Aula 07

Administração Financeira e Orçamentária e Direito Financeiro p/ TCM-RJ - Técnico de
Controle Externo

Professores: Sérgio Mendes, Vinícius Nascimento

AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ
Técnico de Controle Externo
Teoria e Questões Comentadas
Prof. Sérgio Mendes Aula 07

AULA 7: Despesa Pública
Classificações Institucional, Funcional e Programática
APRESENTAÇÃO DO TEMA
SUMÁRIO
APRESENTAÇÃO DO TEMA ........................................................................ 1
1. CLASSIFICAÇÃO POR ESFERA ORÇAMENTÁRIA ....................................... 2
2. CLASSIFICAÇÃO INSTITUCIONAL (OU DEPARTAMENTAL) ......................... 3
3. CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL ................................................................ 6
4. ESTRUTURA PROGRAMÁTICA ...............................................................10
MAIS QUESTÕES DE CONCURSOS ANTERIORES ........................................19
MEMENTO VII ........................................................................................43
LISTA DE QUESTÕES COMENTADAS NESTA AULA ......................................46
GABARITO.............................................................................................61

Olá amigos! Como é bom estar aqui!

Desejo que você não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la.
Não há céu sem tempestades, nem caminhos sem acidentes.
Só é digno do pódio quem usa as derrotas para alcançá-lo.
Só é digno da sabedoria quem usa as lágrimas para irrigá-la.
Os frágeis usam a força; os fortes, a inteligência.
Seja um sonhador, mas una seus sonhos com disciplina, pois sonhos
sem disciplina produzem pessoas frustradas.
Seja um debatedor de ideias. Lute pelo que você ama.
(Augusto Cury)

Sonhe com o seu cargo público! Mas continue estudando com disciplina para
chegar lá!

Estudadas algumas das classificações orçamentárias da despesa pública na
aula anterior, agora estudaremos as classificações orçamentárias por esfera,
institucional, funcional e programática.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 61

AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ
Técnico de Controle Externo
Teoria e Questões Comentadas
Prof. Sérgio Mendes Aula 07

1. CLASSIFICAÇÃO POR ESFERA ORÇAMENTÁRIA

A primeira classificação da programação qualitativa é a classificação por
esfera orçamentária. A esfera orçamentária tem por finalidade identificar se o
orçamento é fiscal, da seguridade social ou de investimento das empresas
estatais, conforme disposto no § 5º do art. 165 da CF/1988:
 Orçamento Fiscal: referente aos Poderes da União, seus fundos, órgãos
e entidades da Administração direta e indireta, inclusive fundações
instituídas e mantidas pelo Poder Público;
 Orçamento de Investimento: orçamento das empresas em que a
União, direta ou indiretamente, detenha a maioria do capital social com
direito a voto; e
 Orçamento da Seguridade Social: abrange todas as entidades e
órgãos a ela vinculados, da Administração direta ou indireta, bem como
os fundos e fundações instituídos e mantidos pelo Poder Público.

A classificação por esfera aponta “em qual orçamento” será alocada a despesa.
Na base do SIOP, o campo destinado à esfera orçamentária é composto de
dois dígitos e será associado à ação orçamentária, com os seguintes códigos:

CÓDIGO ESFERA ORÇAMENTÁRIA

10 Orçamento Fiscal

20 Orçamento da Seguridade Social

30 Orçamento de Investimentos

A classificação por esfera é uma classificação que pode ser vista tanto na ótica
da receita como na da despesa.
No que tange àreceita, tal classificação tem por finalidade identificar se a
receita pertence ao Orçamento Fiscal, da Seguridade Social ou de Investimento
das Empresas Estatais, conforme distingue o § 5º do art. 165 da CF/1988.
Da mesma forma, no que tange àdespesa, tal classificação tem por finalidade
identificar se a despesa pertence ao Orçamento Fiscal, da Seguridade Social ou
de Investimento das Empresas Estatais, conforme distingue o § 5º do art. 165
da CF/1988.

1) (CESPE – Analista Técnico-Administrativo - SUFRAMA – 2014) Na
base de dados do Sistema Integrado de Planejamento e Orçamento, o
campo de dados destinado à esfera orçamentária é composto por dois
dígitos e será associado à ação orçamentária.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 61

Ela permite comparar imediatamente as dotações recebidas por cada órgão ou unidade orçamentária. da seguridade social ou de investimento das empresas estatais. Sérgio Mendes Aula 07 A classificação por esfera aponta “em qual orçamento” será alocada a despesa. para dado programa. a consolidação e a elaboração da proposta orçamentária da União. A classificação por esfera tem por finalidade identificar se o orçamento é fiscal. 14 da Lei 4. Assim. o campo destinado à esfera orçamentária é composto de dois dígitos e será associado à ação orçamentária. Resposta: Certa 2) (CESPE – Analista Administrativo .com. pois identifica o agente responsável pelas dotações autorizadas pelo Legislativo. Resposta: Errada 2. As dotações orçamentárias. Prof.br 3 de 61 . compreendendo os orçamentos fiscal e da seguridade social. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof.ICMBio – 2014) Na LOA. Sérgio Mendes www. o agente encarregado do gasto pode ser identificado na classificação institucional. CLASSIFICAÇÃO INSTITUCIONAL (OU DEPARTAMENTAL) A SOF tem entre suas atribuições principais a coordenação. que relaciona os órgãos orçamentários e suas respectivas unidades orçamentárias.320/1964. A classificação institucional reflete a estrutura organizacional de alocação dos créditos orçamentários. são consignadas às unidades orçamentárias. a classificação das despesas restringe-se à esfera fiscal e à seguridade social. São eles os componentes naturais do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal. Essa missão pressupõe uma constante articulação com os agentes envolvidos na tarefa de elaboração das propostas orçamentárias setoriais das diversas instâncias da Administração Federal e dos demais Poderes da União. A classificação institucional aponta “quem faz” a despesa. Na base do SIOP. que são as estruturas administrativas responsáveis pelas dotações e pela realização das ações. Segundo o art. especificadas por categoria de programação em seu menor nível. constitui unidade orçamentária o agrupamento de serviços subordinados ao mesmo órgão ou repartição a que serão consignadas dotações próprias.estrategiaconcursos. Órgão orçamentário é o agrupamento de unidades orçamentárias. e está estruturada em dois níveis hierárquicos: órgão orçamentário e unidade orçamentária. Esses órgãos e entidades constam dos orçamentos da União e são identificados na classificação institucional.

como 26.000 – Ministério da Educação tem diversas Unidades Orçamentárias.107 – Recursos sob Supervisão do Ministério da Educação (Órgão Transferências a Estados. Distrito Federal e municípios”.Analista Administrativo – Contador . o código da classificação institucional compõe-se de cinco dígitos. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. mas não correspondem a uma estrutura administrativa.290 – INEP. 26.estrategiaconcursos. Sérgio Mendes www. “transferências a estados. sendo os dois primeiros reservados à identificação do órgão e os demais à unidade orçamentária: 1º 2º 3º 4º 5º Órgão orçamentário Unidade orçamentária Exemplos: O Órgão 26. A classificação institucional aponta “quem faz” a despesa.com. “encargos financeiros da União”. “refinanciamento da dívida pública mobiliária federal” e “reserva de contingência”.br 4 de 61 .237 – Universidade Federal de Juiz de Fora. Resposta: Errada Prof. 26. No entanto. No SIOP. “operações oficiais de crédito”. como 74. são somente fundos que geram recursos. espaço físico etc. Distrito Federal e Municípios). são um conjunto de dotações administradas por órgãos do Governo que também têm suas próprias dotações. São Unidades Orçamentárias. 3) (CESPE . Todas essas UOs correspondem a uma estrutura administrativa. com alguns fundos especiais e com os “órgãos”. como ocorre.902 – Recursos sob Supervisão do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior/FIEES – Ministério da Educação (Órgão Operações Oficiais de Crédito) e 73. Um órgão ou uma unidade orçamentária não Classificação Institucional: corresponde necessariamente a uma estrutura “quem faz” a despesa administrativa. por exemplo. Sérgio Mendes Aula 07 Um órgão ou uma unidade orçamentária não corresponde necessariamente a uma estrutura administrativa. com pessoal. Mas também tem outras unidades orçamentárias sob sua supervisão.105 – Instituto Benjamin Constant. Os componentes naturais do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal são os órgãos orçamentários e suas respectivas unidades orçamentárias.ANP – 2013)O tema da política pública é definido na classificação institucional.

com.estrategiaconcursos. cada órgão orçamentário é subdividido em diversas unidades. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. pode-se identificar o responsável pela programação da despesa pública.ANS – 2013) Por meio da classificação institucional. Resposta: Errada Prof. cada unidade orçamentária é subdividida em diversos órgãos. para dado programa.br 5 de 61 . Resposta: Certa 5) (CESPE – Analista Judiciário – Administrativo – STM . A classificação institucional aponta “quem faz” a despesa. Na classificação institucional da despesa. Sérgio Mendes www. pois identifica o agente responsável pelas dotações autorizadas pelo Legislativo. o agente encarregado do gasto pode ser identificado na classificação institucional. Assim.2011) Na classificação institucional da despesa. Sérgio Mendes Aula 07 4) (CESPE – Técnico Administrativo . Ela permite comparar imediatamente as dotações recebidas por cada órgão ou unidade orçamentária.

atividades e operações especiais. que serve como agregador dos gastos públicos por área de ação governamental nas três esferas de Governo. Trata-se de uma classificação de aplicação comum e obrigatória.br 6 de 61 . as ações serão identificadas em termos de funções. saúde. 4o que: “Art. que guarda relação com os respectivos Ministérios. nas esferas legislativa.com. do então Ministério do Orçamento e Gestão. Os dois primeiros referem-se à função.º 3. subfunção.320/1964. e podem ser traduzidos como agregadores das diversas áreas de atuação do setor público. cultura.º 5.º Função Subfunção A função pode ser traduzida como o maior nível de agregação das diversas áreas de atuação do setor público. programa. e dá outras providências. Está relacionada com a missão institucional do órgão. enquanto os três últimos representam a subfunção. 4º Nas leis orçamentárias e nos balanços. CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL A classificação funcional. a qual engloba as despesas em relação às quais não se pode associar um bem ou serviço a ser Prof. estabelece os conceitos de função. por exemplo. 1. educação. Sérgio Mendes Aula 07 3. programas. dos estados.” Art. a classificação funcional é representada por cinco dígitos. No entanto. projeto. atividade. as ações serão identificadas em termos de funções. Essa Portaria dispõe em seu art. projetos. executiva e judiciária. operações especiais. subfunções. do Distrito Federal e da União. e é composta por um rol de funções e subfunções prefixadas. atividades e operações especiais. busca responder basicamente à indagação “em que” área de ação governamental a despesa será realizada. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. de 14 de abril de 1999.º 2. o que permite a consolidação nacional dos gastos do setor público. tem-se a função “encargos especiais”.º 4.estrategiaconcursos. no âmbito dos municípios. subfunções. programas. A atual classificação funcional foi instituída pela Portaria 42. projetos. defesa. por funções e subfunções. NO SIOP. Sérgio Mendes www. A Portaria 42/1999 atualiza a discriminação da despesa por funções de que trata a Lei 4. 4º daPortaria 42/1999 Nas leis orçamentárias e nos balanços.

ou seja. A exceção à matricialidade encontra-se na função 28 – Encargos Especiais e suas subfunções típicas que só podem ser utilizadas conjugadas. deve ser selecionada. uma agregação neutra. as ações estarão associadas aos programas do tipo “operações especiais. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. Existe a possibilidade de matricialidade na conexão entre função e subfunção. Entretanto. cumprimento de sentenças judiciais e outras afins. Nesses casos. há situações em que o órgão pode ter mais de uma função típica. Exemplos: FUNÇÃO SUBFUNÇÃO 121 – Planejamento e Orçamento 122 – Administração Geral 123 – Administração Financeira 124 – Controle Interno 04 – Administração 125 – Normatização e Fiscalização 126 – Tecnologia da Informação 127 – Ordenamento Territorial 128 – Formação de Recursos Humanos 129 – Administração de Receitas Prof. tais como: dívidas. ressarcimentos. mas não na relação entre ação e subfunção. Nesse caso. portanto.estrategiaconcursos. Sérgio Mendes Aula 07 gerado no processo produtivo corrente. As ações devem estar sempre conectadas às subfunções que representam sua área específica. por intermédio da agregação de determinado subconjunto de despesas e identificação da natureza básica das ações que se aglutinam em torno das funções.com. aquela que está mais relacionada com a ação. considerando-se que suas competências institucionais podem envolver mais de uma área de despesa. entre as competências institucionais.br 7 de 61 . representando. combinar qualquer função com qualquer subfunção. indenizações.” A subfunção representa um nível de agregação imediatamente inferior à função e deve evidenciar cada área da atuação governamental. Sérgio Mendes www. Deve-se adotar como função aquela que é típica ou principal do órgão. As subfunções podem ser combinadas com funções diferentes daquelas às quais estão relacionadas na Portaria 42/1999.

na prática. utilizaremos a função que é ligada ao Órgão – Função Saúde e a subfunção Formação de Recursos Humanos.301 – Saúde e Atenção Básica. devemos consultar a respectiva subfunção. se tivermos que fazer um estudo sobre as despesas da União com Ensino Superior. Da mesma forma ocorreria se tivéssemos que avaliar as despesas com atenção básica a saúde. A classificação funcional pode ser usada. também podemos combinar as subfunções com funções diferentes daquelas vinculadas. Prof.CADE – 2014) A estrutura programática da despesa pública definida para a LOA deve ser a mesma para todos os entes da Federação. como 10.com. As subfunções poderão ser combinadas com funções diferentes daquelas às quais estejam Classificação Funcional vinculadas (matricialidade entre função e “em que” área subfunção). Por exemplo.estrategiaconcursos. 6) (CESPE –Analista Técnico-Administrativo .br 8 de 61 . em diversas situações. pela regra da matricialidade. com controle externo. que é ligada à ação. A função pode ser traduzida como o maior nível de agregação das diversas áreas de atuação do setor público. com defesa terrestre etc. No entanto. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof.128 – Saúde e Formação de Recursos Humanos. como: 10. ao que vai ser efetivamente realizado. Sérgio Mendes www. devido aos objetivos de consolidação das contas públicas. Assim. usada na classificação da capacitação de recursos humanos dos profissionais do Ministério da Saúde. Sérgio Mendes Aula 07 130 – Administração de Concessões 131 – Comunicação Social 301 – Atenção Básica 302 – Assistência Hospitalar e Ambulatorial 303 – Suporte Profilático e Terapêutico 10 – Saúde 304 – Vigilância Sanitária 305 – Vigilância Epidemiológica 306 – Alimentação e Nutrição Podemos combinar a subfunção com a função vinculada.

