UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP

INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS
CURSO: PSICOLOGIA

TÍTULO DO TRABALHO

BAURU
2017

TÍTULO (Fonte: tamanho 14, LETRAS MAIÚSCULAS , centralizado e com negrito)

Trabalho apresentado como exigência para
obtenção de nota na disciplina Comportamento
Humana nas Organizações e Atividades Práticas
Supervisionadas – APS, sob a orientação da
profa. Ms.

BAURU
2017

Karl Marx – O Capital . evidente. dotada de sutilizas metafísicas e discussões teológicas”. vê-se complicada. trivial. analisando-a. porém.“A primeira vista. a mercadoria parece uma coisa simples.

...2.. 1..................................................................2.........................11......6 Principais Concorrentes............. 1............... 1.........5 Principais Produtos/serviços...........2 Negócio / Atividade principal.......................................................................2.3 PROCEDIMENTOS 2...............2...... 1..........2................................................... 1...................................................Processos Sociais.........2......2.....................................................................2..................................................................................................... 1.......................2........ 1...............9 Estrutura Organizacional......... 1...............3 Missão....1 PERFIL DA ORGANIZAÇÃO 1..........................................................4 Objetivos e Políticas Gerais..... SUMÁRIO INTRODUÇÃO ....... 1........................................................7 Produção e vendas.......... Visão e Valores............................10 Principais Fatos que Caracterizam o Estilo de Gestão.........................2.................... METODOLOGIA ......................2.....................2.......................1 História........... 1........................... 1.......................2 INSTRUMENTOS UTILIZADOS 1.12 Ambito Grupal e Cultura Organizacional............. RESULTADOS E DISCUSSÃO .. 1................................................................. 1................13 Âmbito Individual .................8 Censo Organizacional................... 1.......................2...................................................................... 1..................

3. CONCLUSÃO REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS .

e de grupos dentro da esfera organizacional. A vertente epistemológica da Psicologia Social compreende o homem como um ser em devir contínuo. as ciências políticas. sendo a detentora do capital utiliza- se do seu poder econômico para criar uma cultura de perpetuação e centralização do poder. denominadas a “ralé” ficam limitadas a funções “braçais”. por volta de dois anos de idade. As esferas preponderantes são a antropologia. embustes e engodo. desenvolve a capacidade de simbolizar. inclusive deturpando o sentido original do conceito de seleção natural e disseminando a falsa ideia de que as classes mais ricas juntamente daqueles que ocupam os postos . desempenho e valores dos indivíduos. tecnologia. indústrias e afins. pertencentes às classes com poder econômico reduzido. enquanto as populações menos favorecidas. A análise funcional do comportamento nas organizações apoia-se na intersecção de vários campos heterogêneos. cultura organizacional (usos e costumes. o chamado trabalho “intelectual”. Seus aspectos mais relevantes são: Infraestrutura. e têm acesso assegurado às posições. dissimulando cavalgadas em cavalos. a cultura capitalista internalizada no âmbito do inconsciente pessoal e coletivo da sociedade pós-moderna. porém. Fundamenta-se numa ciência que se ocupa em conhecer metodicamente o comportamento humano sinalizando condutas. organização. Comportamento Humano Organizacional é uma disciplina que se preocupa com o entendimento do comportamento das pessoas e dos grupos nas corporações. Quando entram na adolescência são devidamente tolhidas de sua criatividade e espontaneidade sendo adestradas para que possam empregar suas forças de produção dentro do regime disciplinar do sistema mercantil totalitário. promove certa divisão. a criança brinca com cabos de vassoura. ideologia. a dinâmica das relações entre as pessoas dentro das empresas. valores). a sociologia e a psicologia. O ser humano precisa trabalhar para sobreviver. isto é. onde os indivíduos pertencentes às classes economicamente mais abastadas são os detentores da “meritocracia”. utilizando-se de sofismas.INTRODUÇÃO O trabalho a seguir refere-se à análise do comportamento humano dentro das organizações. suas brincadeiras desfilam toda sua espontaneidade e criatividade. competência interpessoal. pois é um ser biológico. cargos e postos mais elevados nas organizações. inclusive ideologicamente. A classe dominante.

motivação. os agiotas. (oriundo de os latifundiários. ideologia e administração. autônomo. relações interpessoais. treinamento. Comportamento organizacional diz respeito ao modo de agir dos sujeitos nas corporações. cargos. eficiência. dinâmica de grupo. As investigações e inferências apresentadas a seguir estão correlacionadas á disciplina de CHO. grupos e a infraestrutura causam sobre o comportamento no trabalho no intuito de utilizar essas informações em favor de uma eficiência maior de uma organização. grau de instrução. entre outros tópicos que influenciam as pessoas e os grupos nas organizações. experiência. conquistaram tais postos por méritos. aprendizado. As classes menos favorecidas acham-se desde então em um dilema: Como construir-se a si mesmo como ser possuidor de sua própria subjetividade e necessidades materiais com dignidade sem perder a criatividade e espontaneidade? Vir a ser “alguém” (identidade pessoal e social). gerenciamento de conflitos. O ser humano passa boa parte de sua vida trabalhando dentro das organizações e isso influencia diretamente a qualidade de vida das pessoas. . livre e não alienado. deixando de lado à história das oligarquias que se constituíram através do tempo e durante gerações sucessivas. O comportamento organizacional compreende questões essenciais como os humores.mais elevados atualmente nas organizações. habilidades. infraestrutura. O entendimento do comportamento particular de um indivíduo e dos grupos nas atividades laborais representam áreas de investigação do Comportamento Organizacional. às relações entre os indivíduos e as empresas. atitudes. saúde do trabalhador. orientar-se no sentido da busca por uma relação entre o sujeito e a empresa em que trabalha. liderança. e as capitanias hereditárias com seus donatários) entre outros velhacos que fizeram fortuna neste país explorando a desgraça alheia. a motivação. Os comportamentos relacionados aos ofícios. necessita ser ampliada para atingir-se um grau mais elevado e justo de interação entre patrões e empregados. O objetivo geral deste trabalho refere-se à análise do comportamento humano no ambiente de trabalho. planejamento. inovação. rotativismo. liderança. valores. ócio. Estuda as repercussões que os indivíduos. atividades. percepção. adaptação. E assim. segurança no trabalho. elaborando um para si unicamente por meio de um em si vindo a ser um indivíduo emancipado. comunicação. produção.

habilidades e aptidões. experiências e cultura. Comportamento Humano nas Organizações é um campo de estudo da psicologia que utiliza o conhecimento obtido sobre os indivíduos e grupos de trabalho e as repercussões que a infraestrutura causa sobre os modos de atuação e comportamentos das pessoas. liberdade. a espontaneidade. comunicação e sistematização. O conhecimento. a tese deste trabalho não diz respeito tão somente ás tecnologias e inovações. no intuito de conquistar um melhor rendimento e eficiência nas organizações. não se preocupa apenas com a produtividade e eficácia nas organizações. psicologia e treinamento (adestramento) de pessoas em prol do capitalismo. funcionalidade (ou disfuncionalidade) familiar. Este trabalho. a criatividade. afetação e influência dos indivíduos e grupos sobre as empresas sobre as pessoas e corporações. Diante do momento histórico o qual a sociedade atravessa. crenças pessoais e motivação são aspectos que e influenciam o comportamento humano. dignidade e direitos das pessoas. . torna-se imprescindível a compreensão acerca do exame de pessoas e equipes interagindo em organizações. nível econômico. analisando desse modo conforme parâmetros específicos. a interação. análise de dados e correlação com as abordagens e referências propostas pela disciplina Comportamento Humano em Organizações realizando-se desta forma um estudo sobre uma determinada organização e esmiuçando a relação patrão/infraestrutura/sistema/empregados no âmbito da atuação. O método utilizado neste trabalho foi à coleta de informações por meio de entrevista semiestruturada. este trabalho visa acima de qualquer coisa compreender as formas de atuação (modus operandi) que possibilitariam um equilíbrio maior entre os interesses das corporações de ampliação do capital e a autonomia. dinâmicas de grupos. inteligência emocional. observação. O Comportamento organizacional prefigura quaisquer atos praticados pelos indivíduos em empresas e locais de trabalho. a dignidade das pessoas e respeito aos direitos humanos. valores. no entanto. mas se ocupa principalmente das condições de trabalho dos operários. assistência do estado e das instituições. lucro do patrão e do crescimento do abismo econômico entre as classes sociais. A retroalimentação negativa. empreendedorismo. ISO 9001.

