You are on page 1of 41

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS

ESTADO DA PARAÍBA

EDITAL NORMATIVO DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 002/2017 – PMP/PB

A PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS, Estado da Paraíba, no uso de suas atribuições legais, torna público, para conhecimento de todos os
interessados, que ficam abertas, no período de 10h do dia 29 de maio até as 23h:59min do dia 18 de junho de 2017 (horário local), as inscrições
do PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO destinado ao provimento dos cargos na Prefeitura Municipal de Patos, proveniente de vagas atualmente
existentes do Quadro de Pessoal da PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS, e das que forem criadas durante o prazo de validade deste Processo
Seletivo, sendo os mesmos regidos pelas Leis nº. 3.816/2009, 4.028/2011, 4.292/2013, 4.336/2014, 4.337/2014 e 4.341/2014. O presente
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO será regido de acordo com a Legislação pertinente a este, com as presentes instruções especiais e os anexos
que compõe o presente Edital para todos os efeitos, a saber:

INSTRUÇÕES ESPECIAIS

I – DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS

1. O Processo Seletivo, de caráter eliminatório e classificatório, destina-se ao recrutamento e seleção de candidatos para provimentos de vagas,
dos cargos constantes no Capítulo II deste Edital e será realizado sob responsabilidade da Secretaria de Administração da Prefeitura
Municipal de Patos, representada pela Comissão de Supervisão e Acompanhamento da Execução do Processo Seletivo, da PREFEITURA
MUNICIPAL DE PATOS, composta por membros do quadro de servidores da Administração Municipal de Patos em exercício, indicado pelo
Prefeito Constitucional por meio de Portaria.

2. A execução do referido Processo Seletivo será de responsabilidade da COMISSÃO PERMANENTE DE CONCURSOS – CPCON, da
UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA – UEPB, à qual compete o cumprimento das cláusulas e condições estipuladas no instrumento de
Contrato celebrado para este fim com a PREFEITURA MUNICIPAL DE PATOS.

3. O Processo Seletivo será realizado em duas fases:
Primeira Fase: Prova escrita objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos.

Segunda Fase: Prova de Títulos para TODOS os cargos de nível superior do Magistério (Professor de Ciências Naturais; Professor de
Educação Artística; Professor de Educação Física; Professor de Ensino Fundamental do 1º ao 5º ano (Zona Urbana); Professor de Ensino
Fundamental do 1º ao 5º ano (Zona Rural); Professor de Ensino Infantil; Professor de Geografia; Professor de História; Professor de Língua
Inglesa; Professor de Língua Portuguesa; Professor de Matemática).

4. O Processo Seletivo destina-se a selecionar candidatos para o provimento das vagas, do Quadro de Pessoal da PREFEITURA MUNICIPAL DE
PATOS, distribuídos conforme disposto no Capítulo II deste Edital.

5. O Processo Seletivo ficará sob a supervisão da Comissão de Supervisão e Acompanhamento da Execução do Processo Seletivo, nomeada pelo
Prefeito do MUNICÍPIO DE PATOS, através da Portaria Nº 726/2017, de 07 de abril de 2017, composta por membros pertencentes do
Quadro de Pessoal da Prefeitura.

6. Compete à Comissão de Supervisão e Acompanhamento da Execução do Processo Seletivo, supervisionar e fiscalizar todas as fases do
Processo Seletivo.

7. O conteúdo programático consta no ANEXO I deste Edital.

8. As atribuições dos cargos, constantes no Capítulo II, consta no ANEXO II deste Edital.

II – DOS CARGOS

1. Todos os cargos serão regidos pelo Regime Celetista, conforme a respectiva denominação, pré-requisitos e salário base inicial especificados
neste documento, e de acordo com a legislação específica.

2. Os cargos oferecidos, número de vagas, nível de escolaridade, vencimento básico, jornada de trabalho semanal e a escolaridade mínima
exigida para o provimento de cargo, estão discriminados nos quadros abaixo:

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS - PB 1

2.1- CARGOS DE NÍVEL FUNDAMENTAL

LOTAÇÃO: SECRETARIA DE SAÚDE

VAGAS DE PESSOAS COM JORNADA
REQUISITOS MÍNIMOS
Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES DE VENCIMENTOS (R$)
EXIGIDOS
CONCORRÊNCIA ESPECIAIS TRABALHO
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde -
01 03 - vaga, e aprovação em 40 h INSALUBRIDADE
Área 01 1
curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde -
02 01 - vaga, e aprovação em 40 h INSALUBRIDADE
Área 02 2
curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde - vaga, e aprovação em
03 03 - 40 h INSALUBRIDADE
Área 03 3 curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde - vaga, e aprovação em
04 02 - 40 h INSALUBRIDADE
Área 04 4 curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde - vaga, e aprovação em
05 01 - 40 h INSALUBRIDADE
Área 05 5 curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde - vaga, e aprovação em
06 03 - 40 h INSALUBRIDADE
Área 06 6 curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde - vaga, e aprovação em
07 01 - 40 h INSALUBRIDADE
Área 07 7 curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde

1
Bairro - VILA MARIANA
2
Bairro - NOVO HORIZONTE
3
Bairro - JARDIN MAGNOLIA (MATADOURO)
4
Bairro - BELO HORIZONTE
5
Bairro - CENTRO
6
Bairro - ITATIUNGA
7
Bairro - BIVAR OLINTO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS - PB 2

Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde -
08 01 - vaga, e aprovação em 40 h INSALUBRIDADE
Área 08 8
curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde -
09 01 - vaga, e aprovação em 40 h INSALUBRIDADE
Área 09 9
curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde -
10 03 - vaga, e aprovação em 40 h INSALUBRIDADE
Área 10 10
curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde -
11 01 - vaga, e aprovação em 40 h INSALUBRIDADE
Área 11 11
curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde -
12 01 - vaga, e aprovação em 40 h INSALUBRIDADE
Área 12 12
curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde -
13 01 - vaga, e aprovação em 40 h INSALUBRIDADE
Área 13 13
curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde -
14 04 01 vaga, e aprovação em 40 h INSALUBRIDADE
Área 14 14
curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde
Nível Fundamental
Completo; Morar na
área a que concorre à 1.014,00 +
Agente Comunitário de Saúde
15 02 - vaga, e aprovação em 40 h INSALUBRIDADE
Área 15 15
curso de formação 20%
inicial para Agente
Comunitário de Saúde

8
Bairro - LIBERDADE
9
Bairro - MORRO
10
Bairro - S. SEBASTIÃO
11
Bairro - BRASILIA
12
Bairro - SETE CASAS
13
Bairro - SALGADINHO
14
Bairro - ALTO DA TUBIBA
15
Bairro - MONTE CASTELO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS - PB 3

2.2 - CARGOS DE NÍVEL MÉDIO

LOTAÇÃO: SECRETARIA DE SAÚDE

VAGAS DE PESSOAS COM
JORNADA DE VENCIMENTOS
Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS
TRABALHO (R$)
CONCORRÊNCIA ESPECIAIS
01 Monitor CAPS 14 04 Nível Médio Completo 40 h 1.000,00
TARM – Técnico
Nível Médio Completo + Curso de
02 Auxiliar em Regulação 08 02 30 h 1.000,00
capacitação na área
Médica
Nível Médio Completo + Curso
Técnico de
03 30 10 Técnico em Enfermagem + 30 h 1.250,00
Enfermagem
Registro no Conselho de Classe
Nível Médio Completo + Curso
Técnico de
Técnico em Enfermagem +
04 Enfermagem / Sala de 20 10 30 h 1.250,00
Registro no Conselho de Classe
Vacina
com curso de vacinação
Nível Médio Completo + Curso
05 Técnico em Farmácia 09 02 30 h 1.250,00
Técnico em Farmácia
Nível Médio Completo + Curso
06 Técnico em Laboratório 02 - Técnico em laboratório de 30 h 1.250,00
análises clínicas
Técnico em
Manutenção em Nível Médio Completo + Curso
07 04 - 30 h 1.250,00
Equipamentos Técnico na área
Hospitalares
Nível Médio Completo + Curso
1.250,00 +
08 Técnico em Radiologia 04 - Técnico em Radiologia+ Registro 24 h
Insalubridade
no Conselho de Classe.
Nível Médio Completo + Curso
Técnico em Saúde
09 08 02 Técnico em Saúde Bucal + 30 h 1.250,00
Bucal
Registro no Conselho de Classe.

LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL - SEDE

VAGAS DE PESSOAS COM
REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE
Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$)
EXIGIDOS TRABALHO
CONCORRÊNCIA ESPECIAIS
Técnico Nível Médio -
01 08 02 Nível Médio Completo 40 h 937,00
SUAS

LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CRAS BELO HORIZONTE

VAGAS DE PESSOAS COM
REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE
Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$)
EXIGIDOS TRABALHO
CONCORRÊNCIA ESPECIAIS
01 Orientador Social 01 - Nível Médio Completo 40 h 937,00
Técnico Nível Médio -
02 01 - Nível Médio Completo 40 h 937,00
SUAS

LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CRAS MONTE CASTELO

VAGAS DE PESSOAS COM
REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE
Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$)
EXIGIDOS TRABALHO
CONCORRÊNCIA ESPECIAIS
01 Orientador Social 01 - Nível Médio Completo 40 h 937,00
Técnico Nível Médio -
02 01 - Nível Médio Completo 40 h 937,00
SUAS

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS - PB 4

00 SUAS LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CREAS VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS 01 Educador Social 02 .00 Técnico Nível Médio - 02 01 . Nível Médio Completo 40 h 937.00 LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CENTRO DO IDOSO VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS 01 Cuidador Social 01 . Nível Médio Completo 40 h 937.PB 5 . Nível Médio Completo 40 h 937. Nível Médio Completo 40 h 937.00 Social 02 Cuidador Social 03 . Nível Médio Completo 40 h 937. Nível Médio Completo 40 h 937.00 LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – ABRIGO INSTITUCIONAL ADULTO VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Auxiliar de Cuidador 01 03 . Nível Médio Completo 40 h 937.00 Social 02 Cuidador Social 02 .00 LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CASA DE ACOLHIMENTO INFANTIL VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Auxiliar de Cuidador 01 03 . Nível Médio Completo 30 h 937. Nível Médio Completo 40 h 937. LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CRAS SÃO SEBASTIÃO VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS 01 Orientador Social 01 .00 Técnico Nível Médio - 02 01 .00 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . Nível Médio Completo 40 h 937.00 LOTAÇÃO: SECRETARIA DE EDUCAÇÃO VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS 01 Cuidador 30 05 Nível Médio Completo 40 h 937.00 SUAS LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CRAS MORRO VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS 01 Orientador Social 01 .

30 h 2.00/mês registro no conselho de classe específico Nível Superior em Assistente Social – 30 h Serviço Social com 02 04 .500.500. 20 h produtividade de Angiologia e com até 1.3 . 40 h 3.65 + 50% do Médico / especialidade em valor. 20 h 1.00 registro no conselho de classe específico Nível Superior em Biomédico Biomedicina e com 04 04 . 30 h 2.00 registro no conselho de classe específico Nível Superior em Medicina com 1.725.65 + Médico / Cardiologista especialidade em 06 02 .000.00 registro no conselho de classe específico. por 13 Gastroenterologista/Endoscopista 01 .PB 6 .725.588.00 de classe específico Nível Superior em Fonoaudiólogo Fonoaudiologia com 12 05 . 20 h 1. registro no conselho 20 h 1.00 Citologia e com registro no conselho de classe específico Nível Superior em Medicina com 1.00 no conselho de classe específico Nível Superior em Fisioterapeuta – 30 h Fisioterapia com 10 06 .00 no conselho de classe específico Nível Superior em Farmacêutico – 20 h Farmácia com registro 09 02 .00/mês registro no conselho de classe específico Nível Superior em Enfermeiro Enfermagem com 07 20 06 30 h 2.725.588. 20 h 1.200.CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR LOTAÇÃO: SECRETARIA DE SAÚDE VAGAS DE PESSOAS COM JORNADA REQUISITOS Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES DE VENCIMENTOS (R$) MÍNIMOS EXIGIDOS CONCORRÊNCIA ESPECIAIS TRABALHO Nível Superior em Medicina com 1.500. 30 h 2.65 + Médico / Angiologista especialidade em 01 01 .00 registro no conselho de classe específico Nível Superior em Biomedicina com Biomédico / Citologista especialidade em 05 04 . Endoscopia e com tabela SUS registro no conselho de classe específico.200.725. Gastroenterologia e 20 h procedimento.700. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS .588. Nível Superior em Farmacêutico – 40 h Farmácia com registro 08 03 . 30 h 2. 20 h produtividade de Cardiologia e com até 1. 2.00 registro no conselho de classe específico Nível Superior em Assistente Social – 20 h Serviço Social com 03 04 .00 registro no conselho de classe específico Nível Superior em Fisioterapeuta – 20 h Fisioterapia com 11 06 .700.

00/mês registro no conselho de classe específico Nível Superior em Medicina com 1.588. no conselho de classe 20 h 1.200.00/mês registro no conselho de classe específico Nível Superior em Médico Clínico Medicina com 16 03 .200.00 registro no conselho de classe específico.65 + Médico / Neuropediatra especialidade em 19 01 .568.00 com registro no conselho de classe específico PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . 20 h 2. Endodontista e com 20 h 2.700.588.00 registro no conselho de classe específico Nível Superior em odontologia com Odontólogo / Esp. semana Nível Superior em Medicina com 1.00/mês registro no conselho de classe específico Nível Superior em Nutricionista – 30 h Nutrição com registro 20 03 .00/mês registro no conselho de classe específico Nível Superior em Medicina com 1. Pacientes Especiais e 20 h 2.00 de classe específico Nível Superior em odontologia com especialidade em Odontólogo / Bucomaxilofacial Bucomaxilofacial e 23 01 .588.700. 40 h 9.380. no conselho de classe 30 h 2.00 por plantão Nível Superior em semanal de 12 h e Médico Plantonista Medicina com 24 h 17 10 02 950. 20 h Mastologia e com até 1.65 + Médico / Hematologista especialidade em 14 01 .00 por plantão registro no conselho Semanais de 12 h em final de de classe específico.00 com registro no conselho de classe específico Nível Superior em odontologia com Odontólogo / Endodontista especialidade em 24 02 . Nível Superior em Medicina com 1. 850. 20 h produtividade de Neuropediatria e com até 1.00 específico Nível Superior em Nutricionista – 20 h Nutrição com registro 21 03 .65 + Médico / Mastologista especialidade em produtividade de 15 01 .700.725. 20 h produtividade de Neurologia e com até 1. Em Pacientes especialidade em 25 Especiais 02 .65 + Médico / Neurologista especialidade em 18 01 .700.500.00 específico Nível Superior em Odontólogo odontologia com 22 10 05 registro no conselho 30 h 2.380.380.PB 7 . 20 h produtividade de Hematologia e com até 1.

30 h 2.00 especialização em psicopedagogia Nível Superior em Medicina com Médico / Psiquiatra (CAPS) especialidade em 33 03 .700. 20 h +produtividade de Urologia e com até 1. 20 h 12.000.200.00 registro no conselho de classe específico Nível Superior em Psicólogo – 20h Psicologia com 31 06 . PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . Nível Superior em odontologia com Odontólogo/Esp.200.700.65 + Médico / Pediatra especialidade em 29 01 .65 Médico / Ultrassonografista 35 01 . Otorrinolaringologia e 20 h até 1. 20 h 2.00 Prótese e com registro no conselho de classe específico Nível Superior em Medicina com 1. Nível Superior em Medicina com 1.380.65 Médico / Reumatologista especialidade em 34 01 . 20 h 1.00 Psiquiatria com registro no conselho de classe específico.65 + especialidade em Médico / Otorrinolaringologista produtividade de 28 02 .588.00/mês com registro no conselho de classe específico Nível Superior em Medicina com 1.568.00 registro no conselho de classe específico Nível Superior em Psicopedagogo Clínico Pedagogia com 32 03 .588.725.PB 8 . 30 h 2. 20 h produtividade de Oftalmologia e com até 1. Em Prótese especialidade em 26 01 .00/mês registro no conselho de classe específico Nível Superior em Medicina com especialidade em 1.700.00/mês conselho de classe específico Nível Superior em Medicina com 1.588.00/mês registro no conselho de classe específico. 20 h produtividade de Pediatria e com até 1. Ultrassonografia e 20 h +produtividade de com registro no até 1.588.588.700.00/mês registro no conselho de classe específico Nível Superior em Medicina com 1.00/mês registro no conselho de classe específico Nível Superior em Psicólogo – 30 h Psicologia com 30 06 .700.700. 20 h +produtividade de Reumatologia e com até 1.65 Médico / Urologista especialidade em 36 02 .65 + Médico / Oftalmologista especialidade em 27 01 .

900. 30 h 1. 30 h 1. 40 h 1.00 registro no conselho de classe específico Pedagogo Nível Superior em 02 01 .00 no conselho de classe específico LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CRAS MONTE CASTELO VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Nível Superior em Assistente Social Serviço Social com 01 01 . LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL .900. Único) 03 . 30 h 1.900. 40 h 1.00 específico LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CRAS BELO HORIZONTE VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Nível Superior em Assistente Social Serviço Social com 01 01 . 30 h 1.900. 40 h 1.900.900.900. 30 h 1.00 registro no conselho de classe específico Pedagogo Nível Superior em 03 01 .00 Pedagogia Nível Superior em Psicólogo Psicologia com registro 03 01 .00 Pedagogia PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS .SEDE VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Nível Superior em Assistente Social Serviço Social com 01 03 . 40 h 1.00 Pedagogia Nível Superior em Psicólogo Psicologia com registro 03 01 .PB 9 .900.00 no conselho de classe específico LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CRAS SÃO SEBASTIÃO VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Nível Superior em Assistente Social Serviço Social com 01 01 .00 registro no conselho de classe específico Pedagogo Nível Superior em 02 01 . 30 h 1.900.900. 30 h 1.00 registro no conselho de classe específico Pedagogo Nível Superior em 02 01 .900.00 registro no conselho de classe específico Assistente Social (Bolsa Nível Superior em Serviço Social com 02 Família – Cad.00 Pedagogia Nível Superior em Psicologia com registro Psicólogo 04 01 . no conselho de classe 30 h 1.900.

900.900.900. 30 h 1. 30 h 1.900.PB 10 .900.00 no conselho de classe específico LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CENTRO DO IDOSO VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Nível Superior em Assistente Social Serviço Social com 01 01 .900.00 registro no conselho de classe específico Pedagogo Nível Superior em 02 01 .900.00 no conselho de classe específico PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS .00 no conselho de classe específico LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CENTRO POP VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Nível Superior em Psicólogo Psicologia com registro 01 01 .900. 30 h 1. 30 h 1.900. 30 h 1.00 no conselho de classe específico LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CREAS VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Nível Superior em Advogado Direito com registro no 01 01 . 30 h 1. Nível Superior em Psicólogo Psicologia com registro 03 01 .00 no conselho de classe específico LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CRAS MORRO VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Nível Superior em Assistente Social Serviço Social com 01 01 .00 registro no conselho de classe específico Nível Superior em Psicólogo Psicologia com registro 02 01 . 40 h 1.00 Pedagogia Nível Superior em Psicólogo Psicologia com registro 03 01 .00 conselho de classe específico Nível Superior em Psicólogo Psicologia com registro 02 02 . 30 h 1. 20 h 1.

200. 30 h 1.PB 11 .00 ano (Zona Urbana) Pedagogia Professor de Ensino Fundamental do 1º ao 5º Licenciatura Plena em 05 05 . 30 h 1.00 registro no conselho de classe específico LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – ABRIGO INSTITUCIONAL ADULTO VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Nível Superior em Assistente Social Serviço Social com 01 01 . LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – CASA DE ACOLHIMENTO INFANTIL VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Nível Superior em Psicólogo Psicologia com registro 01 01 . 30 h 1.00 Plena em Química e/ou Licenciatura Plena em Física Professor de Educação Licenciatura Plena em 02 Artística 01 .00 Artes Professor de Educação Licenciatura Plena em 03 Física 02 .00 no conselho de classe específico LOTAÇÃO: SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – BANCO DE ALIMENTOS VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Nível Superior em Assistente Social Serviço Social com 01 01 . 30 h 1.900.00 registro no conselho de classe específico Nível Superior em Psicólogo Psicologia com registro 02 01 . Professor de Ensino Fundamental do 1º ao 5º Licenciatura Plena em 04 25 08 30 h 1.200.900.00 Registro no CREF.00 ano (Zona Rural) Pedagogia PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS .900. 30 h 1.200. Educação Física + 30 h 1. e/ou Licenciatura 30 h 1. 30 h 1.200.200.00 no conselho de classe específico LOTAÇÃO: SECRETARIA DE EDUCAÇÃO VAGAS DE PESSOAS COM REQUISITOS MÍNIMOS JORNADA DE Nº CARGOS AMPLA NECESSIDADES VENCIMENTOS (R$) EXIGIDOS TRABALHO CONCORRÊNCIA ESPECIAIS Licenciatura Plena em Ciências Naturais e/ou Licenciatura Plena em Professor de Ciências Ciências Biológicas 01 Naturais 03 .900.

correta e legível e/ou fornecer dados inverídicos ou falsos. em hipótese alguma. 6. via postal. As inscrições homologadas serão divulgadas na página da CPCON http://cpcon. por parte da Prefeitura Municipal de Patos. Cargos de Nível Médio/Técnico: R$ 80. referente à taxa de inscrição. deverão ser comprovadas quando da contratação do candidato aprovado. Verificar se a inscrição foi concluída com sucesso.00 especialidade em Ensino Infantil Professor de Geografia Licenciatura Plena em 07 05 .PB 12 .2. Letras com habilitação 30 h 1.br.200. e. 17. 14.00 Matemática 3. Acessar o endereço eletrônico: http://cpcon. Não haverá restituição do valor da taxa de inscrição. 19. 8. a não apresentação de qualquer dos documentos que comprovem as condições exigidas. 7. 4.4.00 Letras Professor de Matemática Licenciatura Plena em 11 06 . assim como a transferência da inscrição para pessoa diferente daquela que a realizou. Imprimir o Boleto Bancário. 2. implicará na exclusão do candidato.200. III – DAS INSCRIÇÕES 1. Para efetuar a inscrição. O Boleto Bancário poderá ser quitado até o dia 19 de junho de 2017. em hipótese alguma.br no dia 03 de julho de 2017. 30 h 1. fornecimento de transporte.uepb. 30 h 1. via Internet. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . falhas de comunicação. Professor de Ensino Licenciatura Plena em Pedagogia com 06 Infantil 20 09 30 h 1.200. com o valor total do documento. 5. 4.200. condicionais e/ou extemporâneas ou por qualquer outra via que não as especificadas neste Edital.edu. por meio de cheque do próprio candidato. ou alimentação para os candidatos que tomarem posse nos cargos oferecidos no presente Processo Seletivo. Cargos de Nível Superior: R$ 100. Objetivando evitar ônus desnecessário. Preencher integralmente o Formulário Eletrônico de Inscrição. por depósito em caixa eletrônico. 6. A habilitação e a escolaridade mínima exigida. 11. 5. A homologação da inscrição do candidato ao Concurso Público estará condicionada ao pagamento da taxa de inscrição dentro do prazo estabelecido no item anterior. 5. A inscrição do candidato implicará na ciência e aceitação das normas e condições estabelecidas neste Edital. serão aceitos pedidos de alteração de cargo depois de efetuada a inscrição. Em hipótese alguma. referente a taxa de inscrição. 20. o candidato deverá orientar-se no sentido de recolher o valor da inscrição somente após tomar conhecimento de todos os requisitos e condições exigidos para o Concurso. serão de inteira responsabilidade do candidato. não haverá. O pagamento do Boleto Bancário. salvo em caso de cancelamento do certame por conveniência ou interesse da Prefeitura. DOC. O candidato poderá realizar mais de uma inscrição desde que sejam de cargos de níveis diferentes e horários de provas distintos. 3. 13. correspondente a taxa de inscrição. Cargos de Nível Fundamental Incompleto: R$ 60. somente será considerado realizado após a compensação bancária. em relação às quais não poderá alegar desconhecimento.uepb. 5. Para todos os cargos.1.00 em Inglês Professor de Língua Licenciatura Plena em 10 Portuguesa 08 01 30 h 1. como também. Realizar a leitura do respectivo Edital.1. ordem de pagamento. fac-símile (fax). eximem-se das despesas com viagens e estada dos candidatos para prestarem as provas do Concurso.00 Geografia Professor de História Licenciatura Plena em 08 06 01 30 h 1.200. 10. o candidato deverá: 5.200. O valor da taxa de inscrição correspondente à opção do cargo será: 6.3.00 (sessenta reais). as demais exigências para o provimento do cargo. bem como outros fatores de ordem técnica que impossibilitem a transferência de dados.2. O descumprimento das instruções para inscrição implicará na não efetivação da inscrição. reservando-se a CPCON e a Prefeitura o direito de excluir do Concurso Público aquele que não preencher esse documento oficial de forma completa. de forma irrecorrível. Não serão homologadas inscrições com pagamentos do Boleto Bancário. As informações prestadas na Ficha de Inscrição. 18.3. 16. 9. 15. A Prefeitura Municipal de Patos e a CPCON.00 (oitenta reais). 6. Fica vedada a devolução da taxa de inscrição.5. As inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet. A CPCON não se responsabiliza por solicitação de inscrição via Internet não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores. As inscrições ficam abertas por meio da internet a partir das 10h do dia 29 de maio até as 23h:59min do dia 18 de junho de 2017 (horário local).00 História Professor de Língua Licenciatura Plena em 09 Inglesa 02 .edu. 12. Não será permitida a transferência do valor pago como taxa de inscrição para outra pessoa. 5.00 (cem reais).

