You are on page 1of 5

Ellen White: A Mensageira do Senhor

“Certamente, o Senhor Deus não fará coisa alguma, sem primeiro revelar o seu segredo aos seus
servos, os profetas.” Amós 3:7.

Depois da queda do homem, o Senhor Deus vem através dos tempos, se comunicando com Seus
filhos, por meio dos Seus profetas. Conforme o período, a situação esses servos de Deus anunciaram
a mensagem revelada, mesmo que estivessem sujeitos a serem presos, escarnecidos, humilhados e
condenados a mortes. “Fortaleceram, corrigiram, guiaram e encorajaram o povo de Deus em sua
jornada em direção à Terra Prometida” (Lição da Escola Sabatina, 1° trim. 2009, p.12). Mas eles
tinham a certeza de que Cristo estaria com eles e se não fraquejassem ganhariam a Coroa da Vida.

1 Quem acredita nas Palavras da Profecia estão além do seu tempo:

Isaac Newton foi um dos maiores físicos que a humanidade já teve. A pesar de culto acreditava
piamente na Bíblia, exclusive escreveu um livro que interpretava as profecias de Daniel e do
Apocalipse. Quando idoso baseado na profecia do profeta Naum 2:4. Disse que no futuro o homem
construiria carros que correriam 70 km/h, foi tachado como irrealista pela a sua sociedade, até mesmo
Voltaire, um filósofo francês, chegou a dizer que ele estava “caducando” (“A que ponto pode chegar o
célebro desse homem (...) ao ficar velho e caduco, Newton começou estudar esse tal livro ao qual
chama de sagrada escritura. ainda por cima, crê que o conhecimento humano aumentará a tal ponto
que seremos capazes de viajar a 80 km por hora. isso é ridículo!”). Pois em -sua visão- sanidade ele
não diria tal barbaridade. Todos estavam prendendo os seus olhares nas carruagens que faziam
poucos quilômetros por hora, todavia Newton estava preso na Bíblia e sabia que Deus nunca falha.

2 O DOM DE PROFECIA NÃO CESSOU COM A MORTE DE JOÃO

Depois que João ver a profecia do livro, o qual, que deveria engoli-lo o anjo lhe disse: “Então, me
disseram: É necessário que ainda profetizes a respeito de muitos povos, nações, línguas e reis.”
Apocalipse 10:1. Percebe que essa visão é alegoria do triste desapontamento. É como se sugerisse
que durante esse período Deus se revelaria novamente aos seus servos.
Tendo como marco o DESAPONTAMENTO vamos analisar como Deus atuou
durante esse momento muito importante para a história da Igreja.

A) Pré-desapontamento: Antes do povo do advento marcar que Cristo retornaria a Terra no dia 22
de outubro de 1844, Wlliam Foy recebeu uma série de visões dramáticas que intensificava o Breve
Volta de Cristo. Sua mensagem era específica para um tempo determinado, que se houvesse sido
compreendida pelo o povo do advento, tê-lo-ia poupado do Grande desapontamento ou pelo menos o
preparado para ele. Foss recebeu um número limitado de visões com um objetivo definido, ele nunca
deu a entender que seu papel profético se estenderia além de 1844 ou que teria mais visões.

B)Pós-desapontamento: Poucas semanas depois do desapontamento, reunida em oração, juntas


com outras mulheres, Ellen White teve a sua primeira visão. Uma semana depois ela recebeu a
segunda visão onde foi designado que ela deveria falar a outros. O anjo lhe disse: “Transmita a
mensagem fielmente, resista até o fim, e você comerá do fruto da árvore da vida.”. Viajou para lugares
como América do Norte, Austrália e Nova Zelândia imbuída com o desejo de levar a mensagem de
Cristo a todos os sedentos que a desejasse.