A empresa acredita que o segredo de seu êxito acha-se em sua competência em oferecer aos seus consumidores os melhores resultados em produto. chegando a uma produção de 350 mil baterias ao mês. constituindo-se uma organização de médio porte no setor de acumuladores elétricos (baterias) no Brasil e no exterior. contando sua produção média por volta de 19 mil baterias ao dia. documentação. METODOLOGIA 1.000m2 de área construída. Atuando desde o ano de 1993 a TUDOR dispõe de um complexo industrial composto de máquinas modernas e processos sistematizados de produção. é a mercadoria que proporciona o maior lucro. industriais e componentes no mercado de reposição. . situado na cidade de Bauru em um lugar estratégico no centro do estado de São Paulo.000m 2 com mais de 10. logo. regras e valores referentes á execução. À fábrica TUDOR de baterias LTDA. encontra-se localizada no Distrito industrial II em Bauru-SP. África e Europa. prestação de serviços e manutenção. conservação e gerenciamento do controle de qualidade.1 PERFIL DA ORGANIZAÇÃO A organização que se identifica como estudo de caso tem como principal atividade a produção e comércio de baterias automotivas. Dentre as baterias produzidas na TUDOR a linha automotiva TFS60PVD é o produto mais vendido por esta empresa.1. O complexo industrial em Bauru possui área total de 35. A linha de produção acha-se decomposta em 50% automatizada e 50% braçal. especialmente China e índia e América do Sul. Do mesmo modo possui certidão ISO TS 16949 desde o ano de 2000. As indústrias Tudor detêm de estação comercial com mais 30 círculos de fornecimento no Brasil e 15 pontos de abastecimento para o mercado asiático. A fábrica possui certidão ISO 9001 desde 1995. que determina princípios. que é uma norma técnica ISO que ordena as regras dos sistemas de qualidade automotiva. Conta com frota particular de caminhões com possibilidade de entrega em seja qual for à cidade dentro do país.

para outros. Acumuladores AJAX LTDA e a Baterias CRAL LTDA. uma extensão do setor Norte e o comércio internacional. TUDOR SP. Sudeste. a partir de então. uma delas situa-se em Bauru. Dois amigos.1 História A fábrica Tudor foi criada em 1993 por um grupo de mecânicos e eletricistas com experiência de mais de 20 anos no segmento de baterias automotivas.1. Os centros de produção estão sistematicamente localizados para satisfazer o mercado interno nacional com competência e rapidez. Governador Valadares é a cidade no estado de Minas Gerais onde se encontra a outra unidade das indústrias Tudor. Decisão tomada e. além de fabricas baterias automotivas.2 INSTRUMENTOS UTILIZADOS 1. os dois amigos empreendedores decidiram investir no mercado de placas “cruas” (sem carga) de baterias. A empresa possui duas unidades da fábrica dentro do território do país. alguns achavam um sonho inatingível. um mecânico e um eletricista decidiram abrir sua própria empresa. que fornece a mercadoria produzida na fábrica para a região Sul do país. após anos trabalhando em uma oficina elétrica e mecânica. pesquisa. Em pouco tempo. à ocasião. interior do estado de São Paulo. à TUDOR MG. deu-se também início às atividades comerciais de partes da . que guarnece para o necessário demandado das regiões Centro-Oeste. muito esforço. a cidade já contava com duas grandes fábricas de baterias inseridas em seus limites.2. Afinal de contas. Na época não detinha de condições para produzir uma mercadoria com qualidade e preço baixo. região Norte e Nordeste. Bauru – cidade de porte médio no interior do estado de São Paulo – tinha pouco mais de cinquenta mil veículos em circulação e. ambas estabelecidas na cidade há muito mais tempo. e foi justamente nesse galpão de baterias velhas recondicionadas que surgiu o que hoje é a moderna fábrica de baterias Tudor. Eles alugaram um barracão e começaram sua empreitada recondicionando baterias usadas. e inaugurou-se de início uma pequena fábrica em um barracão alugado. uma petulância desmedida ou somente insanidade. E foi em Bauru que nasceu o plano de fundar a fábrica de baterias Tudor. Na época.