Está relacionada com a missão institucional do órgão. por exemplo. dos estados.estrategiaconcursos.MTE – 2014) A classificação da despesa que permite avaliar o impacto da ação governamental na economia do país é denominada classificação funcional. que guarda relação com os respectivos Ministérios. Resposta: Errada Prof. por sua vez. saúde. por intermédio da identificação da natureza das ações. A classificação funcional. A classificação por categorias econômicas permite analisar o impacto dos gastos públicos na economia do país. Sérgio Mendes Aula 07 A classificação funcional é de aplicação comum e obrigatória. Na classificação funcional. Sérgio Mendes www. do Distrito Federal e da União. saúde e infraestrutura.com. Resposta: Errada 9) (CESPE – Agente Administrativo . educação. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. por funções e subfunções. que.br 9 de 61 .2015)O segmento da classificação funcional da despesa pública que se relaciona com a missão institucional do órgão é denominado programa. como educação. Resposta: Certa 8) (CESPE – Auditor Federal de Controle Externo – TCU . no âmbito dos municípios. deve evidenciar cada área da atuação governamental. asubfunção representa um nível de agregação imediatamente inferior à função e deve evidenciar cada área da atuação governamental. o que permite a consolidação nacional dos gastos do setor público. defesa. Os critérios de classificação são asfunções e as subfunções. busca responder basicamente à indagação “em que” área de ação governamental a despesa será realizada. divide-se em espécies. A função pode ser traduzida como o maior nível de agregação das diversas áreas de atuação do setor público. classificada por sua subfunção. por intermédio da agregação de determinado subconjunto de despesas e identificação da natureza básica das ações que se aglutinam em torno das funções. Resposta: Errada 7) (CESPE – Consultor de Orçamentos –Câmara dos Deputados – 2014)A despesa. cultura.

são divididos em Programas Temáticos e de Gestão. manutenção e serviços ao Estado: são instrumentos do plano que classificam um conjunto de ações destinadas ao apoio. subvenções. auxílios. ESTRUTURA PROGRAMÁTICA 4. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no plano plurianual. que é de quatro anos. projetos ou operações especiais. A estrutura programática também tem previsão na Portaria 42/1999. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof.br 10 de 61 . as multissetorialidades e a territorialidade. na forma de subsídios. Sérgio Mendes www. É a mais moderna das classificações orçamentárias da despesa. Sua abrangência deve ser a necessária para representar os desafios e organizar a gestão.com. As ações são operações das quais resultam produtos (bens ou serviços). O programa é o instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos. A partir do programa são identificadas as ações sob a forma de atividades. contribuições.1 Programas e Ações Toda ação do Governo está estruturada em programas orientados para a realização dos objetivos estratégicos definidos para o período do Plano Plurianual – PPA. bem como elevar a transparência na aplicação dos recursos públicos. A finalidade essencial da classificação programática é demonstrar as realizações do Governo e a efetividade de seu trabalho em prol da população. No PPA 2012-2015. Sérgio Mendes Aula 07 4. financiamentos etc. que contribuem para atender ao objetivo de um programa. tendo surgido visando permitir a representação do programa de trabalho. A finalidade do gasto pode ser observada na estrutura programática. a avaliação. A organização das ações do Governo sob a forma de programas visa proporcionar maior racionalidade e eficiência na Administração Pública e ampliar a visibilidade dos resultados e benefícios gerados para a sociedade. Prof. as transversalidades. especificando os respectivos valores e metas e as unidades orçamentárias responsáveis pela realização da ação.estrategiaconcursos. bem como as ações não tratadas nos programas temáticos por meio de suas iniciativas. O programa temático se desdobra em objetivos e iniciativas. Incluem-se também no conceito de ação as transferências obrigatórias ou voluntárias a outros entes da Federação e a pessoas físicas e jurídicas.  Programas de gestão. Manutenção e Serviços ao Estado:  Programas temáticos: retratam no PPA a agenda de governo organizada pelos Temas das Políticas Públicas e orienta a ação governamental. o monitoramento. à gestão e à manutenção da atuação governamental.

ainda. “vigilância sanitária em serviços de saúde”. das quais não resulta um produto. desde que devidamente marcadas no Cadastro de Ações. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. O título é a forma pela qual a ação será identificada pela sociedade e será apresentada nas LOAs. as seguintes exceções: _ ações de aquisição ou produção de insumos estratégicos. das quais resulta um produto ou serviço necessário à manutenção da ação de Governo. podem ser classificadas como atividades. _ Operaçãoespecial: despesas que não contribuem para a manutenção.br 11 de 61 . a geração de bens e serviços públicos à sociedade ou ao Estado. limitadas no tempo. Exemplos: “Implantação da rede nacional de bancos de leite humano”. Subvenções econômicas e subsídios. ou seja. das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou o aperfeiçoamento da ação de Governo. As ações devem expressar a produção pública. “implantação de poços públicos”.com.estrategiaconcursos. Amortização e refinanciamento e encargos de financiamento da dívida contratual e imobiliária interna e externa. entretanto. podendo. As ações do tipo Atividade mantêm o mesmo nível da produção pública. ou. projetos ou operações especiais. deve-se evidenciar no orçamentosomente as que entregam produtos e serviços “finais” à sociedade ou ao Estado. _ Projeto: é um instrumento de programação utilizado para alcançar o objetivo de um programa. “manutenção de sistema de transmissão de energia elétrica”. Nos exemplos acima foram citados os títulos da ação. Exemplos: Cumprimento de Sentenças Judiciais. “construção da interligação das rodovias BR 040/262/381 no estado de Minas Gerais”. envolvendo um conjunto de operações.Administração da Unidade. Sérgio Mendes Aula 07 As ações. expansão ou aperfeiçoamento das ações de governo. segundo a Portaria 42/1999: _ Atividade: é um instrumento de programação utilizado para alcançar o objetivo de um programa. e não gera contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços. em linguagem clara. contribuir para a produção de bens ou serviços à sociedade. minorando assim o alto grau de pulverização das programações orçamentárias existentes. e _ única ação de “meios” ou de “insumos compartilhados” por UO e vinculada ao Programa de Gestão do órgão. No que concerne a atividades e projetos. o objeto da ação. Sérgio Mendes www. Prof. As operações especiais caracterizam-se por não retratar a atividade produtiva no âmbito federal. Serão admitidas. implementam ações inéditas num prazo determinado. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. Contribuição à previdência privada. Expressa. Pagamento de aposentadorias e pensões. no entanto. quando caracterizada por transferências a outros entes. conforme suas características. Esta será a ação 2000 . Exemplos: “fiscalização e monitoramento das operadoras de planos e seguros privados de assistência à saúde”. As ações do tipo Projeto expandem a produção pública ou criam infraestrutura para novas atividades. Ressarcimentos.

aplicável a qualquer órgão e. dada a organização da atuação governamental. Contribuição da União. e Elevação da Escolaridade e Qualificação Profissional – ProJovem Urbano e Campo (realizada no MEC. Caracterizam-se por apresentar base legal. MDS. Exemplos: Funcionamento dos Hospitais de Ensino. Promoção da Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER. segundo a qual: “As atividades que possuem a mesma finalidade devem ser classificadas sob um único código. ainda. independentemente da unidade executora”.estrategiaconcursos. finalidade. Prof. Ainda consoante o MTO. pela gestão orçamentária realizada de forma centralizada pela SOF. MMA e MTE). são executadas por mais de um órgão ou por UOs de órgãos diferentes. considerando as especificidades das ações de governo existentes. Em decorrência dessa tipologia. bem como sua unidade de medida. e o tipo de ação. MTE e Presidência). a padronização pode ser de três tipos: _ Setorial: ações que. A padronização se faz necessária para organizar a atuação governamental e facilitar seu acompanhamento. Fomento para a Organização e o Desenvolvimento de Cooperativas Atuantes com Resíduos Sólidos (executada no MEC. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. são implementadas por mais de uma UO do mesmo órgão. Sérgio Mendes www. Sérgio Mendes Aula 07 4. Nessa situação. em decorrência da organização institucional da União. Exemplos: Pagamento de Aposentadorias e Pensões. pelo caráter que apresentam. em virtude da organização do Ministério. Exemplos: Desenvolvimento de Produtos e Processos no Centro de Biotecnologia da Amazônia – CBA (implementada no MCT. a açãoé considerada padronizada quando. para facilitar sua execução. Ademais. a existência da padronização vem permitindo o cumprimento de previsão constante da LDO.com. e _ Da União: ações que perpassam diversos órgãos e/ou UOs sem contemplar as especificidades do setor ao qual estão vinculadas.2 Ação padronizada De acordo com o MTO. e Auxílio-Alimentação aos Servidores e Empregados. _ Multissetorial: ações que. a alteração dos atributos das ações orçamentárias padronizadas setoriais compete ao próprio órgão setorial. considerando a temática desenvolvida pelo setor à qual está vinculada. Administração das Hidrovias. diferentes órgãos/UOs executam ações que têm em comum a subfunção à qual está associada. descrição e produto padrão.br 12 de 61 . a descrição (o que será feito no âmbito da operação e o objetivo a ser alcançado). No caso das operações multissetoriais e da União. sua implementação é realizada em mais de um órgão orçamentárioe/ou UO. a alteração dos atributos padronizados é realizada somente pela SOF. de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais. SUFRAMA e MMA). o produto (bens e serviços) entregue à sociedade.

destinado ao público-alvo. Segundo o MTO. área geográfica ou beneficiário. alteração da finalidade da ação. SL). ou seja. do produto e das metas estabelecidas(a não ser que se altere a LOA). foi possível conceber ações que agregam tão somente despesas de caráter obrigatório. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. no exterior. projetos e operações especiais serão detalhados. por conseguinte. Com essas alterações. excepcionalmente. por Região (NO. ou o investimento para a produção deste bem ou serviço. assim.com. em subtítulos. diz respeito à criação de açãoespecífica para o pagamento de pessoal ativo civil da União. o porquê do desenvolvimento dessa ação. voltadas exclusivamente para o pagamento de pessoal e encargos sociais. Para os casos em que não seja possível a regionalização durante o processo de elaboração orçamentária. dissociando essas despesas das ações voltadas para a manutenção administrativa ou similares. principalmente considerando sua estratégia de implementação. facilitando. os custos e os impactos da ação governamental. Sérgio Mendes Aula 07 Ação Específica para o Pagamento de Pessoal Civil: a principal alteração introduzida na estrutura das ações que compõem o rol das padronizadas da União. A LDO da União veda que na especificação do subtítulo haja referência a mais de uma localidade.br 13 de 61 . A unidade de medida é o padrão selecionado para mensurar a produção do bem ou serviço. Cada ação deve ter um único produto. as ações relativas ao pagamento de aposentadorias e pensões civis também passaram a ser identificadas em uma única ação. NE. por um critério específico. além de evidenciar a focalização.estrategiaconcursos. O produto é o bem ou serviço que resulta da ação. é notório que algumas ações orçamentárias têm uma singular dificuldade em serem planejadas sob a perspectiva territorial antes do início de sua execução. utilizados especialmente para especificar a localização física da ação. foi criado um atributo que permitirá se fazer a Prof. não podendo haver. A finalidade expressa o objetivo a ser alcançado pela ação. A localização do gasto poderá ser de abrangência nacional. como “servidor treinado” e “estrada construída”. se determinados. mas a adequada localização do gasto permite maior controle governamental e social sobre a implantação das políticas públicas adotadas. SD. o seu reconhecimento e a transparência alocativa dos recursos orçamentários. Além disso. São exemplos as ações que dependam da adesão prévia de entes subnacionais a editais ou processos seletivos.3 Subtítulo (Localizador do gasto) A Portaria 42/1999 não estabelece critérios para a indicação da localização física das ações. ainda. as atividades. CO. Segundo o MTO. por estado ou município ou. Sérgio Mendes www. quando necessário. como até então se vinha fazendo. 4.

4.º dígito do código pode-se identificar o tipo de ação: 1º Dígito Tipo de Ação 1. grupo de natureza de despesa. Sérgio Mendes Aula 07 regionalização na execução. de caráter gerencial (não constante da LOA).º 3. Sérgio Mendes www. 3. 4. a partir de 2013. Na base do SIOP. o subtítulo representa o menor nível de categoria de programação e será detalhado por: esfera orçamentária.com.º 4. 5 ou 7 Projeto 2.4 Plano Orçamentário De acordo com o MTO. será obrigatório para as ações orçamentárias que requerem acompanhamento intensivo. o Plano Orçamentário (PO) é uma identificação orçamentária. 6 ou 8 Atividade 0 Operação Especial Repare que os números ímpares são projetos (exceto o nove) e os pares são atividades (exceto o zero).º 7. o campo que identifica o Programa contém quatro dígitos. o módulo de Acompanhamento solicitará. vinculada à ação orçamentária. Apesar de o PO. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof.º 3.º 6.º Ação Subtítulo Ao observar o 1.º 4. Na União. na maioria dos casos.estrategiaconcursos. sendo o produto e a unidade de medida os mesmos da ação orçamentária.br 14 de 61 . ser opcional.º Programa Já a Ação é identificada por um código alfanumérico de oito dígitos: 1.º 5.º 2. identificador de uso e por fonte de recursos. 1. a execução física e também a região onde a despesa ocorreu. Nessa Prof. que tem por finalidade permitir que tanto a elaboração do orçamento quanto o acompanhamento físico e financeiro da execução ocorram em um nível mais detalhado do que o do subtítulo (localizador de gasto) da ação.º 8. modalidade de aplicação.º 2. Quando o campo “Regionalizar na execução” for marcado.

br 15 de 61 . cujos POs podem ser dois: Oferta de água (Brasil Sem Miséria) e Oferta de água (Demais). cujos POs podem ser três: Formação de Educadores Ambientais.  Funcionamento de estruturas administrativas descentralizadas: quando utilizado paraidentificar. cujos POs podem ser cinco: Projeto Inicial. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. No entanto. Reformas. Sérgio Mendes www. Exemplo: Ação de Fomento à Educação Ambiental. a geração de bens e serviços públicos para fornecimento à Prof.CADE – 2014) As ações orçamentárias de um órgão devem expressar a produção pública. indicando caso haja obrigatoriedade. Para contemplar as diferentes formas de acompanhamento das ações orçamentárias. A partir do programa são identificadas as ações sob a forma de: Atividade:modo contínuo e permanente Projeto:limitado no tempo Operações especiais:não resulta um produto e não Estrutura Programática: gera contraprestação direta Finalidade da despesa 10) (CESPE – Analista Técnico-Administrativo . Exemplo: Ação Implantação de Obras e Equipamentos para Oferta de Água. marcado pela SOF. Gestão Compartilhada da Educação Ambiental. Não haverá obrigatoriedade de todos os projetos a serem detalhados em POs. o PO poderá se apresentar de três maneiras:  Produção pública intermediária: quando identifica a geração de produtos ou serviços intermediários ou a aquisição de insumos utilizados na geração do bem ou serviço final da ação orçamentária. desde a proposta orçamentária. marcado pela SOF. ou seja.com. haverá um campo no Cadastro de Ações.para o detalhamento da ação 2000 – Administração da Unidade ou equivalente. Utilizado. Sérgio Mendes Aula 07 situação. Produção e Difusão de Informação Ambiental de Caráter Educativo. Materiais e Serviços. Aquisição de Mobiliário e Equipamentos de Informática.  Mecanismo de acompanhamento intensivo: quando utilizado para acompanhar um segmento específico da ação orçamentária. que indicará essa obrigatoriedade. Instalações. os recursos destinados para despesas demanutenção e funcionamento das unidades descentralizadas. preferencialmente.estrategiaconcursos. haverá um campo no cadastro da ação. Exemplos: Instalação da Hemeroteca Nacional.  Etapas de projeto: quando representa fase de um projeto cujo andamento se pretende acompanhar mais detalhadamente.