3 Quem foi Ellen White?


Ellen Harmon nasceu a 26 de Novembro de 1827 em Gorham, no estado do Maine. Seus
pais freqüentavam a igreja Metodista e se chamavam: Eunice Gould Harmon e Robert Harmon.
Viveram em uma fazenda até os 05 anos, quando se mudaram para Portland no mesmo estado. Aos 8
anos de idade, Ellen e sua irmã gêmea Elizabeth, voltavam da escola quando uma garota enraivecida
a atingiu com uma pedra no nariz, foi levada pra casa e ao ser examinada pelos médicos, disseram
que ela viveria poucos dias, ficou em coma por 03 semanas, e esse fato a impediu de seguir uma
escolaridade normal. As seqüelas desse acidente repercutiram-se na sua saúde deixando-a
fragilizada, pois o seu sistema nervoso foi abalado. Sua visão por vezes embaralhava, foi muito
discriminada pelos colegas, por esses motivos deixou de freqüentar a escola. A educação básica
obtida foi através de sua mãe que era professora. Sua família foi desligada da religião que pertencia
por se mostrarem receptivos às pregações de Miller. Em Dezembro de 1844, ela teve uma visão sobre
o futuro da igreja Adventista. Aceita por uns, contestada por outros, ela continuou a partilhar com
quem a queria ouvir o conteúdo das suas revelações.
Ao longo da sua vida teve mais de duas mil visões, a maioria das quais registrou em livros e
em artigos. Tônica dominante da sua vida. Sempre dava o primeiro lugar à Bíblia como regra de fé e
norma de conduta para todos os crentes. Lutou nos seus escritos contra o fanatismo e o excesso de
zelo religioso. Nunca se considerou a si mesma como profetisa, mas sim como mensageira do Senhor
e era constantemente requisitada para dar palestras sobre saúde. Casou em 30 de Agosto de 1846
com Tiago White e partilhou com ele uma vida de privações e de lutas, enquanto a igreja adventista ia
tomando forma. Dedicou-se a escrever sobre vários temas e no momento da sua morte em 1915, tinha
escrito cerca de 45.000 páginas datilografadas, ou seja, um total de 60 volumes, 4500 artigos revistas
e mais de mil cartas. A sua influência na igreja Adventista manifestou-se, sobretudo no encorajamento
da organização da igreja, nos conselhos de saúde, em especial na abstinência do tabaco e do álcool,
nas recomendações duma vida equilibrada, enfatizando o aspecto preventivo da saúde e o cuidado
com a alimentação. Foi com base nos seus conselhos que uma clínica foi aberta em Battle Creek em
1866. Lutou também pela promoção da educação. Sob a sua influência várias escolas primárias foram
abertas.
Ellen White preconizava uma educação capaz de desenvolver o ser humano em todas as
áreas da existência e não apenas no ponto de vista intelectual. Do ponto de vista doutrinário, os seus
escritos exaltaram sempre o estudo da Bíblia, norma de vida e de julgamento. Uma das suas obras
mais importantes “O Desejado de todas as Nações” retrata e comenta a vida de Jesus conforme os
evangelhos. Após a morte do marido, em 1881, ela viajou bastante. Esteve na Europa (1885-1887), na
Austrália (1891-1900), ajudando ao estabelecimento da igreja nestes continentes. Regressando aos
Estados Unidos, fixou residência em Santa Helena, Califórnia, mas continuou, sempre que a saúde lhe
permitia a viajar dentro do país, procurando servir a igreja que amava. Faleceu a 16 de Julho de 1915,
com a idade de 87 anos. Ela foi absolutamente honesta na sua fé e nas suas revelações. A sua vida
era digna delas. Ela não mostrou nenhum orgulho espiritual e não procurou nenhum ganho sórdido.
Ela levou a vida e cumpriu a obra de uma profetiza com dignidade.
À época de sua morte, as produções literárias de Ellen White totalizavam aproximadamente
100.000 páginas: 24 livros em circulação; dois manuscritos de livros prontos para publicação; 5.000
artigos em periódicos da igreja; mais de 200 tratados e panfletos; aproximadamente 35.000 páginas
datilografadas de documentos e cartas manuscritas; 2.000 cartas escritas à mão e diários, que
resultaram, quando copiados, em outras 15.000 páginas datilografadas. As compilações dos escritos
de Ellen White feitas após a sua morte totalizam um número de livros em circulação de mais de 130
Milhões. Consideram o clássico livro de Ellen White sobre a vida de Cristo - O Desejado de Todas as
Nações - como sendo o seu favorito. Mas o livro mais popular é Caminho a Cristo, que apresenta a
essência do viver cristão. Publicado pela primeira vez em 1892 e desde então traduzido para mais de
135 línguas, dezenas de milhares de cópias estão em circulação.

3.1 Provas que comprovam a sua autenticidade:


A) Isaías 8:20 diz: “À lei e ao testemunho! Se eles (os profetas) não falarem desta maneira, jamais
verão a alva.”
Não há contradição entre as doutrinas Bíblicas e seus escritos, ela enaltece as escrituras
sagradas.
Disse que o senhor deu a luz (seus escritos) menor para guiar os homens e as mulheres à luz maior
(Bíblia). E escreveu: “Tomo a Bíblia tal como ela é, como a palavra inspirada ... Irmãos, nenhuma
mente ou mão se empenhe a criticar a Bíblia... apegai-vos à Bíblia, tal como ela reza.” (Mensagem
Escolhidas, V.1,p.17)

B) Os seus frutos, sua conduta: “Assim, pois pelo os seus frutos os conhecereis.” Mateus 7:20 A
escola sabatina, a educação cristã, o estilo de vida saudável, a obra de publicações são apenas
alguns frutos que tem sido produzidos na igreja pela a mensageira do senhor. Por mais de 70 anos
Ellen White provou ser uma cristã genuína e uma líder sábia e confiável. Ela devotou sua vida a obra
de Deus, jamais buscando riquezas.