sete dias por semana e 365 dias por ano. a da Tudor também foi circunscrita por tempos de crise. carga e expedição das baterias no intuito de reverter os prejuízos financeiros da organização. descansando um dia e alternando turnos. Mesmo com a ascensão em âmbito nacional. em uma semana trabalha-se das 7h: 00min ás 15h: 00min. também chamados reservatórios compartimentados onde são depositadas as placas de chumbo devidamente divididas pelos separadores de PVC. a fábrica passou a operar durante 24 horas por dia. o empresário que tomou às rédeas da empresa pagando dívidas com fornecedores. como as placas de chumbo (carregadas ou não) e os monoblocos de plástico. os funcionários que trabalham em outros setores como RH. a Tudor foi obtendo prestígio em todo o país. Chegou também a vender chumbo para munição de armas de empresas de vigilância. ultrapassando barreiras que surgiam. paulatinamente. Com seu estilo de gestão e cultura organizacional a empresa caminhou atravessando por crises econômicas e administrativas. na outra semana muda-se o turno para às 15 horas até as 23 horas. químicos e administradores cumprem escalas distintas. Com o passar dos anos. engenheiros.mercadoria. a TUDOR foi ampliando seus limites dentro do território nacional. Com as mudanças de funcionamento das escalas de horário e cultura o novo dono da empresa conseguiu aumentar a produtividade tornando possível o pagamento . e após um dia de folga. o trabalhador retorna ás 23 horas e segue até 7 horas da manhã no intuito de Esses horários correspondem aos turnos dos operários das linhas de produção. Decisão tomada. Foi progredindo nos fatores técnicos e em seu método de fabricação. que era o projeto original. os funcionários passaram a trabalhar em turnos de seis dias. Em 2005. desenvolvendo outros processos de mecanização da fabricação da mercadoria e flexibilização dos horários de funcionamento das linhas de montagem. Deste modo. produção. negócio que possibilitou o complemento financeiro necessário a um programa audacioso que fora deferido pela SDU – Superintendência do Desenvolvimento do Sudeste e pelo Banco do Brasil para importar máquinas e ampliar a pequena empresa em uma grande indústria de acumuladores de energia (baterias) e componentes. as empresas não iam bem e os dois amigos decidiram vender a matriz de Bauru para um empresário libanês chamado Nasser Ibrahim Khelaifi. da mesma forma que a história de diferentes segmentos empresariais. Dia após dia.

a fábrica equilibrou-se financeiramente. a TUDOR ampliou e cristalizou seu nome na “praça” como uma das marcas preeminentes no ramo de fabricação e comercialização de acumuladores de energia. o que impulsionou o faturamento do capital pela organização. Após a mudança do proprietário a fábrica sofreu mudança cultural e uma reviravolta comercial. Com a nova estratégia de fabricação e distribuição a organização passou a destacar-se entre as concorrentes e diferenciar-se. viabilizando a geração e . China. 1. atravessou todas as vicissitudes as quais as indústrias. marcando definitivamente sua presença no mercado nacional e fornecendo assistência técnica e garantia de qualidade. também. dos procedimentos utilizados visando maior produtividade e. os acumuladores de energia (baterias) tomaram partido de uma transformação que transcorreu juntamente com o setor automobilístico. e as novas tecnologias sofreram nos últimos 24 anos.2. Desde a inauguração da Tudor nada é mais do mesmo.de dívidas da antiga administração e em poucos anos. da cultura gerencial da empresa. Sendo hoje composta por 30 distribuidores que comercializam 65% das baterias produzidas para cerca de 15 mil clientes por mês em todo o Brasil. a organização vinculou-se a carteira de fornecedores para países como China e Índia com seus mais de um bilhão de pessoas em cada país com frota estimada em mais de 300 milhões de veículos somado os dois países. A Tudor conta ainda com entidades autônomas que servem a países da América do Sul. a economia. Um dos atributos distintivos de uma revolução extrema como ocorreu na esfera automotiva no início do século passado. Índia. Com a mudança da cultura organizacional e uma busca constante pela produtividade. Europa e África. Nesse interim. A história da fábrica encontra-se atrelada no quadro diacrônico de tal maneira na indústria automotiva bem como do desenvolvimento da tecnologia das mercadorias. eficiência e automatização dos processos produtivos e inovação técnica destacando o esforço como motivação para os êxitos idealizados.2 Negócio/Atividade Principal Na passagem entre os séculos XIX e XX. A Tudor enfim.

