0

CAMILA ROMAGNOLLI
ISABELLA DE OLIVEIRA
POLYANA ARTILHA
RAFAELA TAMANINI
SARA LINS

PLANO DE TURISMO DE
CASTRO - PR

LONDRINA
2014

..................................................................................3............................................................................................... 04 2....................... 1 SUMÁRIO 1...................... 06 2.......................................... AGROPECUÁRIA...................REFERÊNCIAS............................4.............................................. 16 ..............13 7..................................................................................... 13 6.......................................... INTRODUÇÃO................................................. 10 4........... 07 2....................1....................................................... 03 2.............. SERVIÇOS..............1 OBJETIVOS ESTRATÉGICOS... 07 2. 14 8.................7............ INFRAESTRUTURA SOCIAL......................................5..............................8...................... 09 2....................................................................... INDÚSTRIA E COMÉRCIO..... 03 2......... EMPREGO E RENDA.........2........ LOCALIZAÇÃO E HISTÓRIA DO MUNICÍPIO. DINÂMICA POPULACIONAL......................................................................................................... VISÃO DO FUTURO..... FINANÇAS PUBLICAS.............................. 09 3...... OBJETIVOS................................................... DIRETRIZES.................................6....................................................................... 12 6............................ 05 2................... GESTÃO.................... 02 2............................ DIAGNÓSTICO DO MUNICÍPIO DE CATRO – PR.... METAS E AÇÕES.................................................... 11 5..

O Rio Iapó. permitindo o transporte desses animais. foi aberto o "Caminho das Tropas". o território era ocupado por índios. alem de árabes e japoneses. italianos. Canyon Guartelá. por sua característica de tornar-se alagado. Prainha. com o ciclo do tropeirismo. Por ocasião da Revolução Federalista. formaram- se pousos de tropeiros que iriam dar origem aos povoados. por terra. Um dos fatores significativos no desenvolvimento do município relaciona-se com a fixação de imigrantes Europeus que buscavam nova vida. uma vez que seus países estavam devastados pela segunda guerra. Como conseqüência natural dessa demanda ao Norte e oferta ao Sul. 2 1. após a instalação da Província do Paraná. Vicente Machado transferiu para Castro a capital do Estado sob o Decreto 24 de 18 de janeiro de 1894. Morro do Cristo. atraindo os criadores de gado bovino e tropeiros. entre varias outras. o Dr. . Castro foi Capital do Estado por 3 meses e 11 dias. das regiões de origem aos centros consumidores. que mantêm ainda tradições. eram eles principalmente holandeses. moinho da Castrolanda. obrigava os tropeiros em trânsito a acampar e esperar. sendo revogado em 29 de abril do mesmo ano. Portanto.INTRODUÇÃO Castro teve sua origem nas ocupações dos Campos Gerais do Paraná. visto que. alemães. no período anterior. através dos usos e costumes e de suas manifestações folclóricas. que ocorreu a partir do início do século XVIII. Suas principais atrações turiscas são: o museu do tropeiro. ucranianos. também poloneses. sendo considerada a primeira cidade instituída no Estado. Estes grupos contribuíram para a formação sociocultural da população castrense. A Vila Nova de Castro foi elevada à categoria de cidade em 21 de janeiro de 1857. Ao longo dessa rota. A abundância de pastagens em forma de campos nativos e de capões de mato de florestas araucária favorecia a atividade pastoril.

Localização e História do município Com uma área de 2531. pois também seriam comercializados. o mais antigo município Paranaense. 3 2. Assim o local era caminho dessas tropas no período de colonização do Brasil que seguia de Viamão no Rio Grande do Sul a Sorocaba.503 m². . no estado de São Paulo. principalmente Minas Gerais. No dia 21 de janeiro de 1857. o município de Castro está localizado na Mesoregião Centro Oriental do Paraná na Microregião de Ponta Grossa. quando o Paraná se emancipou de São Paulo a vila se tornou Município de Castro. situado no primeiro planalto a uma altitude de 988 metros de acordo com dados do IPARDES 2013.1. Fonte: Prefeitura de Castro A área já era morada de indígenas. conhecida como Campos Gerais. Figura 1 Localização do município no território Paranaense.DIAGNÓSTICO MUNICIPAL DE CASTRO – PR 2. Tropas do sul atendiam essa demanda levando as charqueados e utensílios de couros e os animais bovinos até Sorocaba que comercializava e difundia esses produtos para outros estados. às margens do rio Iapó que corta todo o perímetro urbano da cidade. Essa área de pousio com o tempo se transformou em povoado e logo depois em vila em 1778. esse percurso ficou conhecido como Caminho de Viamão e passou a ser pousada dos tropeiros que se deparavam com as enchentes do Rio Iapó e se “hospedavam” no local e encontravam grandes pastagens para o gado descansar e engordar. assim a Coroa Portuguesa no inicio do século XVIII oferecia terras para grupos de famílias ocuparem essa parte do território expulsando os indígenas e as Capitanias do Norte demandavam do sul transportes e produtos alimentícios.