IV – DOS CANDIDATOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS 1.3 e 0. paralisia cerebral. amputação ou ausência de membro. 3. 24.853/89 é assegurado o direito de inscrição para os cargos em Processo Seletivo Público. 3.000Hz. 21. Os candidatos com necessidades especiais deverão fazer suas inscrições. estrabismo e congêneres. Às pessoas com algum tipo de deficiência que pretendam fazer uso das prerrogativas que lhes são facultadas no inciso VIII do art.PB 13 . ficam reservadas as vagas expressas nas tabelas do Capítulo II para candidatos com necessidades especiais. O candidato que não solicitar condição especial para realização da prova. membros com deformidade congênita ou adquirida. astigmatismo. Qualquer contato. O acompanhante da Candidata lactante deverá cumprir as obrigações constantes deste Edital. a baixa visão. 2. ou a ocorrência simultânea de quaisquer condições anteriores. triplegia. A Candidata lactante que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas poderá solicitar atendimento específico nos termos deste Edital. 6. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . 22. Deficiência física: alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo humano. com a melhor correção óptica.298/99.2. Deficiência visual: cegueira. 4º do Decreto Federal nº. 3. c. 3. 22. os casos nos quais a somatória da medida do campo visual em ambos os olhos for igual ou menor que 60%. Não será permitida a entrada do lactante e de seu acompanhante responsável após o fechamento dos portões. cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadoras. 5. também. 22. triparesia. pela inexistência de vagas suficientes onde possam ser aplicadas as normas citadas no Item 1. Deficiência auditiva: perda bilateral. 4. levar um acompanhante adulto nos dias de aplicação da Prova. 23. Atendendo a determinação. por intermédio dos Correios. não haverá reserva para candidatos com necessidades especiais. paraparesia. A Candidata a que se refere o item 22 deverá. Em cumprimento ao disposto no Decreto Federal nº. A necessidade de intermediários permanentes para auxiliar na execução das atribuições do cargo é obstativa à inscrição no Processo Seletivo. tetraplegia. monoplegia. Aos deficientes visuais (amblíopes) que solicitarem prova especial ampliada serão oferecidas provas nesse sistema. do Decreto nº. 37 do Decreto Federal nº. que ficará em sala reservada. Não será permitida.429-500 – Campina Grande-PB 21. Conforme § 2º do art. informando a opção “Atendimento Especial” em campo próprio do sistema de inscrição. É vetado ao acompanhante da Candidata lactante o acesso às salas de provas.000Hz e 3.298/99 e alterações posteriores. nanismo. obrigatoriamente. ostomia.7. com a melhor correção óptica. 7.05 no melhor olho. 22. devendo constar no envelope: UEPB – Universidade Estadual da Paraíba CPCON – Comissão Permanente de Concursos Rua Baraúnas. O atendimento às condições solicitadas ficará sujeito à análise de viabilidade e razoabilidade do pedido. A Candidata lactante não poderá ter acesso à sala de provas acompanhada do lactente. durante a realização das provas. 351 – Bairro Universitário CEP: 58. sendo responsável pela guarda do lactente (a criança) durante a realização das provas. este será elevado até o primeiro número inteiro subsequente. 22. caso a aplicação do percentual de que trata o item 2 resulte em número fracionado. 3. ser-lhes-á reservado o percentual de 5% (cinco por cento) das vagas existentes. apresentando-se sob a forma de paraplegia. 37 da Constituição Federal e do art. até o término das inscrições.5. Não serão aceitas as solicitações de inscrição que não atenderem rigorosamente o estabelecido neste edital. a permanência do lactente no local de realização de Prova sem a presença de um acompanhante adulto. em hipótese alguma.4. que vierem a surgir ou forem criadas no prazo de validade do Processo Seletivo. 25.6. 22. com tamanho de letra correspondente a corpo 24. b. 7. 22. 2. parcial ou total.21. sob pena de eliminação do Concurso da Candidata lactante.1. via Sedex à CPCON – Comissão Permanente de Concursos. de quarenta e um decibéis (dB) ou mais aferida por audiograma nas frequências de 500 Hz. Não obsta a inscrição ou o exercício das atribuições pertinentes ao cargo a utilização de material tecnológico de uso habitual. tetraparesia.000Hz. hemiplegia. que significa acuidade visual entre 0. hemiparesia. entre a Candidata lactante e o acompanhante responsável deverá ser presenciado por um fiscal. Consideram-se pessoas com deficiência aquelas que se enquadram nas categorias discriminadas no art. 10. 9. 22. de 20 de dezembro de 1999 e alterações posteriores que regulamenta a Lei Federal nº. pela internet. deste Capítulo. não terá a condição atendida.05 no melhor olho. O candidato que não possui necessidades especiais que necessitar de condição especial para realização da prova. acarretando o comprometimento da função física.2. deverá solicitá-la por meio de declaração informando os recursos especiais necessários.298/99 e alterações posteriores. Nos termos do art. exceto as deformidades estéticas e as que não produzam dificuldades para o desempenho das funções.298/99 e alterações posteriores são consideradas pessoas com deficiências aquelas que se enquadram nas seguintes categorias: a. 4º. monoparesia. seja qual for o motivo alegado.3. na qual a acuidade visual é igual ou menor que 0. Nos demais cargos.1. até o término das inscrições. 3.298. 1. 8. 37 do Decreto Federal nº. Não serão considerados como deficiência os distúrbios de acuidade visual passíveis de correção simples do tipo miopia.

298/99 e suas alterações.CID. Deficiência mental: funcionamento intelectual significativamente inferior à média. c. desta forma.298/99 e suas alterações. pelo candidato. inclusive a das pessoas com deficiência. passando.298/99 e suas alterações. O candidato com deficiência visual (cego). observadas as seguintes disposições: a. ao dia. Item 16. número do CPF. para fins de habilitação no estágio probatório. declarando estar ciente das atribuições do cargo para qual pretende inscrever-se e que. no que se refere ao conteúdo das provas. além do envio da documentação indicada na letra “a” deste item. cuidado pessoal. 40. a confecção de prova Ampliada. quando da inscrição. a primeira. Aos deficientes visuais (amblíopes) que solicitarem prova especial ampliada. 12. até o término das inscrições. 22. Deficiência múltipla: associação de duas ou mais deficiências.Campina Grande-PB 14. c. Anexar ao Laudo Médico as seguintes informações: nome completo. 44 da referida norma. no endereço citado no item 13. horário e local de aplicação das provas. deverá encaminhar solicitação. além do envio da documentação indicada na letra “a” deste item. será realizada por equipe prevista pelo art. 43 de Decreto Federal nº. ele será classificado em igualdade de condições com os demais candidatos. 21. d. 19. A avaliação de que trata este item. e. deverá solicitar. além do envio da documentação indicada na letra “a” deste item. letra “d”: Não terão tempo adicional para realização das provas. O atendimento às condições especiais solicitadas ficará sujeito à análise de viabilidade e razoabilidade do pedido. resguardadas as condições previstas no Decreto Federal nº. 40. nos termos do art. 351 .298/99 deverão ser requeridos por escrito. e à nota mínima exigida para todos os demais candidatos. dentro do prazo do período das inscrições. seja qual for o motivo alegado para justificar o atraso ou a ausência do candidato portador de deficiência à avaliação tratada neste item. b. participarão do Processo Seletivo em igualdade de condições com os demais candidatos. particularmente em seu art. saúde e segurança. Item 16. inclusive para assegurar previsão de adaptação da sua prova. 4º e seus incisos do Decreto Federal nº. Item 16. especificando o tipo de deficiência. estará sujeito à avaliação pelo desempenho dessas atribuições. e trabalho. não atenderem os dispositivos mencionados no: a. conforme item 16 deste Capítulo. 13. seja qual for o motivo alegado. letra “a”: Serão considerados como não portadores de deficiência e perderão o direito de concorrer às vagas reservadas as Pessoas com Necessidades Especiais (PNE). 16. e a segunda. especificando-a no Formulário de Inscrição. original e expedido no prazo máximo de 90 (noventa) dias antes do término das inscrições. 4º e seus incisos do Decreto Federal nº. no caso de vir a exercê-lo. bem como a provável causa da deficiência. 11. com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença . lazer. habilidades sociais. até o término das inscrições. via SEDEX. Laudo Médico. Se a deficiência do candidato não se enquadrar na previsão do art. opção de cargo. Às pessoas com deficiências. Será eliminado do Processo Seletivo o candidato cuja deficiência assinalada na Ficha de Inscrição seja incompatível com o cargo pretendido. 18. devendo o mesmo constar apenas na lista de classificação geral final. Os benefícios previstos nos §§ 1º e 2º. não se constate. letra “b”: Não terão a prova especial preparada. devendo constar no envelope: UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CPCON – Comissão Permanente de Concursos Rua Baraúnas. com tamanho de letra correspondente a corpo 24. bem como a provável causa da deficiência. 15. composta por profissionais capacitados e atuantes nas áreas das deficiências em questão. letra “c”: Não terão pessoa designada para a leitura da prova. serão oferecidas provas nesse sistema. número do telefone. c. O candidato com deficiência aprovado no Processo Seletivo. d. 3. com justificativa acompanhada de parecer emitido por especialista da área de sua deficiência. 3. por escrito. tais como: comunicação. No período das inscrições. Item 16. somente a pontuação destes últimos. d. com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença – CID. até o término das inscrições. à CPCON – Comissão Permanente de Concursos. do Decreto Federal nº. do art. seja qual for o motivo alegado. à avaliação e aos critérios de aprovação. A avaliação ficará condicionada à apresentação. O candidato deverá declarar. Não haverá segunda chamada. 3. possuir alguma deficiência. o candidato cuja deficiência assinalada no Formulário de Inscrição. b.429-500 . a pontuação de todos os candidatos. b.298/99. contendo. bem como avaliará a compatibilidade entre as atribuições do cargo a ser ocupado. por escrito. deverá submeter-se à perícia médica a ser realizada por equipe multiprofissional indicada pela Prefeitura Municipal de Patos. seja qual for o motivo alegado. habilidades acadêmicas. utilização dos recursos da comunidade. um fiscal especial para ser ledor da prova escrita objetiva.PB 14 . O candidato com deficiência visual (amblíope). deverá solicitar. A publicação do resultado final do Processo Seletivo será feita em duas listas. de caráter terminativo. 3. os documentos a seguir: a. O candidato com deficiência que não realizar a inscrição conforme instruções constantes neste Capítulo. 3. objetivando verificar se a deficiência se enquadra na previsão do art. O candidato com deficiência que necessitar de tempo adicional e/ou leitura de prova. por escrito. 20. de documento de identidade original e terá por base o Laudo Médico encaminhado no período das inscrições. com manifestação antes dos dezoito anos e limitações associadas a duas ou mais áreas de habilidades adaptativas. d. a concorrer as vagas da ampla concorrência. Os candidatos que. o candidato deverá encaminhar via SEDEX à CPCON – Comissão Permanente de Concursos. número do documento de identidade (RG). atestando a espécie e o grau ou nível de deficiência. especificando o tipo de deficiência. durante o período de inscrições. 17. não poderá alegar a referida condição em seu benefício e não será facultado impetrar recurso em favor de sua condição. Será eliminado da lista de candidatos com deficiência. atestando a espécie e ou grau ou nível de deficiência.Bairro Universitário CEP: 58. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS .

por reprovação no Processo Seletivo ou na perícia médica. a deficiência não poderá ser arguida para justificar a concessão de aposentadoria. Data limite para pagamento do Boleto Bancário referente à taxa de inscrição: 19 de junho de 2017.0 Conhecimentos Gerais 10 3. Após a investidura do candidato. Divulgação do resultado preliminar da Prova de Títulos: 23 de agosto de 2017. 25. Prazo de recebimento dos recursos a quanto divulgação da listagem dos candidatos que exerceram efetivamente a função de jurado: 27 de junho até o dia 28 junho de 2017. implicará a perda do direito de ser nomeado para as vagas reservadas as Pessoas com Necessidades Especiais (PNE). Período de recebimento de documentos comprobatórios dos candidatos que optarem por concorrer às vagas reservadas aos Portadores de Necessidades Especiais: 29 de maio até o dia 18 de junho de 2017. 24. itens (questões). Divulgação e publicação do Resultado Preliminar da Prova Escrita Objetiva e do gabarito definitivo: 09 de agosto de 2017. 7. Realização da PROVA ESCRITA OBJETIVA: 23 de julho de 2017. APÓS RECURSOS: 07 de julho de 2017. no endereço eletrônico http://cpcon. 16. 10. para os candidatos com Necessidades Especiais (PNE) que não forem providas por falta de candidatos. Divulgação das inscrições homologadas e não homologadas e da concorrência.23. 26. 19. APÓS RECURSOS: 07 de julho de 2017. 22.uepb. serão preenchidas pelos demais candidatos com estrita observância à ordem classificatória.PB 15 . 26. 9. e quanto aos indeferimentos das solicitações de condições especiais para a prova objetiva: 26 de junho de 2017. O laudo médico terá validade somente para este Processo Seletivo e não será devolvido. 14. 13. Período das Inscrições: a partir das 10h do dia 29 de maio até as 23h:59min do dia 18 de junho de 2017 (horário local). Período de recebimento de documentos comprobatórios dos candidatos que exerceram efetivamente a função de jurado: 29 de maio até o dia 18 de junho de 2017. As vagas definidas no Capítulo II deste edital. Divulgação e publicação dos recursos quanto às provas objetivas e quanto ao gabarito provisório: 08 de agosto de 2017. Divulgação da Relação dos Candidatos que exerceram efetivamente a função de jurado: 26 de junho de 2017. Prazo para recebimento dos recursos quanto às Inscrições não homologadas: 04 de julho até o dia 05 de julho de 2017. 24. 2. Divulgação e publicação do Resultado Oficial da Prova de Títulos: 01 de setembro de 2017. 12. e aos indeferimentos da solicitação de condições especiais para a prova objetiva: 27 de junho até o dia 28 de junho de 2017. 20. Os cargos com as respectivas provas. 21. 3. Disponibilização do local. áreas temáticas. Divulgação das inscrições homologadas e não homologadas: 03 de julho de 2017. Prazo para recebimento dos recursos quanto aos indeferimentos dos requerimentos para concorrer às vagas reservadas aos Portadores de necessidades especiais. de qualquer das disposições deste Capítulo. Prazo de recebimento de recursos quanto ao Resultado Preliminar da PROVA DE TÍTULOS: 24 de agosto a 25 de agosto de 2017. 8. 5. Período de solicitação para os candidatos que necessitarem de condições especiais para a realização da prova: 10h do dia 29 de maio até as 23h:59min do dia 18 de junho de 2017 (horário local). pelo candidato.0 • Agente Comunitário de Saúde Objetiva Eliminatório e Classificatório Matemática 10 3. 15. sala e carteira onde o candidato realizará a Prova Escrita Objetiva. Período de recebimento dos Títulos para os cargos de Magistério: 10 de agosto a 14 de agosto de 2017. 23. 4. APÓS RECURSOS: 12 de julho de 2017. Divulgação e publicação do Resultado Final do Concurso Público: 06 de setembro de 2017.br a partir de 17 de julho de 2017. A não observância. VI – DAS PROVAS ESCRITAS OBJETIVAS 1. pesos e o caráter avaliativo são os especificados nos quadros abaixo: NÍVEL FUNDAMENTAL CARGO PROVA ÁREA TEMÁTICA ITENS PESOS CARÁTER AVALIATIVO Português 20 4. 11. 6. Divulgação do Gabarito Provisório: 23 de julho de 2017. Divulgação da listagem dos candidatos que exerceram efetivamente a função de jurado. Divulgação e Publicação do Edital de Convocação para a PROVA DE TÍTULOS: 09 de agosto de 2017. e quanto aos indeferimentos das solicitações de condições especiais para a prova objetiva. V – CRONOGRAMA PROVISÓRIO 1. Divulgação da Relação dos Candidatos com Inscrições Deferidas e Indeferidas quanto aos Requerimentos para concorrer às vagas reservadas aos Portadores de Necessidades Especiais.0 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . 25. 17.edu. 18. após o encerramento da Prova Escrita Objetiva. Divulgação da Relação dos Candidatos com Inscrições Deferidas e Indeferidas quanto aos Requerimentos para concorrer às vagas reservadas aos Portadores de Necessidades Especiais. Prazo de recebimento de recursos quanto às provas objetivas e quanto ao gabarito provisório: 24 de julho até o dia 25 de julho de 2017.

5 Específicos • Técnico em Saúde Bucal • Técnico Nível Médio .0 Eliminatório e • Odontólogo / Esp.0 Eliminatório e Classificatório • Técnico em Enfermagem / Sala de Vacina • Técnico em Farmácia • Técnico em Laboratório • Técnico em Manutenção em Equipamentos Hospitalares Conhecimentos • Técnico em Radiologia 15 4. Em Pacientes Especiais Objetiva Raciocínio Lógico Classificatório • Odontólogo / Esp.5 • Farmacêutico • Fisioterapeuta • Fonoaudiólogo • Médico / Gastroenterologista/Endoscopista • Médico / Hematologista • Médico / Mastologista • Médico / Médico Clínico • Médico Plantonista • Médico / Neurologista • Médico / Neuropediatra • Nutricionista • Odontólogo • Odontólogo / Bucomaxilofacial • Odontólogo / Endodontista 10 2.PB 16 .SUAS NÍVEL SUPERIOR COMPLETO CARGO PROVA ÁREA TEMÁTICA ITENS PESOS CARÁTER AVALIATIVO • Advogado • Médico / Angiologista • Assistente Social • Biomédico • Biomédico / Citologista • Médico / Cardiologista • Enfermeiro Português 15 3. Em Prótese • Médico / Oftalmologista • Médico / Otorrinolaringologista • Pedagogo • Médico / Pediatra • Professor de Ciências Naturais • Professor de Educação Artística • Professor de Educação Física • Professor de Ensino Fundamental do 1º ao 5º ano • Professor de Ensino Infantil • Professor de geografia • Professor de História • Professor de Língua Inglesa • Professor de Língua Portuguesa Conhecimentos 15 4.5 • Educador Social • Monitores CAPS • Orientador Social • TARM – Técnico Auxiliar em Regulação Médica • Técnico em Enfermagem Objetiva Informática 10 2. NÍVEL MÉDIO CARGO PROVA ÁREA TEMÁTICA ITENS PESOS CARÁTER AVALIATIVO • Auxiliar de Cuidador Social • Cuidador • Cuidador Social Português 15 3.5 • Professor de Matemática Específicos • Psicólogo • Psicopedagogo Clínico • Médico / Psiquiatra (CAPS) • Médico / Reumatologista • Médico / Ultrassonografista • Médico / Urologista PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS .

qualquer que seja o motivo. sala e carteira de realização das Provas do Processo Seletivo. No período de aplicação. para anotação em Ata de Sala. O candidato que se ausentar antes do prazo mínimo estipulado. Caso o número de candidatos inscritos exceda à oferta de lugares adequados existentes nos colégios e universidades localizados na cidade.2 Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar. roubo ou furto. Mesmo procedimento deverá ser repetido no ato de contratação. podendo ainda ser aplicadas tanto no turno da manhã quanto no turno da tarde dependendo da quantidade de inscritos.PB 17 . ocasião em que será submetido à identificação especial. quando da aplicação da prova. 2 (duas) horas. 16. Havendo alteração da data prevista. no horário das 08h00min às 12h00min (horário local) para candidatos de nível Fundamental e Superior. 21. a prova de 1020 informática tem 10 questões. por exemplo: para o cargo de Psicólogo. Na realização da Prova Escrita Objetiva serão fornecidos o caderno de questões e a folha de respostas com os dados do candidato. solicitará aos candidatos.uepb.503. será eliminado do Processo Seletivo.br. Não sendo permitido nenhum outro material. sendo excluído do Processo Seletivo o candidato caso assim não proceda. munido de caneta esferográfica de material transparente e tinta preta ou azul. por motivo de perda. serão disponibilizadas no endereço eletrônico http://cpcon. 16. 18. As Provas Objetivas têm pontuação máxima igual a 1. a identificação digital na Folha de respostas. O comprovante de inscrição não terá validade como documento de identidade. de 23 de setembro de 1997. a identidade expedida pelo Ministério das relações Exteriores para estrangeiros. a CPCON reserva-se o direito de alocá-los em cidades próximas à determinada para aplicação das provas. carteira. para que possa ser mantida a integridade do Processo Seletivo. 19. no dia de realização das provas. 7.br. para oposição da assinatura no campo próprio e transcrição das respostas com caneta esferográfica de material transparente e tinta preta ou azul. qualquer responsabilidade quanto ao transporte e alojamento desses candidatos. A CPCON e a Prefeitura Municipal de Patos não se responsabilizarão por eventuais coincidências de datas e horários de provas e quaisquer outras atividades. no horário das 14h00min às 18h00min (horário local). a CPCON divulgará os respectivos gabaritos de respostas. deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial. Ao candidato só será permitida a realização da prova na data. para a Folha de respostas. 17. horário e local constantes no endereço eletrônicomencionadonoitem5 deste Capítulo. O candidato deverá comparecer ao local da prova. documento de identidade original. excetuando-se os sábados. designado pela CPCON. na forma da Lei nº 9. A aplicação da prova na data prevista dependerá da disponibilidade de locais adequados à realização das mesmas. local. com clareza. compreendendo coleta de assinaturas e de impressão digital em formulário próprio.1 O candidato não poderá alegar desconhecimentos quaisquer sobre a realização da prova como justificativa de sua ausência. caracterizará desistência do candidato e resultará em sua eliminação no Processo Seletivo. juntamente com cópias digitais das provas objetivas no endereço eletrônico http://cpcon. P = peso da prova de acordo com o cargo escolhido.3 Não serão aceitos protocolos. 3. não assumindo. a transcrição de uma frase. será usado o seguinte modelo matemático: n ∑λ P i =1 i i X = 10 . pelas Forças Armadas. 10 4.2. o Passaporte e a Carteira Nacional de Habilitação com fotografia. Na Prova Escrita Objetiva. bem como. 11. na cidade de Patos – Estado da Paraíba e será realizada no período da MANHÃ.uepb.2 O não comparecimento à prova. 14. Para efeito do cálculo da média final do candidato. único documento válido para a correção da prova. o Certificado de Reservista. O preenchimento da Folha de Resposta será de inteira responsabilidade do candidato que deverá proceder de conformidade com as instruções específicas contidas no Caderno de Questões.edu. Considera-se como documento válido para identificação do candidato: cédula de identidade (RG) expedida por Secretarias de Segurança Pública. a identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que por Lei tenham validade como documento de identidade. que estará na capa do caderno de prova. 9. 6. todas de múltipla escolha com 05(cinco) alternativas de “A” a “E”. a carteira de Trabalho e Previdência Social. prova em branco ou Folha de Respostas em branco. O candidato que receber sua prova com quaisquer falhas de impressão. Após a realização das Provas Objetivas. devendo o mesmo requerer prova e gabarito reserva e comunicar ao fiscal de sala onde realiza a prova. 10. nem cópias de documentos. a prova poderá ocorrer em domingos ou feriados. 18. Somente será admitido à sala de provas o candidato que estiver portando documento de identidade original com foto que o identifique. dos próprios candidatos – bem como sua autenticidade. pela Polícia Federal. entretanto. objetivando garantir a lisura e a idoneidade do Processo Seletivo – o que é de interesse público e. em especial. 16. a prova terá duração mínima de 2 (duas) horas e máxima de 4 (quatro) horas. 5. A aplicação da Prova Escrita Objetiva está prevista para o dia 23 de julho de 2017. lápis preto nº. 18. no período da TARDE para candidatos de nível médio. 23. o candidato deverá assinalar a Folha de Respostas. 16. Em hipótese alguma haverá substituição da Folha de Respostas por erro do candidato. As informações sobre o local. 12. 2 e borracha. λ = pontuação obtida. 22.edu. a partir do dia 17 de julho de 2017. de forma a permitir. logo = 102 que é o valor de cada questão. sala. pela Polícia Militar. 15.1 Os documentos deverão estar em perfeitas condições. 24. dividimos a pontuação máxima pelo número de questões. obter a informação por meio eletrônico sobre horário. onde o candidato realizará sua prova e concorrência de cada cargo. A CPCON. Os prejuízos advindos de marcações feitas incorretamente na Folha de Respostas serão de inteira responsabilidade do candidato.020 (mil e vinte) pontos para cada área temática. 13. É de inteira responsabilidade do candidato. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . a identificação do candidato. expedido há no máximo 30 (trinta) dias. Para saber quanto vale cada questão de uma determinada prova. 20. mesmo autenticadas em cartório. As Provas Objetivas constarão de 40 (quarenta) questões (conforme o item 1 deste Capítulo). e dessas alternativas somente 01(uma) deverá ser assinalada como correta. não é motivo suficiente para exclusão do Processo Seletivo. Não haverá segunda chamada ou repetição de prova. onde n = número de provas realizadas. 8.