2013. foram especificados os processos e estágios que organizam as fases de produção da bateria automotiva TFS60PVD (modelo mais vendido pela empresa). . do peso desses acumuladores de energia. em conformidade com o curso do método estabelecido. de forma usual. Neste caso. como mostra a Figura 1. mostrado a seguir a imagem acústica (representação) de tal procedimento. a começar do motor. as baterias de íon-lítio. no momento em que passaram a atuar em uma função semelhante aos dias de hoje. menores e com capacidade mais ampla de acumular energia 1. de forma a possibilitar uma visão panorâmica. estabelecendo um limite para a tecnologia clássica (bateria de chumbo-ácido). assim. sendo o Brasil possuidor de complexo industrial amplo. à necessidade de níveis cada vez maiores de energia para prover as diversas funções que o veículo exerce. assim como sua rede de produção. principalmente. assim o desenvolvimento das novas tecnologias como os veículos elétricos deverá progressivamente provocar repercussões na área de estrutura de recarga. Nos dias atuais. servindo de modo que as placas de chumbo no interior dos monoblocos servem como acumuladores de energia que servem aos subsistemas elétricos que são utilizados em funções específicas. Despontam. A indústria de baterias automotivas Tudor concentra-se quase que exclusivamente na produção de baterias automotivas tradicionais.expansão de uma nova área de consumo dentro do sistema capitalista. como possível tecnologia preponderante. modificando o estado atual do setor e ameaçando a sobrevivência das fábricas convencionais. todos os veículos possuem acumuladores de energia. Os acumuladores de íon- lítio correspondem atualmente a 5% da produção total de baterias das indústrias Tudor. Com o passar do tempo. 95% constituem-se em baterias de chumbo-ácido. o restante. a bateria para os carros elétricos. existente hoje na frota atual de veículos automotores. A inserção dos veículos automotivos viabilizou por consequência o surgimento dos postos de combustível. As baterias surgiram por volta de 1910. como a ignição. Entre os veículos elétricos os acumuladores de energia exercem um ofício essencial. 1 CASTRO et al. é indistinta das baterias tradicionais. que não se harmonizariam com um veículo elétrico. o setor em risco era a de carroças e carruagens. Este obstáculo decorre do tamanho e.

No setor de fundição. denominadas placa crua. e assim dando forma a “placa”. e depois então. A seguir o chumbo é levado do depósito para a zona de fundição onde são feitos os polos e outros itens da bateria que a seguir são levados para a seção de pré-montagem. objeto de análise. onde incorporara a carga. onde as grades recebem as massas positivas ou negativas. O procedimento. que logo após são transportadas até a seção de empastamento. . Essa placa crua é carregada para a estufa onde se realiza a etapa de cura e secagem do material. processado em forma de grandes barras em um forno siderúrgico conhecido como “a boca do inferno” e a seguir estocado. a seguir elas são levadas para a linha de montagem. tem início com o chumbo (matéria prima) sendo extraído da natureza a partir de alguns minerais. recebe o rótulo típico da marca e por fim é estocada. à o processo acaba com a bateria é limpa. logo após. também são produzidas as grades da bateria. vedada e onde também são realizados testes. Figura 1 – Representação esquemática da produção de baterias. no qual se verifica a confecção das baterias propriamente ditas em linhas de produção com escala industrial nas esteiras do esquema fordista. resultantes da mistura homogênea de óxido de chumbo com solução de ácido sulfúrico. é derretido e. a bateria é levada para a seção de formação. Uma vez pronta.

Fonte: Adaptado do livro ENEGEP. FREITAS.3 Missão. 13). Ellen et al (2015. 1. p.2. Visão e Valores .

SP. Um dos objetivos da Tudor é ampliar a unidade em Bauru. O procedimento de expansão será concluído em quatro anos. A Tudor possui intercâmbios com fábricas chinesas e da América do Sul. os acumuladores Tudor que já dispõe de um nível alto de qualificação. como já fora dito antes. A Tudor preza pela satisfação de seus consumidores e parceiros. 1.2. investindo também em pesquisa e elaboração de novas tecnologias e produtos. Com a ampliação da fábrica. 1. A fábrica tem por objetivo investir em modos de gerenciamento de qualidade. oferecendo aos seus clientes alta qualidade com baixo custo. A fábrica de baterias Tudor sustenta a visão de uma das empresas líderes do mercado com seu compromisso de alta produtividade e agilidade na entrega de seus produtos. Os aspectos macroeconômicos do país. aumentando em 30% a capacidade produtiva. A Tudor é no presente uma das fábricas de baterias automotivas no Brasil com a maior diversificação em suas linhas de produção e mercadorias. o crescimento do poder de compra das classes mais pobres e as taxas de juros mantidos em níveis reduzidos devem sustentar o negócio de acumuladores de energia em alta. o comércio de acumuladores de energia está diretamente relacionado com a frota de veículos em circulação e em fase de produção.4 Objetivos e Políticas Gerais A Tudor tem como política geral a satisfação dos seus clientes. Com viabilidade de consumo em alta no setor de veículos novos. 5% de sua produção compõe-se de baterias de íon-lítio que . resultarão superiores se comparadas a outras marcas.2.5 Principais produtos/serviços A fábrica Tudor concentra-se na produção e comercialização de baterias automotivas de chumbo-ácido e componentes. Embora a empresa trabalhe com tecnologia tradicional. Os valores da empresa subjazem aos princípios de não se medir esforços no intuito de superar-se sempre. o que equivale a um milhão e cem mil baterias a mais por ano.

