You are on page 1of 9
Rodrigo Martiniano – Direito Eleitoral Curso Completo de Direito Eleitoral ALISTAMENTO ELEITORAL Legislação básica

Rodrigo Martiniano Direito Eleitoral

Curso Completo de Direito Eleitoral

ALISTAMENTO ELEITORAL

Legislação básica aplicável CF/88 art. 14 Res. 21.538/2003 do TSE CÓDIGO ELEITORAL (com muito cuidado)

Conceito O alistamento eleitoral é a qualificação do indivíduo através do qual se opera sua inscrição em um cadastro de eleitores mantido e velado pela Justiça Eleitoral. (in Direito Eleitoral Descomplicado)

Alistamento Obrigatório:

> 18 ANOS

Facultativo para (segundo CF/88):

Os analfabetos Os maiores de 70 anos Os maiores de 16 e menores de 18

Não é obrigatório, segundo o CE (muito cuidado):

Inválidos Maiores de 70 Os que se encontrarem fora do pais

Alistamento vedado Conscritos Serv. militar obrigatório Os que estejam privados, temporária ou definitivamente, dos direitos políticos. Estrangeiros (há exceção??)

O PORTUGUÊS EQUIPARADO!!! Requisitos básicos:

Ser cidadão português Reciprocidade para os brazukas Suspende os direitos políticos no país da nacionalidade Equiparam-se aos brasileiros naturalizados Não perde a condição de estrangeiro

1

Eu Vou Passar e você?

ALISTAMENTO ELEITORAL SITUAÇÕES ESPECIAIS Menor de 16 : deve completar a idade até a data

ALISTAMENTO ELEITORAL SITUAÇÕES ESPECIAIS Menor de 16: deve completar a idade até a data do pleito Após os 18 (sem multa) Até os 19 anos, sob pena de multa. Não se aplicará a multa se a inscrição for solicitada até 151 dias antes da eleição subsequente à data que completou os 19 anos.

Naturalizado brasileiro:

até um ano após a naturalização, sem pagar multa

Analfabeto que deixou de sê-lo:

tem alistamento obrigatório, mas não paga multa

Alistamento de cegos Sistema Braille Alfabetizados pelo sistema braille Preenchimento dos documentos - sistema braille Atos feitos na presença de funcionários de estabelecimento especializado de amparo e proteção de cegos, conhecedores do sistema braille Devem atestar a validade do documento Alistamento em estabelecimentos de proteção aos cegos Marcação prévia de dia e hora Possibilidade de inscrição de todos os cegos do município na mesma seção Se no alistamento realizado nestes termos, o número de eleitores não alcançar o mínimo exigido, este se completará com a inclusão de outros, ainda que não sejam cegos

DA QUALIFICAÇÃO DO NACIONAL

Documentos essenciais:

Carteira de identidade ou carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal, controladores do exercício profissional; ou Certidão de nascimento ou casamento, extraída do registro civil; ou

Documentos essenciais Instrumento público do qual se infira, por direito, ter o requerente a idade mínima de 16 anos e do qual constem, também, os demais elementos necessários à sua qualificação e Certificado de quitação do serviço militar; obrigatório para os maiores de 18 anos (homens)

Observações As certidões de nascimento ou casamento, para fins de alistamento, são gratuitas O empregado, mediante comunicação de 48 h de antecedência, poderá deixar de comparecer ao serviço, sem prejuízo do salário e por tempo não excedente a 2 (dois) dias, a fim de alistar-se eleitor ou requerer transferência.

Domicílio eleitoral Qualquer lugar onde se tenha vínculos fortes

2

Eu Vou Passar e você?

Exemplos : - residencial - patrimonial - familiar - laboral - afetivo etc. Difere do

Exemplos:

- residencial

- patrimonial

- familiar

- laboral

- afetivo etc.

Difere do domicílio civil (animus de residir).

DO INSCRIÇÃO NO CORPO ELEITORAL

Mediante RAE:

Em regra, personalíssimo. Prazo: anterior há 150 dias .

Preenchimento do RAE Pelo servidor na presença do eleitor. Escolha do local de votação. Após, o eleitor deve datar e assinar o RAE na presença do Servidor da Justiça Eleitoral. Analfabeto: aposição do polegar direito.

