You are on page 1of 5

jusbrasil.com.

br
23 de Setembro de 2016

Transferência de financiamento de imóvel

Parecer
Assunto: Parecer acerca da possibilidade de aquisição de
imóvel objeto de anterior financiamento, possibilidades
jurídicas da aquisição e procedimentos necessários para
garantir a eficácia e segurança da transação.

Ementa: financiamento – transferência – procedimentos –
possibilidades.

Relatório
Trata o presente parecer de esclarecimentos acerca da
possibilidade de aquisição de imóvel gravado por anterior
financiamento, suas implicações jurídicas e cuidados
necessários para garantir a eficácia e segurança jurídica da
futura aquisição.

e dissertar acerca das opções conferidas ao promitente comprador para garantir a eficácia e segurança jurídica da referida transação. o cerne do presente parecer versa sobre a possibilidade e legalidade de se adquirir um imóvel financiado pelo promitente devedor. será possível conseguir condições melhores. Eis o relatório. Fundamentação Da possibilidade jurídica da transação e as opções possíveis Existem duas opções para realizar esse tipo de transação: transferir o financiamento já existente para o nome do novo comprador. ou o novo comprador pode refinanciar o imóvel no banco de sua escolha. aconselhamos ao comprador que tente refinanciar o imóvel no banco em que já tem conta. e outros documentos. Passo a opinar. o novo dono do imóvel terá que apresentar ao banco documentos que compravam que ele tem condições de honrar o contrato como: movimentação bancária. temos que nos ater a alguns detalhes: • Para assumir o valor do financiamento. imposto de renda. as condições do financiamento serão as mesmas de quando o contrato original foi assinado. Nesse caso. . Contudo. Assim. Se você optar pela transferência do financiamento para o novo comprador.Com efeito. comprovante de renda.

Assim. entrou em vigor a Lei resolução nº 4. e o custo varia de acordo com a instituição bancária. o novo comprador pode pesquisar entre todos os bancos qual oferece custos mais baixos e transferir o financiamento do imóvel. Passadas as explanações acima. Nesta hipótese o senhor acompanhado do . Da possibilidade de pagamento total do financiamento no ato do cumprimento do contrato. regulamentação que permite transferir os empréstimos e financiamentos de um banco para outra instituição financeira que ofereça melhor taxa de juros. Essa operação garante somente a alteração da taxa de juros. Recentemente. assumir o valor do financiamento pode não ser tão atraente para o novo comprador. Para garantir uma transação de divida ou compra segura.292 (de dezembro de 2013) de portabilidade de crédito. • Porém. As despesas de transferência e despesas com cartório são de responsabilidade do novo comprador. há também a possibilidade de que vossa senhoria proceda ao pagamento integral do débito financiado. já que as condições podem ser ultrapassadas. é possível pedir ao proprietário do imóvel uma averbação de promessa de compra e venda na matrícula do imóvel no cartório de Registro de Imóveis.• A transferência de financiamento não é grátis. o prazo e o saldo devedor são mantidos os mesmos.

se o comprador falecer. sendo este documento hábil para retirar do registro do imóvel adquirido a averbação do financiamento. Após a efetivação do pagamento. muitos compradores passam a pagar o valor das parcelas que restam. podendo proceder sem maiores problemas a transferência do bem para a sua propriedade. Alertamos para os problemas que essa operação pode trazer. ele terá que reassumir a dívida. muita gente opta por uma via alternativa. você obterá junto ao responsável o termo de quitação do financiamento. que não tem valor legal: o contrato de gaveta. . Por necessidade ou por falta de condições de conseguir crédito.promitente devedor deverão se dirigir à agencia onde fora celebrado o financiamento e obter junto ao responsável pelo mesmo a guia para quitação total do débito financiado. No caso do vendedor. mas o financiamento continua no nome do vendedor. lidar com outros possíveis moradores do imóvel e todo ano será obrigado a declarar no Imposto de Renda um bem que na prática não lhe pertence mais. Da possibilidade do “Contrato de Gaveta” O contrato de gaveta Apesar de o refinanciamento e a transferência do empréstimo para um novo titular serem as duas únicas formas oficiais de venda de um imóvel que ainda não foi totalmente quitado.

É o parecer. Obtendo junto ao promitente vendedor o termo de quitação perante este. se o proprietário não tiver feito um inventário em que indique a venda do imóvel por contrato de gaveta. apenas um juiz poderá transferir o bem para o nome do comprador. o comprador terá que entrar com um pedido de outorga de escritura. Rafael Frederico de Andrade Sousa OAB/MG 152. no intuito de garantirmos que o mesmo não venha insurgir acerca de valores já pagos e acordados no compromisso de compra e venda. considera-se mais sensato a realização da transferência do financiamento para o nome de vossa senhoria. o comprador terá que entrar na justiça com uma ação de usucapião. Neste caso.br/artigos/230345797/transferencia-de- financiamento-de-imovel . direito que o comprador adquire em decorrência do uso da casa ou apartamento. Por todo o exposto.com. 10 de setembro de 2015. Belo Horizonte.jusbrasil.651 Disponível em: http://rafaelmais. No caso do imóvel já estar quitado. opino nos seguintes termos: Desse modo.Já no caso de falecimento do proprietário.