O que é o Mercado de Ações?

O mercado de ações é um ambiente público e organizado para negociação de alguns títulos
mobiliários (ações, opções de ações, fundos imobiliários, etc.). As transações podem ocorrer por
intermédio das bolsas de valores ou nos chamados mercados de balcão (mercados em que são
comercializados títulos não negociados em bolsas, dentro das normas legais previstas em lei e
regulamentos, sem coordenação de entidades privadas de autorregulação).
Nas economias modernas, a grande maioria das operações no mercado acionário ocorrem por
intermédio das bolsas de valores. Para investir em ações é necessário que o investidor procure uma
corretora para abrir uma conta. É usando o sistema da corretora, também chamado de home-
broker, que o investidor tem acesso às ordens de compra e venda dos papéis negociados na Bolsa.
o mercado desempenha diversos papéis e objetivos:

 Para a empresa: O mercado possibilita adquirir capital para
investimentos e expansões, que possam fazer com que a empresa
cresça, gere mais renda, ganhe valor de mercado e atraia mais
investidores.

 Para os investidores: O mercado possibilita que o investidor seja
sócio e participe dos lucros de uma empresa sem necessariamente
participar das decisões e administração dela. Assim ele pode
multiplicar seu capital através da valorização de suas ações, do
recebimento de dividendos e juros sobre capital próprio, por
exemplo.

 Para a economia: O mercado de ações pode ser um indicador da
saúde da economia do país, medindo através das relações de oferta
e demanda, compra e venda, o valor de mercado que está sendo
atribuído para as empresas listadas na bolsa. Se analisado o
panorama de todas as empresas da bolsa, o mercado pode sinalizar
a evolução econômica do país com base na situação de suas
empresas mais importantes.

O que são Ações?
Uma ação representa a menor parcela de uma empresa, uma fração do capital social da
empresa. Ou seja você se torna sócio da empresa.
As ações são valores mobiliários de renda variável que oferecem resultados (ganhos ou
perdas) ao investidor. Esses resultados variam de acordo com o comportamento de seus
preços de mercado, as condições do setor em que se insere a empresa e a conjuntura
econômica nacional e internacional.
Uma ação, em geral, é vendida quando o investidor avalia que suas perspectivas, a médio e
longo prazos, são desfavoráveis em relação a outras ações ou outros tipos de
investimentos. Deve-se, como prática, ao investir em ações, pensar em prazo longo.

Embora o ordinarista tenha direito a voto isso não significa que ele seja responsável pelas dívidas da empresa. mudanças tecnológicas e muitas outras que possam afetar o desempenho da empresa emissora da ação. No caso de falência ou liquidação da empresa. que influencia o processo de valorização ou desvalorização de uma ação. .  de 2ª linha – são ações um pouco menos líquidas. de grande porte/âmbito nacional e excelente reputação. e tem as seguintes características:  menor volume de negociação na bolsa de valores: há dias em que alguns desses papéis nem são negociados. de preços elevados. em geral de grande e médio portes. está relacionada ao comportamento histórico dos preços e principalmente às perspectivas futuras de desempenho da empresa emissora da ação.  "small caps" capital pequeno) . os preferencialistas têm maiores chances de recuperar seus investimentos. A maior ou menor oferta/procura por determinada ação. em geral de companhias de médio e pequeno portes (porém. estabelecem o fluxo de oferta e procura de cada papel.são ações de grande liquidez (grande quantidade de negócios) e procura no mercado de ações por parte dos investidores.Esta é outra denominação para as ações de 3ª linha .tendem a subir mais lentamente e cair antes.Como é formado o preço de uma ação? O preço da ação é formado pelos investidores do mercado que. divulgação do balanço da empresa (com dados favoráveis ou desfavoráveis). e.  de 3ª linha – são ações com pouca liquidez. notícias sobre fusão de companhias.empresas de menor porte -.  Preferenciais (PN): são ações que têm a preferência no recebimento de dividendos. de empresas de boa qualidade. Outra forma de classificação genérica usada pelo mercado é quanto à liquidez e porte da companhia:  "blue chips” ou de 1ª linha . não necessariamente de menor qualidade). cuja negociação caracteriza-se pela descontinuidade (podem passar dias sem serem negociadas). Os preços dessas ações são mais baixos e são mais sensíveis às movimentações de mercado . dando ordens de compra ou venda de ações às corretoras das quais são clientes. fazendo com que se estabeleça o preço justo da ação. Tais perspectivas podem ser influenciadas por notícias sobre o mercado no qual a empresa atua. Como se dividem as Ações? As ações são emitidas por Sociedades Anônimas.Geralmente não possuem direito de voto. em geral de empresas tradicionais. consequentemente. e dividem-se em:  Ordinárias (ON): são ações que têm direito a voto nas Assembléias de Acionistas.