28. As questões da Prova Escrita Objetiva. como alterações em dispositivos legais e normativos posteriores. walkman. aos comunicados. agenda eletrônica. não terá seus títulos computados. sob pena de ser excluído do Processo Seletivo. após a prova.1 O candidato deverá preencher os alvéolos. 28.5 Por razões de ordem técnica.6 for surpreendido em comunicação com outras pessoas ou utilizando-se de livro. palmtop. o candidato deverá deixar imediatamente as dependências do local de prova. a ordem dos trabalhos. bonés. caneta ou lápis não transparente.4 ausentar-se da sala de provas sem o acompanhamento do fiscal. 28.2 não comparecer às provas. relógio. 28. 30.8 O Gabarito Oficial será divulgado no dia 09 de agosto de 2017 pela CPCON no endereço eletrônico (http://cpcon.10 estiver portando armas. o candidato que na Prova Escrita Objetiva acertar menos de 50% do total das questões válidas ou obtiver nota zero em qualquer uma das Áreas Temáticas. bem como ao tratamento incorreto e descortês a qualquer pessoa envolvida na aplicação das provas. Será excluído do Processo Seletivo o candidato que: 28.1 O candidato. por qualquer motivo. visual ou grafológico.br). sem prejuízo das sanções penais cabíveis. não será permitida nenhuma espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos. mas que forem aprovados no Concurso Público poderão. O candidato que não preencher o Formulário de Títulos e que não o assinar.PB 18 . Quanto à realização da Prova Escrita Objetiva: 30. incorrendo em comportamento indevido.8 O candidato que se manter em uso ou posse de relógios de quaisquer tipos. VII – DO EXAME DE TÍTULOS 1.uepb. pois qualquer marca poderá ser lida pelas leitoras óticas.br). às Instruções ao Candidato ou às Instruções constantes da prova.2 Não serão computadas questões não assinaladas ou que contenham mais de uma resposta. impressos.9 fizer anotação de informações relativas às suas respostas em qualquer meio não autorizado neste Edital exceto no comprovante de inscrição ou na etiqueta onde se encontra anotados os seus dados pessoais. Ao terminar a prova. lenços.2 Quando.edu. 30. Os candidatos que não tiverem seus títulos computados. considerados para esse efeito. As pessoas com necessidades especiais serão asseguradas provas e/ou locais especiais. 28. seja qual for o motivo alegado.5 ausentar-se do local de provas antes de decorridas duas horas do início da prova escrita objetiva. máquina calculadora. possivelmente. 31. livros. 28. 30. as marcações transferidas para a Folha de Respostas. que forem classificados e que estiverem na margem de 03 (três) vezes a quantidade de vagas oferecidas para os cargos. ainda que legível.1 apresentar-se após o horário estabelecido. 30. serem convocados. nem a utilização de celular. 28. emenda ou rasura. Motivará a eliminação do candidato do Processo Seletivo. de nível superior habilitados nas Provas Objetivas. 26. 29.3 Não haverá. 28. 27. a burla ou a tentativa de burla a quaisquer das normas definidas neste Edital ou a outros relativos ao Processo Seletivo. notebook. inadmitindo-se qualquer tolerância. o candidato entregará ao fiscal a Folha de Resposta e o caderno de questões. 33. 24. Não será permitida a entrada do candidato no local de prova com qualquer equipamento eletrônico como os indicados na alínea “28. Somente serão computados os títulos dos candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 500. gravador ou outros equipamentos similares) bem como protetores auriculares.7 estiver portando no local de prova qualquer tipo de aparelho eletrônico ou de comunicação (bip. 2. manuais. telefone celular. 30. 30. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . após o encerramento da Prova Escrita Objetiva. 28. não serão objeto de avaliação nas provas deste Processo Seletivo. ao terminar a prova. Após o término da(s) prova(s). prejudicando o desempenho do candidato. cabendo à coordenação do Processo Seletivo o cumprimento das demais condições do Edital. na Folha de Resposta da Prova Escrita Objetiva. 24. Folha de Resposta e Caderno de Questões.13 perturbar.7”.edu. prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas em virtude de afastamento do candidato da sala de prova. Será eliminado do Processo Seletivo. o Caderno de Questões.br).6 Legislação com entrada em vigor após a data de publicação deste Edital. de qualquer modo. anotação. entregará ao fiscal juntamente com a Folha de Respostas. O único documento válido e exclusivo para avaliação do candidato é a Folha de Respostas.4 Em hipótese nenhuma será realizada qualquer prova fora do local. sua prova será anulada e o mesmo será automaticamente eliminado do Processo Seletivo. for constatado. ter o candidato utilizado processos ilícitos. óculos escuros e bolsas no interior da sala a qual está sendo aplicada a prova 28.7 A CPCON divulgará o Gabarito Provisório no endereço eletrônico (http://cpcon. 30.11 lançar mão de meios ilícitos para a execução das provas. Não deverá ser feita nenhuma marca fora do campo reservado às respostas ou assinatura. exclusivamente.uepb.3 Durante a realização da prova.12 não devolver integralmente o material recebido. sendo terminantemente proibido ao mesmo fazer contato com candidatos que ainda não terminaram a(s) prova(s). receptor. bem como máquina calculadora ou similar. 25.edu. caso a Prefeitura do Município de Patos julgue necessário. A avaliação da prova será realizada por sistema eletrônico de processamento de dados. 32. 28. códigos. com caneta esferográfica de material transparente e tinta preta ou azul.3 não apresentar documento que bem o identifique.uepb. mesmo após o encerramento do Processo Seletivo. Concorrerão à Prova de Títulos todos os candidatos aos cargos do MAGISTÉRIO. por meio eletrônico. assim. data e horário determinados. 28. impressos ou quaisquer anotações. o Gabarito Provisório e o Gabarito Oficial serão divulgados no endereço eletrônico da CPCON (http://cpcon.00 (quinhentos) pontos e que estiverem na margem de 03 (três) vezes a quantidade de vagas oferecidas para os cargos citados no item 1 deste capítulo. 30. 34. aparelhos eletrônicos. cedido para a execução da prova. de segurança e de direitos autorais adquiridos a CPCON não fornecerá exemplares dos Cadernos de Questões a candidatos ou a instituições de direito público ou privado. mesmo que possua o respectivo porte. nem relógio de qualquer tipo. a depender das necessidades específicas. 24. 28.

a qual concorrerá ao cargo) Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu”. em nível de Doutorado reconhecido no Brasil (na área objeto do 01 . 10.0 área objeto do Concurso Público. desde que. Os títulos deverão ser encaminhados à CPCON. 10. por cargo de opção. Bolsa de Iniciação Científica e Monitoria durante o período de graduação do candidato. terá preferência. Os títulos e o Formulário de Títulos deverão ser encaminhados à CPCON. tiver maior idade.0 Concurso Público. obtiver maior nota na prova de Português.3. Será desconsiderado o título que não preencher devidamente os requisitos da comprovação e/ou que não estiver especificado no presente Capítulo. 05. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . especificando o período do efetivo exercício ou quando se tratar de experiência em instituição particular através de cópia autenticada da Carteira Profissional. f.0 revista nacional. exerceu efetivamente a função de jurado no período entre a data de publicação da Lei n°. com duração mínima de 360 horas (na 01 .PB 19 . (nos últimos 05 anos) 02 . Os candidatos com nota inferior a 500. Na hipótese de igualdade da nota final e como critério de desempate.00 (quinhentos) pontos. etc. sendo considerado apto o candidato que obtiver a nota igual ou superior a 500. de acordo com o item anterior. 5. 10. 11. obtiver maior nota na prova de Conhecimentos Gerais.0 cargo (05 pontos por ano de exercício). de modo a evitar duplicidade de pontuação.220. c. aquele que: a. sucessivamente. Para a contagem do tempo de atividade profissional. A nota do Prova de Títulos será somada com o Resultado Final das Provas Objetivas. por SEDEX no endereço abaixo citado. Para efeito de pontuação não serão computados “Títulos de Experiência Profissional” e/ou “Títulos de Experiência no Serviço Público” que apresentem períodos de tempo concomitante. conferências.0 Concurso Público. A Prova de Títulos será avaliada.429-500 – Campina Grande-PB 4. Para efeito de classificação no resultado final do Concurso. 11. 70.00 pontos. Curso de aperfeiçoamento (mínimo de 80 h/a) (05 pontos por curso). podendo chegar a até 1. 8. poderá ser aprovado. A classificação dos candidatos dar-se-á na ordem decrescente das notas obtidas nas provas. o desempate será por sorteio público. não concomitante na área objeto do Concurso Público. 13. 6.0 Publicação de trabalho em seminário. 3. 01 . 12.00 (quinhentos) pontos.) (05 pontos por participação) 02 .689/08 e a data de término das inscrições. 25. 40. congresso.0 pontos.0 Participação em eventos científicos (seminário. em nível de Mestrado reconhecido no Brasil (na área objeto do 01 . 10. encontro de extensão. obtiver maior nota na prova de Conhecimentos Específicos. e. em nível de Especialização. a qual concorrerá ao cargo. a qual concorrerá ao cargo) Efetivo exercício profissional.1 Para os cargos de nível fundamental. etc. VIII– DA CLASSIFICAÇÃO 1. aquele que: a. não serão considerados títulos referentes à participação em Estágio. 7. 351 – Bairro Universitário CEP: 58. o candidato. conferência. mesmo que não obtenha nota na Prova de Títulos e/ou não apresente documentos que favoreçam a Prova de Títulos. Todo o trabalho de recebimento. congresso. A nota máxima do Prova de Títulos é de 200. a qual concorrerá ao cargo) Curso de Pós-Graduação “Stricto Sensu”. mês e dia.0 Publicação de artigo científico em revista internacional. d.00 (quinhentos) pontos estarão automaticamente eliminados. conforme a pontuação especificada no quadro abaixo: MÁXIMO DE MÁXIMO ESPECIFICAÇÃO DE TÍTULOS PONTOS TÍTULOS DE ANOS Curso de Pós-Graduação “Stricto Sensu”. o candidato que: 3. As certidões expedidas em língua estrangeira deverão vir acompanhadas pela correspondente tradução efetuada por tradutor juramentado. 9. 3. persistindo o empate.2 Para os cargos de nível médio/técnico. 2. a. A comprovação da atividade profissional far-se-á através de CERTIDÃO emitida pela gestão da unidade de exercício do interessado. obtiver maior nota na prova de Matemática. b.0 Publicação em Livro. 10. com data máxima de postagem até 14 de agosto de 2017. não sendo permitido o envio posterior ao prazo mencionado no item anterior ou a juntada ou substituição de quaisquer documentos extemporâneos. a qual concorrerá ao . sua nota nas provas objetivas não seja inferior a 500. Os Certificados/Diplomas dos cursos de Pós-Graduação somente serão analisados com a apresentação da composição curricular. devendo constar no envelope: UEPB – Universidade Estadual Da Paraíba CPCON – Comissão Permanente de Concursos Rua Baraúnas. considerando ano. na área objeto do Concurso Público. em fotocópia autenticada. 01 . 04 20. artigo científico em 01 . contagem e verificação dos Títulos será executado pela CPCON.

c. f.689/08 e a data de término das inscrições. ou ainda estrangeiro na forma disposta na legislação pertinente. devidamente fundamentado. deste Capítulo. 11.1. Não haver sofrido.5. e. divulgado após o prazo recursal.429-500 . 75 (setenta e cinco) anos. obtiver maior nota na prova de Conhecimentos Específicos. políticos e eleitorais. 3. f. Os recursos deverão ser remetidos por intermédio do endereço eletrônico disponibilizado http://cpcon. considerando ano.2. h. no exercício de atividade pública. internet. Estar em gozo de seus direitos civis.Bairro Universitário CEP: 58. razão pela qual não caberão recursos adicionais. 5.3 Para os cargos de nível superior completo. 351 .1. Não serão aceitos os recursos interpostos em prazo destinado a evento diverso do questionado. persistindo o empate.Campina Grande-PB X – DAS CONTRATAÇÕES 1. atestado por meio da perícia médica oficial. o desempate será por sorteio público. e. telex. às questões das provas e gabaritos preliminares. em função dos recursos impetrados e as provas serão corrigidas de acordo com o Gabarito Oficial Definitivo.4.3.PB 20 . Estar quite com as obrigações militares se candidato do gênero masculino.436. sendo considerada. 11. Possuir a escolaridade e as exigências para o cargo a que concorreu.689/08 e a data de término das inscrições. obtiver maior nota na prova de Português. telegrama ou outro meio que não seja o especificado neste Edital. considerando ano. Admitir-se-á um único recurso por candidato. ao indeferimento de inscrição. ao indeferimento da solicitação de condição especial para a prova objetiva. ao indeferimento da solicitação de condição especial para a prova objetiva. 2. Os recursos interpostos em desacordo com as especificações contidas neste Capítulo não serão avaliados.2. Gozar de boa saúde física e mental e não ser portador de deficiência incompatível com o exercício das funções atinentes ao cargo. ou seja. As respostas dos recursos interpostos ficarão disponíveis na sede da CPCON. e. ao resultado das provas). Não serão aceitos recursos interpostos por fac-símile (fax). Serão admitidos recursos quanto: 1. d. obtiver maior nota na prova de Informática. penalidade por atos incompatíveis com o serviço público. mês e dia. sendo soberana em suas decisões. g. persistindo o empate. nem possuir antecedentes criminais. ao indeferimento do requerimento para concorrer às vagas reservadas aos portadores de necessidades especiais. às questões das provas e gabaritos preliminares. obtiver maior nota na prova de Raciocínio Lógico. tendo como termo inicial o 1º dia útil subsequente à data do evento a ser recorrido. 1. O recurso interposto fora do respectivo prazo não será aceito. o desempate será por sorteio público. de 18 de abril de 1972. A Comissão do Processo Seletivo constitui última instância para recurso. 6. Nos termos das exigências previstas na Constituição Federal e na Legislação Estadual e Municipal vigente. O Gabarito Provisório poderá ser alterado. obtiver maior nota na prova de Português. o candidato convocado para contratação deverá preencher os requisitos abaixo especificados: a. IX – DOS RECURSOS 1. O prazo para interposição de recurso será de 2 (dois) dias úteis após a concretização do evento que lhes disser respeito (ao indeferimento de inscrição.br 5. ao resultado das provas. b. 1. c. 8. Ter a idade mínima de 18 (dezoito) anos completos. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . exerceu efetivamente a função de jurado no período entre a data de publicação da Lei n°. d. mês e dia. 3. 9. 4. exerceu efetivamente a função de jurado no período entre a data de publicação da Lei n°. 7. b. 1. Não ser aposentado por invalidez e nem estar com idade de aposentadoria compulsória. para cada evento referido no item 1. a. 5. c. caso o candidato queira ter conhecimento das mesmas deverá comparecer pessoalmente no endereço abaixo: UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CPCON – Comissão Permanente de Concursos Rua Baraúnas. tiver maior idade. f. b. d. Ser brasileiro nato ou naturalizado ou cidadão português a quem foi deferida a igualdade nas condições previstas no Decreto Federal nº 70. conforme previsto neste Edital.edu. sendo desconsiderado recurso de igual teor. ao indeferimento do requerimento para concorrer às vagas reservadas aos portadores de necessidades especiais. tiver maior idade.uepb. 1.

uepb. com as devidas atualizações e/ou complementações ou. Será publicado no Diário Oficial do Estado do Paraíba apenas o resultado dos candidatos que lograrem CLASSIFICAÇÃO no Processo Seletivo de acordo com o número de vagas oferecidas na Ampla Concorrência. Além da apresentação dos documentos relacionados no item 6 deste Capítulo. 11. prosseguir-se-á a contratação dos demais candidatos habilitados. nos termos da Lei nº. caso tenha feito tal declaração. 2. Comprovação dos pré-requisitos/escolaridade constante no Capítulo II deste Edital. depois de decididos todos os recursos e/ou casos interpostos que porventura possam existir e comprovada a sua regularidade será. do Território. É facultado à Secretaria de Administração . gerará direito à contratação. ressalvadas as acumulações permitidas pelo inciso XVI do citado dispositivo constitucional. Certificado de reservista ou de Dispensa de Incorporação. também deverá apresentar todos os documentos exigidos pelo presente Edital e demais documentos legais que lhe forem exigidos pela Secretaria de Administração da Prefeitura Municipal de Patos.exercidos no âmbito da União. 9. O candidato nomeado deverá apresentar cópia dos seguintes documentos autenticados como condição para sua posse: a. a homologação publicada no Diário Oficial do Estado para aqueles considerados classificados e para os demais a homologação publicada no Diário Oficial do Município. que o homologará.br. colorida (fundo branco). b. e fará publicar nos meios de comunicação devidos. O resultado final do Processo Seletivo.429/92. XII – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS 1. 7. perderá os direitos decorrentes de sua contratação. de 15/12/98. as demais convocações após o resultado oficial serão feitas no endereço eletrônico. com o comprovante de votação na última eleição ou certidão de quitação eleitoral fornecida pelo cartório eleitoral. obedecendo rigorosamente à ordem de classificação por cargo. tornará sem efeito sua contratação. condição determinante para a contratação. A aprovação. cabendo ao candidato acompanhar todas as convocações através do endereço eletrônico da Prefeitura Municipal de Patos XI – DA HOMOLOGAÇÃO DO CERTAME 1. g. 8.da Prefeitura Municipal de Patos. Não será fornecido ao candidato qualquer documento comprobatório de classificação no Processo Seletivo. Empresas ou Fundações. Última Declaração de Imposto de Renda apresentada à Secretaria da Receita Federal. declaração firmada por ele próprio. § 10 da Constituição Federal. Cópia Título de eleitor. oriundos de cargo. d. além da documentação prevista neste Edital. valendo para esse fim. para os candidatos do sexo masculino. o candidato. no caso de o nomeado não ser declarante. Todas as convocações. dentro do prazo legal. 5. 10. com a redação da Emenda Constitucional nº 20. Em caso de acumulação. c. A CPCON. sob pena de perda do direito à vaga. do Distrito Federal. 2 (duas) fotos 3X4 recente. Comprovante de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas – CPF. no presente Processo Seletivo dos candidatos considerados classificados. 8. Certidão de nascimento ou casamento. Cópia da carteira de trabalho. A falta de comprovação de qualquer dos requisitos para a investidura até a data da posse ou a prática de falsidade ideológica em prova documental acarretarão cancelamento da inscrição do candidato. o candidato deverá apresentar no ato da convocação para fins de contratação comprovação da exoneração do cargo anteriormente acumulado. No caso de desistência formal da contratação.da Prefeitura Municipal de Patos exigir dos candidatos. através de relatório sucinto. A inexatidão das afirmativas e/ou irregularidades dos documentos apresentados. outros documentos que julgue necessário. Não receber proventos. ainda que já tenha sido publicado o Edital de Homologação do Resultado Final. conforme preceitua o artigo 37. 13. mesmo que verificadas a qualquer tempo. 3. f. Para a contratação. i. j.PB 21 . A investidura nos cargos obedecerá rigorosamente à ordem de classificação final obtida por opção do Cargo feita pelo Candidato no ato de sua inscrição. emprego ou função. Os demais candidatos aprovados terão seus nomes publicados no Diário Oficial do Município. 12. acarretarão a nulidade da inscrição e desqualificação do candidato. avisos e resultados referentes exclusivamente às etapas do presente Processo Seletivo serão afixados no saguão da Prefeitura do Município de Patos e divulgados na Internet no endereço eletrônico http://cpcon. Documento de Inscrição no PIS-PASEP. Comprovante de residência atualizado. 6. e. k. Caberá ao Prefeito da Prefeitura do Município de Patos a homologação dos resultados finais do Processo Seletivo. h. caso possua. dentro do prazo de validade do Processo Seletivo que é de 02 (dois) anos podendo ser prorrogado pelo mesmo período a critério da Prefeitura Municipal de Patos. dos Estados. 3. 4. sem prejuízo de medidas de ordem administrativa. O candidato que. Cédula de identidade. sem prejuízo das sanções legais cabíveis. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . dos Municípios e suas Autarquias. com todas as suas decorrências. ficará responsável apenas pela divulgação do resultado oficial. 2. encaminhado pela Comissão de Supervisão e Acompanhamento da Execução do Processo Seletivo ao Prefeito do Município de Patos. aposentadoria. 5. nomeado deixar de entrar em exercício. a posse do candidato ficará condicionada à realização de inspeção médica realizada por Junta Médica Oficial indicada pela Secretaria de Administração . nos termos legais. na contratação. 4. O provimento dos cargos ficará a critério da Secretaria de Administração da Prefeitura Municipal de Patos e de acordo com as necessidades do Município. i. civil e criminal. em especial na ocasião da contratação. O local onde o candidato realizou as provas não terá qualquer influência para efeito de sua lotação. A não apresentação de qualquer um dos documentos comprobatórios fixados no presente Capítulo.edu. sua eliminação no respectivo Processo Seletivo e anulação de todos os atos com respeito a ele praticados pela Prefeitura Municipal de Patos.

informações relativas à aplicação das Provas nem ao Resultado deste Processo Seletivo. constantes no item I deste. 9. legais e normativos a ela posteriores. correspondência devolvida pela Empresa de Correios e Telégrafos – ECT por razões diversas de fornecimento e/ou endereço errado do candidato. 10. as folhas de resposta e o material utilizado na realização do Processo Seletivo serão incinerados. bem como. É de responsabilidade do candidato manter seu endereço. de acordo com a disponibilidade orçamentária e o número de vagas existentes. 17. acerca das quais não poderá alegar desconhecimento. 16. a CPCON poderá em qualquer fase do certame alterar as datas apresentadas no Cronograma Previsto. perder o prazo para tomar posse. endereço de difícil acesso. b. gerará direito a contratação pelo período de duração dos referidos programas neste Município 11. Os candidatos considerados classificados para preenchimento de vagas do quadro temporário da Prefeitura Municipal de Patos PB. A Legislação com vigência após a data de publicação deste Edital. pela Comissão de Supervisão e Acompanhamento da Execução do Processo Seletivo e pela CPCON no que a cada um couber. bem como as alterações em dispositivos constitucionais. 14. c. caso seja necessário. sob pena de quando for contratado. não serão objeto de avaliação nas provas do Processo Seletivo. 15. 8. em número que atenda ao interesse e às necessidades do serviço. 12. A Comissão de Supervisão e Acompanhamento da Execução do Processo Seletivo. bem como em eventuais aditamentos e instruções específicas para a realização do certame. O candidato aprovado deverá manter seu endereço atualizado até que se expire o prazo de validade do Processo Seletivo. O candidato aprovado no Processo Seletivo só poderá desistir do respectivo certame de forma definitiva. sem que haja ressarcimento da taxa de inscrição de quaisquer dos candidatos inscritos. A inscrição do candidato implicará o conhecimento das presentes instruções e a tácita aceitação das condições do Processo Seletivo. avisos e comunicados pertinentes ao Processo Seletivo é de responsabilidade exclusiva do candidato. em 26 de maio de 2017. d. O acompanhamento das publicações de Editais. endereço não atualizado. mediante requerimento endereçado a Prefeitura Municipal de Patos até o dia útil anterior à data da contratação. 7. caso não seja localizado. As despesas relativas à participação do candidato em quaisquer das fases deste Processo Seletivo para provimento de cargos da Prefeitura Municipal de Patos e à apresentação para contratação e exercício correrão a expensas do próprio candidato. correspondência recebida por terceiros.6. tais como se acham estabelecidas neste Edital e nas normas legais pertinentes. A Prefeitura Municipal de Patos e a CPCON não se responsabilizam por eventuais prejuízos ao candidato decorrentes de: a. Múcio Sátyro Filho Presidente da Comissão de Supervisão e Acompanhamento da Execução do Processo Seletivo PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS .PB 22 . Não serão prestadas por telefone nem e-mail. e-mail e telefone atualizados para viabilizar os contatos necessários. Os casos em que houver omissão ou forem duvidosos serão resolvidos pela Prefeitura Municipal de Patos. Após 180 (cento e oitenta) dias os cadernos de provas. A Prefeitura Municipal de Patos reserva-se no direito de proceder às contratações. Patos(PB). 18. 13.

8. Política Nacional de Saúde para Pessoa Idosa (Portaria nº 2. computação em nuvem e ferramentas.PB 23 . Google Slides. Figuras de linguagem.Legislação importante: Constituição Federal (CF. Níveis de linguagem. Proporção. 6.842/94.741/03). sistemas operacionais Windows e Linux. TARM – Técnico Auxiliar em Regulação Médica. 6. Decreto nº 1. Gêneros e tipos textuais. Fração: Operações. Cuidador Social. Artigo 58.942/96). Discurso direto e indireto. 1988). Cuidador. 7.Direitos do cuidador e da pessoa cuidada. Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8. Monitores CAPS. Regra de três simples.296/04). Números pares e números ímpares. 7. 8. Problemas. Educador Social. Sintaxe da oração e do período.Tarefas que fazem parte da rotina do cuidador. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.Tarefas que fazem parte da rotina do cuidador. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Decreto nº 5. 4. Números primos e decomposição em fatores primos. Sistema de medidas.528/06). NÍVEL MÉDIO / TÉCNICO • CONTEÚDO COMUM AOS CARGOS: Auxiliar de Cuidador Social. Perímetros.Tarefas que fazem parte da rotina do cuidador. estadual e municipal no Brasil contemporâneo. 8. O Brasil e as questões ambientais. 1988). Problemas. MATEMÁTICA: Sistema de numeração decimal.842/94. navegadores web. Política Nacional de Saúde para Pessoa Idosa (Portaria nº 2.Atribuições do cuidador de crianças/ do cuidador da criança com deficiência/ do cuidador do idoso.SUAS. Aspectos de Coesão e Coerência no texto. Política Nacional para integração da pessoa portadora de deficiência (Lei nº 7853/89. Porcentagem e Problemas. Projeto de Lei 8014/10. Estatuto da Pessoa Idosa (Lei nº 10. Funções da linguagem.069 de 13 de julho de 1990). Microsoft Excel. 10.098/00.A importância do lúdico e das brincadeiras para as crianças e suas descobertas. Orientador Social. Razão. Decreto nº 1. Os Poderes Executivos e Legislativos a nível federal. Política Nacional do Idoso (Lei nº 8. Técnico em Radiologia. Técnico em Saúde Bucal. 4- Quem é o cuidador? 5.Cuidados no domicílio para pessoas acamadas ou com limitações físicas 9.O processo de desenvolvimento infantil e estímulos adequados a cada fase. Google Sheets.Direitos do cuidador e da pessoa cuidada. Google Docs. Pontuação. 6.O cuidador e a pessoa cuidada. Projeto de Lei 8014/10. o cuidador e a equipe de saúde. 4- Quem é o cuidador? 5. Técnico em Manutenção em Equipamentos Hospitalares. Equação de primeiro grau e problemas.Mudanças no comportamento de pessoa idosa. Decreto nº 5. Sistema métrico decimal. CONTEÚDO ESPECÍFICO: Cargo: Auxiliar de Cuidador Social – 1. Classes de palavras.528/06).Direitos do cuidador e da pessoa cuidada. Política Nacional para integração da pessoa portadora de deficiência (Lei nº 7853/89. Sucessor e antecessor (até 1000). Cargo: Cuidador Social – 1.842/94. CONHECIMENTOS GERAIS: Desafios do mundo contemporâneo: a queda do Muro de Berlim e as consequências para o mundo atual. Aspectos morfossintáticos das Classes de palavras. Os principais desafios das cidades brasileiras na atualidade. Microsoft Power Point. Decreto nº 3298/99).Legislação importante: Constituição Federal (CF.Legislação importante: Constituição Federal (CF. Níveis de linguagem. Técnico em Enfermagem. Sistema monetário. Problemas. Internet e Intranet. Estatuto da Pessoa Idosa (Lei nº 10.741/03). o cuidador e a equipe de saúde.069 de 13 de julho de 1990). Problemas.O cuidador e a pessoa cuidada. Estatuto da Pessoa Idosa (Lei nº 10. MMC. Decreto nº PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS .Cuidados no domicílio para pessoas acamadas ou com limitações físicas 9. o cuidador e a família. INFORMÁTICA: Conceitos de hardware e software. Projeto de Lei 8014/10. 2. Decreto nº 3298/99). Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8.A importância do lúdico e das brincadeiras para as crianças e suas descobertas. redes de computadores. Legislação do Conselho Nacional de Direitos dos Idosos (Decreto nº 5. 10. 2. 1988).741/03).Cuidados no domicílio para pessoas acamadas ou com limitações físicas 9. Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8. Sistema romano de numeração. 3.O processo de desenvolvimento infantil e estímulos adequados a cada fase. Globalização e neoliberalismo. Legislação do Conselho Nacional de Direitos dos Idosos (Decreto nº 5.Mudanças no comportamento de pessoa idosa. Potenciação e radiciação: Operações. MDC.109/04).Atribuições do cuidador de crianças/ do cuidador da criança com deficiência/ do cuidador do idoso. o cuidador e a equipe de saúde. ANEXO I CONTEÚDO PROGRAMÁTICO NÍVEL FUNDAMENTAL  CONTEÚDO COMUM AOS CARGOS: Agente Comunitário de Saúde PORTUGUÊS: Compreensão de textos. áreas e volumes.Mudanças no comportamento de pessoa idosa.296/04).A importância do lúdico e das brincadeiras para as crianças e suas descobertas. Lei de Acessibilidade (Lei nº 10.Quem é o cuidador? 5. Variação linguística. Função sintática das palavras. Política Nacional de Saúde para Pessoa Idosa (Portaria nº 2.942/96). Técnico em Enfermagem / Sala de vacina. 7. segurança da informação. Cargo: Cuidador – 1. 3.Atribuições do cuidador de crianças/ do cuidador da criança com deficiência/ do cuidador do idoso. Política Nacional do Idoso (Lei nº 8.O processo de desenvolvimento infantil e estímulos adequados a cada fase. o cuidador e a família. Técnico em Farmácia. Política Nacional do Idoso (Lei nº 8.528/06). Técnico Nível Médio .109/04). Números decimais: Operações. Figuras de Linguagem. Semântica. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Trânsito e cidadania.O cuidador e a pessoa cuidada. PORTUGUÊS: Interpretação de textos. Principais acontecimentos que marcam o Brasil nos últimos cinquenta anos. Artigo 58.069 de 13 de julho de 1990). 2. Sintaxe de Concordância e regência verbal e nominal. Artigo 58. Microsoft Word. Emprego do sinal indicativo de crase. 10.098/00. 3. o cuidador e a família. Múltiplos e divisores: Critérios de divisibilidade. Conjuntos numéricos: Operações. Figuras geométricas. Sistema de equação de 1º grau. Lei de Acessibilidade (Lei nº 10. Técnico em Laboratório.