(SP) motos. barcos. Johnson Heliar. e barcos.6 Principais concorrentes Tabela 1 – Principais concorrentes de baterias automotivas das indústrias TUDOR: Empresa Marcas2 Origem Localização Aplicações Mercados Porte do das de atuação estimado capital baterias Moura Moura e Brasil Belo Jardim Veículos. Reposição Médio motos. estacionárias Freedom e tracionarias Ajax Ajax Brasil Bauru (SP) Veículos. o número de baterias produzidas com essa tecnologia seja elevado para 25% do total de baterias produzidas na unidade de Bauru. 1. Grande Controls Bosch. OEM. exportação estacionárias. exportação Varta.possui tecnologia mais avançada. reposição e Optima. a perspectiva é a de que até meados de 2030. por obséquio. exportação (SP) estacionárias e tracionárias. Grande Zetta (PE) e motos. EUA Sorocaba Veículos. OEM. reposição e Itapetininga barcos. som automotivo .2.

2. Tais . Reposição Pequeno (SP) tracionarias e e industriais exportação especiais 1.7 Produção e vendas A performance atual da fábrica de acumuladores Tudor é positiva. E assim os trabalhadores intercalam os horários de trabalho com os dias de folga. os funcionários labutam em turnos rotativos. na outra semana trabalha-se a tarde a noite e por fim.Cral Cral Brasil Bauru (SP) Veículos e Reposição Médio tracionarias e exportação Tudor Tudor Brasil Bauru (SP) e Veículos. Reposição Médio Governador motos. neste caso trabalha-se uma semana de manhã e parte da tarde. As vendas vêm aumentando em altos índices valendo-se da flexibilização das leis trabalhistas que possibilitam a negociação direta entre patrões e empregados no tocante aos horários dos turnos e horas trabalhadas por semana. Brasil Umuarama Veículos e Reposição Pequeno Woltrax e (PR) som Energex automotivo Eletran Eletran Brasil Apucarana Veículos. sendo o primeiro turno das 7h às 15:00. das 15h às 23:00 e de 23h às 07:00. e Valadares estacionárias. Reposição Pequeno (PR) tracionária e som automotivo Inbracell Excell Brasil Cachoeirinha Veículos e Reposição Pequeno (RS) tracionaria e exportação Newpower Fulguris Brasil Guarulhos Estacionárias. muda-se o turno para o horário de madrugada adentro. exportação (MG) tracionarias e som automotivo Baterax Baterax. assim.

porém essa última veio a falência nos últimos anos. escolaridade/qualificação predominante.mudança provocam desequilíbrio no ciclo circadiano. Gráfico 1 – Produção e vendas de baterias para a China (em milhões de unidades) 1. 1. Ainda havia em Bauru. enquanto a Tudor e a Cral (ambas em Bauru) somam 5% do mercado nacional. idade. A Tudor ocupa nos dias atuais a posição de quarta maior empresa produtora no ramo de acumuladores de energia com cerca de 5% do total de baterias produzidas e comercializadas dentro do território nacional.9 Estrutura Organizacional . Consoante o que será apresentado. que aumentou consideravelmente na última década.2. parte da demanda de baterias de chumbo-ácido Tudor vem sendo as exportações para o mercado chinês. tempo de casa. A indústria brasileira de baterias automotivas Moura e a norte-americana Johnson Controls detém cerca de 50% do mercado nacional somando as duas empresas. a fábrica de acumuladores Ajax LTDA.8 Censo Organizacional Aqui vocês devem colocar número de Funcionários. O principal cliente da fábrica Tudor nos dias de hoje são os chineses consumindo cerca de 40% do total de baterias produzidas pela unidade de Bauru.2. Se possível em gráficos de pizza com percentual. sexo.