7.  por terem baixo volume de negócios. Código 3 .000 ações. são sempre para ações preferenciais: PETR4 (Petrobras PN).000. USIM5 (Usiminas PNA)..  alguns iniciantes costumam se enganar: apesar de terem preço baixo. . e d.as empresas que emitem mais de uma classe de ações preferenciais têm os códigos terminados com 5. o acionista que possui 100. b.. de novas ações decorrentes de aumento de capital por incorporação de reservas.  portanto. GGBR4 (Gerdau PN). etc e possuem apenas uma classe de ações preferenciais.  Grupamento ou inplit: é a redução da quantidade de ações em circulação. ter um grande prejuízo.. 6.00 para que esse acionista mantenha seu investimento financeiro de R$ 1. para que o valor financeiro do investimento não se altere.. Pode-se. . assim.09/06/2010) Além do ganho de capital (ganho auferido com a venda das ações a um preço maior que o preço de compra) o investidor em ações pode obter ganhos com os seguintes eventos:  Bonificação: é uma distribuição gratuita. aos acionistas. etc. elevando o valor unitário da ação.00). Quando uma empresa bonifica seus acionistas. As ações são sempre negociadas por códigos e obedecem alguns padrões.os códigos que terminam com 4.  maiores riscos de ganho ou perda.00 (200 ações X R$ 5. 8. etc. sem alterar o capital social da empresa. então ele possui um investimento financeiro de R$ 1. O valor das ações da ZPQ é reajustado no mercado para R$ 5. Códigos 5. também.00. elas têm gráficos difíceis de analisar pela "análise técnica". há uma menor liquidez. apesar de amioria dessas ações cutarem alguns centavos. lucros em suspenso ou reavaliação do ativo. Por exemplo: as ações da empresa ZPQ estão cotadas no mercado a R$ 10. mais 100 ações.. c. após o grupamento passa a deter 100 ações. não são garantia de lucro. já os recibos ou bônus de subscrição terão seus códigos determinados pela Bolsa à época de cada exercício.00). 6. ou seja.: VALE5 (Vale PNA). por exemplo: a. 8. Se um acionista possui 100 ações da empresa ZPQ. Recebeu uma bonificação de 1/1 (um para um). Além da valorização que Rendimentos existem no Mercado de ações? (Fonte: Banco do Brasil / Guia do Investidor em Ações II . 7.os códigos que terminam com o número 3. ELET6 (Eletrobras PNB).000. TNLP3 (Telemar ON).00 (100 ações X R$ 10. Código 4 .. passando a possuir 200 ações. TNLP4 (Telemar PN). PETR3 (Petrobras ON). Por exemplo: a Assembléia de Acionistas pode aprovar um grupamento de ações na proporção de 1000/1 (mil para um). o preço de suas ações no mercado se ajusta. são sempre para as ações ordinárias: BBAS3 (Banco do Brasil ON).