onde como mostra o quadro 2. vieram imigrantes italianos.818 habitantes em áreas rurais (IPARDES. Santa Clara. e entre 1951 e 1954. Santa Leopoldina. que se instalaram na região de Maracanã. em meados de 1911. Os japoneses chegaram em 1958 e impulsionaram a agricultura através de novas técnicas de plantio e produção. já que o município possui sua colonização de origem europeia. vindo as custas do governo Imperial.2 . O município de Castro atualmente possui uma população de 67. neerlandeses e russos. sendo que os primeiros grupos chegaram em 1885. 2013). podemos observar a predominância da raça branca. em especial o território em que se localiza a cidade de Castro tornou- se caminho dos tropeiros que iam do Sul (Rio Grande do Sul) para São Paulo (Sorocaba) com suas tropas. fundaram a Castrolanda que foi batizada assim em homenagem à cidade. Por causa da abundância das pastagens.084 habitantes (quadro1). 4 2. Outro aspecto a ser levado em conta diz respeito a raça da população. com a vinda de mais 50 famílias. Agostinhos e Russos. Nominam- se as colônias Santa Cândida. Rio Abaixo e Bulcão. Quando os imigrantes alemães e poloneses chegaram ao município. Carambeí. Eram colonos de origem polonesa e alemã. .Dinâmica Populacional Até o século XVIII toda a região que abriga hoje os Campos Gerais era habitada por índios tupis e gês. Posteriormente.266 habitantes localizam-se em áreas urbanas e 17. fundaram as colônias de Terra Nova e Santa Leopoldina. sendo que no final deste século Castro recebeu os alemães protestantes. Iapó. sendo que 49. Durante sua história teve um grande fluxo de imigrantes. No início do século. Dedicaram-se à industrialização e comercialização dos produtos de origem animal e vegetal. a região e. chegaram os primeiros neerlandeses e fundaram a Colônia de Carambeí.

5 (IPARDES. com 3. (IPARDES. esse setor disponibiliza 2. Em segundo lugar temos as atividades agrícolas. extração vegetal e a pesca. 2013) 2. 2013) (IPARDES. Abaixo o quadro 3 com os dados dos empregos e estabelecimentos de Castro.901 empregos em Castro. criação de animais. 2013) . os setores que mais geram emprego são o comércio varejista.3.Emprego e renda Na questão dos empregos gerados pelo município. incluindo a silvicultura.109 empregos.

2013) 2.Censo Educacional de 2012. Onde o setor de serviços é responsável por mais da metade do Valor Adicionado Bruto a preços básicos que corresponde ao valor que a atividade econômica acrescenta aos bens e serviços consumidos no seu processo produtivo. as chamadas creches. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais . serviços de saúde mais especializados são oferecidos no município de Ponta Grossa. 6 No que se refere a renda do município. no caso o comercio varejista e a agropecuária. O município apresenta taxa maior que a média do estado de analfabetismo. sendo 10 privadas e 10 municipais.Infra estrutura social  Educação Segundo dados do Ministério da Educação. 27 municipais e 7 privadas de ensino fundamental e 11 estaduais sendo 3 privadas de ensino médio. o município possui 43 instituições de ensino sendo 15 estaduais.4. É obtido por saldo entre o Valor da Produção e o Consumo Intermediário das atividades.  Saúde O município conta com cerca de 60 unidades de atendimento publicas entre hospitais e postos de atendimentos e 3 unidades privadas.  Saneamento . (quadro 4). podemos dizer que sua principal atividade econômica geradora de empregos. (IPARDES. o que obriga a população estudar em municípios próximos principalmente em Ponta Grossa e Curitiba.INEP . Não há instituições de ensino superior no município. E 20 pré-escolas. influenciam na renda do município.

