REGULAMENTO INTERNO DE UTILIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO ESPAÇO INTERNET DE MONDIM DE BASTO

Artigo 1.º Definição O “Espaço Internet de Mondim de Basto” (EIMB) é uma sala aberta, de utilização pública, integrada na rede nacional de Espaços Internet criados no âmbito da iniciativa do Programa Operacional Sociedade de Informação (POSI) do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Artigo 2.º Gestão das instalações Compete à Câmara Municipal de Mondim de Basto assegurar a gestão das instalações do EIMB, sendo suas atribuições: a) Administrar as instalações nos termos do presente Regulamento e legislação aplicável; b) Executar as medidas necessárias ao bom funcionamento e aproveitamento das mesmas; c) Zelar pela boa conservação das instalações, condições de higiene e de utilização das mesmas; d) Analisar e decidir todos os casos omissos no presente Regulamento. Artigo 3.º Objectivos 1. O EIMB é um equipamento cultural que tem como principais objectivos: a) Promover e apoiar o uso generalizado da Internet, por todas as camadas da população; b) Disponibilizar e generalizar o uso de correio electrónico pela população do concelho de Mondim de Basto; c) Assegurar o acesso dos cidadãos a todos os tipos de informação da comunidade local à comunidade global; d) Integrar cidadãos com necessidades especiais na sociedade de informação; e) Proporcionar serviços de informação adequados às empresas locais, associações e grupos de interesse do concelho. 2. Com vista à concretização destes objectivos, o EIMB desenvolverá diversas actividades, designadamente: a) Promoção de acções de Animação destinadas a todos os grupos etários do concelho; b) Promoção de acções de Animação destinadas a pessoas com necessidades especiais, nomeadamente deficientes motores, auditivos e invisuais. Artigo 4.º Abertura 1. O EIMB está aberto de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro, excepto nos seguintes dias: Dia de Ano Novo, Sexta-Feira Santa, Domingo de Páscoa, Quinta-Feira do Corpo de Deus, Dia de Natal e Feriado Municipal.

2. O EIMB está aberto ao público de acordo com o horário aprovado em Reunião de Câmara Municipal (Anexo I) tendo em conta os objectivos enunciados no artigo 3.º e o interesse dos utentes. Artigo 5.º

Utilização
1. O acesso aos terminais de computador é facultado gratuita e livremente a todos os utilizadores desde que respeitem as regras de utilização deste tipo de equipamento. 2. Os terminais existentes destinam-se fundamentalmente ao acesso à Internet para consulta de páginas www, comunicação via e-mail, e/ou IRC e, excepcionalmente, para produção e edição de textos, gráficos e tabelas de natureza pessoal e/ou didácticos, sendo neste caso necessário o utilizador fazer uso de disco próprio destinado a guardar a informação produzida. 3. A sua utilização é coordenada pelo Animador devendo os utilizadores serem por este expressamente autorizados. 4. O tempo de utilização do acesso à Internet é, em princípio, limitado pelo horário normal de funcionamento do Espaço Internet. 5. Durante as horas de animação e sem prejuízo da estratégia de acompanhamento e do número de formandos, o Animador criará condições para disponibilizar um número mínimo de terminais para utilização dos utilizadores correntes. 6. Havendo excesso de utilizadores, poderá a Coordenação do EIMB ter de recorrer à elaboração de lista de espera, fixando um tempo limite de utilização, que será de duas horas. 7. A má utilização do equipamento obrigará o Animador a suspender imediatamente o uso do terminal do infractor. 8. As consultas a sítios e/ou portais cujo conteúdo possa ferir a susceptibilidade de utilizadores terceiros, pode vir a ser interrompida por sugestão do Animador, sem prejuízo do direito à informação e ao sigilo das consultas pessoais. 9. É permitida a cópia de páginas para disquetes trazidas pelos utentes desde que o Animador seja previamente informado e o autorize expressamente. 10. Qualquer avaria observada pelos utilizadores deverá ser comunicada ao Animador, não incorrendo ao utilizador qualquer penalidade. 11. Não são permitidos downloads para os discos rígidos do computador, mas apenas para disquetes. 12. Havendo necessidade de a qualquer momento (re)formatar o disco rígido dos terminais, não podem os Animadores nem a Coordenação do EIMB ser responsabilizados pela perda de informação produzida à revelia do presente Regulamento. 13. Por motivos de segurança do sistema, não é permitida a execução de programas recebidos via Internet. 14. As disquetes referidas nos pontos 1, 8 e 10 serão obrigatoriamente sujeitos a uma operação prévia de ScanDisk, efectuada pelo Animador, de forma a evitar a contaminação do sistema por vírus informáticos. Artigo 6.º Inscrição 1. A admissão como utilizador no EIMB faz-se mediante inscrição gratuita pelo preenchimento de uma Ficha de Inscrição que serve como termo de responsabilidade. 2. São criados três tipos de utilizadores: Eventual, Individual e Colectivo. 3. A inscrição do Utilizador Eventual faz-se mediante a apresentação de um documento de Identificação (Bilhete de Identidade, Cédula Pessoal ou documento oficial semelhante). 4. A inscrição de Utilizador Individual – com a emissão do “Cartão de Utilizador” – faz-se mediante a apresentação de um documento de Identificação (Bilhete de Identidade, Cédula Pessoal ou documento oficial semelhante); fotocópia do referido documento que