.594. contraindicação e eventos adversos. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . . Microbiologia.080. 12-Exames contrastados. organização. noções de estoque de medicamentos.Estatuto da Criança e do Adolescente. de 12 de maio de 1998 e alterações (Aprova o Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial). 10.142. Unidade de recuperação pós-anestésica. Cargo: Técnico em Farmácia – Noções de administração hospitalar. Conhecimentos básicos de anatomia e fisiologia. noções de farmacotécnica. Hematologia. a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências). de 19 de setembro de 1990. noções de fisiologia. Comunicação Escrita.Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). proteção e recuperação da saúde.Lei nº 13. Coleta de amostras biológicas (Coleta e separação de amostras biológicas. Rede de Atenção Psicossocial (RAPS). 7-Tomografia Computadorizada. de 28 de dezembro de 1990.CRAS. Lei nº 8. de 20 de abril de 2011 e alterações – Conselho Federal de Farmácia (Aprova o regulamento técnico das Boas Práticas de Farmácia). Avaliação macroscópica e critérios de rejeição dos materiais biológicos. Os Centros de Atenção Psicossocial: estrutura física. Aparelho de Hemodiálise. Noções de Rádio-Comunicação: Fraseologia utilizada em Rádio-Comunicação (Código Internacional Q). 11-Radiologia Odontológica.Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Portaria N° 344. 15/04/2014). dosagens. .942/96). Cargo: Técnico de Enfermagem / Sala de Vacina – Imunização: Conceitos Básicos. Noções de Telefonia. .146. Cuidados de Enfermagem a saúde.098/00. Cuidados de Enfermagem aos clientes com afecções respiratórias.Lei Maria da Penha (Lei nº 11. Prontuário Transdiciplinar e Projeto Terapêutico Singular. Segurança do paciente e preparação para a coleta de materiais biológicos. via de administração. de 7/08/2006). Procedimento de Atendimento a uma Chamada de Emergência. tipos de atendimento.Lei n. 5. 7. 6. Documentos e Correspondências Oficiais. a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Decreto nº 5. Cargo: Técnico em Radiologia – 1-Física Radiológica. Parasitologia Imunologia. 15/04/2014).109/04). Política Nacional de Humanização.Os programas sociais do governo federal.1. 14-Anatomia Radiológica. Lei N° 8080. de 19 de setembro de 1990 e alterações (dispõe sobre as condições para a promoção.Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência . Lei de Acessibilidade (Lei nº 10. indicação.296/04). 10-Mamografia. e Resolução N° 357. de 7/08/2006). Cuidados de Enfermagem no pré-operatório. 15-Portaria n° 453 Ministerio da saúde. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. noções de organização e funcionamento de farmácia. 12.Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE . 5-Imagem Digital 6-Proteção Radiológica. Biossegurança.216. do adolescente. 13-Medicina nuclear. Lei no 10. 3-Filme Radiológico. 9-Radioterapia.146. trans-operatório e pós-operatório. Raios – X. Ética e Comportamento Profissional. 9.PB 24 . retais. Sistema de Informações do PNI (SI-PNI). Reabilitação Psicossocial.Programa Bolsa Família. musculoesqueléticas e hepáticas. Direitos dos usuários dos serviços de saúde mental e familiares. Qualidade no Atendimento: Requisitos para Pessoas que lidam com o Público – Formas de Tratamento. Bioquímica.Lei Maria da Penha (Lei nº 11. Lei n° 8. proteção e recuperação da saúde. de 18/01/2012). Calendário Básico de Vacinação do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (PNI/MS). Dispõe sobre as condições para a promoção. dispensação de medicamentos. Ventilador Pulmonar. Bisturi Eletrônico.088. noções de higiene e segurança. cardiológicas. Oficinas Terapêuticas em Saúde Mental.Lei nº 13.Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS). .Estatuto do Idoso. Urgência e emergência. Técnicas de Enfermagem. Habilidades em Operar Equipamentos Telefônicos e outros Dispositivos nas Comunicações Internas.Cadastro Único do Governo Federal. Decreto nº 3298/99). Política Nacional de Humanização da Assistência em Saúde. Política Nacional para integração da pessoa portadora de deficiência (Lei nº 7853/89. Cargo: Técnico em Laboratório – Biossegurança em Laboratório de Análises Clínicas. equipe de trabalho e atividades terapêuticas.Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência . Conceito de Atos Administrativos. desinfecção e esterilização. Cuidados de Enfermagem nas doenças infecciosas e parasitárias. . destinação dos resíduos sólidos em serviços de saúde). . 4-Técnica e Incidências Radiológicas. Esfigmomanômetro. 8-Ressonância Magnética. 4. Boas Práticas de Laboratório (Procedimentos Operacionais Padrão. Armazenamento e conservação de amostras.3. Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental.Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Materiais e equipamentos de Laboratório.Sistema Único de Assistência Social. Vacinas.Política Nacional de Assistência Social (PNAS/2004). Meios de Transmissão. Bomba de Infusão. 8. Cálculos de laboratório e preparo de reagentes. e o Consenso de Brasília Cargo: Orientador Social – Funções do orientador social (Resolução CNAS nº 9. hematológicas. de 6/07/2015). Monitor de Oximetria de Pulso. da criança. conservação. Preparação de soluções e técnicas de diluição de amostras biológicas para exames. Noções de Cultura Organizacional. Fax. princípios e diretrizes. preparação de fórmulas. demandas. 11. da mulher. .CREAS. Acolhimento nas práticas de produção em saúde mental. Institui a Rede de Atenção Psicossocial para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack.Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV (Resolução CNAS nº 01 de 21/02/2013). Noções de Arquivologia. Política Nacional de Saúde Mental. Cargo: Técnico em Manutenção em Equipamentos Hospitalares – Aterramento Elétrico em Ambiente Hospitalar. Legislação do Conselho Nacional de Direitos dos Idosos (Decreto nº 5. Clínica Ampliada e Equipe de Referência. de 6 de abril de 2001. no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). álcool e outras drogas. PABX. Desfibrilador e Cardioversor. Cargo: TARM – Técnico Auxiliar em Regulação Médica – Política Nacional de Atenção às Urgências: Central de Regulação Médica das Urgências e Componentes da Rede de Atenção às Urgências. Portaria nº 3.Funções do Educador Social (Resolução CNAS nº 9. do homem e do idoso.). noções de farmacologia. de 6/07/2015) Cargo: Monitores CAPS – Sistema Único de Saúde: organização. Administração Pública: Organismos e Autarquias Públicas. 2-Equipamento de RX.2. Como Utilizar Corretamente o Serviço.340. Doenças Sexualmente Transmissíveis-AIDS e crônico degenerativas.º 12.Estatuto do Idoso. Incubadora de Recém-nascidos. .340. dermatológicas. Cargo: Técnico em Enfermagem – Princípios éticos da assistência de Enfermagem. de 23 de dezembro de 2011. Cargo: Educador Social – 1. intestinais. Uroanálise. Eletrocardiógrafo e Monitor Cardíaco.

Das Normas Fundamentais do Processo Civil. Médico / Neuropediatra. Lei n 12. Professor de Ensino Fundamental do 1º ao 5º ano. 12. Médico / Mastologista. Lógica proposicional e argumentativa. Radiologia. Ressonância Magnética. Dos Crimes Contra o Meio Ambiente.conhecimentos gerais e específicos sobre patologias. O serviço social na contemporaneidade. Disposições Gerais. importância e método de controle. DIREITO CONSTITUCIONAL: Dos Direitos e Garantias Fundamentais. 13. Enfermeiro. 5) Construção de períodos compostos. Diagramas lógicos. profilaxia e tratamento. A Lei que regulamenta a profissão de assistente social (Lei 8. técnicas laboratoriais em parasitologia. Professor de geografia. Biologia celular e molecular. Estatuto da Criança e do Adolescente. Farmacologia cardiovascular. Fonoaudiólogo. preparo de sangue para exames. Da Poluição e outros Crimes Ambientais.  CONTEÚDO ESPECÍFICO: Cargo: Advogado – DIREITO ADMINISTRATIVO: Lei n 8. Medicina Nuclear. numérico e sucessões de palavras. Patologia geral e celular. Das Normas Fundamentais e da Aplicação das Normas Processuais. Norma Operacional Básica de Recursos Humanos do SUAS (NOB-RH/SUAS 2006). Semiologia do aparelho cardiovascular.120/09.662/93). Médico / Otorrinolaringologista. RACIOCÍNIO LÓGICO: Figuras de Linguagem. DIREITO URBANÍSTICO. bacteriologia geral e clínica. Professor de Ciências Naturais. Ordem de precedência dos operadores lógicos. Citologia hormonal do Trato Genital Feminino. Lei n 10. Citopatologia oncótica da mama. Dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos. Hemodinâmica. As políticas sociais e o serviço social. Código de ética profissional do/a assistente social de 1993. Médico / Gastroenterologista/Endoscopista. morfologia. Nutricionista. 6. Odontólogo / Endodontista. 15/04/2014). Professor de Educação Artística. Silogismos.Diretrizes da política nacional de saúde bucal.Competências e atribuições dos profissionais auxiliares em odontologia. Raciocínio lógico espacial. Médico / Cardiologista. Médico / Psiquiatra (CAPS).Uso do flúor em odontologia. Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Trauma vascular.Epidemiologia da cárie dentária e da doença periodontal. NÍVEL SUPERIOR • CONTEÚDO COMUM AOS CARGOS: Advogado. Instrumentos e técnicas em serviço social. patologia. 5. transporte e processamento de amostras em análises clínica. Odontólogo/Esp. 10. Contradição e Contingência. Norma Operacional Básica do SUAS (NOB/SUAS 2005). Pedagogo. 9.429/92. Médico / Pediatra. 7. 3. Professor de Ensino Infantil. 2. Médico / Angiologista.Noções de anatomia bucal. Cargo: Biomédico/Citologista – Biossegurança e controle de qualidade em citologia clínica . Odontólogo / Bucomaxilo. biologia.Controle de infecção em odontologia: esterilização e desinfecção. Fisioterapeuta. Patologias mais frequentes nos ambulatórios de cardiologia e seus respectivos métodos de PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . Cargo: Biomédico – Coleta. Diretrizes Gerais. hemograma. Professor de Matemática. A questão social na sociedade capitalista e o serviço social. 4. Ecocardiografia.Educação em saúde. 4) Aspectos morfossintáticos da língua.conhecimentos gerais e específicos sobre helmintos e protozoários. Farmacêutico.ética e legislação. Política Nacional de Assistência Social (PNAS/2004). Amputações. Aneurismas arteriais. A dimensão investigativa do trabalho do/a assistente social. opiniões técnicas conjuntos entre o assistente social e outros profissionais (Resolução CFESS Nº 557/2009). (LOAS . Biomédico.PB 25 . Dos Crimes contra o Ordenamento Urbano e o Patrimônio Cultural. Assistente Social. de 24 de dezembro de 2008.889. Das Normas Processuais Civis. métodos de coloração. Doença isquêmica periférica crônica. polissemia. 7) Modalidades oral e escrita da língua: norma padrão e variedades linguísticas. Propriedades das equivalências lógicas.interpretação. Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico). contagem de reticulócitos. A emissão de pareceres. 11. Médico / Neurologista. 2. 9. Programa Bolsa Família. Os fundamentos históricos. MICROBIOLOGIA . Doenças do sistema venoso. Citologia normal do trato genital feminino. Médico Plantonista. exame parasitológico. Citopatologia de líquidos cavitários. Odontólogo. micologia clínica e virologia clínica. Médico / Oftalmologista. Equivalência lógica. Da Administração Pública. antibiograma. PARASITOLOGIA . paráfrase e vagueza). isolamento e identificação de micro- organismos e crescimento microbiano. 8. Psicólogo. DIREITO AMBIENTAL: Lei n 9. O Sistema Único de Assistência Social. ambiguidade. Professor de História. Conhecimentos gerais e específicos sobre sangue. Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS). Médico / Reumatologista. Cargo: Técnico Nível Médio – SUAS – Funções do Técnico de Nível Médio do SUAS (Resolução CNAS nº 9. Doença renovascular. O projeto ético-político do serviço social. Citologia oncótica do trato genital feminino. Médico / Hematologista. Médico Clínico.Materiais.605/98. Médico / Urologista.257/01. Operações lógicas fundamentais. As diretrizes curriculares para o curso de serviço social de 1996.Lei 8743/93). Doenças do sistema linfático. Sistema Único de Assistência Social (SUAS). 8. Cargo: Médico / Angiologista – Técnica Cirúrgica vascular. Dos Atos de Improbidade Administrativa que Atentam Contra os Princípios da Administração Pública. Em Prótese.Lei 11. 4. diagnóstico. Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV (Resolução CNAS nº 01 de 21/02/2013). Histologia geral e histologia do trato genital feminino. Doença isquêmica periférica aguda. Tabela-verdade. 3) Relações de sentido no texto (sinonímia. 6. Anatomia e fisiologia do trato genital feminino (TGF). Implicações lógicas. 7. Biomédico / Citologista. Cargo: Médico / Cardiologista – Anatomia e fisiologia do aparelho cardiovascular. 14. teóricos e metodológicos do serviço social. Psicopedagogo Clínico. Lei Orgânica da Assistência Social. laudos. 3. Professor de Educação Física. bem como seus vetores artrópodos. Odontólogo/Esp. equipamentos e instrumentais odontológicos. Cargo: Assistente Social – 1. Tautologia. As condições éticas e técnicas do exercício profissional do/a assistente social (Resolução CFESS 493/2006). Dos Instrumentos em Geral. Métodos Diagnósticos: Eletrocardiografia . 5. Professor de Língua Portuguesa. 15. confecção e coloração de esfregaços sanguíneos. anemias.Métodos preventivos do controle da carie dentária e da doença periodontal. PORTUGUÊS: Todos os conteúdos listados a seguir serão abordados a partir de seu funcionamento em textos representativos dos diversos gêneros textuais que circulam na sociedade. BIOQUÍMICA: conhecimentos gerais e específicos sobre bioquímica clínica. Em Pacientes Especiais. 1) Leitura e interpretação de textos. Médico / Ultrassonografista. Tomografia Computadorizada.105/15. Professor de Língua Inglesa. leucemias. dosagens laboratoriais da bioquímica do sangue e da urina. 6) Pontuação e ortografia. Doença cerebrovascular extracraniana.Cargo: Técnico em Saúde Bucal – 1. 2) Sintaxe de regência e de concordância (verbal e nominal). 10. DIREITO PROCESSUAL CIVIL: Lei n 13. Dos Instrumentos da Política Urbana. Sentenças abertas e proposições. Os rebatimentos do neoliberalismo para as políticas sociais.

Semiologia e semiotécnica de enfermagem.3. anatomofisiologia do sistema estomatognático. novas formas farmacêuticas. Anemias por insuficiência de medula óssea. 4. avaliação. Resolução RDC nº 58. Doença de Chagas. sistemas transdérmicos. 9. alimentos e exames laboratoriais. Relação entre farmacocinética e farmacodinâmica. distúrbios de fala. 1998). fototerapia e termoterapia. 4) Esôfago de Barrett. 4. de 12 de maio de 1998 (Brasil. 8. armazenamento e estocagem de medicamentos e correlatos. Semiologia do sistema neurológico. absorção.11. Eletroterapia. antiparasitários. política nacional de assistência farmacêutica. Semiologia do sistema osteolocomotor. metabolização e eliminação/excreção. do homem. Doença Reumática. Cirurgia Cardíaca: indicações. 7) Hemorragia Digestiva Alta. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . esteroides e fenólicos). anti-diabéticos orais. Avaliação e tratamento das doenças do colágeno Avaliação e tratamento do portador de Doença pulmonar obstrutiva crônica.3. 6. Arritmias Cardíacas: diagnóstico e tratamento. uso racional de medicamentos. 2013). Fisioterapia nas lesões de membros inferiores. programação. medicamentos controlados. Dislipidemias. modelos farmacocinéticos. disfonias orgânicas e funcionais. interações e incompatibilidades de medicamentos. Transplante de células progenitoras hematopoéticas (indicações). e polimorfismo em fármacos. organização de almoxarifados e condições adequadas de armazenamento.1. Plasticidade e regeneração tecidual. semissólidas e sólidas. Boas práticas de manipulação de preparações magistrais e oficinais para uso humano em farmácias - ANVISA (Resolução RDC nº 67. Processo de cuidar ao paciente critico na Unidade de Terapia Intensiva. eosinófilos e dos mastócitos. 4. 4. Anatomia do sistema neurológico. Assistência de enfermagem na saúde mental. aviamento de receitas e controle de estoque de medicamentos. de 02 de maio de 1997 (Conselho Federal de Farmacia. do trato vocal e da audição. Insuficiência Cardíaca Congestiva. boas práticas de armazenamento e estocagem de medicamentos. de 21 de novembro de 2008). 4. Ventilação não invasiva. 6) Tumores Gástricos. Doenças da Aorta.16. 2001) e Resolução nº 308. avaliação audiológica infantil. Síncope. de 8 de outubro de 2007 e Resolução RDC nº 87. Hemostasia normal e distúrbios da hemostasia primária. rotinas e recursos humanos. Resolução nº 586. 2013). atenção farmacêutica. que regulamenta as atribuições clínicas do farmacêutico. 3. Lei nº 5991. Anticoagulantes: indicações e complicações. e medicamentos de referência. similares e genéricos. Trombofilias. Valvopatias: diagnóstico e tratamento. Órteses e próteses. LEIS RELACIONADAS À FARMÁCIA: Boas Práticas de Prescrição (OMS. Doenças do Pericárdio.2. 2) Sedação em endoscopia. metabolismo do folato e cobalamina. Anemias das desordens endócrinas. Fisioterapia em pacientes com polineuropatias periféricas. insulinas. 15. 13. Linfocitose e linfopenia. Assistência de enfermagem nas urgências e emergências.12. Resolução nº 585. Cargo: Enfermeiro – Lei do exercício profissional. Boas Práticas em Farmácia (Conselho Federal de Farmácia. 7. Anemia ferropriva e metabolismo do ferro. carboidratos. Anemia da insuficiência renal crônica. princípios de farmacoepidemiologia e farmacovigilância. no adulto e no idoso. Distúrbios das hemácias. Porfírias. emissões otoacústicas evocadas/transientes/produto de distorção. diagnóstico e tratamento fonoaudiológico nas disfagias orofaríngeas. Fisioterapia nas infecções do trato respiratório. de 2 de março de 2007. ordem de reação e de transferência de fármacos. 12. análise térmica aplicada a fármacos e medicamentos. glicosídeos. Hipertensão Pulmonar e Cor pulmonale. dispensação de medicamentos. 8) Úlceras pépticas. sistemas de distribuição e dispensação de medicamentos. aquisição. Técnicas de desobstrução brônquica. imitanciometria. Doenças linfoproliferativas malignas. basófilos. Distúrbios plasmocitários e gamapatias monoclonais. da mulher.2. do adulto. PEATE. Distúrbios dos neutrófilos. Biossegurança. 10. Otoneurologia. Semiologia do sistema respiratório. 3) Doença do refluxo gastroesofágico. Cargo: Fisioterapeuta – Fisiologia dos sistemas cardíaco e respiratório.abordagem clínico-terapêutica. FARMÁCIA HOSPITALAR E ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA: seleção. de 29 de agosto de 2013 (Conselho Federal de Farmácia. BIOFARMÁCIA E FARMACOCINÉTICA: etapas biofarmacêuticas (fase biofarmacêutica. dispensação. teste de dissolução. administração de farmácia.9. Fisioterapia na síndrome da imobilidade. FITOTERÁPICOS: Política e Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. Fundamentação do processo de cuidar em enfermagem na saúde da criança. Distúrbios dos monócitos e macrófagos.6. FARMACOLOGIA: farmacologia geral.5. de 17 de dezembro de 1973 (Brasil. controle e planejamento de estoque de medicamentos e materiais de consumo.1. Miocardiopatias e Cardiomiopatias. Embolia Pulmonar. A prática farmacêutica na farmácia comunitária.10. cosméticos. molecular e imunologia em hematologia. terpenoides. validação de métodos analíticos e bioanalíticos. fase farmacocinética e fase farmacodinâmica). audiometria. Reabilitação cardiorrespiratória. desenvolvimento das funções estomatognáticas na criança.10.8. Emergências Cardiológicas. linguagem e motricidade orofacial. Química de produtos naturais (alcaloides. Terapia Intensiva em Cardiologia. 4. 4. 17. 4. 10. formas farmacêuticas líquidas. no trato gastrintestinal e nas vias respiratórias. Portaria nº 344. normas. Resolução RDC nº 16. 4. Anemias macrocríticas. Endocardite Infecciosa. do idoso (incluindo as condições clínicas e perioperatórias). 4. que regula a prescrição farmacêutica.Aprova Regulamento Técnico para Medicamentos Genéricos. sistemas de liberação controlada de fármacos. fonoaudiologia hospitalar. Leucemias agudas 10. ansiolíticos. enfoque fonoaudiológico na prática da amamentação. Metahemoglobinemia e outros distúrbios que causam cianose. hipnóticos. Coronariopatias. 10) Noções de colonoscopia. Cargo: Médico / Hematologista – 1. 9) Medidas de terapêutica endoscópica. Gravidez e Cardiopatia. Análise e interpretação de exames hematológicos. Anemia microangiopática.4. 1973). Anemias hemolíticas. Cargo: Fonoaudiólogo – Atuação fonoaudiológica na equipe multiprofissional. Biologia celular. Infecção em hospedeiro imunocomprometido. distribuição. Distúrbios da coagulação. Centro cirúrgico e central de material. Síndromes mieloproliferativas crônicas. 4. de 10 de outubro de 2014 – Intercambialidade de similares e medicamentos de referências. fármacos que atuam no sistema cardiovascular. de 29 de agosto de 2013 (Conselho Federal de Farmácia. 4. 5) Tumores esofágicos. renal. Doenças das deficiências imunológicas hereditárias e adquiridas. e sistemas compartimentais. acompanhamento farmacoterapêutico. Semiologia do sistema cardíaco.7. Cargo: Médico / Gastroenterologista/Endoscopista – 1) Noções básicas em endoscopia. Medicina transfusional. fármacos antimicrobianos. 1998).4. 10. Distúrbios plaquetares. Neoplasias hematológicas: fundamentos da biologia. Avaliação Cardiológica pré-operatória. Fisioterapia em pacientes com Acidente Vascular Cerebral. 5. Síndrome Metabólica. 1997). 11. código de ética da fonoaudiologia. boas práticas de fabricação e manipulação de medicamentos. Produção dinâmica e função das células sanguíneas. Cargo: Farmacêutico – FARMACOTÉCNICA E CONTROLE DE QUALIDADE: pré-formulação de formas farmacêuticas.PB 26 . aquisição e desenvolvimento da linguagem oral e escrita. Mielodisplasia. Marca-Passos Artificiais. antidepressivos e antipsicóticos. Hipertensão Arterial. Programa Nacional de Imunização. reações adversas a medicamentos. 14. Hemodinâmica Intervencionista. parâmetros farmacocinéticos. 4. Cardiopatias Congênitas Cianóticas e Acianóticas: diagnóstico e tratamento. Eritrocitoses.2 Síndrome mielodisplásica. classificação e tratamento. 10. Anemias das doenças crônicas. Patologias Sistêmicas e Aparelho Cardiovascular. 2. Fisioterapia nas lesões de membros superiores.

fisiopatologia. Tumores cerebrais primários. hiperpatia. Doenças Profissionais. prognóstico. parâmetros e critérios de controle higiênico-sanitário. Definição. alodínea. isquemia cerebral trombótica. Demência vascular. organização e execução de cardápios. Neuropatias hereditárias: doença de Charcot-Marie-Tooth. Abcesso cerebral bacteriano. Demência priônica. digestão. Síndrome paraneoplásica. Cargo: Médico Plantonista – Lei 8080/90: Diretrizes e Princípios do SUS. miopatia necrotizante autoimune.Doença do neurônio motor e neuropatias periféricas. propriedades. Botulismo. síndrome de Ménière. prognóstico. classificação.Cefaleia e dor facial. Definições. parassonia. Administração de Serviços de Alimentação e Nutrição - Planejamento. Doenças Endócrinas. 9-Doença de paget da mama. Síndromes miastênicas congênitas.Doenças desmielinizante. síndrome da dor miofascial. Doenças neuromusculares. dermatomiosite. Miopatia do paciente crítico. Doenças Cardiovasculares. Doenças Mentais. Neuropatias compressivas: síndrome do túnel do carpo. Definição. Doenças do Aparelho Genitourinário. Tratamento. espondilose cervical. Encefalopatias anóxicas e hemorragias intracranianas. . estágio inicial da infância. Contaminação de alimentos: veículos de contaminação. 11-Radioterápia no câncer de mama. . Dez passos para a alimentação saudável de crianças menores de dois anos. Doenças do Aparelho Digestório. Polineuropatia periféricas: síndrome de Guillain-Barré. utensílios e equipamentos. cefaleia por uso excessivo de analgésicos. Definição. Princípios gerais do tratamento. Avaliação do Paciente através da Escala de Glasgow. 8-Carcinoma inflamatório da mama. narcolepsia. Urgências e Emergências Médicas. Cargo: Médico Clínico – Lei 8080/90: Diretrizes e Princípios do SUS. Doenças Endócrinas. Doenças metabólicas. Tumores do sistema nervoso central. idade adulta e envelhecimento. síndrome da apneia obstrutiva do sono. Arterite temporal. . isquemia cerebral embólica. Atendimentos Hospitalares em Violências Domésticas. tratamento. Transtorno da memória. paraplegia espástica hereditária. Estado confusional agudo. Fatores importantes que contribuem para surtos de doenças de origem alimentar. Tratamento. Bioética: Relação Médico/Paciente e familiares. fisiopatologia. Síndrome corticobasal. Dor nociceptiva. Prevenção e controle das principais doenças veiculadas por alimentos. 10-Tratamento cirúrgico do câncer de mama. Distrofia miotônica do tipo I e II. esclerose múltipla clinicamente definida. métodos e técnicas de cocção. Demências reversíveis. hipersonia idiopática. genética. pré-preparo e preparo dos alimentos: preliminares de divisão. desequilíbrio. Distúrbios do movimento. Ataque isquêmico transitório. Doenças Parasitárias. Mioclonia. prognóstico. Nutrição nas fases da vida: gravidez e lactação. Neuroimagem. Avaliação do Paciente através da Escala de Glasgow. epidemiologia. síndromes epilépticas. Nutrição em Saúde Pública: transição nutricional. Meningite bacteriana.Cervicalgia/Lombalgia. Doenças Mentais.Dor crônica. 5-Doenças benignas da mama. neurite óptica. Histologia e Embriologia da mama. Doença de Huntington. . conservação e higiene de alimentos. Doenças Sexualmente Transmissíveis. prognóstico. comportamental e motivacional. fisiopatologia. hiperventilação. Discinesia tardia. micro- organismos contaminantes de alimentos e produtores de toxi-infecções. Semiologia em Urgência e Emergência Médicas. epidemiologia. fisiopatologia. 13-Seguimento após câncer de mama. trombose venosa cerebral. Emergências em neurologia infantil. Meningite viral.Vertigem. . Tratamento. Esclerose Lateral amiotrófica. fisiopatologia. Definição. radiculopatia cervical.Dreifuss. Doenças do Aparelho Osteoarticular. síndrome disexecutiva: cognitiva. seleção. Neuropatia motora multifocal. Tic e doença de Tourette. Cefaleia. . Polineuropatiadesmielinizante inflamatória crônica. Técnica dietética: conceito. 10- Câncer de mama e gestação. 4-Síndromes genéticas relacionadas ao câncer de mama. vertigem (vertigem posicional benigna. Doenças Neurológicas. diagnóstico. Distrofia muscular do tipo Duchenne e Becker.pólio. insônia primária. . 6-Anatomia patológica e citopatológica do câncer de mama. Outras doenças desmielinizantes: Encefalomielite desmielinizante aguda (ADEM). O Código de Ética Médica e Processo Ético-Profissional. 12-Tratamento adjuvante no câncer de mama. Enxaqueca. Epilepsia. Neuropatias associada a doenças sistêmicas: diabetes mellitus. . miosite por corpos de inclusão. Técnicas de higienização da área física. neuropatia da hipovitaminose B12. diagnóstico: Neuroimagem. infância. Doenças do Aparelho Respiratório. Encefalite. síndrome da dor regional complexa. diagnóstico: lombociatalgia. Complicações neurológicas associadas com HIV. Miopatia congênita. Miopatias expressando-se com o fenótipo cintura-membros. estocagem e distribuição de gêneros alimentícios.PB 27 . Empiemasubdural craniano. Doenças do Aparelho Genitourinário. arritmias cardíacas. O SAMU e a UPA-24h: Sistema de Regulação na Assistência Pré-Hospitalar. 3-Carcinoma lobular in situ. prognóstico. absorção. Paralisias periódicas. estenose lombar. Esclerose múltipla. Doenças do Aparelho Osteoarticular. Semiologia em Urgência e Emergência Médicas. cefaleia das sinusites. Doenças Neurológicas. cefaleia associada a exercícios e atividade sexual. Tremor essencial e suas variantes. Prescrição dietética e terapia nutricional nas doenças crônicas não transmissíveis. Coreia. Cuidado nutricional: atenção alimentar e nutricional para indivíduos sadios e enfermos nas diferentes fases da vida. Síndrome miastênica de Lambert-Eaton. Distúrbios do sono na infância. classificação. Distonia. Tratamento das doenças cerebrovasculares. polineuropatia de pacientes com doença crítica. O Código de Ética Médica e Processo Ético-Profissional. Cargo: Médico / Neurologista – Epilepsia. fisiopatologia. Complicações neurológicas de doença sistêmica. dor neuropática. Malformações do sistema nervoso central. exame neurológico de pacientes com dor crônica: hiperalgesia. fibromialgia. Síndrome da sonolência excessiva diurna. Doença de Alzheimer. Miopatias adquiridas. Doenças Dermatológicas. Doenças Dermatológicas.Transtornos do sono. diagnóstico: hipotensão ortostática. Paralisia facial periférica aguda. Doenças Sexualmente Transmissíveis. Doença de Parkinson e síndromes Parkinson plus. Doenças Cardiovasculares. Aleitamento materno. Demência frontotemporal. Tipos histológicos especiais de câncer de mama. Cargo: Médico / Neuropediatra – Exame neurológico do recém-nascido prematuro. classificação. cefaleia hípnica. classificação.Transtornos do movimento. Tumores cerebrais metastáticos. Produção e métodos de conservação de alimentos. Cargo: Nutricionista – Nutrição básica: funções. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS .Neuro-Oncologia.Hanseníase. Distrofia muscular progressiva do tipo Emery.Neuro-infecção. Miopatias inflamatórias: polimiosite. Neuromielite óptica. características físico-químicas e organolépticas de alimentos.Miopatias e doenças de junção neuromuscular. metabolismo. epidemiologia. diagnóstico. síndrome das pernas inquietas. cefaleia do tipo tensional. Doenças do Aparelho Digestório. Urgências e Emergências Médicas. Demência por corpos de Lewy. epidemiologia. Ataxia. Atrofia muscular espinhal. Recepção. . Tratamento. neurite vestibular. Patologia.Cargo: Médico / Mastologista – 1-Anatomia.Acidente vascular cerebral. . Trauma crânio-encefálico e da medula espinhal. . Doenças do Aparelho Respiratório. Síndrome pós. Bioética: Relação Médico/Paciente e familiares. . Doenças parasitárias e infecciosas do sistema nervoso central. Atetose. Doenças Parasitárias. Miastenia gravis. Doenças Profissionais. Neuroimagem. Abcesso espinhal subdural. adolescência. Atendimentos Hospitalares em Violências Domésticas. . Distrofia muscular distrofia muscular progressiva do tipo fácio-escápulo-umeral.Demência e outros transtornos cognitivos. requerimentos e fontes alimentares de macro e micronutrientes. polineuropatiaparaneoplásica. perdas e fator de correção. 7-Estadiamento. biodisponibilidade. diagnóstico: síndrome clínica isolada. a termo e do lactente. hemorragia cerebral. O SAMU e a UPA-24h: Sistema de Regulação na Assistência Pré-Hospitalar. . Distúrbios da aprendizagem. epidemiologia. Tratamento das demências. cefaleia em salvas. 2-Epidemiologia do câncer de mama. Meningite tuberculosa Meningite fúngica. Neuralgia do trigêmeo.

poder. tratamento da Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono. 6-Microbiologia em Endodontia. Organização dos Serviços de Saúde no Brasil: Sistema Único de Saúde. 12-Anomalias congênitas da laringe. Cirurgia pré-protética e parendodôntica. Doenças transmissíveis na prática odontológica. 2-Semiologia. Anestesiologia complicações locais e sistêmicas e técnicas exodônticas. Principais aspectos do comportamento organizacional (conflitos. 11-Tumores de laringe. 9- Obturação dos Canais Radiculares. Código de Ética Profissional do Nutricionista. 6-Afecções e síndromes otoneurologicas. Cristalino. Disfunções temporo-mandibulares: diagnóstico e tratamento. Planejamento da abordagem odontológica. Doença Periodontal . Biossegurança na clínica Odontológica. Cargo: Odontólogo/Bucomaxilofacial – Princípios de Cirurgia. Planejamento Educacional. 7-Preparo Químico-Mecânico. Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional. Organização do Tempo e do Espaço Escolar. Tratamento odontológico. fraturas do complexo zigomático. Neuro oftalmologia Estrabismo. 4-Deficiências auditivas. TICs como recurso de aprendizagem. Indicadores de Saúde e Planejamento. 6 – Planejamento em Prótese Parcial Removível. 13-Paralisia facial periférica. 5-Caracterização audiológica das principais doenças do ouvido. Conhecimentos Gerais sobre o Programa Nacional de Alimentação Escolar. Cirurgia dos dentes inclusos. Cargo: Odontólogo / Esp. Acessos cirúrgicos ao esqueleto facial: periorbitais. Sociologia da Educação. Imagenologia maxilo-facial.Adaptação das Próteses Totais. 8-Doença reumática. 3-Distúrbios do sono. Teoria da aprendizagem e andragogia. Cariologia: Conceito.etiologia. 3-Distúrbios hidroeletrolítico. Cargo: Odontólogo / Esp.hipofaringe e glândulas salivares. Anatomia da face Biosegurança e controle de infecções cruzadas. glândulas salivares. Vigilância alimentar e nutricional. Traumatismo em dentes decíduos. Processos e propriedades estruturais dos grupos numa organização formal. 2-Patologia Pulpar. carências nutricionais de maior prevalência no Brasil. Hipertenso. Técnicas de anestesia local e farmacologia dos anestésicos locais. Ações de alimentação e nutrição na atenção básica em saúde. 10-Urgências Endodônticas. 6-Pneumonia na criança e adolescente. 8- Diagnóstico por imagem da cavidade nasal e seios paranasais. teorias de aprendizagem. Ética e legislação odontológica: Código de Ética Odontológica. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Básica. fraturas envolvendo a órbita. Testes básicos da avaliação auditiva. Refração. Organização dos serviços de saúde no Brasil: Sistema Único de Saúde .perfil nutricional e consumo alimentar da população brasileira. Didática e o processo de ensino e aprendizagem. Promoção de saúde para Pacientes com Necessidades Especiais. 5- Diarreia crônica. Bases psicológicas da aprendizagem. controle social. cirurgia mandibular. Epidemiologia geral e das doenças bucais. Diabético. Atendimento Odontológico para Pacientes com Necessidades Especiais. 14-Síndrome necrótica / Glomerolunefrite aguda difusa. Manejo. Em Pacientes Especiais – Pacientes com Necessidades Especiais: Conceito e Classificação. projeto político pedagógico: concepção. 4 – Sistemas da Prótese Parcial Removível. Papel do nutricionista nos diferentes níveis de atenção à saúde. Projetos de Trabalho e Interdisciplinaridade. 8-Medicação Intracanal. políticos e culturais. 16-Constipação intestinal. Câncer Bucal. Cargo: Médico / Otorrinolaringologista – 1-Anatomofisiologia clínica das fossasnasais e seios paranasais. Retina e vítreo. Noções de transtornos de aprendizagem. Cargo: Odontólogo / Endodontista – 1-Recursos Semiotécnicos em Endodontia. 17-Crescimento e desenvolvimento. Política Nacional de Atenção Básica.nariz e seios paranasais. liderança. Processo de cicatrização das feridas. sintomatologia e diagnóstico das principais afecções dos seios paranasais. 7-Neuroanatomofisiologia do sistema vestibular. 15- Anemias carências. 9-Exames de imagem em otologia. diagnóstico e tratamento. 3 . Doenças externas. 8 – Coroas provisórias. de ajustamento e mentais. Programa Saúde na Escola.Urgência e emergência em otorrinolaringologia. 4-Diarreia aguda e persistente. Atendimento ao Paciente de Risco (Cardiopata. tratamento da face longa. 4-Radiologia em Endodontia. transfaciais.princípios e diretrizes. complicações em cirurgia ortognática.SUS. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . Elementos da prática pedagógica. Glaucoma. 18-Convulsões na criança. 20- Políticas de saúde da criança. fraturas de maxila. Sistema Único de Saúde . 9 – Cimentação provisória e definitiva. Principios e Diretrizes. Vigilância em Saúde Bucal. lesões por arma de fogo. fatores determinantes do estado nutricional da população. 2-Vacinação na criança. 19-Obesidade na infância. condições para aprendizagem. Urgência e emergência endodônticas. Fisiologia. Controle. Política Nacional de Saúde Bucal/Brasil Sorridente. diagnóstico e tratamento.2 – Arcos de Oclusão . tratamento de fraturas em pacientes pediátricos. 10 – Terapia com placas oclusais. tratamento das assimetrias. Terapêutica Medicamentosa em Odontologia. Lesões não cariosas: diagnóstico e tratamento. orofaringe e órgãos da audição. Princípios da gestão escolar democrática. 5 – Delineador. 14-Doenças benignas do pescoço 15. técnicas de negociação). Estatuto da Criança e do Adolescente. Planejamento de Ensino. valiação pré-operatória.PB 28 . Guia alimentar para a população brasileira. 3-Patologia Perirradicular. princípios e eixos norteadores. Exame clínico e Diagnóstico. avaliação nutricional. fraturas nasais. Cargo: Pedagogo – LDB . Legislação atualizada: Política Nacional de Alimentação e Nutrição. relação entre planejamento estratégico e gestão de pessoas).Lei 9394/96 e suas alterações. Traumatologia maxilo-facial: avaliação do paciente. Infecções maxilofaciais e seu tratamento. Prevenção e tratamento das emergências médicas. Terapêutica em cirurgia buco-maxilo-facial. Estatuto dos Idosos. 7-Asma brônquica. Em Prótese – 1 .Moldagem e Materiais de Moldagem em Prótese Total. cirurgia maxilar. fraturas de mandíbula. 13-Infecção urinária. transorais. laringe. Cargo: Odontólogo – Sistema Único de Saúde. Proteção do complexo dentinho pulpar. Técnicas operatórias e restauradoras diretas com resina composta. 11- Infecções de vias aéreas superiores.Registro da Distância Vertical e Relação Central. Radiologia com finalidade diagnóstica. Cirurgia ortognática: princípios de tratamento das deformidades dento-faciais. traumatismos dento-alveolar. acessos para a ATM. Cargo: Médico / Oftalmologista – Anatomia do olho e órbita. 10-Doenças exantemáticas na criança. Currículo e construção do conhecimento. Diagnóstico de lesões da boca e manifestações bucais de doenças sistêmicas. Córnea. laringe e órgãos da audição. clima. da orofaringe. Plano Nacional da Educação (2014-20124). Pacto pela Saúde. Fundamento da Estrutura das organizações. princípios de fixação interna. Aspectos do conteúdo e formas de abordagem para a realização de entrevistas e trabalhos de grupos (cultura. 12-Parasitose intestinal. Uveites. 10-Tumores de nasofaringe. motivação. Selamento de Cicatrículas e fissuras. amálgama e cimento de ionômero de vidro. A educação e suas relações com os campos socioeconômicos. Cargo: Médico / Pediatra – 1-Alimentação na criança. 5-Anatomia Interna e Acesso Endodôntico. Desenvolvimento Cognitivo Humano. Legislação da Educação Especial. Fundamentos da Educação: teorias e concepções pedagógicas. Diagnóstico e tratamento dos cistos e tumores do maxilo-faciais. Imunodeprimido). comunicação. 7 – Preparo de dentes com finalidade protética e reconstruções coronárias. etiologia e diagnóstico.

2-Política de Educação Infantil no Brasil. 6-As Teorias do Movimento. colocação pronominal/uso dos pronomes relativos. substâncias e misturas). Feudalismo. O ciclo das rochas. Estados físicos da Matéria. Sexo e gravidez na adolescência: consequências emocionais. A constituição atômica (Tabela periódica. 7-Procedimentos pedagógicos em Música: objetivos. a Igreja Católica. 5. nervoso. princípios da performance humana habilidosa. A população brasileira. 4-O ensino das Artes Visuais no contexto escolar. Nazismo. Deriva continental e tectônica de placas. Cargo: Professor de Ensino Infantil – 1-Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil . 5-Dança e diversidade cultural. conjuntos e funções . A crosta terrestre e sua dinâmica. Palestina. Cargo: Professor de Educação Física – Apresentar conhecimento dos conceitos e conteúdos da recreação e lazer. socioeconômicos e políticos): América. Dinâmica atmosférica. Degradação ambiental. relaxamento. estrutura química. funções sintáticas). políticos e culturais. 7-Educação Infantil e práticas promotoras da igualdade racial. conhecimento sobre a psicomotricidade através dos elementos psicomotores como: lateralidade. a música e as artes visuais na Educação Infantil. reprodutor (métodos contraceptivos. O território brasileiro. Sais e Óxidos). 10. conceitos fundamentais e paradigmas historiográficos: História. 3-Do Medievo Ocidental ao Oriental: Povos Germânicos. Ortografia. percepção. 6. sociais. 2-Concepções de Ensino de Arte e suas implicações metodológicas. 8. O uso de tecnologias digitais no ensino de língua inglesa. Citologia: histórico do estabelecimento da teoria celular. evolução da célula. distúrbios psicomotores e motores. 7-Educação Infantil e práticas promotoras da igualdade racial. pedagogia. Média ponderada. tipos de jogos como: grandes jogos. A influência dos movimentos de rotação e translação. excretor. esporte escolar. familiares e sociais). anatomia. O mundo globalizado. Funções Químicas (Ácidos. Aspectos biogeográficos. endócrino (glândulas endócrinas). Redes urbanas. Os vírus e Bactérias: características. Irracionais. precisão de movimento.394/96. Europa. 4-O movimento. 9-Parâmetros Nacionais de Qualidade para a Educação Infantil. dança e lutas.Cargo: Professor de Ciências Naturais – O sistema Solar.PB 29 . A revolução técnico-científico-informacional. modelo de Newell. Análise da macro e da micro-estrutura de textos de gêneros diversos. 3. movimentos reflexos. natação. movimentos fundamentais. Eletricidade e Magnetismo. 6-A presença da matemática na Educação Infantil. Média harmônica. hidrosfera e atmosfera). Racionais. Ásia e Oceania. 3- A importância do brincar na Educação Infantil. 8-Critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças.Aspectos econômicos. 5. Reformas Religiosas. 3. Cargo: Professores de Língua Portuguesa – 1. Sintaxe relacional (concordância. Fascismo. como também conceitos básicos sobre treinamento desportivo e fisiologia aplicada ao esporte escolar. esquema corporal. África. modalização. constituição (estudo da litosfera. Renascimento Cultural.Do Medievo a Modernidade: O processo de transição de um mundo feudal para um mundo Mercantilista (Renascimento Comercial e Urbano). 7. organização. Média geométrica. 7. respiratório. Geografia dos continentes (aspectos naturais. Sinonímia e antonímia 8.RCNEI. 10-Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional . A urbanização brasileira. implícitos. conteúdos e métodos. reprodução e viroses. Morfologia. introdução a aprendizagem e performance motora. jogos brinquedos e brincadeiras. 2. 4. Estratégias de leitura para a compreensão de gêneros textuais diversos em língua inglesa. circulatório.Lei Nº 9. coordenação motora. Métodos e abordagens de ensino da língua inglesa. locomotor. 4. Conjunto dos números Naturais. Trabalho. 8-Critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças. População mundial. Poluição ambiental. Reações Químicas.incluindo uso do sinal de crase. de Rudolph Laban. Cargo: Professor de Educação Artística – Os Parâmetros Curriculares Nacionais e o ensino de Arte. 6-A presença da matemática na Educação Infantil. A industrialização brasileira. Aspectos ecológicos e impactos da ação do homem sobre o ambiente. As regiões brasileiras. Anatomia e fisiologia dos sistemas digestório. O Mundo do pós 2ª Guerra Mundial à época da Globalização e do Neoliberalismo. 4. Bases. Leis da Reflexão e Refração Óptica. Estudo das Ondas. Stalinismo. políticos e culturais das sociedades do Antigo Oriente (Mesopotâmia. jogos moderados. Blocos econômicos. Coesão e coerência textuais.394/96. 2. Aspectos semânticos. 3-Artes Cênicas e interdisciplinaridade. Cargo: Professor de História – 1-Princípios. diversidade. equilíbrio. Nutrição e saúde. 4-O movimento. tônus. Egito. Genética (Leis de Mendel e heredogramas). abordagens pedagógicas. 10. Trabalho e formas de Energias. 6. consumo e sociedade. pontuação. jogos pré-desportivos. Sintaxe. Cargo: Professor de Geografia – As categorias de análise geográfica Território. 5-Configurações do Mundo Contemporâneo: Iluminismo e Revoluções Burguesas no Século XVIII. Cargo: Professor de Ensino Fundamental do 1º ao 5º ano – 1-Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil . Fonética e fonologia. conhecimento sobre o desenvolvimento motor e suas fases. princípio do controle motor. Leis de Newton. tipos de avaliação. basquetebol. Operações elementares com conjuntos. fisiologia. A Revolução Russa. 5- Linguagem oral e escrita na Educação Infantil. regência . 3-A importância do brincar na Educação Infantil. conhecimentos sobre os PCN’s. áreas de atuação da psicomotricidade. Marxismo. História e temporalidades. Formação e modelagem do relevo terrestre. Os cinco Reinos de seres vivos: características. Análise linguística: referenciação. DSTs. didática aplicada a educação física através do conhecimento sobre planos de curso. Paisagem e Lugar. Estudo dos tecidos. importância. conhecimento dos conteúdos da educação física na escola. Positivismo. 5-Linguagem oral e escrita na Educação Infantil. Vegetação brasileira. Interpretação de textos (verbais e não verbais). PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . Cargo: Professor de Língua Inglesa – 1. Variação linguística. 9. unidade e aula. 10-Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional . modelos de desenvolvimento motor. Geopolítica mundial. Fenícia e Pérsia) e da Antiguidade Clássica (Grécia e Roma). Mecanismos de articulação oracional (processos de coordenação e subordinação).RCNEI. Historicismo. As Grandes Guerras. noção tempo e espaço. Interação na sala de aula de língua inglesa. O espaço agrário brasileiro. 6-Da América Portuguesa ao Brasil atual: Aspectos econômicos. e suas contribuições para o ensino da Dança na escola. Erosão e desertificação. Orientação e localização. Liberalismo e Socialismo. reprodução. Escola dos Annales e a Nova História Cultural. diferenciação celular e formação dos tecidos. Relações. Tempos e modos verbais. handebol. concepções e correntes de ensino. contribuições sensoriais para o movimento humano. relações semânticas estabelecidas por meio dos conectores. Império Bizantino e Império Árabe. Reais. aspectos gerais da organização e funcionamento da célula. O ciclo hidrológico. 9-Parâmetros Nacionais de Qualidade para a Educação Infantil. As classes de palavras e seu funcionamento textual-discursivo em diferentes gêneros textuais. Inteiros. 2-Política de Educação Infantil no Brasil.Média aritmética. iniciação esportiva em diversas modalidades como: futebol. Conflitos internacionais. 2. 9. Produto cartesiano. Termologia. A taxonomia dos seres vivos: os sistemas de classificação dos seres vivos e regras de nomenclatura. métodos de ensino. Cartografia. Cargo: Professor de Matemática – Medidas. Funções da linguagem. atletismo. sociais. O planeta Terra: localização no espaço. a música e as artes visuais na Educação Infantil.Lei Nº 9. Absolutismo e Mercantilismo. Aquecimento global. Climas do Brasil.

Ângulos entre planos. Propriedades dos determinantes. Prisma regular. tórax. Psicopedagogia clínica: conceito e objeto de estudo 4. Determinante de ordem 3. A atuação do psicólogo em programas da área de saúde: PSF. Sistemas lineares homogêneos. Gráfico. Função ímpar. Progressão aritmética. O desenvolvimento humano da infância e da adolescência e os aspectos de desenvolvimento numa visáo holística 3. Ultrassonografia de pequenas partes. Operações de adição e subtração de matrizes. Área lateral. Equação reduzida da circunferência. 11-Raciocínio diagnóstico em Psiquiatria. 14-Reforma Psiquiátrica e Desmanicomialização. Ultrassonografia obstétrica (anatomia normal do feto. 2. Cargo: Médico / Urologista – Anatomia e embriologia do sistema urogenital masculino e feminino. Adição de arcos. Ângulos entre retas. bolsa escrotal). Função Constante. joelho e tornozelo). Radiano. Elementos. A familia: conceito. Teorema das projeções. idade gestacional. placenta. Síndrome de Sjögren. 9 os problemas de aprendizagem e o enfoque neurológico. Espaço amostral. Estrutura da História Clínica. Binomiais complementares. Posições relativas de uma reta e uma circunferência. Equação logarítmica. Determinante de ordem 2. Esclerose Sistêmica Progressiva. 4-Psicopatologia geral. DST (doenças sexualmente transmissíveis). PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . Matriz inversa. Secção. Equação geral da circunferência. Ultrassonografia abdominal e pélvica. 5. Mudança de base. Grau.PB 30 . Um enfoque da psiquiatria infantil sobre os problemas de aprendizagem. Teorema da área. Osteoartrite. 3-Princípios de Psiquiatria Preventiva. com avaliação Doppler (fígado. Prisma. Propriedades operatórias. Ângulo de duas retas. Logaritmo decimal. trato gastrointestinal. Cofator. Área lateral e Área total. Polinômios e equações polinomiais. Distância de ponto a reta. Cargo: Médico / Psiquiatra – 1-Anamnese psiquiátrica: Formas de tomada de Entrevista. Deficiências. Função Logarítmica. Projeção sobre um plano. quadril. CAPS e CRAS. NASF. Volume. Classificação. Raiz. Subtração de arcos. Função definida por várias sentenças. Os transtornos de aprendizagem e o diagnóstico psicopedagógico 14. Condição de alinhamento de três pontos. Termo geral de uma PA. Uro-pediatria. Posições relativas de uma reta e um plano. 12-Princípios e aplicações da Psiquiatria Forense. Arcos de mais de uma volta. Resolução de sistemas por escalonamento. pescoço. clientelas.Experimento aleatório. Função quadrática. Probabilidade de união de eventos. Permutação simples. Probabilidade de um evento qualquer. Cilindro. Função seno. Números binomiais. Determinantes de ordens quaisquer. Classificação. Artrite Idiopática Juvenil. Contagens. objetivo e funções. Vasculites. Cargo: Médico / Ultrassonografista – Bases físicas da ultrassonografia. 10 os aspectos cognitivos de crianças com problemas de aprendizagem 11. Cone. Os transtornos psicomotores na infância.Distância entre dois pontos. Função Composta. aparelho urinário. Síndrome Antifosfolípide. Posições relativas de duas retas. Esfera.Sequências ou sucessões. Ultrassonografia ginecológica (anatomia da cavidade pélvica. tipos. Uro-ginecologia. Doppler arterial e venoso periférico. Aspectos centrais da formação em psicologia no Brasil. Multiplicação de uma matriz por um número real. doença inflamatória pélvica. Função Bijetora. Arco duplo. 6-Drogadicção 7-Transtornos psicossomáticos: Escolas e princípios teóricos. Fundamentos da psicopedagogia clínica: histórico e teorias que embasam o trabalho psicopedagógico. Cargo: Psicopedagogo Clínico – 1. retardo do crescimento intrauterino. Sistemas equivalentes. Posições relativas de dois planos. Elementos. Inequação produto. Soma dos termos de uma PA Finita. Tratamento cirúrgico das doenças urológicas. Lúpus Eritematoso Sistêmico. 2-Exame físico em Psiquiatria: Importância e indicações. Transformação em produto. Área total.Classificação. Ponto médio entre dois pontos. Arco metade. Exame Mental. Função par. Operações com ângulos. Área da superfície. Binomiais consecutivos. Reforma Psiquiátrica e. Lei dos cossenos. Permutações com repetição. Ultrassonografia pediátrica. com avaliação Doppler (mamas.Definição. Área total. 8-Urgências e Emergências psiquiátricas. gravidez do 1o trimestre. o código de ética da associação brasileira de psicopedagogia (abpp) 8. O psicopedagogo na intervenção precoce 6. Miopatias Inflamatórias. Logaritmo e Função logarítmica Definição. massas pélvicas. Geometria Analítica. Classificação. Números Complexos. Psicoterapia. Estudo dos sinais. Elementos. Mínimo. glândulas adrenais e retroperitônio). Área total. Doenças benignas do aparelho urogenital masculino e feminino. endometriose. Sistema de inequações. anomalias fetais). Probabilidades . aborto. Multiplicação de matrizes. Posições relativas de duas retas. Relações trigonométricas no triângulo retângulo. punho. 7. Menor complementar. Uro-oncologia. Teoria e técnicas psicanalíticas. Termo geral do Binômio de Newton. Classificação. Gráfico. O brincar na clínica interdisciplinar com crianças: a brinquedoteca na visão psicopedagógica 13. Sistemas lineares. Evento de um experimento. Termo geral de uma PG. Equação reduzida da reta. Técnicas para intervenção psicopedagógica 12.Funções. Matrizes e determinantes. Nomenclatura. Saúde Mental Promoção em saúde e a humanização na Rede de Saúde Pública. Espondiloartrites. Cargo: Médico / Reumatologista – Artrite Reumatoide. Psicodiagnóstico. tireóide. Pirâmide. Função linear. Função Sobrejetora. Binômio de Newton- Fatorial. Cargo: Psicólogo – O Código de Ética do Psicólogo. parede abdominal. Matrizes associadas à um sistema. Inequação quociente. Estudo dos sinais. Exames Complementares. Relação fundamental. Inequações logarítmicas. Sólidos Geométricos. Função cossecante. Função injetora. Probabilidade de não ocorrer um evento. Volume. Determinação de um plano. Função cosseno. Conjunto-imagem. Trauma do sistema geniturinário. vesícula biliar. Distâncias entre planos. Noções básicas de ultrassonografia Doppler. Ultrassonografia musculoesquelética (ombro. Função crescente. Função tangente. Regra de Cramer. dificuldades e distúrbios de aprendizagem: causas e intervenção psicopedagógica. Baricentro de um triângulo. Inequações do 2º grau. Condição de existência. 10-Psicoterapias: Tipos. Máximo. 15. Volume. Trigonometria. Doppler de Aorta abdominal e artérias ilíacas).Princípio fundamental da contagem. Eventos mutuamente exclusivos. Progressões. 9-Psicofarmacoterapia básica. gravidez ectópica). Pirâmide regular. Arranjos simples. Geometria Espacial. Igualdade. escuta psicológica e acolhimento. Osteoartrite. Função sexual e reprodutiva masculina. próstata. UBS. Probabilidade condicional. vias biliares. Área lateral. raízes. Função polinomial de 1º grau. Determinante de ordem 1. 13-Políticas Públicas em Saúde Mental no Brasil. 16-Ética em Psiquiatria. Área lateral. Função inversa. Ciclo trigonométrico. Binômio de Newton. Função secante. Ultrassonografia vascular (Doppler de Carótidas. Equação geral da reta. Progressões geométricas. litíase urinária. Soma dos termos de uma PG finita. Volume. Reumatismo Extra-Articular. baço.Propriedades iniciais. Gota. Campos de atuação do psicopedagogo clínico e institucional. Função cotangente. Soma e produto de raízes. pâncreas. Combinações.5- Nosologia/Nosografia em Psiquiatria. cotovelo. 15-CAPS: Formas. Função decrescente.Relações métricas no triângulo retângulo. indicações. Lei dos senos.

relacionando-as a interesses. Estimular atividades de lazer e ocupacionais. Organização de fotografias e registros individuais sobre o desenvolvimento de cada criança e/ou adolescente. de modo a preservar sua história de vida. aos demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos e ás demais políticas setoriais. vivências. contribuir para o reconhecimento de direitos e o desenvolvimento integral do grupo familiar. Cuidador Social – CASA DE ACOLHIMENTO INFANTIL: Acolher e garantir proteção integral para as crianças e adolescentes abrigados. Promover a inclusão e acompanhar a permanência do público- alvo nos projetos e serviços. dispensando-lhes cuidados simples de saúde. Manter arquivo físico da documentação. Planejar. Cuidador Social – CENTRO DIA IDOSO: Acolher e garantir proteção integral para os idosos. contribuindo para o usufruto de direitos sociais. auxiliar as famílias que possuem. higiene. orientado e supervisionado pelas profissionais da Equipe Técnica. estar atento e ser solidário com a pessoa cuidada. atendimentos individuais e grupais. Zelar pela integridade física. auxiliar os cuidadores sociais no desenvolvimento de suas atividades. tomar sol e exercícios físicos. visitas domiciliares e institucionais. acompanhamento ao idoso naquilo que se refere às atividades diversas executadas no equipamento social. Informar ao técnico de referencia a identificação de contextos familiares e informar quanto ao desenvolvimento dos usuários em seus múltiplos aspectos (emotivos. ao mundo do trabalho por meio de articulação com políticas afetas ao trabalho e ao emprego. Organização e disciplina quanto à "Passagem de Plantão". Apoio na preparação da criança ou adolescente para o desligamento. a família e a equipe de interdisciplinar. atitudes). desejos e possibilidades do público. Fundamental gostar de criança e ter paciência. Cuidados básicos com saúde. orientam a comunidade para promoção da saúde. Organização e disciplina quanto à "Passagem de Plantão". apoiar e monitorar os usuários nas atividades de higiene. apoiar na orientação. ANEXO II SÍNTESE DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE PROVIMENTO TEMPORÁRIO DO PODER EXECUTIVO DE PATOS/PB NÍVEL FUNDAMENTAL Agente Comunitário de Saúde: Os trabalhadores em serviços de promoção e apoio à saúde. Outras situações que se fizerem necessárias. organização. dentre os seus membros. apoiar famílias que possuem. Executar outras atividades correlatas. Executar outras atividades correlatas. Realizar estudos de caso. orientar e acompanhar a sua evolução nas atividades desenvolvidas. Promover acesso à rede socioassistencial. Ajudar na locomoção e atividades físicas. Identificar o perfil dos usuários e acompanhar junto à equipe a sua evolução nas atividades desenvolvidas. Executar outras atividades correlatas. realizar atividades de organização da vida cotidiana dos abrigados. proteção e alimentação suficiente. alimentação e repouso. realizam partos. Realizar mudanças de posição na cama e na cadeira. transferência de renda. encaminhamentos e acesso a serviços. assistem pacientes. verificam a cinemática da cena da emergência e socorrem as vítimas. NÍVEL MÉDIO Auxiliar de Cuidador Social – CASA DE ACOLHIMENTO INFANTIL: Auxiliar os cuidadores sociais no desenvolvimento de suas atividades. avaliar. Administrar as medicações. Promover dinâmicas de grupos e oficinas pedagógicas com os usuários e equipe. dentre outras políticas públicas. incentivam atividades comunitárias. Acompanhamento nos serviços de saúde. autoridades e comunidade. Acompanhar no acesso a programações culturais. acolher e garantir proteção integral para as crianças e adolescentes abrigados. Ter conhecimento das especificações de atendimento ao idoso e atendimento ao público. apoiar e monitorar os usuários nas atividades de higiene. alimentação e lazer. Contribuir para prevenção do agravamento de situações de negligência. por meio da promoção de espaços coletivos de escuta e troca de vivência família. atitudes). moral e emocional das crianças e adolescente. informação. Executar outras atividades correlatas. indivíduos que necessitam de cuidados especiais. Comunicar à equipe de saúde sobre mudanças no estado de saúde da pessoa cuidada. projetos. executam tarefas administrativas. Quando se mostrar necessário e pertinente. Auxiliar de Cuidador Social – ABRIGO INSTITUCIONAL ADULTO: Auxiliar na manutenção da rotina do dia-a-dia da instituição. Realizar atividades de convívio PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . organização e disciplina quanto à "Passagem de Plantão". auxiliar nos cuidados básicos.PB 31 . tais como: andar. de lazer. promovem educação sanitária e ambiental. sob orientação e supervisão de profissionais da saúde. Colaborar no desenvolvimento de atividades realizadas com os usuários. violência e ruptura de vínculos. Identificar o perfil dos usuários e acompanhar junto à equipe a sua evolução nas atividades desenvolvidas. Auxílio à criança e ao adolescente para lidar com sua história de vida. participam de campanhas preventivas. deverá também participar deste acompanhamento. promovem comunicação entre unidade de saúde. Atuar como elo entre a pessoa cuidada. visitam domicílios periodicamente. de esporte e ocupacionais internas e externas. para a melhoria da qualidade de vida e autonomia dessa pessoa. conforme a prescrição e orientação da equipe de saúde. Relação afetiva personalizada e individualizada com cada criança e/ou adolescente. organização e alimentação. auxiliar à criança e ao adolescente no planejamento e organização de sua rotina diária. Cuidador Social – ABRIGO INSTITUCIONAL ADULTO: apoiar os usuários no planejamento e organização de sua rotina diária. e massagens de conforto. Contribuir junto à equipe de referencia o restabelecimento dos vínculos familiares e ou sociais. Auxiliar na manutenção da rotina do dia-a-dia da instituição. realizam manutenção dos sistemas de abastecimento de água. envolvendo banho. Informar ao técnico de referência a identificação de contextos familiares e informar quanto ao desenvolvimento dos usuários em seus múltiplos aspectos (emotivos. programas. balanceada e de acordo com as necessidades de cada usuário. auxiliar a criança ou adolescente que necessitam de cuidados especiais. social. rastreiam focos de doenças específicas. apoiar os usuários no planejamento e organização de sua rotina diária. apoiar e monitorar os cuidados com a moradia. incluindo os formulários de registro de atividades e de acompanhamento dos usuários. benefícios. Escutar. indivíduos que necessitam de cuidados. um profissional de psicologia ou serviço social (Equipe Técnica). fortalecimento da autoestima e construção da identidade. sendo para tanto. como organização e limpeza do ambiente e preparação dos alimentos. dentre os seus membros. administrar medicamentos. escola e outros serviços requeridos no cotidiano. Possibilitar a convivência comunitária. higiene.

potencializar a convivência familiar e comunitária. próprios das atividades de convívio do PAIF e dos serviços de convivência e fortalecimentos de vínculos. Monitores CAPS: Desenvolver ações das oficinas terapêuticas e produtivas do CAPS – Centro de Atenção Psicossocial. desenvolver projetos de trabalho de acordo com o nível de percepção e habilidade dos usuários. contemplando as dimensões individuais e coletivas. identificar as necessidades e demandas dos usuários. Respeitar o horário de trabalho. procurando acalmá-lo. elaborar relatórios e/ou prontuários. indicar e solicitar o material necessário ao desempenho de sua função. as atividades terapêuticas necessárias para a organização. Discutir. cumprindo orientações administrativas. protocolos. atuar na recepção dos usuários possibilitando uma ambiência acolhedora. criatividade e socialização dos mesmos. violência e ruptura de vínculos. Fornecer informações diversas aos usuários. quando indicado ou necessário. Encaminhar as diferentes solicitações dos usuários para os destinos adequados segundo protocolo do serviço. Realizar visitas domiciliares e executar outras atividades da área. Executar outras atividades correlatas. ponto de referência. acolhida e oferta de informações às famílias usuárias do CRAS. assim como desenvolver atividades artesanais.PB 32 . grupai e social.). apoiar e acompanhar os usuários em atividades externas. idade. apoiar no fortalecimento da proteção mútua entre os membros das famílias. programas. Registrar as atividades realizadas nos grupos. coletando os dados necessários como nome. para que sejam tomadas as providências cabíveis. TARM – Técnico Auxiliar em Regulação Médica: 1 . impressos. relatórios e diagnósticos. Cumprir a determinação de que a regulação é uma atividade médica e por tanto. Passar o telefonema para o Médico Regulador informando-o sobre o tipo de agravo. Participação de reuniões sistemáticas de planejamento de atividades e de avaliação do processo de trabalho com a equipe de referência do CRAS. Recepção e oferta de informações às famílias do CREAS. Não se ausentar do serviço até que o responsável pelo plantão seguinte chegue e a ele haja transmitido o plantão. Executar outras atividades correlatas. fluxos de trabalho e resultado. participar das reuniões técnicas. encaminhando os telefonemas para as pessoas adequadas. e Participar do gerenciamento dos insumos necessários para o adequado funcionamento da USF. apoiar na i d e n t if ica ção e aco mp a n ha m e nto d a s f am í li a s em de s c um p ri m e nto d e condicionalidades. número de vítimas.livro de ocorrências. interinstitucionais com os demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos. contribuir para a melhoria da atenção prestada aos membros das famílias em situação de dependência. quando solicitado pelo médico regulador ou coordenação. Preencher os campos no software específico do SAMU. Priorizar as orientações da NOB/SUAS. Executar as atribuições editadas nos regulamentos do SUAS e Regimento Interno do Órgão ao qual está vinculado. gavetas. ou. Identificar o solicitante e o tipo de chamado. Manter em ordem os instrumentos próprios do exercício de suas atividades (mesa. e. constituindo assim um processo terapêutico. conforme legislação vigente — e executando tarefas afins. Organizar e cuidar das salas e espaço de trabalho (relatar necessidade de reposição e manutenção dos materiais utilizados). frequência e o desempenho dos usuários nos cursos por meio de registros periódicos. desenvolver atividades recreativas e lúdicas. PNAS. atendimento individual e/ou grupai. deverá ser feita dentro da central de regulação na presença do TARM do turno anterior. associações etc. fichas. fica terminantemente proibido o TARM exercer a atividade de regulação. trabalhar em conjunto com a equipe técnica para desenvolver com os usuários. administrativas e clínicas realizadas semanalmente. a partir de diferentes formas e metodologias. Mediação dos processos grupais. respeitando princípios éticos e morais. no domicílio e/ou nos demais espaços comunitários (escolas. Comunicar através de instrumento próprio ao final do plantão. ofertados no CRAS. Organização e disciplina quanto à "Passagem de Plantão". Participar de programas de capacitação que envolva conteúdos relativos à área de atuação. avaliação de processos. no sentido de desenvolver hábitos. Organizar e facilitar as situações estruturadas de aprendizagem e de convívio social. Manter adequada postura profissional. comparecendo com 15 (quinze) minutos de antecedência para a passagem de plantão e intercorrências. sendo capaz de transcrevê-los quando passados via telefone por serviços de saúde. programas e projetos de inclusão produtiva e serviços de intermediação de mão de obra. Ter familiaridade nos termos técnicos. potencializar vínculos entre os usuários. Mediação dos processos grupais do PAEFI ofertado no CREAS. falado usuário.CREAS. apoiar no desenvolvimento dos mapas de oportunidades e demandas. Ouvir atentamente o usuário. Executar outras atividades correlatas. possibilitar o ato criativo. Trabalhar interdisciplinarmente. os registros realizados. Contribuir para prevenção do agravamento de situações de negligência. Cuidador: Desenvolver atividades de cuidados básicos essenciais para a vida diária e instrumentais de autonomia e participação social dos usuários. Colaborar no sentido de respeitar a ordem dentro da sala de regulação. como subsídio ao planejamento de atividades e avaliação de resultados. Acionar via telefone diferentes pessoas físicas e instituições. profissionais e familiares. endereço. com o técnico de nível superior. Acompanhamento e orientação sociofamiliar estimulando ao convívio familiar. sensibilizar e encaminhar famílias e indivíduos sobre as possibilidades de acesso e participação em cursos de formação e qualificação profissional.Atender com presteza todos os telefonemas endereçados ao 192. Esta por sua vez. possibilitar o aparecimento do sujeito através da escuta. ou presença de pessoas estranhas ao setor. Técnico em Enfermagem: Participar das atividades de assistência básica realizando procedimentos regulamentados no exercício de sua profissão na USF e. desenvolver atividades para o acolhimento. agindo com respeito para com todos os funcionários e usuários do serviço. participar das reuniões de equipe para o planejamento das atividades. telefones. de acordo com o caso. Estudar e conhecer todo o território. conforme planejamento da equipe.as intercorrências de qualquer natureza que tenham interferido em suas atividades ou em qualquer etapa do funcionamento do serviço. projetos.). atitudes e comportamentos condizentes com o ambiente da oficina terapêutica de trabalho. exercendo as técnicas de auxílio à Regulação Médica. Sugestões que possam melhorar o andamento do serviço. Desempenhar outras atividades inerentes do cargo. acompanhar o ingresso. Registrar a frequência das famílias nas atividades de convívio. (encontrei na internet esta atribuição nomeada como MONITOR DE SAÚDE MENTAL) Orientador Social – CRAS Recepção. Participação nas atividades de capacitação e formação continuada da equipe dos Trabalhadores do SUAS. Realizar ações de educação em saúde a grupos específicos e a famílias em situação de risco. Educador Social . Elaborar e executar planos. explorando e desenvolvendo temas transversais e conteúdos programáticos. Preencher adequadamente (de forma completa e legível) os campos da ficha de regulação que lhe cabem e todos os outros instrumentos e relatórios eventualmente criados com o objetivo de produzir dados estatísticos do serviço. conforme etapas descritas no Manual de Rotinas do serviço e apresentadas no fluxograma. articulando a rede de serviços socioassistenciais e os serviços de políticas públicas setoriais. hoje determinado das 07:00 às 19:00 horas e das 19:00 às 07:00 horas. etc.e de organização da vida cotidiana aos abrigados. estabelecer e. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . informar. sistematicamente. e executar outras tarefas compatíveis com a natureza do cargo. entre outros. proteção integral e promoção da autonomia e autoestima dos usuários. evitando conversas.

processar e conservar documentos. organizações de assistência social. Participação nas atividades de capacitação e formação continuada da equipe dos Trabalhadores do SUAS. projetos. V . executam as técnicas: I . apoiar nas áreas de recursos humanos. análise e outros para subsidiar diagnósticos ou pesquisa etc. III . Técnico em Manutenção em Equipamentos Hospitalares . do Sistema do CadÚnico e os demais sistemas e cadastros relacionados à gestão dos benefícios e transferência de renda. de biossegurança e controle do meio ambiente. projetos. Participar de programa de treinamento. no setor de radioisótopos. organizar e prestar informações sobre as ações da assistência social a gestores. testes. O Organizar a agenda clínica. trabalhadores. transferência de renda e demais políticas públicas. apoiar e desenvolver atividades referentes à saúde bucal com os demais membros da equipe de saúde da família. usuários e público em geral. acordos ou ajustes com as entidades e. matéria prima e amostras. preparando amostras. Examinar o material coletado criteriosamente. operar sistemas de informações e aplicativos do Sistema Nacional de Informação do Sistema Único de Assistência Social — Rede SUAS. protocolos. instrumentos e equipamentos do laboratório. Técnico em Farmácia: Auxiliar o farmacêutico no desenvolvimento das atividades de Assistência Farmacêutica. pregando-as com fita adesiva. Trabalham em conformidade com normastécnicas. programas. balcões e outras áreas de trabalho.Técnico de Enfermagem/ Sala de Vacina: Participar das atividades de assistência básica realizando procedimentos regulamentados no exercício de sua profissão na USF e. Técnico Nível Médio . benefícios. realizar entrevistas com usuários para inserção de dados no Cadastro Único e demais sistemas e cadastros relacionados à gestão dos benefícios e transferência de renda. apoiar o trabalho dos técnicos de nível superior da equipe. cumprindo orientações administrativas. apoiar o trabalho dos técnicos de nível superior da equipe. assegurando a sua conservação e manutenção. compras e logística. Coletar e ou preparar material. Realizar ações de educação em saúde a grupos específicos e a famílias em situação de risco. Instruir a clientela. organizações de assistência social. embrulhando e entregando os produtos. apoiar na segurança operacional por meio de procedimentos específicos. inclusive em relação aos formulários do CadÚnico. II .radioisotópica. manter atualizadas as informações registradas no CadÚnico e demais cadastros. Promover a garantia de qualidade dos produtos farmacêuticos segundo recomendações técnicas de armazenamento adequado. Aferir resultados da coleta em questão. e Participar do gerenciamento dos insumos necessários para o adequado funcionamento da USF. laboratório de análises cínicas. prontuários. catalogar. quando convocado. controlar estoque e patrimônio. Treinam equipe técnica eusuários e prestam atendimento a clientes. entidades e. lâminas microscópicas. de referência dos Equipamentos da Rede Socioassistencial. Controlar e supervisionar a utilização de materiais. testes químicos e reativos. contratos. por meio da produção. Técnico em Laboratório: Executar atividades técnicas de laboratórios. Abastecer as prateleiras com os produtos. utilizando explicações necessárias quanto à coleta do material a ser examinado. Desempenhar outras atividades inerentes do cargo. Cuidar da manutenção e conservação dos equipamentos odontológicos. serviços. ou. repondo o estoque quando necessário. garantia de qualidade biológica.radiológica. cumprindo todo o procedimento administrativo necessário. Zelar pela limpeza das prateleiras. conforme normas estabelecidas. organização e execução de ações desenvolvidas pela gestão e pelos serviços. de acordo com as áreas específicas em conformidade com normas de qualidade de biossegurança e controle do meio ambiente. soluções. associações etc. conservando-as e mantendo-as em boas condições de aparência e uso.SUAS – CRAS: desempenhar atividades de apoio à gestão administrativa. Manipular soluções químicas. dentre outros. controle de qualidade de imunobiológicos. apoiar na organização e no processamento dos convênios. assepsia e conservação de equipamentos e utensílios do laboratório em conformidade com as normas de qualidade. organizar. Armazenar os produtos farmacêuticos. grupos e indivíduos. ou. mediante planejamento local e protocolos de atenção à saúde. sistematização e análise de informações territorializadas. em especial no que se refere às funções administrativas. apoiar nas áreas de recursos humanos. ou. Fazer a coleta de materiais para exames laboratoriais e informar as condições do paciente. catalogar. Registrar os produtos fornecidos e a importância das transações. Zelar pela manutenção. planejamento. no setor de diagnóstico. entidades e. quando indicado ou necessário. transcrever e digitar informações. Técnico em Saúde Bucal: Realizar ações de promoção e prevenção em saúde bucal para as famílias. inclusive em relação aos PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . Técnico em Radiologia: o exercício da profissão de Técnico em Radiologia. Elaboram documentação técnica. atender os clientes. conforme legislação vigente — e executando tarefas afins. IV . para facilitar a sua manipulação e controle. profissionalmente. compras e logística. Executar outras tarefas correlatas determinadas pelo superior imediato. Executar as tarefas pertinentes à área de atuação. Proceder à desinfecção e à esterilização de materiais e instrumentos utilizados. no domicílio e/ou nos demais espaços comunitários (escolas. registrar. no setor de terapia. buscando aproximar e integrar ações de saúde de forma multidisciplinar. operar e monitorar sistemas de comunicação em rede. Auxiliar na realização de exames anatomopatológicos. Instrumentalizar e auxiliar o cirurgião dentista e/ou o TI-ID nos procedimentos clínicos. programas. conceituando-se como tal todos os Operadores de Raios X que. Executar outras tarefas correlatas compatíveis com as exigências para o exercício da função buscando sempre o aprimoramento da prestação dos serviços à saúde pública. recepcionar e agendar atendimento e entrevistas para as ações próprias dos serviços socioassistenciais e para inserção dos usuários no CadÚnico. Executar as atribuições editadas nos regulamentos do SUAS e Regimento Interno do Órgão ao qual está vinculado. organizar. e Participar do gerenciamento dos insumos necessários para o adequado funcionamento da USF. preparar equipamentos e meios de comunicação. para possibilitar melhor identificação. operando computadores. organizações de assistência social. administração. testes e ensaios e instalam equipamentos e instrumentos médico-odonto-hospitalares. trabalhadores. produção e controle de qualidade de hemoderivados. em especial no que se refere às funções administrativas. Colocar etiquetas nos remédios. administração. no setor industrial. meios de cultura. cumprindo todo o procedimento administrativo necessário.industrial.Realizam manutenção. verificando os receituários. para satisfazer-lhes os pedidos. meios de cultura e outros. usuários e público em geral. servindo-se de equipamentos apropriados para possibilitar o controle de estoque.radioterápica. Preparar e organizar instrumental e materiais necessários. de referência dos Equipamentos da Rede Socioassistencial. reagentes. conforme planejamento da equipe. de segurança e higiene. sistematizar. processar e conservar documentos. Técnico Nível Médio .SUAS – SEDE: desempenhar atividades de apoio à gestão administrativa. Preparar os equipamentos e aparelhos do laboratório para utilização. apoiar a equipe de referência na orientação e encaminhamento dos usuários relativos a cadastros. produtos químicos e outros preparados farmacêuticos. de qualidade. sistematizar.de medicina nuclear. recepcionar e agendar atendimento e entrevistas para as ações próprias dos serviços socioassistenciais e para inserção dos usuários no CadÚnico.). organizar e prestar informações sobre as ações da assistência social a gestores. utilizando-se de equipamentos e programas de informática. Acompanhar. benefícios.PB 33 . desempacotando-os e dispondo-os ordenadamente. apoiar nas atividades de diagnóstico socioterritorial. limpeza. transferência de renda e do CadÚnico.

Participação nas reuniões para avaliação das ações e resultados atingidos no (s) Serviço (s) planejamento das ações a serem desenvolvidas. planejar ações e desenvolver educação permanente. nos termos da legislação reguladora do exercício da profissão. desenvolver ações intersetoriais. Executar outras atividades correlatas. com os usuários. fluxos de informações e procedimentos. bem como a responsabilização do agressor. Mediação dos processos grupais do serviço Socioeducativo para famílias. registro das ações desenvolvidas e planejamento do trabalho de forma coletiva. Exercer atividades profissionais inerentes a sua atuação. realizar levantamentos de casos das situações de violência e acompanhamento em audiências. transcrever e digitar informações. Assistente Social – SEDE: Executar as atribuições editadas no respectivo regulamento da profissão executando tarefas afins. para levantamento das reais. serviços. transferência de renda e demais políticas públicas. necessidade da população adscrita. manter seu registro com anotação sobre possível diagnóstico e tratamento das doenças vasculares. Desempenhar outras atividades inerentes do cargo. estabelecimento de rotina de atendimento e acolhida dos usuários. tendo em vista o melhor acompanhamento dos casos. organização e execução de ações desenvolvidas pela gestão e pelos serviços. Assistente Social – BANCO DE ALIMENTO: Executar as atribuições editadas no respectivo regulamento da profissão executando tarefas afins. adolescentes. proferir palestras sobre direitos das mulheres. conforme legislação vigente — e executando tarefas afins. contratos. Realização de acompanhamento. controlar estoque e patrimônio. Diagnosticar oclusões arteriais agudas. planejamento. Acompanhar o paciente verificando a evolução da doença em estrutura da parede vascular e suas implicações na fisiopatologia das doenças vasculares periféricas. Estímulo à participação dos usuários na definição das ações desenvolvidas ao longo do acompanhamento. na definição de fluxos de articulação. Realização de encaminhamentos monitorados para a rede socioassistencial. mantendo a integração com a rede de suporte social. Assistente Social: participar de reuniões com profissionais das ESF. projetos. planejamento e desenvolvimento de atividades com outros profissionais da rede. definição de fluxos de articulação. do Plano de Acompanhamento Individual e / o u Fa mi l ia r. Referenciamento do serviço ao CREAS. acolher os usuários e humanizar a atenção. participar dos Conselhos Locais de Saúde. protocolos. Desempenhar outras atividades inerentes do cargo. Alimentação de sistema de informação. por meio de metodologias e técnicas individuais e coletivas que contemplem as demandas identificadas. apoiar a equipe de referência na orientação e encaminhamento dos usuários relativos a cadastros. deficientes. Executar as atribuições editadas nos regulamentos do SUAS e Regimento Interno do Órgão ao qual está vinculado. desenvolver ações intersetoriais. sistematização e análise de informações territorializadas. benefícios. na organização dos encaminhamentos. etc. oferta de informações e realização de encaminhamentos às famílias usuárias do CRAS. Executar as atribuições editadas nos regulamentos do SUAS e Regimento Interno do Órgão ao qual está vinculado. no estabelecimento de rotina de atendimento. Trabalho integrado com outras áreas — atuação conjunta. escuta qualificada. trabalhar de forma integrada com as ESF. Por ex: saúde. Realização de atendimento individualizado e visitas domiciliares as famílias referenciadas ao CRAS. fortalecendo e implementando as ações na comunidade. das demais políticas públicas e órgão de defesa de direito. preparar equipamentos e meios de comunicação. Executar outras atividades correlatas. Médico / Angiologista: Examinar pacientes. acompanhamento especializado e oferta de informações e orientações. apoiar na segurança operacional por meio de procedimentos específicos. Acompanhamento das famílias em descumprimento de condicionalidades. realizar entrevistas com usuários para inserção de dados no Cadastro Único e demais sistemas e cadastros relacionados à gestão dos benefícios e transferência de renda. Desenvolvimento de atividades coletivas e comunitárias no território. sempre que possível. operar e monitorar sistemas de comunicação em rede. no estabelecimento de rotina de atendimento. NÍVEL SUPERIOR Advogado – CREAS: Acolhida. realizar avaliação em conjunto com as ESF e Conselho Local de Saúde do impacto das ações implantadas através de indicadores pré estabelecidos. trombose e embolia arteriais. apoiar e esclarecer sobre direitos do cidadão. Assistente Social – CRAS: Acolhida. Elaboração. conforme legislação vigente — e executando tarefas afins. tomografia computadorizada. Executar outras atividades correlatas. Realização de visitas domiciliares a familiares e/ou pessoas de referência. Articulações. programas. organizações de assistência social.formulários do CadÚnico. Assistente Social – CENTRO DIA IDOSO: Acolhida. angiografia. do Sistema do CadÚnico e os demais sistemas e cadastros relacionados à gestão dos benefícios e transferência de renda. Participação nas atividades de capacitação e formação continuada da equipe dos Trabalhadores do SUAS. registro das ações desenvolvidas.PB 34 . benefícios. salvo se a demanda não atingir esta meta. no mínimo. Relacionamento cotidiano com a rede. organização dos encaminhamentos. prontuários. transferência de renda e do CadÚnico. registro das ações desenvolvidas e planejamento das atividades a serem desenvolvidas. idosos. utilizado os espaços públicos para fortalecimento da cidadania. na definição de fluxos de articulação. cumprindo orientações administrativas. Assessoria aos serviços socioeducativos desenvolvidos no território. c o n s id e r a n do a s es p ec if ic i da d es e p ar t ic u la ri d a de s do acompanhamento especializado de cada usuário. apoiar na organização e no processamento dos convênios. programas. Articulação de ações que potencializem as boas experiências no território de abrangência. Atender. Participação nas reuniões para avaliação das ações e resultados atingidos no (s) Serviço(s) e planejamento de forma coletiva das ações a serem desenvolvidas. operar sistemas de informações e aplicativos do Sistema Nacional de Informação do Sistema Único de Assistência Social — Rede SUAS. Participação nas reuniões para avaliação das ações e resultados atingidos no (s) Serviço(s) e planejamento de forma coletiva das ações a serem desenvolvidas. desenvolver ações coletivas. requisitar e analisar resultados de exames de imagens nas doenças vasculares periféricas (eco-doppler. ou. visando ao atendimento integral dos usuários atendidos e qualificação. discussões. crianças. fluxos de informações e procedimentos. na organização dos PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . Participação nas atividades de capacitação e formação continuada. Prestar orientação jurídica. fazer os encaminhamentos processuais e administrativos aos órgãos competentes. oferta de informações e orientações. dentre outros. Alimentação de sistema de informação. com vistas ao resgate ou fortalecimento de vínculos. realizar visitas domiciliares necessárias. projetos. acordos ou ajustes com as entidades e. operando computadores. registrar. escuta qualificada. manter atualizadas as informações registradas no CadÚnico e demais cadastros. ressonância nuclear magnética). por meio da produção. Alimentação de sistema de informação. Participação nas atividades de capacitação e formação continuada da equipe dos Trabalhadores do SUAS. cumprindo orientações administrativas. trabalho comunitário e prevenção de violência abuso de álcool e outras drogas. Prescrever. 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento. apoiar nas atividades de diagnóstico socioterritorial.

IV . a nível tecnológico. promoção e recuperação da saúde individual. Fisioterapeuta: Prestar assistência com responsabilidade.PB 35 . Propor normas e rotinas relativas à sua área de competência. designadas pelo supervisor hierárquico da Administração Municipal. vivências. Auxiliar. competência. Realizar inspeções relacionadas com a manipulação farmacêutica o aviamento do receituário médico. registro das ações desenvolvidas. supervisão.realizar serviços de radiografia. Realizar estudos de caso. conferir. Manter outras atribuições inerentes à função. Participar do gerenciamento dos insumos necessários para o adequado funcionamento da USF. Planejar e orientar as atividades do pessoal auxiliar de fisioterapia. que o habilita a desenvolver atividades de planejamento. indicando o serviço que melhor atenda às necessidades específicas de cada caso encaminhado. coordenação. de radiodiagnóstico e de outros para os quais esteja legalmente habilitado. Sem prejuízo do exercício das mesmas atividades por outros profissionais igualmente habilitados na forma da legislação específica.realizar serviços de radiografia. excluída a interpretação. Enfermeiro: Realizar assistência integral (promoção e proteção da saúde. Executar as atribuições editadas nos regulamentos do SUAS e Regimento Interno do Órgão ao qual está vinculado. reabilitação e manutenção da saúde) aos indivíduos e famílias na USF e. diagnóstico. odontológicas e de enfermagem. atendimentos individuais e grupais. que o habilita a desenvolver atividades de planejamento. orientando-os na execução das tarefas para possibilitar a realização correta de exercícios físicos e a manipulação de aparelhos simples. na área de sua especialidade profissional. monitorando. gerenciamento. Capacitação e acompanhamento dos cuidadores sociais e demais funcionários. sempre que possível com a participação do usuário. coordenar e avaliar as ações desenvolvidas pelos ACS. avaliar. com vistas à reintegração familiar. zelar pela observância das medidas relativas à prevenção de acidentes e infecções. drogas e matérias necessários à farmácia. inclusive. Responsabilizar-se por equipes auxiliares necessárias a execução das atividades próprias do cargo. Participação nas atividades de capacitação e formação continuada da equipe dos Trabalhadores do SUAS. habilidade e valores éticos específicos. Biomédico: Ao Biomédico compete atuar em equipes de saúde. Atender. dentre outros). o Biomédico poderá: I - realizar análises físico-químicas e microbiológicas de interesse para o saneamento do meio ambiente. Prestar assessoramento técnico aos demais profissionais da saúde.). desejos e possibilidades do público. habilidade e valores éticos específicos. educativa ou recreativa que tenham por objetivo a readaptação física e mental dos incapacitados. Promover dinâmicas de grupos e oficinas pedagógicas com os usuários e equipe.II . Supervisionar. Planejar. Assistente Social – ABRIGO INSTITUCIONAL ADULTO: Mapear a rede existente e fortalecer a articulação dos serviços de acolhimento com os demais serviços da rede socioassistencial. Colaborar no desenvolvimento de atividades realizadas com os usuários. hospitais ou órgãos afins. efetivar os encaminhamentos necessários. sob supervisão médica. no mínimo. orientação quanto aos Cuidados com a moradia (organização e limpeza do ambiente e preparação dos alimentos. mulher.III . Aviar receitas. dentro do seu campo de especialidade.IV . Apoio e acompanhamento do trabalho desenvolvido pelos cuidadores sociais. Controlar e supervisionar as requisições e/ou processos de compras de medicamentos e produtos farmacêuticos. Elaboração. supervisão. cadastro permanentemente atualizado contendo o registro de todos os atendidos nesses serviços. conforme legislação vigente — e executando tarefas afins. idoso em ambulatórios. associações. adulto. em todas as fases do desenvolvimento humano: infância. observadas as disposições legais da profissão. solicitar exames complementares e prescrever medicações. Acompanhar no acesso a programações culturais.atuar. Médico / Cardiologista: Executar atividades inerentes à especialidade de cardiologia. Acompanhamento psicossocial dos usuários e suas respectivas famílias. gerenciar. etc. em serviços de hemoterapia. Referenciamento do serviço ao CREAS. organização. Contribuir e participar das atividades de Educação Permanente do Auxiliar de Enfermagem.realizar análises físico-químicas e microbiológicas de interesse para o saneamento do meio ambiente.atuar. Participar de atividades de caráter profissional. fluxos de informações e procedimentos. em conjunto com o/a cuidador social e. gerenciamento. visando o controle e qualidade dos medicamentos fornecidos a comunidade. Biomédico/Citologista: Ao Biomédico compete atuar em equipes de saúde. das demais Políticas Públicas e do SGD. Executar atividades técnicas específicas de fisioterapia para tratamento das enfermidades ósseas. 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento.II . homem. coordenar e realizar atividades de educação permanente dos ACS e da equipe de enfermagem. cumprindo orientações administrativas. Alimentação de sistema de informação. de radiodiagnóstico e de outros para os quais esteja legalmente habilitado. de acordo com as prescrições médicas. visando à prevenção. competência. Contribuir junto à equipe de referencia o restabelecimento dos vínculos familiares e ou sociais. adolescência. de lazer. Farmacêutico: Prestar assistência com responsabilidade. Desempenhar outras atividades inerentes do cargo. organização. Fazer avaliações fisioterápicas com vistas à determinação da capacidade funcional.encaminhamentos. participar nas ações de vigilância epidemiológica e sanitária. na área de sua especialidade profissional.planejar e executar pesquisas científicas em instituições públicas e privadas. monitorar as vagas na rede de acolhimento. em articulação com os demais serviços da Rede Socioassistencial. de regras e rotinas fundamentadas no projeto político pedagógico do Equipamento Social.planejar e executar pesquisas científicas em instituições públicas e privadas. idade adulta e terceira idade. visitas domiciliares e institucionais. organizando. Ter sob custódia drogas tóxicas e narcóticos com registro para acompanhamento e supervisão. tratamento. ASB e THD. Apoio na seleção dos cuidadores sociais e demais funcionários. Planejar. seus desdobramentos. nas atividades complementares de diagnósticos. execução e avaliação das ações fisioterápicas. Promover acesso à rede socioassistencial. Possibilitar a convivência comunitária. Examinar. prevenção de agravos. Conforme protocolos ou outras normativas técnicas estabelecidas pelo gestor municipal. guardar e distribuir drogas e medicamentos entregues à farmácia. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . aos demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos e ás demais políticas setoriais. orientar e acompanhar a sua evolução nas atividades desenvolvidas. salvo se a demanda não atingir esta meta. no domicílio e/ou nos demais espaços comunitários (escolas. excluída a interpretação. posteriormente. coordenação. a nível tecnológico. de esporte e ocupacionais internas e externas. relacionando-as a interesses. O Realizar outras atribuições inerentes à função. sob supervisão médica. designadas pelo superior hierárquico da Administração Municipal. Monitorar a situação de todos os usuários que estejam em serviços de acolhimento no município. bem como participar das atividades de capacitação a que for convocado. realizar consulta de enfermagem. Promover a inclusão e acompanhar a permanência do público-alvo nos projetos e serviços. Executar outras atividades correlatas. Fazer requisições de medicamentos.III . execução e avaliação das ações Farmacêuticas. quando indicado ou necessário. em serviços de hemoterapia. musculares e neurológicas. abrangendo todos os componentes do sistema cardiovascular. Sem prejuízo do exercício das mesmas atividades por outros profissionais igualmente habilitados na forma da legislação específica. Manter registros do estoque de drogas. em todas as fases do ciclo da vida: criança. o Biomédico poderá: I . das demais políticas públicas e do SGD. adolescente. nas atividades complementares de diagnósticos. e de suas famílias.

Encaminhar. conhecer a rede de serviços da região. Obedecer às normas técnicas vigentes no serviço. até a sua recepção por outro médico nos serviços de urgência. Executar quaisquer outras atividades correlatas. quando indicado ou necessário no domicílio e/ou nos demais espaços comunitários (escolas. medula espinhal e alguns nervos da visão) e periférico (ramificações de nervos que se espalham por todo corpo humano). na área da comunicação oral e escrita. de imagens e emitir laudos. ASB e THD. em todas as fases do ciclo da vida: criança.Fonoaudiólogo: Prestar assistência com responsabilidade. adulto. Efetuar a recepção dos chamados de auxílio. Médico / Neurologista: Executar atividades relativas ao estudo dos distúrbios e patologias dos sistemas nervosos central (cérebro. ginecoobstretrícia. tratamento. prevenção de agravos. que o habilita a desenvolver atividades de planejamento. bem como prescrever e ministrar tratamento. hospitais ou outros estabelecimentos públicos municipais preenchendo e assinando laudos de exames de verificação. Avaliar o desempenho da equipe e subsidiar os responsáveis pelo programa de educação continuada do serviço. no mínimo. competência. Participar das ações de vigilância em saúde. Colaborar em assuntos fonoaudiológicos ligados a outras ciências e outras secretarias. efetuar a determinação do local de destino do paciente e fazer orientação telefônica. Contribuir e participar das atividades de educação permanente dos ACS. 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento. competência. exames laboratoriais e encaminhar casos especiais a setores especializados. Realizar o acompanhamento do atendimento local. sintomas e tratamento de doenças gastrointestinais. organização. realizar os atos médicos possíveis e necessários ao nível pré-hospitalar. visando à prevenção. diagnóstico. habilidade e valores éticos específicos. promoção e recuperação da saúde individual e coletiva. para tanto. preparar relatórios mensais relativos às atividades do cargo. Recepcionar os chamados de auxílio. mantendo a responsabilização pelo acompanhamento do usuário. pequenas urgências clínico-cirúrgicas e procedimentos para fins de diagnósticos. quando necessário. adolescência. Realizar atendimento ambulatorial em Hematologia e Hemoterapia. incentivar a vacinação e indicar medidas de higiene pessoal. Garantir a continuidade da atenção médica ao paciente grave. dirigir ou efetuar pesquisas fonoaudiológicas promovidas por entidades públicas. Emitir parecer fonoaudiológico. Participar do gerenciamento dos insumos para o adequado funcionamento da USF. análise da demanda. Realizar procedimentos específicos da área de saúde da mulher. em unidades de pronto atendimento. Manter uma visão global e permanentemente atualizada dos meios disponíveis para o atendimento pré-hospitalar e das portas de urgência. gerenciamento. Transferir pessoalmente a responsabilidade do atendimento aos titulares de plantão daqueles doentes cujos atendimentos não possam ser feitos ou complementados no atendimento pré hospitalar. classificação em prioridades de atendimento e seleção de meios para atendimento (melhor resposta). supervisão. Preencher e revisar mapas de produção. promoção e recuperação da saúde individual. voz e audição. associações etc). Preencher de forma clara e complexa as fichas dos doentes atendidos a domicílio. mulher. Atender nos plantões. proteger e recuperar a saúde dos clientes e da comunidade. Responsabilizar-se pelo envio da contrarreferência para a unidade de origem do usuário. visando à prevenção. quando necessário. salvo se a demanda não atingir esta meta. que o habilita a desenvolver atividades de planejamento. Desenvolver trabalhos de prevenção. 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento. Médico Clínico: Realizar assistência integral (promoção e proteção da saúde. Desenvolver atividades de educação em saúde pública junto com o paciente e a comunidade. Preencher a ficha individual do paciente. Obedecer ao código de ética médica e executar outras tarefas correlatas. habilidade e valores éticos específicos. encaminhando-os a chefia do serviço. orientando os trabalhos dos possíveis estagiários e internos. Nutricionista: Prestar assistência com responsabilidade. bem como registrar em livro especial ou dar destino adequado ao espólio ou pertences dos doentes ou acidentados em estado de inconsciência ou que venham a falecer durante o atendimento. dar alta e fazer o seguimento. analisar a demanda e classificar a prioridade de atendimento. O Realizar outras atribuições inerentes à função. proposto pela referência. Prestar assistência direta aos pacientes nas ambulâncias e quando indicado. analisar exames clínicos. Realizar as revisões dos pacientes em tratamento. autárquicas e mistas. adolescente. checando periodicamente sua capacidade operacional. Atender no mínimo. cirurgias ambulatoriais. Realizar atendimento médico. organização. designadas pelo superior hierárquico da Administração Municipal. pediatria. supervisão.PB 36 . idoso. homem. diagnósticos e tratamento médico. Atender. laboratoriais. em domicílio ou na via pública. Exercer o controle operacional da equipe assistencial. Planejar e executar serviços ou programas de nutrição e de alimentação em estabelecimentos da Secretaria Municipal de Saúde ou PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . prescrever tratamentos às doenças ou disfunções do sistema nervoso e do sistema muscular que se manifestam na criança ou na adolescência. Desempenhar de maneira ampla todas as atribuições atinentes ao atendimento de urgência e emergência. Atender consultas médicas em ambulatórios. coordenação. usuários a serviços de média e alta complexidade. Colaborar de forma ativa a fim de que não seja retardada a saída de equipe de atendimento comunicando ao chefe de setor as irregularidades porventura existentes. serviços pré hospitalares (móveis ou fixos). respeitando fluxos de referência e contrareferência locais. Realizar atividades de demanda espontânea e programada em clínica médica. salvo se a demanda não atingir esta meta. bem como fazer o controle de qualidade do serviço nos aspectos inerentes à sua profissão. selecionando os meios de atendimento. Médico / Neuropediatra: Realizar consultas médicas em crianças ou adolescentes. Desempenhar funções da medicina preventiva e curativa na área. Aplicar seus conhecimentos utilizando recursos de Medicina preventiva e terapêutica para promover. bem como prescrever regimes dietéticos. coordenação. voz e audição. Participar de Junta Médica quando convocado. idoso. poderão ser realizadas. em todas as fases do ciclo da vida: criança. Fazer diagnósticos e recomendar a terapêutica indicada para cada caso. execução e avaliação das ações nutricionais. Avaliar a resposta do paciente ao tratamento. ficha médica com diagnóstico e tratamento. Emitir diagnósticos. Médico / Hematologista: Executar procedimentos em Hematologia e Hemoterapia. com prioridade a todas as pessoas que necessitarem de atendimento urgente ou de atendimento ambulatorial. entregando-os a quem de direito. mantendo sua responsabilidade pelo acompanhamento do plano terapêutico do usuário. exame físico e diagnóstico. Exercer a regulação médica do sistema devendo. gerenciamento. adolescente. reabilitação e manutenção da saúde) aos indivíduos e famílias em todas as fases do desenvolvimento humano: infância. auxiliares de enfermagem. Indicar a necessidade de internação hospitalar ou domiciliar. Médico / Gastroenterologista/Endoscopista: Executar atividades relativas ao conhecimento da fisiologia. Realizar consultas clínicas e procedimentos na USF e. Projetar. independente de quaisquer outras formalidades que posteriormente. homem. execução e avaliação das ações de Fonoaudiologia. privadas. mulher. Realizar exames clínicos. adulto. idade adulta e terceira idade. Médico / Mastologista: Realizar atendimento na área de mastologia. diagnóstico e terapia no que se refere aos problemas de comunicação oral e escrita. O Supervisionar. Médico Plantonista: Prestar atendimento em urgência e emergência.