Procedimento:

1. Protocolo do RAE

2. Remessa do requerimento ao Juiz Eleitoral

3. 48 h para análise (deferir, indeferir ou determinar diligências).

4. Recebimento do título

5. Elaboração de listas dos inscritos.

6. Publicação quinzenal da lista (1 e 15 de cada mês)

Recursos no alistamento eleitoral Da decisão indeferida pode recorrer o eleitor ou MP - Prazo: 5 dias Da deferida pode recorrer qualquer delegado de partido ou MP - Prazo: 10 dias Contagem: a partir da divulgação das listas (1 e 15 de cada mês) Os recursos devem ser julgados pelo TRE, no prazo de 5 dias

DA TRANSFERÊNCIA

Procedimento e requisitos:

a) entrega do título anterior

b) antes de 150 dias da data da eleição

c) transcurso de, pelo menos, 1 (um) ano da inscrição anterior

d) residência mínima de três meses no novo domicílio, declarada, sob as penas da lei, pelo próprio eleitor

e) prova de quitação com a justiça eleitoral

ATENÇÃO! As exigências das letras “c” e “d” não valem para servidor público, civil, militar ou autárquico, ou membro de sua família, por motivo de remoção ou transferência

3

Eu Vou Passar e você?

ATENÇÃO DE NOVO! Transferência x Eleições suplementares Art. 60 – Código Eleitoral; “O eleitor transferido

ATENÇÃO DE NOVO! Transferência

x

Eleições suplementares Art. 60 Código Eleitoral; “O eleitor transferido não poderá votar no novo domicílio eleitoral em

eleição suplementar à que tiver sido realizada antes de sua transferência.”

Segunda via No caso de perda, extravio ou dilaceração do título.

Prazos:

a) No domicílio eleitoral:

até dez dias antes da eleição, pessoalmente

b) Fora do domicílio eleitoral:

60 dias antes do pleito, pessoalmente Eleitor escolhe se pega no seu domicílio ou no que requereu

QUITAÇÃO ELEITORAL

Prova de quitação eleitoral O título eleitoral data de emissão Todos os comprovantes de votação posteriores ao alistamento. Comprovantes de justificativas Comprovante de pagamento de multa Certidão de quitação eleitoral

CANCELAMENTO / EXCLUSÃO DA INSCRIÇÃO ELEITORAL Cancelamento da inscrição eleitoral natureza temporária

Exclusão da inscrição eleitoral em regra, definitiva

Causas de cancelamento:

a) Vício no alistamento ou no domicílio eleitoral (art. 5 e 42, do CE);

b) Eleitores que estejam privados temporariamente dos seus direitos políticos (suspensão dos direitos

políticos);

c) Deixar de votar em três eleições consecutivas (1 ou 2 turnos), salvo se justificar ou pagar a multa ou

lhe seja facultativo.

Causas de exclusão:

a) Falecimento do eleitor;

b) Perda dos Direitos Políticos

c) Pluralidade de inscrições

4

Eu Vou Passar e você?

Art. 75. O Tribunal Regional, tomando conhecimento através de seu fichário, da inscrição do mesmo
Art. 75. O Tribunal Regional, tomando conhecimento através de seu fichário, da inscrição do mesmo

Art. 75. O Tribunal Regional, tomando conhecimento através de seu fichário, da inscrição do mesmo eleitor em mais de uma zona sob sua jurisdição, comunicará o fato ao juiz competente para o cancelamento, que de preferência deverá recair:

I - na inscrição que não corresponda ao domicílio eleitoral;

II - naquela cujo título não haja sido entregue ao eleitor;

III - naquela cujo título não haja sido utilizado para o exercício do voto na última eleição;

IV - na mais antiga.

do voto na última eleição; IV - na mais antiga. Art. 40. Identificada situação em que

Art. 40. Identificada situação em que um mesmo eleitor possua duas ou mais inscrições liberadas ou

o

regulares,

mais delas deverá,

preferencialmente, recair:

I - na inscrição mais recente, efetuada contrariamente às instruções em vigor;

II - na inscrição que não corresponda ao domicílio eleitoral do eleitor;

III - naquela cujo título não haja sido entregue ao eleitor;

IV - naquela cujo título não haja sido utilizado para o exercício do voto na última eleição;