Serão admitidas. De acordo com as especificidades das ações orçamentárias de governo existentes. ou. visto que a obra será o resultado de um produto necessário à manutenção da ação do governo. Sérgio Mendes Aula 07 sociedade ou ao Estado. desde que devidamente marcadas no Cadastro de Ações. admitidas como exceções as ações de aquisição ou produção de insumos estratégicos e uma única ação de meios ou de insumos compartilhada por unidade orçamentária e vinculada ao programa de gestão do órgão. O prefeito deverá classificar a construção da edificação na categoria de projetos. ainda. no orçamento da União. Resposta: Errada 13) (CESPE – Analista Técnico-Administrativo . a geração de bens e serviços públicos à sociedade ou ao Estado.com. Sérgio Mendes www. Prof.SUFRAMA – 2014) Para se incluir. a padronização pode ser de três tipos:setorial. uma ação orçamentária que dependa da adesão prévia de entes subnacionais. deve-se utilizar o marcador de regionalização na execução. o prefeito de determinado município incluiu em seu plano plurianual a construção de uma unidade de pronto atendimento em saúde.estrategiaconcursos. implementam ações inéditas num prazo determinado.br 16 de 61 . Resposta: Certa 11) (CESPE – Analista Técnico-Administrativo . o prefeito deverá classificar a construção da edificação na categoria de atividades. As ações devem expressar a produção pública. as seguintes exceções: _ ações de aquisição ou produção de insumos estratégicos. no entanto. As ações do tipo projeto expandem a produção pública ou criam infraestrutura para novas atividades. ou seja. visto que a obra é limitada no tempo e resulta um produto que concorre para a expansão ou o aperfeiçoamento da ação de Governo. Assertiva: Nesse caso. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. a padronização dessas ações pode ser local ou interfederativa. multissetorial ou da União. ao promover a classificação programática dessa ação de governo. Resposta: Errada 12) (CESPE – Auditor Federal de Controle Externo – TCU .CADE – 2014) De acordo com as especificidades das ações orçamentárias de governo existentes. e _ única ação de “meios” ou de “insumos compartilhados” por UO e vinculada ao Programa de Gestão do órgão.2015) Situação hipotética: Para viabilizar a melhoria das condições de saúde da população.

Resposta: Certa 14) (CESPE – Administrador . Apesar de o PO. ser opcional. Sérgio Mendes Aula 07 Segundo o MTO. de caráter gerencial (não constante da LOA). é notório que algumas ações orçamentárias têm uma singular dificuldade em serem planejadas sob a perspectiva territorial antes do início de sua execução. Resposta: Errada (CESPE . vinculada à ação orçamentária. São exemplos as ações que dependam da adesão prévia de entes subnacionais a editais ou processos seletivos. Quando o campo “Regionalizar na execução” for marcado. Resposta: Errada 17)projetos. o módulo de Acompanhamento solicitará.ANP – 2013) As ações orçamentárias são classificadas como 16) operações especiais. será obrigatório para as ações orçamentárias que requerem acompanhamento intensivo (e não para todas as ações aglutinadas). que indicará essa obrigatoriedade.Polícia Federal – 2014) O plano orçamentário é obrigatório para todas as ações que tenham sido aglutinadas na passagem de um exercício financeiro para outro.br 17 de 61 . se realizadas de modo contínuo e permanente. constante da lei orçamentária anual. Para os casos em que não seja possível a regionalização durante o processo de elaboração orçamentária. na maioria dos casos. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. quando não contribuem para a expansão ou aperfeiçoamento de ação governamental.com. é o código de identificação das ações orçamentárias destinado a efetuar o vínculo entre a referida lei e o plano plurianual. As ações orçamentárias são classificadas como operações especiais. marcado pela SOF. Sérgio Mendes www. haverá um campo no cadastro da ação.estrategiaconcursos. a execução física e também a região onde a despesa ocorreu. principalmente considerando sua estratégia de implementação.Analista Administrativo – Contador . Nessa situação. a partir de 2013. foi criado um atributo que permitirá se fazer a regionalização na execução. Prof. O Plano Orçamentário (PO) é uma identificação orçamentária. que tem por finalidade permitir que tanto a elaboração do orçamento quanto o acompanhamento físico e financeiro da execução ocorram em um nível mais detalhado do que o do subtítulo (localizador de gasto) da ação. Resposta: Errada 15) (CESPE – Técnico da Administração Pública – TCDF – 2014) O plano orçamentário. quando contribuem para a expansão ou aperfeiçoamento de ação governamental.

Subvenções econômicas e subsídios. Contribuição à previdência privada. em decorrência da organização institucional existente. Nessa situação. o produto (bens e serviços) entregue à sociedade. Sérgio Mendes Aula 07 As ações orçamentárias são classificadas como atividades. se realizadas de modo contínuo e permanente. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. as despesas decorrentes de sentenças judiciais. Resposta: Errada 19) (CESPE – Agente Administrativo . a açãoé considerada padronizada quando. expansão ou aperfeiçoamento das ações de governo. quando envolvem operações limitadas no tempo. sua implementação é realizada em mais de um órgão orçamentárioe/ou UO.TRE/GO – 2015) A ação orçamentária é considerada padronizada quando. Resposta: Certa Prof. podem ser classificadas como operações especiais. e não gera contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços.MTE – 2014) Na estrutura programática da despesa. As ações orçamentárias são classificadas como projetos. As operaçõesespeciais correspondem a despesas que não contribuem para a manutenção. e o tipo de ação. Resposta: Certa 20)(CESPE – Analista Judiciário – Administrativo .estrategiaconcursos. Resposta: Errada 18)atividades. Ressarcimentos. em decorrência da organização institucional da União. das quais não resulta um produto. Exemplos: Cumprimento de Sentenças Judiciais. diferentes órgãos/UOs executam ações que têm em comum a subfunção à qual está associada. Sérgio Mendes www.br 18 de 61 . Amortização e refinanciamento e encargos de financiamento da dívida contratual e imobiliária interna e externa. Pagamento de aposentadorias e pensões. De acordo com o MTO. por não gerarem produtos. quando envolvem operações limitadas no tempo. bem como sua unidade de medida. a descrição (o que será feito no âmbito da operação e o objetivo a ser alcançado). sua implementação é realizada em mais de um órgão orçamentário ou mais de uma unidade orçamentária.com.

de projetos e de atividades. Sérgio Mendes Aula 07 MAIS QUESTÕES DE CONCURSOS ANTERIORES Vamos apelar para questões de provas das mais diversas bancas a fim de que alcancemos um número satisfatório de exercícios.Assembleia Legislativa/MA – 2013) Na elaboração do orçamento. Identifique os vocábulos relativos à classificação funcional-programática com as respectivas descrições relacionadas Primeira Coluna 1.com. Sérgio Mendes www. Atividade Segunda Coluna Prof. das quais resulta um produto ou serviço necessário à manutenção da ação do Governo. o Poder Executivo apresentou seu projeto de lei contendo a seguinte descrição em uma de suas despesas fixadas: “Capacitação de Recursos Humanos com a finalidade de promover de forma integrada a qualificação de pessoal em todos os níveis de serviços de modo que obtenham melhores índices de produtividade”.br 19 de 61 . as ações dos governos são identificadas em termos de função. além das demais classificações da despesa. (E) tal ação representa uma atividade. (D) tal ação representa um projeto. para a execução dessa despesa será necessária apenas a aplicação de recursos em custeio. de programa. é correto afirmar que (A) tal ação representa uma função. Programa 3. Função 2. (B) tal ação representa um programa. (C) tal ação representa um subprograma. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. Projeto 4. Considerando a classificação funcional programática e que. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. Resposta: Letra E 22) (FUNDATEC – Contador – PREVIRG – 2010) Nas leis orçamentárias e nos balanços. 21) (FGV – Consultor Legislativo – Orçamento Público . A capacitação de recursos humanos é um exemplo de atividade. A atividade é o instrumento de programação utilizado para alcançar o objetivo de um programa.estrategiaconcursos. os quais nos possibilitem praticar bastante o tema.

Logo. Sérgio Mendes Aula 07 ( ) Instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. ( ) Deve entender-se o maior nível de agregação das diversas áreas de despesa que competem ao setor público. (2 . ( ) Instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos. D) 3 – 1 – 2 – 4. de cima para baixo. Resposta: Letra E 23) (Universa – Auditor de Controle Interno . das quais resulta um produto necessário à manutenção da ação do governo. ( ) Instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. (3 . E) 3 – 4 – 1 – 2. como pode ser classificada uma ação de capacitação de recursos humanos que é executada pelo Ministério da Educação? (A) Função Educação e Subfunção de Educação Superior.Função) Deve entender-se o maior nível de agregação das diversas áreas de despesa que competem ao setor público. é A) 1 – 3 – 4 – 2.com. das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou para o aperfeiçoamento da ação do governo. envolvendo um conjunto de operações.Programa) Instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos. Relacionando corretamente os vocábulos às respectivas definições.Projeto) Instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa.Finanças e Controle - SEPLAG/DF . Prof.2009) A classificação funcional. Sérgio Mendes www. Em função dos conceitos trazidos por essa Portaria. de 14/4/1999. C) 2 – 4 – 1 – 3. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. (4 . envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. composta por função e subfunção. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. a ordem dos números é 3 – 4 – 1 – 2.Atividade) Instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no plano plurianual. das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou para o aperfeiçoamento da ação do governo. foi instituída pela Portaria n. a ordem dos números nos parênteses. limitadas no tempo. B) 1 – 4 – 2 – 3. das quais resulta um produto necessário à manutenção da ação do governo.estrategiaconcursos. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no plano plurianual. envolvendo um conjunto de operações. limitadas no tempo.br 20 de 61 . (1 .º 42.

AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ
Técnico de Controle Externo
Teoria e Questões Comentadas
Prof. Sérgio Mendes Aula 07

(B) Função Administração e Subfunção de Formação de Recursos
Humanos.
(C) Função Educação e Subfunção de Administração Geral.
(D) Função Educação e Subfunção de Formação de Recursos Humanos.
(E) Função Administração e Subfunção de Difusão do Conhecimento
Científico e Tecnológico.

Deve-se adotar como função aquela que é típica ou principal do órgão. Assim,
a programação de um órgão, via de regra, é classificada em uma única função,
ao passo que a subfunção é escolhida de acordo com a especificidade de cada
ação.

No caso em tela, como se trata de uma despesa do Ministério Educação, a
função será Educação. A subfunção é Formação de Recursos Humanos, já
que a ação é de capacitação de recursos humanos.
Resposta: Letra D

24) (Universa - Auditor de Controle Interno - Planejamento e
Orçamento - SEPLAG/DF - 2009) No que se refere às classificações
orçamentárias, especificamente em relação à classificação da despesa,
julgue os itens a seguir e assinale a alternativa correta.
I De acordo com a Norma Geral, a classificação da despesa
orçamentária é institucional, funcional, por programas, segundo a
natureza.
II De acordo com a Norma Geral, a classificação da despesa
orçamentária é institucional, por origem, funcional, por finalidade.
III De acordo com a Norma Federal, são descritas as características e
as finalidades dos seguintes identificadores: de uso e de resultado
primário.
IV Uma das desvantagens da Classificação Institucional da Despesa
(Norma Geral) é a de que não é possível a identificação do agente
público responsável pelas dotações autorizadas pelo Poder Legislativo,
em relação a um determinado programa.
(A) Todos os itens estão errados.
(B) Há apenas um item certo.
(C) Há apenas dois itens certos.
(D) Há apenas três itens certos.
(E) Todos os itens estão certos.

I) Correta. A despesa orçamentária pode ter as seguintes classificações:
institucional, funcional, por programas, segundo a natureza.

II) Errada. A origem é classificação da receita.

III) Correta. Vimos na aula anterior, no estudo da estrutura da programação
orçamentária da despesa, que a programação quantitativa compreende a

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 21 de 61

AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ
Técnico de Controle Externo
Teoria e Questões Comentadas
Prof. Sérgio Mendes Aula 07

programação física e financeira. A programação financeira define o que adquirir
e com quais recursos, por meio da natureza da despesa, identificador de uso,
fonte de recursos, identificador de operações de crédito, identificador de
resultado primário, dotação e justificativa.

IV) Errada. Uma das vantagens da Classificação Institucional da Despesa
(Norma Geral) é a de que é possível a identificação do agente público
responsável pelas dotações autorizadas pelo Poder Legislativo, em relação a
um determinado programa.