913 milhões. iluminação elétrica e rede hídrica.Agropecuária Seus principais cultivos são de soja. Castro é o maior produtor de leite e de silagem do Brasil e o terceiro maior produtor nacional de feijão de cores. No Paraná. além da produção e comercialização de grãos e sementes.5. 2. 7 De acordo com dados do IBGE. educação e renda da população municipal. O município de Castro figura como o 23º maior Produto Interno Brasileiro (PIB) do setor agropecuário com receita de R$ 298. A Sociedade Cooperativa Castrolanda Ltda. ativa).6.703. o índice de Castro no ano segundo dados do IBGE apresentou em 2010 um numero de 0. feijão. considerado alto na escala nacional. com a extração de calcário e talco e na indústria gráfica. industrializar os produtos Batavo. Grau de urbanização 73%. – 30000 pop. que tem menos da metade da população ativa (67000 hab. Esse valor de renda é razoável para o modo de vida no município. alimentícia e de pincéis.00 reais. o município ocupa a primeira posição. juntamente com a CAPAL - Cooperativa Agropecuária Arapoti Ltda e a Cooperativa Agropecuária Batavo Ltda de Carambeí fornecem matéria-prima para a Cooperativa Central de Laticínios do Paraná. cenoura.  Condição de vida O IDHM mede a longevidade. Pesquisa Nacional de Saneamento Básico de 2008. sendo que esta Cooperativa. mantém um rebanho de gado Holandês com alto padrão genético. que se dedicam à criação de gado leiteiro. suínos e aves. arroz. Coordenação de População e Indicadores Sociais. Os números foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). uva. batata. diretoria de Pesquisas. . toda a cidade possui rede de esgoto. 2. moveleira. Taxa de natalidade e de mortalidade não são elevadas e a renda per capta da população é em médio 600. além de possuírem milhares de propriedades rurais. entre outras. A produção leiteira que é considerada a principal do Brasil em produtividade e qualidade com capacidade aproximada de 400. milho.000 litros/dia.Indústria e Comércio Castro se sobressai na exploração mineral.

cenário esse que vem sendo mudado no decorrer dos anos. Dados esses que podem ser analisados na tabela abaixo. . ampliando assim o comercio e o turismo. Comércio e Turismo está e apoiando o processo de desenvolvimento econômico das iniciativas privadas relacionadas com o setor industrial. A Secretaria Municipal de Indústria. tenham a intenção de ampliar-se. onde se pode observar que as atividades voltadas a agropecuária ainda concentram o maior numero de pessoas. além de projetos de lei que visem criar incentivos para as indústrias que vierem se instalar no Município ou que instaladas. 8 Porém ainda é uma cidade onde a atividade agropecuária é bastante expressiva. tirando o foco do desenvolvimento da indústria. através de obras de infraestrutura que resultam no fortalecimento da economia. a fim de minimizar a questão do desemprego e aumentar a circulação de renda necessária ao crescimento do Município. bem como a manutenção de sua infraestrutura básica. comercial e de serviços. Estão instalando e ampliando o Distrito Industrial.

clinicas de especialidades medicas. concessionária. serralheria. lanchonetes. loja de material de construção.8. Relacionado a serviços de saúde o município conta com o Hospital Anna Fiorillo Menarim. manutenção e montagem de industriais.7. Caixa Econômica Federal. serraria. loja de telefonia. revenda de gás e água mineral. 9 2. restaurantes e hotéis. loja de plásticos. algumas unidades básicas de saúde espalhadas pela cidade. posto de combustíveis. loja de ferragem. loja de moveis. comercio de máquinas agrícolas e insumos. creche. salão de cabeleireiro e estética. uma casa de saúde da mulher. 2.Serviços O município de Castro oferece diversos serviços aos moradores como: serviços públicos. laboratório clinico e dentistas.Finanças Públicas . emissoras de radio. bancos (HSBC. loja de tinta. transporte e coleta de resíduos. Assim percebemos que o município de Castro apresenta todos os serviços básicos que uma cidade necessita para viver e se desenvolver. Banco do Brasil. empresas de empréstimo conseguindo. médicos veterinários. escolas. lojas de eletrônicos. padarias. Bradesco e Itaú).

