Renúncia

:

1) Conceito: A renúncia e a recusa em assumir a posição de
herdeiro. A desistência em assumir a posição de herdeiro.

2) Características:

 Declaração unilateral.
 Abstratividade. Independe de motivação.
 Indivisibilidade. A renúncia não pode ser parcial.

Obs. O legatário e herdeiro. Pode ocorrer a recusa do legado.
Art. 1.808, § 1 e § 2 do CC.

 Ato puro e simples. Não pode ser condicionada. Art. 1.808 do
CC.
 Gratuidade.
 Efeito retroativo. Retroage e apaga a saisine. Art.1.804 §
Ú do CC.
 Formalismo. Art.1.806 do CC

oSeja feita por Termo nos autos de inventário.
OU
o Seja realizada por instrumento público.
 Irrenunciável. Art.1.812 do CC

3) Do momento: A partir da morte. Fato gerador da transferência
do patrimônio.

4) Efeitos:

Na sucessão legitima. Art. 1.810 do CC.

Ex: No caso de morte dos pais, havendo netos e ascendentes, a
herança será transferida para o próximo descendente do inciso
I, os netos e não os ascendentes. No caso os netos.

Ex: No caso de renuncia de um dos filhos, o monte destinado a
esse, será transferido para o montante total para ser
redistribuído para os herdeiros do inciso I da ordem vocação,
preterindo os netos, os filhos daquele que renunciante.

Art. 1.810 e 1.811 do CC

Na sucessão testamentária. Art. 1.947 do CC

Obs. Consentimento do cônjuge para o ato de renuncia. Art.80,
II do CC.

1.1. Importante ressaltar que pode haver supressão judicial da anuência do cônjuge. . Renuncia não seria o mesmo que transferir.656 do CC).1. Art.649 do CC.  Translativa ou in favore: “Renuncia” em favor de alguém. Ocorre a renuncia. mas o renunciante determina que a herança renunciada seja destinada a alguém especifica. conseqüentemente entendendo como ato de alienação Art. Aceitação + Cessão de Direitos Hereditários. Sob pena de anulação Art.  Para a doutrina majoritária entende que o ato de renúncia.647.§ Ú do CC. pois a renuncia retroage ate a saisine. 1. (Exceção – regime de separação absoluta ou hipótese art. pois retroage até a saisine. I do CC. 6)Renuncia:  Abdicativa: É a verdadeira Renúncia. não há que se falar em transferência (alienação) tendo em vista que o patrimônio nunca fora dele.  Para a doutrina minoritária.804.