Série C . ou seja. quando ocorre o grupamento ou o desdobramento. após o período de subscrição.com período de exercício de 31. o acionista detentor de 200 ações.03. descritos acima.06.primeiro exercício de 12. passa a ter dois: a ação e o direito.2003 a 13. eles passam a ser negociados de forma separada da ação. No caso dos direitos permitirem a compra das ações a um preço abaixo de mercado.2003 segundo exercício de 31. Por exemplo: um desdobramento na proporção de 2/1 (dois para um). Estes direitos são negociados por um prazo pré-determinado.07. a Assembléia de Acionistas do Banco do Brasil aprovou a distribuição gratuita de bônus de subscrição em três séries: a. geralmente trinta dias.  Direito de Subscrição: É distribuído pela empresa emissora gratuitamente ou adquirido por um preço unitário em determinada data.06.2006 c. Esses bônus dão ao acionista o direito de subscrever ações com preço e prazo predeterminados. ou simplesmente negociar estes direitos com outro investidor. Por exemplo.1996.primeiro exercício de 12. a ação original da empresa antes da subscrição. ou seja. ou seja.06. o que permite ao acionista transferi-los a terceiros.2011 a 30. dentro de um prazo determinado. após o período de subscrição. Assim. .08. Da mesma forma que a Bonificação. eles têm valor.03.2006 a 30. o preço das ações também é reajustado no mercado. possuem validade e deixam de existir. O acionista que não efetuar a subscrição no período estipulado perderá seu direito e não terá restituição do valor pago antecipadamente pelos direitos/bônus de subscrição.06.  Bônus de Subscrição: São valores mobiliários emitidos pelas empresas e distribuídos aos seus acionistas. como mais um papel na bolsa.2003 a 13. dando ao acionista a opção de exerce-lo. já que estes papéis deixam de existir. quem tinha um papel. Estes direitos podem ser negociados no mercado secundário da BM&FBOVESPA. passa a deter 400 ações.2011. reduzindo o valor unitário para aumentar a liquidez da ação no mercado.: Venda dos Direitos de Subscrição: Durante o prazo em que se pode exercer os direitos à subscrição. Série B .2001. É importante observar que os bônus de subscrição têm as mesmas características dos direitos de subscrição. por um preço complementar. Os bônus podem ser negociados em Bolsa até dias antes do prazo final para subscrição.03. perdendo seu valor. que aumenta proporcionalmente com a diferença entre os dois preços (a vista e de subscrição). Série A . que geralmente negocia como as quatro letras do código da ação seguido pelo número 1 ou 2 e que pode ser exercido ou vendido para outro investidor. b. perdendo seu valor. entrar com os recursos e participar da subscrição ao preço anunciado pela empresa. em 17.2001 a 30. após o desdobramento. corrigido monetariamente ou não.08.2003 segundo exercício de 31.07. dando ao seu portador o direito de subscrever (comprar) uma nova ação. Obs.  Desdobramento ou split: ocorre quando a empresa aumenta a quantidade de ações em circulação. sem alterar o capital social da empresa.

Também prescreve em três anos da sua disponibilização. por esse motivo. A oscilação do preço ocorre de acordo com a oferta e demanda do mercado e também pode ser influenciada pela economia como um todo. esses retornam para a empresa. a rentabilidade está diretamente ligada ao risco que o investidor está disposto a correr.  Recibo de Subscrição: É o documento que comprova que o acionista exerceu o seu direito de subscrição. pela política econômica. O Recibo. Somente após a realização dessa Assembléia é que os acionistas recebem suas novas ações. Obs. pode ser negociado em Bolsa até dias antes da data da homologação da subscrição pela Assembléia de Acionistas. É um direito que prescreve após três anos do início de seu pagamento pela empresa (art./76). os recibos de subscrição. Caso o acionista não reclame o seu direito ao recebimento. pela queda dos preços no mercado internacional e pelo próprio desempenho da empresa e das expectativas que os investidores têm sobre o futuro dela. proporcionalmente à quantidade de ações detidas pelo acionista.diz respeito à capacidade da empresa em saldar suas dívidas. em dinheiro. ou seja.: Após o fim do prazo para subscrição. são consideradas "ativo de renda variável" e investimento de risco. em dinheiro. paga ao acionista. Porém. Até a homologação os subscritores detêm. 287 da Lei nº 6. é realizada uma Assembléia de Acionistas com o propósito de homologar a subscrição. na Instituição Depositária. O preço das ações sofre oscilações e. no entanto. pelo período de três anos. substituindo total ou parcialmente o dividendo. b. . Ao investidor avesso ao risco e que deseja um investimento mais estável. O investidor em ações busca uma maior rentabilidade de seu investimento.  Dividendo: Distribuição. de parte do lucro da empresa. sobre o capital investido na empresa.ligado à atividade fim da empresa e às características do mercado em que está inserida. O dividendo mínimo é de 25% do lucro líquido do exercício. Risco financeiro . esses ganhos dependerão do desempenho da empresa e de suas perspectivas futuras. a exemplo do Direito e do Bônus. em sua posição. É relacionado ao risco de a empresa não alcançar os resultados esperados. os dividendos permanecem à disposição do acionista. Existem alguns fatores de risco no investimento em ações:  Risco da empresa: depende da capacidade financeira da empresa e da atratividade econômica do seu negócio. Risco econômico . sem grandes oscilações de rentabilidade não se recomenda investir em ações. Quais os Fatores de Risco? (Fonte: Banco do Brasil / Guia do Investidor em Ações II - 09/06/2010) O investidor em ações obtém ganhos ao receber dividendos/juros sobre capital próprio/bonificações/subscrições (proventos) e ainda pela valorização do preço de suas ações na Bolsa (ganho de capital). Empresas com um nível de endividamento baixo apresentam baixo nível de risco financeiro e vice-versa.  Juros sobre Capital Próprio: Remuneração. O risco da empresa se identifica por: a.404.