Logo, apenas dois itens estão corretos: I e III.
Resposta: Letra C

25) (Universa - Auditor de Controle Interno - Planejamento e
Orçamento - SEPLAG/DF - 2009) Considerando a classificação
funcional, assinale a alternativa incorreta.
(A) Este classificador é de aplicação comum para a União, estados,
Distrito Federal e municípios.
(B) Os três últimos dígitos indicam a subfunção, diretamente
relacionada com a ação orçamentária.
(C) As subfunções poderão ser combinadas com funções diferentes
daquelas a que estejam vinculadas.
(D) Os dois primeiros dígitos identificam a função, que é atípica em
relação ao gasto efetivo.
(E) A função administração engloba as despesas em relação às quais
não se possa associar um bem ou serviço a ser gerado no processo
produtivo corrente.

Na alternativa “E”, a função “Encargos Especiais” engloba as despesas em
relação às quais não se possa associar um bem ou serviço a ser gerado no
processo produtivo corrente.
As demais alternativas estão corretas.
Resposta: Letra E

26) (Universa – Técnico em Contabilidade – MinC – 2013) Assinale a
alternativa que apresenta a denominação da classificação da despesa
pública destinada a identificar se a dotação faz parte do orçamento
fiscal, da seguridade social ou de investimentos.
(A) classificação institucional
(B) classificação funcional
(C) classificação segundo a esfera orçamentária
(D) classificação econômica
(E) classificação por fontes de receita

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 22 de 61

AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ
Técnico de Controle Externo
Teoria e Questões Comentadas
Prof. Sérgio Mendes Aula 07

A classificação por esfera orçamentária tem por finalidade identificar se o
orçamento é fiscal, da seguridade social ou de investimento das empresas
estatais.
Resposta: Letra C

27) (FGV – Administrador – Assembleia Legislativa/MT – 2013) A
execução da política pública em educação que para seu cumprimento
exige a “construção de uma nova escola” deve constar da estrutura
funcional programática da despesa orçamentária como
(A) um financiamento.
(B) um projeto.
(C) uma atividade.
(D) um custeio.
(E) operações especiais.

As ações orçamentárias são classificadas como projetos, quando envolvem
operações limitadas no tempo. Um exemplo seria a construção de uma nova
escola.
Resposta: Letra B

28) (VUNESP – Analista em Planejamento, Orçamento e Finanças
Públicas – SEFAZ/SP – 2013) Analise o texto a seguir, classificando os
itens que o completam como verdadeiros (V) ou falsos (F).
A orçamentação da despesa pública passará pelo processo de
elaboração da Lei de Orçamento Anual (LOA), de estudo e aprovação,
obedecido o Plano Plurianual (PPA) e a Lei de Diretrizes Orçamentárias
(LDO). Na elaboração do orçamento anual, o Poder Executivo fará uso
da Portaria Interministerial n.º 42/99. Nos moldes da referida
Portaria, e demais legislações aplicáveis, as ações do governo serão
identificadas em termos de:
( ) Função: deve-se entender o maior nível de agregação das diversas
áreas de despesa que competem ao setor público.
( ) Subfunção: representa uma partição da função, visando agregar
determinado subconjunto de despesas do setor público.
( ) Programa: representa o instrumento de organização da ação
governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos,
sendo mensurado por indicadores estabelecidos no Plano Plurianual.
( ) Projeto: representa o instrumento de programação para alcançar o
objetivo de um programa, envolvendo um conjunto de operações,
limitadas no tempo, das quais resulta um produto que concorre para a
expansão ou o aperfeiçoamento da ação do governo.
( ) Atividade: representa um instrumento e programação para alcançar
o objetivo de um programa, envolvendo um conjunto de operações que
se realizem de modo contínuo e permanente, das quais resulta um
produto necessário à manutenção de ação do governo.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 23 de 61

V. para a qual são rateados custos e despesas.com. V.1964. subfunção. C) Função. V. das quais não resulta um produto. projetos. V. V. V. V. A classificação correta obtida. classificada como centro de custos. projeto.320 de 17. V. nas leis orçamentárias e nos balanços. V. V. F. Sérgio Mendes www. constitui unidade orçamentária: (A) a unidade administrativa. subfunções.º 42/99. de Londrina/PR – 2011) “A orçamentação da despesa pública passará pelo processo de elaboração da Lei de Orçamento Anual. V.Pref.ANP – 2008) Segundo o artigo 14 da Lei n° 4. nos processos orçamentários e aplicação da legislação vigente. F. Resposta: Letra E 29) (Consulplan – Contador . E) Empenho. B) Créditos adicionais suplementares. Logo. as ações serão identificadas em termos de funções. V. V. V. V. ( ) Administração: representa as ações do governo na gestão da despesa pública. V. F. V. V. as ações do governo serão identificadas em termos de: A) Somente em função e subfunção. V.” De acordo com a Portaria Interministerial 42/99. de estudo e aprovação.br 24 de 61 .03. V. obedecido o Plano Plurianual e a Lei de Diretrizes Orçamentárias. V. F. Resposta: Letra C 30) (CESGRANRIO – Analista Administrativo – Contábeis . programas. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. a sequência correta é V. V. (D) F. As demais estão corretas. atividades e operações especiais (art. (B) V.estrategiaconcursos. F. (E) V. e não geram contraprestação direta sob forma de bens ou serviços. F. V. (C) F. 4º. liquidação e pagamento. Prof. atividade e operações especiais. V. de cima para baixo. V. da Portaria Interministerial 42/1999). o conceito de Administração não existe na Portaria Interministerial n. Na última afirmativa. V. V. F. V. programa. Nas leis orçamentárias e nos balanços. V. D) Despesas orçamentárias e extraorçamentárias. é: (A) F. Sérgio Mendes Aula 07 ( ) Operações especiais: representam as despesas que não contribuem para a manutenção das ações do governo.

limitadas no tempo. divisões. Resposta: Letra A 32) (CESGRANRIO – Agente Judiciário . O projeto é um instrumento de programação utilizado para alcançar o objetivo de um programa. (E) operações especiais. (C) Senado Federal e Câmara dos Deputados. essa ação é classificada como: (A) projeto.estrategiaconcursos.com. 14 da Lei 4320/1964). (C) atividade. (E) os centros de custos que recebem dotação orçamentária própria definida pela Lei Orçamentária Anual. (D) Congresso Nacional e Poder Judiciário. Sérgio Mendes Aula 07 (B) o agrupamento de serviços subordinados ao mesmo órgão ou repartição a que serão consignadas dotações próprias. seções e serviços que tenham dotação orçamentária própria e sejam classificados como centro de custos.320/1964. Orçamento e Finanças . (D) subprograma.br 25 de 61 . Segundo o art. 14 da Lei 4. (C) o conjunto de elementos homogêneos que reúnam recursos humanos e materiais definidos pela Lei Orçamentária Anual.IBGE – 2010) O ordenador de despesas de determinado órgão público inclui. no planejamento orçamentário. envolvendo um conjunto de operações. Resposta: Letra B 31) (CESGRANRIO – Planejamento. uma ação de governo visando a alcançar os objetivos de um programa e que envolve um conjunto de operações limitadas no tempo. das quais resultará um produto final que concorrerá para a expansão ou o aperfeiçoamento da ação governamental. Sérgio Mendes www. Constitui unidade orçamentária o agrupamento de serviços subordinados ao mesmo órgão ou repartição a que serão consignadas dotações próprias (art. (B) Unidades Orçamentárias.Contador – TJ/RO – 2008) Quais os responsáveis pela execução dos projetos e atividades que lhe são consignados no orçamento? (A) Municípios e Distrito Federal. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. (B) função. (E) Tribunais de Contas e órgãos internos de controle. (D) o conjunto de departamentos. das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou o aperfeiçoamento da ação de Governo. De acordo com o disposto na legislação vigente. constitui unidade orçamentária o agrupamento de serviços subordinados ao mesmo órgão ou repartição a que Prof.

atividades e operações especiais. é a função saúde. A estrutura programática é composta por programas e ações.br 26 de 61 . (D) assistência social. corrente e outras. projetos/atividades e subprojetos/subatividades. do Ministério de Orçamento e Gestão. Sérgio Mendes www. A função pode ser traduzida como o maior nível de agregação das diversas áreas de atuação do setor público. de capital e investimentos. a) Como função. (E) transporte. Está relacionada com a missão institucional do órgão. As dotações orçamentárias. Sérgio Mendes Aula 07 serão consignadas dotações próprias. (B) saúde. respectivamente. (B) funções. a categoria econômica da despesa e o grupo a que pertence são. (C) assistência social.com. corrente e investimentos. As ações podem ser classificadas em projetos. (D) orçamentários e extraorçamentários.estrategiaconcursos. corrente e inversões financeiras. (E) programas. Resposta: Letra A 35) (FEPESE . programas. de 14 de abril de 1999. o critério de classificação programática é aquele por meio do qual os gastos públicos são segregados em: (A) funções e subfunções. projetos. subprogramas. deve entender-se o maior nível de agregação das diversas áreas que competem ao setor público. são consignadas às unidades orçamentárias. assinale a alternativa correta. atividades e operações especiais. A categoria econômica é despesa de capital e o GND é investimentos.Contador – SEF/SC – 2009) De acordo com a Portaria nº 42. especificadas por categoria de programação em seu menor nível. Resposta: Letra B 33) (CESGRANRIO – Auditor – Casa da Moeda – 2009) De acordo com a classificação orçamentária das despesas públicas. No caso. Resposta: Letra E 34) (FGV – Auditor do Estado – CGE/MA – 2014) Um Órgão Público realizou a compra de ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. (A) saúde. de capital e investimentos. Prof. A função. que são as estruturas administrativas responsáveis pelas dotações e pela realização das ações. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. (C) unidades orçamentárias e administrativas.

das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou para o aperfeiçoamento da ação do Governo. de Niterói/RJ – 2008) Na despesa pública. c) Errada.br 27 de 61 . Resposta: Letra A 36) (FUNRIO – Contador . educação. a) Correta.Recuperação de Áreas Degradadas. Atividade é um instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. 544 . 544 . envolvendo um conjunto de operações. Não era necessário decorar essas subfunções. defesa. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no plano plurianual.Recursos Hídricos. Sérgio Mendes Aula 07 b) Entende-se como Projeto o instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos.estrategiaconcursos. das quais resulta um produto necessário à manutenção da ação do Governo. e 545 – Metereologia.Recursos Hídricos. 543 . Sérgio Mendes www. 543 - Recuperação de Áreas Degradadas. Entende-se como programa o instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos. c) Atividade é um instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. b) Errada. envolvendo um conjunto de operações. 542 – Controle Ambiental. limitadas no tempo. O erro deveria ser identificado pelo conceito. cultura.Gestão Ambiental – encontram-se as funções 541 – Preservação e Conservação Ambiental. por exemplo. pois uma atividade não é composta de funções. e) Errada.Pref. O correto é: na função 18 . e 545 – Metereologia. o instrumento de organização da ação governamental que visa Prof. das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou para o aperfeiçoamento da ação do Governo. Projeto é um instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa.com. saúde. limitadas no tempo. 542 – Controle Ambiental. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no plano plurianual. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. Está relacionada com a missão institucional do órgão. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. d) Programa é um instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa.Gestão Ambiental – encontram-se as subfunções 541 – Preservação e Conservação Ambiental. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. d) Errada. deve entender-se o maior nível de agregação das diversas áreas que competem ao setor público. Como função. que guarda relação com os respectivos Ministérios. das quais resulta um produto necessário à manutenção da ação do Governo e) Na atividade 18 .

implementam ações inéditas num prazo determinado. envolvendo um conjunto de operações.º 42/99. envolvendo um conjunto de operações.com. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no Plano Plurianual. das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou o aperfeiçoamento da ação de Governo. ainda. limitadas no tempo. “construção da interligação das rodovias BR 040/262/381 no estado de Minas Gerais”.estrategiaconcursos. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no plano plurianual. D) Operação Especial. B) Projeto.Contador – CEDAE/RJ – 2012) De acordo com a classificação programática da despesa utilizada nos orçamentos públicos. Resposta: Letra A 37) (CEPERJ . As ações do tipo Projeto expandem a produção pública ou criam infraestrutura para novas atividades. é: A) Programa. “implantação de poços públicos”. Exemplos: “Implantação da rede nacional de bancos de leite humano”. C) Atividade. limitadas no tempo. Sérgio Mendes www.Analista em Finanças Públicas – SEFAZ/RJ – 2011) Para os efeitos da Portaria n. o instrumento de programação envolvendo um conjunto de operações limitadas no tempo. denomina-se: A) programa B) atividade C) operação especial D) função E) projeto O projeto é um instrumento de programação utilizado para alcançar o objetivo de um programa. que concorre para a expansão ou aperfeiçoamento da ação governamental.br 28 de 61 . das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou o aperfeiçoamento da ação de governo B) instrumento de programação da ação governamental visando ao alcance das metas estabelecidas. sendo mensurado por indicadores no plano plurianual Prof. Resposta: Letra E 38) (CEPERJ . entende-se por Atividade: A) instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. Sérgio Mendes Aula 07 à concretização dos objetivos pretendidos. do Ministério do Orçamento e Gestão. O programa é o instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos. ou. E) Operação Complementar.

das quais resulta um produto necessário à manutenção da ação de governo A atividade é um instrumento de programação utilizado para alcançar o objetivo de um programa. apenas A Portaria 42/1999 dispõe em seu art. representando uma agregação neutra.” Resposta: Letra A 40) (CEPERJ . das quais não resulta um produto. Sérgio Mendes www. como. das quais resulta um produto ou serviço necessário à manutenção da ação de Governo. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no plano plurianual D) conjunto de despesas que não contribuem para a manutenção das ações de governo. as ações serão identificadas nas leis orçamentárias e nos balanços. apenas C) função.Analista em Finanças Públicas – SEFAZ/RJ – 2011) Na função “Encargos Especiais” serão englobados todas as despesas em relação às quais não se possa associar um bem ou serviço a ser gerado no processo produtivo corrente. “vigilância sanitária em serviços de saúde”. programas. apenas D) função. atividades e operações especiais.Analista em Finanças Públicas – SEFAZ/RJ – 2011) Segundo a Portaria n.estrategiaconcursos. Sérgio Mendes Aula 07 C) instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos. “manutenção de sistema de transmissão de energia elétrica”. subfunções. Exemplos: “fiscalização e monitoramento das operadoras de planos e seguros privados de assistência à saúde”. em termos de: A) função. projetos. projetos e atividades. Resposta: Letra E 39) (CEPERJ . e não geram contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços E) instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. as ações serão identificadas em termos de funções.com. subfunções. 4º Nas leis orçamentárias e nos balanços. programas. por exemplo: A) indenizações B) custódia e reintegração social C) empregabilidade D) representação judicial e extrajudicial Prof. As ações do tipo Atividade mantêm o mesmo nível da produção pública. 4o que: “Art. programas e projetos. programas. subfunções e programas.br 29 de 61 . subfunções. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. apenas E) função e subfunções. projetos. subfunções. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente.º 42/99. atividades e operações especiais B) função.

