisia e todas as punções foram inúteis. uma infecção sobreviera inesperadamente. recordo-me de lá haver encontrado Antonico.lieo que manda os mortos enterrar seus mortos. sobra-me experi-Scia para não mais fazê-lo. o Antonico. Tive medo de dois espectros num ambiente soturno Be cemitério.. Contudo. . O que lhe vou contar. nunca mais acompanhei enterros de amigos. se os vivos têm ledo dos que já regressaram para cá.disse eu. o meu desejo de reencontrá-lo. em cuja personalidade o nosso vigário via um dos mais prestigiosos dos seus paroquianos. pois.Lembra-se .. Advogado de renome na minha terra.Vagamente. porém. E o meu amigo. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 65 Cantidiano tinha no mundo idéias espíritas e continuava. rodeado de zelos extremos numa alcova ensombrada de sua confortável residência. Eixo isso para os encarnados que vivem brincando de cabra-cega. . coronel. inteligente.. como quem evocasse ma cena dolorosa -.. que você não chegou a conhecer em pessoa? . Antonico chefiava iniciativas de caridade. como no I presente caso? Aliás. a vida que levaremos por aqui não será muito diri sa da que observávamos lá embaixo? Um morto. nós igualmente. monologava: . Pardavasco insinuante. já sabemos do capítulo evan. Depois de ter o abdômen rasgado por um bisturi. O Antonico se metera em alguma pendência ? O triunfo era dele.scntar-se nas solenidades dos vivos.replicou o meu amigo. Injeções eram aplicadas. quando vim a saber nestas paragens que ele se achava às portas da morte. menino ..Pois bem. uma argumentação infalível na defesa. captava a confiança de quantos se lhe aproximavam. presidia associações religiosas c primava pela austeridade intransigente dos costumes. Isso era certo. O crime mais negro apresentava. Antonio F. o acontecido . As poções eram ingeridas. para a sua palavra percuciente. a morte rondava o leito de rendas.. com o olhar mergulhado no pretérito longínquo. coronel. Ganhava todas as causas que lhe eram entregues. sentimos E pulsa de topar os vivos. isso de acompanhar enterros. no seu temporário esquecimento.começou ele . Quando voltei desse mundo que hoje representa para nós uma penitenciária. nome pelo qual respondia na intimidade.Conte-me. Antonico agonizava. . mal sopitando a curiosidade. Simpático. absolvidos com a sua colaboração. Em algumas cerimônias religiosas a que compareci. trouxe dele saudosas recordações. como bom católico. já o conheci na elevada posição que usufruía no seio da sociedade que lhe Reatava todas as ações e pareceres. Gozava de toda a nossa consideração e estima. Onsiderados mortos. mas. Era de uma felicidade única. Vi-o nos seus derradeiros momentos sem que ele me visse na sua semi-inconsciência. às vezes. . Obtive permissão para excursionar pela Terra e fui revê-lo na sua cama de luxo. Imagine. ocorreu entre os .Desde essa noite. participar das suas alegrias e das nas tristezas. era um dos meus amigos do peito. com o seu passo silencioso.Então. retiravam-se da sala de sessões da justiça quase canonizados. Os réus. na outra ida. era o tipo do mulato brasileiro.Pode sim.da admiração que eu sempre manifestava pelo Dr. . pode pi r. Costumamos observar que. Criara a sua família com irrepreensível moralidade.

poderão interceder pela tua sorte. agora. Réu de um crime nefando. eu. Eu poderia ter possuído um lar. como nem todos os que morrem se desapegam imediatamente dos humores e das vísceras. Todavia grilos estentóricos ecoaram aos meus ouvidos: . Recordas-te das promessas mentirosas que me fizeste?. esperei que o meu amigo acordasse para ser o primeiro a abraçá-lo. Desnecessário é que lhe diga das pomposas exéquias que a Igreja dispensou ao morto.. Preces. os filhos o pai. Meu lar foi o hospital donde se escapou o último gemido de meu peito. deploravam o desaparecimento do homem probo. esgueirando-se entre as lápides enegrecidas. De vez em quando. a mim coube o desprezo e a condenação. Ninguém poderá advogar a tua causa. Há mais de um lustro. em meio do fumo das queimadas. à sua cabeceira. Lembras-te ile mim? Eu sou a Rosinha Sanches. que sustinha naquelas mãos de cera um delicado crucifixo. Havia um cheiro de terra brava.. recitando a oração dos moribundos.! . abandonei a terra que me vira nascer para ganhar o pão no mais horrendo comércio. de mulher. numa toada esquisita. Observei-a de longe. Todas as nossas testemunhas. 66 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Os médicos. Envergonhada.. Entretanto. que haviam nascido para acariciar os anjos de Deus. Era crepúsculo. onde os homens pagam o tributo das suas misérias. o vento agitava a ramaria dos chorões. os quais pareciam soluçar. foste sacerdote da justiça.. as nuvens estavam enrubescidas. como não puderam cicatrizar i o 1 mundo as feridas que abriste em meu coração. chegou o momento da minila vingança!. eu. acima dos homens. Parou junto daquela cova fresca. fazia ao céu piedosas recomendações.. nem o I > ( i i h . acompanhei o fúnebre cortejo que ia entregar à terra aqueles despojos frios. Corri mundo sem esquecer a tua perversidade e sem conseguir afogar o meu infortúnio na taça dos prazeres. em nome da justiça eterna que nos rege. onde não poderás comprar a consciência dos juizes. como dois galhos de árvores cheios de passarinhos. Aquela mulher pertencia também ao reino das sombras. fui obrigada a sufocar a minha fraqueza nas sentinas sociais. Não se tratava de nenhuma alma encarnada. a vítima desconhecida. entre as lousas silenciosas. cheias de cruzes caladas. A esposa chorava o esposo. Aos meus olhos. . oh! desalmado assassino. E naquela tarde de agosto. Afor-1 1 1 na que te deu um nome foi edificada no pedestal do crime. são mudas. Transcorridas algumas horas. foram por ti transformados em tentáculos de perdição. os bordéis. Os coveiros abandonaram a tarefa sinistra c eu vi um vulto. ao pé dos salgueiros e dos ciprestes. u i .. são estojos de carne apodrecida. Viveste com o teu . Asper-sões com hissopes ensopados na água benta e latim agradável. que infelicitaste com a tua infâmia! Já não és aquele moreno insinuante que surrupiou a fortuna de meus pais. onde as eri ancas abençoassem os meus carinhos e onde um companheiro laborioso se reconfortasse com o beijo da minha afeição. O triunfo e a consideração te pertenceram. Meus braços. parecendo uma espumarada de sangue. o mundo foi teu. Os anjos aqui são de pedra e as capelas de mármore. Eu esperava. O padre. destruindo-lhes a vida e atirando-me no meretrício abominável.exclamou o espectro -. espero-te nesta solidão indevassável. em virtude da sua posição eminente.Antonio F. Nem Deus. Venho condenar-te. aquele quadro era o da morte do justo. Mas. Tiveste a sociedade.

não sendo. sei lá!. o sobrenome do "Dr. As edições se esgotam. trata-se de um fenômeno nitidamente espírita. como se estivesse interrogando a si mesmo. a quem conheço pessoalmente e cujo poder mediúnico a ninguém é lícito negar. . A repercussão em Minas BELO HORIZONTE. mas. Dado o fato na mesma narrado. compreendem-se o escrúpulo e a delicadeza do "médium" em pedir a supressão que nos apressamos a fazer.Ando a par dos trabalhos de Chico Xavier. A respeito da realidade das cartas psicografadas por Chico Xavier o vespertino "Diário da Tarde" ouviu. Ao nos fazer esse pedido. enquanto eu meditava tristemente naquela história. dizem saber da existência. Lá o deixei." O "F. autoridade espírita nesta capital. afigurou-se-me ver um monte de ossos que se moviam. o espírito.Homem.A mulher chorava . o Sr. que declarou: . Crânio." Atendendo a um pedido de Chico Xavier. Por uma coincidência sinistra. -HUMBERTO DE CAMPOS. ao mesmo tempo que umas falangetas de aço pareciam apertar o pescoço do cadáver do meu amigo..Orai por ela". Olhei a cruz modesta e carcomida que havia sido arrancada poucas horas antes. e.. . pouco depois de serem elas psicografadas. O coronel fez uma pausa.. De fato.Estava sim. já desfigurados pela ferrugem: "Rosa Sanches . São reais e insofismáveis as mensagens recebidas de além- . Presente e desperto. não sei se por a i I c s do acaso. porém. Procurei fazer tudo pelo Antonico.E ele. para que ali fosse aberto um novo sepulcro. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 67 conforto. c Deus. sentindo os horrores daquela sufocação. Antonio" pela letra "F". declarando por fim: . reencontravam-se os dois corpos e as duas almas. mas o inferno agora será de nós dois!. quando atravessei com o meu olhar a terra que lhe cobria os despojos.continuou ele . substituímos. . 10 (Especial para O GLOBO)-Têm tido grande repercussão na capital as reportagens feitas pelo enviado especial do GLOBO em Pedro Leopoldo sobre as mensagens vindas do além-túmulo. Eu acredito que Deus tenha criado o mundo. úmeros. estava presente? . isto é.. clavículas se reuniam sob uma ação misteriosa e vi uma caveira chocalhando os dentes de fúria. hoje.de meter dó. coronel? Onde estava Deus que não se compadeceu do pecador arrependido? Cantidiano me olhou. mas eu acho que a Terra ficou mesmo sob a administração do Diabo. nela estava escrito um nome com pregos amarelos. daqueles sete palmos de terra. em Minas e São Paulo. notada a minha presença. enquanto eu penava com a minha miséria. tíbias.. na mensagem acima.. ele o justificou assim: pessoas daqui. Raul Henriot. que leram essas páginas. de famílias com o sobrenome que apareceu na mensagem.Mas. coronel. sendo as mensagens comentadas em todas as rodas. Aproximei-me dela.

Foi Humberto de Campos quem transmitiu a Chico Xavier os seus novos trabalhos no mundo espiritual. reconhecer a identidade do autor. não se podendo pôr a menor dúvida em que elas partam daquelas eminentes figuras já falecidas. pelo conhecimento do estilo. 68 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER túmulo por Xavier. . O mesmo braço que psicografou aquelas produções deixou abaixo delas a assinatura de seus autores. Aliás é fácil.

o rústico mas seguro balisamento da marcha das bandeiras.Motivos particulares e imperiosos nos haviam Ivado de volta ao Rio. nas brumas. os horizontes da tradição e da legenda. COM OS VIVOS! / PEDRO LEOPOLDO. dominados os motivos que nos haviam arredado. 10 dc maio . o assunto como encerrado.. a mais amável e tocante das recepções: o sorriso da menina do café. na sucessão infindável das colinas coroadas dos coqueiros que ficaram do século XVII . apenas saltamos. porém. retomam o rumo do planalto altivo. eis que o repórter e o fotógrafo. Agora sim De novo. a Santa Luzia. mais do que nunca se nos apresentava ele tentador e extenso diante dos nossos olhos e das nossas indagações .. nós encontramos cm Pedro Leopoldo. nos últimos dias de abril. . heróica e serena que nos reafirma e adverte. o círculo sedutor e impressionante |bs fatos e revelações em torno dos quais desdobramos . se rasgaram aos nossos olhos. o Rio das Velhas. por lementino dc Alencar) . da velha Minas tradicional. tivemos de aban-lonar. momentaneamente. Não déramos. De novo o Ribeirão da Mata. E agora sim.(Especial para O GLOBO. no bronze e no granito de seus monumentos: . por pouco mais de uma semana. 11 CHICO XAVIER ESTÁ ASSOMBRADO. Pelo contrário. Assim. E. dc Pedro Leopoldo. pois.como uma perspectiva de incógnitas que se perdesse ao longe.tanto quanto pos-ívcl com a atenta e silenciosa isenção dos espelhos - as nossas reportagens ntcriores. ao contrário da outra vez.Montani semper liberi.

.. uma coisa que as preocupa deste e do outro mundo: as figurinhas das balas de açúcar. adoeceu li-I vii amente.. atribuindo isso ao esforço despendido naquela reunião." . E "médium" de incorporação e vidente. O rapaz está assombrado..apesar das perturbações bue a assistência. pelo seguinte: ele quer comparecer à primeira sessão dos irmãos Xavier.ii admitindo."Ora. na sua humildade. lavando a campanha. e da sua csquivança à objetiva . nos reconhece e nos sorri também. reencontremos o mesmo ambiente dc expansiva e grata hospitalidade que já nos seduzira da outra vez. José Ribeiro Sobrinho.para a sensação de que os dias não passavam . à repercussão do caso Chico Xavier. ao que parece. Deus é teste- . E a sua presença. dentro do assunto que mais anima as palestras.os "casos de assombração" e as anedotas da fulaninha..Eu tenho medo dessas notícias. Agora. E não tarda que.. A primeira novidade A primeira novidade que encontramos. sobremodo.. Não com os mortos. para psicografar as mensagens . uma constante se vai impondo às nossas observações: o assunto "Chico Xavier" transbordou. .. por enquanto.. por sua qualidade... A inundação A par dessa sensação de reencontro amável. Apenas as crianças.. Inquieta-o. E nem faltam ali . encontramos a inundação.que já publicamos . e nos pusemos a lhe acompanhar o curso. a pergunta e a confidencia. o Sr. prende-se. agitando-se um pouco. aqui. Sua presença. Poderia parecer aos meus amigos e companheiros de crença que eu lucro publicidade. Fala quase como quem suplica: . depois da sessão de 24 de abril.. a outra menina. Nem a capitai escapou de todo. No balcão Fomos encontrar Chico Xavier. aos poucos. revela-nos que. à tarde.. o receio de que o façam "importante". é a presença aqui de mais um "médium". eu estou todo despenteado... apenas desembarcamos.. o Sr. desconhecido. o que aguça. para estas.. da primeira vez. produzira na "corrente". Preferia ficar obscuro.. ao que parece.Chico Xavier I . no seu posto de costume: o balcão de "seu" Zé Felizardo.70 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Depois. mas com os vivos. para o repórter.uha de que eu vivo sem interesses materiais. diante da mesa concorrida e farta do Hotel Diniz. Assim. o sertão. desperta desde logo interesse. sempre bonita e simpática. Ribeiro Sobrinho também chama um pouco as atenções. a torrente ainda não pode colher. Depois deste exórdio com que costuma receber o repórter. a mania que agita e absorve o mundo liliputiano da região. Faço a minha religião no silên- ■0. irreprimivelmcntc. Enquadrado. as expectativas. do leito já largo por onde corria quando demos com ele. a cidade.. só há.

No labor anatômico. Chico Xavier já teve um dos seus "transes" solitários e colheu então uma curiosa mensagem de que nos ocuparemos a seguir. fizesse. com o "médium". atro e mudo. O soneto referido é o seguinte: HOMEM Na misteriosa solidariedade . E ele por si não saberia desenredar aqueles versos. e está pronto a continuar a bcercer sua missão de médium. nos versos. com um cuidado muito especial. parece também que o verso "Faz-se mister de lágrimas que o domem" contém um erro vulgar de concordância c um "de" a mais. No caso desse soneto. citados.. levando em conta o fato de grafar. fizemos uma observação interessante: a certa altura. De consumir as podridões de tudo. No órgão morto. as mensagens. às vezes..com intenção - que ele. os versos. horrendo e rudo. A nós. que o sentido da quadra apresentava um tanto confuso.. Chico Xavier não soube. a correção. corrigir. O médium reconhece isso. porém. com ligeiros senões. Sem indicarmos o ponto que nos parecia errado c admitindo. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 71 Restabeleceu-se. na segunda quadra. É este: ESPÍRITO Busca a Ciência o Ser pelos ossuários. Vida e Essência. os "espíritos" voltam para fazer as correções no que tenha sido mal grafado ou não tenha sido compreendido. Nos seus medonhos ágapes mortuários. porque ela nos diz respeito. no estudo Do germe. O outro soneto intitula-se "Homem". Um deles intitula-se "Espírito" e apresenta-se bem grafado. Augusto dos Anjos não voltara. No transcendentalismo das esferas. Mas só encontra os vermes-funcionários No seu trabalho infame. Está nas luzes da sobrevivência... em geral. bem coordenado. a 28 de abril. Quanto ao sentido confuso observou-nos que. impassível. que o sentido se torna um tanto confuso. E quanto a esse.. todavia. O Homem e o Espírito Da produção colhida durante esse "transe" limitar-nos-emos a envi-r hoje dois sonetos de Augusto dos Anjos. No meio triste de cadaverinas Acha-se apenas ruína sobre ruínas. Como o bolor e o mofo sob as heras. propusemos . rapidamente. sob os imperativos da métrica de tal forma se enredam. em seus impulsos embrionários. as palavras. porém. Aliás. A alma que é Vibração.

. Vive a alma encarnada. profundo Vivem todos os seres sobre o mundo Desalentados.. frágeis e famintos. A triste orquestração dos teus instintos. Buscando o Ser os fios da verdade Faz-se mister de lágrimas que o domem Mas não encontra estigmas que o tomem Dos aguilhões da hereditariedade. oh! alma encarcerada. Vives querendo a luz ignorada E ouves somente.72 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Das células vitais que se consomem. Educando atributos da vontade. em síntese o homem. No tormento estiomeno. .

ao fim da palestra rápida. por algum tempo. Por que. reconsiderava: que se dispunha ainda. era então sua indagação inquieta. "Meu Brasil querido" . a sua obscuridade pobre mas que lhe resultava grata.. Perturbava-o. não conseguíramos demovê-lo de todo. a encarar os clarões e arrostar os percalços da publicidade para que . naquela mesma pasta pobre que manuseáramos já.O QUE SE CHAMA "CAIR DAS NUVENS" .. assim. enlrctanto. à tarde . Poucas horas depois. 11 (Especial para O GLOBO. como no milagre oriental. Deixando-o. assombrava- 0 mesmo esse clarão repentino de publicidade. rápida.UM TORPOR QUE DEGENERA EM SOFRIMENTO - MÚSICA! -MORTOS PARECENDO VIVOS.ainda escreve Casemiro de Abreu PEDRO LEOPOLDO. como a melhor conquista de suas renúncias 1 bens terrenos?. 12 CHICO XAVIER NARRA AO ENVIADO DO GLOBO AS SENSAÇÕES DA SUA INTIMIDADE COM OS ESPÍRITOS .Não faz de certo ainda meia hora que Chico Xavier nos deixou. deixamos também. Ele nos viera trazer. o balcão do Zé Felizardo. à noite. A semente feliz germinou.. Essa gentileza. procurar iluminar. porém.e assumia um grande ar de sinceridade ao no-lo dizer. de chofre. e não tardou que vicejasse na fronde bonita da reconsideração. Ele uao queria . gentileza sua. conforme pedíramos. todo o arquivo de produções bicografadas que põe bojuda sua pobre pasta de papelão. no chão sincero de suas resistências. uma semente de meditação.continuar a aparecer no noticiário dos jornais. ele nos trouxe o arquivo dc suas estranhas mensagens. no balcão do seu destino. veio como um remate inesperado ao fim de séria relutância. por dementino de Alencar) . Àquela hora. E assim fazendo..

HO NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER H ii iM ic m supusesse ter ele receio de se submeter aos "testes" da curiosida-di e das análises. ele já se foi. Agora. l i l i aos nossos olhos como o jorro abundante de um manancial ignoto -i i l l ' o m o nem o . A palestra foi longa e quase que toda entregue à sua palavra. E ainda mais: com sua pasta. trouxe-nos também suas confidencias li "médium". Aí nos ficou esse mundo de páginas que se espa-i l i .

Eu não poderia responder precisamente. one as areias bebem. com uma palavra mais fácil. . Como num transe. à procura do Chico Xavier do balcão.. veio apagar a In/ para espreitar a vida. o escrevente humílimo. por exemplo. então a minha consciência como que dorme. parecia-me que também a voz de minha mãe. um estranho tõturno. Parecia falar-nos com uma inspiração nova. .. mas com o auxílio do silêncio. vai aparecendo o caixeirinho: . porque. na rede atenta da I i n s s a escuta..... causa-me até mal físico. Ouvia cantos bonitos.. no estilo daquelas confidencias. e nos púnhamos a mirá-lo mais atentamente. como no verso de Junqueiro. lambcr-I I I is os pés. não sei que impressionante vibração era aquela que havia em sua voz. E pusemos a escutar Chico Xavier. De uma coisa. quando chegamos não raro a esquecer-nos de que aquela carícia.Me dá um quilo de toucinho!. Esta noite quando ele chegou. Serão realmente dos nomes que as assinam as páginas então produzidas?.. Mecanicamente Lançáramos de início algumas perguntas compostas sobre nossas observações de outros dias. eu só faço-o mecanicamente. Surpreendia-nos então. com as ondas delgadas e mansas das suas horas tranqüilas. De repente ouvi uma voz áspera a gritar: . num mundo diferente. na praia.Quando grafo as mensagens nas sessões... senti-me. ainda adormentado. eu estava nos fundos da venda.. compõem. Aiternadamente com o inesperado. A treva.. Um chamado brusco. Não saberíamos separar um e outro. para a revoada da nossa meditação. A noite vai alta. a escuridão quase sem estrelas... que foge ao longe do alcance de nossas vistas. nem ao grafá-las no papel. O estranho noturno Pela janela percebemos. porém. é apenas um fugidio detalhe na imensidão. Eles se confundiam tanto.. E as páginas ali deixadas pelo "médium" e as palavras dc suas con-lulências que ainda se embalam como que reais e sonoras. por lento transporte. já de há muito.. me invade. Um torpor pesado. julgo estar certo: não posso considerar minhas essas páginas porque não despendi nenhum esforço intelectual. Entre este e o outro mundo. me perturba. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 75 mar. lá fora. Por vezes era brilhante imagem que ele traçava de suas idéias.O torpor é assim profundo. na impressão de o termos ali em transe. uma frase mais elegante e flexuosa do que dantes. Seria ainda o caixeirinho de sorriso ingênuo que ali estava ou era apenas um imprevisto inspirado que nos falava assim?. Há dias. prolongado. me sobressalta. presa dc um desses imprevistos torpores. Depois.

ele nos diz: . constante do "Parnaso de Além-Túmulo" e assinado Guerra Junqueiro. não seremos entendidos. Unicamente. esse sonho consciente me ocorre muitas vezes. porque os da Terra não têm palavras que representem ou exprimam tudo aquilo. Que coisa horrível eu senti. parece que. mais comumcntc. porque não perco dc todo a ligação comigo mesmo. escrevente mecânico.A música me produz uma excitação muito especial que pode me levar ao transe. Unicamente. 76 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Era um freguês. por exemplo. às vezes. depois desse transe auditivo. é para sermos identificados. costumam atender com esta explicação: ". c buscamos o nosso estilo. E compreendendo que. tocar no meu próprio empo. na minha própria carne. se o freguês gritava era por já haver falado várias vezes. guarda a impressão de que ouvia mas não saberia grafar o escutado. "meu querido Brasil". minhas sensações são curiosas. vou pôr a mão na minha cabeça. Numa página psicografada de Casimiro dc Abreu lêramos. reconhecidos." . Chico Xavier confessa que essa pergunta já lhe ocorrera. como se estivesse ilo meu próprio lado. m que se apresentavam elas nos versos: o sacerdote no templo. Os espíritos e a pátria Manifestamos certa estranheza ao "médium" pelo fato de alguns dos espíritos que com ele se comunicam demonstrarem ainda um sentimento de pátria. E os espíritos. depois ikmdonando-o e por fim despindo a batina. Música e sonho consciente Como falássemos em música. Aliás.Se nós formos dizer as coisas. a uma espécie de sonho e i insciente. E digo < p insciente. Ouve então poesias e prelc-ções inteiras. E se falamos um tanto à maneira dos homens. como se estivesse "fora de si mas sem perder inteiramente a consciência de si mesmo". parecia-lhe ver as imagens na seqüência . definitivamente. como se fosse um fenômeno dentro de outro. Foi como se eu caísse dc um sobrado. as sensações e estados daqui como eles são. mas também. pois traz uma diferença de seus transes habituais. Auditivo A outra indagação nossa. Fenômeno dentro de outro fenômeno? Expõe ainda Chico Xavier um caso que lhe ocorre. Quando grafou essa poesia. ele responde que nem sempre é assim. As vezes torna-se auditivo. a essas e outras indagações do gênero. Foi isso mais evidente na ocasião cm que psicografou a poesia "O Padre João".

eles se manifestam ao "médium" de uma tal maneira que esse pode ter a impressão dc . Nessas circunstâncias. c este: Conta-nos ele haver espíritos que lhe fazem às vezes perguntas como se fossem vivos. O "médium" manifesta-lhes essa impressão c os espíritos respondem: muitos deles parece que ainda sentem sobre si os despojos terrenos. o corpo e as impressões físicas. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 77 Espíritos que parecem vivos Outro ponto curiosissimo que guardamos das confidencias do "médium".

para a revoada da nossa meditação. . já se esbate na madrugada. sonolenta. 78 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER estar falando com um "vivo". E o noturno continua. A escuridão.. Unicamente. lá fora. como "que ainda reais e sonoras" a acompanhar os nossos pensamentos como um sonho. Mas quando a deixamos pender de todo. Nossa cabeça pende.... o sono e o sonho. sentimos que ainda as palavras do médium continuam. o "médium" poderá fechar o mais possível os "ouvidos": continuará a ouvir o que lhe comunique o espírito. O noturno.

. . aliás. EMMANUEL. . entre as quais duas intituladas "A subconsciência nos fenômenos psíquicos" e "Roma e a Humanidade". que é o seu protetor. "Prometeu ditar-me um livro do qual. Perguntamos ainda se esse protetor nunca dera. o "controlem" das comunicações com o Além. Adianta apenas que foi sacerdote..(Especial para O GLOBO. Emmanuel jamais quis revelar sua identidade nesta vida. com Chico Xavier. como "médium". nas comunicações..O DEPOIMENTO DE UM MÉDICO -"NÃO SERIA DEMAIS FALAR-SE AÍ EM HISTERIA" -UM ESPÍRITO QUE ESCREVE ÀS AVESSAS -BERLITZ FIRST BOOK. amigo do "médium" desde outras vidas.. Respondeu-nos Chico Xavier que esse espírito se lhe manifestou em 1929 e daí por diante. o seu "espírito-guia". nunca mais o abandonou em seus transes. por dementino de Alencar) . e citamos como exemplo.Durante a palestra que mantivemos.. Diz que não lhe convém fazer essa revelação. "Emmanuel Torres". "Emmanuel Kant". APENAS. já tenho recebido alguns trechos.NÃO. no hotel.A CARTA EM ITALIANO . seu nome inteiro. e de que nos ocupamos na correspondência anterior. 13 EMMANUEL KANT? . mensagens várias. .EMMANUEL. POLIGLOTA PEDRO LEOPOLDO..Não. porém. 12. fizemos também ao "médium" uma pergunta referente a Emmanuel. Confessa-se." As comunicações de Emmanuel são sempre reveladoras de cultura invulgar e Chico Xavier lembra-nos como deve ao seu espírito-protetor algumas das suas mais interessantes revelações. Entre essas estão a mensagem em inglês a que já fizemos referência em reporta- .

presentemente. Perguntamos por esses originais em inglês e italiano. Christiano Ottoni fala ao repórter do Globo sobre a instrução precária de Chico Xavier. gcm anterior e uma página em italiano escrita de maneira muito curiosa. se acha em regresso de uma viagem à Europa. Estão eles em poder do Doutor Rômulo Joviano. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER No seu gabinete de trabalho. atualmente. o Dr. por isso que o original só pôde ser lido com o auxílio de um espelho. inspetor da Fazenda Experimental daqui e que. Chico Xavier infelizmente não os tem em mão. Informa-nos porém o "médium" que em poder do .

recebendo- nos. em histeria. Há muito. Ottoni ter sido um dos examinadores dos 3° c 4 anos do Grupo Escolar. diz-nos o Dr. . acha: . se bem estudado. Christiano Ottoni. Ademais. além do primeiro. Christiano Ottoni Com aquela informação. em todos os casos de mediunidade essa palavra cabe. é provável que. fai ando-nos sobre Chico Xavier. Christiano Ottoni mostra-nos algumas páginas que constitui um interessante ensaio assinado por Emmanuel. uma questão de sexo. Aliás. médico aqui residente. nisso tudo. E. Esta.Conheço esse rapaz desde menino. fornecendo- nos as cópias procuradas. Não seria demais falar-se também. sem a possibilidade de conquistar uma cultura bastante apreciável como a revelada em muitas das mensagens que cie grafa. o normal c o anormal. Christiano Ottoni: . O que se diz dele. quanto à instrução. aquiesce gentilmente em servir o repórter. o "médium".O caso. apresentando nos dois estados alternados. grande poder de assimilação e presença de espírito. Fui seu examinador Ü Relembra a seguir o Dr. aí. apresenta-nos pois. poderão ser encontradas cópias das referidas mensagens devidamente autenticadas. da qual o rapaz teve a gentileza de me enviar uma cópia. Teve assim ocasião de examinar o rapaz e conhecer um pouco de suas possibilidades intelectuais. É apenas uma questão de confiar-se nela e na sua mais ampla penetração futura. portanto. parece-me . A mensagem em inglês A mensagem em inglês a que nos referimos foi apanhada na sessão de 23 de novembro de 1933. Com o Sr. Na mesma ocasião. excelente memória. Christiano Ottoni. Ora. não há de abandonar também os problemas ditos espíritas. sendo um descontínuo. E o Sr. Depois disso. clínico de grande nomeada em toda esta zona de Minas e. mais dia menos dia. a psicanálise dê também sua explicação sobre o assunto. Quanto à sua mediunidade. fez apenas os quatro primeiros anos do Grupo Escolar de Pedro Leopoldo. é verdade. os fenômenos anormais do se- gundo. entre nós. em sua própria residência. Apenas a instrução ficou em nível baixo. merece estudo. sobre o "corpo espiritual" e a memória. entregue ao trabalho diário e. a ciência que não deixa dc lado outros fenômenos assim qualificados. cavalheiro de trato afabilíssimo e simpático. por exemplo. fomos hoje procurar o médico citado. o médico. ao mesmo tempo. superior à normal. entretanto. no rumo de todos os horizontes. que afirma serem grandes: a inteligência muito lúcida. recusando qualquer crença no dogma espírita da comunicação com os mortos. tem vivido sempre aqui. em relação àquelas faculdades. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 81 Dr. ao tempo em que ali Chico Xavier estudava. O Dr.

a Casa generosa de Nosso Pai é. our generous Father's House is truly very large. que conhece aquele idioma. Rômulo Joviano." O erro e uma pergunta Ficando com a mensagem em seu poder. You must to make an excuse at the mistake of my writing here are an english teacher. muito vasta. o espírito-guia anunciou uma mensagem que. embora destinada a todos era de certo modo dirigida àquele presente. naquele "the" antes do "your". Verdade e esperança aos homens. I am not master. o Sr. 1st it wel being? Why the article THE? Is it spring? 1st it only to complete the hundred words?"* A resposta A resposta dada por Emmanuel c grafada ainda em inglês pelo "médium" foi a seguinte: "My dear and studious friends. Penso que se enfileirardes inversamente as minhas letras. you who are in the world. You have many friends of the your well.82 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Como estivesse presente o Dr. Paz a todos nós. em verdade.(a) Emmanuel. word. This work is very difficult and our idiom is the thought. mais tarde. Good health and peace. boa saúde e paz. My . Answering what you had asked me. Truth and hope to the men. E o "médium" psicografou o seguinte: "LLEWRUOYEH TFOSDNEIRF YNAMEVAHUO YNEMEHTOTE POHDNAHTUR TEGRALYREV YLURTSIESU OHSREHTAFS UORENEGRUO SREHTORBYM Meu amigos. unable pupil. House is truly very large. for word." As letras foram enfileiradas ao inverso e se obteve a seguinte mensagem: "My brothers. There is needy understand the truth. Rômulo Joviano deu logo com um erro. My brothers: Our Generous Father. compondo então estas perguntas também em inglês: "We do not understand very well the last sentence. Por isso resolveu. bust. Tendes muitos amigos do vosso Bem. Truth and hope to the men. You have." (l)Traduzindo-se: "Meus irmãos. . many friends of the your well. elas vos revelarão o meu pensamento. interpelar o "espírito- guia" a respeito. I will Write my letter written the wrong side. conforme já narramos.

in the earth. lasciandovi anche i miei sentimenti amichevoli tropo sinceri. Aspettate colla pacienza. Joviano ao se referir a cem palavras. You may have besought at God T'is not arrived. they are not able to come whatever. Ieri cravte cattivi. a Casa generosa de nosso Pai é. the death is not the naught. ma prima di tutto deggio ringrazziare a Dio. non dimentichiate vostri doveri giamai. Mi chiamo Emmanuel. em verdade. Verdade e esperança aos homens."*** * "Não entendemos muito bem a última sentença. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 83 friends. Gl'esempli per le più sono megiori delle parole. Assim sendo. non teniamo colori 0 aggetivi per pingerla. Why the life is everywhere. it is only the poverty five senses. Adio. Pernonnatemi si vi tengo come mici fideli amici.' . houve um engano do sr. ma io non era figlio d'Italia. quando o texto mediànico apresenta cem letras. I do not know anything to speak. a tradução que se segue. a respeito da minha mensagem em que as palavras foram todas escritas de trás para a frente. Ei-la: Buona Salute. Conservate in vostra anime fiori della speranza. podendo ter havido alguns enganos quando da cópia do original psicografado. Bisogno capire vostro doveri. Il laboro dello Francesco é fissato. - Emmanuel. Está bem colocada? Por que o artigo THE? É para encompridar e então completar cem ( 100) palavras?" Evidentemente. With God you will be happier and wiser. Oggi come altrevolte vostro amico i fratello piccolo i povero. cm alguns tópicos. voglio appena dimostrarvi che l'Immortalità é la verta. Mi allegro de potervi parlare.Emmanuel. Colla prove stessa non ci crederebbero. but your friend form the beyond. Sotto gli pianti sono le luci che rischiarono la su conocenza icordatevi che gli scolari i fancliulli ubbidiscono al loro precettore. Nosta lingua é il pensiero. Tendes muitos amigos do vosso Bem. My brothers. Boa saúde e paz. e na qual afirmei: 'Meus irmãos. Qualchcduno vi a detto che tale manifestazione spiritiche sono utile per condurre la credenza quelli di vostri fratelli i quali non credono ancora. but we have the apring from infinity. non bisognamo delle lique umane. the foolish men are they. Hope is good. generally. Respondendo o que me perguntastes. Sono vostro amico vecchio. Believe to do well herself. oggi siete meggiori i dimani sarete buoni. Patience is a virtue prettier and better than gold. Bisognarcbbero ciò per sapere che siamo com voi? Perché i che già non siamo prigioncri della Terra. muito vasta. Gl'uomini se sentono saggi colle piccoli cienzi o colle religioni dogmatiche. ** Este texto apresenta alguns trechos que deixam dúvidas quanto ao sentido exato que Emmanuel tentou transmitir em inglês. per molti di vas tri fratelli l'orgoglio é tutto. é mais uma interpretação do texto do que propriamente uma tradução: "Meus queridos e estudiosos amigos. Ma sono deluso. A eglino viene la luce per lo camino delle grandi dolori. Here are the lessons. . Sai lode a Dio. recebida ainda naquele mês de fevereiro de 1933 é também de Emmanuel e grafada da mesma maneira curiosa que a precedente." ** A mensagem em italiano A mensagem em italiano. The key of the door from heaven is in the and of he peacemaker. Good by.

Mesmo com uma prova não acreditariam. A paciência é uma virtude mais bela e melhor que o ouro. Alguém disse a vocês que tais manifestações espíritas são úteis para conduzir à crença os seus irmãos que ainda não crêem. O trabalho de Francisco (Cândido Xavier) foi determinado. Emmanuel. não precisamos de cores ou adjetivos para ilustrá-la." (Notas do Organizador.) *** Tradução: "Boa saúde. Atrás do pranto está a luz que clareia os seus conhecimentos. de Araras. Com Deus sereis mais felizes c mais sábios. Este trabalho é muito difícil e nosso idioma c o pensamento. Meus irmãos. A chave da porta do ( eu está cm mãos do Pacificador. como já não somos mais prisioneiros da Terra. Os homens se sentem sábios com a pequena ciência ou com religiões dogmáticas.) . Que Deus seja louvado. E bom ter esperança. SP. não precisamos da linguagem humana. E preciso entenderdes a verdade. mas não sou filho da Itália. mas nós temos a fonte do infinito. Não sou mestre. Os exemplos. Esperem com paciência. seu amigo e irmão pequeno e pobre. Sou um velho amigo de vocês. Hoje e sempre. Para eles chega a luz pelos caminhos das grandes dores.84 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Peço-vos desculpas pelos erros cometidos em minha escrita. SP. muito sinceros. Mas me desiludi. Nossa língua c o pensamento. com traduções realizadas gentilmente pela professora e Iradutora Marina Leite Denardi. ." (Trabalho realizado gentilmente por amigos tradutores da Itália através das Casas Fraternais "O Nazareno". Conservem nas suas almas as flores da esperança. Adeus. Adeus.Nota do Organizador. Chamo-me Emmanuel. vós que estais no mundo. Meus amigos. Acredito que ela está bem. e seu amigo integra 0 Além com aqueles que não podem estar presentes. É preciso entender os seus deveres. Deveis ter suplicado a Deus e ela não veio. não esqueçam jamais os seus deveres. de Santo André. na Terra geralmente os homens tolos têm apenas a pobreza dos finco sentidos. Ontem vocês eram ruins. são melhores do que palavras. Desculpem se lhes considero como meus amigos fiéis. hoje são melhores c amanhã serão bons. para muitos dos seus irmãos o orgulho é tudo. Lembrem-se de que os alunos e as crianças obedecem aos seus professores. mas antes dc tudo devo agradecer a Deus. a morte nada é. Emmanuel. Porque há vida em todos os lugares. Precisaria disto para saberem que estamos com vocês? Porque. Não lenho nada mais para falar. quero somente demonstrar que a Imortalidade é a verdade. Estou contente por poder falar com vocês. há aqui um professor de inglês. deixando também os meus sentimentos amigáveis. Eis as lições. geralmente. mas aluno inábil.