quais sonhos deseja alcançar e o quanto de risco está disposto a correr pra isso. até. preço das ações. ou seja. É este passo que irá lhe ajudar a montar sua carteira e distribuir seu capital da melhor forma entre os prazos de investimento. o risco decorrente da falta de contraparte para realização do negócio. pane no sistema de telefonia.  Risco Sistêmico: decorre das dificuldades financeiras de uma ou mais instituições ou. do intermediador ou do próprio investidor que realiza suas operações via Internet. 2. Conheça seu Perfil de investidor Sabendo um pouco mais do mercado de capitais você conseguirá definir seu perfil de investimento. Como Investir: 1. de países que provoquem danos substanciais a outros. Essas falhas podem ocorrer no sistema da Bolsa. ou uma ruptura na condução operacional da normalidade do sistema financeiro em geral.  Risco de liquidez: está relacionado à dificuldade de comprar ou de vender um ativo em função de pequena quantidade de negócios realizados com ele. 3. dentre outras. Busque conhecimento! Antes de iniciar é importante conhecer o mercado de ações e entender como funciona esse investimento. O risco operacional também está ligado à falta de energia.  Risco Operacional: relacionado a falhas nos equipamentos e/ou sistemas utilizados para as operações no pregão.  Risco de mercado: representa a incerteza em relação ao comportamento dos preços dos ativos em função de oscilações das variáveis como taxa de juros. ou nos sistemas integrados de computadores. câmbio. Trace seus objetivos e estratégias .

Se seu objetivo é fazer uma viagem. Abra conta em uma corretora Para investir em ações você precisa ter uma conta em uma corretora de valores. você irá lançar uma ordem de compra na plataforma da corretora e essa ordem automaticamente cairá na Bovespa. Aprenda a acompanhar o mercado Existe uma máxima que costumamos dizer na bolsa: o mercado precifica tudo. Um ponto importante é que a abertura da conta normalmente é gratuita e não existe valor de manutenção. os prazos e a forma de alcançar esse resultado serão diferentes.Como falamos no item anterior. qual o valor que deseja atingir e em quanto tempo. Busque ajuda profissional . 6. onde o negócio será realizado. você precisa ter em mente quais os objetivos do seu investimento. Não é porque determinada ação está interessante hoje que ela estará amanhã. Seu custo é apenas sobre as operações realizadas. envia o dinheiro pra ela e começa a investir. Você precisa então estabelecer uma estratégia alinhada ao seu objetivo final. É ela que cuidará do seu dinheiro e intermediará suas operações com a Bolsa de Valores. O mercado muitas vezes funciona muito mais como um reflexo da interpretação dos investidores sobre o futuro das ações. Separe o seu capital para investimento Este é um conselho importante! Você deve ter um bom controle financeiro e separar com responsabilidade o dinheiro que irá destinar aos seus investimentos. Quando desejar comprar um ação. 5. 7. A qualquer momento podem surgir acontecimentos e notícias que mudem todo o cenário para este investimento. 4. comprar um carro ou acumular um bom capital para sua aposentadoria. Você abre sua conta. lembrando que o mercado de ações envolve riscos e por isso não é inteligente comprometer o dinheiro que é necessário para sua sobrevivência.

como falamos da consultoria. Venda suas ações e realize os lucros Caso sua estratégia tenha dado certo e a ação atinja o valor do seu objetivo. Escolha que ação deseja comprar com base em suas análises ou com o auxílio de profissionais experientes. 10. Escolha que ações deseja comprar Agora você está a um passo de realizar seu investimento. basta enviar uma ordem de compra na plataforma da sua corretora e monitorar o mercado até que o cenário esperado ocorra. basta lançar uma nova ordem: a ordem de venda. . o Stop Loss.Uma forma de minimizar os riscos do seu investimento é contando com a ajuda de bons profissionais do mercado. A escolha da sua corretora é um destes momentos. 9. E aí é só realizar seus lucros e continuar investindo. Compre suas ações Uma vez que você estabeleceu todos os valores para seu investimento. 8. Defina então seus objetivos nessa operação:  O valor máximo que está disposto a pagar pelas ações  A quantidade de ações que deseja comprar  O lucro que você tem como objetivo  E o valor máximo que está disposto a perder caso o melhor cenário não ocorra.