representando. uma agregação neutra. ressarcimentos. Artístico e Arqueológico Prof.estrategiaconcursos.Analista em Finanças Públicas – SEFAZ/RJ – 2011) Relacione as funções apresentados na coluna da esquerda com as subfunções citadas na coluna da direita. a função “Cultura” está mais relacionada à Subfunção “Patrimônio Histórico.br 30 de 61 .Cultura 18. Ficará assim: (18) Meteorologia (13) Patrimônio Histórico. Só sobrou uma resposta. Deve-se se buscar uma lógica entre a Função e a Subfunção relacionada.Gestão Ambiental ( ) Meteorologia ( ) Patrimônio Histórico. tais como: dívidas. Sérgio Mendes Aula 07 E) normalização e qualidade A função “encargos especiais” engloba as despesas em relação às quais não se pode associar um bem ou serviço a ser gerado no processo produtivo corrente. Por exemplo. Nesta questão. exige-se muito mais raciocínio do que qualquer conhecimento aprofundado de Orçamento Público. dentre as opções. Sabendo duas delas já resolvemos a questão.com. portanto.” Resposta: Letra A 41) (CEPERJ . indenizações.Saúde 13. Sérgio Mendes www.Administração 06. Nesse caso. 04. as ações estarão associadas aos programas do tipo “operações especiais.º 42/99. Artístico e Arqueológico”. segundo o anexo da Portaria n.Segurança Pública 10. Já a função “Saúde” está mais relacionada à Subfunção “Atenção Básica”. cumprimento de sentenças judiciais e outras afins. Artístico e Arqueológico ( ) Informação e Inteligência ( ) Normatização e Fiscalização ( ) Atenção Básica A sequência correta é: A) 18 – 13 – 06 – 04 – 10 B) 06 – 04 – 18 – 13 – 10 C) 04 – 13 – 18 – 10 – 06 D) 10 – 04 – 13 – 18 – 06 E) 13 – 10 – 04 – 06 – 18 Decorar todo o anexo da Portaria é inviável. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof.

Sérgio Mendes Aula 07 (06) Informação e Inteligência (04) Normatização e Fiscalização (10) Atenção Básica Resposta: Letra A 42) (CEPERJ . utilizada na Lei Orçamentária Anual. operações especiais e encargos especiais C) atividades. as ações governamentais são classificadas nas seguintes naturezas: A) programas.999. como funcional-programática. subprogramas e projetos B) programas. especificando os respectivos valores e metas e as unidades orçamentárias responsáveis pela realização da ação. A Portaria 42/1999 atualiza a discriminação da despesa por funções de que trata Prof. busca responder basicamente à indagação “em que” área de ação governamental a despesa será realizada. por funções e subfunções.br 31 de 61 . Essa atual classificação denomina-se: (A) estratégica. (B) por processo. (D) por atividade.Contador – FPMSC/Prefeitura de São Carlos – 2012) A classificação da despesa pública orçamentária segundo artigos 2 e 8 da Lei n. de 14 de abril de 1999. projetos e atividades A partir do programa são identificadas as ações sob a forma de atividades. do então Ministério do Orçamento e Gestão. subfunções e programas E) programas. Estados. teve sua última utilização na orientação para elaboração do orçamento de 1. projetos ou operações especiais.º 4. Resposta: Letra C 43) (VUNESP . AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. (E) programática.Analista de Gestão Organizacional – ITERJ – 2012) Com base na estrutura programática da classificação da despesa. A atual classificação funcional foi instituída pela Portaria 42.com. A classificação funcional. Sérgio Mendes www.320/64. a qual busca responder basicamente à indagação “em que” área de ação governamental a despesa será realizada. e é composta por um rol de funções e subfunções prefixadas. mas de aplicação obrigatória no âmbito dos Municípios. projetos e operações especiais D) funções. que serve como agregador dos gastos públicos por área de ação governamental nas três esferas de Governo. (C) funcional.estrategiaconcursos. sendo substituída por uma classificação independente dos programas. Distrito Federal e União.

Assembleia Legislativa/MA – 2013) Correlacione as funções listadas a seguir com suas respectivas subfunções. Os itens I e II estão corretos.com.estrategiaconcursos. Operações Especiais são as despesas que não contribuem para a manutenção. estabelece os conceitos de função. expansão ou aperfeiçoamento das ações de Governo. subfunção. somente as afirmativas I e II estão corretas. dos estados. o que permite a consolidação nacional dos gastos do setor público. no âmbito dos municípios. do Distrito Federal e da União. Trata-se de uma classificação de aplicação comum e obrigatória. das quais resulta um produto ou serviço necessário à manutenção da ação do Governo.br 32 de 61 . das quais não resulta um produto e não geram contraprestação direta em bens ou serviços. projeto. das quais resulta um produto que concorre para expansão ou aperfeiçoamento da ação do Governo. (B) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. III. limitadas no tempo. expansão ou aperfeiçoamento das ações de Governo.320/1964. Legislativa 3. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. programa. O item III está incorreto.2006) Com base na estrutura programática utilizada atualmente nos orçamentos públicos. e dá outras providências. Assinale: (A) se somente a afirmativa II estiver correta. Projeto é o instrumento para alcançar o objetivo de um programa. operações especiais. Resposta: Letra C 44) (FGV – Analista de Administração – MinC . Administração Prof. analise as seguintes afirmativas: I. Resposta: Letra B 45) (FGV – Consultor Legislativo – Orçamento Público . (E) se todas as afirmativas estiverem corretas. II. das quais não resulta um produto e não geram contraprestação direta em bens ou serviços. Sérgio Mendes www. Sérgio Mendes Aula 07 a Lei 4. Atividade é o instrumento de programação utilizado para alcançar o objetivo de um programa. envolvendo um conjunto de operações. atividade. Operações Especiais são as despesas realizadas que contribuem para a manutenção. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. 1. Logo. Encargos especiais 2. (D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. (C) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.

Encargos especiais 2. estrutura programática e Prof. funcional. Sérgio Mendes Aula 07 4. Direito Financeiro (ou AFO). 1. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. fique sabendo agora. O Controle Externo é atribuição do Poder Legislativo.estrategiaconcursos. a única que se aplica é a alternativa que menciona as transferências. Direito Administrativo. pois é algo que pode aparecer nas disciplinas Direito Constitucional. Administração Pública ou Controle Externo.com. Indústria (3) Normatização e Fiscalização (2) Controle Externo (1) Transferências (4) Normalização e Qualidade Resposta: Letra D 46) (CESGRANRIO . Quem está estudando para concurso deve saber disso. A função encargos especiais foi estudada com destaque. Com essas duas considerações. Só restou a alternativa “D”.Analista – Orçamento e Finanças – IBGE – 2013) De acordo com o Manual da Despesa Nacional de 2008 da Secretaria do Tesouro Nacional. No caso. Administração 4. Legislativa 3. (A) 2 – 3 – 4 – 1 (B) 2 – 3 – 1 – 4 (C) 3 – 2 – 4 – 1 (D) 3 – 2 – 1 – 4 (E) 4 – 3 – 1 – 2 Não é necessário decorar todas as funções com as respectivas subfunções. de cima para baixo. Indústria ( ) Normatização e Fiscalização ( ) Controle Externo ( ) Transferências ( ) Normalização e Qualidade Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta. tenha calma e use o seu raciocínio. a despesa nacional pode ter quatro grandes classificações: institucional. Em uma situação dessas. Se você não se deparou com essa informação em algum momento da vida de concurseiro. Ela é importante e é a que você deve saber.br 33 de 61 . Sérgio Mendes www. a questão está resolvida.

Por sua vez. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. ao Investimento das Empresas Estatais ou à Seguridade Social. Sérgio Mendes www. (C) instituição. (B) natureza da despesa. (D) função da despesa. cuja finalidade é reportar às unidades da administração pública responsáveis pela execução do orçamento. Resposta: Letra B 47) (CESGRANRIO . (E) evitar as duplas contagens decorrentes da inclusão dos recursos no orçamento. eliminar a dupla contagem dos recursos transferidos ou descentralizados. busca responder basicamente à indagação “em que” área de ação governamental a despesa será realizada. A classificação funcional. principalmente. e) Errada. a) Errada. (C) ampliar a visibilidade para a sociedade dos resultados e benefícios gerados pelas realizações do governo. A estrutura programática amplia a visibilidade para a sociedade dos resultados e benefícios gerados pelas realizações do governo e facilita o acompanhamento das ações. Segundo esse manual. por funções e subfunções. c) d) Erradas. A classificação por esfera identifica se os recursos pertencem ao Orçamento Fiscal. a programação pode ser classificada segundo a (A) esfera orçamentária. a finalidade da classificação funcional é (A) identificar se os recursos pertencem ao Orçamento Fiscal. ao Investimento das Empresas Estatais ou à Seguridade Social. cuja finalidade é identificar a qual orçamento a dotação de recursos pertence. A modalidade de aplicação é uma informação gerencial que objetiva. b) Correta.estrategiaconcursos. pela ótica financeira. (B) reportar em qual área de ação governamental a despesa será realizada. (D) expressar o objetivo e facilitar o acompanhamento das ações do governo.Analista – Orçamento e Finanças – IBGE – 2013) A programação orçamentária da despesa é dividida em três tipos: qualitativa.com. (E) estrutura programática. Prof.br 34 de 61 . cuja finalidade é expor à sociedade os programas do governo e suas realizações. Sérgio Mendes Aula 07 natureza da despesa orçamentária. quantitativa e financeira. cuja finalidade é reunir todos os gastos do setor público. cuja finalidade é indicar os potenciais efeitos dos gastos públicos sobre a economia.

) Prof. os Estados. visando à solução de um problema ou ao atendimento de determinada necessidade ou demanda da sociedade. identificador de operações de crédito. [. que corresponde à quantidade de produto a ser ofertado por ação.]” (MCASP. se for o caso.] Programa é o instrumento de organização da atuação governamental que articula um conjunto de ações que concorrem para a concretização de um objetivo comum preestabelecido.Analista em Finanças Públicas – SEFAZ/RJ – 2011) Os créditos orçamentários devem ser alocados na lei orçamentária anual diretamente: A) à categoria econômica das unidades orçamentárias correspondentes B) ao grupo de natureza da despesa das unidades orçamentárias correspondentes C) ao elemento de despesa das unidades orçamentárias correspondentes D) à categoria econômica das ações correspondentes das unidades orçamentárias E) à unidade orçamentária responsável pela execução das ações correspondentes As dotações orçamentárias.. dotação e justificativa. a União. respeitados os conceitos determinações nela contidos.com.br 35 de 61 . em atos próprios.. Já a programação financeira define o que adquirir e com quais recursos. por meio da natureza da despesa. que são as estruturas administrativas responsáveis pelas dotações e pela realização das ações. especificadas por categoria de programação em seu menor nível. Conforme estabelecido no art. Resposta: Letra E 49) (IDECAN . Sérgio Mendes Aula 07 Todas as alternativas trazem observações corretas sobre as classificações a que se referem. A programação quantitativa compreende a programação física e financeira. Entretanto.Contador – Detran/RO-2014) “Toda ação do Governo está estruturada em programas orientados para a realização dos objetivos estratégicos definidos no Plano Plurianual (PPA) para o período de 4 anos. de forma regionalizada.estrategiaconcursos. A programação física define quanto se pretende desenvolver do produto por meio da meta física. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. fonte de recursos. Sérgio Mendes www. identificador de uso. p. identificador de resultado primário.. suas estruturas de programas. 56. [. são consignadas às unidades orçamentárias. 3º da Portaria MOG nº 42/1999. a questão pede aquela relacionada à ótica financeira. 2012. Resposta: Letra B 48) (CEPERJ . o Distrito Federal e os Municípios estabelecerão. códigos e identificação.. num determinado período e instituída para cada ano.

sendo as ações orçamentárias classificadas. B) Produtos. ( ) Instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. das quais resulta um produto necessário à manutenção de ação do governo. E) Apoio a políticas públicas. ( ) Instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa.estrategiaconcursos. podendo ser orçamentárias ou não orçamentárias. das quais resulta um produto que concorre para a expressão ou o aperfeiçoamento da ação do governo. Resposta: Letra D 50) (FUNDATEC – Técnico Superior – Ciências Contábeis – Detran/RS – 2009) As despesas das entidades públicas devem obediência ao que determina a Portaria MOG 42/99.br 36 de 61 . e não gera contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços. 2 – Operações Especiais. atividades e operações especiais. em: projetos. 1 – Atividade. Sérgio Mendes www. Prof. envolvendo um conjunto de operações limitadas no tempo. expansão ou aperfeiçoamento das ações de governo. expansão ou aperfeiçoamento das ações de governo. 3 – Programa. 4 – Projeto. D) Operações especiais. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no plano plurianual. entre outras definições.com. das quais não resulta um produto. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. As operações especiais são despesas que não contribuem para a manutenção. conforme a sua natureza. em que se encontra. Relacione as categorias de classificação a seguir com as respectivas definições da referida Portaria. C) Atividades. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. e não gera contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços: A) Projetos. Sérgio Mendes Aula 07 As ações correspondem ao instrumento de programação que contribui para atender ao objetivo de um programa. das quais não resulta um produto. São despesas que não contribuem para a manutenção. ( ) Instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos. a classificação programática do gasto público.

