Acolhimento e Comunicação:sob

a perspectiva da Promoção da
Saúde

Dra. Stella Maris Brum Lopes
UNIVALI/SC
Curso de Fonoaudiologia
Mestrado Profissional em Saúde e Gestão do Trabalho

Promoção da Saúde
Promover a vida,os direitos do
cidadão, é compartilhar
possibilidade para que todos
possam viver seus potenciais de
forma plena,é perceber a
interdependência entre os
indivíduos, organizações e os
grupos populacionais e os
conflitos decorretnes desta
interação,é reconhecer que a
cooperação,solidariedade,
transparência como práticas
sociais correntes entre os
sujeitos,precisam ser
urgentemente resgatadas.
(AKERMAN,BOGUS,MENDES,
2004,p.609)

movimentos sociais. população • Intervenções de caráter participativo (BUSS.• Um enfoque político e técnico do processo saúde-doença-cuidado • Articulação entre indivíduos e comunidades • Envolvimento de governos.2003) .

1975) • Acolhimento: ato ou efeito de acolher expressa em suas várias definições.receber. Acolhimento • Acolher:dar acolhida.2008.admitir (FERREIRA. de “estar com” e um “estar perto de” (BRASIL. p.admitir.atender.dar crédito a .uma ação de aproximação. 6) .agasalhar.dar ouvidos.aceitar.

curativo Separa o prontuário e Acolhimento recepção técnica com inalação.farmácia encaminha para sala de espera escuta qualificada sujeito é encaminhado para o atendimento desejado Profissional de saúde escuta a demanda do usuário e identifica o tipo de necessidade de saúde orienta identifica riscos e vulnerabilidades resolve e oportuniza outra ações encaminha de promoção e promoção análise de exames . Usuário chega a unidade de saúde Expediente/balcão verifica a demanda do usuário Tem consulta agendada? não tem consulta agendada Procura atendimento específico sim quer/necessita do atendimento sala de vacina.

2008) . (Cartilha do PNH. assim. • Política:compromisso com o coletivo. • Estética: compromisso com a criação de estratégias que dignifiquem da vida e do viver e. Dimensões do Acolhimento • Ética: compromisso com o reconhecimento do outro.para a construção da própria vida.

.) tendo como • reorganização do serviço resultado o de saúde a partir da empoderamento da problematização dos comunidade. ações (. processos de trabalho ..como liga sociedade civil na fundamental no processo elaboração e controle das de produção da saúde.Promoção de Saúde Acolhimento • reforço da ação • valorização e a abertura comunitária: envolvendo para o encontro entre a participação social de profissional.usuário e sua atores do Estado e rede social.

participar • construção de propostas • reorientação dos serviços coletivas com as equipes. de saúde: ampliação do • postura de escuta e acesso aos serviços e compromisso em dar programas.Promoção de Saúde Acolhimento • desenvolvimento de • protagonismo dos habilidades sujeitos envolvidos no pessoais:estratégias que processo de produçao da capacitem os indivíduos a saúde. respostas as empoderamento dos necessidade trazidas sujeitos para a pelo usuário participação nas ações de cuidado .

Comunicação • Comunicação: os profissionais de saúde devem. ser acessíveis e devem manter a confidencialidade das informações a eles confiadas. artigo IV. não verbal e habilidades de escrita e leitura. inciso III) . A comunicação envolve comunicação verbal. (Diretrizes Curriculares. na interação com outros profissionais de saúde e público em geral. domínio de pelo menos uma língua estrangeira e de tecnologias de comunicação e informação.

culturais.2005). mas vivências interpessoais.• O ato de comunicar seja via mídia ou no contato interpessoal. reflete o entrelaçamento de diferentes aspectos onde se unem não só aspectos lingüísticos. emocionais e sociais (LOPES. . visuais e corporais. aspectos históricos. políticos.

(LOPES.2005) . Comunicar:processo de tornar comum. são eficazes estratégias de despotencialização da população. há necessidade de pensar como se constroem essas redes de significado. já que muitas vezes o discurso dos profissionais e a negação do saber da população.ação comunicativa • No cotidiano das práticas de saúde. deixando-os impossibilitados de reagir e construir sua saúde.

1999) .23 segundos (MARVEL et al.• Pacientes interrompidos depois de 15 segundos (BECKERMAN e FRANKEL.1984).

vai te encher o saco. Se tu der a amamentação certinho e produzir leite. mas tu não dá bola porque o teu leite não é fraco. tua vó vai vir.(LOPES.O médico quando faz pré-natal. diz: ó tua mãe vai vir. vai tá tudo bem.2001) .

isto é. realizando a interpretação (LOPES.2001.108). entendendo assim que os sentidos não são transparentes e o que podemos fazer são aprisionamentos provisórios dos seus sentidos.• Uma escuta que aposte na polissemia e tenha como condições a opacidade da linguagem.p. .

. com o psicológico dela e isso tudo é benéfico pro tratamento . num simples diálogo a gente consegue arranca coisas que dentro da clínica ali praticando e tudo mais a gente. ou seja...)às vezes a gente encontra paciente lá dentro que numa simples conversa..• (. a gente mexe com o emocional da pessoa.

• acho que a alegria e considerar essa alegria sabe tu tem tudo. ser. na tua espontaneidade. . eu acho que isso é importante né.. dentro da tua clínica.. porque tu tem que ser um profissional sério e tudo mais. né. porque eu acho que saúde também significa ser alegre. Claro que com seriedade. então tu ter isso em ti sabe. tu não precisa ser uma pessoa séria pra ta atendendo sabe. dentro do que tu for fazer.

de entende o ser humano. . a individualidade de cada um (E 5).. olhar o ser humano.. cura aquele paciente. cada um a subjetividade. sabendo um pouco mais da vida da pessoa.. tem que tenta se vira de um jeito ou de outro e isso ta auxiliando.. se eu não consegui na forma de como médico clínico geral de jaleco branco eu vo tenta de outra forma conversando..• .. vou ter um jogo de cintura assim e tenta busca algumas ferramentas auxiliares pra tenta chega à diagnósticos. ou seja. • .

diante de algo completamente absurdo dito ou realizado por alguém da equipe. respeitando e valorizando o olhar e a experiência de cada profissional. • Haja desprendimento para. Desafios • Haja humildade para encarar um “projeto terapêutico” discutido com toda a equipe. colocar-se solidário ao seu lado e orientá-lo sobre a forma mais adequada de fazer. .

diante de uma multidão de pessoas reclamando. . paciência e bom humor para.• Haja serenidade. levar adiante a proposta. • Haja persistência para. explicar que não vai ser sempre assim e que mudar não é coisa fácil. diante do cansaço e da ansiedade cotidiana de uma unidade de saúde.

• E haja discernimento para compreender que humildade. criado em 2002) . (Programa Acolher Chapecó. respeito às opiniões divergentes e espírito solidário não são exatamente os valores que a sociedade em que vivemos nos estimula a experimentar.

br .OBRIGADA!!!!!!!!!!!! Contato: stella@univali.