plano de carreira.10 Principais fatos que caracterizam o estilo de Gestão praticado na Organização 1. treinamento. etc. avaliação. benefícios.1.11 Processos Sociais Coloquem de forma resumida os Sistemas de gestão de pessoal: recrutamento. regulamentos. normas. políticas. seleção.2. . segurança e higiene. desenvolvimento de pessoal.2. comunicação.

destacando aqueles mais dinâmicos no processo. de forma a buscar um possível equilíbrio entre .12 AMBITO GRUPAL E CULTURA ORGANIZACIONAL AQUI VOCES DEVEM FAZER EM FORMA DE RELATÓRIO O QUE FOI PEDIDO NO APENDICE C 1. distinguindo os principais procedimentos nesse sistema. O método utilizado moveu-se de início de revisão de literatura. enumerando os aspectos que o fomentam. 1. Refere-se a um estudo de campo. roteiro de observação do ambiente de serviço e as repercussões da listagem de pesquisa. em que se procurou analisar a dinâmica das relações de trabalho.2. 1. a posteriori foram realizadas entrevistas semiestruturadas para o levantamento de dados.2.13 AMBITO INDIVIDUAL Colocar em forma de relatório as entrevistas realizadas pegando cada item e verificando coincidências ou divergências. os quais foram estudados. a fim de conceber alguns possíveis conflitos entre a classe trabalhadora e a classe detentora dos meios de produção. e dentre os mesmos. Assim este trabalho tem como finalidade verificar o comportamento humano nas organizações concernente a apreciação do sistema produtivo da empresa do ramo de baterias elétricas. 3 PROCEDIMENTOS As ferramentas utilizadas no propósito de reunir dados que oferecessem aporte que contribuíssem no reconhecimento dos aspectos da organização foram as entrevistas semiestruturadas.

ás fontes utilizadas (entrevistas). com base nos dados colhidos nas entrevistas. e um auxiliar de produção do setor de montagem de baterias da fábrica. estabelecida na cidade de Bauru – SP. Deste modo. buscou-se a análise e interpretação do sistema produtivo da empresa. foram feitas com o Diretor de Recursos Humanos da empresa. segurança. produtividade e diminuição de custos e os trabalhadores pleiteiam por melhores condições de trabalho. A coleta de dados ocorreu no ano de 2017. 5 CONCLUSÃO . bem como a dinâmica das relações e a compreensão dos fenômenos apreciados no processo. vislumbrando a hipótese de haver conciliação entre interesses antagônicos. que fornece baterias para o mercado nacional e também em outros países.as relações entre patrões/empregados. A respeito do ambiente dessa pesquisa. onde o dono e administradores da empresa buscam por qualidade. perspectivas de carreira e melhores salários. especialmente a China. que trabalha essencialmente no processo de seleção e recrutamento de novos funcionários. 4 RESULTADOS E DISCUSSÃO (citar questões centrais do diagnóstico realizado. bem como a análise dos resultados em geral realizando a articulação dos mesmos com a teoria pertinente ao tema). a mesma foi elaborada em uma empresa do setor de acumuladores de energia (baterias elétricas).

2002. 443-496.org. Ministério do Desenvolvimento. E. 2002. São Paulo: Prentice Hall. p.R. 2017. Baterias automotivas: panorama da indústria no Brasil. B.com/doc/931856/baterias-automotivas--panorama-da-ind%C3%BAstria- no-brasil--as />. 9ª ed. as novas tecnologias e como os veículos elétricos podem transformar o mercado global. (incluir as dificuldades encontradas durante a pesquisa e possibilidades de extensão do trabalho no futuro. ROBBINS. Stephen P. et al.br/home/ 1 CASTRO.H. Comportamento Organizacional.sindipecas. BNDES Setorial 37. Acesso em: 06 de maio. 2013 Disponível em:< http://livrozilla. SOTO.. . Comportamento organizacional. São Paulo: Thomson. bem como de intervenção possível diante da realidade analisada) REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS http://www. Indústria e Comércio Exterior.

2004.SPECTOR. São Paulo: Saraiva. 2002. . Psicologia nas organizações. ROBBINS. Fundamentos do comportamento organizacional. P. E. P. São Paulo: Prentice Hall. S.