entre outras atividades. Pedagogo – CRAS: Acolhida. inclusive para fins de complementação do tratamento. no que se refere as ações educativas e preventivas em saúde bucal. Organizar o planejamento dos serviços e das ações pedagógicas voltadas para os programas de formação executados pela Rede Socioassistencial. quando o especialista deverá atuar integrado em equipe de oncologista. Realizar supervisão técnica do THD e ASB. Elaborar e manter registros atualizados dos atendimentos e acompanhamentos realizados. indivíduos. doenças das glândulas salivares. Odontólogo: Realizar diagnóstico com a finalidade de obter o perfil epidemiológico para o planejamento e a programação em saúde bucal. Prestar orientação dietética pós consulta/tratamento. cumprindo orientações administrativas. b) realiza procedimentos cirúrgicos. empregando procedimentos clínicos. fazendo cirurgia ou curetagem apical. Contribuir e participar das atividades de Educação Permanente do THD. ou grupos específicos. prevenção de agravos. racionalidade e economicidade dos regimes alimentares. Coordenar e participar de ações coletivas voltadas à promoção da saúde e à prevenção de doenças bucais. odontopediatria na atenção básica. mantendo sua responsabilização pelo acompanhamento do usuário e o segmento do tratamento. Controlar a estocagem. lesões de origem traumática na área buço-maxilo-facial. no mínimo. da prótese removível parcial ou total e da prótese sobre implante. Executar as atribuições editadas nos regulamentos do SUAS e Regimento Interno do Órgão ao qual está vinculado. Organizar cardápios e elaborar dietas. Registrar nos Mapas de Procedimento todos os procedimentos realizados e executar outras tarefas correlatas que lhe forem atribuídas pelo superior hierárquico. Realização de atendimento individualizado e visitas domiciliares as famílias PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . periodontia. utilizando instrumental próprio. para eliminar o processo infeccioso. reabilitação e manutenção da saúde) individual e coletiva a todas as famílias. preparação. Realizar atividades de laboratório necessárias à execução dos trabalhos protéticos e procedimentos técnicos de confecção de peças. salvo se a demanda não atingir esta meta. Encaminhar e orientar os usuários que apresentarem problemas mais complexos a outros níveis de especialização. e Participar do gerenciamento dos insumos necessários para o adequado funcionamento da USF. assistindo as famílias. ASB e ESF. Organizar e viabilizar o processo formativo das equipes de educadores e de apoio da Rede Socioassistencial. pareceres e atestados sobre assuntos de sua competência. confraternizações). quando necessário. sintomas e tratamento de doenças da garganta. Em Pacientes Especiais: Realizar exame clínico com a finalidade de conhecer a realidade epidemiológica de saúde bucal da comunidade. com resolubilidade. aparelho auditivo e fossas nasais. aplicação de anestesia. efetuando remoções parciais ou totais do tecido pulpar. diagnóstico. O Acompanhar. antibióticos e detergentes no interior dos condutos infectados. adolescentes e suas famílias. Acompanhar os grupos nas oficinas diversas. coordenação de grupos temáticos. Realizar a atenção integral em saúde bucal (promoção e proteção da saúde. recreativos e cognitivos. para proporcionar a conservação dos dentes: restaura e obtura dentes. Realizar atendimentos de primeiros cuidados nas urgências. radiografias e ajuste oclusal. tratamentos estéticos e de reabilitação oral. Planejar serviços ou programas de nutrição nos campos de saúde pública e outros similares. conforme solicitação da Secretaria Municipal de Saúde. bem como realizar auditorias e perícias odontológicas. de acordo com planejamento local. afecções radiculares e periradiculares. bem como pequenas cirurgias ambulatoriais. programar e supervisionar o fornecimento de insumos para as ações coletivas. Capacitar as equipes de saúde bucal das unidades básicas de saúde e outros órgãos do Município. para conservar o dente. Realizar o tratamento cirúrgico de cistos. executa tratamento dos tecidos periapicais. Médico / Oftalmologista: Executar atividades relativas ao diagnóstico e tratamento de todas as doenças do sistema visual. Odontólogo/Bucomaxilo: Atender e orientar pacientes. Emitir laudos. Mediação dos processos grupais do serviço socioeducativo para famílias. para proteger a saúde bucal. incluindo atendimento das urgências e pequenas cirurgias ambulatoriais.em outra secretaria que esteja lotado. c) faz tratamento biomecânico na luz dos condutos radiculares. empregando instrumentos especiais e medicamentos. doenças das articulações teporo-mandibular. prescrever medicamentos e outras orientações na conformidade dos diagnósticos efetuados. tratamento de doenças gengivais e canais. através da prótese fixa. malformação congênitas ou adquiridas dos maxilares e da mandíbula. Médico / Otorrinolaringologista: Executar atividades relativas ao conhecimento da fisiologia. participação nas reuniões de equipe. cirurgias bucomaxilofaciais. Realizar oficinas de jogos.PB 37 . Odontólogo /Endodontista: a)Faz o diagnóstico e tratamento das doenças e lesões da polpa dentária e dos tecidos periapicais. Coordenar ações coletivas voltadas para a promoção e prevenção em saúde bucal. Realizar. bem como. Assegurar a integralidade do tratamento no âmbito da atenção básica para população adstrita. aparelhos fixos e removíveis parciais e totais como substituição das perdas de substâncias dentárias e paradentárias. 16 (dezesseis) exames por turno de atendimento. infiltra medicamentos anti-inflamatórios. Realizar o tratamento de tumores benignos da cavidade bucal e tumores malignos da cavidade bucal. aliando a atuação clínica à de saúde coletiva. Odontólogo/Esp. 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento. endodentia. Participação nas atividades de capacitação e formação continuada da equipe dos Trabalhadores do SUAS. a outros níveis de assistência. Planejar e ministrar cursos de educação alimentar. prognóstico. para eliminar os germes causadores de processo infeccioso periapical. extração de dentes. conservação e distribuição dos alimentos a fim de contribuir para a melhoria proteica. Odontólogo/Esp. Em Prótese: Realizar o Diagnóstico. Realizar outras atribuições inerentes à função. bem como executar tratamento odontológico e realizar. a indivíduos e a grupos específicos. Encaminhar e orientar usuários. executa vedamento dos condutos radiculares. valendo-se de meios clínicos. Realizar os procedimentos clínicos da Atenção Básica em saúde bucal. tratamento e controle dos distúrbios crânio-mandibulares e de oclusão. para restabelecer a função dos mesmos. implantes. organização de vivências de grupos (passeios. apoiar e desenvolver atividades referentes à saúde bucal com os demais membros da Equipe de Saúde da Família. para manter a vitalidade pulpar. designadas pelo superior hierárquico da Administração Municipal. Supervisionar o trabalho desenvolvido pelo THD e o ACD. conforme legislação vigente — e executando tarefas afins. no mínimo. oferta de informações e realização de encaminhamentos às famílias usuárias do CRAS. Diagnosticar e avaliar pacientes e planejar tratamento. salvo se a demanda não atingir esta meta. assegurando seu retorno e acompanhamento. Orientar pedagogicamente as equipes de trabalhadores nos serviços socioassistenciais. Executar as ações de assistência integral. buscando aproximar e integrar ações de saúde de forma multidisciplinar. Pedagogo – SEDE: Executar as atribuições editadas no respectivo regulamento da profissão executando tarefas afins. Desempenhar outras atividades inerentes do cargo. de acordo com o plano de prioridade local. Contribuir e acompanhar as instituições da rede socioassistencial que executam atendimento à crianças. Atender. Realizar procedimentos clínicos de: dentioteria. tratamento. servindo-se de material obturante.

planejar o curso. acompanhar a produção da área educacional cultural. a disciplina e o projeto pedagógico. Articulação de ações que potencializem as boas experiências no território de abrangência. preparam as aulas e participam de atividades institucionais. habilidade e valores éticos específicos. preparam as aulas e participam de atividades institucionais. preparam as aulas e participam de atividades institucionais. a disciplina e o projeto pedagógico. acompanhar a produção da área educacional cultural. para o desenvolvimento das atividades. a disciplina e o projeto pedagógico. acompanhar a produção da área educacional cultural. é mobilizado um conjunto de capacidades comunicativas. é mobilizado um conjunto de capacidades comunicativas. planejar o curso. acompanhar a produção da área educacional cultural. Professor de História: Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries em escolas da rede pública municipal. acompanhar a produção da área educacional cultural. a disciplina e o projeto pedagógico. e respectivo diagnóstico e terapêutica. promoção e recuperação da saúde individual e coletiva. Professor de Ciências Naturais: Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries em escolas da rede pública municipal. preparam as aulas e participam de atividades institucionais. além do acompanhamento e das orientações necessárias a um crescimento e desenvolvimento saudáveis. planejar o curso. mulher. a disciplina e o projeto pedagógico. avaliam o processo de ensino-aprendizagem. organização. controlar e executar as atividades relativas ao desenvolvimento de programas de psicologia voltados à saúde junto às unidades de saúde da família e centro especializados municipais de saúde. planejar o curso. no mínimo. acompanhar a produção da área educacional cultural. Professor de Ensino Fundamental do 1º ao 5º ano: Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries em escolas da rede pública municipal. é mobilizado um conjunto de capacidades comunicativas. registro das ações desenvolvidas e planejamento do trabalho de forma coletiva. Proceder exame de pessoas que apresentam problemas de comportamento familiar ou social ou distúrbios psíquicos. a disciplina e o projeto pedagógico. a disciplina e o projeto pedagógico. para o desenvolvimento das atividades. competência. Atender. idoso. Desenvolvimento de atividades coletivas e comunitárias no território. avaliam o processo de ensino-aprendizagem.referenciadas ao CRAS. acompanhar a produção da área educacional cultural. a disciplina e o projeto pedagógico. preparam as aulas e participam de atividades institucionais. designadas pelo superior hierárquico da Administração Municipal. é mobilizado um conjunto de capacidades comunicativas. planejar o curso. avaliam o processo de ensino-aprendizagem. coordenação. avaliam o processo de ensino-aprendizagem. acompanhar a produção da área educacional cultural. avaliam o processo de ensino-aprendizagem. Professor de Educação Artística: Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries em escolas da rede pública municipal. visando à prevenção. homem. a disciplina e o projeto pedagógico. salvo se a demanda não atingir esta meta. Executar outras atividades correlatas. acompanhar a produção da área educacional cultural. supervisão. é mobilizado um conjunto de capacidades comunicativas. Planejar. avaliam o processo de ensino-aprendizagem. Psicólogo: Prestar assistência com responsabilidade. para o desenvolvimento das atividades. avaliam o processo de ensino-aprendizagem. preparam as aulas e participam de atividades institucionais. em todas as fases do ciclo da vida: criança. Professor de Ensino Infantil: Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries em escolas da rede pública municipal. Professor de Língua Portuguesa: Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries em escolas da rede pública municipal. Assessoria aos serviços socioeducativos desenvolvidos no território. Professor de Educação Física: Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries em escolas da rede pública municipal. para o desenvolvimento das atividades. com atendimento individual e ou formação de grupos de pessoas com problemática semelhante e encaminhando os casos que necessitam de atendimento clínico. prevenção de acidentes. Realizar outras atribuições inerentes à função. 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento. planejar o curso. a fim de contribuir para o ajustamento à vida comunitária. para o desenvolvimento das atividades. preparam as aulas e participam de atividades institucionais. gerenciamento. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS .PB 38 . planejar o curso. aleitamento materno. que o habilita a desenvolver atividades de planejamento. Professor de geografia: Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries em escolas da rede pública municipal. para o desenvolvimento das atividades. planejar o curso. para o desenvolvimento das atividades. planejar o curso. para o desenvolvimento das atividades. avaliam o processo de ensino-aprendizagem. Professor de Língua Inglesa: Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries em escolas da rede pública municipal. planejar o curso. é mobilizado um conjunto de capacidades comunicativas. este abrangendo ações em relação a imunizações (vacinas). adolescente. é mobilizado um conjunto de capacidades comunicativas. é mobilizado um conjunto de capacidades comunicativas. para o desenvolvimento das atividades. a disciplina e o projeto pedagógico. Alimentação de sistema de informação. para o desenvolvimento das atividades. empregando técnicas psicológicas adequadas a cada caso. adulto. Médico / Pediatra: Dar assistência à criança e ao adolescente. preparam as aulas e participam de atividades institucionais. avaliam o processo de ensino-aprendizagem. é mobilizado um conjunto de capacidades comunicativas. execução e avaliação das ações de Psicologia. acompanhar a produção da área educacional cultural. preparam as aulas e participam de atividades institucionais. é mobilizado um conjunto de capacidades comunicativas. nos aspectos curativos e preventivos. Acompanhamento das famílias em descumprimento de condicionalidades. avaliam o processo de ensino-aprendizagem. Professor de Matemática: Ministrar aulas teóricas e práticas no ensino fundamental das 5(cinco) primeiras séries em escolas da rede pública municipal. preparam as aulas e participam de atividades institucionais.

Trabalho em equipe interdisciplinar. Articulações. visando ao atendimento integral dos usuários atendidos e qualificação.. apoiar e acompanhar o trabalho desenvolvido pelos cuidadores residentes e monitores cuidadores. participar da permanente avaliação do Abrigo Institucional com proposição de alternativas para a superação das dificuldades prestar atendimento e orientação individual e grupai aos acolhidos. visando ao atendimento integral dos usuários atendidos e qualificação das intervenções. e sc ut a q u a l if ic a da. Articulação de ações que potencializem as boas experiências no território de abrangência Estímulo à participação dos usuários na definição das ações desenvolvidas ao longo do acompanhamento. considerando as especificidades e particularidades do acompanhamento especializado de cada usuário. conforme legislação vigente — e executando tarefas afins. Desempenhar outras atividades inerentes do cargo. por meio de metodologias e técnicas individuais e coletivas que contemplem as demandas identificadas. Mediação dos processos grupais do serviço socioeducativo para famílias. com os usuários. Realização de encaminhamentos monitorados para a rede socioassistencial. discussões. capacitar os cuidadores e demais funcionários. Realização de encaminhamentos monitorados para a rede socioassistencial. elaborar junto com os demais membros da equipe técnica o Plano Individual de Atendimento — PIA. Trabalho integrado com outras áreas — atuação conjunta. Realização de visitas domiciliares a familiares e/ou pessoas de referência. oferta de informações e orientações. junto com as famílias/indivíduos. Executar outras atividades correlatas. Referenciamento do serviço ao CREAS. Participação nas atividades de planejamento. Psicólogo – CREAS: Acolhida. efetuar o acompanhamento social dos acolhidos e suas respectivas famílias. considerando as especificidades e particularidades de cada um. Realização de acompanhamento. sempre que possível. na organização dos encaminhamentos. Realização de visitas domiciliares a familiares e/ou pessoas de referência. Por ex: saúde. Executar outras atividades correlatas. discussões. crianças e adolescentes para o processo de desligamento. Alimentação de sistema de informação. junto com as famílias/indivíduos. Alimentação de registros e sistemas de informação sobre das ações desenvolvidas. Participação nas atividades de capacitação e formação continuada da equipe dos Trabalhadores do SUAS. na forma de prontuário individual. Realização de acompanhamento especializado. colaborar e propor juntamente com o profissional da área pedagógica em assuntos que se referem a problemas de aprendizagem e comportamental dos acolhidos. Elaboração. Executar outras atividades correlatas. relatórios semestrais sobre a situação de cada criança e adolescente apontando: possibilidades de reintegração familiar.PB 39 . do Plano de acompanhamento Individual e/ou Familiar. oferta de informações e realização de encaminhamentos às famílias usuárias do CRAS. Psicólogo – CENTRO POP: Acolhida. necessidades de aplicação de novas medidas. considerando as especificidades e particularidades de cada um. discutir e planejar em conjunto com outros atores da rede de serviços e do Sistema de Garantia de Direitos — SGD. individuais e em grupo. Psicólogo – CASA DE ACOLHIMENTO INFANTIL: Responder pela permanente qualificação e especialização do Abrigo Institucional. participar em conjunto com a equipe técnica e demais colaboradores. ELABORAR Projetos sociais específicos para o serviço de acolhimento. extensivo às famílias.Psicólogo – SEDE: Executar as atribuições editadas no respectivo regulamento da profissão executando tarefas afins. Psicólogo – CENTRO DIA IDOSO: Acolhida. Realização de atendimento individualizado e visitas domiciliares as famílias referenciadas ao CRAS. acompanhar e oferecer subsídios técnicos aos servidores do Abrigo Institucional. por meio de metodologias e técnicas individuais e coletivas que contemplem as demandas identificadas. organizar em conjunto com o Assistente Social às informações das crianças e adolescentes e respectivas famílias. fluxos de informações e procedimentos. Executar as atribuições editadas nos regulamentos do SUAS e Regimento Interno do Órgão ao qual está vinculado. Realização de encaminhamentos monitorados para a rede socioassistencial. realizar visitas domiciliares e elaborar estudo social de cada caso. Participação nas reuniões para avaliação das ações e resultados atingidos no (s) Serviço(s) e planejamento de forma coletiva das ações a serem desenvolvidas. Assessoria aos serviços socioeducativos desenvolvidos no território. escuta qualificada. Participação das atividades de capacitação e formação continuada da equipe do CREAS. no estabelecimento de rotina de atendimento. com vistas ao resgate ou fortalecimento de vínculos. planejamento e desenvolvimento de atividades com outros profissionais da rede. registro das ações desenvolvidas. elaborar conjuntamente com o SGD. Realização de visitas domiciliares às famílias acompanhadas pelo CREAS. tendo em vista o melhor acompanhamento dos casos. Psicólogo – CRAS: Acolhida. consi de ra ndo as e sp ecificida de s e pa rticu lari dad es do acompanhamento especializado de cada usuário. planejamento e desenvolvimento de atividades com outros profissionais da rede. demais políticas públicas setoriais e órgãos de defesa de direito e contra referência ao CRAS. na definição de fluxos de articulação. oferta de informações e orientações. por meio de metodologias e técnicas individuais e coletivas que contemplem as demandas identificadas. do Plano de Acompanhamento Individual e/ou Familia r. Articulações. estar apto a realização de atividades em equipe e interdisciplinares. estudos de casos. demais políticas públicas setoriais e referência ao CREAS. quando necessário. Elaboração. Elaboração. cumprindo orientações administrativas. Acompanhamento das famílias em descumprimento de condicionalidades. Realização de encaminhamentos monitorados para a rede socioassistencial. reuniões de equipe. com os usuários. Realização de acompanhamento. Realização de acompanhamento. bem como atuar de forma conjunta com a referida equipe. Relacionamento cotidiano com a rede. acompanhamento especializado e orientação para os acolhidos. Preparar os servidores. Elaboração. sempre que possível. encaminhar. escuta qualificada. com vistas ao resgate ou fortalecimento de vínculos. ou quando esgotados os recursos de manutenção na família de origem. acompanhamento especializado e oferta de informações e orientações. monitoramento e avaliação dos processos de trabalho. das demais políticas públicas e órgão de defesa de direito. Desenvolvimento de atividades coletivas e comunitárias no território. as intervenções necessárias junto às crianças e adolescentes e suas famílias. por meio de atendimentos familiar. q ua n do fo r o c a so. escuta qualificada. em parceria com os (as) cuidadores e auxiliares de cuidadores o processo de aprovação de reconstrução do vínculo com a família de origem ou a do tiv a. Realização de acompanhamento. Executar outras atividades correlatas. do Plano de Ação Familiar. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . realizar dinâmicas de grupo direcionadas para os acolhidos. por meio de metodologias e técnicas individuais e coletivas que contemplem as demandas identificadas. mediar. realizar intervenção à nível grupai e individual aos acolhidos e quando necessário realizar encaminhamento para os serviços da rede. Estímulo à participação dos usuários na definição das ações desenvolvidas ao longo do acompanhamento. do Plano de Acompanhamento Individual e/ou Familiar. a necessidade de encaminhamento para adoção. na elaboração do Projeto Político-Pedagógicos do serviço. das demais políticas públicas e órgão de defesa de direito. com vistas a reintegração familiar e/ou colocação em família substituta. e demais atividades correlatas. opo rt u n iza r aco l hi d a.

Conhecer a fisiopatologia e a semiologia nos exames ecográficos. gestação de alto risco. de lazer. próstata e vesículas seminais. funcionais e administrativas estabelecidas pela Secretaria Municipal e Saúde. Alimentação de sistema de informação. das demais Políticas Públicas e do SGD. Elaborar relatórios e outras atividades previstas no padrão funcional de cada setor de trabalho. Apoio na seleção dos cuidadores sociais e demais funcionários. dentre outros). face e pescoço. Fornecer laudos médicos e psiquiátricos ao pode judiciário ou outros. cadastro permanentemente atualizado contendo o registro de todos os atendidos nesses serviços. bem como: anatomia e ultra-sonografia da pélvis feminina. por sua natureza. de esporte e ocupacionais internas e externas. olho. quando se fizer necessário. Executar qualquer outra atividade que. pâncreas e baço). e de suas famílias. Cirrose Hepática). patologias Renais. Registrar as consultas médicas. Desempenhar outras atividades inerentes do cargo. a avaliação e a intervenção relacionadas com a aprendizagem. abscessos hepáticos e hematomas. Capacitação e acompanhamento dos cuidadores sociais e demais funcionários. retroperitôneo. esteja inserida no âmbito das atribuições pertinentes ao cargo e a área. hepatopatias não tumorais (Esquistossomose hepato-esplênica. Realizar estudo ultrassonográfico da mama normal e patológico. monitorando. Planejar. Realizar estudo ultrassonográfico da cavidade abdominal vísceras ocas. Acompanhar a implantação e avaliação dos resultados. Colaborar no desenvolvimento de atividades realizadas com os usuários. desejos e possibilidades do público. assim como a realização em conjunto com a equipe multiprofissional de saúde. monitorar as vagas na rede de acolhimento. coleções e abscessos peritoneais. Contribuir junto à equipe de referencia o restabelecimento dos vínculos familiares e ou sociais. nos seguintes órgãos e sistemas: sistema nervoso central. orientação quanto aos Cuidados com a moradia (organização e limpeza do ambiente e preparação dos alimentos. Prescrever medicamentos.PB 40 . prevenção e tratamento dos modos psíquicos de adoecer ou da perda involuntária da faculdade normativa. Referenciamento do serviço ao CREAS. Participação nas atividades de capacitação e formação continuada da equipe dos Trabalhadores do SUAS. atendimentos individuais e grupais. sistema músculo esqueléticos sistema cardiovascular. em conjunto com o/a cuidador social e. ginecologia obstetrícia. escroto e pênis. princípios no diagnóstico diferencial das massas pélvicas pela ultrassonografia. executar e valiar programas de saúde mental. doenças pélvicas inflamatórias. indicando dosagem e respectiva viade administração. placenta e outros anexos do concepto. indicando o serviço que melhor atenda às necessidades específicas de cada caso encaminhado. abordagem ultrassonográfica da bexiga. Elaboração. no estabelecimento de rotina de atendimento. patologias hepáticas. mamas. Efetuar atendimento de urgência em psiquiatria e clínica geral. e o apoio psicopedagógico aos trabalhos realizados nos espaços institucionais. bem como tumores hepáticos: primário e metastático.Anatomia ultrassonográfica do saco gestacional e do embrião. ultra-sonografia das vias biliares: Anomalias congênitas. Psicólogo – ABRIGO INSTITUCIONAL ADULTO: Mapear a rede existente e fortalecer a articulação dos serviços de acolhimento com os demais serviços da rede socioassistencial. Atender pacientes. Médico / Reumatologista: Executar as atividades seguindo os princípios e técnicas inerentes à especialidade. salvo se a demanda não atingir este número. sistema endócrino. Monitorar a situação de todos os usuários que estejam em serviços de acolhimento no município. aspecto ultrassonográfico das coleções e abscessos peritonais. com vistas à reintegração familiar. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS . hematológicos e outros. organizando. Executar as atribuições editadas nos regulamentos do SUAS e Regimento Interno do Órgão ao qual está vinculado. mantendo-se constantemente informado sobre as necessidades na unidade de saúde.Psicólogo – BANCO DE ALIMENTOS: Executar as atribuições editadas no respectivo regulamento da profissão executando tarefas afins. gestação múltipla. Psicopedagogo Clínico: Entre as atribuições do psicopedagogo estão a intervenção para a solução dos problemas de aprendizagem. Possibilitar a convivência comunitária. próstata e vesículas seminais e patologias articulares. cumprindo orientações administrativas. tórax. inclusive. Lesões císticas renais. contribuição do ultrassom nos dispositivos intra-uterinos. Médico / Ultrassonografista: Realizar exames e emitir laudos com conhecimentos técnicos na seguinte área: exames ecográficos e Doppler ecográficos. Apoio e acompanhamento do trabalho desenvolvido pelos cuidadores sociais. abdômen superior (fígado. na organização dos encaminhamentos. seus desdobramentos. de regras e rotinas fundamentadas no projeto político pedagógico do Equipamento Social. o exame físico e os complementares. sempre que possível com a participação do usuário. efetivar os encaminhamentos necessários. propedêutica e tratamento pré-natal. obstetrícia e ginecologia . utilizando os meios necessários de exame físico e complementares para determinar diagnóstico médico do sistema músculo esquelético e do tecido celular conjuntivo. Nefropatias crônicas. posteriormente. registro das ações desenvolvidas. avaliar. Participação nas reuniões para avaliação das ações e resultados atingidos no (s) Serviço(s) e planejamento de forma coletiva das ações a serem desenvolvidas. anatomia ultrasonográfica fetal e anatomia da idade gestacional. Promover dinâmicas de grupos e oficinas pedagógicas com os usuários e equipe. ultra-sonografia e esterilidade. Participar de atividades educativas de promoção e prevenção de saúde mental e saúde pública. Pancreatites. fluxos de informações e procedimentos. aos demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos e ás demais políticas setoriais. a utilização de métodos. Acompanhamento psicossocial dos usuários e suas respectivas famílias. 12 (doze) pacientes por turno de serviço. medicina interna e estudo ultrassonográfico do: crânio. Efetuar estudo ultrassonográfico das patologias da primeira metade da gestação. Acompanhar no acesso a programações culturais. Acompanhar o crescimento intra-uterino retardado. massas abdominais na infância. endometriose. Atender no mínimo. Efetuar atendimento integral à saúde mental. comparando-os com padrões normais. bioquímicos. bem como aplicar recursos de medicina terapêutica e preventiva. Médico / Psiquiatra (CAPS): Executar atividades de estudo. em articulação com os demais serviços da Rede Socioassistencial. Promover acesso à rede socioassistencial. vivências. Executar outras atividades correlatas. estudo ultrassonográfico do ovário normal e patológico. Tumores. anotando em prontuário próprio as queixas. vias biliares. patologias Pancreáticas. sistema gastrointestinal. técnicas e instrumentos que tenham por finalidade a pesquisa. Promover a inclusão e acompanhar a permanência do público-alvo nos projetos e serviços. assim como cuidados a serem observado. Solicitar exames laboratoriais e outros quando julgar necessário e ministrar o respectivo tratamento. para confirmar ou informar o diagnóstico. rins e bexigas. das demais políticas públicas e do SGD. Prestar assistência médico-psiquiátrica em unidade násica de saúde. relacionando-as a interesses. visitas domiciliares e institucionais. tumores renais. Colecistite aguda e crônica. na definição de fluxos de articulação. ultra-sonografia nas doenças ginecológicas malignas. a prevenção. em especial no CAPS – Centro de Atenção Psicossocial e/ou unidade similar. individual e coletiva. orientar e acompanhar a sua evolução nas atividades desenvolvidas. Realizar estudos de caso. órbita. Litíase biliar. Uropatias obstrutivas. Participar de reuniões/treinamento de âmbito local. estudo ultrassonográfico do útero normal e patológico. para promover a saúde e o bem estar da comunidade. Elaborar. distrital ou regional. sistema geniturinário. extremidades. Analisar e interpretar resultados de exames de Raios-X. Cumprir as normas técnicas. Trauma renal. sistema pulmonar. conforme legislação vigente — e executando tarefas afins. bem como anomalias fetais. Participar de programas de saúde pública.

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PATOS .PB 41 . 16 (dezesseis) pacientes por turno de atendimento. salvo se a demanda não atingir esta meta. no mínimo. Atender.Médico / Urologista: Executar atividades relativas ao tratamento e prevenção das doenças do aparelho urinário e de doenças do aparelho genital masculino.