("Copyright Agência O Globo) . NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 85 Cercado de visitantes de Belo Horizonte. MG. Figuram. no grupo. Chico Xavier lê mensagens por ele psicografadas. o coronel Alípio Fróes e o major Benedicto de Mello Franco. da Polícia Mineira.

ou melhor."A IMPLANTAÇÃO DE UM REGIME EXTREMISTA SERIA UM GRANDE ERRO QUE O SOFRIMENTO COLETIVO VIRIA CERTAMENTE EXPIAR" "Para o estado atual do Brasil não se enquadra outro regime fora da democracia liberal!" PEDRO LEOPOLDO. 14 (Especial para O GLOBO por dementino de Alencar) . por alguns dias. a um certo ponto deste nosso inquérito sobre o qual não desejamos. não podíamos ainda falar. no momento. Esse "segredo" era apenas. de Pedro Leopoldo. de volta ao campo de nossas observações. escrevíamos: "Calemos por enquanto". Agora. que motivos imperiosos nos afastaram. e assim. Sucedeu. ao pé da referência ao segredo. A reportagem volta a trilhar uma estrada sensacional e surpreendente. Por isso. 14 "TUDO AÍ SE MISTURA E TODAS AS IDÉIAS SE PROPAGAM SEM QUE SEJAM DEVIDAMENTE ESTUDADAS" . O "segredo" não tem mais razão de ser. porém. uma intenção da reportagem: uma prova a que desejávamos chegar de improviso. Já não há o que calar. conseguimos atingir enfim o ponto almejado. . fizemos referência vaga a um "segredo".Numa das nossas últimas correspondências de abril. daquela vez. também por alguns dias mais devíamos calar.

e a quem já fizemos referência em correspondências anteriores. mas não aqueles que ainda encaram com dúvidas o dogma da comunicação com o Além. já agora sua vontade.aos adeptos e iniciados na doutrina.as nossas perguntas que poderão parecer impertinentes. Washington Floriano de Albuquerque. Agora. uma intenção se fora sorrateiramente insinuando no ânimo do jornalista: a idéia de participar também dessas comunicações sensacionais. não simplesmente como um observador. chega Chico Xavier. ao anoitecer. E firmou-se em nós a intenção. Dir-se-ia que o hábito da entrevista. Reencontramos. O repórter. como um "tic" irremediável da profissão. o Sr. bela mentalidade aberta a todos os estudos e pesquisas. E foi por isso que usamos acima a imagem da "estrada sensacional e surpreendente". a certa altura. frágeis e defeituosos . concretizou-se na vontade. Vindas de Belo Horizonte. O "mé-jilim" acaba de despedir-sc dc algumas visitas que recebera. Findo o jantar. ou melhor.as indagações das nossas incertezas e ansiedades? Pareceu-nos que não seria demais esse apelo às luzes do Além. A intenção Desde que entráramos em contato com o "médium" de Pedro Leopoldo c entráramos na apreciação de seu vasto arquivo de mensagens atribuídas a escritores. trazido por imprevista circunstância. Se nós vivemos a levantar.a esse mundo de lá dos "planos intangíveis". diante dos "vivos" . E as perguntas ficaram armadas sob a expectativa muda dos nossos lábios. acompanha-nos mais uma vez numa palestra em torno do caso Chico Xavier. promotor público da comarca. saímos juntos. mas pelas quais costumam falar e indagar as ansiedades. sustentando ainda a palestra. A intenção.tão imperfeitos. ressurgia mesmo ali. O distinto magistrado. pensadores e poetas mortos. Precipitam-se os acontecimentos Foi ontem à noite. trilhemo-la. as desconfianças das coletividades.empregand o "natural" com o sentido de exprimir o "que segue a ordem regular do fatos" . na sua humildade de trabalhador. comunica-lhe sua intenção. através do processo cerebral inevitável. diante do grande enigma sobre o qual se escancaravam nossos olhos humanos. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 87 O jornalista e o mistério Tudo o que passaremos a expor poderá parecer nada . E u m il vemos procurar José Cândido para sabermos a viabilidade de uma con-itilhi daquela ordem. à mesa do Hotel Diniz. Enquanto ali encetamos com ele a fflflleslra. dc onde ainda nos chegam o canto dos poetas e a advertência dos pensadores . mas com um gesto mais decidido dc indagação e de pesquisa. o mesmo José Cândido. amável e acolhedor de sempre. Vinha . O espírito de observação e pesquisa do magistrado e do estudioso I se seduzir pela idéia de uma consulta aos "amigos do espaço". seria acaso demais que nos lembrássemos de levar também . os desejos. A dificuldade Encontramos.

. aquilo só poderia ter lugar na quarta-feira. diante da impossibilidade surgida. Mas i I não demove José Cândido. em verdade. baixamos os olhos no silêncio. até certo ponto. um crente. pois uma concessão? Enfim.. não isenta de leve malícia. um sutil reflexo dos eternos ansei da alma humana. As sessões só poderão ter lugar nas quartas-fi iras.. Chico Xavier. meia hora antes. Mas não se podia hesitar. Washington Floriano não possa ficar aqui até quarta-feira próxima. o único dia agora reservado Bi sessões e assim fixado por determinação dos próprios espíritos-proteto-r§s do "médium". O promotor Albuquerque faz um sinal ao jornalista. nenhum dos três visitantes. José Cândido ocupa rapidamente o lugar ao lado do "médium". ainda nem tínhamos pr parado as nossas perguntas. mas uma indagação qualquer apanhada no ambiente. Os "amigos do espaço" não podem ser desobedecidos. E foi então que expusemos a nos-jß% intenção de consulta ao José Cândido: não uma dessas chamadas "conni us médicas". de constatação mais convincente. Este tira do bolso uma das páginas rascunhadas. às nossas solicitações humanas. um doutrinado. Talvez lhe ocorresse. sensível e humilde se desgostava um pouco com a necessidade daquela resistência imposta. naquele momento. Num re-lanee vem ao repórter a impressão nítida de que aquela alma boa. Mas. pelos imperativos citados. o promotor e o fotógrafo. ao sairmos do hotel. E foi no meio dessa meditação que nos surpreendeu a voz do "m dium".. O guia. nos leva à ligeira resistência. o espírito protetor do "médium". abre-nos.Bate que a porta se abrirá. Parecia-nos. do outro lado da mesa.Emmanuel atende.88 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER provavelmente comunicar o fato ao ir-jnfto. Um motivo. a palavra de Jesus: .. por maravilhosa intuição. E. aquilo que poderíamos chamar busca. Sua tristeza como que se acentuou. silenciava. das evidencias. entra na conversa. A amável possibilidade Enquanto assim falávamos. era propriamente um adepto. havíamos grafado um rascunho de indagações gerais com que pretendia mos compor as perguntas. explicável a dificuldade. Não poderíamos por certo negar que houvesse. Talvez o Sr. Tudo foi tão imprevisto que. A porta abre-se Por um instante o nosso silêncio ainda sc apoia num certo pasm Emmanuel atende. A pergunta . Ali viéramos nós bater. no fundo de nossa atitude. Dando conosco. porém. diz-nos José Candirai). o que nos movia também era uma intenção de pes quisa. a porta abrira-se. Não [fios é feita restrição quanto à viabilidade. Ped que façamos a nossa consulta. e havia uma expressão vagamente triste no seu rosto. Apenas. o jornalista. Unicamente.

de martírios. Ainda uns doze ou quinze minutos de concentração. antes de tudo. até que o povo se eduque convenientemente para as grandes iniciativas do . Fingala. em resposta àquela nossa pergunta. numa das perguntas que grafáramos às pressas para ulterior escolha: . vando-se em conta o problema da necessidade de braços para o trabalho m uma terra vastíssima à espera das iniciativas e cometimentos de pro-) ' K sso preciso. que Deus ilumine o vosso entendimento. guardando tradições dc raças diversas. ir do lápis sobre o papel. por sua vez. Todavia. E necessário que se solucione o enigma pedagógico que implica toda essa mocidade sem entusiasmo e sem energia para estudo. para o estado atual não se enquadra outro regime fora da democracia liberal. José Cândido pede que o acompanhemos agora em sua oração. de tormentos nefandos. sem o ptci da infalibilidade. como a llftica do "sigma" copiando o fascismo em suas bases. A implantação de um regime extre-I|ta seria um grande erro que o sofrimento coletivo viria certamente Hpiar. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 89 Na folha quase amarrotada lemos isto. As mais extravagantes teorias políticas têm sido veiculadas no Bra-cujo povo. rapidamen-III)o dc costume. porém os homens que inauguraram violentamente os seus novos Bgimes não se fizeram de um dia para outro. A seguir José Cândido pede que nos concentremos numa prece ao Senhor e ao espírito dos nossos mortos bem-amados. nosso próprio bloco de papel e lápis para a grafia da mensagem que porventura viesse. Avesso à política. A resposta Nem um minuto chegou a passar e ouvimos o ruído característico do . diante do "médium" já em transe. inadaptávcl ainda à existência da nacionalidade. da outra margem. I encontra o comunismo. opiniões são coisas que pouco se custa a fornecer. De um lado prevalecem as doutrinas dos governos fortes. é giiintc: "Amigos. combater o magno problema do analfabetismo. e . Não saíram do proletariado que se compraz na incultura. mas da energia coordenadora que busca conciliar o labor operário com o trabalho intelectual das academias. Inicia-se a grafia da mensagem. ainda se encontra M I da linha decisiva de   sua evolução racial. Fornecemos. ponderadas I adinho da análise mais rigorosa. Tudo aí se mistura e todas Idéias se propagam sem que sejam devidamente estudadas. illudo os meus pareceres são igualmente pessoais.ípis estacou ao fim de uma assinatura. me sentiria mais à vontade se fosse inquerido acerca Evangelho.Que possibilidades existem e que vantagens ou desvantagens adviriam da implantação de um regime extremista no Brasil? Estendemos o papel a José Cândido que o põe. pois não houvera nenhuma preparação para isso. como os vossos. ( ) Brasil necessita. Imobilidade. É verdade que a Rússia atual fornece exemplos ao mundo inteiro. Eles representavam muitos séculos de opressão. ao mesmo tempo. A mensagem que recebêramos. estão findos os trabalhos.

eminentemente prejudicada pela sua visão mesquinha. o personalismo. Infelizmente. concernente aos problemas da coletividade. a ambição.90 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER porvir. infestam os bastidores da política brasileira. Mas . Fora disso é a ilusão portadora dos desenganos trágicos que empobrecem a economia e roubam a paz social.

O nos-* so labor intenso é todo realizado com esse objetivo. Que os homens resolvam de entendimento posto no código da perfeição. e a eles compete a realização progresso necessário. assim. A nossa atividade unicamente se circunscreve ao esclarecimento d almas. . trabalhados pelas concepções amargosas e destruidoras do negativismo. A Deus elevemos. legado à Terra por Jesus e estarão de acordo com a evolução que deve presidir todas as manifestações das nossas atividades nos setores do trabalho humano. os nossos votos humildes para que os governantes do Brasil se acautelcm com a infiltração de idéias contrárias ao bem-estar social e em desacordo com a sua vida de nacionalidade nova e apta a desempenhar um papel muito preponderante no seio da humanidade. Para atingirmos semelhantd desiderato só no Evangelho buscamos os nossos programas de ação." Estava conseguida a primeira entrevista com o Além. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 91 o que quereis? O trabalho é dos homens. Emmanuel. pugnando para que as construções da crença sejam novament reedificadas no templo dos corações humanos. Longe do cenário do mundo não nos é lícito influc ciar sobre questões distantes da nossa esfera de ação.

Chico Xavier centraliza as atenções e referências. O HOMEM INSENSÍVEL AO OURO -I I Á ESPÍRITOS- MONSTROS! . Entramos. Os visitantes eram os Srs. 15 O MAIS EXTRAORDINÁRIO MÉDIUM PSICOGRÁFICO DO BRASIL!" .Eu. Apresentações. estudioso da doutrina e autor de várias obras espíritas. acho que este rapaz é o . presidente do Centro Espírita Bittencourt Sampaio. o Sr. Antônio Lima. dc Sete Lagoas. várias visitas tem Chico Xavier recebido nestes três últimos dias. com os meus 36 anos de doutrina.OS HABITANTES D A "LINHA NEGRA" - OPINIÕES DO PROFESSOR TÃO JÚNIOR - PRESCIÊNCIA. Antônio Lima: . esta última uma série de romances aproveitando a idéia reencarnacionista. e Antônio Viçoso Gerken.Apesar de sua esquivança e humildade. . e dele diz a certa altura. José Cândido de Andrade... por dementino • le Alencar) . SUBCONSCIÊNCIA. entre as quais "O coração de Jesus" e "Cruzada redentora". espirila de velhas e fervorosas convicções. secretário do mesmo Centro.BATEM À PORTA! Um minuto emocionante da Reportagem do "GLOBO" em Pedro Leopoldo PEDRO LEOPOLDO. Em uma de nossas passagens por sua casa fomos encontrá-lo rodea-n de espíritas c admiradores seus vindos de Sete Lagoas.CHICO XAVIER. 14 (Especial para o GLOBO. escritor c jornalista.

nas comunicações.. . o valor que. Resta um centésimo. José dc Andrade tem até esta tirada de humor: .. para I as boas comunicações. Nesse rumo. loucura. c ainda sua atitude no caso da edição do "Parnaso de AÍém-Túmulo". suicídios. nesse último caso. Unicamente. o assustavam. maldades. seu desapego aos bens materiais. para a doutrina. A explicação vem-lhe assim: "Essas figuras monstruosas são espíritos inferiores e a forma que assumem. como também pela simplicidade e pureza dc sua vida. entre o aparelho . com a elite do Além. • t i l i espírito adiantado. porém. a palestra colhe alguns casos de médiuns notáveis que temos tido no Brasil. as hordas da "linha negra".degeneraram para a mais franca obcecação. necessário se torna a mais lícita sintonização de vibrações espirituais. El resultado é muito outro: desastres. Para receber maus espíritos não faltam aparelhos. de formas monstruosas. Uma coisa que preocupou Chico Xavier. A "linha negra" A esse respeito observa-se o quanto é difícil obter a comunicação com espíritos elevados.. E não só por suas faculdades realmente notáveis. para consu l u i r a elite. consi-dei. Se a mediunidade é uma missão. então. Nele confiam os espíritas da sua terra. sobre essa feição tão característica do jovem "médium": sua humildade. é a "forma" dos seus pensamentos.De uma coisa os meus amigos poderão estar certos: nunca procurarei tirar qualquer proveito monetário de minhas faculdades. de melhores colocações fora daqui. foi o aparecimento em seus sonhos.mdo-se que. Chico recusou toda e qualquer participação nos lucros da edição desse volume. que embora se dizendo espíritos..alguns homens e todas as ambições . cedendo com o tempo aos maus conselheiros . Estão presentes também algumas pessoas de Pedro Leopoldo e os comentários insistem. responsáveis por malefícios sem conta dentre os que se verificam entre os homens. concluem os da roda. Um monstro e um susto A palestra borboleteia a seguir sobre fatos e aspectos da mediunidade. O Sr. os oferecimentos que ele tem tido. há tempos. E daí também. dentro de uma espécie de "magnetismo espiritual". Daí a dificuldade em conseguir-se apanhar. I ume o "médium" capaz de receber esses selecionados do espaço. seu desapego às seduções terrenas.e o espírito. Chico Xavier.Noventa e nove por cento dos espíritos ainda são da nossa "mar-|" Não são grande coisa. ou para o charlatanismo. tornando-se elementos condenados pelos espíritas. a propósito. Relembram-se. os quais. tem sido um exemplo confortador. ele se declara disposto a cumpri-la sem visar qualquer interesse material. que é ainda relativamente diminuta em comparação com as legiões infindáveis dos espíritos inferiores.!()()  NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER "médium" psicográfico mais extraordinário que temos tido no Brasil. Ao que ele observa: . em vez dc belas mensagens do Além. a maior homogeneidade de pensamentos.o médium . ou talvez menos.

às vezes. ao regressar à minha residência. isso há anos. localizando no subconsciente a origem do fenômeno. nem anterior. A aura Contada a história. fosse recente ou remoto: vei me o pressentimento de que. rondar a casa onde ficara residindo a mulher. pouco depois. admitiu como possível o crime: na casa citada residiu um casal que "não se dava bem". deteve-se meu olhar em certo prédio fechado. Iniciados ambos na filosofia e no estudo da Sagrada Escritura. Na mesma ocasião ali esteve o professor Tão Júnior. entretanto. O professor sorri e diz alguma coisa em latim. Um dia. funcionário da Secretaria da Viação e obras Públicas do Estado. encontrei a nossa criada no corr dor e. Antônio de Assis e algumas senhoras. para minha maior sur presa. Um espírito evoluído lera ali e fizera ao professor a revelação. daí. mas que nos dá. coisa estranha que não tinha ligação com nenhum fato de meu conhecimento ou pensamento. A presciência do professor Tão Júnior A discussão assume. c justifica sua relutância por ter sido. o marido retirara-se da cidade. A vontade de matar gravara-se na aura do homem que rondava a casa. espécie dc registro das nossas vontades. a impressão de ser livre pensador. para pô-lo de sobreaviso. na falta de outro interlocutor. E o professor Tão Júnior. o imperativo: ele-ar o mais possível o coração e o pensamento. Augusto de Menezes. cai. com a explicação espírita: nossas intenções gravam-se na aura. grande palpitação. por vezes. vira o marido que voltara repentinamente. o meu mau pressentimento. Naquela manhã. o adepto da subconsciência. o professor e o coronel Anísio são os dois interlocutores mais constantes. A empregada. passado com ele mesmo: . comuniquei-lhe d passagem. confessa a sua perplexidade. ao que me disse então. entretanto. dirigi-me ao delegado de polícia. ainda preocupado. E. da Força Pública Mineira. Jayme Nunes. naquele prédio ia ocorrer um crime de mort Entrando em casa. a minha empregada. por vezes na citação de casos diante dos quais se confessa perplexo. diz. educado na escola da verdade. Este. mas em choque. que se nega a admitir a hipótese espírita no caso Chico Xavier. está ainda contra a hipótese espírita. os Srs. Outras visitas Nessa mesma noite. por exemplo. dando o desenlace: o crime foi de fato cometido. Chico Xavier recebeu ainda outras visitas de Hclo Horizonte: o coronel Anísio Fróes e o major Benedicto de Mello Franco. Mas o coronel Anísio vale-se também de um latim filosófico para levar o professor a esta conclusão: . Encurtaremos a história do professor. E os espíritos têm o poder de ler nessa página recôndita. Uma vez a desavença foi mais forte. católico. Assim informado. ao que o coronel Anísio açode.Eu era escrivão do crime em Sete Lagoas.!()()  NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Para os crentes da doutrina decorre também.

. e de uma noite fria.Ninguém pode dar o que não tem.. São mais de 23 horas. lá fora. E o debate prossegue. da mesa onde escrevemos. Alguém chama o repórter. Uma batida à porta Neste momento. E uma de suas conclusões sobre o caso "Chico Xavier". no que se refere à instrução deste.!()()  NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER . ouvimos bater à porta.. aqui. Há algo de extraordinário para a reportagem.

"Os homens. teve . pouco depois das 20 horas. depois de nos apresentar aos médicos que o acompanhavam. Maurício de Azevedo. mas sem I  lensacionalismo ruidoso das coisas propriamente terrenas. o que iríamos constatar era sim extraordinário. E usamos ainda a Kjavra "extraordinário". acom-anhado de dois médicos chegados de fora há pouco. ouvindo o que se conta de Chico Xavier. Mais um teste Relembremos.diz o "guia" de Chico Xavier PEDRO LEOPOLDO. encontramos. no mesmo carro. Maurício e este. Ontem à noite. como tudo que vimos ol«servando dentro da esfera do caso Chico Xavier. uma simples pergunta ao "médium". Márcio. 96 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 16 DOIS MÉDICOS PROCURAM PÔR À PROVA O "MÉDIUM" DE PEDRO LEOPOLDO Um teste inesperado . segundo logo depois sabíamos: fazer uma consulta."O diabetes é moléstia microbiana?" -Uma hora e meia para a resposta . Trocamos cumprimentos com o Dr. Realmente. dizíamos que lignina coisa solicitava lá fora a presença do repórter. num automóvel. quando nos recolhíamos o hotel. ou antes. através do sofrimento. silencioso.Aqui o Dr. 14 (Especial para O GLOBO. e aqui trazidos por esta intenção. faz-nos um pedido: . por Clementi-pfrdc Alencar) . o Dr. Era um "extraordinário" sereno.Ao encerrarmos a última correspondência. adquirirão a experiência que os conduzirá à regeneração da saúde" .

pela concentração. os menores abalos do iipnrclho glico-regulador podem produzi-lo. isto é. Levei-o.a curiosidade despertada pelo caso. . precisava prosseguir viagem. Não poderia aguardar o transe. . como não seja um crente da doutrina espírita. Essa consulta logo se compreende. o mais breve possível. ao Chico Xavier. Sindrome ' inalado pela irregularidade da combinação dos hidratos de carbono. fora feita pelo médico. tido ao sangue o excesso dc matérias açucaradas. porém. onde pedimos a uma pessoa idônea o seu testemunho para o que teríamos de afirmar depois: que Chico Xavier nos entregara a mensagem àquela hora. isto é. do mundo do Astral em suma. descemos com ele até ao clube. E a rápida explicação do Dr. Pois.Pois não! . com o qual diz comunicar-se assiduamente. não! Encontramos o "médium". Maurício ainda nos diz que. cerca das 20 horas. O Dr. de seus guias e protetores. e lhe expusemos o pedido que nos fora feito. que o leni considerado como derivação do enfraquecimento orgânico. tra-. irei entregá-la ao senhor. na conjetura. para Sete Lagoas. O médico. não pudera o caixeirinho de "seu" Zé Felizardo tentar a comunicação com o Além. no momento. findas suas ocupações. Pouco mais de hora e meia Cerca de 22:30. logo se vê. Maurício pedia então ao repórter que procurasse receber a mensagem das mãos do "médium" logo que este a recebesse a fim de se poder fixar o tempo decorrido entre a pergunta e a resposta. A consulta sobre o diabetes A pergunta feita pelo médico citado era a seguinte: . minutos antes do nosso encontro. Chico Xavier nos procurava no hotel. . em tomo de uma questão médica. ainda agora lá. O "médium" prometera que. fora entregue ao Chico Xavier. por circunstâncias várias. depois de o havermos deixado. Como todos no hotel já estivessem recolhidos.açode ele. por isso. o seu trabalho. esclarecer : i uísas possíveis da moléstia. ele se recolhia à casa. procuraria comunicar-se com o Além e apresentar a pergunta. A pergunta. e. A resposta do Além A resposta psicografada por Chico Xavier é a seguinte: "O diabetes ainda não se encontra bem definido pela ciência. uns quarenta minutos depois quando. etc. Logo que tenha a comunicação. no automóvel. de que o rapaz procure colher para a mesma uma resposta. se recolheria à casa e. unicamente como uma espécie de teste.Vou agora tratar disso. mostrou o desejo de fazer ao "médium" uma pergunta.O diabetes é moléstia microbiana? Em caso contrário. Trazia a resposta à pergunta do médico. pouco mais dc hora c meia. escrita então ao alto de uma folha em branco.

lorna-se o pensamento do Autor espirilual mais completo. porque a insulina. não basta para que a melhora se efetue largamente no tratamento do enfermo. através do sofrimento. * Todas as moléstias têm o seu ascendente nos fatores de ordem picrobiana e paulatinamente a ciência conseguirá intensificar o trabalho dc que Pasteur foi expoente dos mais dignos. Em grande parte. I icasionando a ausência do equilíbrio endocrinico. entregando-se. as afecções do fígado ou da hipófise.) . estudando a complexidade dos organismos unicelulares e criando as substâncias microbicidas. todas as (*) Neste parágrafo. ao regime dos legumes. (Nota do Org. apesar de aconselhável como proporcionadora de bons resultados. exclusivamente à alimentação natural. os homens. desde o início. adquiridos em grande parte dos seus ancestrais. Aos poucos. c definindo qual é a glândula abdominal com alterações do funcionamento: pàncreas. embora com sacrifício. Exija-se deste paciência e perseverança. trocando a palavra combinação (dos hidratos de carbono) por "combustão". adquirirão a experiência que os conduzirá à regeneração da saúde prejudicada desde tempos imemoriais pelos seus vícios e desvios. isto porém na medida de sua espiritualização. " Uma observação Temos procurado. nesta reportagem. indicar. Emmanuel. deve o diabetes a sua causa aos vícios da alimentação e poderá ser curável quando os doentes de dispuserem a prescindir de iodos os elementos da carne. 98 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER como sejam as alterações do liineionamento da glândula abdominal.

Dentro desse espírito de fidelidade ao observado tomaremos a liberdade de destacar este detalhe: Os dois médicos de Pedro Leopoldo estão acima de qualquer suspeita. no exercício de suas faculdades mediúnicas. observaremos o seguinte: nenhum deles se encontrava em Pedro Leopoldo na noite de ontem. porém. Uma série de perguntas para hoje Agora encerremos a reportagem de hoje e preparemo-nos para a sessão de logo à noite. Para aqueles. residentes longe daqui. que. não conheçam os dois distintos clínicos. . durante a qual pretendemos fazer ao médium uma série de perguntas interessantes.99 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER circunstâncias que rodeiam Chico Xavier.

mais empol-.. . E isso viera desencadeai ainda com mais violência a torrente da curiosidade.. respondeu. fizera. na casa de José Xavier. e isso. . tanto para a reportagem como para i n riosidade pública.uilc do que a anterior. ao "médium" em transe. de certa forma.A economia dirigida é um mal? . havia como < 111 c aberto. uma indagação mais ou menos nestes termos: . ainda há pouco tempo. por esta razão muito simples e muito extra-Iilinária a um tempo: divulgara-se. por Clementi-" de Alencar) .A segunda sessão espírita a que iríamos assistir. zás.para falarmos em [nguagem puramente jornalística . E lembra-se o caso do senhor de Sete Lagoas que.. preocupado com certos problemas de economia política. Depois o advogado. como um sereno oráculo postado na encruzilhada inevitável das dúvidas e da fé. que . 16 (Especial para O GLOBO. ontem à Bite.indagação essa que tivera pronta resposta? E assim vão o comentário e a surpresa popular esboçando. 17 COMO EM DELFOS. a nova fase do caso Chico Xavier.O jornalista fez a pergunta e Chico. no ponto exato de confluência das indagações vindas da razão ou da crença incondicional. numa sistematização aliás justificada. de improviso.. pela cidade. uma impres-••!< mante possibilidade de entrevistas com o Além..o repórter. . uma significação ainda mais fascinante. segundo expusemos em correspondência anterior.. assumia.. O oráculo ..Depois foi o médico. e na qual o "médium" humílimo avulta.Deveras?!. A VOZ DOS ORÁCULOS ALVOROÇA PEDRO LEOPOLDO PEDRO LEOPOLDO.

ao horizonte. também comparece ao lado do repórter. Delfos assoma. que presidia as reuniões públicas em sua própria residência. no rumo de Pedro Leopoldo. . e. grande. A romaria espiritual A expectativa era. de novo. Seu irmão José Cândido. (Copyright Agência O I Hobo). desde cedo.I OH NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Chico Xavier é entrevistado pelo repórter de O Globo na presença de vários confrades. na assistência. vinda de Belo Horizonte e [ dc Sete Lagoas. já se tinha como certa § p H (icipação. de gente de fora. pois.

mas.Que diferença da casa paternal para a casa maridal!.Boa viagem. as risadas estrugem. E. ali residente. partiu para o lar e a lua-de-mel. sobre o que de remediável e irremediável por ventura exista na atual situação brasileira. dizendo. seus pensamentos se mostram fugidios para com o ambiente e a palestra. agora mais repetida e confirmada. Enquanto assim era relembrada a Fulaninha. tudo na mesma conta. À notícia..I OH NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Sondando a atmosfera. ao cair da noite. a um grande vulto desaparecido. Tanto assim que. depois de espalhar.. Parece que ele se debruça sobre o prato. pouco depois. a vaga palpitação expectativa e ansiedade . do trem. na mesa do Hotel Diniz. de que Chico Xavier pcebe mensagens em línguas estrangeiras. etc.. pela região. em redor. A ronda das indagações Com o andar das horas se vai delineando melhor a ronda das indagav i li is que confluirão à noite. na verdade. escrevia para as suas amigas: . uma pergunta patriótica. Casada. acesas pelo anedotário região. o professor Tão Júnior pretende levar.. vinte porcos. alvoroçado com a entrevista sobre ns possibilidades de implantação de um regime extremista no país. Outra entrevista? O repórter participa também da ronda curiosa. por intermédio de Chico Xavier. na anedota do casamento: "Fulaninha arranjara um marido. agora que. estaria disposto a vir a Pedro Leopoldo a fim de pedir a Schubert que este.. feliz regresso!. parece que estranhou um pouco a vida de casada. Fulaninha. na pradaria imensa 01 florescem as dúvidas e os enigmas o ramo discreto com que ele des« comparecer ante os emissários luminosos do Além. de certo. no irrequieto papel que lhe tocara para a comedia humana. bonita e saudável.. As vezes. cor um aceno. que.onde os espíritos não têm sexo . para a casinha pobre de José Cândido. sentimos no ar claro em que a cidade se dei-I embalar. na vida do Além . veiculado por certo jornal de Belo Horizonte: um amante da boa música. sua atenção insistente cuida em colher. Até um boato ' Até um boato corre. uma aura sutil de mistério. ainda uma vez comparece. não falta quem externe até o desejo de ver o "médium" poliglota escrever em árabe e em chinês. Adianta-se. conseguida pelo repórter.de uma romaria espiritual que marchasse ao encontro das revelações. entretanto. detinham-se nisto as nossas cogitações: . q possuía 20 bois. em outras rodas. aos que ficavam na estação: . Fulaninha. concluísse a "Sinfonia Inacabada". ao esclare-eimento das luzes do outro mundo. mas tudo tambér inexistente.a condessinha de Esterhazy já deve estar de há muito liberta das homenagens tocantes do amor terreno.

. Uma série de perguntas Pouco depois. E partimos como o grego antigo no rumo de Delfos. debruçamo-nos definitivamente sobre o papel e sobre o mistério e traçamos estas quatro perguntas: . na vida do Além? .Está o mundo subconsciente subordinado às funções corporais? .I OH NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER .Podereis elucidar-nos sobre os instintos e suas variedades? Escrevemos cada pergunta numa página. .Continua a alma a lutar pelo seu aperfeiçoamento. . na morte ou na vida?. quinze minutos antes da sessão.. no quarto.Onde estará a Vida. Metemos no bolso as quatro folhas dobradas.Esclarecei-nos sobre o fenômeno do Sonho.

ILUSTRE ULISSES. advogado. Francisco Teixeira. e. coletor federal. de Sete Lagoas. e . Como da outra vez. . várias outras de Belo Horizonte. por dementino de Alencar) . e mais alguns negociantes. Romero Carvalho Filho. estava a casa repleta. ativo e cordial... cerca das 20 horas. José Cândido. de Pedro Leopoldo. entre as quais o coronel Anísio Fróes e o major Benedicto de Mello Franco." PELA ESCADA MARAVILHOSA DA PRECE -TODAS AS PERGUNTAS RESPONDIDAS Max. encontramos.Concorridíssima também a segunda sessão espírita a i |uc assistimos na casa de José Cândido. Geraldo Bhering. farmacêutico e proprietário. vemos ali os Srs. ainda como da outra vez. 104 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 18 CHICO XAVIER PSICOGRAFA. entre outras os Srs. e José Affonso Vianna. Fausto Joviano. Leopoldo de Mello. A RESPOSTA A UMA NOVA PERGUNTA ESPIRITUALISTAS CONTRA MATERIALISTAS -"NÃO ME FALES DA MORTE. proprietários e funcionários. conhecido banqueiro. Maurício Azevedo. José Macedo. se esforça por acomodar a assistência na cxigüidade de sua residência pobre. Theodoro Vianna. Quando ali chegamos. além de numerosas pessoas de Pedro Leopoldo. promotor. Entre os presentes. José Vianna Braga. o "amigo do espaço ". da Força Pública de Minas. médico. DIANTE DO REPÓRTER. Annibal Belizário. resume em vinte Unhas um assunto vasto como a própria ciência! PEDRO LEOPOLDO. 16 (Especial para O GLOBO.

'Quando eras tu vivo. e. nós te venerávamos como um deus. com quem já se pode admitir a existência de um Deus. ucceu-nos que seria exagero apresentá-las todas. dos filósofos e de suas querelas. razão pura contra misticismo. Não faz mal que seja a sala pequenina. também oficina de seleiro. ilustre Ulisses! Eu preferia ser o obreiro humilde que serve. entretanto. a resposta da alma de Aquiles a Ulisses. na passagem famosa: ". no tempo e no espaço.Sim. por salário. A mesa ainda está vazia. ali. aqueles que já não existem'. Tiramos as perguntas do bolso e escolhemos. alguma coisa ainda ficou de pé: . de quando cm quando. eis que nos ocorre. Lotzc. E reacende-se ali. por favor. cheguem até aqui.Então. não te lamentes. como linhas da teoria euclidiana se hão de encontrar e confundir no infinito. para outros. Não se estabelecem propriamente discussões. quando os vivos se dirigem para o locutório de onde se escuta a palavra "silenciosa" da Morte. as pontas afiadas do debate rasgam ò estofo nobre das frases. no meio da animação da sala exígua. Ao fim da rajada tremenda da análise e da crítica. para continuar a consumir depois. delas. E José Cândido leva-nos para a peça contígua onde se realizará a issao. duas apenas. com a sua lògica. . onde se agrupa. sem dúvida. do que comandar. potencial da realidade. A queixa de Aquiles Na sala. tão distanciados.Temos aqui algumas perguntas. a palestra segue animada sobre o tema da hora e do local. A eterna por- fia da devoção e da análise . tudo está lá. que. a maior parte da assistência.paralelas espirituais que. falamos ao José Cândido: . na morte. monistas contra dualistas. e. a velha contenda: materialistas contra espiritualistas.. se vai diluindo nas convicções confortadoras. Aquiles! ' Eu falava assim e ele me respondeu: '-Não me fales da morte. lá já estava Chico Xavier.. e prepara-se rapida' mente a mesa para a sessão a iniciar-se dentro de poucos minutos. Não faz mal que estejamos. Deverão ser elas apresentadas antes ou durante os trabalhos? . Quando chegamos. Tal como aí estás. tu comandas todos os mortos. sob a toalha branca. agora." Ponha as perguntas aqui Apenas chegáramos. ainda. . apenas a modesta oficina de um seleiro do sertão. Hegel e o seu Deus-Idéia.a dúvida. para alguns.Estão escritas? . Kant e a sua crítica arrasadora. não saberíamos bem dizer por que estranha associação de idéias. E agora ali. num lampejo rápido. Aquiles. espraia-se definitivamente na negação. e ainda que morto. para trás de Bergson.