comerciais ou qualquer outro tipo de negócio. Como atrativo deve-se valorizar as potencialidades turísticas do município. que ficam ao lado de monumentos históricos e religiosos. objetiva-se que a atividade turística possa trazer aos habitantes do município uma melhora na qualidade de vida da população. como a cidade é histórica. mas as necessidades dos habitantes locais. propomos algumas diretrizes para atender as propostas e considerar nosso objetivo. Geração de empregos: objetiva-se gerar um maior número de empregos com a atividade turística. . há possibilidade de implementação do turismo histórico. quais fazem parte da colonização do Paraná. uma vez que para realização das atividades turísticas. Melhora na infraestrutura: com o objetivo de levar uma melhor qualidade de vida aos moradores e turistas faz-se necessário a pressão aos órgãos responsáveis para implantação de infraestrutura básica aos locais que ainda não possuem. Além da revitalização de edifícios históricos. Incentivo e aumento ao empreendedorismo: que este possa ser a regulação para as diversas dinâmicas do município. no aumento de estabelecimento que visem não só o turismo. pois podemos observar percorrendo o centro da cidade os casarios coloniais. 10 3. Aumento da divulgação do município: buscando a divulgação deste objetiva-se levar para Castro os diversos ramos do turismo e do negocio. 2. torna-se necessário que a cidade esteja adaptada para demanda. tendo em vista as diversas atividades que já são realizadas e ressaltá-las de maneira a englobar ainda mais os órgãos públicos e privados do município. 3. na tentativa de englobar os moradores do município em seus diversos níveis de escolaridade e qualificação profissional para atender a demanda do turismo. sendo eles naturais ou construídos.DIRETRIZES O município de Castro possui vários atrativos turísticos. Sendo assim. norteando as seguintes diretrizes: 1. 4. como os museus e igrejas como atração do turismo local.

4. Consequentemente apoiar os meios e . 11 5. a fim de auxiliar nas decisões governamentais. espera-se da Secretaria Municipal de Indústria. além de liderar campanhas que resultem em conquistas de obras de infraestrutura e o fortalecimento da economia. Regionalização Promover uma regionalização a fim de criar uma integração entre os municípios próximos a Castro. 6. seja nas áreas ligadas diretamente ou indiretamente ao turismo. Sendo assim. além das sugestões para os Projetos de Lei que visem criar incentivos para as indústrias que vierem se instalar no Município ou que instaladas. comercial e de serviços. constituindo uma estratégia facilitadora do desenvolvimento territorial integrado. Mesmo recebendo um grande numero de turistas a população não possui treinamento e qualificação para recebê-los. importante polo econômico as região. como Tibagi onde localiza-se o Cânion Guaterlá e Ponta Grossa. estimular e apoiar o processo de desenvolvimento econômico das iniciativas privadas relacionadas com o setor industrial. ou nas questões ligadas ou meio social e ambiental. Comércio e Turismo promover. Participação e dialogo com a sociedade Todo o planejamento de turismo e de atração de turistas deve ser divulgado de forma clara e objetiva para a população. assim prevemos para o ano de 2020 a capacitação de toda população ligada diretamente ou indiretamente com o turismo. A realização de estudos torna-se indispensável. O município hoje não possui uma infraestrutura adequada. como os turistas. para que eles possam participar e opinar nos planos e objetivos propostos.VISÃO DE FUTURO O Plano Municipal de Turismo tem como objetivo o crescimento municipal. e também no que se refere à infraestrutura e equipamentos coletivos. tenham a intenção de ampliar-se. e como visão do futuro para 2020 o município terá infraestrutura básica para atender tanto a população local.