V - na mais antiga.

agrupadas

ou

não

pelo

batimento,

cancelamento

de

uma

ou

Observações cancelamento/exclusão Exclusão ex officio pelo Juiz Eleitoral ou A requerimento:

do Ministério Público de delegado de partido de qualquer eleitor

Processo de exclusão Durante: eleitor vota normalmente Após: declaração de nulidade de voto só em sendo necessário

Exclusão do cadastro: após o transcurso de seis anos do cancelamento

Restabelecimento da inscrição cancelada por equívoco Necessário qdo se usa código ASE equivocadamente e se cancela inscrição Código a ser utilizado p/ restabelecer : 361

Códigos citados na Res. 21.538/2003:

019: cancelamento por falecimento 450: ordem judicial (vários motivos: pluralidade, estrangeiro etc.) 469: revisão do eleitorado

5

Eu Vou Passar e você?

DO TÍTULO DE ELEITOR Dimensões do título : 9,5 x 6,0 cm Material/características : papel

DO TÍTULO DE ELEITOR

Dimensões do título: 9,5 x 6,0 cm Material/características:

papel com marca d'água peso de 120 g/m2 Impresso nas cores preto e verde, em frente e verso. Contornado por serrilha. Fundo: armas da república

Conteúdo do título:

Nome do eleitor

A

data de nascimento

A

unidade da federação

O

município

A

zona e a seção eleitoral onde vota

O

número da inscrição eleitoral

A

data de emissão

A

assinatura do juiz eleitoral

A

assinatura do eleitor ou a impressão digital de seu polegar

A expressão “segunda via”, quando for o caso

Emissão: por computador, obrigatoriamente Data de emissão: a do RAE Número de inscrição eleitoral: 12 algarismos - 8 sequenciados

- 2 seguintes representam UF

- 2 últimos são dígitos verificadores

Entrega do Título de Eleitor:

Entrega: título + protocolo de entrega do título eleitoral - PETE (deixando recibo) Local da entrega: no cartório ou no posto de alistamento, vedada a interferência de pessoas estranhas à Justiça Eleitoral A quem: ao próprio eleitor, que assina o título na presença do servidor (ou digital)

que assina o título na presença do servidor (ou digital) 6 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar –

6

Eu Vou Passar e você?

ACESSO AO CADASTRO ELEITORAL Regra geral : sigilo. Exceções : na fiscalização e se formulado:
ACESSO AO CADASTRO ELEITORAL Regra geral : sigilo. Exceções : na fiscalização e se formulado:

ACESSO AO CADASTRO ELEITORAL

Regra geral: sigilo. Exceções: na fiscalização e se formulado:

a) pelo eleitor sobre seus dados pessoais;

b) por autoridade judicial e pelo ministério público;

c) por entidades autorizadas pelo TSE, desde que exista reciprocidade de interesses;

d) para fornecimento de dados estatísticos, desde que liberados pela JE e que não lhe causem ônus;

e) partidos políticos, de seus filiados.

HIPÓTESE DE ILÍCITO PENAL Na duplicidade ou pluralidade de inscrições Previsão no art. 289, do Código Eleitoral:

Inscrever-se fraudulentamente eleitor: pena - reclusão até cinco anos e pagamento de cinco a 15 dias-multa.

Revisão do Eleitorado

Conceito:

É um procedimento administrativo de responsabilidade da Justiça Eleitoral utilizado para o fim de sanar ou evitar a existência de fraudes no cadastro eleitoral

Hipóteses:

1. Por denúncia (inclusive de eleitor) Correção, se fraude for em pequena proporção. Revisão do eleitorado, se comprometedora. 2. Ex officio pelo TSE, conforme slide a seguir

Hipóteses:

Transferências > 10% as do ano anterior Eleitorado > 2 x a população entre 10 e 15 + > 70 Eleitorado > 65% da população projetada pelo IBGE para aquele ano. Os dados são informados pela Sec. de Informática do TSE anualmente ao seu Presi, até outubro.

Atenção! Os três requisitos devem ser CUMULADOS. (Res. - TSE n. os 20.472/99, 21.490/03, 22.021/05 e 22.586/07)

7

Eu Vou Passar e você?