Chi-Xavier aproxima-se. a visita dos emissários luminosos das alturas insondáveis. Um minuto talvez.. ué!.açode ele. Depois. debruçados. . José Cândido vira-a.. José Cândido convida os assistentes a tomarem lugar no pequeno cômodo. se não. em todo caso. assume como que a leveza e o esplendor de um sopro luminoso.Não. lorém. silêncio no ambiente.Ah! É que nós tínhamos composto várias perguntas. sob as próprias linhas da pergunta que grafáramos.o senhor n u l e pôr essas também aí. E é já sobre as linhas em que grafáramos a pergunta que vem cair esta assinatura: Max. com seu sorriso sem malícia .. Nesse momento. na cabeceira da mesa. Fausto Joviano. rápido sempre. e a mão do "médium" dá o primeiro sinal. paciência. Pediremos resposta )ara todas. Nancy Penna e senhorita Carmosina Penna. em silêncio. a escada de Jacob da prece coletiva. Mais se inclinam as cabeças. Em redor a assistência acomoda-se. Esgotado o espaço da outra página. pela escada maravilhosa da prece. que não cessa mesmo sob as bocas mudas. E. e concentra-sé na prece que José Cândido dirige aos "cimos resplandescentes" e com que as almas daquele grupo dc humílimos sofredores se prostram aos pés do Pai Misericordioso.. com a rapidez habitual. não . Se vier. coronel Anísio Fróes. no lugar de onde dirigirá os trabalhos. Pareceu-nos. Depois. naquela invocação de esperança e de fé. que seriam muitas para uma sessão. tenta-se. Quando chega ao pé. de ordinário tão pesada e rústica. Os homens aguardam. com as outras. Percebe. José Cândido. na mesa. ou melhor a "corrente". o lápis vence o campo virgem da folha branca. à espera da lalavra do Além. Versos . ouvimos que por ela acima lança. pelo mesmo Max. cerram os olhos. elevam as almas. já para ocupar a sua cadeira. está assim formada: José Cândido. ansioso quase como um pensamento que se não quer perder a si mesmo e busca a imagem imperecível das palavras. Nelson Penna. são respondidas. E as quatro perguntas juntaram-se. o lápis volta ao alto da página já escrita. apontando para as duas folhas ainda temos nas mãos: . bem. Em seguida. 106 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Entregamos a José Cândido as duas folhas. as demais perguntas. E a palavra humana. as perguntas que fizéramos. no ar. que ele estende na cabe-•iia da mesa. E essas? . Iniciam-se os trabalhos Ao mesmo tempo. que aiveramos a escolher estas perguntas e. A mesa. entra a correr sobre o papel. Os "Amigos do Espaço" atenderam à nossa invocação. Estendida assim. talvez. Chico Xavier. descem agora as respostas que pedíramos. Correndo.

O aparelho respiratório existe no feto que dele se não serve. Depois.Está o mundo subconsciente subordinado às funções corporais? E a resposta foi assim psicografada ao pé da indagação: . a formalidade. A primeira que caiu sob o lápis do "médium" foi esta: . Não aparecem na nossa vida comum. A subconsciência é o mundo da alma cm sua existência ex-li a-terrestre. O que ele vai escrevendo apresenta-se inteiramente incompreensí- < I para os assistentes. Alguém batera à porta.se rebela c começa a grafar da direita para a esquerda. como « 1111. para as mensagens espontâneas. O lápis estaca um momento." . Max. A prece de encerramento ergue-se bora.ouvimos que uma voz cicia a um ouvido. ao lado. ansiosamente. dispensam. como um novo sopro luminoso e suave. Ele representa a súmula dos conhecimentos do ser. tiveram todas a sua resposta. mas estão no seu ptado latente para emergirem. porém. Ele. O lápis estava. Há até um ligeiro sussurro de surpresa. . Podeis conceber isto ponderadamente. em toda a sua plenitude. no pé da página. O "médium" abandona-o então. Reforça-se de novo a "corrente" e as comunicações se restabelecem. está latente no homem embrionário. Agora. em virtude do meio não comportar o seu uso. Virtuosismo Sete ou oito páginas ficam logo cheias de estrofes. A vossa ciência Bo conhece o homem integral. « N I suas existências passadas. como o fazem < nos povos do oriente. porquanto o esquecimento a que se ■ l i liam submetidos os encarnados não deixa que se possa entrever a alma total.Será árabe? . esses. Assim iSo as faculdades espirituais. quebrando o silêncio. a assistência põe-se a examinar produção. contrariando o processo normal da escrita. José Cândido convida os assistentes a rubricarem as páginas. novas folhas virgens vão ser entregues ao "médium". Estão concluídos os trabalhes. por fim. Retardatários que chegam. porém. porquanto o ambiente atual ainda não as comporta. futuramente. no último traço de uma Isi natura arrevesada. E. como da outra vez. o lápis."O mundo subconsciente não se acha subordinado à função de nenhum órgão. como dizíamos. cortesmente. Ele é a câmara secreta onde todas as experiências se arquivam para emergirem em futuro próximo ou longínquo. O "médium" psicografa versos. consubstanciada na inteligência operosa I criadora. "A vossa ciência não conhece o homem integral" As nossas perguntas.

) . de encerr mos a correspondência de hoje queremos assinalar ainda o seguinte: Concluída a recepção das mensagens. uma serie de artigos sob a legenda "Espiritismo . que foram enfeixados em livro. que este se chamara em vida. com o pseudônimo de Max escreveu no jornal O Poiz. aos domingos. Adolfo Bezerra de Menezes (1831-1900). dc três volumes com o mesmo título.Estudos Filosóficos". do Rio de Janeiro — na época o periódico de maior tiragem do Brasil -. nos comunicou o "mediu ter ouvido de "Max". 108 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Bezerra de Menezes? Enviaremos a seguir as outras respostas. de 1887 a 1894. porém. Bezerra de Menezes. (*) Dr. (Nota do Org. Antes. grande vullo do Espiritismo brasileiro.

SONHO. SONAMBULISMO humilde caixeiro de Pedro Leopoldo de novo escreve para este mundo a palavra de sabedoria do "país das sombras invisíveis".. A NOITE SENSACIONAL EM CASA DE JOSÉ CÂNDIDO . na casa de José Cândido. o trabalho de reler nossa correspondência anterior. incluímos D a resposta a uma das quatro perguntas apresentados pelo repórter ao médium". relembraremos. Enviaremos. PEDRO LEOPOLDO. àqueles que estejam porventura acompanhando a nossa reportagem. no .. "Esclarecei-nos sobre o fenômeno do Sonho. "Continua a alma a lutar pelo seu aperfeiçoamento na vida do Além?" . 16 (Especial para O GLOBO.Na reportagem que enviamos pela mala de hoje. HOMENS DEAGORA-A LAPIDAÇÃO DO INSTINTO . isto é. "Podercis elucidar-nos sobre os instintos e suas variedades?" . pelo repórter. em poucas palavras: que as referidas perguntas foram compostas. durante a sessão de ontem.ONDE SE ENCONTRA KRISHNA-MURTI - O PROBLEMA DO PRESENTE -MONSTROS DE ONTEM. as respostas dadas as outras três perguntas. que eram as seguintes conforme dissemos já em correspondência anterior: .SONO. agora. quinze minutos antes do início da sessão." Relembrando Afim de poupar. à noite. por Clementi-I H i dc Alencar) .

Entrevista. O interlocutor a quem nos dirigíamos era. . Isso. Jornalisticamente falando. na sua expressão sensacional. o eterno presente Expostas. uma série de conceitos que se poderiam resu-uesta expressão: . uma incógnita. q foram elas depositadas na mesa cerca dé cinco minutos antes daquele ! cio. um tenebroso pesadelo que a morte vem desfazer. E parece-nos perfeita a justaposição dos dois conceitos: o do pensal i hindu e este que o "médium" grafara na resposta acima. com o seu olvido. atrás.. para a alma. Presente. pois. rumo à casa de José Cândido. figuremos agora numa situação de entrevista. para os seres libertos. ainda há pouco tempo. No Além reconhece-se a grandeza de realidades insofismáveis e com mais fervor entrega-se o ser ao seu aprendizado e à sua tarefa. representa. para que o episódio ganhe todo o colorido que bem merece. po ser calculado em dez minutos.. A vida é. Não obstante a ausência da fadiga." Onde reencontramos um pouco de Krishnamurti Numa de suas conferências ditas à noite."O espírito luta cm todos os planos da existência e a vida é o seu eterno presente.. Os monstros de outras eras e os instintos de hoje . que as respostas foram escritas com a rapidez peculiar ao "mediu cerca de um minuto depois da prece de abertura da sessão. no estádio do Fluminense.. quase.110 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER momento em que ele deixava o hotel. o tempo decorrido entre a ap sentação das perguntas e a resposta.Continua a alma a lutar pelo seu aperfeiçoamento na vida do Além? E o lápis do "médium" grafou: ..Max. se dúvida. não importa. eternidade. o repórter: . parece-nos que não seria demais se considerasse mos esta a nossa segunda entrevista com o "mundo das sombras invisi veis". e o que se verifica entre os encarnados e desencarnados. de Krishnamurti. A vida não cessa nunca.A imortalidade é o presente. podendo. a alma trabalha sempre. a vida é o seu eterno presente". referindo-se ao Brito: . iramos. o caso apresenta-se com característico de uma autêntica entrevista. A existência na Terra. é a existência de leis físicas cuja complexidade não podeis ainda apreender em virtude da exigüidade das vossas percepções. Indagara. as circunstâncias em que foram apresentadas as consultas. Seus labores não cessam cm nenhuma hipótese e é pelo trabalho que busca o galardão supremo da perfectibilidade. desde que se verifico esta realidade: fizemos as perguntas com declarada intenção jornalística as respostas vieram quase que instantaneamente Por isso mesmo.... no máximo.. sobre o tema da reen-íação e da imortalidade.. porém.".

como no sonambulismo. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 110 A entrevista prossegue. porém. No sono. nas hipnoses profundas. e a resposta vem. são. no seu desprendimento temporário e ouvir e ver quantos a ela se acham ligados pelos cios . Regressai espiritualmente às épocas primárias da evolução geológica do planeta e encontrareis animais monstruosos e eenários dc fábula."Essa questão implica um extenso e complicado problema em sua landiosa transcendência. reconheceis o orbe povoado pelas mais portentosas civilizações. os motivos do vosso poder e dos vossos surtos evolutivos. não hesita.Podereis elucidar-nos sobre os instintos e suas variedades? Reconhecemos que o tema é por demais amplo para um detalhe de (revista.Max". Mas os séculos vão retocando as animalidades grosseiras.grafa imediatamente o "médium" .os sonhos representam somente o reflexo dc sensações fisiológicas. hoje. a nossa terceira indagação: . por fim. pode a alma exteriorizar-se mais intensamente. em intese elegante. Os instintos representam os embriões das facul- Éldes superiores do espírito. O sonho e sua ascendência fisiológica Está. os quais. na atualidade. em todos os setores da atividade humana. representa a evolução lenta dos instintos."Em sua generalidade . lapidando-as no cadinho dos trabalhos. transformados na inteligência civilizadora. Contudo. . nesta espécie dc parábola: . . isso não é a regra geral.Esclarecei-nos sobre o fenômeno do sonho. Mais uma pergunta: . das lutas. Toda a grandiosidade do vosso progresso. O lápis do "médium". diante do "médium". dos sofrimentos e.

encontramos constantemente a sua ascendência fisiológica. cm inglês. que só com o auxílio de um espelho. não cessou de correr sobre o papel. escoimando desses fatos todo o caráter fantasista. entretanto. Dessa página. . como se o dom divinatório fosse faculdade inerente a certos organismos. uma de Martha e outra de Emmanuel. . um de Augusto dos Anjos.Max." Bilac e Augusto dos Anjos Estava concluída a entrevista. na qual se nos manifesta como que um estranho virtuosismo em matéria de comunicações com o Além. alguns versos de João de Deus e duas mensagens.112 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER afetivos no Além. ocorrendo desta forma as predições. Ocupa apenas uma página. foi a mensagem de Emmanuel. Convém todavia estudar os sonhos. porquanto. nos ocuparemos a seguir. considerar que o "Lit". A sensação da noite Sem esquecer a sensação causada pelas respostas prontas c bonitas dadas por "Max" às perguntas do repórter. esta em inglês. O lápis do "médium". em regra geral. numa inversão total do processo normal de escrita. pode-se. mas foi grafada de tal forma.ou contra a luz se a consegue ler. o sucesso da noite. porém. E foram assim grafados ainda dois sonetos de Bilac.

. Não nos saberíamos fazer. em nosso aura.. quando já grafara as respostas às indagações do repórter e os versos. aquele desejo. não impedia que mantivéssemos acesa a curiosidade de ver Chico Xavier num desses rasgos de virtuosismo gráfico. conforme dissemos. 20 GRANDE SENSAÇÃO PRODUZIDA POR UMA ESTRANHA MENSAGEM "O conhecimento dos homens é nulo diante da morte" PEDRO LEOPOLDO. entretanto. sem que se manifestasse por palavras. uma em inglês e outra em italiano. obter esses originais que se encontram em mãos dc pessoa atualmente fora de Pedro Leopoldo. eomo querem os espíritas? Dispensamo-nos de responder à nossa própria pergunta. Isso. o que nos fez desde logo confiar na veracidade do que nos era afirmado a respeito. psicografadas por Chie i ) Xavier dc forma tal que os originais só podiam ser lidos com o auxílio de um espelho ou contra a luz. Não pudéramos. apresentamos já cópia de duas mensagens. A estranha mensagem Foi quase ao fim da sessão. da qual já nos ocupamos nas duas últimas correspondências. foi satisfeita na sessão do dia 15.Em correspondência anterior. por dementino de Alencar) . que o "médium" entrou a escrever a estranha . Teriam os amigos do Espaço lido. Pois nossa curiosidade. As cópias todavia nos foram entregues por pessoa idônea. 17 (Especial para O GLOBO.

psicografada por Chico Xavier.114 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Mensagem de Emmanuel em inglês. . pois redigida em idioma desconheci do pelo médium. caracteri zando dois fenômenos: o de xenoglossia. que só permite a leitur com o auxílio de um espelho ou contra a luz. e da escrita invertida ou especular.

sem o segundo "the". Ho foi ela decifrada. A dor e a fé são os maiores tesouros terrenos e o trabalho é o ouro da vida. Emmanuel. aliás coerente com a alegação da outra vez. Men's learning is nothing over against I' lhe death. Uma observação A propósito queremos deixar aqui consignado o seguinte: em geral. o espírito. The pain Id faith are the greater earthly sure and the work is the gold of the life. Para todos vós. Quanto ao mais. a sensação causada entre os assistentes. crentes ou não. teríamos: "Meus caros amigos espiritualistas. Emmanuel. mensagens em idiomas estrangeiros são psicografadas por Chico Xavier I esse processo inverso usado na grafia da página de Emmanuel que hoje piamos. um erro no uso do artigo "the" antes do possessivo. entretanto. desculpando-se do erro com a justificativa . dentro da própria doutrina à deficiência do aparelho. here is the our great message: ul is our Father. Na mensagem que hoje enviamos. let you support your cross with patience and courage. um professor ile línguas. o "médium". como dizíamos.e atribuídos. Amemo-nos uns aos outros. "Aqui está a nossa grande mensagem" Quinze linhas grafou o médium da direita para a esquerda e a gravu-I que ilustra esta reportagem mostra a página tal qual foi ela composta." Ainda o artigo "the" Os que leram nossa correspondência datada de 12 do corrente inteiraram-se já do que ocorreu com a outra mensagem em inglês psicografada bor Chico Xavier. apesar desses senões e outros que os conhecedores do inglês observem na mensagem . que ficaria mais elegante a expressão "the gold of the life". Nós somos irmãos. But for all you. believing either not. Lendo-se a mensagem." Grande foi. O conhecimento dos homens é nulo em face da morte.Emmanuel. Emmanuel respondera a esse reparo do assistente. Traduzindo-a. mas. . suportai a vossa cruz com paciência e coragem. na sessão de 23 de novembro de 1933. tem-se: "My dear spiritualist friends. um mestre do idioma em apreço. observou nas linhas então escritas. também.de não ser ele.. conhecedor do idioma. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 115 agem que alguns dos assistentes estavam já a admitir como árabe. Parece-nos. aqui está a nossa grande mensagem: Deus é nosso Pai. Um dos presentes à citada reunião.. como o auxílio de um espelho. não só pela maneira como foi ela grafada como pelo fato de estar naquele . com outra mensagem também em inglês.é ela clara c simples.onde há até um certo humor "terreno" . confirma-a de certo modo insistindo no uso do "the" antes do possessivo. sim. Let us love one another. que nada sabe daquele idioma . um fraco discípulo. por essa mensagem. We are brothers.

Guardadas com ternura. desde logo. as rimas parelhas.116 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER idioma: em Pedro Leopoldo todos sabem que Chico Xavier nunca teve mestre de inglês. tão usadas na "Tarde". que seguis a turba desvairada. com desvelos. Começai outra vida em nova estrada. na sessão de 15 do corrente: "Aos descrentes Vós. nesses versos. Sem a idéia falaz do grande Nada. a seguir. Nas lágrimas de dor do peito aflito!. a quem quer que seja. dos "Matuiús": "De pés virados. ansioso. nem consta.. Da fé viva. Quanto ao ritmo. marcha avessa e rude. Espera a luz esplêndida do gozo Das sínteses de amor da Natureza.. Intitulam-se eles "Aos descrentes" e "Ideal". Que entorpece. Ó ateus como eu fui . os dois sonetos que o "médium" psicografou com a assinatura de Bilac. nos quartetos. Observam-se. em verdade. no estudo dessa língua. Retrocedei dos vossos mundos ocos. onde a esperança sem repouso Luta. no primeiro dos sonetos citados. Erguei de novo o eterno altar da crença. Sol eterno na glória do Caminho!" "Ideal Na Terra um sonho eterno de beleza Palpita em todo o espírito que. Aspirações do mundo miserando. " Mas aí enviamos para maior apreciação dos bons conhecedores da poética bilaqueana. As hostes dos descrentes e dos loucos. E ansiedade perpetuamente acesa Do turbilhão medonho e tenebroso Da carne. no "Aos descrentes" aquela cadência forte e inconfundível. também um hábito de Bilac para obter delas maior variedade e tornar menos monótona a sua sucessão. Que de olhos cegos e de ouvidos moucos Estão longe da senda iluminada. envenena e mata aos poucos.na sombra imensa. de qualquer forma. . sofre e soluça. Os versos Damos. se ter ele iniciado. sem cárcere mesquinho! Banhai-vos na divina claridade Que promana das luzes da Verdade. os dois sonetos grafados pelo "médium" Chico Xavier. por exemplo. a troca da colocação das mesmas rimas. e. e sonha presa. encontra-se.

fùlgida e distante! . Desorganização molecular. Rotas as carnes. Busca o beijo de glória do Infinito!" Na mesma sessão. E em sua transcendência vai buscar A luz do espaço. grafou ainda o "médium" o seguinte soneto. quando. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 117 Mas que o homem realiza apenas. brancos os cabelos. Mas a vida a si mesma se garante Na sua eternidade singular. Fim das forças do plasma agonizante. com o nome de Augusto dos Anjos: "Vida e Morte A morte é como um fato resultante Das ações de um fenômeno vulgar.

E este. realmente.. pouco depois. " E esta Oração assinada por João de Deus: "Pai de Amor e Caridade. .118 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Vida e Morte — fenômenos divinos. Que sois a eterna clemência E de todas as criaturas Carinhosa Providência! Que os homens todos vos amem. e encerrados os trabalhos. Que vos possam compreender. Na ascendência de todos os destinos. ao início da sessão. rápida mensagem de "Martha". Pois tendo ouvidos não ouvem E vendo não querem ver. Do portentoso amor de Deus oriundos. fizera uma consulta mental. " Uma consulta mental Grafada. dizia-nos que.. Vida e Morte — Presente eterno da Ansia. em seguida. Que manifesta o espírito nos mundos. Ou condição diversa da substância. o "médium" declarou que tinha uma comunicação particular do Além para o coronel Anísio Fróes.

fonte de energia e da vontade. dormem. intitulada "O corpo espiritual". procuraremos entremear. a sua pobre pasta de papelão à qual já temos feito repetidas referências. ignoradas. algumas mensagens colhidas daquela pasta onde. e na qual o Espírito protetor do médium nos leva numa audaciosa excursão para lá dos limites da matéria. ou melhor. nos pôs à disposição o referido "arquivo". O corpo espiritual Iniciaremos. origem de todas as faculdades organizadoras PEDRO LEOPOLDO. 18 (Especial para O GLOBO. pronamente e mais uma vez. desde já podemos adiantar. nos têm escrito e pedido maior livulgação do "arquivo" de produções psicografadas por Chico Xavier. Assim habilitados a satisfazer o que nos é solicitado. a série dessas divulgações com a mensagem de Emmanuel. e este. muitas páginas realmente interessantes e capazes de merecer a atenção dos estudiosos do assunto. Transmitimos esse desejo daqueles leitores ao médium. na reportagem propriamente dos fatos e revelações da hora. hoje. Eis o que nos diz Emmanuel sobre o "corpo espiritual": . numa demonstração de acentuado interesse pelas revelações da nossa reportagem. 21 EMMANUEL LEVA-NOS A UMA AUDACIOSA EXCURSÃO PARA LÁ DOS LIMITES DA MATÉRIA! O "Corpo Espiritual". Os subtítulos que vão entrecortando a mensagem foram postos pelo repórter no sentido de melhor destacar os seus trechos mais interessantes. por dementino de Alencar)-Alguns leitores.

da luta vital. por intermédio desses moviment destruidores. ele incorpora-se átomo por átomo à matéria do germe. Inacessível aos processos da indagação científica Segundo os dados da vossa Fisiologia. caracterizado pelos seus elementos imutáveis. como a mais digna de refutação. É um axioma fisiológico a extinção das células q constituem o suporte de todas as manifestações do organismo. que se apresentam ao raio visu da ciência humana. são os da assim lação e da desassimilação. o mantenedor da aglutinação molecular que organiza as configurações típicas de cada espécie. dos quais herdam. através da qual efetuais as vossas observações e os vossos estudos. ao corpo espiritual preexistente. in lilialmente. determin o desaparecimento dc uma certa percentagem da substância da economia vital. a infinitèsima fração do fenômeno assimilatório das criações orgânicas. e espanta ao embriogenista a lei orgânica que estabelece idéia diretora do desenvolvimento fetal. desde a união do cspermatozóide ao óvulo. animal. A vida corporal. dentro da exigüidade dos vossos sentidos. senão de elementos constatadores da perda de energia. a hereditariedade. pela lei das afinidades eletivas. gastando-se o cérebro em suas atividades funcionais. na penumbra e no silêncio. c apenas o embriogenista observa. nos domínios da vida. expressão da morte Quando no homem ou nos irracionais um gesto se opera. essa idéia diretriz conserva-se inacessível até hoje aos vossos processos de indagação e de análise. organizam-se sendo as disposições dos seus precedentes ancestrais. mantenedores do seu entretenimento. destacando-se. porém. A vida corporal é bem a verdadeira expressão da morte. Todos os tipos do ino mineral. mas justamente fenômenos da morte. escapa aos vossos escalpelos. especificando os elementos amorfos do protoplasma. a célula primitiva é comum em todos os seres vertebrados. em cujo molde se realizam todas as ações plásticas da organização sob cuja influência se efetuam todos os fenômenos endosmóticos. dirigindo-a segundo a sua natureza particular. Darwin e as gêmulas . quando a sensibilidade se exterioriza e quando os pensamentos se manifestam. os que afetam mais particularmente percepção do homem. vegetal. a qual somente 'vc ser ponderável sob o ponto de vista fisiológico.120 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER "De todos os fenômenos da vida. e apen fazeis geralmente uma idéia da vida. eis que os nervos se consomem. porquanto esse desenho invisível não está subordinado a nenhuma determinação físi-co-química. todavia. é ele o assimilador das forças protoplásmicas. Respondendo a objeções Algumas objeções científicas têm sido apresentadas à teoria I ulável e verdadeira do corpo espiritual preexistente. incluindo-se o hominal. unicamente. não são os da atividade vital em si mesm consubstanciados nas sínteses orgânicas assimiladoras. Organismo fluídico. a sua sanidade ou os seus le lei tos de natureza orgânica unicamente. Não dispondes. dos conflitos que se estabelecem para que os seres se mantenham no seu próprio "habitat". Avida. entre I IIS . em suas causalidades profundas.

buscam. isso não implica um fatalismo biológico que engendre o infortúnio dos seres. ■■ao transmissíveis. apenas. contendo na matéria em-irionária a disposição de todas as moléculas do corpo. Através dos escaninhos do universo orgânico De todas as propriedades gerais que caracterizam os seres viventes somente os fenômenos da nutrição podem ser estudados pela perquiriçã científica. Essa força é o que denominais princípio vital. Hipótese a afastar Reconhecendo-se. operando os atos nutritivos de tod as moléculas. pois. ao lado da influência ambiente. O princípio vital é o agente entre o corpo espiritual. Essa força ativa e regeneradora. a afinidade sentimental. porém. fonte da energia e da vontade. como no ambiente terrestre. como um fato decorrente das severas leis morais. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 121 De todos os estudos referentes ao assunto. O santuário da memória O corpo espiritual não retém somente a prerrogativa de constituir a fonte da misteriosa força plástica da vida. salienta-i i ' a teoria darwiniana das gêmulas. Não obstante a preponderância dos fatores físicos nas funções procriadoras. sustentando-as dentro das particularidades de cada órgão.afastemos a hipótese da hereditariedade psicológica. há uma força inerente aos corpos organizados. é simplesmente a ação criadora e plasmadora do corpo espiritual sobre os elementos físicos. azotadas e ternárias. que se reproduzem dentro de cada espécie. porque inúmeros Espíritos.representando cada ser o organismo de que provém pela filiação . Além das operações comuns que se efetuam automaticamente. a veracidade da argumentação de quantos aceitam a hereditariedade fisiológica nos fenômenos da procriação . prevalecem no mundo espiritual. A maioria das moléstias. presidindo aos fenômenos partenogenéticos da sua evolução. mesmo assim. encontrando assim a sua necessária nutrição. alargar as suas possibilidades de triunfo sobre a matéria. o qual a adapta segundo as forças cósmicas que constituem as leis físicas de cada plano de existência. é totalmente descabido e inaceitável o atavismo fisiológico. corpúsculos infinitésimos que se trans-litem pela via seminal aos elementos geradores. combinando as substâncias minerais. porquanto espiritualmente temos a considerar. com o escolher determinado instrumento. de cujo enfraquecimento decorre a ausência do tônus vital precursora da destruição orgânica. imperfeitamente. em vossa época. no trabalh mantenedor da atividade orgânica. e. força que se acha esparsa por todos os escaninhos do universo orgânico. o que não nos cabe esplanar neste estudo. que revestem a matéria de poderes que ela nunca possuiu em sua condição de passividade característica. as quais. em traçando o mapa do seu destino. essência fundamenta que regula a existência das células vivas e no qual elas se banham constantemente. a qual opera a oxidação orgânica. que mantém coesas as personalidades celulares. proporcionando essa adaptação às suas necessidades intrínsecas. é também ele a . hipótese aventada pelos desconhecedores da independência da individualidade espiritual. inclusive a dipsomania. substituindo através da segmentaçã quantas delas se consomem nas secreções glanduläres. e a matéria passiva inerente às faculdades superiores do Espírito.

por exemplo. Sem ele. à sua estrutura. animadas pela sua vontade e por seus atributos imorais. O prodigioso alquimista Todas as células orgânicas renovam-se incessantemente. não afasta a verdade da influência de urdem espiritual c invisível. a Ciência atingiu a certezas irrefutáveis. pois. pois. ao corpo espiritual que se deve a maravilha da memó-I. as quais colocaram no sensòrio o limite das percepções humanas. a fim de materializar-se no mundo palpável. de fato. pela prática dos neurologistas. Semelhante asserto. . A evolução infinita E como se tem operado a evolução do corpo espiritual? Remontai ao caos telúrico do vosso globo. E. que são exíguas em relação ao número ilimitado das vibrações da vida que para elas se conservam inapreensíveis. Algumas escolas filosóficas fizeram da alma uma abstração. efetua as mais inimagináveis associações atômicas e moleculares necessárias às exteriorizações inteligentes. É ainda. em que o ser encontra os elementos comprobatórios de sua identidade através de todas as mutações e transformações da matéria. a fecundação constaria de uma composição amorfa e todas as manifestações inteligentes e sábias da Natureza. sem objetivo determinado. misteriosa chapa fotográfica onde tudo se grava sem que os menores i-oloridos das imagens se confundam entre si. assimilando a matéria ao seu molde. Toda as faculdades organizadoras provêm do Espírito. e. que para nós deve significar a expressão da vontade divina.122 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER sede das faculdades dos sentimentos e da inteligência e. reconhecendo no corpo a representação da alma. o qual representa a sua forma objetivada. segundo as leis físicas imperantes na Terra. mas a Psicologia moderna restabeleceu a verdade. e como poderia a criatura conhecer-se entre essas contínuas transubstanciações? Para que se manifeste o pensamento . através das ações combinadas do sistema ner-nso. com um aglomerado de matérias imprescindíveis à sua condição de tangibilidade. unindo os elementos psíqui-pOS aos materiais. porque se faz mister compreender não a alma insulada do corpo. mas ligada a esse corpo. a de que uma lesão orgânica faz cessar a manifestação que lhe eorresponde e que a destruição de uma rede nervosa faz desaparecer uma faculdade. constituiriam uma série de fatos irregulares e incompreensíveis. porém. o santuário da memória. Alma e Corpo Tem-se procurado explicar. toda classe i l t fenômenos intelectuais. prodigioso alquimista. sobretudo. porquanto constitui a vibração consciente do corpo espiritual — quantas células se consomem e queimam? O cérebro assemelha-se a um complicado laboratório onde o Espírito.que desconhece as glândulas que o segregam. representação material necessária. o corpo espiritual a alma fisiológica. nas épocas primárias. como.

entre as forças . estabelecendo o repouso em algumas grandes extensões de matéria resfriada. eis que. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 123 Cessadas as perturbações geológicas.

.Emmanuel. os zoófitos. Se nos achamos acima do nossos semelhantes inferiores . nosso ego constitui o nosso maior triunfo..os irracionais.132 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER cósmicas associadas. (O Globo. " E essa uma das mais recentes mensagens psicografadas por Chico Xavier. a individualidade. teremos atingi do o zênite da nossa evolução anímica? Não.. chegados ao raciocínio e a sentimento da Humanidade.) . eis que os séculos se escoam. aparece o primeiro rudimento de vida organizada -protoplasma. E. seres monstruosos das profundidades submarinas. 24/5/1935. Recapitulemos os ~ lênios passados e acharemos a nossa própria história. eis as amebas. acima de nós se encontra os seres superiores da Espiritualidade que se hierarquizam ao infinito cuja perfeição nos compete alcançar. através de vidas inumeráveis...

na vida econômica. A economia dirigida é um erro?. interessando a produção a três classes .em favor destas pode ser regulada a circulação. regular o fenômeno da troca? II . de quando em quando. Hoje.Estado.(Especial para O GLOBO.atendendo-se a que. De uma dessas vezes. o Sr. por Clemen-i i K ) dc Alencar) .. Posto em contato com Chico Xavier. etc.Dado o aumento da população mundial e a escassez do ouro necessário à circulação. 19 . da mediunidade de Chico Xavier. 22 CHICO XAVIER RESPONDE A TRÊS DELICADAS PERGUNTAS DE UM ESTUDIOSO EM ASSUNTOS FINANCEIROS PEDRO LEOPOLDO. já à noite. que nos vão • hegando às mãos.. Capital e Trabalho . Teixeira da Costa.Enquanto aguardamos a próxima sessão dos irmãos Xavier enviaremos uma ou duas das demonstrações mais notáveis. parentes e amigos que aqui possui. pela emissão naquela base. Francisco Teixeira da Cos-. o Sr. tendo por base certa percentagem da exportação de cada país. aquele senhor. gerente do Banco Agrícola em Sete Lagoas. em Pedro Leopoldo. visita. deixou-lhe em mãos as três proposições seguintes: "I . ocupar-nos-emos da seguinte: o Sr. mostrou o desejo de fazer ao jovem "médium" uma consulta Ielativa aos problemas que o preocupavam. emitindo-se certa percentagem na base do valor da produção . conseguiria. através das palestras. Estudioso de assuntos econômicos e financeiros. com li mesma intenção de teste que observamos em outros detalhes de nossa reportagem. teve a atenção chamada para o caso Chico Xavier. Teixeira da Costa. a socialização do sistema monetário.

"A escassez do ouro necessário à circulação é manifesta em todos os mercados internacionais. "evitando-se infla-assez de numerário". para onde se retira logo após haver entregue ao "médium" as suas indagações. A produção de cada país equivale a esse ouro. regular todos os fenômenos da troca".. em seus valores intrínsecos.134 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER exportável.". pelo "médium" de Pedro Leopoldo. desviando-se das criações endógenas e da pseudo-onisciência I H i v a dos parlamentares. desaparecendo integralmente o problema do aumento da população mundial. Teixeira da Costa. "doublé" do caixeirinhoj bisonho e simplório que.. Conseguimos do aludido banqueiro a vista do original dessa coi nicação para dela tirarmos uma cópia. produção que significa.. etc. na vida econômica. Capital e Trabalho . Eis as respostas dadas às proposições do Sr. consultaria a respeito os seus amigos e protdj res do Astral. a resposta foi esta: . acima citadas. só agora se vem convencendo da necessidade do espírito de loção. emitindo-se certa pgcm na base do valor da produção exportável. em Sete Lagoas. tendo por base. emissão que será regulada pela estatística. a qual. que i ' a o seu bem-estar. quando a pução dos seus interesses for concentrada em uma só finalidade. que embaraça gresso econômico dos povos?" Não é apenas o ouro a alma da emissão Chico Xavier acolheu as perguntas e prometeu que nessa mesi noite. em benefício das três classes. está afeta à política administrativa. pela emissão nessa base. . na sua atividade normal.. conseguirá. não saberia certamente resolver os problemas da prosperidade nem da venda modesta de "seu" Felizardo: Para a primeira proposição: "Dado o aumento da população mundial e a escassez de ouro.A economia dirigida é um erro científico. teve a seguinte respos- " A circulação poderá ser perfeitamente regulada. I s s a questão. a percentagem da exportação dos produtos de cada país. e "a socialização do sistema monetário. recolhendo-se à casa.em || las pode ser regulada a circulação. não apenas o ouro é a alma da emissão. a fim de auiru ou diminuir automaticamente o regime da circulação. etc. e. na manhã seguinte senhor Teixeira da Costa as recebia.Estado. As respostas foram conseguidas nessa noite. porém. evitando-se ini ou escassez de numerário? III . o lastro regulador dos fenômenos da fazenda nacional e o qual circula nas veias do comércio como elemento responsável das expressões fiduciárias." Uma questão de política administrativa A segunda proposição: "Atendendo-se a que. indo a produção a três classes . in-i < nie. porém. Dito e feito.". porquanto as condições climatológicas mantenedoras das condições de habitabilidade do planeta estão completamente alheias às cláusulas e cogitações dos economistas e sociólogos em geral.

i /enda pública. que deverão permanecer alheias aos conciliábulos de individualidades que transformam às vezes os recintos parlamentares em verdadeiros palcos de teatro jurídico onde se exibem os profissionais da palavra. um nome que ficou na história da cultura portuguesa. Esses conse-llios. os quais medram entre as coletividades ao bafejo de 1111111 alificáveis protecionismos." Oliveira Martins Todas as respostas foram assinadas por "Joaquim Pedro d'Oliveira Martins". solucionará satisfatória e devidamente tons questões de ordem administrativa.134 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Quando a mentalidade geral amadurecer para a compreensão dos amenos econômicos. porque o Capital dei-dc ser a caixa-forte de emolumentos que tem representando. E tempo da competência administrativa recrutar entre os abalizados técnicos do assunto os conselhos da economia nacional que funcionarão como forças reguladoras dos seus fenômenos. por um índice de novo ciclo de educação política. sondarão as necessidades de cada uma. o qual traz em si a mais profunda significação histórica. equivalendo essa direção. o espírito de colaboração. a economia está confiada a mentalidades que Do especializam os seus conhecimentos a seu respeito e cujos programas de ação constituem singularíssimos fenômenos teratológicos no campo da l. solucionando todos os problemas financeiros relativos à produção." A economia dirigida não é um erro Por fim. ouvirão a voz das classes trabalhadoras e produtoras e geral. a qual. a terceira indagação: "A economia dirigida é um erro cien-i r o que embaraça o progresso econômico dos povos?" A resposta veio assim: . Freqüentemente. não desprezando os benefícios que promanam do espiri cooperativista. constatar-se-á que a economia deve ser dirigida com superiorida de. e Mado se experimentará fortalecido com uma nova ética política. o Traba-descnvolverá a sua atividade produtora sob a esclarecida influência da Ica profissional. veiculando as suas propôs çõcs e defendendo os seus interesses nos parlamentos legislativos. repartição e consumo. que já se encontra rudimentarmente em atividade na Europa moderna. que enveredam pelo terreno da política facci-i s a . que operará a especificação dos valores individuais. * "A síntese é a alma da verdade" . inve tindo a política na posse da emetropia administrativa que freqüentement lhe falta. Faz-se mister que as classes se organizem. Quando a economia for dirigida por esse corpo de mentalidades pro ficientes e conscienciosas."A economia dirigida não é um erro. representando-se perant as administrações por intermédio dos seus expoentes mais dignos. porque governo nunca confabulou com os indivíduos c sim com as classes. Todos os obstáculos à nor-ul idade da vida econômica dos povos são oriundos da ausência de senso nlininistrativo dos governos. as quai devem sobrepor às arbitrariedades das facções a opinião dos interesses g~ rais generalizando-se assim o regime da consulta e do inquérito. prevalecendo as diretrizes pessoais de personalidades ou grupos em 'idencia. a emissão será regulada de maneira a se aumentar nninuir automaticamente o regime da circulação. que devem ser constituídos por técnicos especializados na economia política.

As suas principais obras versam sobre Ciências Sociais. conhecendo-se. baseada na razão. mesm o cm vosso mundo. dos elementos estranhos ao seu meio-biente a decifração das suas questões. O homem não aguarde. porém. interessando-nos outros-problemas que condizem com a nossa existência espiritual. somente no papel de examinador de tudo quanto está criado. somente a fé. A lei suprema que abrange a universalidade dos seres é a do arbítrio independente. cientificamente. como a liberdade caminha dia a dia para concepções filais avançadas. pode. a escola evoluirá com ele. a ciência humana coroará a sua obra com o conhecimento dessa Causa — que é Deus. na estrada ascensional da evolução.134 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Ao pé das respostas acima o "médium" grafou esta nota: "Perguntei ao espírito se não desejava escrever mais com respeito ao assunto. alcançar ápices inimagináveis. Todavia. A causa dessas leis produtoras de variados fenômenos para ele se encontra sempre obscura c alheia aos seus métodos objetivos de investigação. Não há confusão de autoridade ou poder. Ele defendia a evolução natural da sociedade em direção ao socialismo. na sua extraordinária capacidade de ressonância. porquanto a chave da solução de todos os problemas que interessam ao progresso humano. transformando-se no decorrer dos tempos em berço de mestres ilustres aptos a lecionar nos educandários cio porvir. devendo apenas buscar fora do i n meio a força impulsiva dos ideais realizadores. respondendo-me o seguinte: . há or-'em. historiador e político português. existe sinarquia.) poderíamos realizar porque também estamos a caminho da ver-e infinita. mas não pode criá-la. em geral.) . Todos os fenômenos. Seu trabalho Circulação Fiduciària foi premiado pela Academia de Ciências dc Lisboa. inacessível aos vossos juízos transitórios. Sugerimos I nas cm razão das nossas experiências passadas. Em buscando replicar as questões formuladas. Até hoje. Fugindo dos temas temporários da política. reside nas mãos da humanidade mesma. Para a Causa geradora da vida não existe força compulsória. O espírito encarnado atualmente é um estudante longe dos seus penates. Oferecemo-la daqui seria derrogarmos o valor da iniciativa pessoal Bem isso (*) Escritor. o nosso objeto é apenas integrar o homem no conhecimento das suas possibilidades próprias."A síntese é alma da verdade. o "quid" da realização dos seus superiores idealismos. nascido e desencarnado em Lisboa (1845-1894). pouco a pouco. Tudo o mais que o rodeia reveste-se de caráter de transitoriedade. 25/5/1935. O homem conhecerá Deus. (Nota do Org. Prolixidade não significa lógica. Obrigar individualidades c organizações a determinadas nor-ps de conduta seria a escravização injustificável e podeis observar. corresponder-se com os planos espirituais. o homem necessita con-\ u i c c r -se de que a única coisa real da vida é a sua alma. tem podido. porém. porquanto pode assimilar e adaptar a vida. sondando efeitos e descobrindo leis que se conservavam desconhecidas. porém. através da sintonia de vibrações psíquicas. Joaquim Pedro d'Oliveira Martins" {O Globo. Foi deputado e ministro da Fazenda. são dirigidos por atividade mística.

. vendo-se entre os presentes.Flagrante tirado ao encerrar-se a sessão. No primeiro plano. na noite de 22/5/1935. várias pessoas procedentes do Rio de Janeiro. além do enviado do Globo. o médium Chico Xavier. o seu irmão José Cândido. tendo. à sua direita. permanece assentado. de costas.

A sociedade tem o direito de punir ou apenas o de se defender? . então. 20 (Especial para O GLOBO. sobre questões enquadradas na esfera do Direito. o jovem causídico. precisa.Entre as pessoas que vieram de Sete Lagoas para assistir à li It ima sessão espírita na casa de José Cândido. estava. todas apanhadas do conjunto dc problemas. várias perguntas que poderiam ser feitas. no bar do Ponto. Bhering demonstrasse o desejo de fazer também uma consulta ao "médium".A sociedade deve castigar o delinqüente? . A escolha Afinal. que advoga na-ela cidade. não escondeu sua impressão sobre a maneira pronta.A sociedade tem o direito de punir aqueles que delinqüem? . cujos resultados já divulgamos. 23 QUATRO PERGUNTAS DE DIREITO PENALE QUATRO RESPOSTAS AVANÇADAS Como a sociedade deve punir os delinqüentes PEDRO LEOPOLDO. grafadas ali mesmo pelo advogado: . E não tardou que o Sr. Após a reunião. mesmo feliz. no decorrer da sessão. por Clementi-III ) de Alencar) . em palestra. conforme dissemos cm correspondência anterior. leis e regras relativas às relações sociais. o senhor Geraldo Bhering. a escolha recai sobre esta série de perguntas. como Chico Xavier respondera às nossas perguntas. Formulam-se e discutem-se.

as penitenciárias. A sociedade nunca deve punir com a morte Conforme a sua promessa fizera esperar. Acolhe-a todas. ao exarar a sua sentença condenatória. e as prisões. . apesar de sua pobreza. a sociedade é representada pelo Estado ou pelo conjunto das leis jurídicas personalizado na sua autoridade e. a segurança social. Nunca deve punir com a morte. as respostas à consulta do advogado. . importando a pena no valor do prejuízo causado. tem o direito de punir o delinqüente que lesou. promete encaminhá-la ao Além. através de declarações suas colhidas em ocasiões versas. a consulta do advoga E. Como de hábito. e sem jamais manifestar qu quer interesse pecuniário. reconheça o seu direito de ." Castigar regenerando A segunda e a terceira pergunta foram respondidas em conjunto. num seus transes solitários. que as aplicações do castigo constituem o problema relevante. provavelmente naquela mesma noite. só a teríamos na próxima quarta-feira. embora já sejam cerca d horas. somos de opinião que o Estado ou a ledade deve defender-se mais e punir menos.A sociedade deve castigar o delinqüente? "Considerando o direito dentro de todas as suas características e premido conciliá-lo com o Evangelho. da criminologia. C co Xavier não procura saber do gênero e número das perguntas. compreende-se que ele consideraria ofensiva qualquer oferta d quele gênero. de-im representar escolas. por excelência. acolhe. na mesma noite. apesar dc ronhecer coagido em sua liberdade. ainda como de hábito. O homem que delinque age livremente ou é determinado? Como de costume Cuida-se. com a mesma singeleza e solicitude. Um detalhe interessante: quando solicitado por um consulente. mas examinando atenciosamente as condições fisiológicas e psicológicas do criminoso. Pelo contrário. quando regressava da de José Cândido.A sociedade tem o direito de punir aqueles que delinqüem? — era a primeira pergunta. hospitais e oficinas. então. e considerando. Eis a resposta de Emmanuel: . conforme passamos a expor. assim como o Estado prove a necessidade de quantos requerem a sua assistência prestada sem exigências de remuneração.140 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER . de procurar o médium. sem uma restrição. com o seu crime. onde o delinqüente."Na primeira proposição. Chico Xavier psicografou. Chico Xavier é pouco depois encontrado.A sociedade tem o direito de punir ou apenas o de se defender? . A educação deve ser di-mi ida em todas as suas modalidades. Deu-as o próprio "guia" Emmanuel. visto co sessão.

trans crevemos aqui alguns versos psicografados por Chico Xavier em 1934: Cigarra morta Chamam-me agora aí Cigarra morta. segundo as suas possi- 1'ilnladcs individuais. De quanto idealizei De belo. não aceitamos a existência do criminoso nato. Porque caí estonteada à porta Do castelo em ruínas.. a qual. segundo a verdade espírita. Que inda hei de realizar Com a rima do meu verso e a gota do meu pranto. Indubitavelmente. E que ela se enquadra na questão das provas e das expiações de cada indivíduo. o criminoso age com pleno uso do seu livre-arbítrio." "Não aceitamos a existência do criminoso nato" . Meus grandes desenganos. buscando reintegrá-lo no respeito e na consideração de si mesmo. Minhas futilidades pequeninas. que é a Justiça de Deus. pois.. a instrução c a assistência significam um I i i i l i preponderante na intangibilidade do Estado.O homem que delinque age livremente ou é determinado? A essa última pergunta. castigar o delinqüente. mas as exceções não inutilizam as regras e insistimos na educação da vontade de cada um e na responsabilidade dela decorrente. Senhor.140 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER cidadão." Cigarra morta A seguir. Admitindo algo da nova escola penal inaugurada por Lombroso. por enquanto. E vivo aqui.. A escola.. E não podia haver melhor definição. acima de qualquer juízo da justiça humana. be-pficiando-o. de perfeito. ou obsessões. Dá-me força. é desconhecida pelas ciências jurídicas e está afeta ao plano espiritual. Do desencanto e da desilusão!. Sobre todos os atos da sua vida deve o homem observar o império da sua vontade e é pela educação desta que chegamos ao equilíbrio das coletividades. cumprindo o que prometemos aos que se mostram interes sados em conhecer novas páginas colhidas no "arquivo" do "médium".. devemos considerar as exceções nos casos de loucura "sine materia"... Cantando em demasia a carne inutilmente. n u ) da educação que ainda não tem e do trabalho. regenerando-o. Eu mesma inda não sei Se é ventura morrer na flor dos anos. única maneira de se conceber a Justiça Suma. somente. grande e santo. .. o "guia" Emmanuel assim responde: "A última proposição é de todas a mais transcendente e encerra um problema que tem ensandecido muitos cérebros. A sociedade pode. Atendendo-se a circunstâncias oriundas da educação e do meio ambiente. Sei apenas que choro O tempo que perdi.

" E "Tais sentimentos. eles glorificariam o autor que os assinasse. que as suas idéias são estas. orador. (Salvador. conservou-se puro em meio das impurezas e da corrupção do mundo. uma carta da qual." ". Carlos Imbassahy escreveu ao "médium". Calando amargamente. Carlos Imbassahy. seu espírito.) .. o meu pecado: Que eu olvide a cigarra do passado.. cheio de bondade e de amor pelo próximo. BA. Carlos Imbassahy* A respeito dos versos de Carmen Cinira psicografados por Chico Xavier. Como cigarra que era. Ela sempre falou assim. Já que tombei cansada de cantar. Carmen Cinira. 1969). advogado. Perdoa. A falta das canículas doiradas Sob a luz de ridente primavera.140 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Para concretizar meu anseio de amor: Evita-me a saudade Da minha improdutiva mocidade! Eu não quero sentir. tais versos são precisamente dc Cinira. 1883-Niterói.) (*) Dr. em dezembro de 1934. Belos no fundo e na forma. transcrevemos estes trechos: "Quem conheceu Cinira vê que o seu estilo é este. deslacou-se como valoroso escritor e tradutor espírita. RJ. 27/5/1935. Uma opinião do Dr. o Dr. (Nota do Org." (O Globo. data venia. Deus do Amor. Para ser uma abelha previdente. Não se compreende que o nosso irmão de Minas apresentasse como estranha tão admirável poesia.

os engenheiros Francisco e Carlos Goulart. . vendo-se. Zoroastro Passos. o prof. Mello Teixeira. e os Drs. Maurício Azevedo e Romero Carvalho. além do enviado do Globo.144 NOTÁVEIS REI'O UTAGENS COM CHICO XAVIER mBÊÊÊÊÊOÊÊÊ Instantâneo tomado na residência do Dr. Rubens Costa Carvalho.

(Especial para 0 GLOBO. escrivão municipal. Hoje.. advogado. Irineu Araújo.o santo. e de Pedro Leopoldo. o aumento de assistentes para cada nova reunião. acusam. as anotações que tomamos. procurador de partes. Neiva conter. Aredio de Souza. entre várias outras. Flenrique Guatimozin.. os Srs. o repórter medita. Ernesto Carneiro Santiago Júnior. na expectativa da reunião próxima. locais ou vindos de fora. os presentes. além de numerosas outras pessoas. de forma alguma. E. a manter-se na mesma proporção até agora observada. Christiano Ottoni. conhecido negociante. Raul Henriot e Ovidio Corrêa. ou simples descrentes e curiosos da estirpe de Thomé . Fausto Joviano. entre as quais o Sr. as sessões espíritas realizadas pelos irmãos Xavier se estão tornando verdadeiros acontecimentos cuja repercussão atrai já até gente do Rio. Perguntas. Melo Teixeira. por Clemen-lino de Alencar) . Já ao cair da noite. Na sua maioria. o Dr. é evidente (|iic. Costa Carvalho Filho. a afluência dos que. Francisco e Carlos Goulart. em breve. vindas de Belo Horizonte. Manoel Melo Viana. 22. os Srs. não poderá mais a casinha da rua Dr. apenas estudiosos ou amigos do "médium". os quatro últimos da Fazenda Experimental do Ministério da Agricultura. Jorge Frederico Laun. Srs. homem viajado e de cultura geral. engenheiros. no que se refere à presença de pessoas vindas do Rio. Amando Belizário. professor de psiquiatria da Faculdade de Medicina da capital mineira. André Aguiral. 24 HOMENS DE CIÊNCIA E CURIOSOS EM GRANDE ROMARIA A PEDRO LEOPOLDO! PEDRO LEOPOLDO. E. negociante e proprietário. sentado na varanda do Hotel Diniz. procuram assistir ao sensacional transe semanal do "médium" dc Pedro Leopoldo. espíritas declarados.Inegavelmente. por exemplo. daquele novo momento de . Maurício Azevedo. antes de se iniciar a sessão. não são.

E dessa nasce um mundo de perguntas outras. "Morrer. O redemoinho das nossas indagações estaca.146 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER contato rápido e impressionante com o mistério . Essa mesma presunção.. pela viseira de seus olhos. Sim..vulgaridade para um di futuro? .. serena e sem o limite de uma referência palpável . com o fim do crepúsculo. a alma curiosa. trai a pobre argila que palpita sob a rede de nervos estendidos do recinto arcano do espírito até a porta aberta dos sentidos.ele insiste. à tona dos nossos pensamentos. entretanto. . vêm outras pessoas que pouco depois veríamos entre os assistentes. são os espíritos.. É assunto muito complexo. E esse pensamento que vela sobre o torpor das pálpebras caídas. Será possível que esse rapazinho. Mas.. para que. . será Emmanuel! . a cisma cerra sobre nossos olhos as pálpebras inúteis. presunçoso!...como a noite que vinha caindo. insidiosamente.. dizemos "alma".. no panorama da nossa vida orgânica. o observado frio.. My alumbers . não percebíamos uma só exigência que nos convidasse àquela cisma absorvente. francamente.are not sleep. sob a viseira aberta. É D Sr.. nem nos seduz o convite daquele aroma de tangerinas doces. Tentemos. vem também postar-se. porém. teima em debruçar-se sobre um abismo de reticências. talvez sonhar. e desfaz-se ao som claro de uma voz da realidade... E. dormir. Depois. A paisagem se apaga. fique apenas a espiar. vasto. despersonalizado.observa um entusiasta de Chico Xavier. Discute-se então uma pergunta que o advogado deseja fazer ao "médium" mas que: . ao longe. Acaso seriam as preocupações da nossa vida vegetativa que . a dúvida de Hamlet e as inquietações de Manfredo? A verdade é que o ruído dos talheres não interessa. E ao primeiro "passe" da grande feiticeira que já se vai adornando de lâmpadas e estrelas. porque. A alma do cristal Ao nosso lado está agora um jovem advogado de Belo Horizonte. But a continuance of enduring thought Which then I can resist not: in muy heart There is a vigil.Mas não é ele..Oh! A isso ele não poderá responder.Il I alumber . O locutório do Além vai de novo abrir-se para nós. Costa Carvalho Filho." Quem sabe?.no esquecimento momentâneo do ambiente onde há um ruído de talheres c um aroma de tangerinas - chamavam assim. em abstrair de si mesmo. na casa de José Cândido.

corroborada pelas idéias de I lacckel. segundo indica a cristalografia. não descendo embora à intimidade dos fenômenos. se observa nas diversas formas geométricas assumidas pelos cristais. dentro de uma espécie de lei de hereditariedade. deixamos ao jovem advogado a iniciativa das perguntas complexas. do homem ao cristal. No homem quis ver a cúpula psíquica do nosso conhecimento. porém. Costa Carvalho cede. deixam. fiz ver. Costa Carvalho indica-nos o ponto de onde nascera sua indagação: . Só pouco depois. foi ela assim anunciada: "A idéia que preside à orientação das gêmulas na formação do embrião animal é da mesma natureza da que preside à formação dos embriões vegetais e dos cristais?" Na esperança de que Humberto venha Em vista da intenção do Dr. hesita. e grafa. exatamente por parecer um exagero é que os admiradores do "médium" incitam o advogado a levar-lhe a sua consulta. na sessão. O Sr. a gradação ilas qualidades psíquicas por nuanças imperceptíveis. que seria um exagero. Relembrando aí a constante que. porém. Mas.146 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER O Sr.De acordo com a teoria de Darwin. Parece-me. todavia. E a propósito do tema que o preocupa e o qual queria tirar uma pergunta destinada ao "médium". ao alto de uma folha em branco. afinal. Quanto a nós. comparece . ver a identidade do fenômeno "memória animica" e "memória cristalográfica". chegar até aquela intimidade.Observando-se que os nossos conhecimentos. Costa Carvalho. em um trabalho publicado há cerca de dois anos. relembra: . o germe da nossa alma. Não quer parecer exagerado. uma longa pergunta que ninguém pôde ler no momento. no cristal. tal indagação. o Sr. eu gostaria dc através de uma pergunta ao "médium". Costa Carvalho.

estaria ele agora satisfeito com o sentido que assumira. sua obra literária.Kann ein Geist einen lebendigen Freund besuchen? ( O Globo. ao entrarmos na sala da sessão. repleta. de saber se. n Terra. esta indagação destina da. mas sempre também tão hum a na e sentida. E foi assim que. a intenção dos "testes" continuava acesa em nós. 28/5/1935. nos altos planos intangíveis para onde se recolhem a alma desencarnadas. no Além. tão variada c vasta. não resist mos ao desejo de traçar ao alto de mais uma folha.148 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER ríamos à sessão com algumas indagações singelas grafadas na esperança d que Humberto de Campos atendesse ao apelo que lhe iríamos fazer no sen tido. mentalmente. Contudo. por exemplo. dentro da nova lei que rege a vid espiritual. . a Emmanuel: .

quase que dedicada ao grande público: a não ser a indagação do advogado. indagações sobre o que conterá um envelope lacrado por pessoas idôneas e devidamente guardado fora do alcance de todas as mãos e olhares. no lugar que fora ocupado. Sob esse aspecto. e as que reservamos para a possibilidade de Humberto "descer". está agora o senhor Raul Henriot.0 de Alencar) . os assistentes numerosos sucedem-se em fileiras cerradas. trepados em cadeiras. a sessão inicia-se da forma já por nós descrita. E. em pé ou. 23 (Especial para O GLOBO. DE ONDE PROVÉM O MAL? Nova sessão espírita e novas perguntas respondidas pelo "médium " PEDRO LEOPOLDO. Assim estão ali invocações ao espírito de Euclides da Cunha. sentimos que o ambiente é pouco propício a uma rigorosa concentração. pelo coronel Anísio Fróes. na sessão anterior. Ele as reuniu simplesmente diante do "médium". os mais recuados. a nossa. sentados. Unicamente desta vez. todas as demais perguntas a que o "médium" terá de atender constam da correspondência aqui chegada. 25 SE O BEM VEM DE DEUS. em alemão. pode-se dizer. além de outras perguntas. por Clcmenti-0. Apenas. Inicia-se o "transe" Finda a oração de abertura e após um momento de concentração . A hora de costume. a sessão é. as perguntas não foram lidas por José Cândido durante a oração de abertura dos trabalhos.Desde que penetramos no pequeno aposento onde se realizam as reuniões. em redor. A "corrente" é quase a mesma da vez passada. A mesa acaba de instalar-se. em Belo Horizonte.

obre o papel. num dia de sessão. E é sob cerca de trinta olhares atentos que a mão veloz vai psicografando respostas e mensagens espontâneas do Além. tão profunda quanto possível. A orientação das gêmulas na formação dos embriões A primeira pergunta a ser respondida foi exatamente a do Sr. onde funcionava o antigo Centro Espírita Luiz Gonzaga. A maioria dos assistentes não esconde sua curiosidade e ü interesse de ver como se desenrola a atividade do "médium" naquele 'Irliçado instante. iniciam-se o transe e a corrida do lápis ■. tem à sua direita o repórter dementino de Alencar. Costa I arvalho Filho: .Aspecto tomado em frente à casa de José Cândido. Chico Xavier. assinalado por um círculo.

a resposta segue estritamente o método científico na apreciação de tais fenômenos. em geral. No reino mineral. E necessário que se encare com justiça o conceito de Deus. ocorre sempre no instante determinado. O presidente da mesa pede maior concentração e.Emmanuel. na ordem da citação "mineral."A morte. uma folha com esta pcrgunt . porém. todavia. o lápis volta a grafar. se depreende a necessidade da educação da vontade e disciplina de emoções de cada um." A hora da morte. é por demais transcendente para que possamos resumi-lo nas duas linhas de uma resposta. Há. -Emmanuel. O assunto. é preci tempo. para discutir tão transcendente problema. assistis."A hora da morte obedece a uma lei ou é acidental?" Eis a resposta dada: . O Mal. . ao mal-entendido secular que vem se verificando entre a ciência e a religião."A idéia que preside à orientação das gêmulas na formação do embrião animal é da mesma natureza da que preside à formação dos embriões vegetais e dos cristais?" Eis a resposta: . enquanto a ciência guardou-se nos absurdos da negação. A ciência não pode conceber o pensamento sem o cérebro e a vida fora da matéria organizada. Cai a seguir. o qual já cnsandeceu muito cérebro de teólogo consumado. para Kant. recolheu-se na sua ousadia dogmática. de indagação c de ." A mensagem inacabada Finda essa resposta. todavia. animal. encontramo-la sempre representando os corpúsculos infinitésimos." Mais tarde."A teoria darwiniana das gêmulas constitui uma regra geral em lodo o portentoso drama da evolução anímica. evitando-se o encará-lo como o monarca do céu que as religiões criaram com suas absurdas afirmativas. Está para o Bem como a noite está para o dia. Não é. significa o sentimento absoluto da nossa dependência. personificação do Amor supremo e da suprema Bondade. já o disse um profundo pensador."O mal em hipótese alguma pode provir de Deus. A liberdade individual está. Ele representa uma questão de julgamento imperfeito dos homens.. contudo. vegetal e animal". A religião. acima de todas as circunstâncias e. vegetal. por fim. é o Bem interpretado imperfeitamente. aliás. pois. sob o lápis do "médium". . incluindo-se o hominal. de onde provém o Mal?" O lápis do "médium" assim grafou a resposta: . daí. Esta última. Costa Carvalho fez-nos ver que. o Sr. representa a base de nossos deveres. há como que uma ligeira interrupção no transe. para Schleimacher. De onde provém o mal? Outra pergunta: . exceções e essas se verificam segundo o livre-arbítrio do homem. nesses tempos da civilização contemporânea em seu auge de esplendor."Amigos.Emmanuel. ficando portanto essa tarefa para uma oportunidade mais de acord com a necessidade do momento. o princípio religioso é a tendência de toda a criatura para a idéia de Deus e para a grandeza da sua imortalidade. com a falência das suas instituições. uma resposta. . é uma comunicação espontânea qu~ diz assim: . obedecendo à própria ordem natural.."Se o Bem provém de Deus. porém. operários perfeitos da hereditariedade. Entre uma e outra vem se estabelecendo o conflito que apenas os séculos de estudo.

infelizmente. A metapsíquica é ainda uma ciência infusa não obstante o valor intelectual dos seus mestres e expositores. a alma ainda não pode ser encontrada dentro da indagação fria. cujos resultados constituirão uma série de benefícios para a coletividade sofredora. Apenas convidamo-la ao estudo." . Nos tempos que passam.análise poderão desfazer. Não podemos. que nos reconheça. Esse trabalho começa a se efetivar com os processos novos. mas.. inaugurados dentro do positivismo. Deus ainda deve ser buscado com a sinceridade do coração. acima do escalpelo indagador. pois. pedir à fisiologia que nos ouça..

mas não mais aquela mensagem. pois José resolve falar ao "médium". Não. O lápis volta a escrever em outra folha. Tenta-se de novo a concentração. mas inutilmente. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 153 A essa altura. mas lhe falta o impulso. . Evidentemente.. Notamos que são respostas. . hesitante. o lápis pára. Terão a curiosidade e a aglomeração ambientes prejudicado a concentração? José Cândido tenta restabelecer esta.. Sente-se que ele quer continuar.Hein?. o transe sofreu nova interrupção.Acabou? Chico Xavier articula vaga e surdamente duas palavras que nos parecem: .

finda a sessão. interrompida. na expectativa de que o "espírito". porém. a concentração. emudece o rádio porque. na Terra.Reforçada. ainda durante algumas horas. a tempestade. na véspera.. Tal como. volta o lápis a correr sobre o papel. Escreve a mão do "médium": "Quanto ao consulente de Belo Horizonte. o Amigo do Espaço que a iniciara voltasse para concluí-la.. Quando. recolhíamos a produção psicografada durante a mesma. não se deu. 26 A CIÊNCIA DOS ESPÍRITOS É A NOSSA CIÊNCIA Emmanuel deixa de responder uma pergunta em alemão -Nem Euclides nem Humberto de Campos atenderam ao chamado — Mais um soneto de Augusto dos Anjos -Uma série de questões em inglês PEDRO LEOPOLDO. à sessão. ao longe. mais tarde. por dementino de Alencar) . imprevista. 23 (Especial para O GLOBO. pedimos a Chico Xavier que conservasse em seu poder. O envelope lacrado Voltemos. Isso. Não retoma. numa paragem que não saberíamos fixar. Chico no-la entregava. assim como ficara ela. o qual apresenta um en . Emmanuel cuida de atender às indagações que restam sobre a mesa. Surge o caso do envelope lacrado e guardado em mãos de pessoas idôneas. porém. e. no dia seguinte. porém. a "mensagem inacabada". passa. pois. a mensagem interrompida. na capital mineira.

Mme. certa vez. está constituída como de traços de um hieróglifo. do co junto das nossas comunicações com os . uma frase em grego que fora apresentada pelo professor Newbond. grafamos. ao entrarmos na fesa de José Cândido. Aliás. traduzira. depois da sessão. para a sessão do dia 22. E provável que lá não haja aulas de alemão. A experiência é viá-dentro da moderna psicometria. em virtude da minha ignorância a respeito daquilo que traduzem. Foi. entretanto. iniciados na doutrina. Fora a lembrança do caso de Mme. Se. Acha ainda Emmanuel que o consulente se deve dirigir a um estuate de telepatia. Piper não conhecia o grego. pelo menos. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 155 li ipe fechado contendo um jogo de palavras que. essa auto-sugestão precisa ser evitada no "médium" e )odc ocorrer quando esse busque o transe levando na mente alguma invo- jação. ainda não atingi a onisc cia. a meus olhos. uma íergunta que "pouco" depois se ia reunir às outras já amontoadas diante do "médium". dispenso-me de semelhante tarefa. que despertara em nós a intenção daquele teste. o que ele disse ao pé da nossa pergunta: "Não compreendo a pergunta que. O Espírito de George Pelham que ela encarnou. segundo diz ele. citado pelo juiz Edmonds. depois presidente do Senado Norte Americano. em sua existe cia terrena ele não conhecia o alemão. onde não nos encontramos à revelia de leis que regulam os nossos mínimos atos. porém. no Além.observa Emmanuel . George Pelham conhecia o grego. dentre os presentes. Infelizmente. o Xavier não possui faculdade H I operar prodígio". "Torna-se preciso encarecer . Também na evocação Individual existem os perigos da auto- sugestão. "Não conheço esse idioma" Conforme dissemos em correspondência anterior.A resposta de Emmanuel parece-nos lógica. Na minha condição de desencarnado. em alemão.a importância |iie assume tal chamado do mundo espiritual. Emmanuel não sabe alemão. l i lista dos "Sertões" não desceu para dar àquele "rebanho de humildes ifredores" um sinal de sua existência e de seus pensamentos no Além. A esse respeito responde o "guia" Emmanuel pela afirmação da exis-i K ia. repre-t i i . Piper. Segundo nos disseram pouco depois alguns." "A ciência deles é a nossa" Ainda a esse respeito procuramos ouvir. não poderá ter aprendido esse id orna no Além. a opini de iniciados na doutrina e estes nos observaram: . i uma heresia. de uma liberdade espiritual: os desencarnados não ficam à i s posição do chamado dos "vivos". As invocações e o perigo da auto-sugestão A invocação ao espírito de Euclídes da Cunha não surtiu efeito: o .

II e VII.. Aliás. nessas Esferas. no Além. comunicando-se. o conhecimento científico é bem mais avançado do que na crosta terrestre. FEB. em Pianos mais altos os Espíritos utilizam-se largamente da comunicação telepatica e. fulgor de Deus no éter disperso! E o homem. Seguindo a mesma estrada. E o sagrado e divino esoterismo Dos sublimes anseios unitários.) Tudo é beleza. Nos aspectos dos orbes multifários. isso. no seu dia miserando. basicamente. às vezes. (Evolução em Dois Mundos. verifica-se nos altos planos da evolução e da purificaçã espiritual. são grafados versos de Hermes Fontes e ainda alguns palavras de Emmanuel sobre o enorme dispèndio de forças neuro-psí-licas. usando desses conhecimentos terreno eles nos podem dar conselhos e diretrizes mais esclarecidos do que qua do "vivos". Na grandeza de todos os cenários. m i em sessões públicas e muito concorridas. São sonetos. se deve atribuir à sua nova condição de libertos das pes das contingências terrenas. A esse resulto ouvimos do "médium" algumas declarações que enviaremos depois. a ciência dos espíritos estaca no ponto em qu se acha a nossa. ainda desta vez. a que é obrigado o "médium" para chegar ao fenômeno do transe. geralmente. André Luiz. W. em seu puro exclusivismo terreno. só. da Beleza Ignota. F. I • ■ . Juntamente com impressões colhidas junto ao professor Melo Teixeira e outras pessoas presentes à sessão. Solta o "ai " doloroso e formidando De um fantasma gemendo no Universo! Depois desse. cap. com a linguagem articulada através do idioma pátrio. 2a P. entre os quais este. dc Augusto dos Anjos: Há no Universo um estranho dinamismo.regiões do Plano Espiritual onde. o que torna difícil a manu-I N> ào da "corrente". Humberto ainda dessa vez não compareceu. existem osespaços das nações .) Mas. o "médium" entra a grafar versos.C. no além. Vieira. Cantando o hino triunfal do transformismo. qualquer idioma. não Como se vê. Xavier. Apenas se. O aperfeiçoamen' deles. Humberto. ressalta isto: que se refere aos conhecimentos e questões que preocupam aos encarn dos. * O único "fantasma" dentro do Universo Dadas as respostas acima. (Nota do Org. vivem os que desencarnaram nos países correspondentes. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 155 desencarnados. Tentemos o inglês . Que vem do macrocosmo aos protozoários E une o céu ao minúsculo organismo! (*) É perfeitamente possível aprender. aos chamados vivos. a mesma rota Da Luz.

simples curiosos ou Antes tie profguIrmoA na estudiosos d > piir. si. e a gente tentará. ornili FALA AO "GLOBO" 11 PROFESSOR DA UNIVERSIDADE DE BELLO HORIZONTE Ha varanda da residência do Dr. i "ver". porém. Estará à nossa disposição. uma ligeira entrevista com Chico Xavier em sua casa.. quando chegar a noite iremos apresentar a Emmanuel uma série de indagações em inglês.a. às 21 horas. a reuni&O e •eus ia Hilft» quer «uè fosse uma 1 resultados agradaram a todos. Ha mesmo os ..era a r-ii-Blto e tamosm o desejo dr. Ele atendeu-nos prontamente. i seeeao de hontera.j zittir ou negar apenas de citi. sem serem nem inimigos nem amigos QLOBO.p'. Venha. De uma. Poderemos obter então uma comunicação com Emmanuel? — indagamos ainda. O aportar '* 45 respostas do "medium WSDRO LEOPOLDO.í nomenoa como o em focaltseoäo de iirtas novo«. á noite. daqui a pouco. É provável que sim. fórma geral. assinadas pelo espírito protetor do "médium". querem» apreço. Pouco depois. colluda. passamos pela venda de seu "Zé Felizardo" e. coni suam a desconfiança qu? os reaervar aqui espaço para o reglswo de trour. pedimos para hoje. sem manifestarmos todo o nosso intento. .. E não perca.-.ritsmo. toso após a nflo ad. a lembrança das mensagens em inglês. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 155 Agora voltemos ainda à pergunta em alemão. 23 íEífwla! para O que. Emmanuel não conhece esse idioma. mai . por dementino de Alencar) — do e. algumas impressões. esta manhã. Zoroasto Passos. E ele: . Viram. Assim. à noite. Ocorreu-nos.

158 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIP.R

palavra úc restricçâo a sinceridade e sentadas, v.:«? dirceli e r-vjiutami'n-t? PÒ
honestidade do "médium". Pelo contrario, encontro dna p-mi;it^.
mortravam-'s todos optima -mente Deant? da t:ido li o. .«"ni.'-'e o reporter no
Impresslonadoe com a maneira simples, A- v; r At pirotar, là ? - ora. aqul erta
spontanea e precisa coii'O se desrn o'.veram Impressão: torna-?t c-di vw mais remoti «
os trabalhos. Alila, conforme f-ir.os Idia <b frtmd» S T O * ra que t»o*i»
observado mal, di urna ver. chlcn Xavier no™ n*,ura 'T'Mo OJUI (Conclua ni »•
r.áo costuma e.doptar subterfúgios cm face piglila)
das tiuc-BU> - e confluita* que Ine fäo apw*

Texto inicial da reportagem redigida em 23/5/1935, e publicada, na edição de 31 de
maio, como em todas as vezes, estampado na primeira página do jornal O Globo,
sendo o final impresso logo na terceira.

27

"NÃO SE PODE NEGAR. ESTAMOS DIANTE DE UM
FENÔMENO LÍDIMO, VISTO, PRESENCIADO"

/ 'ala ao "Globo" um professor da Universidade de Belo Horizonte

PEDRO LEOPOLDO, 23 (Especial para O GLOBO, por Clementi-de Alencar) -
Antes de prosseguirmos na focalização de fatos novos, leremos reservar aqui espaço
para o registro de algumas impressões, co-iilas logo após a sessão de ontem, à noite.
De uma forma geral, a reunião e seus resultados agradaram a todos, il.i mesmo
os que, sem serem nem inimigos nem amigos do Espiritismo, inns simples curiosos ou
estudiosos de fenômenos como o em apreço, con-lessam a desconfiança que os
trouxera à reunião e também o desejo de não Emitir ou negar apenas de oitiva.
Queriam "ver", Viram. E não percebemos de quem quer que fosse uma palavra de
restrição à sinceridade e honestidade do "médium". Pelo contrário, mostravam-se
todos otimamente impressionados com a maneira simples, espontânea e precisa como
se desenvolveram os trabalhos. Aliás, conforme temos observado mais de uma vez,
Chico Xavier não costuma adotar subterfúgios em face das questões e consultas que
lhe são apresentadas. Vai direta e resolutamente ao encontro das perguntas.
Diante de tudo isso, sente-se o repórter no dever de anotar, já agora, aqui esta
impressão: torna-se cada vez mais remota a idéia de fraude grosseira que tenha
porventura surgido com as primeiras notícias relativas ao jovem "médium" de Pedro
Leopoldo.

O observador tenaz
Um dos observadores mais pertinazes que teve Chico Xavier, durante a
sessão, e um também dos mais esclarecidos, foi, sem dúvida, o

160 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER

Dr. Melo Teixeira. O distinto mestre de Psiquiatria da Universidade Belo Horizonte
sentara-se próximo ao "médium" e deste não tiravi olhar atento.
Quando se encerraram os trabalhos foi ele o primeiro a dirigir-s Chico Xavier,
indagando sobre as sensações que esse acaso guardasse transe.
Chico refere-se ao torpor característico de que já nos havia falado cita ainda a
sensação vaga de um círculo de ferro que lhe envolvesse cabeça. Às vezes, também,
parece que as idéias lhe escorrem quentes po mente.
Pergunta-lhe ainda o professor Melo Teixeira se ele tivera algu sensação de
tato ou de impulso estranho a lhe conduzir a mão sobre o p pel.
Chico Xavier diz que não: apenas julga ter percebido, de sua mã no transe,
mas muito vagamente, uma tênue irradiação. Quanto à vidênci nenhuma.