ficará anexa à ficha de inscrição; duas fotografias actualizadas e declaração dos pais ou encarregado de educação, se se tratar de um menor de 14 anos. 5. A inscrição do Utilizador Colectivo faz-se mediante listagem apresentada pelo acompanhante do grupo – professor, auxiliar de acção educativa, técnico de acção social ou outro – que assina a ficha de inscrição, assumindo a responsabilidade pelo cumprimento dos termos do presente Regulamento. 6. O Utilizador Eventual será convidado a fazer a inscrição como Utilizador Individual, desde que se verifique um número de registos de visita igual ou superior a cinco. 7. A Coordenação e os Animadores do EIMB reservam-se o direito de recusar documentos de identificação que suscitem dúvidas de autenticidade ou que considerem insuficientes para identificar devidamente o utilizador. Artigo 7.º Registo de utilização 1. O Animador procederá ao registo de entradas e saídas através do preenchimento de uma ficha diária de utilização, recorrendo à verificação dos dados disponíveis no Cartão de Utilizador ou nas fichas de inscrição – de Utilizador Eventual ou Utilizador Colectivo – referidas nos n.ºs 3 e 5 do artigo 6.º. 2. Para efeitos de controlo de entradas e saídas, o Animador mantém em seu poder o Cartão de Utilizador ou Documento de Identificação do Utilizador Eventual, o qual será devolvido no momento do registo de saída. 3. O registo de utilização do Utilizador Colectivo é feito em cada início de sessão de animação pela verificação de presenças recorrendo à lista apresentada pelo responsável do grupo. Artigo 8.º Direitos do Utilizador O Utilizador tem como direitos: a) Aceder livremente ao EIMB; b) Utilizar todos os serviços postos à disposição; c) Apresentar críticas, sugestões, propostas e reclamações. Artigo 9.º Deveres do Utilizador O Utilizador tem como deveres: a) Cumprir as normas estabelecidas no presente Regulamento; b) Manter em bom estado de conservação todos os documentos que lhe forem facultados, bem como fazer bom uso das instalações e dos equipamentos; c) Indemnizar o EIMB pelos danos ou perdas que forem da sua responsabilidade; d) Acatar as indicações que lhe forem transmitidas pelos Animadores responsáveis pelo EIMB; e) Comunicar imediatamente a perda ou extravio do Cartão de Utilizador sob pena de ser responsabilizado por eventuais utilizações fraudulentas por terceiros. Artigo 10.º Competências dos Animadores Aos Animadores do EIMB, sob a orientação da Coordenação, compete: a) Fazer cumprir o presente Regulamento; b) Promover acções de animação com vista a tornar acessíveis as fontes de informação a todas as classes etárias do concelho de Mondim de Basto;

c) Realizar as funções inerentes ao serviço de atendimento; d) Executar outras tarefas no âmbito das actividades promovidas pelo serviço do EIMB, assim como as que lhe forem confiadas para o eficiente funcionamento do mesmo. Artigo 11.º Competências da Coordenação À Coordenação do EIMB compete: a) Fazer cumprir o presente Regulamento; b) Dirigir o funcionamento do serviço e o trabalho a desenvolver pelos funcionários integrados no EIMB; c) Definir e avaliar regularmente as estratégias de animação na prossecução do cumprimento dos objectivos estabelecidos no artigo 3.º do presente Regulamento. Artigo 12.º Normas de conduta 1. O EIMB é um espaço de liberdade onde deve existir respeito por todos os utilizadores, funcionários e equipamento, pelo que não é permitido: a) Fumar, comer e beber; b) Fazer-se acompanhar de animais domésticos; c) Realizar qualquer tipo de jogos ou práticas que molestem os outros utilizadores. 2. Os utilizadores que, depois de avisados, não cumprirem com as disposições enumeradas neste artigo, serão convidados a sair das instalações, e em face da gravidade manifestada, ficarão sujeitos às sanções previstas pela lei. Artigo 13.º Responsabilidade civil Os animadores e coordenação não são responsáveis pelo extravio de dinheiro ou valores pessoais que possa ocorrer no interior do EIMB. Artigo 14.º Alterações ao regulamento O presente Regulamento será revisto periodicamente e sempre que se revele pertinente para um correcto funcionamento do EIMB, só produzindo efeitos após a aprovação pela Câmara Municipal. Artigo 15.º Entrada em vigor O presente Regulamento entra em vigor no dia imediato à sua aprovação pela Câmara Municipal.

Mondim de Basto,

de Julho de 2005

ANEXO I Artigo 6.º Horário de Funcionamento Os períodos e horários de funcionamento do EIMB são os seguintes: 1. De 1 de Maio a 30 de Setembro (Horário de Verão): Segunda, Terça, Quarta, Quinta e Domingo – das 10:00 às 22:30 Sexta e Sábado – das 10:00 às 23:00

2. De 1 de Outubro a 30 de Abril (Horário de Inverno): A definir

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful