You are on page 1of 5

Departamento de Física e Química

Laboratório de Física Experimental ll
Velocidade do Som em Metais

1. Introdução

A propagação das ondas mecânicas através de um meio material se dá pela
transmissão das oscilações das partículas que constituem o meio (átomos ou moléculas).
As ondas mecânicas poder ser classificadas basicamente como ondas longitudinais e
ondas transversais.
Uma onda longitudinal é aquela em que as partículas do meio oscilam na mesma
direção de propagação da onda. Enquanto numa onda transversal as partículas oscilam
numa direção ortogonal (transversal) à direção de propagação.
Estes dois tipos de onda podem ser facilmente observadas utilizando-se uma mola
slink e uma corda.
O som é um exemplo de uma onda longitudinal.

Velocidade de propagação de uma onda mecânica

A velocidade de propagação de uma onda mecânica é determinada pelas
propriedades desse meio, basicamente por sua elasticidade e por sua inércia. No caso de
um sólido esta velocidade para pulsos longitudinais é dada por:

E
v2 =
ρ

E: Módulo de Young ou Módulo de elasticidade da material
ρ: Densidade do material.

São apresentadas a seguir estas propriedades para alguns materiais.

Material E(MPa) ρ(10³ Kg/m³) v(m/s)
Alumínio 70000 2,7
Cobre 125000 8,96
Aço Carbono 205000 7,81 – 7,90
Latão 90000 8,45 – 8,60

Calcule a velocidade de propagação das ondas mecânicas.

+ Capacitor Circuito conforme montagem Resistor Chave Fonte .2. 2. + .1 Objetivos Determinar a velocidade de propagação do som em metais. Parte Experimental 2.2 Material 01 Fonte de Tensão 01 Resistor de 47Ω 01 Capacitor de 100 μF 01 Voltímetro Digital 01 Barra Metálica 01 Base Metálica Montagem .

A chave S é desligada e imediatamente a barra é solta sobre a base e após a colisão ela é rebatida e recolhida pelo aluno. tc: tempo de contato entre a barra e o suporte (tempo em que o circuito esteve fechado). Tarefa − Como os valores de Vo e V(t) podem ser lidos no voltímetro. Este pulso se propaga ao longo da barra e. sobre a barra. Daí a velocidade (v) de propagação do pulso é dada por: 2L v= tc Determinando o tempo de contato tc: Carregue o capacitor ligando a chave S. fazendo-a “rebater”. ao atingir sua extremidade superior ele se reflete. − Mostre que a unidade resultante do produto RC é o segundo (s) Velocidade de propagação do som Nessa prática será determinada a velocidade de propagação do som nas barras metálicas. Durante a colisão o circuito foi fechado e o capacitor vai perder carga elétrica através do resistor e a voltagem em seus terminais vai diminuir de acordo com a equação a seguir: V (t ) = V0 e − (tc RC ) onde. exercendo sobre a base uma força orientada para baixo. Vo=________ . retornando à extremidade inferior. é possível obter-se o valor de tc na equação acima. o capacitor vai ser carregado até atingir a mesma voltagem da fonte. RC: constante de tempo do circuito (produto do valor da resistência (Ω) pela valor da capacitância (F) ).3 Procedimento do experimento: Quando a chave S é ligada. Neste momento o pulso restaura a forma original da barra. Observe que durante o tempo de contato o pulso percorre o comprimento L da barra duas vezes. Neste instante o contato é desfeito e o circuito fica aberto. V.2. Anote o valor Vo. Aqui o som é representado pela propagação da deformação elástica que a barra sofre quando ela colide com a base. A base por sua vez exerce uma força para cima.

Faça a comparação com a equação anterior e obtenha o valor de tc. Preencha a tabela a seguir. utilizando o programa Origin. A equação de ajuste desses dados terá a forma: y=yo + A1exp[-(X-Xo)/t1] Ajuste a equação. Faça a analise da curva através da opção decaimento exponencial (Exponencial Decay). Após n colisões a tensão (voltagem) no capacitor é dada por: Vn = V0 e − ( ntc / RC ) Construa uma gráfico V(n) x n. Meça o comprimento L da barra e determine a velocidade de propagação do som no material da barra. 2L v= tc . n v 0 Vo 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Em cada colisão a barra fica em contato com a base por um intervalo de tempo tc.Desligue a chave S e solte a barra sobre o suporte diversas vezes (pelo menos 7 vezes) e após cada rebote anote imediatamente o valor de v marcado pelo voltímetro.

Alaor. Questões 1)Quais os possíveis erros cometidos em todo o processo. Rev. Speziali e F. De Física . Ens.3. Bibliografia 1) Ondas Longitudinais: determinação da Velocidade do som em metais. 3-9 (1986). 2)Que outras propriedades dos materiais este experimento poderia determinar? 4.Veas Letelier. Editora SA. 1ª edição LTC.L. N. 2) Chaves.O. 2007 Capitulo 4 .8/1.