"É um fenômeno lídimo"
Deixando, logo a seguir a sala da sessão, o professor Melo Teixeir dirigiu-se,
em visita de amizade, à residência do Sr. Zoroastro Passos.
Ali fomos pouco depois procurá-lo e colher suas impressões.
- "Não se pode negar: estamos diante de um fenômeno lídimo, visto,
presenciado - diz-nos o professor patrício. - Haverá, naturalmente, os que acusam esse
rapaz de fabricar pastiches. E uma hipótese para observador distante e superficial, mas
não para os que presenciem e se inteirem como o fizemos hoje, do fenômeno."
Discorrendo sobre a citada hipótese, o Dr. Melo Teixeira admite possibilidade
de se imitar um estilo.
Acha, porém, inadmissível, incrível que se possa imitar, simultaneamente,
vários estilos e, mais do que isso, várias culturas como no caso de Chico Xavier.

"Não há possibilidade de elaboração individual"
- "Assim - prossegue S.Sa. - sentimo-nos diante de uma força ultranormal.
Dadas a variedade de estilos e cultura e as circunstâncias em que vimos o "médium"
grafar os trabalhos, e considerada ainda a sua pouco instrução, sente-se que não há
possibilidade de elaboração individual, no caso."
Quanto menos se creia, mais sensacional é o caso
Em outra roda de assistentes colhemos também impressões e opini-' V ' , que
resumiremos nisto:
- Evidenciado o fenômeno temos que: para os espíritas, que o vêem nh um
ponto de vista dogmático, tudo é muito natural, não surpreende. Mus para os não-
espíritas, os que não admitem o dogma da comunicação ■ " i n os mortos, então é que
o caso tem de se apresentar surpreendente, '.indo o determinismo do fenômeno
desconhecido para o descrente, quan-\o menos se creia mais sensacional o caso se
torna...

Um esclarecimento sobre Perasso
Foi ainda ao fim dessa reunião que José Cândido nos pediu fizéssemos público
um esclarecimento sobre Perasso, ao que prontamente aqui atendemos:

160 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER

Em nossa reportagem de 4 do corrente na qual contamos um pouco da história
de Chico Xavier, há uma passagem, a da doença da irmã do "médium", em que
aparece um senhor de nome Perasso, chamado às pressas para, com exorcismos, curar
a moça, visto que o tratamento médico não dera resultados imediatos. Dada a maneira
como nos fora narrado o aparecimento de Perasso, no episódio, usamos, referindo-nos
a ele, a expressão "o feiticeiro".
Eis o esclarecimento que José Cândido nos pede: Perasso não era feiticeiro e
sim um espírita fervoroso; e só se dispuscra a tentar aquela cura por amizade à família
Xavier. Tendo sido uma espécie de pioneiro do Espiritismo na zona de Pedro
Leopoldo, vive presentemente em Belo Horizonte, dedicando-se exclusivamente à sua
profissão de chofer.

(O Globo, 31/5/1935.)

.

NO RUMO DAS NOVAS REVELAÇÕES

"quebra-cabeças" do repórter - Será a vida apenas um sonho vazio? -
Indagações de um átomo de um mundo atordoado

PEDRO LEOPOLDO, 24 (Especial para O GLOBO, por dementino dc
Alencar) - Feito o relato da última sessão, prossigamos agora no Rimo de fatos novos
e de novas revelações.
Ao fim da nossa correspondência de ontem, à tarde, expusemos a nicnção dc
um encontro, à noite, com o "médium", em sua casa, e a boa vontade de Chico Xavier
em nos atender.
Sucedeu, porém, que "seu" Zé Felizardo, adoentado, há já algum ■lupo,
piorou um pouco, ontem, devido talvez, ao frio que tem feito aqui; e Chico Xavier
não pode abandonar cedo, para nos atender, a casa do seu atrão e padrinho.
Ficou, pois, a entrevista transferida para hoje.
Ao fazermos tal solicitação tínhamos em mira o seguinte: obter, por
intermédio de Chico, uma comunicação com Emmanuel, e então fazer a este algumas
perguntas, em inglês, idioma que o "médium" não conhece, absolutamente, segundo a
afirmação categórica de pessoas idôneas que, no convívio tão natural das cidades
pequenas, conhecem o rapaz desde quando era ele uma criança.

O "quebra-cabeças" do repórter...

Com sua intenção de levar o "médium" a novo teste, o repórter cai, por sua
vez, numa espécie de "quebra-cabeças"...
Com todo o seu inglês teórico dos "preparatórios" e o prático do

164 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER

"Berlitz", gasta o coitado, sem o auxílio de um dicionário, do "Little Londoner" e de
um "amigo inglês", boa parte da sua tarde na tarefa de elaborar uma série de
perguntas das quais escolherá algumas para levar ao "médium"...
Arre! Que custo!... Inglês não é assim tão fácil...

Será a vida apenas um sonho vazio?...

A certa altura da nossa "intensa tarefa" ocorre-nos, felizmente, da lembrança
de que lêramos algures, num "Salmo da Vida", de Longfellow, estes fragmentos da
rebeldia de um coração moço contra a sombria arenga do salmista:
"Tell me not, in mournful numbers, Life is
but an empty dream!"

"Dust thou art, to dust returnest Was not
spoken of the soul. "

Não me digas que a vida é apenas um sonho vazio...
Isto - "Es pó e ao pó retornarás" - não se refere à alma...
Daqui, olhando a colina distante e ensolarada sob a tarde bonita que o céu de
Pedro Leopoldo generosamente nos dá, todos os dias, sentimos também, com a
palpitação tão ampla, tão "viva", da vida, o ímpeto daquela rebeldia.
E elegemos a primeira pergunta ansiosa:
- Is life but an empty dream?

Podem os espíritos influir sobre o futuro dos vivos?

Depois, ocorrem-nos outras inquietações, outras incógnitas que nos levam a
grafar isto:
- Have you, Spirits, any power upon the future of your living friends?

Indagações de um átomo de um mundo atordoado

Por fim as nossas inquietações humanas se espraiam, confundem-se na
palpitação coletiva dos nossos dias agitados, não raro, por sombrias ameaças.
E grafamos ainda para Emmanuel, o esclarecido Amigo do Espaço, ainda estas
indagações:
- I should like to ask you something else: Many voices say we are living
through dangerous days, the phantom of war ahead.
What do you think about? Shall we have a best time, in the near future? What
do you think about the possibility of a new world war?

Na casa do "médium"

164 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER

Cerca das 21 horas estávamos diante do "médium", em sua casa. Tudo em
silêncio. Suas irmãs tinham saído. Palestramos um pouco.
Chico Xavier lê-nos algumas páginas psicografadas de 1934 para cá, entre as
quais uma interessante comunicação de Berthelot.
Depois, expomos o fito de nossa visita.
Com a simplicidade de costume, ele acede ao que pedimos. Apenas, não tem,
no momento, um lápis sequer. Oferecemos-lhe o nosso. Entrega-mos-lhe as duas
primeiras das perguntas acima. Passando sobre elas os olhos, rapidamente, ele, visto
não haver mesa na sala, pede-nos licença e senta-se na mesinha da peça reservada às
refeições da família, que é ao lado, e toda se expõe aos olhos do visitante que esteja na
sala.
Em seguida, abrindo sobre a mesa as folhas que lhe déramos comunica-nos
que se vai concentrar.
Quanto a nós, sentamo-nos junto à porta de comunicação, ponto de onde se vê
a mesa, e, delicadamente, nos inclinamos sobre a mensagem de Berthelot que temos
sobre os joelhos.
Instantes depois, ouvimos o ruído característico do lápis correndo sobre o
papel.
E não tardou muito que Chico Xavier nos trouxesse as respostas.

(O Globo, 01/06/1935.)

29

EMMANUEL DÁ POR FINDA A SUA MISSÃO

OS ESPÍRITOS E A VIDA DOS VIVOS - 0 FUTURO, SEMPRE
INSONDÁVEL-VIDA, CURTO PESADELO

Evangelho de Jesus, para a salvação do mundo

PEDRO LEOPOLDO, 25 (Especial para O GLOBO, por dementino de
Alencar) - Tivera, pois, resultado satisfatório a nossa tentativa de consultar Emmanuel
num idioma desconhecido do "médium". Este, com a sua simplicidade habitual,
recolhera as respostas que ali estavam diante dos nossos olhos. Ocorre-nos a frase
com que, atrás, resumíramos algumas impressões: "Quanto menos se creia, mais
sensacional o caso se torna."
Realmente, a evidência é sensacional. O "médium", conforme todos nos
afirmam categoricamente, não sabe inglês. As perguntas, entretanto, foram muito bem
interpretadas e tiveram imediata resposta.
Sem elementos lógicos para uma contestação, limitar-nos-emos a expor aqui o
que Emmanuel nos respondeu pela mão humilde de Chico Xavier.

Os espíritos e o futuro dos seus amigos vivos
Em uma de nossas perguntas indagávamos:
- Have you, spirits, any power upon the future of your living friends? (Tendes
vós, os Espíritos, algum poder sobre o futuro dos vossos amigos vivos?)
Em sua resposta, Emmanuel, de início estranha a expressão "amigos

no bivaque da Vida. E o sonho da perfeição.Is life but an empty dream? (E a vida apenas um sonho vazio?) Ao salmista de Longfellow. às vezes. não a besta obtusa e submissa. para essas vidas. sente-se. conjunto dc idéias quiméricas e fantasias ocas. Na Terra. se entregam aos estudos ai 11 íentes ao porvir. mas o herói em luta" no rumo do divino infinito. não está satisfeito. mesmo no Espaço. A seu ver o "vivos" é impróprio porque "todos nós estamos viven-. Assim. seja cada um. Experimenta-se. os quais a transformaram num pesadelo de expectativas e ansiedades.Não creio que as personalidades desencarnadas tenham poderes re o futuro dos seus amigos que ainda se encontram na Terra.. A presciência ainda não é atributo dos seres da minha esfera. porém. E ele gostaria de obter de Emmanuel pelo menos uma e pressão em inglês. o ser liberto. e o túmulo não é o seu termo". Má apenas. sempre em inglês.. planos diferentes que. porém. Renovaríamos a tentativa. rápido esse mau sonho e. Lembramo-nos apenas de que ainda tínhamos. tal num mau inglês. Nada. diz o "guia": ". mas eram semp em português. mas. uma lon pergunta. envolvido em clari-dades consoladoras.. quero crer que jogam com as probabilidades ue as circunstâncias. aliás. O insatisfeito. "no vasto campo dc batalha do mundo. se procurou triunfar na luta de suas imperfeições. cheio das vibrações da eterna beleza. Os espíritos podem influenciar na vida daqueles aos quais se sen-I ni ligados pela afeição fraterna." O pesadelo que passa rapidamente.. A resposta de Emmanuel psicografada pelo "médium" foi esta: . o Coração do Moço Rebelado observara: "Avida é real!. comunicamos ao "médium" dessa pequena marg de insatisfação que ficara ao lado do contentamento pelas respostas ob das. porém. na posse dos inefáveis bens da Vida. lei reguladora da existência de cada indivíduo. no bolso. Passemos a outra pergunta: . e o seu coração é como um sacràrio de amor eterno e de eterna esperança". NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 167 ps". porém. se I penetram.. em todo caso. então. a existência é quase só a dos seres que se algemaram na cadeia das inquietações e dos desejos. O repórter. ."A vida não é o sonho. ( jonheço individualidades que. Ele fizera perguntas. em reabrindo os olhos nos planos espirituais. Passa. vêm inutilizar. mas de uma forma indireta e lui dissima.. As respostas podiam estar num bom português. Essa atu-I ) infirmaria o valor da iniciativa pessoal e encontraria os obstáculos do i e arbítrio.. Depois..

com o fantasma da guerra pela frente. para que ele nos diga alguma cousa não em português. Dize a todos que. I cannot sacrifice I he heath our . porém. grafou umas I zoito linhas em inglês.. Na melhor compreensão das "leis de ouro" está ainda a possibilidade de uma era mais feliz Tudo. insistir. na modesta casinha do "médium". o qual ainda representa o conjunto das leis de ouro.. para o I > < > i vir. conforme mandam as práticas espíritas. I consider terminated this experience's phasis with himself. My good friend. fazemos. sim.. Que pensais a respeito? Teremos melhores tempos. na resposta às nossas indagações acima. Apresentamos.. Ele está. notamos o lápis estaca após o bater de um ponto e num movimento rápido. não se compreendem uns aos outros. Somente da sua assimilação poderá emergir no mundo o esplendor de uma nova era. Devemos crer na eficiência de nosso pedido mental a Emmanuel?. O lápis volta a escrever. na mesma mesinha da outra vez. ainda desta vez. então. à noite. Parece-nos que. confu-■0 e dor. the phantom of war ahead. escrevendo muito depressa.I should like to ask you something eise. atordoados. espécie de prece insistente. para a concentração e o apelo ao "guia". Even in benefit of investigation either science. está silencioso. Eis a íntegra dessa resposta: ".. mas a compreensão perfeita do Evangelho de Jesus. - Emmanuel. A essa. Vamos lutar conjuntamente. a nossa terceira pergunta: . voltamos casa de Chico Xavier. O que eu ftnso? O futuro e suas possibilidades?. a ele. Many voices say we are living through dangerous days. como a muitas outras perguntas que nos têm ocorrido aqui. porém. o ruído do lápis.. Ficamos junto à porta de comunicação e dali percebemos. o "médium". a pausa é muito rápida.. Enquanto ansiosamente esperávamos o resultado do apelo. tudo representa para os homens.Eu gostaria de perguntar-vos mais alguma cousa. a Humanidade está vivendo dias bem amargurados.Desejas perguntar-me mais alguma coisa. Então.. um pedido mental. ' J saberíamos responder com a precisão de quem tudo entendesse. como n véspera.. in the near future? What do you think about the possibility of a new world war? (. O caso é que.. ao "guia". What do you think about? Shall we have a best time.... a resposta vem em português. num futuro próximo? Que pensais sobre a possibilidade de nova guerra mundial?) O "médium" volta a sentar-se. como §1 Iruçasse uma assinatura. dentro em pouco. confiando na misericórdia da Providência Divina. ontem. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 167 Não quisemos. Hoje. Estará concluída a resposta? E o nosso "inglês"? Não. j| pé de um trecho cm português e assinado por Emmanuel. toda felicidade coletiva depende da cristianização: não a luta pela implantação de determinadas idéias religiosas. também assinadas por seu "guia". Muitos dizem que nós estamos atravessando dias perigosos..

Considero finda esta fase de experiência consi .. We think you have encountered enough elements to remove all supposition from fraud. foi satisfeito o nosso desejo de obter uma resposta "não em português". Em todo caso. pela deficiência do "aparelho". - Emmanuel". Ela aí está e julgamos poder traduzi-la assim: . aos puristas desse idioma. To give one's self to truth is a beautiful work. notwithstanding. na transmissão. o próprio "guia" já confessou. O inglês de Emmanuel poderá parecer. We judge to have a accomplished all our duties. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 167 Francis. em carta anterior não ser nenhum mestre nessa língua. isto é. she has triumphed for herself. o "médium". um "inglês não muito bom". o que é ainda agravado. Aliás.. Good bye."Meu bom amigo.

Pensamos que tendes encontrado elementos suficientes para que seja afastada a suposição de fraude. não posso sacrificar a saúde de nosso Francisco. Mesmo no interesse da investigação ou da ciência. Adeus. Julgamos ter cumprido todos os nossos deveres. não obstante ela tem triunfado por si mesma.) \ . - Emmanuel. 04/06/1935.170 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER go." (O Globo. Dar-se alguém por si mesmo à verdade é bonito.

Depois. acostumara-se tanto.. foram. sobre a seara maravilhosa e o trigo dourado e abundante. para o plano físico. saborosos e macios. os dias passaram e o mal daquela míngua se ia adaptando ao . sem dúvida. cada manhã. através dos últimos anos ao consumo diário daquele brando pão espiritual que eram as suas crônicas e vinham tão pontualmente. Uma noite insondável e sem fim descera. que o imprevisto da sua falta. no Brasil. de repente. à míngua desse outro pão claro e bom que os trigais ofertam. para o comovido repasto dos que se haviam habituado a escutá-lo. para a fome das nossas bocas. 30 O ADEUS COMOVENTE DE HUMBERTO DE CAMPOS AO "MÉDIUM" HUMILDE DE PEDRO LEOPOLDO Por que deixou de ser ouvido "o zumbir de colméia do coração ressoante de compreensão e de beleza " PEDRO LEOPOLDO. que um dos detalhes mais interessantes daquele conjunto de trabalhos "captados" pelo "médium". a atenção e o gosto do público. 27 (Especial para O GLOBO. que era dele e numeroso como poucas vezes o terá conquistado um escritor. e talvez o que mais seduziu a curiosidade. da seara farta da sua emoção e do seu pensamento. deixara para sempre. a mágoa de uma carência tão sentida e sem remédio como resultaria. abatera sob a mesma e pesada sombra que viera apagar para sempre o zumbir das abelhas inquietas e diligentes no coração cheio de mel do cajueiro frondoso. Esse mesmo público.. na recôndita memória emocional. por dementino de Alencar) . amadurecido ao sol e ao orva-lho daquela grande alma.Sem querer desfazer dos outros aspectos da produção psicografada por Chico Xavier. pareceu-nos todavia desde o primeiro momento. as mensagens de Humberto de Campos.

o "Parnaso de Além-Túmulo". lembrei-me do acontecimento. abertas para o além. voltamos a Pedro Leopoldo. com a sua originalidade estilística. escrevi crônicas póstumas que o Sr. para a sensibilidade encantada. em busca do trigo generoso onde palpita a promessa do pão. com n voz comovida e amiga que chegava do Além. E foi nessa esperança que insistimos no decorrer das duas últimas sessões. entretanto. Ficou-nos apenas. o meu corpo. E essa a mensagem que nos "dizia também respeito". se compi mnetiam pela eternidade da produção. em face da celeuma por elas provocadas e também do assédio da bisbilhotice.encarnados mandaram ao mundo por intermédio de você. E. não acusam já o sinal do seu nome. vimos quedar-nos. porque. Do seu retraimento. após o regresso a Pedro Leopoldo. a dádiva dessa crônica derradeira que damos a seguir: "Trago-lhe o meu adeus sem prometer voltar breve" "Apreciando. mas inutilmente. Humberto não tem mais querido falar para aqueles. a esperança de restabelecer mais tarde o fio de suas comunicações com o mundo dos vivos. de repente também. Do fundo da memória recôndita e inapagada. quando se deu essa espécie de milagre da revivência. Encontrando ensejo para me fazer ouvir. porém. a emoção estendeu de novo as mãos ansiosas. na imprecisão e no mistério da imaterialidade. E nela o cronista dos "Párias" nos dava a entender que iria suspender. a certa altura. não apareceram. em 1932. a ondulação dourada dá seara perdida. como o ceifeiro que parte. Frederico Figner transcreveu nas colunas do "Correio da Manhã". por algum tempo. essa mudez do Além deu uma justificativa e deixou uma esperança. Os estúdio s . Dava-nos. Psicografara-a na noite de 26 de abril passado. tantos e atentos. conforme escrevíamos cm uma de nossas primeiras mensagens. . Para lá das "grandes sombras invisíveis" julgaram os "vivos" divi sar. que acorreram de novo a ouvi-lo.. eis-nos aqui vindos e aqui postados junto ao pórtico do milagre para além do qual. Deixando. Chico Xavier nos mostrou a última mensagem que recebera com o nome de Humberto de Campos. que os poetas I \  ■. mas insatisfeita. em todo o caso. Silêncio e espera Infelizmente. o cronista e o prosador da nossa saudade nada quis ceder. As antenas.. certamente. em apelar para ele. A última mensagem de Humberto Quando após a nossa ida ao Rio. Julgara eu que os bardos "do outro mundo". no falso pressuposto de que se fedessem identificar por outra forma. minado j M uma hipertrofia renitente. através de suas mãos. de repente. o zumbido cessou. apressado. E à porta desse silêncio como ao pórtico daquele milagre. se tornou a ouvir q zumbido das abelhas ativas e inquietas. chamei a aten-I Io tios estudiosos para a incógnita que o seu caso apresentava. todavia. as suas mensagens sensacionais.172 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER irremediável.

Cruzes de todos os feitios. com a sua cruz. Esperariam. sobre a natureza de Vênus. por que me deste uma cruz tão pesada? Arranca dos meus ombros fracos esse insuportável madeiro! Mas. Julgo. através das ondas de Hertz. quando enxergaram a sua mão vertiginosa correndo sobre as linhas do papel. assim. pois. Li aí. vira nos filhos as jóias preciosas da sua vaidade e do seu amor. É possível que outros acorram para lhe fazer suas visitas. aguardando a sombra de Samuel. E as minhas palavras provocaram celeuma. que. ouça bem: não me espere como a pitonisa de Endor. Fique. agora que os curiosos o procuram na sua ociosidade. Tudo lhe falhara nas fantasias do amor. Colaborei. Toda ela se enchia de cruzes. a sua alma de mulher viúva e órfã foi conduzida a um palácio resplandecente. Um Anjo do Senhor recebeu-a no pórtico. com a sua bênção. por amor d'Aquele que acende o lume das estrelas e o lume da esperança nos corações. que é bem pesada. A curiosidade jornalística é agora levantada em torno da sua pessoa. talvez. porém. vira-os arrebatados no torvelinho da morte. quando o deixarem em paz na sua amargurosa vida. por enquanto. Como a filha de Cipião. Admiraram-se. Discutiu-se e ainda se discute. a fé transforma em flores as pedras do caminho. sem saber se os seus conceitos serão reconhecidos pelos patrícios. como Níobe. Colheram informes. Eu voltarei provavelmente. Eu devia essa reparação à doutrina que você sinceramente professa. Fiz questão de enviar-lhe algumas palavras. E. num conto delicado. me é mais fácil uma discussão sobre o diamagnetismo de Faraday. Mas.172 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Não imaginei que o humilde escritor desencarnado estivesse ainda Ia lembrança de quantos o viram desaparecer. consegui falar alguma coisa. nas asas brandas do sono. mas. como os viajantes de Jules Verne. como o homem que fala de longe à sua pátria distante. no desinteres- se. a melhor arma para desarmar os outros. por último. . Todavia. na sua defesa.Senhor . para fazer predições a Saul sobre as suas atividades guerreiras. certa vez. A mediunidade posta ao serviço do bem é quase a estrada do Golgota. como uma Remington acionada por dedos invisíveis. bem ou mal. impelidos pela fúria dos deuses. Conheceram a honestidade da sua vida simples c as dificuldades dos seus dias de pobre. levando em conta as deficiências do aparelho receptor e os desequilíbrios atmosféricos. do lar e da ventura. que eu falasse sobre os fabulosos canais de Marte. Tive pena quando soube que iam conduzi-lo a um teste e recordei-me do primeiro exame a que me sujeitei aí com o coração batendo forte. . Mas. Não desejo escrever maravilhando a ninguém e tenho necessidade de fugir a tudo o que tenho obrigação de esquecer. descrevendo. mas. apelara para Deus. busque você. Não sei movimentar as trípodes espiritistas e se procurei falar naquela noite é que o seu nome estava em jogo. a orografia da Lua. quiseram ver como você escrevia a mensagem dos mortos.exclama ela -. Uma sala luminosa e imensa lhe foi designada. Você foi apresentado como hábil fazedor de pastichos e os noticiaristas vieram averiguar o que havia de verdadeiro em torno do seu nome. a fim de que se modificasse a volumosa cruz da sua existência. que uma mulher em meio de sofrimentos acerbos.

reconhecendo a sua impertinência e rebeldia. A mulher escolheu conscienciosamcnte aquela cujo peso competia com as suas possibilidades. à tua súplica. na sua misericordiosa justiça. Atendendo.Vai . ordena Deus que escolhas aqui uma cruz menos pesada do que a tua. na cruz escolhida. não poderia macerar os teus ombros com um peso superior às tuas forças. porém. escolhendo-a entre todas. na faina em que se encontra. Cada um desses madeiros traz o nome do seu possuidor.disse-lhe o Anjo .Aqui . Não se desanime. apresentando ao Mensageiro Divino a sua preferência. Mas.com a tua cruz e não descreias! Deus. portanto. . carregando esse fardo penoso que todos os incompreendidos já carregaram. verificou que. E agora que os bisbilhoteiros o procuram.172 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER .disse-lhe uma voz suave . trago-lhe o meu adeus. se encontrava insculpido o seu próprio nome.guardam-se todas as cruzes que as almas encarnadas carregam na face triste do mundo. sem prometer voltar breve. .

Fa-lo-á um dia? Quem sabe? Mas não faz mal. no "sem rumo" dos planos infinitos e resplandecentes. ainda estará circulando. se tu voltares. "essa moeda. para tua glória e teu consolo. nas tuas crônicas da Terra. sendo essa admiração a única e verdadeira "moeda de ouro do reino" das letras e da imaginação criadora. perderam-se" de certo.não nos saberíamos dizer . às vezes. A admiração comovida dos homens manter-se-á embora." E um dia. através do teu silêncio. mau grado o poder das antenas incomparáveis que os expediram da Terra. Como tu mesmo disseste. Humberto não voltou.o fio milagroso. por certo. Os nossos apelos. . ainda que ele seja longo. uma vez. ainda que ele não tenha fim.Humberto de Campos. ela..até quando? ." A moeda eterna Eis aí. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 175 Que o Senhor derrame sobre você a sua bênção que conforta todos os infortunados e todos os tristes. . Humberto.. tem o cunho da Eternidade. Quebrou-se .

Realmente. se apresentava um pouco abatido e não seríamos nós que iríamos desviá-lo da sua intenção de ligeiro repouso. vinha caracterizando as quartas-feiras de Pedro Leopoldo. um pequeno período de repouso. Por isso mesmo. através de reuniões muito numerosas e repetidos testes durante a semana. "Dentro do psiquismo hodierno desenvolve-se o embrião promissor da química espiritual que há de trazer a renovação moral. sem insistência embora. entretanto. referindo-se ao enorme dispèndio. Chico Xavier. obedecendo afinal . quando o "guia" Emmanuel. o criador da Termoquímica PEDRO LEOPOLDO. juntando ao movimento normal da cidade-menina já de si viva e alegre. que a sessão de hoje se deixasse de realizar. FALA- NOS AGORA DO FILAMENTO IMPONDERÁVEL QUE UNE O VISfVELAO INVISÍVEL. por dementino de Alencar) . O FINITO AO INFINITO!. Mas. social e política do orbe " . fomos dos que. ficaram na expectativa. de forças neuro-psíquicas. Muita gente.A acentuada palpitação que. não acreditava. apontava a necessidade de se entregar Chico Xavier a. Não se realizou a sessão espírita na residência de José Cândido.. nas mensagens de Chico Xavier.diz- nos. 31 BERTHELOT. O caso não foi propriamente imprevisto e sua possibilidade se veio esboçando desde a sessão passada. O FRIO PESQUISADOR DA MATÉRIA. pelo menos. nas últimas semanas. observamos que o "médium".. uma nota nova de ansiosa expectativa. nos dois últimos dias. 29 (Especial para O GLOBO. pela manhã. sofreu hoje sua primeira solução de continuidade. por parte do "médium".

também morri. criador quase que exclusivo da termoquímica. Nelas. excessivamente abstrata em relação aos métodos indutivos das minhas indagações científicas. a seguir. o grande químico. lança uma palavra nova e imprevista dc crença espiritualista sobre o panorama da sua vida terrena e da sua obra dc rigorosa e vasta análise racionalista. comunicava-m is que se retiraria por alguns dias.. se nulificam diante dos fenômenos metafísicos em sua maravilhosa incognoscibilidadc. e quando os visitantes já se haviam retirado. como todos os recursos da lógica humana se retraem. debruçamo-nos sobre o "arquivo" do "médium". também morri" Damos. para assisti-la. Convém observar que.. esse introito das minhas palavras. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 177 I necessidade de descanso e às recomendações do seu "guia". à qual intercalamos alguns subtítulos para melhor destaque de seus trechos mais interessantes: "Também vivi no cenário do mundo e sobre ele vulgarizei os meus pensamentos e os meus estudos. como qualquer outra personalidade consciente de si mesma. aquela palpitação característica das quartas-feiras de Pedro Leopoldo. e. feriria de certo as minhas convicções. Berthelot fala-nos sobre a sobrevivência do ser consciente Passada essa hora de palestras mais animadas. pude reconhecer ali mesmo que as ciências positivas abrangem apenas a fração exteriorizável das ciências ideais.* Quando na Terra. para a chácara de um seu cunhado sita . implicaria uma afirmação dogmática e abusiva. Algumas viagens perdidas Em virtude da incerteza em que ficamos. em cujo centro reside a energia causai da vitalidade do Universo. mas. como qualquer homem. partido de ou-trem. Entre estas. como qualquer homem. mais uma vez. ". até ao último dia. Por isso. . Chico Xavier experimentava o cansaço físico resultante das vigílias I cuidados outros a que o obrigava o estado de saúde de seu patrão e padrinho. acrescido agora dc pequena parte suplementar. além do esforço despendido nas sessões e lestes. desobrigando-se dos seus deveres de cooperação e solidariedade. figura a comunicação de Bcrthelot a que já fizemos referência e que nos parecem ser algumas das páginas mais notáveis constantes do "arquivo". a que acima nos referimos. sempre se renovou um pouco. essa mensagem de Marcelin Berthelot. sobre se a reunião se realizaria ou não. mas inutilmente. voltamos ao silêncio do nosso quarto e ali. José Felizardo. um caderno no qual Chico Xavier começara a copiar uma coletânea de mensagens recebidas de um ano para cá. ao cair da noite. o rigoroso e frio pesquisador da matéria. com a necessária antecedência o que se verificou: a não realização. também não nos foi possível divulgar. porquanto. Assim. e. o estudioso profundo da formação dos "princípios imediatos". 1 cerca de 40 minutos daqui. várias foram as pessoas que vieram de fora.

consubstanciado no monumento das causas profundas. excogitando os enigmas das combinações c decomposições dos corpos. (Veja detalhes desta questão no artigo "Estudo da obsessão indutora de suicídio na obra de moderno poeta português". sondando as propriedades da energia e do calor. contudo. e desde a matemática elementar às matemáticas puras. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 177 Intoxicação de materialismo Com efeito das minhas perquirições nos domínios do palpável. oriundos de pretensas arbitrariedades mateológicas. aí. fora dos fenômeno termoquímicos.) (Nota do Org. incompreendida. ocorrida apenas uma hora depois do falecimento de sua esposa. amei. coordenam argumentos glorificadores da matéria. estudando as mais complicadas sínteses orgânicas. "E foi por isso que a minha filosofia foi amarga" É certo que a ciência me induziu a desprezar todas as investigações do impalpável. c provável que o célebre químico francês Marcelin Berthelot (1827-1907) teve a intenção de afastar a versão de suicídio. e a minha filosofia foi amarga. O filamento impoderável que une o finito ao infinito Nunca descobri a conexão entre o Nada e o Pensamento. 63. no vestígio de todas as ciências que. e foi por essa razão que o meu espírito inutilmente se torturou na Terra. abandonava aos estudos afetos às religiões irmanadas no seu maravilhoso sincretismo. dedicando-me inteiramente às minhas lides científicas no labor sagrado da Humanidade. Elias Barbosa. porque baseando-se os meus métodos na exclusão de todas as hipóteses prováveis. a vida. Hesitações que valem como princípios fundamentais da crença Pode-se consagrar a existência aos estudos. apresentando-a como base permanente dc todas as expressões e sensações da vida. entre dúvidas angustiosas. e no seio da química em sua generalidade. a despeito de todos os preconceitos. do Dr. que foi defendida por alguém. . o Materialismo intoxicou grande parte das minhas obras. na sua rigorosa análise racionalista.) demonstrava-me o filamento imponderável que une o finito ao infinito. uma crença vaga. ela. revelada nas proporções das minhas teorias de unidade que envolviam todo um sistema monistico no domínio dos problemas espirituais. os quais. escrutando todos os fatos de laboratório.pouco prever o estado de infinita radiação da matéria. nasceram as minhas hesitações que bem eqüivalem por princípios fundamentais de crença. havia no fundo do meu espírito a presciência desse novo gênero de vida que me atinge. quando de sua desencarnação. p. e. evitando os recursos metafísicos. porém. ligando fatos. logicamente não me fora possível aceitar a sobrevivência do ser-cons-ciência dentro da doutrina do paralelismo psicofisiològico e tão. informe. sobretudo. Anuário Espírita 1988. o visível ao invisível. de poderosas razões de sentimento. a lógica intuitiva (*) Com essa última afirmativa e com a declaração mais adiante: "amei. sobretudo. a vida". para somente admitir as realidades físicas que o racionalismo positivista me oferecia. tornando-se.

a ciência e a religião. inda mais nocivo ao es rito humano. opondo uma gativa reiterada e extrema ao absurdo dogmático. agi mal. A perspectiva imensa que se abre com a morte Na existência terrena. s suscetível de envenenar alguns espíritos que se caracterizam por lamen vel amorfia. divorciadas pela f cega e pelos realismos incontestes. reint grando a matéria no lugar de elemento passível que lhe cabe. de maneira coletiva. A morte. Foi o único reduto defensivo das consciências. o qual repercute no todo. Agi mal? Agi bem? Estudando o meu próprio trabalho. . origem suprema de toda a Vida. dediquei às cogitações da matéria todos os meus esforços e energias. Não a alcancei aí e. transformação fundamental de todas as coisas. sem ilações que confundam raciocínio. estudando a Verdade em seus fundamentos intrínsecos. e onde se estab lecerá definitivamente a existência de uma causa inteligente e ativa. que já se esboça com os estudos metapsíquicos efetuados. é o sopro ciclòpico de realidades absolutas. partindo do particular para o geral. isento de dogmatismos incoerentes e de1 absurdos afirmativos que entorpecem o Espírito no seu nobilissimo propósito de estudar e compreender a Vida em suas facetas multiformes. Agi bem. descortinando ao espírito a perspectiva imensa da ciência universal. constituindo o sopro da minha atividade laboriosa e o alvo de todos os meus desejos. cujo objetivo é o aperfeiçoamento geral dos seres. Agi mal. se reunirão em Deus.. chegará ao ponto limítrofe entre o físico e o transcendente. todavia.. considerado em todos os seus aspectos e esferas de ação. martiri-zando a minha inteligência. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 177 Um materialista em busca da fé Fui um materialista que se desvelou na procura da fé religiosa que lhe ofertasse um alicerce estritamente positivo. A defesa das consciências contra o absurdo dogmático Indistintamente. Todos os homens e sistemas possuem aí doses de ilusão e de certeza. assegura um passo a mais da Humanidade na estrada dc s ascensão. Transpostos os seus umbrais é que reconhecemos a positividade dos elementos subjetivos que formam a ciência ideal. a teoria do Positivismo. Atives da indutilidade dos seus métodos de aprendizado. tocando os sentimentos em suas substâncias vivas. os homens.. e agi bem porque só a verdade me interessou. vivemos o combate das idéias e das coisas. escalpelando acont cimentos.. porquanto poderia realizar muito mais pelo progresso humano. individu mente considerado. colaboram no e fício da evolução comum e cada um deles representa um papel. E a ciência e a religião se reunirão em Deus Estabelecida essa causa. porque somente com a reivindicação de nossa liberdade podemos assimilar o Espiritualismo.

oferece poucos elementos de base à credibilidade alheia. como Bacon. através da qual veiculo a minha palavra. sem Ui cie as consiga apreender. social e política do orbe. " . no rumo das verdades eternas A maneira abstrata. decifrando todos os enigmas do destino e do ser. compete à ciência utilizar-I do todas as suas faculdades inventivas. As essências dessa mesma Verdade não as receberão talvez como emanantes da minha individualidade sobrevivente. A ciência nos aproximará de Deus O positivismo científico evolui para as realidades estáveis do Universo. i n ourejando. concatená- los. Como sempre. elas constituem indefectível lição. e que todos os seus corifeus se convençam.sintetizada no socialismo cristão que todos os sistemas religiosos aguardam ■Omo índice de uma nova era. na tarefa bendita da reforma que se espera. esforçar-se abnegadamente pelo pmgresso geral. cumprindo um dever de solidariedade fraterna. para ■ l i ja concretização caminham todos os ideais humanos da atualidade. Berthelot. que as suas capacidades percepiivas se redu-• M i a um aglomerado de imagens enganadoras. perquirir todos os fatos ■bserváveis. penetrando as causas supremas da existência. dcn-«0 do psiquismo hodierno desenvolve-se o embrião promissor da química espiritual que há de trazer a renovação moral. só a verdade me guia e impulsiona. inda que com sacrifício. de que a muita ciência nos aproxima de Deus e a pouca ciência afasta-nos dele. estabelecendo a unidade das almas nas aspirações evolutivas. todavia. porém. . e que todos os estudiosos concorram com o Heu trabalho pelo monumento grandioso do porvir da Humanidade. indene de todas as preocupações pessoais. porquanto se encontra na antecâmara da fé positiva. enumerá-los. não há necessidade de qualquer certificado personalista. já que. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 177 O embrião promissor da química espiritual e da renovação São tais as matérias intangíveis que cercam o homem terreno. M. como outrora.

escrita. segundo a vossa mensagem a respeito. esta pergunta: "Para Emmanuel . 32 NO OUTRO MUNDO TAMBÉM SE MORRE. Emmanuel atendeu-nos. O fenômeno da reencarnação Apresentamos então ao "médium".Pouco antes de Chico Xavier entrar no período de repouso a que se entrega presentemente. no mesmo estado em que ficará durante o período de sua encarnação? . perguntamos: Desde quando está ele presente? Como acompanha ele esse desenvolvimento? Desde a fecundação está o espírito presente e preso à matéria? Isto é. foi bem sucedida. realizada em condições idênticas às da em que fizéramos as perguntas em inglês. e por nós publicada. se o espírito acompanha a vida embrionária. 4 (Especial para O GLOBO. uma pergunta sugerida pela leitura da mensagem de Emmanuel intitulada "O corpo espiritual".O corpo espiritual preexistente. todas as ações plásticas do desenvolvimento fetal. levamos a ele. Ora. a fim de apresentar-lhe a nossa consulta. é que orienta.. Embora já se houvesse declarado a necessidade de seu descanso.. por dementino de Alencar) . à noite em sua casa. A tentativa. por assim dizer. Uma impressionante narração da morte física de Emmanuel PEDRO LEOPOLDO. o "médium" aquiesceu em tentar uma rápida comunicação com o seu espírito protetor.

NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 183

Emmanuel fala-nos, pela primeira vez

A resposta, pronta como dc costume, veio-nos, entretanto, esta vez, dc forma
diferente.
Se quando o "médium", em outras ocasiões, psicografava as mensagens, nós
poderíamos dizer "Emmanuel escreve", agora, em face da resposta à pergunta acima,
nos vemos forçados a afirmar: "Emmanuel falou-nos".
Realmente, pouco depois de apresentarmos a pergunta, o "médium",
manifestando-se desta vez puramente auditivo, e depois de comunicar-nos que o
"guia" acede em responder-nos, põe o lápis de lado e fala-nos assim:
- Desde o momento da concepção começa a ligação entre o espírito c a
matéria, que ele irá animar em seu novo período de existência terrena.
A seguir, observa-nos Emmanuel que essa volta do espírito ao "momentâneo
esquecimento", essa reencarnação não é acidental ou arbitrária: está dentro de leis
eternas de evolução. E prossegue:
- Aliás, o espírito, nos planos onde nos encontramos, conhece quando se
aproxima o momento desse "regresso", por esta espécie de aviso: ele sente um
atordoamento singular que se vai acentuando à proporção que, nos planos terrenos, se
efetiva a concepção. Efetivada esta, inicia-se então a ligação entre a matéria e o
espírito: este perde, afinal, a consciência de sua vida nos nossos planos. É como um
sono profundo.

A morte no Além...

Esse processo de ligação, segundo nos diz ainda Emmanuel, é um pouco
demorado, durante o período dc gestação.
A grande sensibilidade que caracteriza as mães nessa fase, as perturbações que
então lhes ocorrem, os fenômenos da mancha, etc, tudo, segundo o "guia", é devido à
incidência, sobre a matéria, dos fluidos dirigidos por seres espirituais superiores e
protetores do espírito que volta à existência terrena c daquela que concebe o seu
invólucro mortal. Dado o regime das afinidades, que envolve todas as manifestações
da vida espiritual, torna-se também de certo modo influente, nesse período dc ligação,
o estado d'alma da gestante.
Encontra, certamente, base nessa circunstância a idéia, para muitos
considerada "lenda", dc que os filhos da ventura e da alegria do verdadeiro amor são
mais belos, fortes e equilibrados do que os originados de contatos mais alheios à vida
sentimental.
Concluído, por fim, o processo de ligação, o espírito desprende-se de todo da
existência nos planos infinitos da espiritualidade pura.
Está consumado o fenômeno que, na linguagem terrena, pode ser assim
exprimido: a morte no Além...
Finda essa exposição, Emmanuel promete-nos "desenvolver oportunamente o
tema, em mensagem mais detalhada, quando as circunstâncias forem mais favoráveis
ao meu trabalho, levando-se em conta o estado de esgotamento do médium."

A outra morte, para a volta ao Além

NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 183

Como complemento interessante à exposição acima, damos a seguir, os
trechos de uma anterior mensagem recebida em 1934, e nos quais Emmanuel narra as
sensações que experimentou na outra morte, a deste mundo, aquela que pôs termo à
sua existência terrena ou no "momentâneo esquecimento" da linguagem dos espíritos.
Nesses trechos, conforme se verá, o "guia" faz ligeira revelação sobre a
identidade que teve na Terra.

"Sacerdote católico que fui"

Eis o que nos diz Emmanuel sobre sua morte:
"Minha agonia não foi prolongada, apesar da moléstia física que me prostrou
o organismo combalido na luta, por muitos dias; sacerdote católico que fui em minha
derradeira existência, tive a felicidade de conservar integérrimos os meus sentimentos
de fé, até o supremo minuto.
A princípio experimentei a paralisia parcial dos meus órgãos, que se sentiam
avassalados por uma onda de frio, e os meus padecimentos corporais localizavam-se
em diversos pontos orgânicos, recrudescendo assustadoramente. Afigurava-se-me que
todas as glândulas, mormente, as sudoríferas trabalhavam com excesso para eliminar
algo de intoxicante e destruidor que se apossava dos meus centros de força; minha
vontade dominadora enviava as suas últimas mensagens ao sistema nervoso e a fé,
nesses martirizantes segundos, constituiu para mim uma alavanca prodigiosa de
amparo e controle. Sentia que todas as minhas víceras, todos os meus nervos
desenvolviam uma atividade exortante para que se não apagasse a derradeira centelha
de vida que os mantinha coesos, evitando assim a fuga de minh'alma. Notei porém
que uma nuvem esbranquiçada ia-se formando ao meu lado, justaposta ao meu corpo
e quando orava fervorosamente via aumentar-se com fragmentos da mesma matéria
fluídica que me era desconhecida e que se me afigurava composta de infinitésimos
átomos luminosos, distendendo-se aqueles fragmentos fantásticos que os meus olhos
divisavam estupefatos, sem poder articular mais um vocábulo sentindo a glote coberta
de intumescências, experimentei-me na posse de uma visão e audição extraordinárias,
como se me encontrasse dentro de outra vida, perdurando esse estado com
intermitências; senti, porém, que se passava em mim algo de superordinário. Uma
sensação intraduzível dc sofrimento me subjugava, todavia, simultaneamente,
afigurava-se-me que muitas mãos pousavam sobre a minha epidemie, como se me
submetessem a operações mesméricas."

Preparando o espírito do "morto"

Mais adiante, dando-nos a entender que, no Além, a alma atravessa uma fase
durante a qual espíritos protetores, no sentido talvez dc lhe evitar um choque, a
preparam, habilmente, para a revelação da sua morte terrena, diz-nos Emmanuel:
"Adormeci numa noite sem visões e sem sonhos; passada, porém, uma fração
de tempo que não me é possível precisar, acordei-me sobre um leito alvíssimo como
se fora obrigado a repousar em uma cama higiênica dc hospital; rajadas de ar puro
sutilíssimo inundavam o meu aposento, onde eu experimentava um inexprimível bem-
estar. Curado? Como se operara o milagre? Sentia-me restabelecido, com a minha
saúde integral, com serenidade invejável aliada a uma ótima disposição para a vida e
para a atividade.
Onde estariam os meus familiares que não se abeiravam do meu leito para me
felicitar pela obtenção de tão preciosa dádiva divina? Chamei-os nominalmente,
empolgado pelo júbilo que fazia vibrar todas as fibras de minh'alma. Eis que se me

NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER 183

apresentou alguém, trajado como se fosse um médico vulgar e aconselhou-me repouso
absoluto e absoluta serenidade de ânimo.
Inquiri-o sobre os seus miraculosos processos de tratamento; todavia o
interpelado, alçando a destra para o Alto, respondeu com paciência e brandura: -
"Tende calma. Não estais sendo tratado segundo a nosologia clássica".
Prescreveu-me conselhos morais e salutares advertências. Aí permaneci ainda
por algum tempo e tive oportunidade de notar, com admiração justificável, a atuação
da minha vontade sobre todos os elementos que me cercavam; recordo-me firmemente
do meu crucifixo de prata pendido constantemente sobre a minha cabeceira e eis que
no local dc minha preferência, atendendo ao meu desejo veemente, apareceu-me esse
objeto de estima. Tomei-o admirado em minhas mãos, apalpando-lhe os contornos e
in

186 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER

quirindo se não era vítima de um fenômeno alucinatório e, como inúmc fatos
semelhantes ocorreram, eles me obrigavam a meditar sobre a influ cia do meu
pensamento nos fluidos e matérias circunstantes.
Pouco a pouco, entidades zelosas e protetoras encaminharam-mc par o
conhecimento do meu próprio "eu" no "post-mortem", até que cheguei compreender
essa transformação da existência corporal como uma bênçã divina.
Pude então gozar de afetos ilibados que jamais deixara sob o pó d
esquecimento, revendo seres bem amados e almas queridas".
A mensagem de que tiramos esse trechos tem a data de 15 de mai de 1934.

\

33

ATRAVÉS DA JANELINHA DE CHICO XAVIER, EÇA
DE QUEIROZ GESTICULA E FALA PARA O MUNDO!

Crise de gênios, por excesso... - Subconsciência, mediunismo, loucura, simulação
ou estupidez? - Se Seneca voltasse ao mundo... -Napoleão, fabricante de louças...

PEDRO LEOPOLDO, 5 (Especial para O GLOBO, por dementino ile
Alencar) - Embora Chico Xavier esteja, hoje, em Pedro Leopoldo, não é muito certo
que se realize, logo à noite, a sessão semanal na casa de José Cândido.
Foi, pelo menos, a impressão colhida durante a visita que fizemos esta manhã,
ao "médium".
Ele ainda não se considera restabelecido e está, ao que parece, disposto a
voltar, por mais alguns dias, para o retiro onde passou parte da semana última.
Não se pense, porém, que, ao demonstrar uma tal intenção, Chico Xavier
tome qualquer atitude de gente "importante", de político em evidência, de general
vitorioso ou de santo canonizado em vida que porventura nos dissessem:
-Agora não posso atendê-los. Vou para a estação de águas...
Nada disso. Quem nos fala é ainda o mesmo caixeirinho simplório de calças
remendadas e que, de vez em quando, interrompe a frase para "despachar" um
freguês, pesando-lhe um pouco de farinha ou embrulhan-do-Ihe uma talhada de
sabão.
Um mês e pouco de publicidade, comentários, revelações e discussões em
torno de seu nome, em nada abalaram sua humildade, sua despretensão e seu
desprendimento.

188 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER

E, quando ele nos diz que precisa ainda descansar algum tempo, percebemos
que, a par de seu cansaço, move-o também a intenção dc vol à sua obscuridade
modesta e tranqüila.

Eça de Queiroz no "arquivo" de Chico Xavier
Assim, enquanto passam as horas, sobre a nossa incerteza, quant realização da
sessão espírita esta noite, voltamos ao "arquivo" do dium".
Essa incerteza não a quisemos desfazer com indagações precis
propositadamente; dizem-nos, aqui, que Chico e José Cândido, assim cor os outros
demais adeptos da doutrina nesta região, dificilmente se privü am, por longo tempo,
do ato religioso que para eles representam as sessõí
Assim, admitindo a possibilidade de uma determinação deles, sentido de
efetuar-se o ato, não quisemos provocar uma negativa com insi.^ tências de repórter.
E agora vamos colher, no "arquivo", algumas páginas que trazem pé o nome
de Eça dc Queiroz.
São duas as mensagens que ali encontramos, do autor dos "Maias", c ambas
relativas quase que ao mesmo assunto: as opiniões expedidas "vivos" em torno do
"Parnaso de Além-Túmulo", publicado em 1932.
Não se poderá negar que, em certas passagens, julga-se encontrar através
dessas páginas, a frase saída dos lábios de Fradique: "talhados pari a ironia e para o
amor", mas, no caso presente, unicamente quando eles se entreabriam para os prélios
da ironia.
Deixando, porém, o julgamento a respeito a cargo daqueles mais
familiarizados com a maneira do Eça e mais conhecedores dos lavores criados pelo
seu estilismo, passaremos a transcrever algumas das páginas aludidas.

Julgando opiniões
E es.se o título que traz uma das mensagens com que Eça se dirige ao
"médium":
"Meu caro.
Após a publicação do teu e nosso livro, abundaram as opiniões com respeito à
tua personalidade. Embora já tão conhecidas as questões espíritas, não faltou quem te
considerasse um sujeito anormalíssimo, apesar de constituir o teu caso de
mediunidade um fato vulgaríssimo, portas a dentro a psicologia, definido pelos
I
psiquiatras, entendidos na matéria, que classi- . m i , sem admitir contestação, o
problema mediúnico dentro do subconsc i le como um quisto metido em álcool para
estudo.
Alguns se abalançaram a crer que somos nós quem escreve através 1 18 teus dedos;
outros, porém, honraram a tua cabeça com uma privilegial i massa encefàlica. Outros
ainda, concedendo-te um extraordinário poder I assimilação e uma esquisita
multiplicidade de característicos individua i s , viram na tua faculdade uma questão
simplíssima de inteligência, não obstante a acusação de outrem de que conseguiste
apenas nos desfigurar e empobrecer. Tudo está bem.
Subconsciência, mediunismo, psicopatia, loucura, simulação, anormalidade,
fenômeno, estupidez ou espiritomania. O que é certo é que apreciaste os nossos

188 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER

desarrazoados e nós nos comprazemos na tua janelinha, através da qual gesticulamos
e falamos para o mundo; e se almas caridosas têm vindo para espicaçar-lhe o desejo
de uma beatitude celestial para cá da morte, aplicando sedativos às suas chagas
purulen-las, não me animam semelhantes objetivos. Não lhe darei consolações nem
conselhos. Grande soma de desprezo pude acumular felizmente pela sua vida
detestável onde a purpura disfarça a gangrena. Deus não me deu ainda a funda de
David para vencer esse eterno Golias da iniqüidade. Não é porque eu tenha sido aí um
santo, o que não fui. Ambientes existem que revoltam certas individualidades, cm
amoldá-las ao seu modo e fora do abismo, experimenta-se o receio de uma nova que-
da.

Crise de gênios...

Os meus escritos póstumos são apenas sinônimos de amistosas visitas. E,
como há quem te assevere serem as nossas produções expressões da tua genialidade,
quiçá da tua fertilidade imaginativa, resolvi prevenir-te para que não te amofinasses
de orgulho como abóbora seca, a chocalhar as suas pevides, porque os gênios hoje
constituem raridades. Há crise deles atualmente. Crise oriunda do excesso como todas
as crises hodiernas.
O ouro desaparece permanecendo somente na moeda fiduciària, em muitos
países, por inflações de crédito ou por exuberância da produção. As nacionalidades
estão depauperadas porque possuem demasiadamente; são vítimas da sua abundância
e do descontrole.
A crise de gênios tem a sua origem na superabundância deles. As academias
fabricam-nos às dúzias e a concorrência intensifica a vulgaridade.
Gênios e póstumos...
Acompanhemo-los desde os seus pródromos. São crianças nervosas, irritadas.
A mãe dá-lhes tabefes. Mas os amigos da família pontificam, Aquelas traquinadas,
são os prenúncios de uma genialidade sem precedentes e citam os casos dc
inteligência precoce de que são sabedores. Os fedelhos são como quaisquer outros.
Mais tarde os rapazes cursam uma Academia que faz anualmente uma desova de
celebridades. Aprendem lexicologia, esmerilhando clássicos, algo de geografia física,
política, história, economia e matemática, algumas noções gerais e os alfaiates ou o
adelo rematam a obra. Inflados de sapiência, de estudos especializados, são Spinosa
em filosofia, Harvey em medicina, expoentes máximos do Direito em ciências
jurídicas. Não vivem porém polindo lentes para viver ou perseguidos pelos colegas.
Andam com os estômagos reconfortados, numa quase homogeneidade pasmosa,aos
magotes, exibindo títulos, à cata de comesainas, apadrinhados, tutelados, pois que
geralmente são saídos do ventre rotundo e inchado da politicalha de ocasião. De posse
dos seus diplomas os nossos heróis se sacrificam, com denodo, freneticamente. Por
idealismos? Não. Buscam pouso na burocracia. E o conseguem. Abdicam então das
suas faculdades de raciocínio e reclamam o azorrague de um político que os comande.
Transformam-se em azêmolas indiferentes, passivas. Temos aí quase a totalidade dos
gênios da época. A sombra da acolhedora máquina do Estado, engordam e apodrecem,
pensando pela cavidade abdominal; gastrônomos e artistas têm o cérebro curto e o
ventre dilatado, enorme.

"Não busques ser o
gênio, Sê o apóstolo"

desempenhando todos os teus deveres cristãos. em geral. evangélica. posso ter nascido na Terra. para cá. nem cujos favores solicitei na vida transitória daí. Que outros se enriqueçam e se locupletem. nem trazendo ao público "A ilustre Casa de Ramires". são. Graças a Deus. . os tesouros psíquicos que te servirão na Imortalidade. no Além. abandonam a vida material como suínos. interessando-me por uma questão de afinidade com as chocarrices dos nossos colegas deste can-tinho que em boa hora deixamos." Ironia e pessimismo póstumos Na outra mensagem. às vezes. porém. temos aqui o serviço ativo de saneamento espiritual sem infernos ou purgatórios literais. ou se Luiz de Camões se conserva ainda celebrando os brilhantes feitos da alma lusitana. de onde se escape o espírito mais rude e ignorante. pensantes e conservando identidade de gostos e opiniões. para a consumação dos evos. para o nosso e seu bem. Correm aí atrás de tudo o que signifique o seu mundaníssimo interesse e vivem segundo as oportunidades. às excelsitudes do espírito da Virgem Maria. Sê o apóstolo. circunscrito. Desejaria que houvesse um local isolado. os desgraçados que partiram. conforme os tratados de teologia católica. como um sábio transudando lições e virtudes. diz o prosador da "Ilustre Casa": "E infelizes dos que nasceram para conviver com as musas que são pessoas que não conheço. como já não continuo escrevendo as "Cartas da Inglaterra". os mesmos seres da Terra. E é de se ver os esgares e trejeitos desses patifes quando acordam na vida real. predestinado à ironia e ao chiste. em língua tupi. datadas de Portugal. como que justificando a maneira que ainda caracteriza sua produção. tremem ou sorriem os vivos. Não. Idiotas. conforme asseveram. onde se agitarão. como somos obrigados a aderir às teorias deterministas. Procura as riquezas d'alma. em face da feição. assumida pela obra poética vinda de lá. o Lethes. sobre o aspecto assumido pelas manifestações dos escritores do Além: "E clamoroso perigo é o fato verificado de que esses mortos. da terra portuguesa. pouco se me dá que a ironia ou o pessimismo sejam os característicos das minhas opiniões póstumas. o que se afigura aos homens uma condenação perene e um eterno círculo vicioso. ou em desentendimento com as casas editoras da minha heróica pátria portuguesa ou mesmo da França. Auscultando a verdade. como um legítimo propagandista. Todavia." A necessidade do fantástico Mais adiante diz. Não busques ser o gênio. esperamos que o reconheças. conscientes. um maravilhoso banho mitológico.188 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER São inteligências enciclopédicas que apenas sofrem de dispepsias e que daqui se nos afiguram como feiras de aptidões e consciências. E como a vida desse mundo é repleta de coisas transitórias. porém. De qualquer forma. Faz-se mister que a morte seja o sobrenatural. onde Lúcifcr com os seus sequazes lhes destilasse as gorduras envenenadas a fogo ardente. onde se opere a imersão da alma. no "outro mundo". diante da existência das almas e inquirem se Anchieta ainda estará cantando. o fantástico.

acha o Eça do Além: "Dessa forma. dirija-se aos seus conterrâneos. como natural. e se Napoleão regressasse dos Inválidos para mostrar o processo de fabricar louças". "à la manière" um sorriso de incredulidade.192 NOTÁVF. lá se conserve por decênios consecutivos e regressando depois ao seu rincão natal. e se esfalfe no trabalho de esclarecê-los sobre as teorias de Spencer e dc Kant. em companhia do seu discípulo e algoz que deveria recitar parêneses.IS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER arrebanhando turistas e captando loas para Vasco da Gama. "se o grande Seneca decidisse volver ao mundo para ensinar como se devem cultivar plantas dicotiledôneas. E preciso que o mesmo camponês que emigre da sua aldeia miserável para a Sorbonne." Admitindo depois. habituados a colher e a trincar peixes podres com um vocabulário de cem palavras. . junto à imprensa de Marte e provavelmente dc Júpiter. Eu é que não me sinto disposto à semelhante inclinação. o fenômeno seria tão corriqueiro que se tornaria indigno de apreço. é mais razoável que os párocos e beatos nos expulsem como demônios para o Marão". para que os seus patrícios esbocem. E possível.

O fato de.(Especial para O GLOBO. pelos motivos já expostos. das páginas psicografadas por Chico Xavier em resposta às proposições apresentadas pelo banqueiro Francisco Teixeira da Costa. e relativas a problemas econômicos e financeiros. . por dementino de Alencar) . Com o regresso de Chico Xavier. o "médium" teria recebido também outras destinadas ao mesmo consulente e versando sobre questões de sociologia. em nossas edições de 25 de maio último. daquela mensagem. Francisco Teixeira da Costa. em mãos uma cópia autenticada. 6 .. se haver o "médium". alguém nos dissera que além daquelas respostas. fora também psicografada na mesma semana da outra. retirado por alguns dias para uma chácara fora de Pedro Leopoldo. DENTRO DO QUAL TODO O PORVIR HUMANO ESTÁ ESBOÇADO" A causa fundamental das revoluções . 34 "TODO O ORGANISMO SOCIAL MARCHA PARA O COLETIVISMO. nos impediu de obter imediata confirmação da existência de tais páginas. sobre problemas econômicos e monetários. Mais um pouco de espera e tínhamos.. mais ou menos nas mesmas condições em que se dera a recepção da última.As religiões desviaram-se de sua finalidade e a política não representa a evolução das coletividades -Armas perigosas em mãos de crianças. tocamos no assunto e ele então nos confirmou a comunicação que tivéramos: uma resposta sobre sociologia e destinada ao Sr.Pouco depois da publicação. . afinal. quase ao mesmo tempo em que isso nos era comunicado.Sociologia e anúncio PEDRO LEOPOLDO.

o produto da atividade que desdobraram coletivamente. os quais. hoje. prever os fenômenos que se devem suceder? Cabal afirmativa A resposta psicografada por Chico Xavier é longa e precisa e. na íntegra. a sociologia pode ser apreciada e analisada. Integrando o quadro das ciências morais. iniciado pelas gerações primitivas e aí está como síntese gloriosa dos esforços da coletividade. porém. alguns subtítulos: "-Tentarei o meu trabalho elucidativo replicando ao último dos quesitos das teses propostas as quais envolvem em si um problema dc suma atualidade. do qual as vossas leis sociológicas são legítimos expoentes. cm tese. a expressão de verdade contida no "semper ascendens". O estudo da história é o campo precipuo. pois. Teixeira da Costa. com a declaração dos direitos do homem. o grande historiador e economista português. Como a mensagem já publicada. em futuro próximo. Teixeira da Costa: -As leis sociológicas poderão. o nome de Joaquim Pedro d'Oliveira Martins. E a minha resposta. de maneira que possamos. do Banco Agrícola. sob todas as suas variadas formas. . pelo seu tom algo profético bem a poderíamos chamar de "revolucionária". intercalando-lhe. A nossa história contemporânea. já que o precioso trabalho da antropologia e paleontologia combinadas nos fornece todos os argumentos prestantes à apresentação do desenvolvimento social. através de uma elaboração acurada e metódica do raciocínio. apesar dos seus fenômenos abstratos. Cada ciclo da história humana apresenta um vestígio fundamentalmente diverso dos que o antecederam e dos que lhe são posteriores. das suas realizações superiores e experiências penosas em favor do indivíduo. ao espírito estudioso. o dia para enviar essas outras páginas d resposta a proposições do Sr. em fatos palpáveis. Aproveitaremos. Cada povo trouxe ao edifício do progresso geral. as tribus edificaram a cidade e as cidades constituíram as nacionalidades. constitui cabal afirmativa às proposições enunciadas. compilados ordenadamente no livro das civilizações. digno de todas as mçntalidades que se interessam pelo progresso humano.Tende a sociologia a uma organização precisa. onde lhe encontramos a evolução lenta. inscrita. A família criou a tribù. Transcrevemo-la a seguir. oferecem. encetada pela França de 1789. consubstancia todos os movimentos do progresso social. assinando-a. Da tribù às nacionalidades Desnecessário será reportar-nos ao habitat do "Primata hominus". por suas leis. esta traz também ao pé.194 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Poderão as leis sociológicas precisar a sucessão dos fenômenos políticos e econômicos? Ainda ontem não se realizou a sessão semanal na casa de José Cân dido. Foram estas as perguntas formuladas pelo Sr. precisar os fenômenos políticos e econômicos? . como de hábito.

o pensamento de Cícero e a Revolução Francesa. As religiões. está o histórico dos fenômenos sociais. e. Os fósseis do período neolitico. porém. a legislação de Sólon. portanto. prever. Infelizmente. Transformações num futuro próximo O vosso tempo é de dinamismo e de sumo progresso científico. Todas as descobertas notáveis e todas as guerras assinalam transições que eqüivalem a renovações benfeitoras. num futuro próximo. não representa a evolução das coletividades. quando não se opera essa combinação harmônica. sua incoercível força geradora. as reações aparecem como protesto solene da tarefa evolutiva dos séculos. em geral. e a política. são estágios que emergem na história como selos diferentes do progresso do mundo. estabelece-se a luta mais acèrrima para que se restabeleçam o equilíbrio e a ordem. A política representa o indivíduo. A vossa civilização está cheia de resplendores e comodidades. Quando as suas atividades se desviam desse objeto nobilissimo e único. revoluções estas que se acham nos capítulos da história de todos os países. E um fato natural. os tempos faraônicos de Mikerinos. na tentativa de corromper o trabalho efetuado na Terra por inúmeros espíritos de eleição. A causa fundamental das revoluções Os fenômenos políticos marcham paralelos aos fenômenos sociais. é sua fonte. em seu conjunto admirável. em evolução permanente. o progresso em sua ascensão ininterrupta. pólos da evolução do homem. as obras materiais são. . a sociologia representa a coletividade. os fenômenos econômicos e políticos que serão levados a efeito. que são chamadas a desenvolver uma atividade superior como colaboradoras efetivas das ciências morais. sua origem. desviaram-se para terrenos resvaladiços. natural. as vibrações exteriorizadas dos pensamentos.194 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Os dois pólos da evolução humana Entre um monumento megalítico e um monumento de vossa época. de maneira que poderemos. o excessivo amor à personalidade tem anulado idéias nobres. assistireis a bruscas transformações. correi atos a essa mesma evolução. concluímos que as leis sociológicas tendem a uma organização precisa. Quando o desacordo se manifesta entre ambas. patente em todos os tempos. em sua generalidade. Como conquistar a veneração da história As individualidades e as organizações que as representam só se impõem à veneração da história quando laboram em benefício do bem geral que é o progresso coletivo. A mentalidade de uma época é que determina inflexivelmente os programas da atividade política. por seu intermédio. A previsão possível dos fenômenos Considerando-se. Os primeiros são como resultantes dos segundos. porque a sociologia e a política se encontram em pólos antagônicos. se expõem à desclassificação que significa em si a verdadeira morte.

cuja continuação depende de trocas incessantes. cuja tarefa é orientar a produção e o consumo da riqueza coletiva. sob a flâmula do espiritualismo. Não duvideis. cépticos e indiferentes quanto ao aperfeiçoamento esperado. e a lição espiritualista em vossos tempos significa um apelo do Céu para que as civilizações da Terra não se extingam. os quais requerem urgentemente o braço da fraternidade para que se mantenham de pé na confusão reinante. propagadas pelos arautos do bem-estar social. ciência desmantelada pela política do isolamento A economia política. Inevitáveis são as lutas que a realização dessas conquistas implica. A egolatria do capitalismo não lhe permitiu corresponder às aquisições do progresso da Humanidade. que pululam em todos os agrupamentos humanos. . em busca da concretização. da sua eclosão. ao qual a abominável autarquia deve a sua paternidade. tem sido de lutas precursoras dessa regeneração dos costumes políticos de todas as nacionalidades evoluídas do planeta. Armas perigosas em mãos de crianças. os governos fortes. porque a moral evoluiu teoricamente sem que a sua prática interessasse à maior parte dos encarregados dc zelar pelo patrimônio dos povos. em todas as suas modalidades. A personalidade só se valoriza quando raciocina pela consciência coletiva A sociologia tem as suas teorias avançadas e é necessário que os acontecimentos econômicos e políticos a acompanhem. desde os seus pródromos. O eclipse dos ideais generosos da Humanidade A economia é como a vida. A política anti-fraterna do isolamento empobreceu o comércio. é uma ciência desmantelada. será a força-controle de formidáveis combates que se anunciam como movimentos que dirimirão o conflito entre o trabalho evolutivo e a tentativa de estacionamento provocada por elementos nocivos à ordem das leis do direito. mas a personalidade somente se valoriza quando raciocina pela consciência coletiva. criou-se o falso patriotismo. Faz-se mister conhecer o enigma da sua personalidade espiritual se não deseja cair vitimado por suas próprias mãos.194 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER A economia política. em breve porvir. porquanto o homem atingiu tal culminância no domínio científico que as suas possibilidades são como armas perigosas em mãos de crianças. O vosso século. porem. e quase todos os ideais generosos do coração humano estão eclipsados. engendrando na atualidade as crises extraordinárias da superprodução e das inflações de crédito. Em contraposição às leis fraternais.. apesar dos partidários de Pirron. e a moral. A sociologia tende a passos largos para uma organização definida reguladora de todos os progressos da ciência moral.. já tendes observado em vosso século o anelo de emancipação das conquistas sociais que procuram romper a cadeia que lhes foi imposta pelo egoísmo individual Como última defesa desse egoísmo têm- se instituído em vossos tempos.

o regulador dos fenômenos sociológicos. . Os ideais nobres que encarnam a nova modalidade evolutiva são registrados pelas mentes de escol que se acham na Terra em correspondência com os planos superiores. para que todo o indivíduo procure viver a existência da coletividade. escrevendo humildemente. Um estado. Cada organização que expressa uma conquista nova sente a tenacissima resistência do sistema cm decadência. ele será o restaurador de todas as anomalias econômicas das nacionalidades. dentro do qual todo o porvir humano está esboçado.194 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Apenas deduções lógicas e razoáveis. com o sorriso débil e a expressão boa dos resignados.. a luta se estabelece e a idéia nova triunfa. Todas as personalidades contrárias ao progresso cederão diante da necessidade dessas leis porque se faz mister a comunhão de todos os homens. a força inteligente e diretora que estudará as possibilidades de cada um para o engrandecimento coletivo. essa quase confissão de falência e desamparo.. aparece que define a maturação do espírito geral. Chico Xavier sorria-nos. Não estadeamos horripilantes profecias. possui su ação em uma época determinada do progresso geral. porém. Cada organismo político. apenas efetuamos deduções lógicas e razoáveis sobre o vasto apanhado da situação atual do mundo. Joaquim Pedro d'Oliveira Martins Uma casa à venda A mesma mão que psicografou essas páginas. as quais os disseminam através da palavra falada ou escrita. E. A marcha para o coletivismo Todo o organismo social marcha para o coletivismo."Vende-se esta casa". nós a surpreendemos esta manhã. como os sistemas religiosos. quando escrevia sobre o balcão tosco da venda de "seu" Zé Felizardo. permanecendo assim na alma da coletividade como energias potenciais. o descobridor das verdadeiras aptidões administrativas para os Governos. num pedaço de parede esta frase que exprime toda uma precária situação: .

ainda dentro da mesma doutrina.. sobre o "sentido elevado" da doutrina e "possibilidades e cogitações espíritas". Por essas duas observações.. são perguntas de todo o gênero. por dementino tie Alencar) . Porque.Em correspondência anterior tivemos já ocasião de fazer referência ao grande número de cartas que aqui chegam... Em geral. visto como aquilo tudo é . aos Amigos do Espaço. no "médium" e nos espíritos desencarnados. em verdade. pelo menos a já aberta e lida. por intermédio de Chico Xavier.Cartas para o médium e para o repórter — Mais perguntas. — Economia e feminismo . um dos fatores da espécie de alarme que veio inquietar o "médium" na sua humildade e na sua despretensão. 35 A CURIOSIDADE E O INTERESSE DESPERTADOS PELAS REPORTAGENS DO GLOBO CHEGARAM A PEDRO LEOPOLDO EM CARTAS E CARTAS PARA CHICO XAVIER! Os tesouros ocultos. E foi exatamente essa série de consultas. desde as perfeitamente cabíveis até às mais absurdas e estapafúrdias. PEDRO LEOPOLDO. 7 (Especial para o GLOBO. certamente não poderemos ser taxados de parcialidade ou simpatia exagerada. a origem do mundo e a imigração japonesa. de consultas dirigidas. por seu número e sua variedade. consta essa correspondência. dirigidas ao "médium" e algumas ao repórter. se tomarmos em consideração o sentido elevado com que os espíritas em geral se entregam à prática de sua doutrina e às possibilidades e cogitações admissíveis.