ATENÇÃO! Em razão de denúncia fundamentada de fraude – zona/município : TRE pode determinar a

ATENÇÃO! Em razão de denúncia fundamentada de fraude zona/município:

TRE pode determinar a realização da Rev. do Eleitorado Antes, procede com correição Deve comunicar ao TSE

Prazos na Revisão do Eleitorado Início: em até 30 dias após a aprovação da revisão pelo Tribunal competente. Deve haver ampla e prévia divulgação da Revisão do Eleitorado Os partidos devem ser comunicados formalmente. Duração: não inferior a 30 dias.

Procedimento Os serviços são presididos por Juiz Eleitoral Pode-se criar postos de revisão, que não funcionarão menos de 6 horas diárias, incluindo sábados e, se necessário, domingo e feriados O TRE, através da Corregedoria, inspecionará os trabalhos Fiscalização pelo MP e Partidos

Comparecimento obrigatório do eleitor Eleitor deve apresentar:

Título de eleitor (ou documento que comprove tal condição) Identidade Comprovação do domicílio eleitoral (período compreendido entre processo revisional)

12 e 3 meses anteriores ao início do

Eleitor assinará o caderno de revisão após os servidores da Justiça Eleitoral compararem os dados dos documentos apresentados com os constantes do caderno (ainda que não coincidam totalmente).

Não assinará o caderno de votação o eleitor que não comparecer ou que, comparecendo, não conseguir comprovar a identidade ou o domicílio eleitoral .

Uma vez finalizados os trabalhos de revisão, o juiz:

Deverá ouvir o MP. Após, em até 10 dias, deve proferir sentença, determinando:

O cancelamento das inscrições irregulares e a daqueles eleitores que não compareceram à revisão Contra a sentença, cabe recurso no prazo de 3 dias pelo excluendo ou Delegado de Partido Político

RESTRIÇÕES AOS DIREITOS POLÍTICOS (CADASTRO) Decorre de fatos que podem ensejar inelegibilidade ou suspensão de direitos políticos. J. Eleitoral comandará código específico para atualização do cadastro eleitoral. Regularização da situação eleitoral mediante requerimento, com a prova a cessação do impedimento.

8

Eu Vou Passar e você?

1. (CESPE - TJ/CE – Juiz de Direito Substituto – 2012) Assinale a opção correta

1. (CESPE - TJ/CE Juiz de Direito Substituto 2012) Assinale a opção correta no que se refere a alistamento eleitoral, segunda via, transferência, delegados partidários perante o alistamento, cancelamento e exclusão de eleitor, revisão e correição eleitorais.

a) A suspensão de direitos políticos não acarreta cancelamento da inscrição de eleitor, enquanto a

perda de tais direitos gera o cancelamento de sua inscrição.

b) A revisão do eleitorado é ordenada por tribunal regional eleitoral quando, realizada correição em

determinada zona ou município por ele determinada, fica provada a fraude em proporção comprometedora.

c) Em caso de transferência de domicílio eleitoral para unidade da Federação diversa da originária, o

número de inscrição do eleitor será alterado.

d) Nenhum requerimento de inscrição eleitoral, transferência ou segunda via deve ser recebido dentro

do prazo de cento e cinquenta dias anteriores à data da eleição.

e) Os partidos têm legitimidade para requerer, por seus delegados, a exclusão de qualquer eleitor, não

detendo legitimidade, entretanto, para assumir a defesa de eleitor cuja exclusão esteja sendo promovida.

. (CESPE - MPE/RN Promotor de Justiça 2009) No Brasil, o alistamento e o voto são obrigatórios nos termos constitucionais. No que se refere a esse assunto, assinale a opção correta.

a) O eleitor que não votar em duas eleições consecutivas terá cancelada a sua inscrição.

b) O óbito do eleitor deve ser comunicado à justiça eleitoral pelos herdeiros necessários.

c) A pluralidade de inscrições eleitorais é resolvida mediante o cancelamento de ofício das inscrições

mais antigas.

d) Qualquer eleitor tem legitimidade para requerer da justiça eleitoral a exclusão de eleitor que tiver

suspensos os direitos políticos.

e) Eleitor objeto de processo por alistamento fraudulento tem a sua inscrição suspensa cautelarmente.

9

Eu Vou Passar e você?