B) 1 – 4 – 3 – 2.Programa) Instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos. é: A) 1 – 2 – 3 – 4. D) Saneamento Básico Urbano.br 37 de 61 . e não geram contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços. 2. E) 3 – 4 – 1 – 2. B) Ensino Fundamental. envolvendo um conjunto de operações limitadas no tempo. das quais não resulta um produto. D) 3 – 1 – 4 – 2. A sequência correta de preenchimento dos parênteses. E) Transportes Coletivos Urbanos. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. de cima para baixo. Sérgio Mendes Aula 07 ( ) Despesas que não contribuem para a manutenção das ações de governo. 1. (2 – Operações Especiais) Despesas que não contribuem para a manutenção das ações de governo. 4. por exemplo. e não geram contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços. Prof. A associação é a seguinte: (3 . C) 2 – 3 – 1 – 4.estrategiaconcursos. (4 – Projeto) Instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. a sequência é 3. Sérgio Mendes www. cada Função subdivide-se em diversas Subfunções. Integra a Função denominada Administração. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no plano plurianual. a Subfunção A) Controle Externo. Resposta: Letra E 51) (FUNDATEC – Tesoureiro – Pref. das quais resulta um produto que concorre para a expressão ou o aperfeiçoamento da ação do governo. das quais não resulta um produto. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. C) Formação de Recursos Humanos. de Pinhal da Serra/RS – 2010) Uma das classificações das despesas do setor público pode ser por Funções e Subfunções de Governo. ou seja. (1 – Atividade) Instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. Logo. das quais resulta um produto necessário à manutenção de ação do governo.com.

b e c) Erradas.estrategiaconcursos. Resposta: Letra D Prof. a) Errada e d) Correta. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. d) A classificação da despesa é dividida em classificação institucional. A classificação da despesa é dividida. c) A classificação da despesa é dividida em classificação por categorias econômicas e por grupo de fontes.com. Sérgio Mendes Aula 07 FUNÇÃO SUBFUNÇÃO 121 – Planejamento e Orçamento 122 – Administração Geral 123 – Administração Financeira 124 – Controle Interno 125 – Normatização e Fiscalização 04 – Administração 126 – Tecnologia da Informação 127 – Ordenamento Territorial 128 – Formação de Recursos Humanos 129 – Administração de Receitas 130 – Administração de Concessões 131 – Comunicação Social Resposta: Letra C 52) (IESES – Contador – IF/SC– 2009) Assinale somente a alternativa correta no que diz respeito a classificação da receita e da despesa orçamentária: a) A classificação da receita é dividida em classificação institucional. classificação funcional e por grupo de fontes. Sérgio Mendes www. entre outras. em classificação por categorias econômicas (ou natureza) e por grupo de fontes.br 38 de 61 . entre outras. A classificação da receita é dividida. classificação funcional e de natureza da despesa. em classificação institucional. b) A classificação da receita é dividida em classificação por categorias econômicas. classificação funcional e de natureza da despesa. classificação funcional e de natureza da despesa.

d) encargo especial. São exemplos: transporte. urbanismo e educação. das quais resulta um produto necessário à manutenção da ação governamental. Prof. busca-se evidenciar as realizações do governo. b) projeto. Resposta: Letra E 54) (FUNCAB – Contador – IPEM/RO . A função pode ser traduzida como o maior nível de agregação das diversas áreas de atuação do setor público. É a mais moderna das classificações orçamentárias da despesa. c) por programa. Resposta: Letra C 55) (FUNCAB – Contador – IPEM/RO . Essa é a principal característica da classificação das despesas: a) por departamento. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. Sérgio Mendes Aula 07 53) (FUNCAB – Analista Administrativo – Contabilidade . e) segundo a região.estrategiaconcursos.2013) Ao classificar as despesas orçamentárias de maneira mais moderna. é definido como: a) programa. c) operação especial. um instrumento de programação que visa a alcançar o objetivo de um programa. por funções e subfunções. A finalidade essencial da classificação programática é demonstrar as realizações do Governo e a efetividade de seu trabalho em prol da população.br 39 de 61 . d) por funções.2013) Dentro das denominadas classificações orçamentárias. Urbanismo e Educação são exemplos de classificação por: a) programas. e) atividade. b) modalidade de aplicação.2013) Transporte.com. b) segundo a natureza. A classificação funcional.Prefeitura de Rio Branco/AC . e) funções. tendo surgido visando permitir a representação do programa de trabalho. d) fonte. Sérgio Mendes www. c) natureza. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. busca responder basicamente à indagação “em que” área de ação governamental a despesa será realizada. mostrando o resultado do trabalho executado em favor da sociedade. Está relacionada com a missão institucional do órgão.

estrategiaconcursos. A ação é toda operação da qual resulte bens e serviços. d) É o instrumento de organização da atuação governamental que concorre para a concretização de um objetivo comum preestabelecido. A subfunção representa um nível de agregação imediatamente inferior à função e deve evidenciar cada área da atuação governamental.br 40 de 61 . AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof.com. a) Errada. A função é o maior nível de agregação das diversas áreas de atuação do setor público e relaciona-se com a missão institucional do órgão. e) Consiste no instrumento capaz de medir o desempenho do programa. por intermédio da agregação de determinado subconjunto de despesas. Resposta: Letra B 57) (Universa – Auditor de Controle Interno – Planejamento e Orçamento – 2014) Determinada ação precisa ser implementada por Prof. Sérgio Mendes www. d) Errada. c) Representa um nível de agregação imediatamente inferior à função e deve evidenciar cada área da atuação governamental. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. mensurado por indicadores. devendo ser passível de aferição coerente com o objetivo estabelecido. das quais resulta um produto ou serviço necessário à manutenção da ação de Governo. e) Errada. que contribuem para atender ao objetivo de determinado programa. b) É toda operação da qual resulte bens e serviços. Resposta: Letra E 56) (Universa – Auditor de Controle Interno – Planejamento e Orçamento – 2014) Assinale a alternativa que apresenta a correta definição do conceito de ação. mensurado por indicadores. que contribuem para atender ao objetivo de determinado programa. c) Errada. a) Trata-se do maior nível de agregação das diversas áreas de atuação do setor público e relaciona-se com a missão institucional do órgão. por intermédio da agregação de determinado subconjunto de despesas. devendo ser passível de aferição coerente com o objetivo estabelecido. no âmbito da classificação funcional- programática. O indicador consiste no instrumento capaz de medir o desempenho do programa. O programa é o instrumento de organização da atuação governamental que concorre para a concretização de um objetivo comum preestabelecido. Sérgio Mendes Aula 07 A atividade é um instrumento de programação utilizado para alcançar o objetivo de um programa. b) Correta.

são executadas por mais de um órgão ou por UOs de órgãos diferentes.br 41 de 61 . e _ Da União: ações que perpassam diversos órgãos e/ou UOs sem contemplar as especificidades do setor ao qual estão vinculadas. aplicável a qualquer órgão e. Essa despesa orçamentária. descrição e produto padrão. (D) Atividade. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. é classificada como (A) Despesa de Corrente. Nesse caso.estrategiaconcursos. segundo a Classificação por Estrutura Programática. Sérgio Mendes Aula 07 mais de uma unidade orçamentária do mesmo órgão. considerando a temática desenvolvida pelo setor à qual está vinculada. ainda. determinado Município adquiriu materiais de construção para serem utilizados na manutenção de diversos edifícios públicos.com. pela gestão orçamentária realizada de forma centralizada pela Secretaria de Orçamento Federal. Sérgio Mendes www. em virtude da organização do Ministério. Resposta: Letra E 58) (CETRO – Auditor – IF/PR . a padronização pode ser de três tipos: _ Setorial: ações que. assinale a alternativa que apresenta o tipo correto de padronização orçamentária que deve ser realizado. para facilitar sua execução. (B) Material de Consumo.2014) Para atender ao objetivo de um programa específico.Analista – Planejamento e Gestão – IBGE – 2013) A despesa pública que se relaciona a projeto. (E) Operações Especiais. A atividade é o instrumento de programação utilizado para alcançar o objetivo de um programa. são implementadas por mais de uma UO do mesmo órgão. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. (C) Projeto. a) intraorçamentária b) interorçamentária c) da União d) multissetorial e) setorial Considerando as especificidades das ações de governo existentes. atividade ou operação especial classifica-se como (A) funcional Prof. das quais resulta um produto ou serviço necessário à manutenção da ação do Governo. _ Multissetorial: ações que. Caracterizam-se por apresentar base legal. dada a organização da atuação governamental. Resposta: Letra D 59) (CESGRANRIO . finalidade. em virtude da organização administrativa ou para facilitar sua execução.

conforme suas características.com. Forte abraço! Sérgio Mendes Prof. Resposta: Letra C E assim terminamos a aula 7.estrategiaconcursos. segundo a estrutura programática prevista na Portaria 42/1999. Sérgio Mendes Aula 07 (B) econômica (C) programática (D) institucional (E) por elementos As ações. podem ser classificadas como atividades. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. projetos ou operações especiais. Sérgio Mendes www. Na próxima aula trataremos dos Estágios da Receita e da Despesa.br 42 de 61 .

4.º e 2. indenizações. As dotações orçamentárias. uma agregação neutra. por intermédio da agregação de determinado subconjunto de despesas e identificação da natureza básica das ações que se aglutinam em torno das funções.º.estrategiaconcursos. 4. tais como: dívidas.º e 2. portanto. Sérgio Mendes www.º e 5. ressarcimentos.º dígitos: Unidade orçamentária (UO) Um órgão ou uma unidade orçamentária não corresponde necessariamente a uma estrutura administrativa. As subfunções podem ser combinadas com funções diferentes daquelas às quais estão relacionadas.º dígitos: Subfunção A função pode ser traduzida como o maior nível de agregação das diversas áreas de atuação do setor público. A função “Encargos Especiais” engloba as despesas em relação às quais não se pode associar um bem ou serviço a ser gerado no processo produtivo corrente. as ações estarão associadas aos programas do tipo “Operações Especiais”. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente.º dígitos: Órgão orçamentário 3.º e 5. Está relacionada com a missão institucional do órgão.º dígitos: Função 3. CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL 1. A subfunção representa um nível de agregação imediatamente inferior à função e deve evidenciar cada área da atuação governamental. representando. são consignadas às UOs.º. Nesse caso.com. Sérgio Mendes Aula 07 MEMENTO VII CLASSIFICAÇÃO POR ESFERA ORÇAMENTÁRIA 10 – Orçamento Fiscal 20 – Orçamento da Seguridade Social 30 – Orçamento de Investimentos CLASSIFICAÇÃO INSTITUCIONAL 1. das quais resulta um produto ou serviço necessário à manutenção da Prof. especificadas por categoria de programação em seu menor nível. que são as estruturas administrativas responsáveis pelas dotações e pela realização das ações. cumprimento de sentenças judiciais e outras afins. ESTRUTURA PROGRAMÁTICA Tipos de ações: Atividade: é um instrumento de programação utilizado para alcançar o objetivo de um programa.br 43 de 61 . As ações devem estar sempre conectadas às subfunções que representam sua área específica.

estrategiaconcursos. das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou o aperfeiçoamento da ação de Governo. OperaçãoEspecial: despesas que não contribuem para a manutenção. Sérgio Mendes www. Prof. expansão ou aperfeiçoamento das ações de governo. envolvendo um conjunto de operações. e não gera contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços. Projeto: é um instrumento de programação utilizado para alcançar o objetivo de um programa. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. limitadas no tempo.com. das quais não resulta um produto. Sérgio Mendes Aula 07 ação de Governo.br 44 de 61 .

Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.br 45 de 61 . Sérgio Mendes Aula 07 Complemento do aluno Prof.com. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof.

Sérgio Mendes Aula 07 LISTA DE QUESTÕES COMENTADAS NESTA AULA 1) (CESPE – Analista Técnico-Administrativo .ANP – 2013) O tema da política pública é definido na classificação institucional. 8) (CESPE – Auditor Federal de Controle Externo – TCU . 6) (CESPE – Analista Técnico-Administrativo . 4) (CESPE – Técnico Administrativo .2011) Na classificação institucional da despesa. ou seja. cada unidade orçamentária é subdividida em diversos órgãos. Sérgio Mendes www. a classificação das despesas restringe-se à esfera fiscal e à seguridade social. a geração de bens e serviços públicos para fornecimento à sociedade ou ao Estado. 7) (CESPE – Consultor de Orçamentos – Câmara dos Deputados – 2014) A despesa.CADE – 2014) A estrutura programática da despesa pública definida para a LOA deve ser a mesma para todos os entes da Federação. por intermédio da identificação da natureza das ações.ANS – 2013) Por meio da classificação institucional. Prof.2015) O segmento da classificação funcional da despesa pública que se relaciona com a missão institucional do órgão é denominado programa. 3) (CESPE . saúde e infraestrutura. por sua vez.SUFRAMA – 2014) Na base de dados do Sistema Integrado de Planejamento e Orçamento. que.estrategiaconcursos. 10) (CESPE – Analista Técnico-Administrativo . 9) (CESPE – Agente Administrativo . classificada por sua subfunção.br 46 de 61 . o campo de dados destinado à esfera orçamentária é composto por dois dígitos e será associado à ação orçamentária.ICMBio – 2014) Na LOA. 5) (CESPE – Analista Judiciário – Administrativo – STM . devido aos objetivos de consolidação das contas públicas. admitidas como exceções as ações de aquisição ou produção de insumos estratégicos e uma única ação de meios ou de insumos compartilhada por unidade orçamentária e vinculada ao programa de gestão do órgão. deve evidenciar cada área da atuação governamental.MTE – 2014) A classificação da despesa que permite avaliar o impacto da ação governamental na economia do país é denominada classificação funcional. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof.com. como educação. pode-se identificar o responsável pela programação da despesa pública.CADE – 2014) As ações orçamentárias de um órgão devem expressar a produção pública. divide-se em espécies.Analista Administrativo – Contador . 2) (CESPE – Analista Administrativo .

as despesas decorrentes de sentenças judiciais. ao promover a classificação programática dessa ação de governo. 13) (CESPE – Analista Técnico-Administrativo .SUFRAMA – 2014) Para se incluir.2015) Situação hipotética: Para viabilizar a melhoria das condições de saúde da população. sua implementação é realizada em mais de um órgão orçamentário ou mais de uma unidade orçamentária.Analista Administrativo – Contador . deve-se utilizar o marcador de regionalização na execução. o prefeito de determinado município incluiu em seu plano plurianual a construção de uma unidade de pronto atendimento em saúde. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. a padronização dessas ações pode ser local ou interfederativa. uma ação orçamentária que dependa da adesão prévia de entes subnacionais. se realizadas de modo contínuo e permanente.TRE/GO – 2015) A ação orçamentária é considerada padronizada quando. podem ser classificadas como operações especiais. em decorrência da organização institucional existente. 14) (CESPE – Administrador . 21) (FGV – Consultor Legislativo – Orçamento Público . Sérgio Mendes Aula 07 11) (CESPE – Analista Técnico-Administrativo . no orçamento da União. 19) (CESPE – Agente Administrativo . 15) (CESPE – Técnico da Administração Pública – TCDF – 2014) O plano orçamentário.estrategiaconcursos. 18) atividades. visto que a obra será o resultado de um produto necessário à manutenção da ação do governo. 17) projetos. é o código de identificação das ações orçamentárias destinado a efetuar o vínculo entre a referida lei e o plano plurianual. Sérgio Mendes www. 20) (CESPE – Analista Judiciário – Administrativo . 12) (CESPE – Auditor Federal de Controle Externo – TCU . o Poder Executivo apresentou seu projeto de lei contendo a seguinte descrição em uma de suas Prof. por não gerarem produtos. constante da lei orçamentária anual.CADE – 2014) De acordo com as especificidades das ações orçamentárias de governo existentes.Polícia Federal – 2014) O plano orçamentário é obrigatório para todas as ações que tenham sido aglutinadas na passagem de um exercício financeiro para outro. (CESPE . o prefeito deverá classificar a construção da edificação na categoria de atividades. Assertiva: Nesse caso. quando envolvem operações limitadas no tempo.MTE – 2014) Na estrutura programática da despesa.br 47 de 61 .com. quando contribuem para a expansão ou aperfeiçoamento de ação governamental.ANP – 2013) As ações orçamentárias são classificadas como 16) operações especiais.Assembleia Legislativa/MA – 2013) Na elaboração do orçamento.