Para que essas discussões ocorram os envolvidos devem se encontrar mensalmente para discutir o andamento do plano. Secretaria Municipal da Criança e Desenvolvimento Social. principalmente quando se refere à pesquisa. Em 2020 espera-se que festas e eventos sejam realizados com frequência a fim de atrair mais pessoas. e os pontos positivos e . Secretaria Municipal de Planejamento. a gestão deve atuar de forma democrática. pretendemos dar maior ênfase é o Museu do Tropeiro. 5. por meio de discussões dos projetos e troca de ideias para que os objetivos sejam alcançados. por ser uma das primeiras e mais antiga do estado. as associações e os órgãos competentes. guarda grande parte da história do Estado do Paraná. possuindo um fluxo significativo de visitantes através dos próprios moradores do município. com os empreendimentos. a fim de criar condições favoráveis para os turistas e para as pessoas ligadas ao turismo no município. no qual a prefeitura municipal. a Secretaria Municipal de indústria. para que assim todos possam buscar o melhor para o município e para a população. Assim as instituições que participariam desta gestão seriam: a Prefeitura Municipal de Castro. 12 iniciativas que minimizem a questão do desemprego e aumentem a circulação de renda necessária ao crescimento do Município Vários locais são visitados em Castro. Outro ponto no município é a colônia de Castrolanda. O desenvolvimento do turismo municipal. Sendo assim. formando um conselho para a melhor execução deste. muito caracterizada pelos laticínios provenientes da indústria de leite que atraem mais turistas para a região.GESTÃO Para realizar com sucesso este plano de turismo. além de empresas privadas devem se relacionar. que os setores envolvidos nesta área estejam trabalhando em sua capacidade máxima e se expandindo cada vez mais. espera-se também. comércio e turismo. como também de outras regiões. artesãos e as associações de moradores. Para alcançar tais visões será necessária uma parceria com os órgãos públicos e a população ligada ao turismo. envolvendo a sociedade e direcionando as verbas arrecadadas para locais adequados.

Dentre os objetivos seria oferecer a região de Castro uma grande variedade de hotéis para hospedar os turistas e de restaurantes com diferentes ambientes servindo o prato típico da região o Castropeiro. na colônia de Castrolanda. gerando não só um turismo de lazer. para que possam elaborar o mapeamento dos pontos turísticos. Nesta perspectiva se faz necessário à contratação de geografo. fazer o levantamento de fauna e flora e espécies de aninais. através de propagandas e acordos realizados pela prefeitura. e o resgate da historia de Castro. Com a atuação do conselho formado pelos participante já citados. composto por feijão tropeiro. satisfazendo assim os diversos gostos e apresentando a cidade com o intuito de estadia ou retorno. historiador. acompanhado de pão caseiro. carne bovina e suína. descobrir e criar novas potencialidades turísticas para o município e região. e social com a melhoria de vida da população por meio de ações que valorizem a cultura e a região. quibebe de abobora. publicitário entre outros profissionais. . couve com torresmo. 6. mas também de pesquisa. criar propagandas para atrair os visitantes de fora. 13 negativos encontrados.OBJETIVOS 6.Objetivos Estratégicos Dentro dos objetivos estratégicos o Plano Municipal do Turismo visa desenvolver o município de Castro no âmbito econômico gerando empregos e profissionais qualificados. Criação de projetos de pesquisa que visam o estudo histórico do Paraná por meio de relatos de pioneiros e objetos do período que contem a história do estado e sua contribuição para o período minerador do Brasil. e a partir disso a tomada de medidas para a execução do plano turístico. levantamentos de necessidades infraestruturais e sociais seriam realizados a fim de aumentar. também doce e alimentos derivados do leite. para os atrativos turísticos de Castro. turismólogo. Com o Plano do Turismo Municipal busca-se atrair a comunidade nacional e internacional.1. a fim de despertar o interesse em investimento de faculdades e instituições de pesquisas. biólogo.