C) Confessar que Jesus é Deus e veio em carne: “Nisso reconhecereis o Espírito de Deus: todo
espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne e é Deus.” 1João 4:2 Livros como O Desejado
de Todas as Nações, O maior discurso de Cristo, Parábolas de Jesus, A vida de Jesus. É bem
explícito de que ela fez isso.

D) Sua palavra profética deve cumprir: “Profeta que profetizar paz, só ao cumprir-se a sua
palavra, será conhecido como profeta, de fato, enviado do senhor.” Jeremias 28:9
“Uma ocasião, achando-me eu na cidade de Nova Iorque, fui convidada, à noite, para contemplar
os edifícios que se erguiam, andar sobre andar, para o céu. Garantia-se que esses edifícios seriam à
prova de fogo, e haviam sido erigidos para glorificar seus proprietários e construtores. [...] A cena que
em seguida passou perante mim foi um alarma de fogo. Os homens olhavam aos altos edifícios,
supostamente incombustíveis, e diziam: "Estão perfeitamente seguros." Mas esses edifícios foram
consumidos como se fossem feitos de pez. Os aparelhos contra incêndios nada podiam fazer para
deter a destruição. Os bombeiros não podiam fazer funcionar as máquinas”. (Testemunhos Seletos,
vol. 3, págs. 281 e 282).
Em 1844, predisse que uns poucos periódicos em uma sacola cresceriam e seriam divulgados
tornando-se como “torrentes de luz a iluminar o mundo.” Hoje a Igreja opera 50 casas publicadoras em
todo o mundo.
Também disse que o câncer é provocado por um vírus e que o homem se envolveria em um
conflito internacional com perda de esquadras e navios e milhões de vidas.
Deve se notar que existem certas profecias que são denominadas de “condicionais” as quais
dependem do arrependimento do pecador. Desta forma nem todas as predições ocorrem se os
indivíduos envolvidos têm uma mudança de coração (Jonas 3 e 4).

4 Particularidades:
Afogamento de Willie:
Quando descobre que seu filho se afogou em uma tina, faz a pergunta a sua auxiliadora se água
estava fria ou morna. Ela diz que estava fria. Hoje se sabe que quem se afoga em águas frias tem
maior probabilidade de salvar do que em águas mornas.
Perdia o Fôlego:
Durantes as visões era evidente que ela estava sobre o controle divino. Olhava intensivamente
para algum ponto distante e toda a respiração cessava; porém suas feições não perdiam a cor natural
e a pulsação prosseguia num ritmo normal. Várias testemunhas oculares presenciaram isso. Candle
declarou: “Uma lamparina acesa foi então colocada perto de seus olhos bem abertos e nem um
músculo do olho moveu-se [...] O resultado é que todos se convenceram de que não havia
razões científicas para explicar o que claramente era de origem sobrenatural.”
A BÍBLIA:
Segurou uma bíblia de oito quilos durante meia-hora com o braço estendido a altura do ombro.
Fato:
Certa vez, dois fanáticos, Sr. Sargent e o Sr. Robbins tentaram enganá-la, marcando a reunião da
qual ela iria para outra cidade – com o objetivo de boicotá-la, mas o senhor em visão rápida avisou-a
em um culto familiar em casa.

APELO: “... Crede no Senhor, vosso Deus, e estareis seguros; credes nos seus profetas e
prosperareis.” 2 Crônicas 20:20
Referências Bibliográficas

COLLINS, Norma. Retratos dos Pioneiros. Tatuí-SP: Casa Publicadora


Brasileira, 2007.

_________,Nossa Herança.

__________,Lições da Escola Sabatina 1° trim. 2009. Tatuí-SP: Casa


Publicadora Brasileira.

M. ROBINSON, Ella. Histórias de Minha Avó. Tatuí-SP: Casa Publicadora


Brasileira, 2003.

OLIVEIRA, Lygia de. Na Trilha dos Pioneiros. Tatuí-SP: Casa Publicadora


Brasileira, 1994.