Atividade Segunda Coluna ( ) Instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. Programa 3. D) 3 – 1 – 2 – 4. (B) tal ação representa um programa. de cima para baixo. (E) tal ação representa uma atividade. Considerando a classificação funcional programática e que. ( ) Instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos. Projeto 4. ( ) Deve entender-se o maior nível de agregação das diversas áreas de despesa que competem ao setor público. C) 2 – 4 – 1 – 3. Identifique os vocábulos relativos à classificação funcional- programática com as respectivas descrições relacionadas Primeira Coluna 1.br 48 de 61 . ( ) Instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa.estrategiaconcursos. é A) 1 – 3 – 4 – 2. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no plano plurianual. além das demais classificações da despesa. Sérgio Mendes www. Função 2. 22) (FUNDATEC – Contador – PREVIRG – 2010) Nas leis orçamentárias e nos balanços. de projetos e de atividades. Prof. das quais resulta um produto necessário à manutenção da ação do governo. Relacionando corretamente os vocábulos às respectivas definições. é correto afirmar que (A) tal ação representa uma função. para a execução dessa despesa será necessária apenas a aplicação de recursos em custeio. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. (C) tal ação representa um subprograma. a ordem dos números nos parênteses. envolvendo um conjunto de operações. Sérgio Mendes Aula 07 despesas fixadas: “Capacitação de Recursos Humanos com a finalidade de promover de forma integrada a qualificação de pessoal em todos os níveis de serviços de modo que obtenham melhores índices de produtividade”. E) 3 – 4 – 1 – 2. (D) tal ação representa um projeto.com. das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou para o aperfeiçoamento da ação do governo. as ações dos governos são identificadas em termos de função. de programa. limitadas no tempo. B) 1 – 4 – 2 – 3.

funcional. Prof. (B) Há apenas um item certo. (D) Função Educação e Subfunção de Formação de Recursos Humanos. (A) Este classificador é de aplicação comum para a União. assinale a alternativa incorreta. por origem. funcional. especificamente em relação à classificação da despesa. 2009) No que se refere às classificações orçamentárias. III De acordo com a Norma Federal. (B) Os três últimos dígitos indicam a subfunção.Finanças e Controle . por finalidade. (E) Função Administração e Subfunção de Difusão do Conhecimento Científico e Tecnológico. Sérgio Mendes www. II De acordo com a Norma Geral.SEPLAG/DF . estados.com. (C) Há apenas dois itens certos. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. Sérgio Mendes Aula 07 23) (Universa – Auditor de Controle Interno . (E) Todos os itens estão certos. julgue os itens a seguir e assinale a alternativa correta. segundo a natureza. 2009) Considerando a classificação funcional.br 49 de 61 . 25) (Universa .º 42. diretamente relacionada com a ação orçamentária. I De acordo com a Norma Geral.2009) A classificação funcional. 24) (Universa . (D) Os dois primeiros dígitos identificam a função. por programas.Planejamento e Orçamento - SEPLAG/DF . Em função dos conceitos trazidos por essa Portaria. a classificação da despesa orçamentária é institucional. (D) Há apenas três itens certos. IV Uma das desvantagens da Classificação Institucional da Despesa (Norma Geral) é a de que não é possível a identificação do agente público responsável pelas dotações autorizadas pelo Poder Legislativo. (C) As subfunções poderão ser combinadas com funções diferentes daquelas a que estejam vinculadas. em relação a um determinado programa. são descritas as características e as finalidades dos seguintes identificadores: de uso e de resultado primário.estrategiaconcursos. de 14/4/1999. (C) Função Educação e Subfunção de Administração Geral.Auditor de Controle Interno . que é atípica em relação ao gasto efetivo.Auditor de Controle Interno . a classificação da despesa orçamentária é institucional. como pode ser classificada uma ação de capacitação de recursos humanos que é executada pelo Ministério da Educação? (A) Função Educação e Subfunção de Educação Superior. Distrito Federal e municípios.Planejamento e Orçamento - SEPLAG/DF . (B) Função Administração e Subfunção de Formação de Recursos Humanos. composta por função e subfunção. foi instituída pela Portaria n. (A) Todos os itens estão errados.

(B) um projeto.br 50 de 61 . Orçamento e Finanças Públicas – SEFAZ/SP – 2013) Analise o texto a seguir. (A) classificação institucional (B) classificação funcional (C) classificação segundo a esfera orçamentária (D) classificação econômica (E) classificação por fontes de receita 27) (FGV – Administrador – Assembleia Legislativa/MT – 2013) A execução da política pública em educação que para seu cumprimento exige a “construção de uma nova escola” deve constar da estrutura funcional programática da despesa orçamentária como (A) um financiamento. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no Plano Plurianual.estrategiaconcursos. obedecido o Plano Plurianual (PPA) e a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). o Poder Executivo fará uso da Portaria Interministerial n. limitadas no tempo. envolvendo um conjunto de operações que se Prof. 28) (VUNESP – Analista em Planejamento. de estudo e aprovação. (C) uma atividade. ( ) Atividade: representa um instrumento e programação para alcançar o objetivo de um programa. as ações do governo serão identificadas em termos de: ( ) Função: deve-se entender o maior nível de agregação das diversas áreas de despesa que competem ao setor público. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. ( ) Subfunção: representa uma partição da função. ( ) Projeto: representa o instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. visando agregar determinado subconjunto de despesas do setor público. envolvendo um conjunto de operações. (E) operações especiais. da seguridade social ou de investimentos. Sérgio Mendes www. (D) um custeio.º 42/99. ( ) Programa: representa o instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos. Sérgio Mendes Aula 07 (E) A função administração engloba as despesas em relação às quais não se possa associar um bem ou serviço a ser gerado no processo produtivo corrente. Na elaboração do orçamento anual. classificando os itens que o completam como verdadeiros (V) ou falsos (F).com. 26) (Universa – Técnico em Contabilidade – MinC – 2013) Assinale a alternativa que apresenta a denominação da classificação da despesa pública destinada a identificar se a dotação faz parte do orçamento fiscal. das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou o aperfeiçoamento da ação do governo. A orçamentação da despesa pública passará pelo processo de elaboração da Lei de Orçamento Anual (LOA). Nos moldes da referida Portaria. e demais legislações aplicáveis.

das quais não resulta um produto. V.1964. V. Sérgio Mendes www. B) Créditos adicionais suplementares.03.Pref. obedecido o Plano Plurianual e a Lei de Diretrizes Orçamentárias. ( ) Administração: representa as ações do governo na gestão da despesa pública. F. F.ANP – 2008) Segundo o artigo 14 da Lei n° 4.com. V. V. 31) (CESGRANRIO – Planejamento. V. F.320 de 17. V. (E) V. de Londrina/PR – 2011) “A orçamentação da despesa pública passará pelo processo de elaboração da Lei de Orçamento Anual. Orçamento e Finanças . V. (E) os centros de custos que recebem dotação orçamentária própria definida pela Lei Orçamentária Anual. D) Despesas orçamentárias e extraorçamentárias. V.br 51 de 61 . V. para a qual são rateados custos e despesas. E) Empenho. (B) o agrupamento de serviços subordinados ao mesmo órgão ou repartição a que serão consignadas dotações próprias.” De acordo com a Portaria Interministerial 42/99. programa. seções e serviços que tenham dotação orçamentária própria e sejam classificados como centro de custos. projeto. de cima para baixo. é: (A) F. V. V. V. das quais resulta um produto necessário à manutenção de ação do governo. F. divisões. (C) F. (D) o conjunto de departamentos. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. V. e não geram contraprestação direta sob forma de bens ou serviços. constitui unidade orçamentária: (A) a unidade administrativa. V.IBGE – 2010) O ordenador de despesas de determinado órgão público inclui. F. V. A classificação correta obtida. nos processos orçamentários e aplicação da legislação vigente. (D) F. V. V. (B) V.estrategiaconcursos. V. nas leis orçamentárias e nos balanços. 29) (Consulplan – Contador . V. classificada como centro de custos. V. liquidação e pagamento. (C) o conjunto de elementos homogêneos que reúnam recursos humanos e materiais definidos pela Lei Orçamentária Anual. 30) (CESGRANRIO – Analista Administrativo – Contábeis . uma ação de governo visando a alcançar os objetivos de um programa e que envolve um conjunto de operações limitadas no tempo. V. V. no planejamento orçamentário. subfunção. atividade e operações especiais. V. das quais resultará um produto final que concorrerá para a expansão ou o Prof. ( ) Operações especiais: representam as despesas que não contribuem para a manutenção das ações do governo. Sérgio Mendes Aula 07 realizem de modo contínuo e permanente. V. F. as ações do governo serão identificadas em termos de: A) Somente em função e subfunção. C) Função. de estudo e aprovação.

do Ministério de Orçamento e Gestão. (E) programas.Contador – SEF/SC – 2009) De acordo com a Portaria nº 42.br 52 de 61 . atividades e operações especiais. (B) função. de capital e investimentos. subprogramas. (E) transporte. (C) assistência social. A função. essa ação é classificada como: (A) projeto. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof.Contador – TJ/RO – 2008) Quais os responsáveis pela execução dos projetos e atividades que lhe são consignados no orçamento? (A) Municípios e Distrito Federal. projetos.com. (C) atividade. corrente e inversões financeiras. (D) Congresso Nacional e Poder Judiciário. Prof. Sérgio Mendes Aula 07 aperfeiçoamento da ação governamental. (C) Senado Federal e Câmara dos Deputados. deve entender-se o maior nível de agregação das diversas áreas que competem ao setor público. (E) operações especiais. corrente e outras. de 14 de abril de 1999. (D) subprograma. 33) (CESGRANRIO – Auditor – Casa da Moeda – 2009) De acordo com a classificação orçamentária das despesas públicas. (B) saúde. (B) funções. a) Como função. assinale a alternativa correta. 32) (CESGRANRIO – Agente Judiciário . b) Entende-se como Projeto o instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos. (B) Unidades Orçamentárias. (E) Tribunais de Contas e órgãos internos de controle. 35) (FEPESE . sendo mensurado por indicadores estabelecidos no plano plurianual. o critério de classificação programática é aquele por meio do qual os gastos públicos são segregados em: (A) funções e subfunções. respectivamente. 34) (FGV – Auditor do Estado – CGE/MA – 2014) Um Órgão Público realizou a compra de ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Sérgio Mendes www. programas. (C) unidades orçamentárias e administrativas. de capital e investimentos. De acordo com o disposto na legislação vigente. projetos/atividades e subprojetos/subatividades. a categoria econômica da despesa e o grupo a que pertence são. (D) assistência social. (A) saúde. (D) orçamentários e extraorçamentários.estrategiaconcursos. corrente e investimentos.

sendo mensurado por indicadores estabelecidos no Plano Plurianual. d) Programa é um instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. das quais resulta um produto necessário à manutenção da ação do Governo e) Na atividade 18 . C) Atividade. 36) (FUNRIO – Contador . o instrumento de organização da ação governamental que visa à concretização dos objetivos pretendidos. que concorre para a expansão ou aperfeiçoamento da ação governamental. 542 – Controle Ambiental.Gestão Ambiental – encontram-se as funções 541 – Preservação e Conservação Ambiental. limitadas no tempo. 544 . entende- se por Atividade: A) instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa.br 53 de 61 . Sérgio Mendes www. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. sendo mensurado por indicadores no plano plurianual C) instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos.Analista em Finanças Públicas – SEFAZ/RJ – 2011) Para os efeitos da Portaria n. envolvendo um conjunto de operações. de Niterói/RJ – 2008) Na despesa pública. envolvendo um conjunto de operações.estrategiaconcursos. e 545 – Metereologia. limitadas no tempo. Sérgio Mendes Aula 07 c) Atividade é um instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa.º 42/99.com. 543 - Recuperação de Áreas Degradadas. E) Operação Complementar. das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou para o aperfeiçoamento da ação do Governo. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no plano plurianual Prof. é: A) Programa.Recursos Hídricos. denomina-se: A) programa B) atividade C) operação especial D) função E) projeto 38) (CEPERJ . 37) (CEPERJ . o instrumento de programação envolvendo um conjunto de operações limitadas no tempo. B) Projeto. D) Operação Especial. do Ministério do Orçamento e Gestão.Contador – CEDAE/RJ – 2012) De acordo com a classificação programática da despesa utilizada nos orçamentos públicos.Pref. das quais resulta um produto que concorre para a expansão ou o aperfeiçoamento da ação de governo B) instrumento de programação da ação governamental visando ao alcance das metas estabelecidas.

programas. e não geram contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços E) instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa.º 42/99. em termos de: A) função.º 42/99.Cultura 18. apenas C) função.Analista em Finanças Públicas – SEFAZ/RJ – 2011) Segundo a Portaria n. subfunções. programas e projetos. apenas 40) (CEPERJ .Saúde 13.Segurança Pública 10. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. como. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos. 04. projetos. por exemplo: A) indenizações B) custódia e reintegração social C) empregabilidade D) representação judicial e extrajudicial E) normalização e qualidade 41) (CEPERJ .Administração 06. subfunções.com. projetos e atividades. subfunções e programas. das quais não resulta um produto. das quais resulta um produto necessário à manutenção da ação de governo 39) (CEPERJ .Gestão Ambiental ( ) Meteorologia ( ) Patrimônio Histórico. programas. apenas D) função.Analista em Finanças Públicas – SEFAZ/RJ – 2011) Relacione as funções apresentados na coluna da esquerda com as subfunções citadas na coluna da direita. apenas E) função e subfunções.Analista em Finanças Públicas – SEFAZ/RJ – 2011) Na função “Encargos Especiais” serão englobados todas as despesas em relação às quais não se possa associar um bem ou serviço a ser gerado no processo produtivo corrente. as ações serão identificadas nas leis orçamentárias e nos balanços. atividades e operações especiais B) função. segundo o anexo da Portaria n. subfunções.br 54 de 61 . representando uma agregação neutra. Artístico e Arqueológico ( ) Informação e Inteligência ( ) Normatização e Fiscalização ( ) Atenção Básica A sequência correta é: A) 18 – 13 – 06 – 04 – 10 B) 06 – 04 – 18 – 13 – 10 C) 04 – 13 – 18 – 10 – 06 Prof. Sérgio Mendes Aula 07 D) conjunto de despesas que não contribuem para a manutenção das ações de governo.

AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. Operações Especiais são as despesas realizadas que contribuem para a manutenção.999. (D) por atividade.2006) Com base na estrutura programática utilizada atualmente nos orçamentos públicos.estrategiaconcursos. das quais não resulta um produto e não geram contraprestação direta em bens ou serviços. Estados.Analista de Gestão Organizacional – ITERJ – 2012) Com base na estrutura programática da classificação da despesa. das quais resulta um produto ou serviço necessário à manutenção da ação do Governo. mas de aplicação obrigatória no âmbito dos Municípios.320/64. Assinale: (A) se somente a afirmativa II estiver correta. subprogramas e projetos B) programas.com. Sérgio Mendes www.br 55 de 61 . II. (B) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. analise as seguintes afirmativas: I. 44) (FGV – Analista de Administração – MinC . Projeto é o instrumento para alcançar o objetivo de um programa. Prof. utilizada na Lei Orçamentária Anual. Essa atual classificação denomina-se: (A) estratégica. das quais resulta um produto que concorre para expansão ou aperfeiçoamento da ação do Governo. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. sendo substituída por uma classificação independente dos programas. III. (E) programática.º 4. como funcional-programática. Sérgio Mendes Aula 07 D) 10 – 04 – 13 – 18 – 06 E) 13 – 10 – 04 – 06 – 18 42) (CEPERJ . a qual busca responder basicamente à indagação “em que” área de ação governamental a despesa será realizada. teve sua última utilização na orientação para elaboração do orçamento de 1. limitadas no tempo. projetos e atividades 43) (VUNESP . expansão ou aperfeiçoamento das ações de Governo. (B) por processo. (C) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. subfunções e programas E) programas. as ações governamentais são classificadas nas seguintes naturezas: A) programas. envolvendo um conjunto de operações. operações especiais e encargos especiais C) atividades. Atividade é o instrumento de programação utilizado para alcançar o objetivo de um programa. (C) funcional. Distrito Federal e União.Contador – FPMSC/Prefeitura de São Carlos – 2012) A classificação da despesa pública orçamentária segundo artigos 2 e 8 da Lei n. projetos e operações especiais D) funções.

a programação pode ser classificada segundo a (A) esfera orçamentária. Encargos especiais 2.br 56 de 61 .Analista – Orçamento e Finanças – IBGE – 2013) A programação orçamentária da despesa é dividida em três tipos: qualitativa. funcional. cuja finalidade é identificar a qual orçamento a dotação de recursos pertence. Sérgio Mendes www. 47) (CESGRANRIO . ao Investimento das Empresas Estatais ou à Seguridade Social. (B) reportar em qual área de ação governamental a despesa será realizada. estrutura programática e natureza da despesa orçamentária. quantitativa e financeira.Assembleia Legislativa/MA – 2013) Correlacione as funções listadas a seguir com suas respectivas subfunções. 45) (FGV – Consultor Legislativo – Orçamento Público . Indústria ( ) Normatização e Fiscalização ( ) Controle Externo ( ) Transferências ( ) Normalização e Qualidade Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta. pela ótica financeira. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof.estrategiaconcursos. 1. a despesa nacional pode ter quatro grandes classificações: institucional. Por sua vez. (E) se todas as afirmativas estiverem corretas. de cima para baixo. (B) natureza da despesa.com. Prof. a finalidade da classificação funcional é (A) identificar se os recursos pertencem ao Orçamento Fiscal. cuja finalidade é reportar às unidades da administração pública responsáveis pela execução do orçamento. Legislativa 3. (C) ampliar a visibilidade para a sociedade dos resultados e benefícios gerados pelas realizações do governo. Segundo esse manual. Sérgio Mendes Aula 07 (D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. (C) instituição. cuja finalidade é indicar os potenciais efeitos dos gastos públicos sobre a economia. Administração 4. (A) 2 – 3 – 4 – 1 (B) 2 – 3 – 1 – 4 (C) 3 – 2 – 4 – 1 (D) 3 – 2 – 1 – 4 (E) 4 – 3 – 1 – 2 46) (CESGRANRIO . (E) evitar as duplas contagens decorrentes da inclusão dos recursos no orçamento. (D) expressar o objetivo e facilitar o acompanhamento das ações do governo.Analista – Orçamento e Finanças – IBGE – 2013) De acordo com o Manual da Despesa Nacional de 2008 da Secretaria do Tesouro Nacional.

B) Produtos. suas estruturas de programas. (E) estrutura programática. p. D) Operações especiais. sendo as ações orçamentárias classificadas. 48) (CEPERJ . [. São despesas que não contribuem para a manutenção. Sérgio Mendes Aula 07 (D) função da despesa. Prof. em que se encontra.. em: projetos. conforme a sua natureza.com. 50) (FUNDATEC – Técnico Superior – Ciências Contábeis – Detran/RS – 2009) As despesas das entidades públicas devem obediência ao que determina a Portaria MOG 42/99. entre outras definições. cuja finalidade é reunir todos os gastos do setor público. em atos próprios. e não gera contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços: A) Projetos. Relacione as categorias de classificação a seguir com as respectivas definições da referida Portaria. podendo ser orçamentárias ou não orçamentárias. o Distrito Federal e os Municípios estabelecerão. códigos e identificação.estrategiaconcursos. a classificação programática do gasto público. Sérgio Mendes www.Contador – Detran/RO-2014) “Toda ação do Governo está estruturada em programas orientados para a realização dos objetivos estratégicos definidos no Plano Plurianual (PPA) para o período de 4 anos. expansão ou aperfeiçoamento das ações de governo. Conforme estabelecido no art. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. C) Atividades. cuja finalidade é expor à sociedade os programas do governo e suas realizações. [.]” (MCASP.. 2012. E) Apoio a políticas públicas. respeitados os conceitos determinações nela contidos. 3º da Portaria MOG nº 42/1999.] Programa é o instrumento de organização da atuação governamental que articula um conjunto de ações que concorrem para a concretização de um objetivo comum preestabelecido.Analista em Finanças Públicas – SEFAZ/RJ – 2011) Os créditos orçamentários devem ser alocados na lei orçamentária anual diretamente: A) à categoria econômica das unidades orçamentárias correspondentes B) ao grupo de natureza da despesa das unidades orçamentárias correspondentes C) ao elemento de despesa das unidades orçamentárias correspondentes D) à categoria econômica das ações correspondentes das unidades orçamentárias E) à unidade orçamentária responsável pela execução das ações correspondentes 49) (IDECAN . atividades e operações especiais. das quais não resulta um produto. os Estados. visando à solução de um problema ou ao atendimento de determinada necessidade ou demanda da sociedade.br 57 de 61 .) As ações correspondem ao instrumento de programação que contribui para atender ao objetivo de um programa. a União. 56...

é: A) 1 – 2 – 3 – 4. das quais resulta um produto que concorre para a expressão ou o aperfeiçoamento da ação do governo. C) Formação de Recursos Humanos. A sequência correta de preenchimento dos parênteses. ( ) Instrumento de organização da ação governamental visando à concretização dos objetivos pretendidos. sendo mensurado por indicadores estabelecidos no plano plurianual. e não geram contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços. 4 – Projeto. de cima para baixo. ( ) Instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. ( ) Despesas que não contribuem para a manutenção das ações de governo. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. B) 1 – 4 – 3 – 2. C) 2 – 3 – 1 – 4. 51) (FUNDATEC – Tesoureiro – Pref. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. Integra a Função denominada Administração. D) 3 – 1 – 4 – 2. 3 – Programa. classificação funcional e por grupo de fontes. E) 3 – 4 – 1 – 2. das quais resulta um produto necessário à manutenção de ação do governo. D) Saneamento Básico Urbano. 2 – Operações Especiais. envolvendo um conjunto de operações limitadas no tempo. a Subfunção A) Controle Externo. ou seja. das quais não resulta um produto. B) Ensino Fundamental.com. por exemplo.br 58 de 61 . b) A classificação da receita é dividida em classificação por categorias econômicas. Sérgio Mendes Aula 07 1 – Atividade. ( ) Instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. E) Transportes Coletivos Urbanos. Prof. classificação funcional e de natureza da despesa. Sérgio Mendes www. 52) (IESES – Contador – IF/SC– 2009) Assinale somente a alternativa correta no que diz respeito a classificação da receita e da despesa orçamentária: a) A classificação da receita é dividida em classificação institucional. de Pinhal da Serra/RS – 2010) Uma das classificações das despesas do setor público pode ser por Funções e Subfunções de Governo.estrategiaconcursos. cada Função subdivide-se em diversas Subfunções.

um instrumento de programação que visa a alcançar o objetivo de um programa. 56) (Universa – Auditor de Controle Interno – Planejamento e Orçamento – 2014) Assinale a alternativa que apresenta a correta definição do conceito de ação. c) natureza.2013) Dentro das denominadas classificações orçamentárias. c) operação especial. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. e) atividade. d) fonte.estrategiaconcursos.2013) Ao classificar as despesas orçamentárias de maneira mais moderna. mostrando o resultado do trabalho executado em favor da sociedade.com. c) por programa. b) segundo a natureza.Prefeitura de Rio Branco/AC . Prof. que contribuem para atender ao objetivo de determinado programa. b) projeto. das quais resulta um produto necessário à manutenção da ação governamental. 55) (FUNCAB – Contador – IPEM/RO . Sérgio Mendes Aula 07 c) A classificação da despesa é dividida em classificação por categorias econômicas e por grupo de fontes. d) encargo especial.2013) Transporte. é definido como: a) programa. Sérgio Mendes www.br 59 de 61 . classificação funcional e de natureza da despesa. por intermédio da agregação de determinado subconjunto de despesas. d) A classificação da despesa é dividida em classificação institucional. busca-se evidenciar as realizações do governo. a) Trata-se do maior nível de agregação das diversas áreas de atuação do setor público e relaciona-se com a missão institucional do órgão. c) Representa um nível de agregação imediatamente inferior à função e deve evidenciar cada área da atuação governamental. 53) (FUNCAB – Analista Administrativo – Contabilidade . e) funções. e) segundo a região. envolvendo um conjunto de operações que se realizam de modo contínuo e permanente. Essa é a principal característica da classificação das despesas: a) por departamento. 54) (FUNCAB – Contador – IPEM/RO . no âmbito da classificação funcional-programática. b) É toda operação da qual resulte bens e serviços. d) por funções. Urbanismo e Educação são exemplos de classificação por: a) programas. b) modalidade de aplicação.

é classificada como (A) Despesa de Corrente. 59) (CESGRANRIO . Sérgio Mendes Aula 07 d) É o instrumento de organização da atuação governamental que concorre para a concretização de um objetivo comum preestabelecido. assinale a alternativa que apresenta o tipo correto de padronização orçamentária que deve ser realizado. (B) Material de Consumo. e) Consiste no instrumento capaz de medir o desempenho do programa. (D) Atividade.Analista – Planejamento e Gestão – IBGE – 2013) A despesa pública que se relaciona a projeto. 57) (Universa – Auditor de Controle Interno – Planejamento e Orçamento – 2014) Determinada ação precisa ser implementada por mais de uma unidade orçamentária do mesmo órgão. atividade ou operação especial classifica-se como (A) funcional (B) econômica (C) programática (D) institucional (E) por elementos Prof.com. em virtude da organização administrativa ou para facilitar sua execução. Nesse caso. Sérgio Mendes www. mensurado por indicadores. a) intraorçamentária b) interorçamentária c) da União d) multissetorial e) setorial 58) (CETRO – Auditor – IF/PR . determinado Município adquiriu materiais de construção para serem utilizados na manutenção de diversos edifícios públicos. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. Essa despesa orçamentária. devendo ser passível de aferição coerente com o objetivo estabelecido. (C) Projeto. segundo a Classificação por Estrutura Programática.br 60 de 61 . (E) Operações Especiais.estrategiaconcursos.2014) Para atender ao objetivo de um programa específico.

br 61 de 61 .estrategiaconcursos. AFO e Direito Financeiro p/ TCM-RJ Técnico de Controle Externo Teoria e Questões Comentadas Prof. Sérgio Mendes Aula 07 GABARITO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 C E E C E E C E E C 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 E E C E E E E E C C 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 E E D C E C B E C B 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 A B E A A A E E A A 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 A C C B D B B E D E 51 52 53 54 55 56 57 58 59 C D E C E B E D C Prof.com. Sérgio Mendes www.