PROGRAMA: CASTRO. como museus históricos e as características do município.METAS E AÇÕES (2015 a 2018) Com a perspectiva do aumento do turismo no município de Castro/Pr. além da capacitação de pessoas para atendem a demanda de turismo 7. 7. promover um marketing por meio de propagandas a fim de divulgar a região de Castro com o intuído de demonstrar os pontos turísticos e os serviços oferecidos no município em escala nacional e internacional. aumentar o investimento em propaganda. principalmente a internet com a criação de sites ou blogs. MAIS HOTÉIS. 7.PROGRAMA: CASTRO. infra estrutura. . no numero de hospedagem e restaurantes. Desta forma. Entretanto para promover e aumentar o potencial turístico de Castro outro objetivo seria a qualificação profissional que demanda maior quantidade de pessoas disponíveis e qualificadas para atuar nessa área com a finalidade de melhorar a qualidade de atendimento aos turistas. 14 Além disso. destacando as características locais. MEU DESTINO CERTO – Viaje nessa ideia. porém pouco explorado. Investir na área de marketing. mudanças tem de ser realizadas para que a cidade possa atender a demanda de turista que tende a aumentar nas novas perspectivas. que é a principal proposta de regionalização deste plano. consequentemente gerando mais empregos no município.1 . a atração de turistas para a região irá gerar uma demanda de melhor infraestrutura como a melhoria de estradas e vias de acesso tanto a colônia Holandesa Castrolanda.2 . através de meios de comunicação. A parceria com órgãos públicos é outro objetivo. tendo em vista que a cidade contém bastante acervo histórico e belezas naturais acerca do rio Iapó. Metas essas que são. os meios de comunicação existentes serviriam de ferramenta para essa ação. como a internet e também e emissora de radio e televisão. como ao Cânion Guaterlá. Incentivar o turista a prestigiar essa cidade.

mas também consequentemente aumentaria o numero de empregos na cidade. Contudo.5 . seria pertinente o investimento em hotéis e pousadas. um numero reduzido para um fluxo grande de turistas. neste fato aumentar essas instituições para que possa atender a grande demanda de turista na região. cafés. o turismo favorecendo a oferta de emprego. sendo assim.3 . 7. A quantidade de restaurante que a cidade possui é insuficiente para atender ao grande fluxo que se pretende ao plano de turismo. a cidade contém somente 5 pousadas e hotéis. de modo a possibilitar a acessibilidade ao município.PROGRAMA: CASTRO. sendo uns dos principais pontos turístico da cidade. Investir nos transportes de ônibus entre as cidades de Tibagi/Pr e Ponta Grossa/PR.4 . as mudanças não favorece somente ao turista e ao fluxo econômico da cidade. LEVANDO VOCÊ AO TURISMO. dentre outro que busquem atender as preferencias e necessidades dos turistas. aumentado de 5 para 15 hotéis e pousadas. deste modo propor-se aumentar de 5 para 15 restaurantes de diversas modalidades. que o mesmo possui pouco numero de estabelecimento de hospedagem. buffet tradicional. comidas típicas. tendo em vista aos sites de busca. 15 Ao partir do fato que os turistas irão passar uns dias no município. ao objetivar mudanças na cidade favorecendo ao recebimento e fluxos de turista. provocando uma regionalização neste municípios próximos através do turismo. no entanto não contem muitas instituições de capacitação para moradores que se interessam pelo turismo. 7. 7.PROGRAMA: TRABALHAR NO TURISMO É EM CASTRO. neste contexto. no entanto. O município conta com os estagiários do curso de história para trabalhar nos museus da cidade.PROGRAMA: RESTAURANTE EM CASTRO – A mais saborosa combinação. .

pr.br/> Acesso em 7/8/2014 _____. 16 8 .gov.gov. PIB Agropecuário do Brasil. _____.br/xtras/home.pr.br/cadernos/Montapdf.gov.castro.REFERÊNCIAS BRASIL. O turismo fazendo muito mais pelo Brasil. Disponível em: <www.br/site/> Acesso em 7/8/2014. IBGE.mppr.br/site/index. Disponível em: http://www. Brasilia.ipardes. 2013.ibge.ibge.ipardes.php> Acesso em 7/8/2014.mp.gov. GEMPAR. . Disponível em: <www.php?option=com_content&view=article&id =458:castro-tem-o-23o-pib-agropecuario-do-brasil-e-o-1o-do- parana&catid=13:secretaria-municipal-de-agricultura&Itemid=36> Acesso em 8/8/2014. Castro.gov.php?codlocal=48&btOk=ok> acesso em 7/8/2014. Disponível em: www. Disponível em: < http://www2.php?Municipio=84160> Acesso em 8/8/2014.br/perfil_municipal/MontaPerfil. Disponível em: < www. ______. IPARDES.cidades. Prefeitura de Castro. Informações Municipais para Planejamento Institucional. Ministério do Turismo.gov. cidades.br/cid/castro. Plano Nacional do Turismo 2013/2016.pdf> Acesso em 14/8/2014.castro. Disponível em: <www.