Chico Xavier. havia dado como encerrada a "fase de _ experiências". à correspondência do "médium" e também do ro pórter. o "médium" se viu. as repetidas visitas de consulentes vindos de fora e ainda o esgotamento a que che gou afinal . paulatinamente. em "socorro" do "médium". Foi então que o seu "alarme" se acentuou. Quedamo-nos também um tanto "alarmados" diante do volume da correspondência. Por essa época. como um simples observador para que o material colhido no exame da correspondência e as respectivas respostas. D nome dos signatários. em obediência ao que já determinara Emmanuel a seu respeito. ainda mais considerando que se declarara nele a necessidade de algum tempo de repouso.seu trabalho diário na venda. O "médium" aceitou a sugestão. na nossa presença. Diante daquele maço de cartas fechadas. Emmanuel. Dias houve em que Chico Xavier recebeu de quinze a vinte cartas n gênero a que nos referimos. observam mesmo estudam os fatos e questões espíritas. já foi concluída. e ao qual certamente se viram reunir ainda outras. . não diremos responder. mas até nem ler e inteirar-se de toda a correspon- dência. ignoradas para nós. Cessou pois a nossa promessa de ilenciar. Desde já. adiantamos o seguinte. porém. Asseguramos-lhe que sim. por fim. Cheio de impedimentos como os que indicamos .Mas. para obtenção das respostas. diante dc um maço de cartas fechadas. E isso nos proporcionou uma série de novos e interessantíssi-us testes. O exame da correspondência Foi a essa altura que resolvemos acorrer. não interviria mais como consulente. e ao tempo apresentando-as ao seu guia. deixando. colhidas sob a nossa observação. senão creio que não poderei levá-la a cabo. da correspondência que ia sendo aberta. conforme publicamos. Resta- nos expor os resultados colhidos. O repórter. esclarecidos e com isenção. pedido-nos apenas com o seu eterno alarme da publicidade: . a série de testes provocadas pelo repórter. de certa forma. apenas tomamos conhecimento das consultas que ela porventura contivesse. exatamente. pudessem servir à nossa reportagem..200 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER reconhecido por todos os que. seus cuidados com o padrinho enfermo. permita-me realizar esta tarefa em silêncio e tranqüilidade. na sua última mensagem em inglês. mas se deixaria ficar de lado. dentro do critério indicado por nossas considerações de acima. Chico Xavier. por favor.. Passamos. E como esta não cessava. Segredo. ao cabo de alguns dias já não podia. A tarefa agora. por sua vez cumpriu o que t mieterà. fizemos ao "médium" uma sugestão: ele iria abrindo a correspondência paulatinamente e fazendo a seleção das perguntas.

etc. ou descobrir o lugar exato onde um antepassado escondera um tesouro. como também por dever de ética profissional. Os eternos anseios. O mesmo silêncio adotaremos também quanto aos signatários das cartas dirigidas ao repórter. dúvidas e esperanças Cumpre-nos ainda observar . e que convidam ao esclarecimento ou debate de questões de moral. etc. feminismo.200 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Obedecemos assim. São assim. Os tesouros ocultos. deixaremos para sempre ignorados do grande público o nome dos mortais que queriam saber se. Assim.da emigração japonesa para o Brasil. não só em atenção a solicitações francas. pois. moral.pelo muito que nos merece a atenção e o interesse dispensados pelos que nos lêem. ou conhecer a origem do mundo das divindades e da diferença de cores entre os homens. a esta espécie de inquérito . Política. obteriam tal ou tal colocação. ou inteirar-se das possibilidades futuras . indústrias. com o tempo. feminismo. das mais variadas as indagações contidas na correspondência aqui chegada. economia. a origem do mundo e a imigração japonesa. finanças. ao desejo do "médium" e a uma delicada atenção sua para com os seus consulentes... economia.perigo? Ou vantagem? . política. para o "médium" e o repórter.

em tudo. esperanças. sinceramente. para todos os rumos dc onde lhe possam vir esclarecimentos para suas dúvidas. convicções. mesmo quando elas parecessem absurdas ou estapafúrdias. tanto o "médium" como o repórter nunca abandonaram o maior respeito para com as solicitações. dúvidas. etc.202 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER que. que todas as consultas envolviam. . no exame da correspondência. consolo para suas dores c alimento para suas crenças e suas esperanças. estivemos sempre a ver o sagrado anseio da alma humana aberta. Porque.

publicada em nossas edições de 16 de maio último. e relativas às consultas selecionadas da vasta correspondência que lhe chegara desde o início da maior divulgação do seu caso.De acordo com o que adiantávamos ontem. iniciamos hoje a divulgação de respostas colhidas. muitas das indagações. Conforme já observamos. 8 (Especial para O GLOBO. ou antes. embora acolhidas com a mesma e respeitosa delicadeza que as demais. A primeira das consultas atendidas foi a seguinte: Depois de algumas referências à mensagem de Emmanuel.E versos de Antônio Nobre PEDRO LEOPOLDO. — Patriotismo e coletividade .. pelo "médium". por dementino de Alencar) . Reunidas algumas perguntas admissíveis. foram postas de parte. por estarem fora não só das possibilidades do "médium". a caixa da correspondência era posta de lado e o "médium" concentrava-se a seguir para a consulta aos protetores e amigos do espaço. Em torno da situação econômica do Brasil A abertura das cartas era feita à noite. O repórter limitava-se a recolher as respostas porventura obtidas.As leis são boas. do Além. de seus protetores. como também das altas cogitações de ordem moral e espiritual da doutrina.. mas os homens são maus. na residência do "médium" e este mesmo as lia e enunciava as consultas nas mesmas contidas. 36 UMA ORIENTAÇÃO POLÍTICA PARA O BRASIL NAS PÁGINAS PSICOGRAFADAS DE CHICO XAVIER! Ainda a democracia . e na qual o "guia" diz que "para o .

excetuando-se as incompreensíveis emendas religiosas - como a Constituição de 1891."Como poderá o Brasil resolver a sua situação econômica dentro da democracia liberal?" Somente fora do facciosismo. Contrariando o facciosismo. a instabilidade da política administrativa. Revela ainda o "guia". os dispositivos constitucionais refletem a evolução moral dos habitantes das terras do Cruzeiro. e todo o individualismo deve desaparecer nos interesses gerais. . porém. a fini de corrigir os baldões. Eis essa resposta de Emmanuel: "-A República Brasileira necessita de forças vitalícias. há muitos anos. não se enquadraria no país outro regime lue não seja o da democracia. E da formação de um poder como esses que a República necessita. fez esta indagação: . As experiências. Sob o despotismo de sua vontade pessoalíssima estão os interesses da nação e das coletividades. não de leis A solução dos problemas das classes tem sido tratada com a mais acentuada ausência de tato. Não só a nova carta política ultimamente promulgada . porém. pelos que dirigem o Estado. As concepções avançadas da alma brasileira O conjunto de leis brasileiras. existiam no Brasil Império os grandes poderes centralizados. as lutas de clã. requerem uma salutar aproximação entre governantes e governados.. Os interesses dos chefes nunca são prejudicados. que predominem sobre suas instituições de caráter temporário. A resposta de Emmanuel é pronta e coerente com o ponto de vist favorável à liberal democracia. atestando as concepções avançadas da alma brasileira. já antes expendido. "Os interesses dos chefes nunca são prejudicados" Temos. a considerar no país o combate prejudicial dos partidos sob a ditadura dos mais implacáveis individualismos.. os defeitos. no terreno político- administrativo. nas condições atuais. A questão é de homens. estar mais ou menos a par dos aspectos gerais da atual situação patrícia. cm suas considerações de agora. são documentos de alto valor histórico e político.. Uma aproximação necessária Ora. as correntes políticas do país. Os grandes desequilíbrios econômicos e o cepticismo dc quantos vivem a esperar melhores dias para a nação são oriundos justamente dessa odiosa campanha personalista que infelicita.. talvez pouco simpático a esse mesmo regime. das lutas de clã. um missivista.204 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER estado atual do Brasil não se enquadra outro regime fora da democracia liberal".

juntamos. em que a crise se manifesta dentro dc todas as modalidades. Guardando as gotas de pranto Numa urna cor de aurora. acima de tudo. Faltam os cérebros e os sentimentos Faltam os executores. Um anjo cheio de encanto Vive sempre com quem chora. E por que não? Os corpos daí nos soltam. quem ri hoje.. e cultive-se. ó menina. que importa lá? Porque os amores fiéis. os assaltos ao Tesouro Público. os cérebros e os sentimentos.." Quadras de um poeta morto Atendendo sempre a solicitações de leitores que não querem perder o contato com o arquivo do "médium". aqui. Se eu pudesse.204 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER A questão é de homens e não de leis. como complemento à correspondência de hoje. Sobre os filhos da agonia Que andam no mundo a penar.. algumas das "Quadras de um poeta morto"... o exibicionismo.. Teu coração sonhador. Evite-se a expansão do interesse pessoal. as competições mesquinhas. As leis são boas e bastavam para controlar todos os fenômenos da vida nacional. Nem a morte os vencerá. Quem riu ontem. As almas das raparigas Inda sonham nos choupais.. Como às aves o alçapão. . Um dia o riso lhe foge. a ambição de ganhos e domínios. -Emmanuel. Sem que o veja escapulir. No sepulcro não termina O novelário do amor. e nas quais o suave cantor nos diz: Coração. Deixa cantar. Nem sempre poderá rir. inspirando àqueles que o governam e concedendo a todos os seus filhos paz e prosperidade. não vos canseis De bater. constantes daquele arquivo. Dizem que os mortos não voltam. Voltam sim. Basta isso. estenderia Minhas capas de luar. A coletividade é a nação e não se compreende o patriotismo fora dessas normas. Deus proteja o Brasil. Questão puramente administrativa Vê-se pois que todos os problemas econômicos estão enfeixados nas questões de ordem administrativa.. Nestes tempos de confusão. Antônio Nobre. Nem gritos e nem cantigas Entre vós que à noite andais. o interesse da coletividade.

claridades. Sonho. estrelas.206 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER O figuras de velhinhos Que andais dormitando ao léul Como são belos os linhos Que vos esperam no Céu! Ah! que sinto aqui saudades Das noites de São João. Cantigas do coração! .

respondeu à primeira das indagações acima: . viverá a humanidade fora desse ambiente de animosidade entre a ciência e a religião. adotado por muitos povos do Oriente. do raciocínio. julgo. Nos tempos modernos.Qual a impressão do homem no instante da morte?" Em torno de uma velha animosidade Eis como Emmanuel. aconselhando os vivos a que guardem o patrimônio de suas crenças PEDRO LEOPOLDO. da análise. há uma Sabedoria Integral e uma Ordem Inviolável" . com aquele admirável poder de síntese que caracteriza suas mensagens. 37 PODERÁ A CIÊNCIA SUBSTITUIR A RELIGIÃO? "Acima das coisas transitórias do mundo. e diz: ". no futuro.Poderá a Ciência substituir a Religião? A segunda indagação refere-se ao hábito da cremação de cadáveres."Creio que.responde Emmanuel.Sentem os desencarnados os efeitos da cremação de seus despo-jos mortais?" e a terceira é esta: ". por dementino de Alencar) . que em nenhuma civilização pôde a primeira substituir a segunda. contudo. dos seus protetores do Além. As suas antinomias serão eliminadas dentro do estudo.Enviamos hoje mais três das respostas colhidas. por Chico Xavier. e relativas a indagações enviadas por carta ao "médium". A primeira das duas perguntas abaixo respondidas é esta: ". mentalidades existem que pugnam pelo de . 9 (Especial para O GLOBO.

Essa tarefa é inútil. Muitas delas. em vossa época. Experiência que fracassaria O sentimento religioso é a base de todas as civilizações. concedendo-se liberdade aos impulsos naturais do homem. elas atestam igualmente a falibilidade humana e a fraqueza e inconsistência dos seus conhecimentos. a morte da crença nos poderes de uma providência estranha aos homens.208 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER saparecimento das noções religiosas do coração dos homens. o afastamento das esperança de uma outra vida. A religião é o sentimento divino que prende o homem ao Criador. nenhum programa de reeducação podem roubar do mundo a idéia de Deus e da imortalidade do ser. mas assemelham-se a alguém que tivesse a fortuna do obter um oásis entre imensos desertos. falíveis. porém. não vê as caravanas sem número de infelizes. Os que se abalançam a sugerir semelhantes empresas podem ser dignos de respeito e admiração pelos seu8 méritos científicos. A ciência e suas contradições: atestado da falibilidade humana Em cada século o progresso científico renova sua concepção acerca dos mais importantes problemas da vida. o aniquilamento da fé. Tal afirmativa carece de fundamento. a Humanidade estará unida a Deus pela ciência e pela fé então irmanadas. Confortado e satisfeito dentro da sua felicidade ocasional. estão desviadas do bom caminho pelo interesse criminoso e pela ambição lamentável dos seus expositores. dignas de todo o acatamento pelo sopro da inspiração superior que as fez surgir. inata no coração do homem. Acima de tudo estão a Sabedoria Integral e a Ordem Inviolável . A experiência fracassaria. cheias de sede e de fome. é estabelecerdes a diferença entre religião e religiões. Raramente os verdadeiros sábios são compreendidos por seus contemporâneos. como um sublime legado. instruindo e consolando. tran- sitando sobre as areias ardentes. mas a verdade um dia brilhará para todos. Preconiza-se uma educação pela inteligência. A religião viverá entre as criaturas. Pede-se um educação sem Deus. nenhum sistema político. sem necessitar da cooperação de nenhum homem. Se as contradições dos estudiosos são o sinal de que a ciência progride sempre. imperfeitas como eles próprios. O sublime legado Diz-se que o pensamento religioso é uma ilusão. As religiões são as organizações dos homens. As ideologias novas não conseguirão eliminá-la também. Nenhuma teoria científica. Religião e religiões O que se faz preciso. são como gotas do orvalho celeste misturadas com os elementos da terra em que caíram. No dia em que a evolução dispensar o concurso religioso.

Laços fluídicos. há uma Sabedoria Integral. pode sentir."Ó irmãos nossos que confiais na Providência dentro da escuridão do mundo!. nas primeiras horas do Além Túmulo. com destemor e coragem. imperceptíveis ao vosso poder visual. sobre a "impressão do homem no momento d morte" foi respondida nestes termos: . Do portal de claridades do Além-Túmulo. Guardai convosco o sagrado patrimônio das crenças." Tal vida. Sobre as ruínas.." Só ao fim de certo prazo deverá ser feita cremação A segunda das perguntas acima. ainda se conservam unindo a alma recém-liberta ao corpo exausto. nas primeiras horas do "post mortem". E. existem ainda no cadáver inúmeros elementos de vida. Entre os homens não existe a necessidade de alguém que auxilie os recém-nascidos a se desvencilharem do cordão umbilical? .. usando de recursos vários e reagentes. Vê-se pois. Elementos de vida que ficam. tal morte A terceira pergunta. portanto. porém. por esta razão.208 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Cabe-nos. daí nas a possibilidade de. porque. todas ações a que seu corpo abandonado seja submetido. no cadáver As vezes. ainda se sente o espírito ligado aos elementos cadavéricos. a qual. dentro do quadro de suas impressões físicas. sobre os escombros das civilizações mortas e dos templos desmoronados... a relativa à cremação de cadáveres. — Emmanuel. Os moribundos têm invariavelmente á assistência dos seus protetores e amigos invisíveis que os auxiliam a se libertar das cadeias que os prendem à vida material. Uma justiça soberana. exclamar para os que crêem e esperam: . unamos os nossos esforços pelo bem coletivo.Emmanuel. Na Terra ou no espaço.A impressão da alma no momento da morte varia com os estados de consciência dos indivíduos. na maioria dos casos o espírito pode experimentar os sofrimentos horríveis oriundos da cremação. Para todas as criaturas. pois. nós viveremos eternamente. a ciência faz um "morto" voltar à vida. uma Ordem Inviolável. manifesta-se nesses instantes a bondade divina. nós vos estendemos as mãos fraternas!. pois. nunca deverá ser levada a efeito antes do prazo de cinqüenta horas após o desenlace. porque Deus é justo e a alma é imortal. acima das coisas transitórias do mundo. o "guia" assim respondeu: — "Geralmente. íntegra e misericordiosa preside aos nossos destinos. . Nossa palavra corre sobre o mundo como um poderoso sopro de verdades! Dentro do Universo mil laços nos unem. que o espírito desencarnado. Lutemos. por algum tempo. esses elos impedem a decomposição imediata da matéria. segundo a natureza das moléstias que precedem a desc carnação. nociva e desumana. A cremação imediata ao chamado instante da morte é.

-Emmanuel.208 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER As sensações penosas do corpo são mais ou menos acordes com a moléstia manifestada." . tal morte" vai aí receber então a sua sanção plena. vai a alma colher os frutos de suas boas ou más obras na superfície do mundo. no plano espiritual. Elas. O adagio popular "Tal vida. passam e nos primeiros tempos. porém.

Qual a opinião dos espíritos sobre o feminismo? Simples. do seio da correspondência. como pede a pergunta. uma síntese: . E assim também é a resposta dada pelo guia e protetor do "médium". não é de todo favorável ao sentido tomado pelas chamadas conquistas feministas no panorama contemporâneo. Há uma. não podia escapar às cogitações dos consulentes de Chico Xavier. como se verá. logo se vê. 11 (Especial para O GLOBO. porém que constitui. As indagações que surgem. porém. o guia não faz restrição alguma às suas palavras.Só é criminoso quem quer -Mais três respostas de Emmanuel PEDRO LEOPOLDO. sem malícia nem animosidade. Como. a respeito. são várias.O feminismo. parece-nos que podemos aceitá-las como um ponto de vista coletivo. por dementino de Alencar) . 38 "A MULHER NÃO PRECISA MASCULINIZAR-SE E SIM EDUCAR-SE" O feminismo em face do código transitório dos homens -As desigualdades sociais — A evolução dos povos e de seus códigos -Livre-arbítrio . Eis como pensam os espíritos sobre essa questão. daquelas. Contra a masculinização espetaculosa Na resposta. direta. E este. segundo a resposta assinada por Emmanuel: . não está explícito propriamente um pronunciamento geral dos "espíritos". Não fosse essa uma das maiores preocupações do próprio século.

" A evolução dos povos significa a evolução dos seus códigos O que dissemos em relação ao feminismo. prece zada por inúmeros orientadores do mau feminismo. faz-se preciso conter o delírio. A mulher não podia escapar a essa onda dc transições. por sua profunda capacidade receptora. como a eletricidade. O problema do feminismo não é o da exclusão da dependência dí mulher. Os deveres mais sagrados Homem e mulher. precisa ser resolvido à luz do Evangelho.212 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER . Mas não compreendei como legítimo esse movimento de masculinização espetaculosa.A mulher deve colaborar com o homem. na humanidade. as experimentações tocam ao auge. poderíamos repetir quanto às questões sociais cm geral: as indagações são muitas. falhas no conhecimento imprescindível das realidades da vida. sim. sem saber o que desejam e sem nada trazer de melhor aos que se formam para as lutas da existência. deve ser o da compreensão dos seus grandes deveres. As idéias são forças que. Toda a força necessita de educação para se expandir com benefícios. guarda os deveres mais sagrados diante das leis divinas. e que se voltam para o campo da publicidade. as linhas determinadas pelos desígnios insondáveis de Deus nã< se mudam sob a influência do limitado arbítrio humano. dentro dos códigos t i nisitórios dos homens. quando não são devidamente controladas. tem obrigações nobilíssimas a cur prir nas posições diferentes em que foram colocados dentro do pia Aliás. educar-se A mulher não precisa masculinizar-se. cada um deles. Não precisa masculinizar-se e. antes de ser estudado. a respeito. Uma dessas é a seguinte: . O problema da mulher. Dentro dt natureza. são elementos se completam para a consecução da obra divina. a mulher. — I iniiianuel. dependendo um do outro. dentro sua feminilidade. arruinam o que encontram na sua passagem. intoxicando o espírito da juventude. Todas as questões feministas se reduzem a um problema de educação mais do que necessária. nas variadas esferas de sua atividade. a alucinação de mentalidades apaixonadas. Precisa educar-se. nos excessos de idealismo. O homem e a mulher. Todavia. e a mulher nã< pode transformar o complexo estrutural do seu organismo. os quais iludem a lher quanto às suas obrigações no seio da coletividade. Um problema que foge aos códigos transitórios dos homens Neste século. de forma admissível seu sexo.

em harmonia com as opiniões dos seus guias espirituais. que. porém. contudo. únicas alavancas mantenedoras da ordem.: ."O homem está subordinado ao seu livre-arbítrio. porém. É preciso. Cremos. mais uma vez. deve preocupar os sociólogos modernos é estabelecer a solidariedade entre elas. . As classes existirão sempre .O dever de solidariedade Em tese."Que pensam os espíritos das desigualdades sociais?" A indagação c das que convidam aos debates longos e às demoradas dissertações. A existência de cada homem é resultante de seus atos e pensamentos. Medida importa pela evolução geral A evolução dos povos significa a evolução de seus códigos. As condições sociais. os dissabores. na esfera da política administrativa como medida necessária imposta pela evolução geral. mas sua existência está também submetida a determinadas circunstâncias de acordo com o mapa de seus serviços e provações na Terra. -Emmanuel. do seu admirável poder de síntese para responder. se a pobreza luta com infortúnios e adversidades. porém. O elemento dominante Na esfera individual o livre-arbítrio é pois o único elemento dominante. em futuro próximo.212 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER . portanto. são circunstâncias da existência do homem. a riqueza e a autoridade implicam deveres muito sagrados. a conciliação de seus interesses. pode suportar as enfermidades com serenidade de ânimo e resignação. vale-se aí. Emmanuel. O que. antes da reencarnação. diante das leis humanas e divinas. pode ser tentado de todas as maneiras." O livre-arbítrio e a fatalidade . os fenômenos sociais serão controlados com mais critério. Pode nascer num ambiente de humildade e modéstia. as classes existiram e existirão sempre. procurando vencer pela perseverança no trabalho e triunfando das deficiências encontradas. Entre elas. dos quais decorrem responsabilidades temíveis para quantos não os saibam cumprir. considerar-se que. mas só se tornará um criminoso se quiser."O problema das desigualdades sociais afronta os pensadores desde a aurora dos tempos."Está o homem subordinado ao livre-arbítrio ou à fatalidade?" A essa pergunta assim respondeu Emmanuel: . a multiplicação urgente das leis de assistência social. está a sua vontade soberana. os ambientes viciosos. as moléstias. o cerco das tentações. e delineado pela individualidade.

." . Um dos grandes erros do homem é não se conformar com sua situação de simples hóspede de um mundo que não lhe pertence. Se reconhecesse o quanto é passageira sua permanência na Terra. causas naturais de muitos de seus maiores sofrimentos.Emmanuel.212 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER O que se faz necessário é intensificar cada um sua educação pessoal. evitaria a influência nefasta do egoísmo e não agrilhoaria o seu coração ao cárcere dc desejos inconcebíveis.

sem sectarismo Essa resposta diz assim: ". sem nenhum caráter sectário sob o ponto de vista religioso. sem a colaboração do odioso espírito de seita. 39 NÃO DEVE SER MINISTRADO NAS ESCOLAS O ENSINO RELIGIOSO "A verdadeira crença não precisa de nenhuma força humana ou temporal para se manter" PEDRO LEOPOLDO."Deve-se adotar o ensino religioso nas escolas? A resposta é contrária a essa medida. o ensino de determinadas doutrinas religiosas. Aulas de moral. . E um erro criar. Uma dessas indagações deve ter sido sugerida ao missivista pelos debates que há pouco agitaram a Câmara Municipal carioca. Ei-la: .Seria conveniente que se adotassem aulas de moral em todas as escolas. 12 (Especial para O GLOBO. na pedagogia moderna.Reuniremos em nossa correspondência de hoje algumas respostas a perguntas sobre religião. por dementino de Alencar) . considerando-a um erro capaz de desenvolver na criança um prejudicial espírito de seita. A formação do espírito infantil se processaria dentro do luminoso ideal da fraternidade humana. inoculando na mentalidade da criança sentimentos antifraternos.

proceder de outra forma é cooperar pela difusão do fanatismo destruidor. esta pergunta: ".Emmanuel.O governo que se abalançasse a uma empresa dessas. que nascerão as mentalidades sadias para as coletividades sadias do futuro. A criança deve ser integrada no conhecimento das suas obrigações ante as leis divinas e é dessa educação. logo a seguir. nos tempos que correm. à base do Cristianismo em sua pureza primitiva. A solução desse problema. operaria obra demolidora dos progressos alcançados. portanto. isso não quer dizer que sejamos partidários da educação irreligiosa. desviando essas inteligências novas da prática do mal. decorre da resposta dada à primeira: . dá provas de sua falência nos corações. . As crenças e o perigo do doutrinarismo político Aliás.Se preconizamos a adoção do laicismo nas escolas públicas. . instaurando a anarquia do pensamento.Convém educar a criança sem religião? Eis a resposta dada pelo guia: ". Todo o credo religioso que procure a sombra do Estado para se expandir e viver dá sintomas de desagregação. Somos." Problema afeto ao lar e não aos departamentos do Estado A segunda pergunta do gênero apresentada a Emmanuel. Uma crença que necessite de forças humanas para se manter deixa de ser crença para ser uma arma perigosa de doutrinarismo político.Emmanuel.Deve o governo brasileiro decretar uma religião oficial?" Emmanuel manifesta-se pela liberdade de crenças nestes termos: ". contudo. A época atual não comporta semelhantes retrocessos. está afeta ao lar e não aos departamentos do Estado. a questão estaria afeta ao credo que aceitasse amparo oficial.216 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Contra o fanatismo destruidor E como poderá o cérebro da infância aprender capítulos escriturísticos que os próprios exegctas lutam com dificuldades para explanar e compreender? Formidável já é a tarefa dos mestres. e. quando acolhido pelo Estado apressa-se a sua . a seguir. Buscando o poder transitório dos homens esquece o poder eterno de Deus. Deve-se cultivar a idéia de Deus na mentalidade infantil." Pela inteira liberdade de crenças Dentro do mesmo quadro de cogitações aparece. considerando a heterogeneidade dos credos religiosos a que se filiam os alunos. Interessada nas coisas mundanas. de opinião que o laicismo deve ser conservado nas escolas públicas.

216 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER decadência. e aos quais já fizemos ligeira referência no noticiário daquela reunião. E espontânea e. de toda a mágoa obscura. beneficiando os homens com a sua majestosa singeleza. Senhor. não precisa de nenhuma força humana ou temporal para se manter. Espontânea. Poderá ser um grande coeficiente de forças partidárias dentro da política. Vivi sonhando em meu deslumbramento! Dentro do meu ideal supus que. laço sagrado que une as almas ao Céu pelas aspirações da fé. aqui juntamos dois sonetos recebidos com o nome de Hermes Fontes." Dois sonetos de Hermes Fontes Encerrando a correspondência de hoje. São os seguintes esses versos: Desconforto Não me bastou. . abre o caminho da luz espiritual para as consciências espalhando em tudo as suas claridades imortais. a política c um conjunto de forças que se caracterizam pela temporalidade dc sua ação. singela e benéfica A verdadeira crença religiosa. todavia. velar atento A misteriosa luz com que. - Emmanuel. isento De toda a dor. na sessão de 22 de maio último. à procura Dc um luminoso céu em miniatura. Alcançasse o castelo da Ventura Na glorificação do Pensamento.

que era aos meus olhos a quimera Do pensamento mistificador. o grande abismo. Meu erro foi descrer. Esperança divina que eu quisera Ver aureolada por um grande amor! Mas não pude esperar quanto devera Nos carreiros aspérrimos da dor. E as minhas esperanças de menino E os anelos de amor e mocidade Naufragaram no grande desconforto. deserto O coração. o nada incerto!. Sonho inútil Em minha juventude estive à espera De um malogrado sonho superior. NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Mas. Oh! o maior dos enganos perpetrados! Pois no meu sonho altíssimo de rei Achei a dor dos grandes condenados! . Sem fé. ai de mim! Meu barco pequenino Perdeu-se em meio à torva tempestade Sem divisar a luz de qualquer porto. somente acreditei Na morte. porque.

A verdadeira crise do mundo é uma só . detalhes. . conseguindo. E isto sempre conforta um pouco aos campeadores convictos da vida em que estamos. segundo a doutrina. MAIS LUZ DO QUE PÃO" "A crise espiritual. às vezes resultam para os homens. Tal constatação parece-nos bastante significativa para os que con-victamentc lutam entre as contingências da Terra. apesar do muito de dores que deles. os quais tanto desdém merecem de certos credos. no caso. para o personagem de Shakespeare. 40 "MAIS VERDADE DO QUE DINHEIRO. nas nossas considerações de acima. de certa forma.a de ordem espiritual A pergunta e a resposta que damos a seguir enquadram-se. fonte dos males atuais " Outro soneto de Antero de Quental PEDRO LEOPOLDO. da única que percebemos sem nenhuma dúvida. por dementino de Alencar) . procuram sempre fugir àquele exclusivismo material. estabelecer uma relação entre os problemas humanos que estejam inteiramente à margem de sua vida espiritual e as cogitações que pairam e os remédios que possam vir dos altos planos onde. vivem os Amigos do espaço. sem dúvida.. enobrecer um pouco certos detalhes mais tipicamente terrenos da existência. não passaria de uma história tola contada por um idiota. pois vem. vindo afinal de contas sempre dar um sentido mais digno àquilo que Fradique chamou "a escura disparada para a morte" e que.Muitas são as consultas que em nada vão além de preocupações puramente terrenas. falando pela palavra de Emmanuel. 14 (Especial para O GLOBO.. não raro. E isso já nos serviu a observar como os espíritos.

quando a civilização. As classes são dominadas pelos desvios de toda a ordem.As nações estão vivendo um momento angustioso no terreno econômico. A alma humana. a culminância. o Salvador esperado por muitos séculos dc ansiedade e profecias. vícios da alimentação Essa inquietação geral.a de ordem espiritual. Falece à política autoridade para organizar um programa que corresponda aos anseios gerais. Há por todo o canto. se encontra num turbilhão de perplexidades. a ausência de paz nos corações. e dos quais se observa. para que o bem-estar social se efetivasse? Far-se-ia mister pirogravar. perde-se num emaranhado de conjecturas e de sofrimentos. nas crises atuais. no seu julgamento. simbolizada no poderio romano. O apelo aos sentimentos da fraternidade cristã Todavia ainda é para Jesus que os homens necessitam voltar os seus olhos. Vícios do pensamento. A ciência. A culminância de hoje Passado. uma luta tenaz dos anseios do espírito que almeja paz e libertação. dentro dessas vibrações antagônicas. Qual a causa dessa crise que avassala o mundo? Emmanuel respondeu assim: . sua palavra foi deixada no mundo como a lei áurea de liberdade das almas. como há dois mil anos Observa-se. As religiões criaram um Deus antropomòrfico. vícios dos costumes. em todos os setores dos trabalhos do mundo. vícios do pensamento. na atualidade. vícios da alimentação."Estão acertadas. a cada passo. o arrebatamento da fé. Os anseios e a luta tenaz do espírito. A missão do moderno espiritualismo é trazer a chave dos conhecimentos acerca dos seus . porém. quantas encontram. fez-se ouvir a voz consoladora do Mestre. as modalidades várias de uma crise única . Há quase dois milênios. o "reino da Terra". novamente os abusos da maldade humana se fizeram sentir por toda a parte.220 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Indagara o missivista: . pondo de lado o "reino do céu" para alcançarem. Que se poderia fazer para que a ordem se restabelecesse. estabelecem a crise avassaladora que abrange todos os domínios da atividade humana. A sua vida sacrificada foi legada ao homem como o sublime modelo. no coração de cada homem. Sob a sua divina influência. o fermento revolucionário. se entregava a todos os desregramentos c desvarios. por quaisquer meios. uma transformação radical se operou dentro da civilização trabalhada pelos hábitos perniciosos. a legenda célebre de Delfos. vícios dos costumes.

não há possibilidade de se evitar as crises que assoberbam o mundo. é que os homens necessitam mais de verdade que de dinheiro. os artigos de primeira necessidade serão destruídos pela falsa diretriz econômica de alguns países. do confusionismo hodierno. mais luz do que pão A guerra continuará amortalhando os corações. Enquanto não compreenderem os homens os seus deveres de fraternidade cristã. quando muitos choram a falta de pão. até que a crise espiritual seja solucionada pelo esforço do homem. O que se depreende. Mais verdade do que dinheiro. a fim de que a luz se faça no seu coração.220 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER grandes e inolvidáveis ensinamentos. -Emmanuel. Essas compactas legiões sombrias. de mais luz espiritual que de pão." As compactas legiões sombrias Do arquivo do "médium" retiramos hoje. Trazem ao pé o nome de Antero de Quental c foram psicografadas a 19 de novembro de 1934: Almas sofredoras Passam na Terra. a confusão prosseguirá dentro de todos os seus matizes. pois. . mais alguns versos. como as ventanias Ou como agigantadas nebulosas Provindas de cavernas misteriosas.

Que estais colhendo sobre a Terra as flores De um doce e temporário esquecimento. Com que andei entre queixas dolorosas. Entre as noites mais lúgubres e frias! Oh! visões de martírios que apavoram. Miseráveis Espíritos que choram. Ao palmilhar estradas escabrosas. Sob os grilhões de rude sofrimento! Orai por eles.222 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Turbas de alma escravas de agonias. bons trabalhadores. .

e os conflitos que.A necessidade. pois é digno de ressaltar-se que. para extinção das guerras. sobre a razão e as possibilidades daqueles métodos mediúnicos de cura e o benefício que deles porventura resulta para o doente. da renovação das diretrizes econômicas dos povos -O imperativo da mais intensa educação pessoal e coletiva — Guerra. . entretanto. por dementino de Alencar) . 41 EMMANUEL FALA-NOS SOBRE A MEDICINA DOS HOMENS E O PROBLEMA ANGUSTIOSO DAS GUERRAS A máxima de Juvenal continua de pé.Ocupar-nos-emos. exaltando mesmo nessa esfera. Emmanuel. conseqüência natural dos defeitos das leis humanas PEDRO LEOPOLDO. não raro. Limita-se a expor um ponto de vista sobre o problema dos males terrenos. as atividades dos médicos da Terra. nas quais aponta um "sagrado sacerdócio". Tal esclarecimento. nós apenas o podemos deduzir da resposta. de certa forma dá. hoje. 16 (Especial para O GLOBO. sobretudo. se estabelecem entre os processos da medicina espírita e os da terapêutica terrena. a resposta apresenta-se interessante. ao contrário do que se poderia supor."Como encaram os espíritos a medicina da Terra?" O sagrado sacerdócio Dados a atividade de certos "médiuns" que se dedicam à cura de males físicos. pelo esclarecimento que. nela. não faz propriamente defesa alguma exclusiva da medicina espírita. de algumas respostas dadas por Emmanuel a indagações a respeito de guerras e da medicina da Terra. Sobre este último ponto a pergunta feita era esta: • .

A máxima de Juvenal . Micróbios e elementos de ordem espiritual E verdade que grande número de moléstias constituem enigmas dolorosos para a ciência dos homens. a sugestão e. geralmente. os tratamentos que a esta fossem aplicados o seriam em identidade de circunstâncias ao veículo das suas manifestações. Trabalho santificante e abnegação redentora A resposta de Emmanuel à indagação acima é a seguinte: ". grandioso demais pela sua transcendência.A medicina. E uma questão de dar-se tempo ao tempo. Aconselharíamos pois à medicina em geral a intensificação dos processos magnéticos de cura. E que os micróbios patogênicos se associam a elementos sutilíssimos de ordem espiritual. força central e coordenadora dos fenômenos vitais. Agora. um momento. se a terapêutica espiritual estivesse sempre unida a quaisquer sistemas de cura. ela resolverá muitos dos mais intricados problemas da microbiologia. necessárias ao aprimoramento psíquico de cada um. afronta os conhecimentos científicos . às enfermidades da alma. E pena que os sistemas medicinais se degladiem tanto na exposição de seus processos de cura.o das provações individuais. elemento regenerador de todas as funções do organismo. passemos à resposta. é uma das maiores benfeito-ras da humanidade. Um problema. na Terra. é lícito esperar-se dela muito de realizações em favor dos que. no quadro das ciências. o repórter não teve outro intuito que o de mais uma vez significar a isenção com que resolutamente se lançou nesta reportagem em torno do "médium" de Pedro Leopoldo. sobretudo. a disciplina da mente. no seu seio não são poucos os espíritos que se têm dignificado pelo trabalho santificante e pelas abnegações redentoras. não obstante o avanço dos compêndios nosológicos. Digna de todo acatamento. em traçar a observação acima. Relacionando enfermidades do corpo e da alma • Daí se infere a vantagem que adviria. lutam e laboram pela conquista do aperfeiçoamento. todos eles apresentam as suas vantagens e o que é mais necessário a quantos aceitam os seus postulados é encararem sua posição como decorrente de um sacerdócio muito sagrado. para os processos medicinais. Paulatinamente. As enfermidades do corpo obedecem.224 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER E detendo-se. A mente educada representa a maior fonte de auxílios à medicatriz. no seu objetivo de conservar a saúde humana.

ainda há necessidade da máxima antiga de Juvenal. dos abusos da alimentação. Por muito tempo ainda. Vê-se pois que. não se pode prescindir das experiências do passado.224 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER E. Para tanto ser faria mister que os homens. em geral. em geral. dos desvios morais. A observância dos preceitos necessários seria eminentemente benéfica. infelizmente." Estará o mundo livre de guerras? Passemos às perguntas que se preocupam com a idéia da guerra. cremos que a sua extinção se verificará somente depois de uma renovação radical. estivessem integrados no conhecimento dos seus deveres cristãos.Estará a Humanidade livre das guerras?" Eis a resposta do guia: "Não consideramos como definitivamente afastada do seio das nações a ação nefasta das guerras. da ginástica respiratória. Nos tempos de Einstein e Marconi. Emmanuel. a humanidade será perseguida pela guerra e pela coorte de seus infortúnios e desgraças. o que não acontece. dos exercícios físicos. nas diretrizes econômicas adotadas pela maior parte dos países. Mais do que nunca se faz mister o estudo acurado do "Mens sana in corpore sano". todos os homens deveriam ser fiéis observadores dos tratamentos preventivos. cremos que. aliada ao sentimento de solidariedade e fraternidade univer . portadora das melhores condições para a saúde do indivíduo c da coletividade. Diz uma: ". secundando os esforços médicos. apesar da evolução do presente. principalmente no tocante às questões da higiene.

outras respostas que enviaremos a seguir."A guerra obedece a um determinismo no plano da evolução?" Resposta: "Crê-se que a guerra obedeça a leis deterministas. ainda. da primeira decorre o progresso particular. - Emmanuel. que proferir semelhante conceito é avançar muito. segundo a educação necessária. Ela é a conseqüência natural dos defeitos das leis humanas. julgo. da segunda. . A necessidade imprescindível do momento do mundo é a solução do problema educativo. Faz-se precisa a educação pessoal e coletiva. Conseqüência natural dos defeitos das leis humanas Outra pergunta: . deve ser o característico das gera ções futuras. a evolução do mundo e das suas leis. porem.226 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER sais que." Sobre o mesmo assunto há.

