1

Disciplina: Metodologia das Ciências Sociais I Profª Drª Silvia Helena Andrade de Brito
Curso: Ciências Sociais (2017)
Acadêmica: Ariel Dorneles dos Santos

ROTEIRO DIDÁTICO PARA SEMINÁRIO:

Unidade 1 – A relação entre teoria, método e as abordagens quantitativas na produção do
conhecimento científico

1. Texto a ser trabalhado

CERVI, Emerson Urizzi. Métodos quantitativos nas ciências sociais: uma abordagem
alternativa ao fetichismo dos números e ao debate com qualitativistas. In:
BOURGUIGNON, Jussara Ayres. (Org.). Pesquisa Social: reflexões teóricas e
metodológicas. Ponta Grossa: Toda Palavra, 2009. p. 125-144. Disponível em:
http://www.blogempublico.com/wp-
content/uploads/2011/04/2008_PesquisaSocialMetQuant_CapEmerson.pdf.

2. Objeto do texto

O objeto do texto 2 dessa unidade é tratar da complexidade do uso da pesquisa quantitativa como
ferramenta de pesquisa nas ciências sócias. Demonstrando também a sua funcionalidade nas
pesquisas. O texto busca distinguir a técnica qualitativa da quantitativa e demonstrar a
importância no uso destas em determinadas situações/condições da pesquisa.

3. Temáticas do texto

a) Distinção de qualificar e quantificar (p. 126):
- O autor demonstra a diferença básica entre qualificar e quantificar em termos de pesquisa social.
E que para que uma ocorra ou outra é necessário um cenário mais específico, ou seja: ter um
objeto delimitado, se o foco é explorar as características do obejto etc.

b) Polêmica entre quantitativistas e qualitativistas (p. 127):
- Apresenta-se a tensão que ocorre entre esses dois tipos de pesquisadores ao reforçar sua
respectiva técnica em detrimento de outra. O autor enfatiza a necessidade do uso dessas duas
técnicas para uma pesquisa social mais produtiva.

c) Pesquisa quantitativa (p. 128):
- As características desse tipo de pesquisa são apresentadas de forma a compreender sua aplicação
em uma pesquisa social.

d) Pesquisa quantitativa como não exclusividade de cientistas (p.128):
- Não somente cientistas, mas outros profissionais podem e se utilizam da técnica quantitativa na
produção e/ou representação de fatos da vida social, como por exemplo o jornalismo.

h) Pesquisa empírica (p. 131). 4.Há precisão na técnica quantitativa? (p.O que vem a distinguir uma área da outra.O autor retrata que existe uma limitação quanto aos resultados da pesquisa social por essa ter limite de precisão. 129) . 133-134) . g) A pesquisa quantitativa que delimita possibilita também extensão teórica (p. 2 e) Diferença entre jornalismo e pesquisa social (científica) (p. 128-129) . 136-137) . 129) . sendo esse o resultado de conceitos e evidências. 130) . 135-136) .Objetivos dos métodos de pesquisa social empírica (p. 140-141) .Para que serve o quantitativismo? (p. medidas.Ao se utilizar a técnica quantitativa. 136) .Experiência controlada e estudos observacionais (p. f) O que distancia quantitativistas dos qualitativistas (p. Problematização do texto a) Quanto a categorias: . g) Diálogo metodológico (p. mas a pesquisa social empírica quantitativa permite avançar nas teorias já existentes. 133) . . o que é necessário para a devida representação social.Fetichismo estatístico (p. demonstração de resultados matemáticos desprovidos de contexto.É necessário assim a importância de um diálogo entre as ideias e as evidências para a representação social da realidade.É feita uma crítica quanto a criação de dados.Finalidade do quantitatismo (p. para o autor. h) O resultado do método quantitativo quando não contextualizado (p.Pesquisa social x Jornalismo (p. pois seu resultados tendem a ser múltiplos. 126-127) . bem como suas finalidades.O que vem a determinar a diferença básica de um para o outro é a demanda imediata do público a que se destina determinada pesquisa. é basicamente o público que essas áreas tentam atingir.Técnicas de pesquisa quantitativa (p. coloca-se como já conhecidas as características e que essas podem ser contadas. 138) . 132-133) .