1a lista de exercı́cios – MTM 813 –

1. Se ku + vk = kuk + kvk com u 6= 0, prove que existe α ∈ R tal que v = αu.
2. Sejam x, y, z ∈ Rn tais que na norma euclideana kx − zk = kx − yk + ky − zk.
Prove que existe t ∈ [0, 1] tal que y = (1 − t)x + tz. Mostre que isso seria falso
na norma do máximo e da soma.
3. Mostre que a mediana de um triânglo isósceles também é sua altura, isto é,
se kxk = kyk, prove que z = 21 (x + y) é ortogonal a x − y.
4. Uma base ortonormal de Rn é uma base formada por vetores unitários.
Sendo {u1 , u2 , · · · , un } uma base ortonormal de Rn , mostre que
Xn
x= < x, ui > ui , para todo x ∈ Rn .
i=1
5. Mostre que para cada f : Rn → R linear existe um único y ∈ Rn de modo
que f (x) =< y, x >, para todo x ∈ Rn . (Teorema de Riez em Rn ).
6. Se a norma provém de um produto interno e a 6= b em Rn são tais que
kak ≤ r, kbk ≤ r então k(1 − t)a + tbk < r, para todo t ∈ (0, 1). (assim
caso a norma deriva de um produto interno, obtemos que a esfera não contém
segmentos de reta.)
7. Fixados α < β, para cada x = (x1 , · · · , xn ) ∈ Rn consideremos
kxk = sup |x1 + x2 t + · · · + xn tn−1 |. Prove tal aplicação define uma norma, a
α<t<β
qual não provém de um produto interno.
8. Dados a, b, c ∈ R a fim de que em R2 exista um produto interno tal que
< e1 , e1 >= a, < e1 , e1 >= c e < e1 , e2 >=< e2 , e1 >= b é necessário e
suficiente que a > 0 e ac > b2 .
9. Sendo X ⊂ Rn um conjunto convexo e r > 0. Prove que o conjunto
[
B(X, r) = B(x, r) é convexo.
x∈X
10. A intersecção de uma famı́lia arbitrária de conjuntos convexos é um con-
junto convexo.
11. Mostre que o conjunto X = {(x, y) ∈ R2 : x2 ≤ y} é convexo.
12. Para todo X ⊂ Rn , prove que Ẋ é um conjunto aberto, ou seja, int(Ẋ) = Ẋ.

Mostre que X ⊂ Rn é fechado se. Y ⊂ Rn . Dê exemplo de um conjunto X ⊂ Rn cuja fronteira tem interior não vazio e mostre que isto não é possı́vel se X for aberto. verifique que X × Y = X × Y em Rn+m . 17. Dê um exemplo onde não vale X ∩ Y = X ∩ Y . iii) Para cada conjunto limitado X ⊂ Rn . Se X ⊂ Rn e Y ⊂ Rm . ii) (xk ) não possui subsequências convergentes. Mostre que duas normas quaisquer de Rn são equivalentes. se k → ∞ com k ∈ IN0 e xk → a. verifique que ∂A ∩ ∂B 6= ∅. se A é aberto e A ⊂ X então A ⊂ Ẋ. Prove que Ẋ é o maior conjunto aberto contido em X. Prove que existe k0 ∈ IN de modo que xk ∈ A para todo k > k0 . e somente se. com d(A. Para quaisquer X. justifique que xk → a se k ∈ IN e k → ∞. A ∩ ∂A = ∅. Verifique ainda que A ⊂ Rn é aberto se. e somente se. . 14. 20. ou seja. Dada uma sequência (xk ) ⊂ Rn e sejam IN0 . 2 13. y > para todo y ∈ Rn . 18. Se A. prove que X ∪ Y = X ∪ Y e X ∩ Y ⊂ X ∩ Y . Prove que xk → a em Rn se. e somente se. se k → ∞ com k ∈ IN00 . IN00 ⊂ IN subconjuntos infinitos onde IN = IN0 ∪ IN00 . B) = 0. 19. Se z ∈ ∂X. 23. A ∩ X ⊂ A ∩ X para todo X ⊂ Rn . 22. < xk . B ⊂ Rn são limitados disjuntos e não vazios. y >→< a. 16. 24. ∂X ⊂ X. e somente se. Dada (xx ) ⊂ Rn . 15. verifique a equivalência das seguintes afirmações: i) kxk k → ∞ se k → ∞. Caso xk → a. Vale a recı́proca? 21. Sendo A ⊂ Rn um aberto e xk → a ∈ A. prove que existem sequências (xk ) ⊂ X e (yk ) ⊂ Rn \ X onde xk → z e yk → z. temos que INX = {k : xk ∈ X} é finito. Prove que A ⊂ Rn é aberto se. 25.

Mostre que existem x. 29. . 3 26. a intersecção X ∩ K é um compacto. Seja X ⊂ Rn tal que. 27. 30. Todo conjunto infinito X ⊂ Rn admite um subconjunto não compacto. y ∈ K de modo que kx − yk = diam(K). Mostre que X é fechado. então [x. 28. Mostre que existe ε > 0 de modo que se x ∈ K. y ∈ Rn com kx − yk < ε. Verifique que o fecho de um conjunto convexo é convexo. para todo compacto K ⊂ Rn . Sendo K ⊂ Rn um conjunto compacto e não vazio. y] ⊂ U . Sendo K ⊂ U ⊂ Rn onde K é um conjunto compacto e U um aberto.