. TAMBÉM. A consulta. Estão neste grupo as que enviamos hoje e foram entregues ao médium à tarde. feita naturalmente com a intenção de teste. até alguns já bem mais complexos. ao início da noite. As perguntas foram as seguintes: . por dementino de Alencar) ."E a química uma ciência?" ."Que se passa na natureza íntima da matéria. (Especial para O GLOBO. para estudantes daquelas ciências. PELO ESPÍRITO OS FENÔMENOS FÍSICO-QUÍMICOS Até nos corpos inanimados se encontra vida Leibnitz e os seus princípios PEDRO LEOPOLDO."Não será a química apenas uma parte da física?" . por sua vez."Será a reação química apenas manifestação de energias físicas?" . algumas há que lhe foram trazidas pessoalmente pelo consulente. como que desejando.Entre as consultas apresentadas a Chico Xavier. Emmanuel. durante uma reação química?" Ciências intimamente associadas Nas suas respostas. por um estudioso de Física e Química. parte de pontos os mais simples. 42 PRESIDIDOS. Esse consulente recebia as respostas pouco mais tarde. 19.

c que implica a existência de causas inteligentes. sem serem todavia pura manifestação uma da outra. aparece acrescida de um elemento novo. cm todos os fenômenos que regem a vida da matéria em geral. predominam fatores de ordem espiritual que somente compreendereis com a expansão do progresso futuro. já foi uma vez o confidente humilde de Berthelot. ."E a química uma ciência?" Resposta: . no salto da síntese. o visível ao invisível". o que torna a resposta de Emmanuel coerente com a mensagem publicada já. porém."Sem dúvida". Fatores de ordem espiritual sobre todos os fenômenos da matéria . a chamada inanimada. Todavia. apresentados pelos corpos quando estes não sofrem modificação alguma. sem lhes alterar a estrutura. Enquanto a química estuda a constituição dos corpos. em que Bcrthelot nos fala do "filamento imponderável que une o finito ao infinito.. conforme os nossos leitores certamente se recordam. grandiosa na sua autonomia. controlando os mínimos acontecimentos.. Toda a matéria está cheia de movimento c de vida.. o "fator de ordem espiritual". portanto."Será a reação química apenas manifestação de energias físicas?" Resposta: A reação química e a energia física têm suas afinidades dentro das ciências que lhes dizem respeito. Seus fenômenos. que. ' Emmanuel". também. são bastante especificados para que ambas se confundam em uma só. a física e a química apresentam grandes afinidades entre si. chegar até às mônadas de Leibnitz. Sobre todos esses fatos.do simples ao complexo -parte.. E foram as seguintes as respostas psicografadas por Chico Xavier. há uma força vital. Como se vê na "química" dos desencarnados. suas propriedades e a lei de suas combinações c decomposições."Não será a química apenas uma parte da física?" Resposta: . na esfera das ciências. Enquanto a primeira tem por finalidade o estudo dos fatos naturais. a física examina as leis que tendem a transformar o movimento e o estado desses corpos. Consideremos sobretudo o seguinte: a vida é universal. Sobre todos os fenômenos físico-químicos. em tua generalidade. . a matéria pura. porém."De fato. a física e a química estão intimamente associadas". apresentando os fenômenos físico-químicos em todos os graus de complexidade. a segunda analisa os fenômenos que transformam a natureza íntima dos corpos.228 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER acompanhar a linha ascendente das perguntas . . de uma singela afirmativa para.

durante uma reação química? Resposta: . O que necessitam considerar quantos se entregam à decifração dos enigmas da matéria é que a vida é universal. Eles contudo não estão submetidos a forças cegas e sim às leis transcendentes que imperam entre as mônadas espirituais. essa divisão implica apenas um jogo de palavras. já que se encontram. problema solúvel dentro da insuficiência sensorial. dos fenômenos físico-químicos.228 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Residirá nisso certamente toda a divergência que porventura se observe na noção que.Que se passa na natureza íntima da matéria. Para lá da insuficiência sensorial Toda a matéria está associada ao movimento. fatos de vida." . tenham os "vivos" e os "mortos". Fatos de vida na matéria inanimada Passemos à pergunta seguinte: . fora dc todas as vossas possibilidades de observação. na considerada matéria morta. Contudo. como os fenômenos do mundo mineral. a matéria foi dividida em inanimada e organizada pela ciência. em sua maior parte. . Nas menores partículas do Universo observam-se os fenômenos vitais.Emmanuel."O que se passa na natureza íntima da matéria durante uma reação química é um fenômeno natural resultante da ação que lhe foi infligida. c os acontecimentos íntimos que determinam as modificações na sua estrutura estão.

da ação que foi infringida". E verdade que a teoria Leibnitziana já foi longamente negada pelos remanescentes escolásticos. mesmo quando puséssemos de parte a hipótese espírita da comunicação com os mortos. embora Santo Thomaz reconhecesse. embora de modo confuso. em nosso espírito.230 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Depois de já psicografada essa resposta. aquela espécie de alma sem janelas. A alma sem janelas. na alma. nos tornaria também compreensível.. como o de Platão.. como querem os seus adeptos. ou o dogma. / ... Essa referência à mônada. nos faz lembrar que o inatismo do filósofo alemão. de Leibnitz. admitindo que os conhecimentos todos já existem.. em caso como o do "médium" de Pedro Leopoldo. o guia fez uma correção no primeiro período onde tinha sido escrito: ".. o poder de operar sobre as energias da natureza material.

Aplaudir essas iniciativas que consideramos como atentatórias à . indaga: . coibindo o pensamento. operam a revivescência das autocracias de outrora.Numa das cartas enviadas a Chico Xavier."Compreendemos que se deva amar o pedaço de terra que nos viu nascer e compreendemos também o desejo de engradecê-Io pelo trabalho. o missivista. considerando o conceito do nacionalismo em face das leis fraternas de que repetidamente fala Emmanuel. Fazer. é desconhecer as leis da solidariedade humana. 21 (Especial para O GLOBO. 43 O NACIONALISMO DIANTE DA LEI DA FRATERNIDADE Universo . incentivando as guerras. todas as concepções do verdadeiro patriotismo se enquadram no esforço de cada indivíduo em favor da evolução geral. parece.objetivação do pensamento divino PEDRO LEOPOLDO. pela inteligência. a apologia desses movimentos nacionalistas que. provocando revoltas. que vai de encontro à lei da fraternidade. tornando-o digno da admiração dos outros."Se o nacionalismo multiplica as energias de um povo. Como deveremos entendê-lo?" Desejos e entusiasmos compreensíveis Emmanuel assim responde a esse consulente: . Aliás. entretanto. por dementino de Alencar) . a pretexto de unificação e energia administrativa. pelo progresso. porém.

Para a sua misericórdia. outra a arte. Todavia. Cada individualidade dá o que possui no problema das possibilidades e das vocações. dentro delas.. os grandes erros começam porquanto os desequilíbrios econômicos são inevitáveis. Em todas as organizações políticas encontram-se concepções elevadas que interessam. As rajadas de guerras. O isolamento dos Estados e o desequilíbrio econômico Cria-se a política dos governos fortes a fim de se incentivar as energias nacionais. portanto. são assim as nacionalidades. . sejam europeus. O que existe e a lei divina. Fisicamente. pretendendo isolar-se no mundo. portanto. um país não vale mais do que outro. impondo a lei de Fraternidade a todas as criaturas. a vida do Estado. seria cooperar para o des virtuamento de todos os princípios da justiça e da ordem. as nações representam somente o patrimônio da Humanidade. é prejudicial ao bem coletivo. envolvendo grandes e temíveis responsabilidades individuais e coletivas. A mística nacionalista e p bem coletivo. no edifício do progresso coletivo.232 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER lei fraterna que rege os mundos e as almas. africanos. todos os feitos do homem na esfera da existência transitória são assinalados pelo seu caráter temporal. lavra a sua própria condenação. Uma traz a ciência. nesse isolamento. O Universo é o Pensamento Divino em sua expressão objetiva Não vemos. Obras puramente humanas. de perto. percorre o mundo de bandeirolas ao vento. e os homens. nenhuma legitimidade nesse exclusivismo antifraterno. Ninguém pode prever as conseqüências dessa mística nacionalista que. O Universo é o Pensamento Divino em sua expressão objetiva. O plano de perfeição una absorve todas as coisas. Ainda aí encontramos as lições de fraternidade da natureza. O amor de Deus envolve a criação infinita. O que se faz necessário é regulamentar-se a troca dos produtos de cada uma. Um país. todos são irmãos. 6 a alma imortal. de nacionalismos incompreensíveis. são obras humanas. hotentotes. mas todo e qualquer extremismo. Isola-se o Estado e. no tocante à produção.. na atualidade. Os homens não podem fugir aos dispositivos do código da fraternidade universal. outra uma nova modalidade evolutiva. Quando os países lavram a própria condenação Dentro do mundo.

assinalando as suas frontes com o estigma da maldição dos séculos. subjugou os tiranos.. pode ser combatida. invisível c misteriosa. A mão do processo evolutivo. Onde se encontram a Esparta e a Atenas de outrora? Que sopro destruidor pulverizou as esplendorosas civilizações que floresceram junto do Ganges. mas será aceita em tempo oportuno. sobre as ruínas do Coliseu e de Spalato choram. O progresso vem trabalhando com sacrifícios e. os ventos da noite. Onde se acham as suas galeras soberbas cheias de patrícios e de escravos. os únicos que se não dissipam no vórtice das mutações da matéria. . que estancou as lágrimas da plebe sofredora. Os ventos da noite sobre as ruínas. os seus impérios faiscantes?. O poder de homens e de nações passa como a sua própria ação... amargamente. Daí a necessidade da difusão do conceito imortalista da vida. enchendo de vida as suas margens? Que força extra-humana soterrou a Roma poderosa da Antigüidade.232 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Evolução A evolução pode ser lenta.. do Tigre. do Nilo. para que a humanidade concentre as suas possibilidades na aquisição dos tesouros espirituais. mas é segura. as suas conquistas. num aluvião de cinzas?... A História é o vosso roteiro.

em espirilo verdade. explicando aos homens. as lições trazidas ao mundo por Jesus." . há de reparar os excfl sos do nacionalismo. integrando as criaturas no conhecimento das ve dadeiras leis fraternas e extinguindo os ódios raciais que infelicitam humanidade.234 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER E as promessas do espiritualismo O moderno espiritualismo.

Alguém desejava saber se a Terra é o único planeta onde. o "guia" lembrou haver já há tempos feito uma comunicação que envolvia a resposta à indagação de agora. A esse respeito já divulgamos a mensagem intitulada "Belezas de Saturno". apareceu também na correspondência de Chico Xavier. dentro da chamada lei da evolução. Quando. subtítulos. tal como se estivesse ali localizada uma "prodigiosa estância de perfeições do Universo". às quais intercalamos. porém. como de hábito. Eis o que nessas páginas. 23. têm os espíritos dc fazer os seus estágios nos planos físicos. Conseguimos obter. Os espíritos têm muitas moradas nos planos físicos. cópia dessa mensagem. dc um amigo do "médium". nos diz Emmanuel: . tirada da série "Cartas de uma morta". e na qual o belo planeta das várias luas apresenta-sc cheio de encantamentos e maravilhas.Uma pergunta que já nos ocorrera. por dementino de Alencar) . a pergunta surgiu do seio da correspondência do "médium" e foi por este apresentada a Emmanuel. 44 A TERRA NÃO PASSA DE UM DETALHE OBSCURO NO ILIMITADO DA VIDA Uma resposta de Emmanuel sobre a pluralidade dos mundos e as diversas moradas do espírito nos planos físicos PEDRO LEOPOLDO. (Especial para O GLOBO. habitado por uma população de seres superiores e sábios.

O vosso mundo vos obriga a uma vida artificial. Em sua face se observam os fenômenos atmosféricos e outros cuja explicação se encontra inacessível ao vosso entendimento. cies se acham. às vezes. há muitos séculos.. _ Infelizmente são inúmeros os que duvidam dessa realidade inconteste.. em virtude das necessidades imperiosas e inadiáveis da matéria. A Terra é até dos piores lugares. as mais belas faculdades espirituais são freqüentemente sufocadas. aprisionados em escolas filosóficas que pecam pelo seu caráter obsoleto e incompatível com a evolução da humanidade cm geral.236 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER "Os estudiosos. a idéia da multiplicidade dos sóis vinha. com as mais diversas condições climatéricas.. a sua habitação. guardam as verdadeiras concepções do Universo.. Por que os formaria o Criador para o eterno silêncio dos ermos e dos desertos? Podeis conceber cidades bem construídas. o sustento do corpo que se gasta c consome nessa batalha sem tréguas. suas existências representam uma grande soma de esforços. de há muito. no mundo terráqueo buscam guarida porquanto. o qual não se encontra circunscrito ao minúsculo orbe terreno. dentro do infinito de Deus. quotidianamente. combatendo com a natureza inconstante. "as terras do céu". regulados por forças mais ou menos idênticas às que controlam a vossa vida. submetida às mais bruscas mutações. na imensidade. do berço ao túmulo. julga-se erradamente que apenas o vosso mundo oferece condições de habitabilidade e somente nele se enxerga o florescimento da vida. os quais descortinam. podeis notar cientificamente que é mesmo em vosso planeta o local do Universo onde a vida encontra mais dificuldades para se estabelecer. animando o cérebro dos pensadores da Antigüidade. E que não reconhecem como a Terra minúscula é apenas um ponto obscuro c opaco no concerto sideral e nada existe nela de proeminencia que lhe outorgue. em contraposição aos assertos dos negadores. o privilégio da vida. apodrecendo sem habitantes? . Não obstante as teorias do sistema geocèntrico. que representa sua escravidão primeira. já que sois obrigados a buscar. porque não lhe é possível viver em afinidade perfeita coma natureza. em particular. Apesar da objetiva dos vossos telescópios. que encarava a Terra como o centro do grupo de planetas em que vos encontrais. sendo obrigado a criar o seu lar. abarrotadas de tesouros e magnificências. impedindo-lhe uma existência cheia de harmonia e de espontaneidade. Por que razão a Vontade Divina colocou na amplidão essas plagas longínquas? Enxergar sobre esses mundos distantes somente objetos de estudo da vossa astronomia é um erro. Por que tantos mundos criados para o eterno silêncio dos desertos? Não! Que se calem os que puderam descobrir a vida apenas em vossa obscura penitência de náufragos morais!. Nele. arrasadoras da saúde e causas de um combate acèrrimo da parte do homem. A grande luta por uma vida sem harmonia nem espontaneidade Grande é a tortura dos seres racionais que. e é representado pelo infinito dos mundos.

Oração ao Universo Saudai pois o concerto da vida do seio dos vossos combates dores! Sóis portentosos. Significa um dever de todo o homem a obrigação de atenuar as más condições do seu meio ambiente. porquanto a evolução depende de todos os esforços individuais. varrida. Desequilíbrios que obedecem a uma lei eterna Para a humanidade. A Terra não representa senão um detalhe obscuro no ilimitado da Vida. para todos quantos a habitam. pelos vossos instrumentos de óptica. A lente espiritual. Os firmamentos se sucedem ininterruptamenlc amplidões etéreas. e o dever primeiro do homem é colaborar em todos os minutos de sua passageira existência i m melhoria do seu próximo. fragmentos da Pátria Universal. onde se regenera o espírito culpado e onde ele se prepara para um glorioso porvir. tem embalados pelas harmonias que a Perfeição eleva à Entidade Supi Além de Sirius. Semclhani« deve encher o coração humano de estímulos sagrados. de Hércules. leis desconhecidas esperam que a alma humana delas se utilizem e à medida que se espalhe o progresso moral.. Eis aí o que nos revela Emmanuel com relação à pluralidade d mundos e das moradas da alma nos planos planetários. no conjunto das coletividades.. essa maravilhosa objetiva espiritual. parece pouco adaptável aos lescópios da Terra. não deve constituir uma razão para desânimo de quantos se entregam aos labores profícuos do estudo. da provação e do exílio. na atualidade. deve representar.s rfl não deve trazer abatimento aos extremistas do ideal. Infelizmente. Forças ocultas. luzes policrômicas. por cataclismas de infortúnio e destruição. uma plaga de sombras. muitas vezes. da Ursa. com que ele aconselha a olhar para o estrelado infinito. porém. outras constelações atcsla grandeza divina. para Deus. inatingidos. aplainando todas as dificuldades de ordem material e moral. mundos maravilhosos. mas a humanidade. mais os homens se beneficiarão na fonte bendita do conhecimento. Os desequilíbrios que se verificam no orbe terreno obedecem a uma lei de justiça acima de todas as coisas transitórias. região da amargura. uma abençoada escola.236 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Um detalhe obscuro no ilimitado da Vida Há mundos incontáveis e muitos deles formados de fluidos rarefei-tos. Constituindo. porque trabalhar por outrem é cngnindi i • O conhecimento das condições perfeitas da vida em outro. . a revelação das outras pátrias do firmamento. é uma só e o laço do amor reúne todos os seres".

236 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER E os astrônomos continuarão a ver. .. através das imensidões siderais onde as distâncias já se medem por "anos-luz".. apenas uma panorama vertiginoso de mundos silenciosos e desertos.

25 (Especial para O GLOBO. Os que viveram mergulhados nos estudos dignificadores encontrarão meios de desenvolvê-los dentro dc sociedades esclarecidas que os acolhem. As respostas a elas dadas foram. embora reconheçamos a sua feição doutrinária."Como decorrem para o espírito desencarnado os primeiros tempos no Além-Túmulo? Haverá um céu e um inferno?" Assim respondeu Emmanuel: . 45 A OUTRA VIDA. submersos . Os primeiros tempos no Além . colhidas pelo repórter. Primeira indagação: .Muitas das perguntas que chegaram ao "médium".Céu e inferno Passemos. Os que viveram no mundo divorciados da prática do bem. por dementino de Alencar) ."A vida do espírito desencarnado. juntamente com as relativas a outras questões. a essas perguntas e suas respectivas respostas. reflete em geral as ações de sua existência terrena. nos primeiros tempos do pós-morte. OS SEUS MISTÉRIOS E REVELAÇÕES Cada um receberá segundo as suas obras PEDRO LEOPOLDO. segundo os imperativos das afinidades espirituais. pois. pois. E dentro da própria isenção com que temos exposto tudo o que diga respeito ao caso Chico Xavier. referiam-se a pontos da doutrina espírita. parece-nos muito natural que apresentemos também esse material colhido pela reportagem.

Não há tempo determinado no intervalo das reencarnações da alma. . Alguns entes caros parecem apartados ainda de nós para sempre.A" reencarnação só se verifica depois de um determinado tempo de vida espiritual no Além?" Resposta: ". ampliando seus conhecimentos e adquirindo experiências. a fim de triunfar nas provas necessárias. esses acontecimentos estão enfeixados no quadro das provações precisas. no dèdalo das incertezas e das dúvidas. isentos de luta e provação na Terra?" A essa pergunta assim respondeu o guia: . mas necessária. porém. o espírito estuda. caridosamente. Dia virá.240 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER nas satisfações viciosas." Não há tempo determinado para o intervalo das reencarnações Outra pergunta: ". encontra a alma os seres que amou e que partiram para o Além antes dele?" A resposta de Emmanuel. Em sua generalidade. porém."Os que desencarnam no período infantil são espíritos mais evoluídos."Alguns abandonam muito cedo o invólucro material. rebeldes e endurecidas.Em desencarnando. cm que teremos a consoladora certeza de encontrar todos os seres com os quais estamos unidos pelos laços do Amor. confortadora: ". são os guias esclarecidos que se incumbem de lhes preparar a reencarnação amarga e penosa. cm alguns casos como os de entidades cruéis.Nem sempre encontramos. As concepções de céu e inferno estão. e essa certeza constitui grande felicidade para todos os espíritos." O sagrado patrimônio da Vida . na Terra: ".. A sagrada esperança A seguir surge esta pergunta cm que se sente todo o anseio da alma humana que a desdita fez ficar enlutada. simbolizadas no estado di consciência redimida no trabalho e na virtude ou escrava do vício e efl pecado. são as próprias almas que se reconhecem necessitadas de luz e progresso c pedem o seu regresso ao plano carnal. as possibilidades do futuro. às vezes pelo motivo de serem obrigados somente a um pequeno resgate diante das leis que os regem. todos aqueles que participavam das nossas dores e júbilos da Terra. nos planos em que se encontra. No espaço compreendido entre elas. Todavia todos nós encontramos dentro da misericórdia divina quem nos elucide e guie. De um modo geral. sofrem naturalmente a conseqüência dos seus do| vios. pois.. ao despertarmos na existência do Além. Contudo.

para orientá-los e esclarecê-los no terreno das verdades transcendentes. Muitos cérebros e muitas coletividades são. para que não percamos os benefícios já feitos. dentro do próprio Espiritualismo. as experiências costumam fracassar. Não duvideis. encontrados já trabalhados por dogmas incompreensíveis. porém. bastante cristalizados nas mentes. o consulente fere este ponto de divergência das correntes espiritualistas: . em futuro próximo. Querem viver na Terra novamente. é muito lenta. por exemplo. alcançaremos a unidade das teorias reencarnacionistas em todos os núcleos do espiritualismo hodierno.240 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Os suicidas." Outra pergunta sobre a reencarnação: . contudo. a fim de compreenderem eles o quanto é sagrado o patrimônio da vida que nos foi concedido por Deus". tragar corajosamente o conteúdo amargo do cálice das expiações dos seus erros. depois de se evadirem da oportunidade que lhes foi oferecida para o resgate do seu passado."Por que existem. Nossa tarefa.Sempre existiu no mundo a idéia da reencarnação? ."Semelhantes anomalias são devidas aos poderes de preconceitos prejudiciais e obcecantes. de que. pelos espíritos. A reencarnação e as divergências espiritualistas A seguir. os que aceitam e os que negam a reencarnação?" Resposta: . então. estão muitas vezes sujeitos a essas penas.

" O espiritismo e as outras religiões A última pergunta do gênero respondida por Emmanuel foi a seguinte: . a consoladora doutrina dos espíritos tem sido muitas vezes objeto da exploração criminosa daqueles que não respeitam os seus princípios austeros e moralizadores. Ele não vem destruir as religiões. Infelizmente. mas uni-las e fortificá-las. . e só nos últimos séculos a verdade da preexistência das almas foi obscurecida pelos argumentos sub-reptícios de quantos desejam conciliar inutilmente os interesses de ordem divina com as coisas passageiras do egoísmo do mundo. Emmanuel. "Qual o papel do espiritismo diante das outras religiões?" Eis o que disse o guia: "O espiritismo é o consolador prometido por Jesus aos homens.242 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Resposta: . Todos os grandes filósofos dos tempos antigos a aceitavam. desviando-as das concepções dogmáticas que lhes foram impostas pelo interesse e a ambição propriamente humanos. porém. receberá segundo as suas obras: e nenhuma influência humana poderá impedir a sua evolução no seio da humanidade. Cada um. apesar de sua pureza."A idéia da reencarnação vem das mais remotas civilizações e só ela pode dar ao homem a solução dos problemas do destino e da dor. o qual deveria aparecer quando a humanidade estivesse apta a compreender o seu ensinamento velado nas parábolas.

7 AURA. com médicos que testam mediunidade dè Chico Xavier. ÍNDICE ANALÍTICO (1) A ALBUQUERQUE. promotor público. MENSAGEM DO CIENTISTA. 1 ASSINATURA DE HUMBERTO DE CAMPOS. 21 ANJOS. DR. DE. poesias de. 16 depoimento sobre Chico Xavier do coletor federal. 18. 15 AZEVEDO. 26 APARIÇÃO. 1 B BEM E MAL. 20. . MAURÍCIO. 19 1Os números referem-se à numeração dos Capítulos. ESPÍRITO. 14 ALMA E CORPO. CASO DE. 11. AUGUSTO DOS. 25 BERTHELOT. 31 BEZERRA DE MENEZES (MAX) entrevistas de. 2. entrevista Emmanuel. WASHINGTON F.

JOÃO DE. 7 crônicas do Espírito. HUMBERTO DE. 43 e a Ciência humana. JOSÉ. 36 CAMPOS. poesia de. 23 COLETIVISMO. 39 CRISE ESPIRITUAL DA HUMANIDADE. de. 5. poesias de. 38 DEUS. 14 CIÊNCIA E RELIGIÃO (DEUS). 37 DEUS. 37 CINIRA. pai de Chico Xavier. 10 repercussão das primeiras crônicas mediúnicas de. poesias de. 37 CRIANÇAS. análise do "Parnaso". TEORIA EVOLUTIVA DE. 2. quando encarnado. CARMEN. JOÃO. 20 BRASIL orientação política para o. 1 CÂNDIDO. 20 . 2. 22. 40 D DARWIN. 34 CORPO ESPIRITUAL. 31 justiça e misericórdia de. 25 DESIGUALDADES SOCIAIS. 2. 31. 22 amor de. 3 assinatura do Espírito. RELIGIÃO E EDUCAÇÃO DAS. OLAVO. 21. 21 CREMAÇÃO DE CORPOS. 4 CÂNDIDO. 7.244 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER BILAC. irmão de Chico Xavier.

ZÉ. 44 . 36. 19 nos reinos mineral.com letras enfileiradas ao inverso. O CASO DO. 1. 29 responde em português. 25. 39 ENVELOPE LACRADO. 23. 32. 38 mensagens de.em inglês. padrinho c patrão de Chico Xavier. 21. 26 c seu "admirável poder de síntese". atendendo ao pedido mental do repórter. 5. 21.c) . 8. 43 espiritual no Alem. 36 moderno espiritualismo. 22 EMMANUEL e o idioma alemão. 13. 40. 32 EVOLUÇÃO.244 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER DIABETES moléstia analisada por Emmanuel. 23 E ECONOMIA DIRIGIA É UM ERRO?. 26 ESPIRITISMO "altas cogitações de ordem moral e espiritual" do. 38 FELIZARDO. 13 . na prática". 38. vegetal e animal. 14. questões no idioma inglês. 37. em geral. 32 ENSINO RELIGIOSO NAS ESCOLAS. 39. 6. 29 responde questões. 35 ESPÍRITOS monstros. 43 "sentido elevado dos espíritas. 20 responde com texto em inglês. 25 FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO. 43 vida anterior de.especular. 16 DIREITO PENAL e o pensamento de Emmanuel. 37. 41. 15 poder plástico da mente dos. 29 .

CEL.244 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER FEMINISMO. 42 FONTES. 21 I INSTINTOS E AS FACULDADES SUPERIORES DO ESPÍRITO. RÔMULO. 42 FÍSICA. 34. 37 K . 26 J JOVIANO. ANÍSIO. 15 GUERRAS e determinismo. PERIGOS DAS. em defesa da mediunidade. 41 II I HEREDITARIEDADE FISIOLÓGICA E PSICOLÓGICA. sonetos de. HERMES. 39 FRÓES. 19 INVOCAÇÕES DE ESPÍRITOS. 5. CONCEITO DE. e mensagens em inglês. 41 previsíveis. 13 JUSTIÇA DIVINA. 38 FENÔMENOS FÍSICO-QUÍMICOS E FATORES DE ORDEM ESPIRITUAL.

Emmanuel. BEZERRA DE. (MAX) mensagens (entrev. Emmanuel. 15 LIVRE-ARBÍTRIO E FATALIDADE. de Campos. H. MÔNADA DE.). 29 A vida é um sonho vazio?.19 MENSAGEM MEDIÚNICA RECEBIDA DA RESIDÊNCIA DE CHICO XAVER. (entrev. 25 MATÉRIA E ESPÍRITO. 21 MENEZES.) de. ANTÔNIO. (entrev. 15 "LINHA NEGRA". 18. 42 MEDICINA TERRENA E OS ESPÍRITOS. em inglês). 41 MEDIUNIDADE sacrifícios no desempenho da. 25 . em inglês). com perg. 7 Bem e Mal. depoimento sobre Chico Xavier do escritor espírita. (entrev. 19 L LEIBNITZ. 29 "Aos que ainda se acham mergulhados nas sombras do Mundo". 38 M MAL E BEM. 30 \ MEMÓRIA E PERISPÍRITO. 42 LIMA. Emmanuel. com perg. 244 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER KRISH NAM URTI. 28 MENSAGENS MEDIÚNICAS (Ver POESIAS MEDIÚN1CAS) A felicidade depende da cristianização.

(entrev. Emmanuel. 8 Humanidade livre das guerras?. (entrev. Hora da. 20 Em italiano. B. (autor?).). 45 Evolução animica e darwinismo. (entrev. Emmanuel. (entrev.E. 39 Espiritismo.).•is NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER Causa da crise que avassala o mundo. 41 . Emmanuel.). Emmanuel. 45 Opinião dos Espíritos sobre o feminismo.). (entrev. (entrev. 25 Nacionalismo e lei da fratenidade. (entrev. pela psicofonia). (entrev.). (entrev. de Campos. 41 Do cônego Luiz A. 9 Subsconsciência. Emmanuel. (entrev. 10 Negação da reencarnação dentro do Espiritualismo. 36 Sobre as opiniões a respeito do "Parnaso". ) Emmanuel. (entrev. Emmanuel. Emmanuel.). 45 Reencarnação . 38 Os sonhos. Emmanuel. 41 MICRÓBIOS E ELEMENTOS DE ORDEM ESPIRITUAL.P. 34 Tempo de intervalo das reencarnações. 37 Instintos e as faculdades superiores do Espírito. (entrev. (entrev. Emmanuel. 19 Pluralidade dos Mundos habitados. 43 "Na mansão dos mortos".). Emmanuel. Oliveira Martins. atendendo pedido mental do repórter).). Emmanuel. Araújo (desenc. 29 Ensino religioso nas escolas. Humberto de Campos. Emmanuel. 40 Causas da desencarnação no período infantil. H. J.). (entrev. em inglês). 32 Fenômeno da reencarnação.) Emmanuel. 38 Determinismo da guerra no plano da evolução?. 39 "Sentem os desencarnados os efeitos da cremação?". 19 "Judas Iscariotes". 22. 19 Fenômeno da desencarnação. (entrev. 13. B.) Emmanuel. 5 Em inglês.).).). Menezes (Max). (entrev. (entrev. 29 Em inglês. Emmanuel. Emmanuel. H. Emmanuel.). (entrev. de Campos.).). 13 Educação religiosa das crianças.). mediunidade especular. Emmanuel. (entrev. Emmanuel. Emmanuel. (entrev. (entrev. com perg. (entrev. (entrev. 14 Impressão do homem no instante da morte. 25 Corpo espiritual.). Emmanuel.com resposta em inglês.). Emmanuel.sua idéia desde remotas civilizações. Emmanuel. mediunidade especular. (entrev. 33 Sobre o "modus operandi" dos Espíritos.). Berthclot. Emmanuel. 45 Reencontros de entes queridos no Alem. 45 Trago-lhe o meu adeus sem prometer voltar breve". Eça de Queiroz. 31 Medicina na Terra. 38 Morte. Emmanuel. B. 45 Religião oficial no Brasil?. (entrev. (entrev. 41 Implantação de um regime extremista no Brasil. (entrev. Emmanuel. (entrev. Emmanuel. 32 Fenomenologia espírita. B. Emmanuel. cm 1902).). Emmanuel. Menezes (Max).). 21 Desigualdades sociais. Emmanuel. 39 Encerramento da experiência com o repórter. 37 Situação econômica do Brasil. Emmanuel. Emmanuel.).). (entrev. (entrev.). Emmanuel. 29 "Poderá a ciência substituir a religião?". 18 Temas financeiros e sociológicos. Menezes (Max). 13 Em inglês.). (entrev. Emmanuel. Emmanuel. 30 MENTE SADIA EM CORPO SADIO. 45 Ciência c Religião.). Ciência e Religião. Emmanuel. 38 Materialismo e Espiritualismo. 44 Poder dos Espíritos sobre o futuro dos encarnados. 2 Livre-arbítrio e fatalidadade. 37 Primeiros tempos pós-morte. seu papel diante das outras religiões. 25 Evolução espiritual no Alem. com letras enfilciradas ao inverso. 6 e Marta.). (entrev. Menezes (Max). (entrev.

2 "Espíritos". 39 "Descrentes (Aos)". 26 POLÍTICA . João dc Deus. O "FEITICEIRO" (ESPÍRITA). Augusto dos Anjos. 23 PER ASSO. 13 P "PARNASO DE ALÉM-TÚMULO". 20 "Quadras de um poeta morto". Olavo Bilac. 20 "Era uma vez. Augusto dos Anjos. 2 "Desconforto". 42 MORTE (DESENCARNAÇÂO) a hora da. 32 impressões no instante da. Carmen Cinira. 11 "Ideal". 36 "Sonho inútil". 22. Olavo Bilac. poesia de. depoimento sobre Chico Xavier do medico. 3 PENA DE MORTE. Olavo Bilac.. 2 "Oração". Antero dc Quental. JOAQUIM PEDRO DE. ANTÔNIO. mensagens de. 25 fenômeno da. 37 N NACIONALISMO E A LEI DA FRATERNIDADE. 8 "Felizes os que têm Deus". Cruz e Souza. DR.•is NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER MINERALE VIDA. 39 "Vida e morte". 20 "Jesus ou Barrabás?". 8 "Homem". 40 "Cigarra morta". Hermes Fontes. Antônio Nobre. 43 NOBRE. Carmen Cinira. 3 1 O OLIVEIRA MARTINS. CHRISTIANO.. 4 e 27 PERISPÍRITO (Ver CORPO ESPIRITUAL) POESIAS MEDIÚNICAS (Ver MENSAGENS MEDIÚNICAS) "Almas de virgens".". 11 "Fatalidade". 8 "As compactas legiões sombrias". 42 MÔNADAS ESPIRITUAIS. 23 "Dentro da noite". Antero de Quental. Auta de Souza. Hermes Fontes. 34 OTTONI. Augusto dos Anjos. 20 "?". 36 NOVA ERA. Augusto dos Anjos. Augusto dos Anjos.

ANTERO DE. em inglês. 12. 29 especular. 6. DE 1935. 20. 13 de vários Autores. 13 (s/ reprodução da grafia original) Q QUEIRÓS. 7 com letras invertidas. 25.19 PRINCÍPIO VITAL. a idéia de. 5. 1. DE "O GLOBO". 39 REPORTAGENS. 3. 7 em inglês. de Campos. em italiano. 33 QUENTAL. com letras diferentes. 13 (s/ reprodução da grafia original). 21 PSICOGRAFIA DE CHICO XAVIER assinatura de H. 45 desde remotas civilizações. 5. 31 PREDICO ES. 20 -. 34 nas escolas. 34 POSITIVISMO E ABSURDO DOGMÁTICO. 8. 37 traça perfil de Chico Xavier. 40 QUÍMICA. Espírito. 10 REPÓRTER DE "O GLOBO" analisa a prática espírita. em Belo Horizonte. 39 oficialização das. 13. 15. CONCEITO DE. 35 destaca o "admirável poder de síntese" de Emmanuel. 45 o fenômeno da. 6. 37 e desvio de suas finalidades. repercussão das. 13 REUNIÕES ESPÍRITAS PÚBLICAS em casa do irmão de Chico Xavier. 32 RELIGIÕES e Ciência.•is NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER administrativa. poesias de. 22 e sociologia. EÇA DE mensagem de. negação da. 18 ROMARIA ESPIRITUAL em torno do médium Chico Xavier. 17 . cm inglês. 42 R REENCARNAÇÃO dentro do Espiritualismo. ensino das.

c o Universo. CONCEITO DE. e presciência do. 18 T TÃO JÚNIOR. (Ver PSICOGRAFIA DE CHICO XAVIER) "assombrado. PLANETA. DR. 16 THOMAZ. Fróes. 31 SOCIALISMO E OS FENÔMENOS POLÍTICOS E ECONÔMICOS. 29 TERRA. AUTA DE. com os vivos!". 5. 11 "biblioteca" de. soneto de. 35 . CRUZ E. FRANCISCO CÂNDIDO. 27 TELEPATIA consulta mental do Cel. 8 SUBCONSCIÊNCIA. 18 SOCIALISMO CRISTÃO. depoimento sobre Chico Xavier do professor de psiquiatria. 34. 15 TEIXEIRA.. 19 SOUZA. soneto de. SANTO.. 38 SONHOS. 44 TESTE DA MEDIUNIDADE DE CHICO XAVIER dois médicos fazem. 6 s SESSÃO ESPÍRITA. 20 Emmanuel atende pedido mental do repórter. 3 caixeiro da venda dc "seu" Zé Felizardo. PROFESSOR. MELLO. 8 SOUZA. e ação da alma sobre a matéria. 42 X XAVIER. 1 correspondência para. A.•is NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER RUBRICA DAS FOLHAS ANTES DA PSICOGRAFIA.

4 .•is NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER cura da irmã e conversão ao Espiritismo.

1. 5.12 seria muito tolo!. (Ver Psicografia de Chico Xavi música e a mediunidade de. Espírito. 20. 30 escolaridade de. 12 vidência de. 12 e palavras de consolo de H. 9 "torpores" mediúnicos (desdobramento) de. 12 XENOGLOSSIA. 13 psicofonia de. 13 explica sua psicografia mecânica. 12 fatos mediúnicos na infância e adolescência de. 12 perfil físico.254 NOTÁVEIS REPORTAGENS COM CHICO XAVIER depoimentos sobre. 12 mensagens recebidas de. 33 resistência às entrevistas. de Campos. psicológico e intelectual de. 13. 4 mediunidade auditiva de. 29 . 1. 1 desdobramento de. 4 lembranças de vida passada de.